Uma Viso Geral da Educao a Distncia Renato M.E. Sabbatini, PhD.

  • Published on
    07-Apr-2016

  • View
    215

  • Download
    0

Transcript

  • Uma Viso Geral da Educao a DistnciaRenato M.E. Sabbatini, PhD

  • O Que a EaD?Ocorre quando o professor e o aluno esto separados fisica e temporalmenteUtiliza tecnologias especficas adequadas para a ao e a interao distnciaTem indicaes determinadas, no se prestando para todos os tipos de cursos e reas

  • O Que a EAD (2)Possibilidade de combinao com ensino presencialComunicao em vrias vias:professor estudanteestudante professorprofessor professorestudante estudante

  • Evoluo das Tecnologias de EADPrimeira tecnologia: o livro impresso (sculo XV)Possibilitou a replicao macia e barata do conhecimentoPossibilitou a alfabetizao da populao

  • Segunda tecnologia: o correio (sculo XVIII)Possibilitou a distribuio de material impresso a grandes distncias e a comunicao bidirecional com o professorPossibilitou o ensino por correspondnciaPossibilitou a replicao macia e barata da interao

  • Terceira tecnologia: os meios eletrnicos (sculo XX)Telgrafo, telefone, rdio, TV e redes de computadoresTirou a necessidade de distribuio de elementos fsicos (tomos) e os substituiu por ondas e eltrons (sculo XX)Agilizou, facilitou e imitou melhor a instruo e a interao

  • Evoluo das Tecnologias

  • Motivaes para a EADPermitir que estudantes possam aprender em em qualquer rea geogrficaOferecer programas que atendam a grande nmero de estudantesRealizar o treinamento de professores que j esto em trabalho e no podem ficar muito tempo afastados

  • Atualizar conhecimentos e habilidades de forma mais gil e facilitadaAcelerar o desenvolvimento de fora de trabalhoAumentar o rendimento dos sistemas educacionaisTrazer experincias raras e personalidades estimulantes para dentro da sala de aula

  • A questo principal no se a EAD deve ser utilizada, mas sim para que e para quem utilizarTodas as instituies educacionais devem desenvolver programas prprios de EAD para continuar no mercadoH a necessidade de desenvolver capacitao prpria e adequada para essa modalidade de ensino

  • Implicaes do Rompimento da Barreira Geogrfica A EAD traz vrias implicaes para as instituies educacional tradicionais

  • Cursos para diversas partes do pas: a universidade passa de local a nacional (ou internacional)Portanto: necessidade de uma nova logstica e abertura de novos mercados

  • Professores de vrias instituies ensinando em um mesmo curso (cooperao multi-institucional)Portanto: necessidade de novas regras, regulamentaes, conceitos e modos de cooperao entre as instituies

  • O Papel da CooperaoPara melhorar o ensino, escolas e universidades devem descobrir modos de cooperaoConseqncias:Melhor distribuio geogrfica da qualidadeMelhoria da educao como um todo

  • Caractersticas da EADProcura imitar as vrias formas de comunicao usadas no processo de ensino-aprendizagem

    Mas tambm um novo paradigma educacional

  • Caractersticas da EADEADLiberdadeAprendizFacilitadorProjetoCrditoConhecimentoTradicional ConfinamentoAlunoProfessorClasseCampusTempo

  • Formas de Comunicao e Novas TecnologiasRuptura dos limites tradicionais da comunicao humanaTempoDistnciaFacilidadeVelocidade

  • Home Page do Curso

  • Aulas magistrais Demonstraes Casos clnicos Orientao AvaliaoVideoconferncia

  • Benefcios da EAD Independncia geogrfica Independncia temporal Independncia de plataforma Boa relao custo-benefcio Aprendiz dirige o seu aprendizado Comunicao aumentada Material mais estimulante Caminhos inovadores

  • Problemas da EADDificuldades de acessoCustos especficos da tecnologiaNecessidade de treinamento dos estudantes Necessidade de adaptao aos novos mtodos, resistncia cultural

  • Necessidade de treinamento dos professoresPedagogia convencional no se aplicaDireitos autorais, privacidade, segurana e e autenticao

  • Cenrio Internacional EAD em franca expanso nos pases de primeiro mundo (Holanda o pas campeo)

    Expanso explosiva em pases de grande extenso territorial (Canad, USA, China, Austrlia, Mxico)

    O nmero de alunos a distncia nos USA cresceu de 700.000 em 1998 para 2.200.000 em 1999 (315%)

    USA j tm cerca de 200 instituies credenciadas que oferecem mais de mil cursos de Mestrado e Doutorado total ou parcialmente a distncia

