Trabalho de Clinica Medica

  • Published on
    27-Jun-2015

  • View
    307

  • Download
    10

Transcript

SumarioPag. 1- resumo Pag. 1- introduo Pag. 1- capitulo 1 - definio Pag. 2- capitulo 2 - sinais e sintomas Pag. 3- capitulo 3 - diagnsticos Pag. 3 - capitulo 4 - tratamento Pag. 4 - capitulo 5 - assistncia de enfermagem Pag. 5 - concluso Pag. 5 - bibliografia

Trabalho de clinica medica

Bronquite

Orientador: Ana Maria Fabi

Bronquite

ResumoA bronquite uma doena que atinge os alvolos impedindo que o ar chegue at os pulmes, podendo ser aguda com durao de dias ou semanas e crnica que pode durar anos. A bronquite um sndrome que faz parte da DPOC (doena pulmonar obstrutiva crnica).

IntroduoDoena pulmonar obstrutiva crnica (DPOC) engloba vrias patologias relacionadas ao trato respiratrio, a bronquite uma dessas e que pode levar a pessoa ficar dias acamada ou se no for tratado adequadamente levar a morte. Atividade fsica hoje considerada como uma forma de preveno e ou tratamento, e a fisioterapia hoje tem uma ampla forma de ajudar o paciente com DPOC.

Capitulo 1. Definio.

A bronquite uma inflamao dos brnquios, especificamente na mucosa que reveste os bronquolos, quase sempre vem acompanhada de uma infeco do aparelho respiratrio, que resulta em dificuldade de respirar, cansao e muita tosse. Em geral, a causa est em bactrias tais como: Streptococcus pneumonia e o Haemophilus influenzae que podem ser combatidas com medicao especfica ou hbitos de vida saudvel, da a vantagem dos exerccios fsicos. Alm dos hbitos de vida saudvel o asmtico deve evitar ficar exposto aos alergnicos.

Geralmente essas pessoas tm alergia poeira, alguns tipos de perfume, fumaa de cigarro, livro velho e etc. A bronquite parece no ter cura. Ou seja, as pessoas suscetveis mantendo os bons hbitos, podem viver como se no tivesse a doena. Entretanto basta ficar exposto para a doena se manifestar. como se as bactrias ficassem em estado latente nas vias areas do indivduo. Portanto, o melhor tratamento a preveno. A respirao difcil, tosse persistente, dor no peito, febre, expectorao, sensao de angstia por falta de ar e etc. so as principais caractersticas. Essa situao pode ser agravada pelos fatores psicolgicos. Ou seja, ao iniciar a manifestao de um ataque, a prpria ansiedade pode ajudar no desenvolvimento da doena, e j sabe como ela se manifesta, se tentar manter a calma, a crise pode ser menos forte. De um modo geral as atividades aquticas so as mais recomendadas em funo da umidade da superfcie e prximo s narinas, isso no quer dizer que as outras modalidades no possam ser praticadas. As aerbias ao livre devem ser precedidas de um bom aquecimento visando aumentar de forma gradativa a freqncia cardaca e principalmente a respiratria de tal forma que as vias areas recebam o ar aquecido, umidificado e filtrado tendo passado pelas narinas e mucosa nasal que exercem esse papel. Entretanto, durante as crises, pelo bvio nenhuma atividade fsica deve ser praticada e como a passagem do ar torna-se difcil, o correto primeiro sair desse estado. Os exerccios fsicos para os asmticos, funcionam como remdio tendo como uma de suas caractersticas principais o aumento da ventilao nos alvolos facilitando a passagem do ar mantendo todo a aparelho respiratrio em bom estado. Logo, esse remdio gostoso deve ser administrado a vida toda.

Capitulo 2. Sinais e sintomas- tosse - expectorao -falta de ar

- sibilncia - cianose - febre (quando a bronquite crnica estiver associada uma infeco respiratria - falta de apetite - cansao - inchao (nas extremidades do corpo graas piora do trabalho cardaco) - catarro mucide (na maioria das vezes muco claro ou branco, purulento se tiver alguma infeco).

Capitulo 3. Diagnsticos

Examinando o doente, o medico pode notar roncos e outras alteraes na auscultuo do trax com estetoscpio, a historia clinica ira definir se o caso agudo ou crnico. O medico poder tambm solicitar exames complementares tais como: - radiografia do trax para concluir se a doena se agravou para pneumonia; - exame de escarro para a identificao do germe envolvido; - analise do sangue podero identificar que sinalizem viral ou bacteriana; - espirometria, que mede a capacidade e funo pulmonar.

Capitulo 4. Tratamento

O tratamento da bronquite deve ser sempre recomendado pelo mdico por ser um tratamento com medicamento muito forte como broncodilatadores, inaltrios, antibiticos e corticides. Broncodilatadores: melhoram o fluxo de ar nesta doena, aliviando a falta de ar e a sibilancia, podem ser utilizados atravs de nebulizadores, nebulimetros (semelhantes a bombinha de asma), cpsulas de inalar, xaropes,comprimidos, etc. Corticides: medicamentos utilizados para controlar a inflamao crnica dos brnquios e minimizam os sintomas. Antibiticos: ajudam muito nos casos de exarcebao da doena, quando resultam de uma infeco bacteriana nos brnquios. Tambm indicado a fisioterapia respiratria.

Mas o indicado mesmo que o paciente com bronquite aguda, faa o tratamento correto para evitar que transforme em bronquite crnica, essa por sinal deve ser feito um acompanhamento medico rigoroso.

Capitulo 5. Assistncia de enfermagem-cuidar para que o paciente tome os medicamentos no horrio certo; -fazer a fisioterapia; -evitar os alergnos que causam crises respiratrias; -ingerir muito lquido; -descansar bastante.

Concluso

Hoje a pessoa com bronquite tem uma vida normal, desde que tomado os cuidados necessrios e preventivos, fazendo atividades fsicas no especificamente a natao. Evitando cigarros, alguns alimentos e sucos em p. E tomando a vacina anual de gripe, tambm a vacina contra o pneumococo que a principal bactria causadora de infeces respiratrias como pneumonia e a prpria bronquite crnica.

Bibliografia:

boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?- 04/09/10- 23:00 www.copacabanarunners.net/bronquite.html-04/09/10- 22:30 http://pt.wikipedia.org/wiki/Bronquite- 07/09/10- 14:00