Norma regulamentadora nr 36

  • Published on
    14-Aug-2015

  • View
    83

  • Download
    0

Transcript

  1. 1. Norma regulamentadora NR 36 Segurana e Sade no Trabalho em Empresas de Abate e Processamento de Carnes e Derivados Thiago Martins
  2. 2. Histrico da Norma Proposta da NR Frigorficos : - 1 Fase via GET Construo do texto e consulta pblica 2010/2011; - 2 Fase via GTT Anlise das propostas e construo detalhada do texto 2011/2012; - 3 Fase via CTPP Validao e aprovao do texto - 2012 ; - Publicao da NR-36 Portaria n 555 de 18/04/13 ; - 4 Fase via CNTT ( acompanhamento ) .
  3. 3. Construo da Norma Participao efetiva do MPT em todas as reunies ( GET,GTT e CTPP) ; Mais de 200 horas de reunies ; Durante a construo da norma , houve intensa fiscalizao nas empresas por parte do MTE e MPT ; Houveram diversas publicaes nas mdias nacionais e internacionais sob patrocnio do MPT e sindicatos laborais ; Promoo de diversos seminrios no mbito dos fruns do trabalho ; Publicao da smula acerca do ART.253 da CLT .
  4. 4. 36.1 Objetivos: 36.1.1 O objetivo desta Norma estabelecer os requisitos mnimos para a avaliao, controle e monitorao dos riscos existentes nas atividades , desenvolvidas na indstria de abate e processamento de carnes e derivados destinados ao consumo humano, de forma a garantir permanentemente a segurana, a sade e a qualidade de vida no trabalho, sem prejuzo da observncia do disposto nas demais Normas Regulamentadoras do Ministrio do Trabalho e Emprego.
  5. 5. Mtodos e procedimentos de trabalho . Mtodos de abate Com prvia insensibilizao: pistola, eltrica, CO2 Mtodo de Kosher (judaico-degola) Insensibilizao Cuidados: no matar o animal Razes: humanitria; facilita a sangria
  6. 6. Eviscerao bovino Diviso da carcaa do bovino
  7. 7. Insensibilizao: Pistola pneumtica
  8. 8. Box para Atordoamento Bovino Box de atordoamento com piso mvel. A porta de entrada tipo guilhotina e a porta lateral funciona por sistema de alavanca, conjugada com o piso inclinvel, para permitir a sada do animal atordoado. Juntamente com o box fornecido uma plataforma metlica para o operrio, com corrimo de proteo e piso antiderrapante. Acabamento: fundo antioxidante e esmalte sinttico
  9. 9. rea de vmito
  10. 10. O uso correto e os riscos associados utilizao de equipamentos e ferramentas . Serra de Carcaa Bovina Serra para cortes de carcaas bovinas por sistema de pisto pulsionado, trifsico, 220/380 volts. Equipado com motor eltrico de3cv, ou 4 cv, ou 5cv.
  11. 11. Esterilizador de facas, chairas e luvas
  12. 12. Serra eltrica de fita para separao de carcaas Usado para separao de carcaas de bovinos, sunos e equinos. Novo sistema interno de higienizao da frente e traseira e guias da lmina. Todas as serras so equipadas com sistema anti- enrosco e caixa de controle para incio da operao.
  13. 13. As variaes posturais e operaes que ajudem a prevenir a sobrecarga osteomuscular e reduzir a fadiga . Adotar meios tcnicos e organizacionais para reduzir os esforo nas atividades de manuseio de produtos Evidncia: Anlise Ergonmica -Analisar esforos -- Postura e movimentos exigidos na tarefa - Altura dos equipamentos - Repetitividade - Necessidade de rodzio
  14. 14. Riscos existentes e as medidas de controle
  15. 15. Uso de equipamentos corretamente para evitar acidentes .
  16. 16. Uso de EPI e suas limitaes Eficcia com base na NR-06 e NR-09; Uso concomitante; Frio Meias limpas e higienizadas diariamente; Qualidades das Luvas; Mos totalmente molhadas Rodzios. Dispor de mais de uma pea (sobreposta), a critrio; Extremidades compatveis; Substituio quando do comprometimento da eficcia Troca diria higienizao a cargo do empregador.
  17. 17. Gerenciamento de Riscos: Previso de implementao de modelo de gesto; O empregador deve colocar em prtica uma abordagem planejada, estruturada e global da preveno, por meio do gerenciamento dos fatores de risco em Segurana e Sade no Trabalho - SST, utilizando-se de todos os meios tcnicos, organizacionais e administrativos para assegurar o bem estar dos trabalhadores e garantir que os ambientes e condies de trabalho sejam seguros e saudveis . saudveis.
  18. 18. As aes de emergncia Tendo em vista que para se trabalhar , na admisso necessrio um treinamento de no mnimo quatro horas , e peridico anual de duas horas . Neste treinamento deve se levar em conta noes sobre fatores de risco , instrues para buscar atendimento informao sobre segurana no uso de produtos qumicos .( 36.16.1.3)
  19. 19. Informaes obtidas em : Google Slideshare.net Abate bovinos e sunos Abate animal