Uma Visao pratica da Contabilidade

  • Published on
    24-Jul-2015

  • View
    719

  • Download
    1

DESCRIPTION

Portifolio de Grupo - Ciencias Contabeis

Transcript

UMA VISO PRATICA DA CONTABILIDADE

3

1 INTRODUO Falaremos neste trabalho informaes referentes ao contexto da contabilidade internamente e externamente das entidades. Apresentaremos definies, contextos e informaes a respeito de conceitos direcionados a essas entidades. Informaes obtidas tambm pelas entrevistas com um profissional contbil e com uma empresa, bem como atividades e operaes dirias desses tipos de entidades. A Contabilidade sempre ser uma aliada da figura do empresrio, j que atravs dela, origina diversas informaes para elaboraes de projetos e idias que futuramente sero colocadas em prtica, para favorecimento e satisfao do profissional.

4

2 QUESTIONRIO PARA O PRESTADOR DE SERVIOS CONTBEIS

2.1 QUAL A FORMAO DO RESPONSVEL PELA CONTABILIDADE? Tcnico em Contabilidade e Bacharel em Administrao de Empresas 2.2 QUAL O TEMPO DE ATUAO NA PROFISSO? 48 anos 2.3 PORQUE ESCOLHEU A PROFISSO CONTBIL? Por Ser Uma rea que Me Identifico 2.4 QUAL A IMPORTNCIA DA PROFISSO CONTBIL NA SOCIEDADE? de Grande Importncia porque por meio da contabilidade que se organiza a sociedade, ento no pode viver sem a contabilidade. 2.5 QUAL A RELAO ENTRE A CONTABILIDADE, A ADMINISTRAO E O EMPRESRIO? uma relao de integrao onde um no vive sem o outro. 2.6 COMO EST COMPOSTO O SEU MIX DE CLIENTES? QUAL O

PERCENTUAL DE CLIENTES INDSTRIAS COMERCIO OU PRESTAO DE SERVIOS? Composto boa parte por pessoas jurdicas e na minoria as pessoas fsicas. 90% Comercio, 5% indstria e 5% Prestao de Servios.

5

2.7 QUAIS DEMONSTRAES CONTBEIS SO ENTREGUES MENSALMENTE AOS CLIENTES? Demonstrao contbil, Livro caixa, Contas a pagar e receber, informaes e consultorias dirias, organograma da vida da empresa.

2.8 COMENTARIOS DO GRUPO Um profissional com quarenta e oito anos na profisso de tcnico contbil, e com bacharel em administrao, possvel notar um grande amor contabilidade, por ser uma atividade que atinge diretamente a sociedade. No setor financeiro, uma engrenagem fundamental na vida das pessoas, que atinge desde a vida profissional at a sua vida pessoal.

6

3 QUESTIONRIO PARA EMPRESA 3.1 QUAL A ATIVIDADE ECONOMIA DA SUA EMPRESA? Venda de combustveis e derivados.

3.2 QUAL O NUMERO DE COLABORADORES (SCIOS E EMPREGADOS)? 4 scios , 11 funcionrios.

3.3 A ESCRITURAO CONTBIL EFETUADA NA PRPRIA EMPRESA OU EM ESCRITRIO TERCEIRIZADO? Escritrio terceirizado.

3.4 NA SUA OPINIO, PARA QUE SERVEM AS INFORMAES CONTBEIS QUE VOC RECEBE DO SEU CONTADOR? Para administrar o nosso patrimnio. Atravs das informaes contbeis podermos realizar projees futuras para o fluxo de caixa, podemos planejar melhor o crescimento e investimento da nossa empresa.

3.5 VOC COMO EMPRESRIO/RESPONSVEL PELA EMPRESA UTILIZA AS INFORMAES CONTIDAS NAS DEMONSTRAES CONTBEIS PARA A GESTO DE SUA EMPRESA? Sim. Pois atravs das informaes contbeis nos podemos administrar melhor a nossa empresa, com os clculos contbeis se bem utilizado podem ser a diferena entre decises de sucesso e falncia, principalmente quando estamos trabalhando com alto risco ou de maneira ousada/ arrojada.com muita concorrncia e com a margem de lucro muito baixa.

7

3.6 ALEM DAS DEMONSTRAES CONTBEIS PADRES, O SEU CONTADOR APRESENTA RELATRIOS EXPLICATIVOS? Sim, balancete anual. Fluxo de caixa, 3.7 A MISSO DA SUA EMPRESA ESTA BEM DEFINIDA? Sim. 3.8 A VISO DE FUTURO EMPRESARIAL BEM DEFINIDA? Sim, sempre buscamos o combustvel de melhor qualidade. Para melhor atendermos os nossos clientes . 3.9 A EMPRESA UTILIZA NA GESTO O CONTROLE ATRAVS DO FLUXO DE CAIXA? Sim. 3.10 TODOS OS COLABORADORES DA EMPRESA CONHECEM O

ORGANOGRAMA DA EMPRESA? Sim. 3.11 QUAL TIPO (ESTILO) DE LIDERANA ADOTADA? Democrtica, solicita opinies e procura o consenso. 3.12 COMO SO RESOLVIDOS OS POSSVEIS CONFLITOS SURGIDOS ENTRE LDERES E EMPREGADOS?

