Arquitetura dos dispositivos mveis

  • Published on
    13-Aug-2015

  • View
    47

  • Download
    0

Transcript

  1. 1. ARQUITETURA DE DISPOSITIVOS MVEIS
  2. 2. OS PRIMEIROS APARELHOS|HISTORIA Vrias fabricantes fizeram testes entre o ano de 1947 e 1973, contudo a primeira empresa que mostrou um aparelho funcionando foi a Motorola. O nome do aparelho era DynaTAC e no estava a venda ao pblico (era somente um prottipo). O primeiro modelo que foi liberado comercialmente nos EUA (alguns outros pases j haviam recebido aparelhos de outras marcas) foi o Motorola DynaTAC 8000x. Isso ainda no ano de 1983, ou seja, dez anos aps o primeiro teste realizado.
  3. 3. O QUE SO DISPOSITIVOS MVEIS? Um dispositivo mvel, designado popularmente em ingls por handheld um computador de bolso habitualmente equipado com um pequeno ecr (output) e um teclado em miniatura (input). Em alguns aparelhos, o output e o input combinam-se num ecr tctil (touchscreen).
  4. 4. O QUE SO DISPOSITIVOS MVEIS? Hoje em dia existem os smartphones, que faz o papel de vrios dispositivos em um s aparelho.
  5. 5. OS DISPOSITIVOS MVEIS MAIS COMUNS SO: Smartphone; PDA (Personal digital assistant); Celular; Console porttil; Televiso porttil. Aparelhos GPS (Sistema de posicionamento Global) E computadores mveis: Notebooks e Tablets PCs.
  6. 6. OS DISPOSITIVOS MVEIS MAIS COMUNS SO: Exemplos: PDA Celular Console Porttil
  7. 7. SISTEMA OPERACIONAL DOS DISPOSITIVOS MVEIS Um sistema operativo um programa ou um conjunto de programas cuja funo gerir os recursos do sistema.
  8. 8. SISTEMA OPERACIONAL DOS DISPOSITIVOS MVEIS Sistemas operacionais Atualmente os principais sistemas operacionais existentes so: Java ME(em alguns celulares), Blackberry OS, Windows Mobile, Windows Phone, iOS,Symbian, WebOS, Android e Maemo, MeeGo, sendo os cinco ltimos baseados em Linux. Distribuio dos Sistemas operacionais 1. Nokia - Symbian - 39% do mercado 2. Google - Android 37% do mercado. 3. Apple - iOS - 13% de participao de mercado. 4. Samsung - Bada OS 12% de participao de mercado.
  9. 9. SYMBIAN O Symbian um consrcio de vrias empresas, fundado em 1998 e que est em plena operao at os dias de hoje; formado pelas empresas Nokia, Siemens, Samsung, Ericsson, Sony Ericsson e Panasonic, atualmente pertence a Nokia, que adquiriu a quase totalidade de suas aes em dezembro de 2008. Empresas no-pertencentes ao consrcio podem licenciar o Sistema Operacional para utilizao em seus produtos.
  10. 10. SYMBIAN
  11. 11. ANDROID Android um sistema operacional baseado no ncleo do Linux; Desenvolvido pela Open Handset Alliance, liderada pela Google Inc; Mais de 1 milho e 500 mil aparelhos com o sistema operacional so ativados todos os dias.
  12. 12. ANDROID
  13. 13. BADA OS O Bada OS foi criado em 2010 pela Samsung; Com um propsito bsico de concorrer com grandes companhias como a Apple Inc; Tem 12% de participao no mercado mundial de smartphone.
  14. 14. BADA OS
  15. 15. IOS um sistema operacional mvel da Apple Inc; Desenvolvido originalmente para o iPhone; A Apple no permite que o iOS seja executado em hardware de terceiros.
  16. 16. IOS
