• 1. Sinais de Pontuação:
    “Aspas”
  • 2. As aspas tem como função “destacar” uma parte do texto.
    São empregadas nos seguintes casos:
  • 3. Antes e depois de citações ou transcrições textuais.
    Por Exemplo:
    Como disse Machado de Assis: "A melhor definição do amor não vale um beijo de moça namorada."
  • 4. Para representar nomes de livros ou legendas.
    Por Exemplo:
    Camões escreveu "Os Lusíadas" no século XVI.
  • 5. Para assinalar estrangeirismos, neologismos, gírias, expressões populares, ironia.
    Exemplos:
    O "lobby" para que se mantenha a autorização de importação de pneus usados no Brasil está cada vez mais descarado.(Veja)Que "maravilha": Felipe tirou zero na prova!
  • 6. Para realçar uma palavra ou expressão.
    Obs.: em trechos que já estiverem entre aspas, se necessário usá-las novamente, empregam-se aspas simples.
    Exemplos:
    Mariana reagiu impulsivamente e lhe deu um "não".
    "Tinha-me lembrado da definição que José Dias dera deles, ‘olhos de cigana oblíqua e dissimulada’." (Machado de Assis)
  • 7. Quando uma frase começa e termina entre aspas, o ponto final deve ficar entre aspas também.
    Exemplo:
    “Entre as estrelas e lá detrás da igreja, surge a lua cheia para chorar com os poetas." (Jorge Lima)
  • 8. Quando a frase não começa, mas termina entre aspas, o sinal de pontuação deve ficar fora das aspas.
    Exemplo:
    Paris é considerada a "cidade luz".
  • 9. Evite as construções em que apenas o ponto separa aspas fechadas de outras que abrem nova fase.
    Exemplo:
    O acusado disse que estava "enlouquecido no momento da briga". “Estou arrependido", acrescentou.
  • 10. Enquanto isso na Estilística...
    As aspas podem
    indicar uma
    grande ironia.
    Ex.: Como
    aquele intestino
    é “bonito”.
  • 11. Aspas, mas não comas
    Há aspas tão ásperasQue não se deve saberE comas tão amargasmelhor é não as comerSe aspas são abertasLevam duplo significadoSó lhes fecha o sentidoQuem é parvo ao quadradoAs comas só acrescentamQuem assim entenderOu fica-se pelas percebasSem nada delas perceber
    Mathilde Gonzalez e Marina Ramirez,
    pseudônimos de Conceição Bernardino
  • 12. Por:
    Camila Francisconi
    Débora Lazzari
    KleitonGuareze
    TaynaraCemin
    Turma 301
Please download to view
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
...

Pontuação - Aspas

by debora

on

Report

Category:

Education

Download: 0

Comment: 0

7,414

views

Comments

Description

 
Download Pontuação - Aspas

Transcript

  • 1. Sinais de Pontuação:
    “Aspas”
  • 2. As aspas tem como função “destacar” uma parte do texto.
    São empregadas nos seguintes casos:
  • 3. Antes e depois de citações ou transcrições textuais.
    Por Exemplo:
    Como disse Machado de Assis: "A melhor definição do amor não vale um beijo de moça namorada."
  • 4. Para representar nomes de livros ou legendas.
    Por Exemplo:
    Camões escreveu "Os Lusíadas" no século XVI.
  • 5. Para assinalar estrangeirismos, neologismos, gírias, expressões populares, ironia.
    Exemplos:
    O "lobby" para que se mantenha a autorização de importação de pneus usados no Brasil está cada vez mais descarado.(Veja)Que "maravilha": Felipe tirou zero na prova!
  • 6. Para realçar uma palavra ou expressão.
    Obs.: em trechos que já estiverem entre aspas, se necessário usá-las novamente, empregam-se aspas simples.
    Exemplos:
    Mariana reagiu impulsivamente e lhe deu um "não".
    "Tinha-me lembrado da definição que José Dias dera deles, ‘olhos de cigana oblíqua e dissimulada’." (Machado de Assis)
  • 7. Quando uma frase começa e termina entre aspas, o ponto final deve ficar entre aspas também.
    Exemplo:
    “Entre as estrelas e lá detrás da igreja, surge a lua cheia para chorar com os poetas." (Jorge Lima)
  • 8. Quando a frase não começa, mas termina entre aspas, o sinal de pontuação deve ficar fora das aspas.
    Exemplo:
    Paris é considerada a "cidade luz".
  • 9. Evite as construções em que apenas o ponto separa aspas fechadas de outras que abrem nova fase.
    Exemplo:
    O acusado disse que estava "enlouquecido no momento da briga". “Estou arrependido", acrescentou.
  • 10. Enquanto isso na Estilística...
    As aspas podem
    indicar uma
    grande ironia.
    Ex.: Como
    aquele intestino
    é “bonito”.
  • 11. Aspas, mas não comas
    Há aspas tão ásperasQue não se deve saberE comas tão amargasmelhor é não as comerSe aspas são abertasLevam duplo significadoSó lhes fecha o sentidoQuem é parvo ao quadradoAs comas só acrescentamQuem assim entenderOu fica-se pelas percebasSem nada delas perceber
    Mathilde Gonzalez e Marina Ramirez,
    pseudônimos de Conceição Bernardino
  • 12. Por:
    Camila Francisconi
    Débora Lazzari
    KleitonGuareze
    TaynaraCemin
    Turma 301
Fly UP