Trao de argamassa e concreto

  • Published on
    28-Oct-2015

  • View
    86

  • Download
    20

Transcript

  • A R G A M A S S A SE

    CONCRETOS

  • S U M R I OARGAMASSAS

    GENERALIDADES TERMINOLOGIA DAS ARGAMASSAS FINALIDADES e PROPRIEDADES

    PRINCIPAIS TRAOS OU DOSAGEM E SUAS

    APLICAES CLCULO DE TRAOS CONSIDERAES FINAIS

  • GENERALIDADESARGAMASSAS

    DEFINIO:Misturas de materiais aglutinantes e de materiais

    inertes, que dosados em forma adequada com gua natural, ensejam uma massa muito empregada na construo civil.

    MATERIAIS AGLUTINANTES MAIS USADOS:Cimento e cal.

    MATERIAIS INERTES:Areia (fina, mdia), saibro e outros especiais.

  • TERMINOLOGIA DAS ARGAMASSAS

    Em funo do n de aglutinantes:a) Argamassa simples

    1 aglutinante (Ci, cal em pasta ou p)+ material inerte) e gua

    b) Argamassa mista 1 aglutinante + 1 aglutinante + material inerte e

    guaObs: Argamassa hidrulica so argamassas que

    incorporam Ci e (ou) Cal em pasta e areia.

  • FINALIDADES e PROPRIEDADES

    FINALIDADES:Ligar pedras, regularizar superfcies,

    impermeabilizar e revestir.

    PROPRIEDADES:Boa resistncia ao esmagamento, poder de aderncia e impermeabilidade.

    Obs. Validade das propriedades: funo da natureza da porcentagem dos elementos constituintes, da granulometriado material inerte e da proporo da gua de amassamento.

  • TRAO DAS ARGAMASSASO trao das argamassas diz respeito dosagem de

    seus componentes na sua constituio, o que ocorre dentro de uma proporo.

    A identificao escrita simples e baseada na seguinte conveno:a) Argamassas simples: 1 : 3

    O 1 algarismo representa a quantidade do aglutinante e o 2 a do material inerte.b) Argamassas mistas; 1 : 2 : 8

    O 1 algarismo o indicador do cimento, o 2 o da cal e o 3 do material inerte.

    Algumas argamassas e suas aplicaes:

  • Cimento + areia mdia1:4Assentamentos em geral

    Cal em pasta + areia fina

    1:2Reboco interno

    Cimento + Cal em pasta + areia fina

    1:2:4Emboo externo

    Cimento + Cal em pasta + areia mdia

    1:2:6 1:2:8

    Emboo paulista

    Cimento + Cal em pasta + areia mdia

    1:2:6 1:2:8

    Alvenaria de tijolos

    Cimento + areia mdia1:3 1:4

    Alvenaria de pedra

  • CLCULO DOS TRAOS1. O processo decorre das relaes entre os volumes

    aparentes e os volumes reais dos componentes e quantidade de gua de amassamento (Eng Paulo Costa),

    2. Pesos especficos dos materiais componentes principais: - Cimento: 1400 kg/m- Cal em pasta: 1300 kg/m- Cal viva (em pedra): 1200 kg/m.

    3. Outras relaes importantes:a) 1 m de cal viva produz 1,5 m de cal em pasta.b) 1m de cal viva = 1200 kg e equivale 800 kg de cal

    em pasta.c) Quantidade mdia de gua por trao: 0,15 do Vol Ap

  • VOLUMES REAIS DO M DE ALGUNS MATERIAIS

    0,50 mBrita

    0,60 mAreia grossa 0,55 mAreia mdia

    0,50 mAreia fina0,47 mCimento1,00 mCal em pasta

    VOLUME REALMATERIAL

  • EXEMPLOS DE CLCULOS1) Calcular a quantidade dos materiais

    integrantes de 1m de argamassa 1 Caem pasta x 3 em areia fina (1:3).

    Vol aparente Vol real1 m de cal em pasta 1,0 m

    * 3 m de areia fina (3x0,50) 1,5 m4 m gua 0.15 x4 0,6 m

    3,1 m *

  • Clculo das quantidades dos materiais:a) Cal em pasta: 1/3,1 = 0,323 m

    0,323m x1300kg/m = 419 kg ou em cal viva: 0,323 m x 800 kg/m = 258 kg

    b) Areia fina: 3/3,1 = 0,968 m.c) gua: 0,6/3.1 = 0,193 m = 193 l.

