• 1. Grupo de Pesquisa em Educação Digital GPe-du Profa. Dra. Eliane SchlemmerPrograma de Pós-Graduação em Educação UNISINOS
  • 2. Janilse Vasconcelos O uso de Objetos de Aprendizagem nas Práticas Pedagógicas nos cursos de Matemática e Letras do Centro Universitário Franciscano – UNIFRA
  • 3. O problema... <ul><li>O problema dessa dissertação consiste em investigar, a fim de compreender, como são desenvolvidas as práticas pedagógicas com Objetos de Aprendizagem, no contexto dos cursos de Matemática e Letras na UNIFRA?</li></ul>
  • 4. Objetivo... <ul><li>O objetivo principal dessa dissertação consiste em compreender as representações que os professores têm a respeito do uso dos Objetos de Aprendizagem na sua prática pedagógica. </li></ul>
  • 5. Objetivos Específicos... <ul><li>Reconhecer os pressupostos teóricos que fundamentam a compreensão que os professores têm sobre Objetos de Aprendizagem. </li></ul><ul><li>Instigar os professores a refletir sobre o uso de Objetos de Aprendizagem no contexto das práticas pedagógicas. </li></ul><ul><li>Contribuir no processo de formação continuada dos professores universitários a fim de construir uma estratégia pedagógica para a utilização dos Objetos de Aprendizagem nas licenciaturas, reconhecendo seus limites e potencialidades, </li></ul><ul><li>Compreender a importância de um processo formativo continuado, apoiado por um trabalho de assessoria ao professor no contexto do uso de Objeto de Aprendizagem na prática pedagógica. </li></ul>www.unifra.br/rived
  • 6. Paulo Gaspar Graziola Jr. Aprendizagem com mobilidade na perspectiva dialógica: novas possibilidades para as práticas pedagógicas?
  • 7. Problema... Como as TMSF podem contribuir para práticas pedagógicas que privilegiem o desenvolvimento de competências numa perspectiva dialógica e cooperativa?
  • 8. <ul><li>Aportes Teóricos... </li></ul><ul><li>Sociedadeem Rede e Cibercultura </li></ul><ul><li>Processos formativos e práticas Pedagógicas com o uso de Tecnologias Digitais </li></ul><ul><li>Contexto da inovação </li></ul><ul><li>Aprendizagem com mobilidade </li></ul>
  • 9. Metodologia...Estudo de caso Pesquisa participante
  • 10. Daiana Trein Telepresença por meio de avatares: Possibilidades na Formação Docente em Mundos Digitais Virtuais 3D
  • 11. Questionamentos.... “EAD não funciona...” “EAD nunca vai ser melhor do que o ensino presencial que tem professor...” “Não adianta, o contato com o professor é fundamental para o aprendizado...”“Não é possível realizar discussões e interações na EAD, por isso a qualidade vai ser sempre inferior...” Origem... O interesse por esta temática surge no contexto da minha relação com a tecnologia e história de vida, em conjunto com meu processo de formação na graduação, especialização e na minha trajetória profissional. Refletindo... Não tem professor? Falta de presença? Eu digital virtual Telepresença: presença digital virtual Níveis de Interação
  • 13. A pergunta... Como a telepresença por meio de avatares, possibilitada através dos MDV3D, pode contribuir no contexto da formação de professores na modalidade a distância, de forma a provocar o rompimento de paradigmas quanto ao conceito de presença e mediação pedagógica?
  • 14. <ul><li>Desta problemática emergem ainda dúvidas e questionamentos que acompanharão esse processo investigativo... </li></ul><ul><li>Como o professor percebe e representa a sua ação no contexto dos MDV3D? </li></ul><ul><li>De que forma a construção da identidade digital virtual por meio do avatar influencia na telepresença em MDV3D? </li></ul><ul><li>Quais as aproximações e distanciamentos que podem ser identificados quanto ao processo de formação de professores na educação presencial e na EaD em MDV3D?</li></ul><ul><li>Que paradigmas educacionais norteiam a prática pedagógica do professor nos MDV3D?</li></ul><ul><li>Que possibilidades são criadas com o uso dos MDV3D na formação de professores? </li></ul><ul><li>Como a telepresença em MDV3D pode colaborar na aprendizagem?</li></ul><ul><li>Os MDV3D e a telepresença podem contribuir para o rompimento paradigmas educacionais? </li></ul>
  • 15. Ederson Locatelli A Construção de Redes Sociais no processo de Formação Docente na modalidade a distância em Mundos Digitais Virtuais em 3D: O caso do Programa Loyola
  • 16. Educação, Cibercultura e Redes Sociais   Formação Docente em e para a EaD Pedagogia Inaciana ECODI
  • 17. O Problema… Investigar as inter-relações entre os cinco pontos do Paradigma Pedagógico Inaciano (Contexto-Experiência-Reflexão-Ação-Avaliação) e como ele surge no contexto da construção de redes sociais nos processos de formação docente na modalidade a distância em MDV3D.
  • 18. Luciana Backes Configuração do Espaço de Convivência Digital Virtual: a Cultura Emergente
  • 19. Esquema do Projeto de Tese
  • 20. O Problema... Quais são as culturas dos espaços físicos que evidenciamos na convivência digital virtual, quais as (re)significações da cultura que podem ser evidenciadas nos sujeitos em formação e que tipo de cultura emerge das relações e que são próprias destes espaços digitais virtuais?
    Please download to view
  • All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
    ...