Atraves do bom senso. tica profissionais, e respeito etc.

8

3.13 COMENTARIOS DO GRUPO O empresrio, tendo em vista o aumento do seu patrimnio mantm uma relao interpessoal com seu contador, onde o contabilista o mantm informado com relatrios contbeis, instruindo-o de forma que ele tenha uma viso futura, para decises de sucesso na empresa. Na empresa o empresrio, tendo em vista um convvio harmonioso com seus funcionrios, auxiliado pelo contador promove uma mesa redonda onde solues para problemas internos, onde o funcionrio se sente a vontade para com a empresa, passando isso aos clientes.

9

4 COMPARAO ENTRE O PROFISSIONAL E O EMPRESARIO

O profissional contbil tem uma viso mais tcnica em relao ao processo contbil visando o recolhimento de atos e fatos ocorridos na empresa para que possam ser lanados e as sendo recolhidos os devidos impostos, gerando os relatrios para que possa ser feito um levantamento de como esta a situao da empresa naquele determinado momento. J o empresrio visando o lucro da empresa repassa estes atos e fatos ao contador, assim tendo o retorno dos relatrios ele toma todas as decises na empresa com base no que repassado pelo profissional. O empresrio tem uma interao com seus funcionrios, resolvendo os problemas internos de forma democrtica, ouvindo seus funcionrios para que haja um convvio harmonioso, assim passando isso para seus clientes.

10

5 CARACTERSTICAS E POSSIVEIS MELHORIAS NO ESCRITORIO

Em um escritrio mensalmente, em ordem cronolgica recolhem-se os fatos e atos contbeis, gera-se os encargos e confecciona-se os relatrios contbeis e atravs disto o contador concede consultorias aos empresrios, mas um dos grandes problemas est no recolhimento dos fatos e atos contbeis devido a falha por parte do empresrio na empresa do mesmo, ou por falta de informao no prestada pelo profissional contbil o explicando como funciona e quais documentos deveram ser entregues a contabilidade assim uma das melhorias seria a maior comunicao entre empresa e profissional contbil.

11

6 CARACTERSTICAS E POSSIVEIS MELHORIAS NA EMPRESA

A empresa mensalmente, tem como obrigao a emisso de notas fiscais, controle de estoque, pagamento dos funcionrios, contas a pagar, encargos tributrios, cheques a compensar. Emitido esses documentos devem ser repassados para contabilidade para que o contador possa fazer impostos e lanamentos gerando assim os relatrios para empresa tomar suas decises administrativas. Pela empresa pesquisada a nica melhoria seria uma contabilidade dentro da empresa pois a muita interao com o seu escritrio contbil.

12

7 SUGESTO DE ELABORAO OU MELHORIA DA VISO E MISSO DA EMPRESA Para melhoria na misso da empresa os scios devem reunir e descutir as estratgias de empresa sendo sinceros na sua definio. Definido suas estratgias, devem tambm definir seu publico alvo para que ele seja sempre bem atendido com os seus servios. Por fim definir uma frase que curta, precisa e de impacto que traduza a razo de ser da empresa para que os clientes internos e externos vejam o lugar que a companhia ocupa ou pretende ocupar no mercado."Uma empresa no se define pelo seu nome, estatuto ou produto que faz; ela se define pela sua misso. Somente uma definio clara da misso razo de existir da organizao e torna possveis, claros e realistas os objetivos da empresa." Peter Drucker

Dado a definio da misso dever aliar ela a viso da empresa que devera mostrar onde a empresa ocupa no mercado e onde quer chegar e quais so os meios usados por ela para alcanar este objetivo de forma clara e ntida para que assim possam ser tomadas as devidas decises. Assim que alcanar esta meta, sempre devera que ser trocada para que a empresa sempre cresa e no estacione em uma posio que tinha a sua meta ou viso anterior.

13

12 CONCLUSO Com base no trabalho feito v que a contabilidade e a empresa esto interligados uma no sobrevive sem a outra. A empresa tem que definir claramente sua viso e misso para que possa tomar as decises corretas para que possa cada vez mais ir ocupando uma posio mais alta no mercado. E a contabilidade faz o controle financeiro desta organizao, com a viso tcnica do profissional contbil a empresa mantm seu lucro sabendo por meios de relatrios o rela gasto da empresa assim podendo economizar e determinar os preos dos seus servios para no haver prejuzo.