    2) Calcular a quantidade dos materiais integrantes em 1 m da argamassa 1 Ci + 2 Cal em pasta+ 8 areia mdia.

  • Vol Apar Vol Real1 m de cal em pasta 1,00 m

    * 2 m de fina 2 x 0,50m 1,00 m4 m gua -> 0,15 x 4 m 0,60 m

    2,60 mClculo das quantidades dos materiais:a) Cal em pasta: 1/2,60 m = 0,385 mb) 0,385m x1300kg/m = 500,5 kg

    ou em cal viva: 0,385 m x 800 kg/m = 308 kgb) Areia fina: 2/2,6 = 0,769 m.c) gua: 0,6/2,6 = 0,230 m = 230 l.

  • CONCRETOS

    Prof. Jorge de Andrade Filho

  • SUMRIO

    Generalidades Terminologia dos concretos Finalidades e propriedades Dosagens e traos e suas aplicaes Clculos de trao ou dosagem emprica Consideraes finais

  • GENERALIDADES Conceito So misturas de cimento e mate-

    riais inertes, dosados em propores pr-determinadas com gua com

    emprego acentudado na construo civil. Materiais: Cimento e materiais inerte (areia e brita

    granulometria 1 e 2 ou seixo rolado). Caractersticas principais Resistncia aumenta

    por um bom tempo mesmo aps ter adquirido a resistncia para a obra.

    A importncia do sazonamento. Avaliao da porosidade do concreto. A importncia do fator gua cimento

  • Terminologia dos concretos

    Quanto quantidade cimento:- Concreto gordo aquele em que o ci-

    mento preeenche os vazios entre os agregados. So os concretos estrutu-rais. (mais de 300Kg/m de concreto).

    - Concreto magro aquele em que os va-zios no so preenchidos totalmente pelo cimento. So os concretos no estruturais.

  • TERMINOLOGIA DOS CONCRETOS

    Quanto quantidade de gua:a) Concreto mido so aqueles que apresentam

    grande resistncia e difcil adensamento.b) Concreto plstico so os que apresentam boa

    resistncia e fcil adensamento. So os mais usados.

    c) Concreto fluido so os que tem menos resistncia, fcil manejo e no exigem adensamento,

  • FINALIDADES E PROPRIEDADES

    Finalidades- Estruturas de concreto armado, reser-vatrios elevados e enterrados, camada impermeabilizadora, lastros de piso, caladas, etc.

    Propriedades- Resistncia elevada, moldagem, impermeabilidade

  • DOSAGENS E TRAOS Dosagens

    Dosagem emprica e dosagem racionale suas caractersticas.

    TraosO trao dos concretos diz respeito

    dosagem de seus componentes na sua constituio, o que ocorre dentro de uma proporo com o cimento, a areia, a brita e gua.

  • A identificao do trao definida conforme a seguinte conveno:

    Concreto 1 : 2 : 3Os ns representam respectivamente

    as quantidades de cimento, areia e brita (sequncia da granulometria).

    Traos de alguns concretos estruturais:1:3:4 12 MPa 1:2:3 20 MPa1:2:4 --> 15 MPa 1:2:2 25 MPa

    Traos no estruturais: 1:3:5, 1:3:6

  • CLCULO DE TRAOS1. O processo que ser estudado decorre das

    relaes entre os volumes aparentes e os volumes reais dos componentes e quantidade de gua de amassamento (Eng Paulo Costa), (idem argamassas)

    2. Pesos especficos dos materiais componentes principais: Cimento: 1400 kg/m.

    3. A quantidade de gua: 10% do volume aparente.

  • 1. Calcular a quantidade dos componentes do concreto 1Ci x 2 Ar G x 4 Br, inclusive a gua de amassamento.Vol Ap Vol Real

    1 m Ci 0,47 m2 m Ar M 2x0,60 1,20 m4 m Br 4x0,50 2,00 m7 m gua: 0,10x7 0,70 m

    4,37 m

  • Clculo das quantidades dos componentesCimento: 1/4,37 = 0,229 m

    0,229 m x 1400kg/m = 320,6 kgAreia grossa: 2/4,37 = 0,458 mBrita: 4/4,37 = 0,915 mgua: 0,70/4,37 = 0,160 m = 160 litros