    Reunião Linha de Pesquisa- GPe-du UNISINOS

    by daiana-trein

    on

    Report

    Category:

    Technology

    Download: 0

    Comment: 0

    196,389

    views

    Comments

    Description

    Download Reunião Linha de Pesquisa- GPe-du UNISINOS

    Transcript

  • 1. Grupo de Pesquisa em Educação Digital GPe-du Profa. Dra. Eliane SchlemmerPrograma de Pós-Graduação em Educação UNISINOS
  • 2. Janilse Vasconcelos O uso de Objetos de Aprendizagem nas Práticas Pedagógicas nos cursos de Matemática e Letras do Centro Universitário Franciscano – UNIFRA
  • 3. O problema... <ul><li>O problema dessa dissertação consiste em investigar, a fim de compreender, como são desenvolvidas as práticas pedagógicas com Objetos de Aprendizagem, no contexto dos cursos de Matemática e Letras na UNIFRA?</li></ul>
  • 4. Objetivo... <ul><li>O objetivo principal dessa dissertação consiste em compreender as representações que os professores têm a respeito do uso dos Objetos de Aprendizagem na sua prática pedagógica. </li></ul>
  • 5. Objetivos Específicos... <ul><li>Reconhecer os pressupostos teóricos que fundamentam a compreensão que os professores têm sobre Objetos de Aprendizagem. </li></ul><ul><li>Instigar os professores a refletir sobre o uso de Objetos de Aprendizagem no contexto das práticas pedagógicas. </li></ul><ul><li>Contribuir no processo de formação continuada dos professores universitários a fim de construir uma estratégia pedagógica para a utilização dos Objetos de Aprendizagem nas licenciaturas, reconhecendo seus limites e potencialidades, </li></ul><ul><li>Compreender a importância de um processo formativo continuado, apoiado por um trabalho de assessoria ao professor no contexto do uso de Objeto de Aprendizagem na prática pedagógica. </li></ul>www.unifra.br/rived
  • 6. Paulo Gaspar Graziola Jr. Aprendizagem com mobilidade na perspectiva dialógica: novas possibilidades para as práticas pedagógicas?
  • 7. Problema... Como as TMSF podem contribuir para práticas pedagógicas que privilegiem o desenvolvimento de competências numa perspectiva dialógica e cooperativa?
  • 8. <ul><li>Aportes Teóricos... </li></ul><ul><li>Sociedadeem Rede e Cibercultura </li></ul><ul><li>Processos formativos e práticas Pedagógicas com o uso de Tecnologias Digitais </li></ul><ul><li>Contexto da inovação </li></ul><ul><li>Aprendizagem com mobilidade </li></ul>
  • 9. Metodologia...Estudo de caso Pesquisa participante
  • 10. Daiana Trein Telepresença por meio de avatares: Possibilidades na Formação Docente em Mundos Digitais Virtuais 3D
  • 11. Questionamentos.... “EAD não funciona...” “EAD nunca vai ser melhor do que o ensino presencial que tem professor...” “Não adianta, o contato com o professor é fundamental para o aprendizado...”“Não é possível realizar discussões e interações na EAD, por isso a qualidade vai ser sempre inferior...” Origem... O interesse por esta temática surge no contexto da minha relação com a tecnologia e história de vida, em conjunto com meu processo de formação na graduação, especialização e na minha trajetória profissional. Refletindo... Não tem professor? Falta de presença? Eu digital virtual Telepresença: presença digital virtual Níveis de Interação
  • 13. A pergunta... Como a telepresença por meio de avatares, possibilitada através dos MDV3D, pode contribuir no contexto da formação de professores na modalidade a distância, de forma a provocar o rompimento de paradigmas quanto ao conceito de presença e mediação pedagógica?
  • 14. <ul><li>Desta problemática emergem ainda dúvidas e questionamentos que acompanharão esse processo investigativo... </li></ul><ul><li>Como o professor percebe e representa a sua ação no contexto dos MDV3D? </li></ul><ul><li>De que forma a construção da identidade digital virtual por meio do avatar influencia na telepresença em MDV3D? </li></ul><ul><li>Quais as aproximações e distanciamentos que podem ser identificados quanto ao processo de formação de professores na educação presencial e na EaD em MDV3D?</li></ul><ul><li>Que paradigmas educacionais norteiam a prática pedagógica do professor nos MDV3D?</li></ul><ul><li>Que possibilidades são criadas com o uso dos MDV3D na formação de professores? </li></ul><ul><li>Como a telepresença em MDV3D pode colaborar na aprendizagem?</li></ul><ul><li>Os MDV3D e a telepresença podem contribuir para o rompimento paradigmas educacionais? </li></ul>
  • 15. Ederson Locatelli A Construção de Redes Sociais no processo de Formação Docente na modalidade a distância em Mundos Digitais Virtuais em 3D: O caso do Programa Loyola
  • 16. Educação, Cibercultura e Redes Sociais   Formação Docente em e para a EaD Pedagogia Inaciana ECODI
  • 17. O Problema… Investigar as inter-relações entre os cinco pontos do Paradigma Pedagógico Inaciano (Contexto-Experiência-Reflexão-Ação-Avaliação) e como ele surge no contexto da construção de redes sociais nos processos de formação docente na modalidade a distância em MDV3D.
  • 18. Luciana Backes Configuração do Espaço de Convivência Digital Virtual: a Cultura Emergente
  • 19. Esquema do Projeto de Tese
  • 20. O Problema... Quais são as culturas dos espaços físicos que evidenciamos na convivência digital virtual, quais as (re)significações da cultura que podem ser evidenciadas nos sujeitos em formação e que tipo de cultura emerge das relações e que são próprias destes espaços digitais virtuais?
  • Fly UP