  • Cenrio NacionalEm franco crescimento, principalmente nos dois ltimos anosOferta ainda muito aqum das necessidades nacionaisLegislao favorvel (LDBEOfertas em todos os nveis

  • A Formao de Consrcios de EADConsrcios Nacionaiswww.unirede.brwww.uvb.brwww.edumed.net

  • LegislaoLDBE - Lei de Diretrizes e Bases da EducaoO Poder Pblico incentivar o desenvolvimento e a veiculao de programas de ensino a distncia, em todos os nveis e modalidades de ensino, e de educao continuada

  • ConclusesA EAD uma forma educacional que veio para ficar e ser predominante no mundo todo no novo milnio, tanto em nmero de cursos quanto de alunos

  • O progresso tecnolgico, a globalizao e a universalizao das redes, e a mudana de cultura e mentalidade do setor educacional levaro a uma crescente consolidao da EAD no cenrio educacional

  • Os educadores precisam entrar nessa nova onda, seno correm o perigo de serem ultrapassados

    Aula ministrada como parte do Curso de Capacitao Docente em Educao a DistnciaRealizao do Instituto Edumed para Educao em Medicina e Sadehttp://www.edumed.net/cursos/edu002

    Copyright 2000 Instituto EdumedDiversos so os conceitos de Educao A Distncia (EAD) que se pode encontrar na literatura especializada, mas talvez a mais simples e objetiva seja aquela que a define como qualquer forma de educao em que o professor se encontra geograficamente distante do aluno. importante enfatizar que EAD no sinnimo de alta tecnologia. Na realidade, a definio abrange um grande nmero de tecnologias, algumas delas bastante antigas, como veremos nos slides seguintes (livro tambm tecnologia). A tecnologia, por outro lado, deve ser encarada apenas como um meio ou ferramenta para os processos de disponibilizao e interao do contedo educacional, e no como um fim em si. Os conceitos pedaggicos devem predominar. importante tambm considerar que nem sempre a tecnologia mais nova e sofisticada a melhor. Assim chegamos ao conceito de tecnologia mais adequada (para uma vila no Amazonas onde no existe nem telefone, mas onde chega o correio, a forma mais adequada pode ser o ensino por correspondncia)Finalmente, outro conceito limitante da EAD que nem todo tipo de educao pode ser feita a distncia, havendo indicaes determinadas.A EAD pode (e muitas vezes, deve, chegando a existirem regras regulatrias claras a esse respeito, impostas pelo MEC) ser combinada com o ensino presencial, em vrias gradaes. Dessa forma pode-se aproveitar o melhor de cada forma na composio e na pedagogia de um curso.A definio da EAD deve necessariamente abranger as vrias vias de comunicao entre os dois principais protagonistas do processo educacional, o estudante (ou aprendiz) e o professor.

    Alguns autores consideram que a primeira experincia em educao a distncia no mundo deu-se com a inveno da imprensa, no sculo XV por Gutemberg. A partir deste fato, o acesso ao livro, e portanto ao saber e ao conhecimento acumulado passou a no mais pertencer ao professor, dono do raro manuscrito que era lido em voz alta para os alunos nas escolas. O livro possibilitou pela primeira vez o ensino de massa, ou seja, a formao de classes de muitos alunos. Antes do livro, as classes eram pequenas, e o ensino, artesanal, de discpulo para aluno. O livro tambm deu incio alfabetizao de grande parte da populao, alavancando os processos educacionais.Modernamente, a origem da EAD encontra-se nos cursos por correspondncia iniciados no final do sculo XVIII que floresceram a partir dos meados do do sculo XIX. A grande inveno tecnolgica, neste caso, foi o sistema de correios, no qual os protagonistas do processo educacional contratavam um servio para entrega do material (livros, apostilas, cartas) entre as pontas do elo de comunicao da EAD.A introduo de projetos de educao a distncia atravs do rdio, j no sculo XX, favoreceu a populao rural e mostrou a potencialidade do ensino de massa utilizando-se da tecnologia de comunicao. Projetos bem sucedidos de EAD em vrias partes surgiram a partir da dcada de 60. Finalmente o advento da TV contribuiu de forma poderosa para a educao a distncia, ao aliar imagens em movimento aos sons. A partir da dcada dos 50s, tornou-se a grande promessa da educao para todos, principalmente com as tecnologias de TV baseadas em satlite.A partir da, com o desenvolvimento da informtica e da telecomunicao outras formas de ensino a distncia esto ganhando espao, adquirindo credibilidade e abrindo um novo mundo de oportunidades e democratizao do saber e da informao. No apenas as instituies de ensino tm lanado mo da EAD via internet, mas as empresas que investem pesado em treinamento, consideram -na uma alternativa bastante interessante de educao continuada de seu staff.Podemos dizer, sem medo de errar, que a EAD via internet ter papel fundamental na formao das novas geraes e na atualizao dos profissionais de todas as reas. A EAD baseada na utilizao da internet como ambiente o assunto especfico deste curso.

