OrganizaO Do Posto De Trabalho slide 0

OrganizaO Do Posto De Trabalho

  • Published on
    14-Dec-2014

  • View
    19.281

  • Download
    1

DESCRIPTION

 

Transcript

1. 2. Organizao do Posto de Trabalho Espaos materiais e equipamentos Um Trabalho elaborado por: Jos Ferreira N. 6 Aurora Oliveira N. 13 Leonel Pimenta N. 7 Lus Menezes N. 10 Sandro Batista N. 18 3. PARTE I 4. Conceito de Ergonomia A definio de ergonomia a seguinte: A ERGONOMIA o estudo cientifico da relao entre o homem e os seus meios, mtodos e espao de trabalho. O seu objectivo elaborar, mediante a contribuio de diversas disciplinas cientificas que a compem, um corpo de conhecimentos que dentro de uma perspectiva de aplicao, deve resultar numa melhor adaptao ao homem dos meios tecnolgicos e dos ambientes de trabalho e de vida. 5. MAU EXEMPLO DE ERGONOMIA 6. 7. Gesto do Posto de Trabalho O local deve ser adequado s tarefas que um Tcnico Administrativo vai desempenhar. O Ambiente deve ser propcio sua realizao de um trabalho eficiente e eficaz. 8. necessrio escolher a pessoa certa para determinado trabalho Para alm da formao acadmica e cultural, a experincia laboral em diversos sectores muito importante, assim com as caractersticas fsicas e psicolgicas, que determinam a aptido da pessoa certa para o posto de trabalho. A seleco de pessoal feita pela firma, que depois de ver o currculo vitae de cada candidato, d lugar a uma entrevista para melhor conhecer os horizontes profissionais e motivaes do trabalhador. Em algumas firma chegam mesmo a recorrer a provas especificas ou testes psicotcnicos. 9. Na maior parte das vezes o estimulo para o trabalhador est na remunerao adequada, mas existem outras formulas de estimulo tais como: vantagens sociais, que consiste em pagamento ou fornecimento de transportes, assim como ajuda financeira em infantrios. Uma outra formula de estimulo, o reconhecimento de mrito individual, atravs de promoo ou distribuindo prmios de produtividade, assiduidade e qualidade. A principal obteno e realizao profissional faz-se atravs de formaes. Cursos profissionais para actualizar os conhecimentos, assim como as participaes em exposies e congressos, feitas pela delegao da empresa. 10. Conceito de planificao 11. Um tcnico administrativo deve: Recepcionar e registar a correspondncia e encaminha-la para os respectivos servios ou destinatrios em funo do tipo de assunto e da prioridade da mesma. Redigir e efectuar o processamento de texto da correspondncia geral, nomeadamente memorandos, cartas/ ofcios, notas informativas e outros documentos com base em informao fornecida. Organizar o arquivo, estabelecendo critrios de classificao, em funo das necessidades de utilizao. Arquivar a documentao separando-a em funo do tipo de assunto, ou do tipo de documento respeitando rectas e procedimentos de arquivo. 12. Proceder a expedio da correspondncia e encomendas postais, identificando o destinatrio e acondicionando-a de acordo com os procedimentos adequados. Atender e encaminhar o publico, nomeadamente, clientes, fornecedores e funcionrios, em funo do tipo de informao ou servio pretendido. Prestar informaes sobre os produtos e servios da empresa, quer telefnica quer pessoalmente. Proceder a divulgao de normas e procedimentos internos junto dos funcionrios e prestar os esclarecimentos necessrios. Registar as entradas e sadas de material, em suporte informtico ou em papel, a fim de controlar as quantidades assistentes. 13. Factor ambiental A temperatura afecta o ambiente de trabalho, em relao a produtividade e ao bem estar do trabalhador, podendo esta mesma temperatura ser alterada, de forma ao trabalhador sentir bem estar enquanto realiza as suas funes. conveniente ter uma temperatura constante que deve oscilar entre os 18 e os 23 graus centigrados. Para isso existem diversificados aparelhos que iro proporcionar uma temperatura adequada, tais como: 14. Dentro destes aparelhos, de aquecimento e de refrigerao, encontram-se por exemplo, os convectores de gua, os radiadores elctricos e os radiadores a gs, estes mesmos, que em casos especiais devem encontrar-se em locais ocultos ou pouco visveis. No entanto existem outras formas de estabelecer arejamento interno, atravs do arejamento natural, janelas, ventiladores ou ventoinhas ou instalao de ar condicionado, sendo este mesmo a aplicao mais adequada, para manter uma temperatura constante. 