Guia Empresas Entidades (2)

  • Published on
    21-Oct-2014

  • View
    560

  • Download
    0

DESCRIPTION

Guia de Participao para Estados & Municpios

Transcript

EXPOSIO MUNDIAL XANGAI 2010Guia de ParticiPao Para emPresas e entidades setoriais

No perodo de 1 de maio a 31 de outubro de 2010, acontecer na China a Expo Xangai 2010. Duran-te a exposio, cada pas apresenta a sua cultura, a sua sociedade, os seus avanos tecnolgicos e a sua competitividade econmica e comercial no intuito de aprofundar as relaes econmico-comerciais, o intercmbio tecnolgico e cultural, a promoo do desenvolvimento e os laos de amizade entre os pases. A Expo Xangai 2010 j conta 192 pases inscritos e 49 organizaes internacionais, A organizao do evento prev 70 milhes de visitantes no perodo.

Com o tema Cidade melhor, vida melhor (Better City, Better Life), a Expo Xangai 2010 busca dar ao visitante uma viso das cidades no futuro, sob a ptica dos seis sub-temas:

tecnologia da informao e desenvolvimento urbano; patrimnio cultural e regenerao urbana; cincia & inovao tecnolgica e futuro urbano; responsabilidades urbanas e mudanas ambientais; transformaes econmicas e relaes urbano rural; cidade da harmonia e vida sustentvel.

1. LOCALIZAO

Ocupando uma rea de 5,28 km (528 hectares), o Parque de Exposio inclui pavilhes de pases e temticos, os locais para atividades culturais, cento de convenes para eventos variados e espaos de convivncia.

a. Pavilhes nacionais: edifcios em trs tamanhos (1.000, 2.000 ou 3.000 m2), de construo prpria ou por aluguel de espao, com pases expondo isoladamente ou em bloco;

b. Pavilho chins: um edifcio do pavilho nacional desenhado no conceito de Coroa oriental, de 47.000m2, um pavilho regional conjunto de 38.000m2 e um pavilho de Hong Kong, Macau e Taiwan;

c. Pavilhes temticos: localizados na Zona B, desenhado no formato ambiental-mente amigvel, com rea de 80 mil m2 ;

a primeira expo realizou-se em Londres, em 1851, apresen-tando ao mundo os avanos tecnolgicos e promovendo intercmbio cultural.

a exposio mundial organi-zada pelo Bureau internatio-nal des expositions (B.i.e.), no formato de feira de naes, realizada a cada cinco anos.

d. Pavilhes setoriais:

e. Expo Center: um espao com 140 mil m, que compreende diversos espaos que podem ser utilizados para cerimnias, conferncia de imprensa, fruns, alm de ma-nifestaes artsticas diversas.

2. O BRASIL NA EXPO XANGAI 2010

O Brasil realizar durante a Expo atividades de posicionamento de imagem-pas, de promoo de comrcio e investimentos, de divulgao de destinos tursticos, de apresentao das ino-vaes tecnolgicas e da competitividade do pas, de discusses tcnico-cientficas, de disse-minao de melhores prticas de poltica pblica brasileiras voltadas aos temas da exposio alm de promover as manifestaes culturais brasileiras.

Com o tema Cidades pulsantes: sinta a vida das cidades brasileiras, o pavilho apresentar as cidades brasileiras que passam por transformaes em busca de solues urbanas com vistas ao desenvolvimento sustentvel e ao bem estar dos cidados. So cidades que se transformam pela ao coordenada de governos, entidades da sociedade civil, setor produtivo e de seus habi-tantes por meio de projetos criativos e inovadores. O tema do pavilho se sustenta em trs eixos:

Desenvolvimento com sustentabilidade / Bem estar; Espaos democrtico / Participavo Popular; Diversidade / Cidade Global.

O logotipo do pavilho foi inspirado nos braos abertos do Cristo Redentor, no intuito de ex-pressar a receptividade do Brasil, reforando valores como aceitao, afetividade, alegria e diversidade cultural.

Inspirado na brasilidade o artesanato brasileiro, o tranado, a cultura, o folclore e o universo ldico popular , o pavilho brasileiro fundamentando-se no design dos irmos Humberto e Fernando Campana internacionalmente reconhecidos.

O pavilho brasileiro ocupar um prdio de 2.000 m2, que incluir restaurante, boutique de produtos brasileiros, auditrio para 300 pessoas, lounge VIP com espao para eventos empre-sariais, coquetis de networking, sala para coletiva de imprensa e outros servios.

3. COMO PARTICIPAR?

As empresas brasileiras podero se beneficiar da oportunidade de posicionar a sua marca di-vulgando produtos e servios no pavilho bra-sileiro da Expo 2010.

3.1. Doao de produtos para a decorao do pavilho

O pavilho possui quatro espaos especialmen-te desenhados para a utilizao de mobilirio e de objetos de decorao brasileiros: o restau-rante, a boutique, o lounge VIP e os escritrios do Comissariado Geral brasileiro na exposio. Os demais ambientes so espaos exclusiva-mente destinados apresentao de material audiovisual utilizando diferentes tipos de mdia e equipamentos eletro-eletrnicos.

3.2. Utilizao do Lounge VIP

A rea VIP foi concebida com a finalidade de re-alizar atividades de promoo de exportao de produtos e servios tais como encontro de neg-cio, lanamento de produtos, recepo de dele-gaes de misso comercial, realizao de coque-tis de networking e espao exclusivo para que as empresas recebam seus clientes e parceiros.