  17. 17. WINDOWS PHONE Desenvolvido pela Microsoft; Sucessor da plataforma Windows Mobile; Ele vem com o conjunto de aplicaes bsicas do Windows.
  18. 18. WINDOWS PHONE
  19. 19. HARDWARE Assim como um computador normal, um smartphone um conjunto de hardwares que roda sob certo sistema operacional.
  20. 20. HARDWARE
  21. 21. HARDWARE
  22. 22. HARDWARE O principal componente do hardware do smartphone o SoC (System-on-a- Chip).
  23. 23. SOC (SYSTEM-ON-A-CHIP) O principal componente do hardware; Processador principal do sistema; Integra diversos outros processadores;
  24. 24. ARM (ADVANCED RISC MACHINE) RISC a abreviao de Reduced Instruction Set Computer; Utiliza um conjunto extremamente simples e reduzido de etapas; So projetados para terem consumo mnimo de energia, baixo aquecimento;
  25. 25. MEMRIA Nos smartphones existem dois tipos de memria; A funo da memria RAM guardar dados temporariamente para que o processador possa acessar informaes importantes com rapidez; A memria flash, por sua vez, aquela que possui a capacidade de receber informaes, como a memria RAM, mas no apagada quando o aparelho desligado;
  26. 26. TELAS: OLED X AMOLED X LCD At pouco tempo, o LCD reinava absoluto nas telas dos smartphones, mas, recentemente, ele passou a ser desafiado pelo OLED (Organic Light-EmittingDiode), que apresenta um conjunto de vantagens tcnicas, entre elas a melhor fidelidade de reproduo de cores, melhor ngulo de viso e consumo eltrico mais baixo. Podemos dizer que o princpio de funcionamento das telas OLED o oposto dasntelas de LCD. No LCD, a tela trabalha bloqueando seletivamente a luz emitida por LEDs Cada ponto da tela formado por um conjunto de trs clulas de cristal lquido (uma para cada cor primria), que so transparentes em seu estado original, mas ficam opacas ao receber uma carga eltrica, impedindo a passagem da luz.
  27. 27. NO OLED, SO USADOS POLMEROS CONTENDO SUBSTNCIAS ORGNICAS QUE BRILHAM AO RECEBER UM IMPULSO ELTRICO. CADA PONTO DA TELA COMPOSTO COM UMA PEQUENA QUANTIDADE DO MATERIAL, QUE, DEPOIS DE RECEBER OS FILAMENTOS E OUTROS COMPONENTES NECESSRIOS, SE COMPORTA COMO UM PEQUENO LED, EMITINDO LUZ. A principal diferena entre os OLEDs e os LEDs convencionais que os OLEDs so compostos lquidos, que podem ser "impressos" sobre diversos tipos de superfcie, usando tcnicas relativamente simples, enquanto os LEDs convencionais so dispositivos eletrnicos, que precisam ser construdos e encapsulados individualmente. Outro diferencial importante nas telas OLED que o contraste e a reproduo de cores so tambm bastante superiores (j que a luz no precisa passar por vrias camadas de vidro e plstico, como no caso do LCD), fazendo com que, quando colocadas lado a lado com as OLED, as telas de LCD paream ter um aspecto lavado.
