Cartas s sete igrejas da sia - feso

  • Published on
    10-Jul-2015

  • View
    705

  • Download
    19

Transcript

CARTA S SETE IGREJAS DA SIA

CARTAS S SETE IGREJAS DA SIA FESO

(A igreja no final da era apostlica Scofield)

Apocalipse 2.1-7

(Sugesto: Use este estudo tendo a Bblia de Estudo de John MacArthur como apoio, edio SBB ou outra).

feso capital da provncia da sia (sia Menor, atual Turquia). Escrita por Paulo da priso em Roma, entre 60-62 d.C

A igreja foi fundada por quila, Priscila e Paulo, e teve a Timteo e Joo como pastores.Quando Paulo passava instrues aos presbteros de feso, ele lamentou o futuro daquela igreja (At 20.29,30).Paulo escreveu uma carta para feso e duas cartas para o seu pastor Timteo.

Neste estudo vou usar o livro do Pr. Israel Belo de Azevedo citado em nota de rodap e a Bblia de Estudo de John MacArthur e Lxico Grego-Portugus.I A NOTA DE LOUVOR (2.1-3)

1. Ao anjo da igreja. O presbtero ou o pastor da igreja.

2. Os aspectos positivos so ressaltados na vida da igreja:

3. Conheo as tuas obras, assim o teu labor (v.2). O remetente da carta tinha pleno conhecimento das obras da igreja. A igreja desenvolvia suas atividades naturais de igreja: batismo: adorao, evangelizao, batismo e ensino.

4. Mas tambm conhecia o seu labor, o trabalho custa de sofrimento (exaustivo). Palavra originada de koptos lamento, dor. Assim era o labor dos crentes efsios.

5. Conheo ...a tua perseverana (v.2). Caracterstica de algum que no demovido dos seus propsitos.

6. No podes suportar homens maus. Devido o destinatrio ser o anjo da igreja, muitos interpretam como sendo o lder da igreja. Assim a BV traduz: Sei que voc no tolera o pecado entre os membros da igreja Quem eram os homens maus? possvel que seja a liderana que se instalara na igreja, segundo o temor do apstolo Paulo (Atos 20.29,30).7. Os falsos apstolos eram aqueles que faziam a autoeleio, o autoinvestimento ou a auto-ordenao. Eram apstolos que no receberam chamado nem comissionamento. Mas, colocados prova, levados a conclio, foram achados mentirosos (pseudes=falsos).

8. O clmax da nota de louvor. Os efsios mostravam fidelidade doutrina, ao nome de Cristo. Eles trabalhavam pelo e no nome de Jesus, sem esmorecer (desanimarem).

9. Os problemas na igreja atual no diferem muito daqueles dos primeiros dias da igreja.

II A NOTA DE REPDIO E REPREENSO (2.4)

1. Louvar as atitudes dos primeiros dias dos crentes em feso no deixou de lado a repreenso que a igreja e o lder precisavam ouvir.

2. Tenho, porm contra ti. Assim como o elogio a repreenso faz bem. Talvez a igreja tivesse se perdido no ativismo social. Talvez a igreja tivesse perdido o seu calor evangelstico, talvez a igreja j no soubesse por que estava naquele endereo. Talvez a igreja, para alguns, fosse apenas um mero acaso (Se por acaso no tiver o que fazer eu passo por l!) Quantos agem assim hoje! Crentes por acaso!

3. Abandonaste o teu primeiro amor. que agora vocs no me amam como me amavam no princpio (BLH).4. Os crentes estavam-se mostrando omissos e negligentes com o seu primeiro amor. Como o rapaz que tira a jovem da casa de seus pais, e depois no honra o compromisso assumido, virando as costas para a jovem esposa. 5. O choro do noivo: Voc no me ama mais como naqueles dias de juras de amor: Nem as guas podem apagar o amor (Ct 8.7). MacArthur escreveu: Mas a paixo e o fervor dos efsios por Cristo haviam se tornado ortodoxia fria e mecnica.6. No primeiro amor, ou seja, os primeiros dias e meses ps-converso, h um verdadeiro fervor no novo professante. Cito Dan Kimball a respeito do crente e o seu tempo de casa (igreja): Estgio 1: Tornamo-nos cristos; Estgio 2: Ns nos tornamos parte da vida da igreja; Estgio 3: Tornamo-nos parte da bolha crist; e, Estgio 4: Tornamo-nos Jonas.

7. O esfriamento e o apego apaixonado e amoroso a Jesus perdeu-se no tempo. Os crentes de feso mereciam ser chamados tomada de atitude. III A NOTA DE EXORTAO E DE JUZO (2.5-6)

1. Primeira atitude: lembrar. Era preciso lembrar do envolvimento nos dias de fervor. s vezes tambm pensamos: Antigamente era bem diferente. Diferente quem, eu ou a igreja? Se respondermos a igreja, lembremos que eu (ns) sou a igreja.

2. De onde caste. Uma das idias no grego a de condio. Lembrar-se da condio antiga. Qual era a nossa condio, como nos comportvamos? Respondemos com saudade: Fomos uma igreja animada. Alguns chegam a dizer: Somos de outra gerao. Gerao dos sem TVs, dos sem DVDs, dos sem Cinema dos sem, sem, sem... Abraamos o presente sculo?

3. Se condio ou momento no tempo, o conselho era: Arrepende-te.

4. Depois: Volta a fazer as primeiras obras. Que volte a adorao, a evangelizao empolgante, o batismo e o ensino; a comunho, a mutualidade, o servio despojado, a contribuio liberal, a orao de splica e intercessria, o amor por misses, gerundiando em todos os sentidos.5. UMA NOTA GRAVE: E, se no. Agora o remetente da carta assume um tom ameaador. Se no houvesse mudana, as coisas no ficariam como estavam, com certeza.

6. Venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro. O lder e a igreja, seriam removidos, perderiam a condio de estar localizado como igreja. Perderiam o seu endereo. Seriam colocados embaixo do balde (Mt 5.15).

7. A igreja ainda tinha um pontinho: Odeias as obras dos nicolatas...eu tambm odeio (v.6).

8. Uma igreja que no satisfaz o propsito para o qual foi organizada no tem razo para existir.

IV A NOTA FINAL (v. 7)

1. Quem tem ouvidos, oua o que o Esprito diz s igrejas. Sinto que o que menos queremos ouvir; sinto tambm que quando ouvimos, nos comportamos como se no fosse conosco.

2. A ttulo de brincadeira (embora a coisa seja sria): Pena que os que precisavam ouvir a leitura da carta no vieram hoje.3. A carta dirigida igreja, no eximiu os crentes de suas responsabilidades. Pelo contrrio, cobrou responsabilidade.4. A esperana dos crentes vencedores: Ao vencedor.... Verdadeiros crentes usufruem a promessa do cu (MacArthur).Pr. Eli da Rocha Silva02/03/2014 Igreja Batista em Jd. Helena Itaquera S. Paulo

Bblia de Estudo John MacArthur

Azevedo, Israel Belo. Tem mensagem para voc. Ed. Vida S. Paulo

Kimball, Dan Eles gostam de Jesus, mas no da igreja. Ed. Vida

1

Recommended

View more >