Aavanz parceiro de excelncia

  • Published on
    17-Jul-2015

  • View
    124

  • Download
    2

Transcript

  • Licenciado em Engenharia Informtica e de Com-putadores, sempre teve um esprito empreende-dor e inovador. Alm de j ter passado pela Link, pela Critical Software e PEMAS, foi cofundador da Tekever e mais recentemente da Yucca Studios. Quando que sentiu que seria o momento certo para erguer a AAVANZ e qual tem sido o principal objetivo desta empresa?Toda a minha atividade profissional foi em pro-jetos de I&D e Inovao (IDI), com ambio de criar produtos e servios competitivos a nvel global, tendo tido responsabilidades na sua im-plementao e gesto.Depois de ter passado por diversas empresas, fo-cado em angariar financiamentos para IDI achei que era o momento de colocar a minha experi-ncia ao servio de um maior nmero de organi-zaes. Assim em 2009 nasceu a AAVANZ com a misso de ajudar organizaes portuguesas a participar em projetos de IDI internacionais, en-quadrados nas suas estratgias globais.A nossa orientao ajudar, principalmente Start-ups e PMEs de base tecnolgica, a aceder a fundos Europeus de IDI, em particular o progra-mas-quadro de IDI para 2014-2020 o HORI-ZON 2020, mas tambm nos programas COS-ME, Eurostars, Electronic Components and Systems for European Leadership (ECSEL), Cleansky, Ambient Assisted Living (AAL) e na-turalmente no Portugal 2020.

    Com uma equipa multidisciplinar, a AAVANZ apoia os seus parceiros no desenvolvimento de novos produtos, processos e servios. Quais so, atualmente, os servios que a empresa disponi-biliza? Porqu a escolha de um conjunto muito especfico de reas de atuao (TIC, Transportes, Sade, Espao, Segurana, Ambiente e Energia)?Os nossos servios consistem na preparao de candidaturas aos programas de financiamento de IDI e formao sobre a gesto de projetos inter-nacionais de IDI, tendo sempre em conta o esta-do da arte e contexto de mercado internacional. A escolha das reas foi devido experincia tc-nica e de projeto da nossa equipa, desta forma podemos dialogar com os nossos clientes sobre a tecnologia e o mbito de IDI dos seus projetos de modo a os traduzir melhor para a linguagem e jargo dos fundos europeus.

    H quem defenda que a presente conjuntura o momento certo para investir. A verdade que uma oportunidade de negcio pode surgir onde e quan-do menos se espera. Como que se sabe quando o momento ideal para arriscar? Que indicadores devem ser tidos em linha de considerao? sempre boa altura para investir, existem sempre oportunidades para projetos inovadores ou dis-

    Existem mais oportunidades para as PME pois agora h maior nfase no valor de mercado das ideias, em inovao prxima do mercado, seguindo a tendncia dos ltimos anos em que as prioridades mudaram, complementado a investigao fundamental e

    aplicada com programas industriais de I&D, por exemplo ECSEL, AAL e Cleansky esclarece Nuno Cunha, Fundador e CEO da AAVANZ, uma empresa que tem como principal orientaao ajudar Start-ups e PMEs de base tecnolgica, a aceder a fundos Europeus de IDI.

    Conhea mais sobre a AAVANZ e sobre o Horizonte 2020 - Programa Quadro de Investigao e Inovao.

    AAVANZ Parceiro de Excelncia

    88

    INTERNACIONALIZAO - ESTRATGIA PARA O CRESCIMENTO 2020

    Atualmente, ainda h a ideia de que ningum d nada a ningum e que estas ajudas so apenas para alguns. A vossa misso acaba por ser desmistificar essa ideia? Para o futuro, qual continuar a ser a linha de atuao/objetivos da AAVANZ?Quanto primeira questo no concordo com essa ideia, porventura uma questo de perceo e desco-nhecimento sobre os programas, o qual tentamos mitigar atravs de workshops e formaes sobre os fundos Europeus e os processos de candidatura. Mas como pas ainda h um longo caminho a percorrer para ter um conhecimento base na sociedade sobre empreendedorismo, inovao e o que implicam realmente os processos de criao de novo conhecimento, e de novos produtos, processos ou servios.Mas um facto que os concursos de financiamento tem critrios muito exigentes e necessrio conhece-los muito bem. Para ser enquadrvel um dado projeto deve ter objetivos de IDI bem claros e fundamentados e ilustrar a ambio de internacionalizao da empresa para poder ser elegvel para financiamento.No futuro vamos continuar a informar e formar sobre estes processos, levando as PME mais alm, nomea-damente identificando objetivos estratgicos de IDI a longo prazo e indicar as mesmas prioridades CE, por exemplo agora esto em curso diversas consultas pblicas para os programas de 2016-2017.

    Nuno Cunha

  • ruptivos com potencial para escalar globalmente. muito importante identificar a tendncia ou a necessidade certa, existem muitos desafios socie-tais para abordar como por exemplo demogrfi-cos, as alteraes climticas, e a gesto de recur-sos essenciais, como gua. Existe muito potencial em reas de desenvolvimento tcnico como por exemplo a Internet of Things, a Future Inter-net, novos materiais e impresso 3D (tambm conhecida por manufatura aditiva).

    O Horizonte 2020 (Programa Quadro de Inves-tigao e Inovao) uniformiza todo o financia-mento em investigao e inovao, pretendendo desenvolver uma melhor sociedade, uma inds-tria mais competitiva e uma cincia de excelncia. Este novo programa tem-se traduzido, efetiva-mente, em mais recursos e uma maior facilidade de acesso por parte das PME?Claramente sim, uma vez que os programas para 2014-2015 foram publicados ainda em 2013 tal permitiu a preparao atempada para abordar as oportunidades, e, na prtica, foi possvel apresen-tar candidaturas logo no incio de 2014. Existem mais oportunidades para as PME pois

    existe maior nfase no valor de mercado das ideias, em inovao prxima do mercado, se-guindo a tendncia dos ltimos anos em que as prioridades mudaram, complementado a inves-tigao fundamental e aplicada com programas industriais de I&D, por exemplo ECSEL, AAL e Cleansky.

    De que forma, na prtica, que o Horizonte 2020 tem representado uma grande aposta na simplifi-cao? No momento em que se decide apresentar uma candidatura, que dificuldades continuam a existir?A simplificao foi muito bem conseguida nas re-gras de financiamento existem apenas duas mo-dalidades (100% ou 70%) com poucas excees. Continua a existir a dificuldade da linguagem usada nos organismos europeus, nos programas e nas regras dos concursos. Uso como analogia que ler o cdigo da estrada no suficiente para aprender a conduzir, para tal necessria experi-ncia prtica.No momento de apresentar uma candidatura necessrio um guia e tradutor principalmente se for a primeira vez, para alm da linguagem, os

    detalhes tcnicos a ter em conta so diferentes em cada concurso, e por vezes algumas das con-dies de acesso tambm diferem. A maior dificuldade garantir que mbito preciso do projeto se adequa mesmo ao concurso: no Ho-rizonte 2020 os temas so focados sendo indicado por exemplo que tipo de IDI em big data pre-tendido e em que tipo de aplicaes. necessrio muito trabalho de preparao para garantir que existe compatibilidade projeto-concurso.

    A nossa orientao ajudar, principalmente Start-ups e PMEs de base tecnolgica, a aceder a fundos Europeus de IDI, em particular o programa-quadro de IDI para2014-2020 o HORIZON 2020

Recommended

View more >