Anatomia do sistema cardiovascular

  • Published on
    09-Aug-2015

  • View
    25

  • Download
    6

Transcript

  1. 1. Luane Lirio Fisioterapeuta
  2. 2. As nossas clulas necessitam constantemente de nutrio, oxignio e demais substncias, necessrio um bombeamento contnuo do sangue por toda a vasta rede vascular que possumos. Tal bombeamento feito, o tempo todo, atravs de uma bomba muscular: o nosso corao. INTRODUO
  3. 3. Transporte de gases, nutrientes, resduos metablicos, hormnios e calor; Coagulao sangnea Funes do sistema cardiovascular
  4. 4. Transporte de oxignio aos tecidos do corpo e do gs carbnico at os rgos respiratrios; Distribuio dos nutrientes absorvidos pelas vias digestivas para todas as clulas; Transporte dos produtos finais do metabolismo at os rgos especializados de excreo
  5. 5. Corao: Estrutura muscular- funciona como um sincio( as fibras musculares cardacas so formadas por muitas clulas individuais- os discos intercalares + junes comunicantes que permitem a difuso de ons). Formato de cone- pice e bases Localizado no trax-chamado de mediastino
  6. 6. Fibras interconectadas do msculo cardaco Guyton ,2002
  7. 7. ANATOMIA CARDACA DE SUPERFCIE
  8. 8. ANATOMIA DO CORAO
  9. 9. ANATOMIA DO CORAO
  10. 10. 1. Veia Cava Superior 2 Veia Cava Inferior 3. trio Direito 4. Ventrculo Direito 5. Ventrculo Esquerdo 6. Artria Pulmonar 7. Aorta 8. Artria Coronria Direita 9. Artria Coronria Descendente Anterio 10. trio esquerdo 11. Veias Pulmonares Anatomia cardaca
  11. 11. 8.Folheto 9.Cordas tendneas 10. Msculo papilar
  12. 12. ANATOMIA DAS VALVAS
  13. 13. ANATOMIA DAS VALVAS Distole(relax.) Sstole(cont.) frente trs
  14. 14. Perodo de relaxamento: o corao se enche de sangue- abertura da valvas AV e fechamento das semilunares Perodo de contrao: fechamento da valvas AV e abertura das semilunares
  15. 15. VALVAS CARDACAS
  16. 16. Localizadas entre trios e ventrculos Vlvula Direita: 3 folhetos = Tricspide Vlvula Esquerda: 2 folhetos = Bicspide (Mitral)
  17. 17. AV: impedem o retorno do sangue dos ventrculos para os trios durante a sstole Semilunares: impedem o retorno do sangue das artrias aorta e pulmonar para os ventrculos durante a distole
  18. 18. Enchimento dos ventrculos Perodo de contrao isovolmica ou isomtrica Perodo de ejeo Perodo de relaxamento isovolmico ou isomtrico
  19. 19. SISTEMA CIRCULATRIO
  20. 20. Segue uma rota especfica Circula pelos tecidos e retorna ao corao: Veia Cava Superior (Cranial) Veia Cava Inferior (Caudal)
  21. 21. Veia Cava Superior: Partes craniais do corpo Veia Cava Inferior: Partes posteriores do corpo
  22. 22. Perdeu oxignio nos tecidos Rico em CO2 Bombeado para os pulmes onde se tornar Sangue Arterial ao receber O2 e perder CO2
  23. 23. Sangue Venoso trio Direito (AD) Sangue Venoso Ventrculo Direito (VD) Sangue Venoso Artria Pulmonar Esquerda PULMES Sangue Arterial Veias Pulmonares Superior e Inferior Esquerda Sangue Arterial Artria Aorta
  24. 24. Grande Circulao ou Circulao Sistmica: Percurso do sangue que compreende desde a sada do corao, atravs da aorta, at sua entrada no corao pelas veias cavas (superior e inferior) Funo: levar a todas as clulas O2 e receber CO2
  25. 25. Pequena Circulao ou Circulao Pulmonar: Corresponde ao percurso do sangue que sai do corao pelo Ventrculo Direito (Sangue Venoso), pela Artria Pulmonar, retornando como Sangue Arterial, pelas Veias Pulmonares (Superior e Inferior Esquerda) Funo: levar o sangue venoso para os pulmes para a hematose pulmonar (= trocas gasosas)
  26. 26. Sistema Venoso muito importante Recolhe sangue das vsceras abdominais para transport-lo ao fgado No interior do fgado, os ramos da veia porta formam uma verdadeira rede Sistema digestivo: drena em uma circulao venosa especial: circulao porta. Este sangue pode estar carregado de substncias txicas que so purificadas pelo fgado
  27. 27. Abdome: no abdome, h um sistema venoso muito importante que recolhe sangue das vsceras abdominais para transport-lo ao fgado. o sistema da veia porta. A circulao porta heptica desvia o sangue venoso dos rgos gastrointestinais e do bao para o fgado antes de retornar ao corao. A veia porta heptica formada pela unio das veias mesentrica superior e esplnica.
  28. 28. Destruio de hemcias (velhas) Emulsificao de gorduras/digesto (via bile) Armazenamento e liberao de glicose Sntese de protenas no plasma Produo de precursores de plaquetas Purificao (toxinas)
  29. 29. Regula equilbrio cido-bsico; Regula a presso arterial; Secreta, metaboliza e excreta hormnios; Principal funo dos rins a depurao ou filtragem do sangue Os principais compostos excretados so a uria, o cido rico e a creatinina.
  30. 30. SISTEMA VASCULAR
  31. 31. SISTEMA VASCULAR
  32. 32. So vasos sanguneos que recebem o sangue sob presso do corao para qualquer parte do corpo; Elas pulsam; As suas paredes so espessas; Quando so cortadas, o sangue esguicha; A maioria mais profunda no corpo.
  33. 33. So vasos sanguneos que levam o sangue de qualquer parte do corpo para o corao; Elas no pulsam; As suas paredes so finas e flcidas; Quando so cortadas o sangue escorre; A maioria mais superficial no corpo;
  34. 34. So vasos sanguneos de calibre reduzido Local onde ocorrem as trocas gasosas O Ox. e os nutrientes saem dos capilares para os tecidos e o CO2 e os resduos passam dos tecidos para os capilares.
  35. 35. O sistema linftico pode ser definido como um sistema circulatrio auxiliar responsvel pelo controle hdrico do corpo.Ele ocorre paralelo circulao sangunea Os capilares linfticos recolhem o lquido extracelular e o levam para a circulao sangunea, impedindo que se percam nutrientes ou se acumulem substncias txicas, como o CO2.
  36. 36. Todos estes sistemas: circulatrio, renal, porta-heptico e linftico permitem uma homeostasia. a propriedade de um sistema aberto que tem funo de regular o seu ambiente interno para manter uma condio estvel, mediante mltiplos ajustes de equilbrio dinmico controlados por mecanismos de regulao inter-relacionados.
  37. 37. SISTEMA CARDIOVASCULAR

Recommended

View more >