    A EAD tem sido utilizada h mais de um sculo, desde que William Harper, Reitor e fundador da Universidade de Chicago, ofereceu em 1881 um bem sucedido curso de Hebraico por correspondncia. Em 1889 o Queens College do Canad comeou a oferecer uma srie bem sucedida de cursos remotos e de baixo custo, como forma de compensar as grandes distncias entre os centros urbanos daquele pas. Desde ento a EAD tem crescido vertiginosamente atravs do uso de uma larga gama de ferramentas pedaggicas e tecnolgicas que foram surgindo e se viabilizando ao longo do tempo. Em funo das tecnologias adotadas para a transmisso da informao, a evoluo da educao a distncia pode ser dividida em trs fases, ou geraes no mutuamente excludentes. A primeira pode ser denominada de GERAO TEXTUAL (1890 a 1960), que foi baseada numa atitude isolada de auto-aprendizado e suportada apenas por textos impressos. A Segunda pode ser denominada de GERAO ANALGICA (1960 a 1980), que foi baseada numa atitude de auto-aprendizado com suporte, no somente por textos impressos, mas tambm por tecnologias de mdia tais como recursos de udio e vdeo. A terceira e atual pode ser denominada de GERAO DIGITAL, que baseada numa atitude de auto-aprendizado fortemente suportada por recursos tecnolgicos altamente diferenciados, que podem ser balizados pelos seguintes fatores: o alto grau de interatividade atravs dos computadores pessoais, o baixo custo de aquisio dos computadores pessoais, a grande amplitude e o baixo custo de acesso s redes de computadores locais e remotas (Internet , Intranets e Extranets) e a eficincia e o baixo custo dos modernos satlites e da telecomunicao digital.

    Fonte: Loyola, W e Prates, M. Curso de Ensino Mediado por Computador (EMDC), 2000.

    Porque ter educao a distncia?A educao a distncia foi introduzida como uma resposta s crescentes necessidades educacionais que no podem ser facilmente atendidas ou que so impossveis de serem atendidas pelas formas tradicionais de educao.Neste slide vemos quais so as motivaes da EAD, ou seja, o que justifica a sua existncia, e quais so os seus principais impactos, em relao educao presencial.A EAD no nova, mas est crescendo exponencialmente devido ao surgimento da sociedade baseada em informao, e da exploso do conhecimento. A sociedade demanda cada vez mais novas habilidades e conhecimentos por parte da fora produtiva, assim como novos produtos do sistema (novas profisses, interdisciplinariedade, etc.). Somente a educao presencial no d mais conta dessa demanda.A EAD tem o perigo de se tornar um modismo?Sim, principalmente por causa do seu apelo tecnolgico e econmico. Muita gente est querendo ganhar dinheiro fcil com essa nova modalidade. A questo principal ento SE ela deve ser utilizada, mas sim PARA QUE e PARA QUEM utilizar.

    O surgimento poderoso da EAD no cenrio educacional tornou praticamente obrigatrio que as instituies desse setor desenvolvam seus programas prprios de EAD, para que possam continuar competitivas no mercado. O domnio territorial e a antiguidade no mercado deixam de ter sentido na EAD, e universidades estrangeiras, ou universidades virtuais recm formadas podem derrotar instituies nacionais e antigas com muita velocidade.

    Mas, querer fazer no suficiente! necessrio capacitar os professores e montar um sistema de apoio na instituio que a habilite a ofertar EAD de forma eficiente e efetiva.

    Rompimento da barreira Institucional: Cooperao Inter-institucional UniredeEste rompimento de barreiras (geogrfica, temporal) est provocando uma tendncia cada vez maior de cooperao inter-institucional. Isto est possibilitando s instituies oferecerem cursos para diversas partes do pas, e no estarem restritas somente aos seus alunos locais, bem como participarem de iniciativas onde professores de vrias instituies podero ensinar em um mesmo curso. Essas duas possibilidades (difceis de implementar no mundo no virtual), trazem uma enorme srie de conseqncias, que vo desde as legais (regulamentao de cooperao, avaliao, co-certificao, reconhecimento mtuo de crditos) at as logsticas e operacionais (estabelecimento de redes, estrutura local e remota de suporte, credenciamento de campi remotos, etc.)O mais importante uma mudana radical de mentalidade com relao ao mercado: o alargamento da base de alunos potenciais, e a atuao no mais em nvel nacional, mas tambm em nvel regional, nacional e internacional (globalizao da educao). So poucos ainda os lderes universitrios capazes de enfrentar essa nova viso, com toda sua ousadia e futurismo.