Na atrao de investimentos estrangeiros di-retos, o ambiente adequa-se para a realizao de seminrios para potenciais investidores, de at 50 pessoas. O mesmo mini-auditrio pode-r ser utilizado para a realizao de workshops, de seminrios tcnicos e de coletivas de imprensa.

3.3. Insero de contedo audiovisual

a. sala de cenas cotidianas

Exibe cenas das cidades brasileiras na forma de mosaico de pessoas, produtos, empresas, gas-

tronomia, destinos tursticos, inovaes tecnolgicas, escritrios, linhas de produo, infra-es-trutura e afins. Os vdeos sero exibidos em vrias telas de LCD, simultaneamente, com durao entre 15 e 30 segundos, expondo o visitante um pout-pourri de cenas brasileiras.

b. salo das cidades pulsantes

Ambiente de estmulos sensoriais que cria no visitante a alegria de estar em um ncleo urbano brasileiro, marcado pela dinamismo e pela vitalidade.

Telas de vdeowall exibem filmes de at 60 se-gundos com roteiros tursticos, evoluo da urbanizao das cidades brasileiras, grandes obras de engenharia, imagens da arquitetura nacional, imagens da produo industrial e a miscigenao de raas. Ademais, solues interativas, com tecnologia touch screen, compem o ambiente que busca demonstrar a riqueza e a diversidade do pas.

c. tnel as energias que movem as cidades

Telas gigantes exibem vdeos que comunicam a energia da atividade laboral e da fora da in-dstria brasileira. Apresentam a matriz energ-tica limpa e variada que move o Brasil, alm das suas aplicaes no mundo e os seus avan-os cientfico-tecnolgicas. A energia da rede de telecomunicaes que cobre o territrio nacional viabilizando a integrao de um pais de dimenses continentais e viabilizando o seu crescimento sustentado.

d. telas de Lcd localizadas no restaurante & Bar Brasil

O restaurante tambm possui telas de LCD que exibiro contedo audiovisual de empresas e cenas brasileiras.

3.4. Fornecimento de alimentos, bebidas, equipa-mentos de cozinha, talheres, objetos de decora-o e outros produtos para o Restaurante & Bar de comidas brasileiras

Empresas produtoras de alimentos e bebidas, equipamentos para cozinha e afins tero a oportunidade de fornecer para o restaurante e bar de comidas brasileiras.

Para tanto, devero se habilitar junto Secretaria Executiva do Comissariado Brasileiro.

3.5. Restaurante & Bar de comidas brasileiras gourmet para recepo de clientes e de parceiros

Aberto ao pblico, o restaurante oferecer um cardpio gourmet criado por chefes renoma-dos, com ingredientes brasileiros, inspirados na culinria regional.

A carta de vinhos, cachaas, cervejas e outras bebidas nacionais representar toda a indstria do pas, harmonizando-as com o cardpio. Os sucos e as sobremesas contemplaro a diversida-de da flora e da produo nacional.

H espao para pocket shows, piano bar e voz e violo. Excelente local para happy hours, al-moos e jantares.

Com possibilidade de reserva parcial ou total para empresas que desejem realizar eventos para seus clientes. Nessas ocasies, a empresa poder optar por mudar a decorao de acordo com a sua necessidade.

3.6. Venda de produtos brasileiros na Loja Brasil

O pavilho brasileiro fundamenta-se no estmulo sensorial do visitante, para que essa bem su-cedida experincia estenda-se sua vida fora do pavilho, haver uma boutique para a venda de souvenirs brasileiros.

3.7. Organizao de seminrios, workshops e afins

O pavilho dispe de mini-auditrio de 50 lu-gares para a realizao de seminrios tcnicos, workshop, conferncias de imprensa e outras atividades relacionadas.

E-mail: suelma.rosa@apexbrasil.com.br Telefone: + 55 (61) 3426.0257 Celular: + 55 (61) 8122.1895 Fax: + 55 (61) 3426.0222 Website: www.apexbrasil.com.br

4. SERVIOS ADICIONAIS A EMPRESAS

A Expo 2010 representa uma excelente oportunidade para:

Orientao sobre oportunidades de negcios com a China e com pases asiticos fundamentados em estudos de inteligncia de mercado;Organizao de encontros de negcio; Busca de parceiros comerciais; Divulgao de projetos qualificados de atrao de investimento; Orientao no envio de amostras e de produtos para exposio; Orientao na produo de material audiovisual para uso das telas e espaos interativos disponveis;Servios relacionados ao uso dos espaos de exposio do pavilho, segundo ne- gociao e agendamento prvio;Espao no portal do Brasil para Expo Xangai 2010; Apoio na obteno de credenciais de visitantes, desde que a solicitao seja envia- da 30 dias antes da chegada China;Servio de traduo trilngue no pavilho: portugus, ingls e mandarim; Espao de exposio de logotipos.

5. ORGANIZAO DO PAVILHO BRASILEIRO

A coordenao da participao brasileira realizada pelo Ministrio do Desenvolvimento, In-dstria e Comrcio Exterior (MDIC). Tendo sido o presidente da Agncia Brasileira de Promoo de Exportaes e Investimentos (Apex-Brasil), nomeado Comissrio Geral da Expo 2010 e res-ponsvel pela realizao do evento.

COMISSARIADO DO BRASIL NA EXPO XANGAI 2010

Comissrio Geral: Alessandro Teixeira Comissrio Geral Adjunto: Ricardo Schaefer

E-mail: comissariado.expo2010@apexbrasil.com.br Telefone: (61) 3426 0202

Fax: (61) 3426 0202

CONTATO NA SECRETARIA EXECUTIVA:

Suelma Rosa dos Santos coordenadora tcnica

Coordenao da participao brasileiraRealizao