15. Um dos factores que tambm se deve ter em conta para a sade, o espao visual, em especial na rea de tcnicas administrativas. Uma das principais condies, escolher correctamente o tipo de luz e a sua intensidade. A luz nunca deve incidir nos olhos, devem existir estores ou persianas nas janelas, os ecrs devem estar protegidos com filtros anti-reflectivos nos terminais. A adaptao adequada da luz florescente e halognea, devero ter combinao de luz natural e artificial, para que directa e indirectamente contribuam para a uma boa visibilidade, reduzindo a fadiga visual e contribuindo para o bem estar fsico e mental do trabalhador. 16. Materiais e Equipamentos do Posto de Trabalho 17. Computador Impressora Fax Telemveis Destruidora de papeis Scanner Fotocopiadora Mquina Calculadora 18. Furador Agrafador Esferogrficas Borrachas Tinteiros Pastas de Arquivo Papel Clipes 19. CADEIRAS E MESA 20. Higiene, Sade e Segurana no Trabalho 21. Rudos e vibraes sonoras tambm so um factor a ter em conta no local de trabalho. Estes, para alm de causarem problemas fsicos, tambm podem trazer grande irritabilidade, o que prejudica a nvel psicolgico, podendo causar danos irreversveis na audio. 22. O rudo um dos principais factores da poluio ambiental, pois afecta directamente, a qualidade de vida, na sade, produtividade laboral, pelo que necessrio reduzir ou evitar os seus efeitos atravs da preveno localizando fontes sonoras, e fazendo o revestimento de paredes e pavimentos, e isolamento de portas e vidros, concluindo que um trabalho sem rudo, diminui o stress. 23. O esforo prolongado e a postura inadequada so a maior causa de doenas profissionais, que a mdio e longo prazo vo incapacitando o trabalhador. Por essa razo este deve periodicamente levantar-se 10 minutos, e ter outras tarefas, para assim descansar os olhos e a postura. 24. Na Higiene, Sade e Segurana no Trabalho essencial a preveno. A Fadiga pode ser uma causadora de acidentes de trabalho. Num local de trabalho devem existir determinadas normas. Acesso fcil ao exterior em caso de emergncia. Activao automtica dos chuveiros/neve carbnica no caso de incndio. Controladores especficos dos equipamentos informticos. Cumprir sempre regras de utilizao e adaptar procedimentos dirios que reduzam ao mximo os perigos no local de trabalho. 25. 26. Qualidade na Organizao 27. Dentro de uma Organizao deve haver a seguinte sinalizao: 28. Quando o escritrio tem uma altura elevada deve-se recorrer a tectos falsos e que tornar um ambiente acolhedor, assim cria espao para instalao de aquecimento, dispositivos anti-incndio ou redes elctricas e gua. Os espaos mortos devero ser aproveitados para armrios, estantes ou gavetes, criando assim zonas de arrumao, havendo um maior aproveitamento do local. Na parede devem ser colocados quadros, para haver um preenchimento do espao. 29. Em todo o Posto de Trabalho necessrio fazer a gesto do tempo, para possibilitar custos de oramento, para isso as empresas recorrem a uma planificao. Determina-se uma pessoa para desempenhar vrias funes, tendo em conta os equipamentos para que esta possa restabelecer eficcia e produtividade. essencial estabelecer graus de prioridade, saber fazer distino do que ou no urgente (o que pode ser feito agora e o que pode ficar para mais tarde). 30. Dentro das Empresa os funcionrios devem usar identificao, para assim poderem ser identificados. ORGANIGRAMA 31. PARTE III 32. 33. Num mercado cada vez mais concorrente e rigoroso a certificao um meio para atingir o sucesso empresarial. A ISO 9001:2000 um referencial internacional de gesto da qualidade, aplicvel a todas as organizaes, independentemente da dimenso ou sector de actividade. A ISO 9001:2000 baseada em oito princpios de gesto da qualidade: - Focalizao no cliente - Liderana - Envolvimento das pessoas - Abordagem por processos - Abordagem da gesto como um sistema - Melhoria contnua - Tomada de deciso baseada em factos - Relao de benefcio mtuo com fornecedores