Como fazer um eletrocardiograma

  • Published on
    19-Oct-2014

  • View
    291

  • Download
    16

DESCRIPTION

Tutorial

Transcript

Como fazer um eletrocardiograma

Como fazer um eletrocardiogramaClaudia TelesIntroduoO corao atua como bomba hidrulica - envia o sangue oxigenado aos tecidos para cobrir as necessidades metablicas e recolhe o sangue rico em CO2 com os produtos do metabolismo celular para que sejam eliminados do organismo.A sincronicidade das contraes das fibras musculares cardacas que resulta na eficcia da bombaA fonte de energia para esta atividade contrtil a energia eltrica, e cada fibra cardaca se comporta como um gerador eltrico - transforma a energia qumica gerada pelas trocas de ons na membrana celular em energia eltrica que transformada em energia mecnica usada na contrao celular.Clula cardacaSarcolema a membrana que envolve a clula cardaca e que pode estar em estado de repouso eltrico ou polarizada, ou em estadode despolarizao. Entre essas duas fases h a repolarizao+ + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + RepousoDespolarizada3Clula cardacaA diferena de voltagem entre as superfcies interna e externa da membrana cujo valor de -90 mV em repouso chega a +30 mV na fase de despolarizao. Essas alteraes se do graas movimentao de ons potssio e sdio, e formam o chamado potencial de ao celularO somatrio dos potenciais de ao formam vetores eltricos, que so usados na representao grfica do eletrocardiograma.O processo de repolarizao ventricular dirige-se do epicrdio para o endocrdio, perpendicularmente parede ventricular.

Vetores CardacosVetor 1 septo mdio fora resultante das despolarizaes da regio mdia do septo interventricular vai da esquerda para a direita, de trs para frente e de cima para baixo. Ocorre a 10 ms do inicio da despolarizao ventricularVetores cardacosVetor 2 Septo baixo resultante das despolarizaes da regio baixa do SIV, vai da direita para a esquerda, de trs para frente e de cima para baixo. Ocorre a 20 ms do incio da despolarizao ventricularVetores cardacosVetor 3 - Ventrculo esquerdo resultante das despolarizaes simultaneas das paredes livres do VE e VD. Como a massa muscular do VE se sobrepe do VD, o vetor resultante dirige-se da direita para a esquerda e de frente para trs. Ocorre a 40 ms do inicio da despolarizao ventricularVetores cardacosVetor 4 Pstero-basal representa a resultante das despolarizaes das regies altas do SIV e das paredes livres dos ventrculos; vai para cima, para trs e algo para a direita. Ocorre a 60 ms do incio da despolarizao ventricular.Vetores

1234Derivaes precordiais ou horizontaisV1 quarto espao intercostal direito na linha paraesternalV2 quarto espao intercostal esquerdo na linha paraesternalV3 entre V2 e V4V4 quinto espao intercostal esquerdo na linha hemiclavicularV5- quinto espao intercostal esquerdo na linha axilar anteriorV6 quinto espao intercostal esquerdo na linha axilar mdia.

Derivaes que vem a parede dorsalV7 quinto espao intercostal esquerdo na linha axilar posteriorV8 ponta da escpula esquerda So usadas quando h presena de alteraes isqumicas em D2,D3 e aVF para investigar infarto dorsal.Derivaes que vem o ventrculo DV3R correspondente a V3 do lado direito do traxV4R quinto espao intercostal esquerdo na linha hemiclavicular.Usadas em vigencia de alteraes isqumicas em D2, D3 e aVF ou em condies clnicas de IVD aguda para pesquisar infarto de VD.Derivaes frontais ou perifricasO plano frontal um corte eltrico do corao no sentido vertical. Consta de trs derivaes bipolares (D1-D2-D3) e trs derivaes unipolares (aVR-aVL-aVF) sendo ento identificvel a direo do vetor cardaco, para direita ou para esquerda e para cima ou para baixo.Localizao das derivaes perifricasD1 mede a diferena de potencial entre dois eletrodos (pinas) colocados um em cada brao sendo o eletrodo + esquerda. O plo + de D1 a esquerdaD2 - mede a DDP entre dois entre dois eletrodos colocados na perna E e brao D sendo o + na perna. O polo + de D2 em baixo.D3 mede a DDP entre dois eletrodos colocados na perna E e no brao E, sendo o + na perna.O polo + de D3 em baixo.

Localizao das derivaes perifricasaVR mede o potencial absoluto atravs do eletrodo + no brao direito. O + de aVR direita.aVL mede o potencial absoluto atravs do ena pereletrodo + colocado no brao E. O + de aVL esquerda.aVF mede o potencial absoluto atravs do eletrodo + colocado na perna E. O + de aVF embaixo.Atravs dos vetores encontramos o Eixo Eltrico Cardaco

Deflexes do ECG e interespaos

Onda P- despolarizao atrial, complexo QRS -despolarizao ventricular, segmento ST e onda T -repolarizao ventricularCalibraoColoca-se o aparelho em N e na posio cal aperta-se a tecla correspondente, para dar referncia amplitude das ondas.

NCorrente de leso

Hipertrofia ventricular

ConsideraesTodo ECG deve ter calibrao, deve ser identificado, conter a idade e sexo do paciente, bem como a data de sua realizao.O paciente deve ficar deitado em posio totalmente relaxada, com o trax desnudo, e todos os objetos metlicos devem ser retirados do paciente.O paciente deve ser limpo ao trmino do procedimento caso seja necessrio uso de gel especfico.O aparelho do ECG deve ser bem aterrado.