    Cooperao multi- e inter-institucional, portanto, o novo paradigma. Nesse sentido, a EAD levar a uma melhora da educao como um todo, e com uma melhor distribuio geogrfica de qualidade. A tecnologia permite um verdadeiro sistema de vasos comunicantes.

    A EAD pode ser encarada de duas maneiras distintas: uma forma revolucionria ou diferente de educar e aprender, ou uma nova mdia para os paradigmas tradicionais da educao. Na realidade, veremos que uma mistura de ambas as coisas. O processo ensino-aprendizagem no muda substancialmente com a educao a distncia, e ela procura tambm imitar as vrias formas de comunicao tradicional, como veremos a seguir.Mas a EAD no s imita aspectos do ensino presencial tradicional. Ela tambm cria novos paradigmas, como mostra este slide:O aluno no est mais confinado no espao e no tempo para se habilitar a receber os contedos educacionais.Ao invs de ser um aluno (conceito ligado passividade em relao ao professor), ele passa a ser um aprendiz (conceito ligado autonomia no aprendizado)O professor passa a ser um facilitador, e perde o papel tradicional de vlvula de toda a informao que chega ao alunoA classe (no sentido tradicional) destruida, e o aprendizado passa a ser um projeto do aluno e professor.O conjunto de classes, que o campus, tambm destrudo. No seu lugar, aparece o crdito educacional, que pode ser tomado em qualquer lugar, no necessariamente na mesma instituio educacional, ou num campus especfico (fsico)Finalmente, o conceito de que a educao intimamente associada ao conceito de tempo (tantas horas de durao de uma disciplina, tantos anos de durao de um curso), substituido pela nfase da aquisio de conhecimento.

