Treinamento de CIPA modulo III - NR 6 - Equipamento de Proteo Individual

  • Published on
    22-Jan-2018

  • View
    260

  • Download
    2

Transcript

Treinamento de CIPAModulo IIICIPA Comisso Interna de Preveno de Acidentes O emprego do Equipamento de Proteo Individual uma determinao legal, contida na NR 6 O empregador assume a obrigatoriedade de fornecer gratuitamente, sem nenhum custo para o trabalhador, o EPI adequado para a tarefa a ser executada, como meio de neutralizar agentes fsicos, qumicos ou biolgicos, nocivos a sade do indivduo. Por outro lado, o empregado est obrigado a usar o EPI fornecido pela empresa de modo adequado e exclusivamente para o fim a que se destina, sendo a recusa ao uso do mesmo considerada infrao que pode ser punida, na forma da legislao, at mesma dispensa por justa causa do empregado faltoso. Nenhum EPI poder ser comercializado e/ou adquirido sem que possua o Certificado de Aprovao (C.A.), o qual atesta haver sido o equipamento aprovado pela autoridade competente apto para o fim a que se destina (expedido pelo MTA Ministrio do Trabalho e Administrao). Nenhum EPI poder ser comercializado e/ou adquirido sem que possua o Certificado de Aprovao (C.A.), o qual atesta o equipamento aprovado pela autoridade competente apto para o fim a que se destina (expedido pelo MTE Ministrio do Trabalho e Emprego).Obriga-se o empregador, quanto ao EPI: Adquirir o tipo adequado atividade do empregado; Fornecer ao empregado somente o EPI aprovado pelo MTE e de empresas cadastradas no DNSST/MTE; Treinar o trabalhador Portaria MTE 3214/78, que visa disciplinar as condies em que o mesmo deve ser empregado na proteo do trabalhador. O empregador quanto ao seu uso adequado; Tornar obrigatrio o seu uso; Substitu-lo, imediatamente, quando danificado ou extraviado; Responsabilizar-se pela sua higienizao e manuteno peridica; Comunicar ao MTE qualquer irregularidade observada no EPI.Obriga-se o empregado, quanto ao EPI: Usa-lo apenas para a finalidade a que se destina; Responsabilizar-se por sua guarda e conservao; Comunicar ao empregador qualquer alterao que o torne imprprio para o uso. Os EPIs so indicados para uso especficos e convencional de acordo com a necessidade do risco relacionado a atividade exercida. Com relao aos EPIs convencionais, as suas caractersticas so as seguintes:1 Proteo da cabeaCapacete protege contra impacto de objeto projetado e de impacto contra o objeto imvel, somente estar completo e em condies adequadas de uso se composto de : Casco: o capacete propriamente dito; Carneira: armao plstica, semielstica, que separa o casco do couro cabeludo e tem a finalidade de absorver a energia de impacto; Jugular: Fita envolto ao rosto que presta-se fixao de capacete cabea.CascoCarneiraJugular2 Proteo dos olhosculos de Segurana Protegem os olhos de impacto de materiais projetados e de impactos contra objetos imveis.3 Proteo facialProtetor facial Protege todo o rosto de impacto de materiais projetados e de calor radiante, podendo ser acoplado ao capacete. articulado com perfil cncavo de tamanho e altura que permitem cobrir todo o rosto, sem toca-lo, sendo construdo em acrlico, alumnio ou tela de ao inox.4 Proteo das laterais e parte posterior da cabeaCapuz: Protege as laterais e a parte posterior da cabea (nuca) de proteo das fagulhas, poeiras e similares. Para uso em ambientes de alta temperatura, o capuz equipado com filtros de luz, permitindo proteo tambm contra queimaduras.5 - Proteo respiratriaRespiradores e Mscaras: Protegem as vias respiratrias contra gases txicos, asfixiantes e contra aerodispersides (poeiras). Protegem no somente de envenenamento e asfixias, mas, tambm, de inalao de substncias que provocam doenas ocupacionais (silicose, siderose, etc...) H vrios tipos de mscaras para aplicao especficas, com ou sem demanda de ar respirvel.Proteo de membros superioresProtetor de Punho, Mangas e Mangotes: Protegem o brao, inclusive o punho, contra impacto cortantes e perfurantes, queimaduras, choques eltricos, abraso e radiaes ionizantes e no ionizantes.Proteo de membros superioresLuvas: Protegem os dedos e as mos de ferimentos cortantes e perfurantes, de calor, choques eltricos, abraso e radiaes ionizantes.Proteo AuditivaProtetor Auricular: Diminui a intensidade da presso sonora exercida pelo rudo contra o aparelho auditivo. Existem em dois tipos bsicos: Tipo PLUG (de borracha macia ou espuma de poliuretano), que introduzido no canal auditivo. Tipo CONCHA, que cobre todo o aparelho auditivo, e protege tambm o sistema de audio. O PROTETOR AURICULAR, no anula o som, mas reduz o RUDO a nveis compatveis com a sade auditiva. Proteo do TroncoPalet: Protege troncos e braos de queimaduras, perfuraes, projees de materiais particulados e de abraso, calor radiante e frio.Avental: Protege o tronco frontalmente e a parte dos membros inferiores alguns modelos (tipo barbeiro) protegem tambm os membros superiores contra queimaduras, calor radiante, perfuraes, projeo de materiais particulados, ambos permitindo uma boa modalidade ao usurio.Proteo da PeleLuva Qumica: Creme que protege a pele, especialmente do rosto e dos membros superiores contra a ao dos solventes, lubrificantes e outros produtos agressivos.Proteo dos Membros InferioresCalados de Segurana: Protege os ps contra impactos de objetos que caem ou so projetados, impacto contra objetos imveis e contra perfuraes.Perneiras: Protegem as pernas contra projees de aparas, fagulhas, limalhas, etc., principalmente de materiais quentes.Proteo contra QuedasCinto de Segurana: Cintures anti-quedas que protegem o homem nas atividades exercidas em locais com altura igual ou superior a dois metros, composto de cinturo e talabarte

Recommended

View more >