  28. 28. COM O AMADURECIMENTO DA TECNOLOGIA, SURGIU O AMOLED (ACTIVE-MATRIX OLED), ONDE SO UTILIZADAS TELAS DE MATIZ ATIVA. A DIFERENA ENTRE AS DUAS TECNOLOGIAS QUE, NAS TELAS DE MATIZ PASSIVA, SO USADOS TRANSSTORES APENAS PARA AS LINHAS E COLUNAS (O QUE TORNA A ATUALIZAO MUITO MAIS LENTA, DEIXANDO UM RASTRO BORRADO EM CASO DE MUDANAS RPIDAS), ENQUANTO NAS TELAS DE MATIZ ATIVA, CADA PONTO DA TELA CONTROLADO DIRETAMENTE POR UM TRANSSTOR. NO CASO DAS TELAS AMLOED, ISSO SIGNIFICA INCLUIR UMA CAMADA ADICIONAL CONTENDO OS TRANSSTORES E AS TRILHAS NECESSRIAS, O QUE RETARDOU BASTANTE O DESENVOLVIMENTO DA TECNOLOGIA, J QUE MUITO DIFCIL PRODUZIR CIRCUITOS SOBRE MATERIAIS FLEXVEIS. Em tese, as telas AMOLED podem vir a se tornar mais baratas que as telas de LCD, j que elas utilizam um design mais simples, mas, por enquanto, elas ainda so mais caras, fazendo com que a escolha recaia sobre as vantagens tcnicas.
  29. 29. OLED X AMOLED X LCD
  30. 30. TECLADOS T9 T9 um termo derivado de Texton 9 keys (texto em 9 teclas em ingls). Basicamente o T9 usa a sequncia de teclas pressionada para prever as possveis palavras que seriam de interesse do usurio sem que ele tenha que realmente digitar letra por letra como no mtodo comum. SureType Um meio termo entre o QWERTY e o T9, o SureType, um sistema desenvolvido pela RIM e usado inicialmente no Blackberry Pearl. No SureType so includas duas colunas adicionais no teclado numrico, totalizando 20 teclas. As teclas adicionais permitem espalhar melhor as funes do teclado, de forma que cada tecla no acumule a funo de mais do que duas letras. O SureType foi adotado tambm pela HTC, que o utiliza no HTC Touch Dual. O SureType continua oferecendo a possibilidade de usar multitapping ou escrita preditiva, assim como no T9.
  31. 31. ENTRETANTO, A NOVA DISPOSIO DAS TECLAS FACILITA O USO DE AMBOS OS SISTEMAS, J QUE, COM APENAS DUAS LETRAS POR TECLA, O MULTITAPPING SE TORNA MAIS RPIDO E A ESCRITA PREDITIVA MAIS ACURADA, UMA VEZ QUE PASSAM A EXISTIR MENOS POSSIBILIDADES DE CONFLITOS ENTRE PALAVRAS. QWERTY Caso voc tenha se decidido por um modelo com teclado QWERTY, um fator importante a estudar e a levar em conta na hora da compra a disposio do cedilha e das demais teclas de acentuao, uma questo que pode tornar o uso do teclado bastante inconveniente se no for bem resolvida. O problema que a maioria dos aparelhos so originalmente desenvolvidos para serem usados no mercado norte-americano, onde, como bem sabemos, a lngua outra e os acentos no existem.
  32. 32. QUANDO OS MESMOS APARELHOS SO LANADOS NO BRASIL,OS FABRICANTES PRECISAM ADAPTAR O LAYOUT DO TECLADO, COMO PARTE DO PROCESSO DE REGIONALIZAO, ENCAIXANDO O CEDILHA E OS ACENTOS SEM MUDAR O LAYOUT DAS TECLAS (J QUE OS TECLADOS SO FEITOS DA FORMA MAIS COMPACTA POSSVEL, SEM ESPAO DISPONVEL PARA ADICIONAR MAIS TECLAS). COMO RESULTADO DISSO, AS SOLUES VARIAM BASTANTE DE UM FABRICANTE PARA OUTRO OU MESMO DE UM APARELHO PARA OUTRO.
  33. 33. TECLADO T9
  34. 34. TECLADO SURETYPE
  35. 35. TECLADO QWERTY
  36. 36. I. Alexsander Gabriel II. Virginia Carvalho III. Kristofferson Brenno IV. Stanaina Sousa V. Carlos Eduardo VI. Kssia Marcely GRUPO Voc livre para baixar/Editar este trabalho como se fosse seu! de sua inteira responsabilidade a utilidade do mesmo durante sua apresentao. espero que nosso grupo tenha ajudado voc com este pequeno trabalho, da mesma forma, agradecemos ao Slideshare por disponibilizar vrias informaes que aqui esto. Obrigado.

Recommended

View more >