    Fonte: Adaptado de Fuchs, Pontifcia Universidade Catlica do Rio de Janeiro.As redes de computadores, particularmente a Internet, provocaram uma revoluo na educao porque, alm delas possiblilitarem a convergncia de todas as formas de comunicao, elas o fazem rompendo as barreiras tradicionais do ser humano adquirir a informao como o tempo, a distncia, a velocidade e facilidade.Como vemos neste slide, cada forma tradicional de comunicao tem uma contraparte ou anlogo eletrnico, que pode ser intermediado pela rede de computadores. Existem, no entanto, algumas novidades que fazem com que certas mdias no tenham uma analogia fcil no mundo tradicional. Por exemplo: vdeo sob demanda, que no existe no mundo da TV (a analogia seria um clube de vdeo).A videoconferncia uma aplicao sofisticada e plena de recursos para a EAD. Pode ser usada para dar aulas magistrais, demonstraes, discusso de casos clnicos, orientao e aconselhamento distncia (telementoring e teleproctoring), etc. Usando-se perifricos mdicos especiais, possvel enviar dados de pacientes em tempo real.Independncia geogrfica - Estudantes podem estudar em qualquer lugar. Isto significa que as atividades instrucionais sejam dadas obrigatoriamente na mesma rea fsica.Independncia temporal - A combinao de possibilidades de distribuio de informao, comunicao assncrona e pedagogia apropriada no depende do tempo. Por exemplo, um estudante pode assistir a uma aula gravada na Web ou em videocassete na hora em que quiser, e no quando o professor determinar uma data e horrio.Plataforma independente - Muitas aplicaes existentes como CD Roms, treinamento baseado em computador, etc. so especficas a uma plataforma particular (Windows ou Mac, marcas de computador, etc.). A natureza plataforma-independente da web remove este problema, exceto alguns sistemas multimdia como shockwave (no-Unix) Comunicao aumentada - falam um com o outro, individualmente ou em grupo, enviam questes. comumente reportado que que pessoas falam mais eletronicamente por email, chat do que face-a-face.Educao no mais privilgio de poucos.Qualquer um se beneficia e ganha conhecimento e experinciaDirige o seu aprendizado. Ele necessita de um guia, um conselheiro, mas ele deve ter a responsabilidade para participar em programas, fazer avaliaes, desenvolver habilidadesAlta relao de custo-benefcio, pois pode treinar um maior nmero de pessoas e com maior freqncia, reduz custos de deslocamentos de pessoal, eNovos alunos podem ser includos no sistema sem custo adicional;Aulas baseadas na Internet, como qualquer meio tem um nmero de limitaes que devem ser consideradasAcesso e recursos - Em muitas reas do pas o acesso ainda difcil e lento, ou no existe.Custo - Para alguns estudantes no vinculados a uma instituio que faro o curso em casa, o custo da conexo pode limitar o acesso do estudante, principalmente em localidades muito remotas.Treinamento - Muitos estudantes ainda no sabem como usar o ferramental da EAD, principalmente devido a problemas de tecnologia (uso eficiente de computadores). Alm disso, os alunos precisam se adaptar aos novos mtodos sados pela EAD, o que muitas vezes demorado e encontra resistncias Copyright, privacidade, segurana e autenticao - ainda no existem solues para estes problemas. As leis so inconsistentes ao se aplicarem ao mundo eletrnico, no existe jurisprudncia, os legisladores no entendem do assunto A segurana dos dados e a necessidade de autenticacao do usurio de forma inambgua ainda so difceis e podem causar probelmasEm todo o mundo, em particular nos pases denominados de primeiro mundo, a EAD est em franca expanso, sendo largamente implantada por meio de programas de grande porte. Isto tem ocorrido com mais intensidade nos pases de grande extenso territorial, como Canad, Estados Unidos e Austrlia, que esto na fronteira avanada do uso extensivo e intensivo dos processos de EAD, com um sem nmero de programas, a maioria promovido por suas melhores e maiores universidades e empresas. Somente nos Estados Unidos registrou-se 700.000 alunos de EAD em 1998, nmeros este que cresceu para 2.200.000 em 1999, o que demonstra a explosiva aceitao desta forma educacional naquele pas. Chega a mais de 200 o nmero de instituies norte-americanas de renome internacional que oferecem cursos regulares de ps-graduao stricto sensu distncia, cursos estes credenciados (accreditation) por uma ou mais das seguintes organizaes no-governamentais como: Distance Education & Training Council (DETC), Middle States Association of Colleges & Schools (MAS), Western Association of Schools & Colleges (WASC), New England Association of Schools & Colleges (NEASC), Southern Association of Colleges & Schools (SACS), North Central Association of Colleges & Schools (NCACS), Northwest Association of Schools & Colleges (NASC), American Psychological Association (APA), Accrediting Board of Engineering & Technology (ABET) e National League for Nursing (NLN).

    No Brasil, talvez em funo de uma cultura de concepo educacional muito conservadora e obsoleta, amplamente disseminada em nosso meio acadmico, a EAD est longe de atender s reais necessidades do pas. Apesar disso, tem se notado um franco crescimento nas iniciativas de EAD em todo o pas, crescimento este que tem sido alavancado recentemente pelo surgimento de consrcios educacionais em EAD. A oferta se distribui por todos os nveis de ensino, com predominncia para os cursos de extenso e de ps-graduao lato-sensu. A legislao brasileira sobre EAD, balizada pela LDBE, ainda est incompleta quanto regulamentao e reconhecimento dos cursos ministrados a distncia.

    Esto se formando tambm importantes consrcios de EAD no Brasil.Os dois principais, lanados quase que simultaneamente em novembro de 1999 so:Universidade Virtual Pblica do Brasil, com 61 universidades federais, estaduais e municipaisUniversidade Virtual Brasileira: com 10 universidades particulares em diversos estadosTambm esto se formando os primeiros consrcios verticais de EAD, ou seja, especializados em um domnio do saber. O consrcio Edumed da rea de medicina e sade.Outra tendncia interessante a das universidades corporativas - universidades dentro de uma empresa - tcnicas, conhecimento, capacitao. Elas podem utilizar intensamente a EAD, atravs da cooperao com as universidades tradicionais.LDBE (Lei de Diretrizes e Bases da Educao) - lei elaborada pelo MEC - normatiza a educao em todos os nveis. Favoreceu o ensino distncia e deu status igual ao ensino presencial. Permite os cursos distncia em todos os nveism inclusive graduao, mas vrios desses nveis permanecem sem regulamentao especfica para a EAD, como o caso da ps-graduao stricto-sensu.A exploso nas tecnologias de comunicao digital, como Internet e videoconferncia tem provocado um enorme crescimento na demanda e na oferta de cursos a distncia em todo o mundo. No Brasil isso se reflete no grande nmero de pedidos de credenciamento de cursos a distncia para o MEC.

Recommended

View more >