Trabalhar com texto trabalhar com gnero?

  • Published on
    23-Feb-2016

  • View
    53

  • Download
    0

DESCRIPTION

Carmi Ferraz Santos Mrcia Mendona Marianne C. B. Cavalcante. Trabalhar com texto trabalhar com gnero?. - PowerPoint PPT Presentation

Transcript

Slide 1

Trabalhar com texto trabalhar com gnero?Carmi Ferraz SantosMrcia MendonaMarianne C. B. CavalcanteA partir de meados dos anos 80 do sculo XX, o texto passou a ser o objeto de ensino nas salas de aula. Isso de fato foi um avano, j que, at ento, a anlise de frases e palavras soltas era o procedimento mais adotado no desenvolvimento de capacidades de linguagem nas aulas de lngua portuguesa.

Objetivos desse texto:Estabelecer uma importante distino, qual seja, a de que trabalhar com texto no significa, necessariamente, trabalhar com gneros; discutir as implicaes dessa distino para o ensino de lngua materna.

Diferenciando texto e gneroO funcionamento da lngua no se d em unidades isoladas como fonemas, morfemas ou palavras soltas, mas em unidades maiores: os textos. Estes se constituem como unidade de sentido e podem ser concebidos como um evento comunicativo em que convergem aes lingusticas, sociais e cognitivas (BEAUGRANDE, 1997:10).Os textos, para serem compreendidos necessitam do conhecimento do leitor/ouvinte sobre o mundo de que falam, sobre a sociedade em que esto inseridos e tambm sobre a lngua em que so escritos/falados.A criao e recepo de texto uma atividade de co-construo de sentidos: tanto quem produz quanto quem recebe os textos est ativamente engajado no propsito de ser compreendido e de compreender; em suma, h o desejo de interagir verbalmente.Os textos no so todos iguais, no s porque tm contedos diferentes, mas porque se configuram como gneros textuais diversos; estes so entendidos como uma categoria que orienta a ateno para o mundo social (KRESS, 2003:87, apud: MARCUSCHI, 2002).As prticas vo requerer gneros especficos adequados quele contexto comunicativo. Ex: acidente na estrada, telefonema.Como as prticas vo mudando e se re-configurando, os gneros textuais vo acompanhando essa mudana. Ex: Ofcios. por isso que se afirma serem os gneros dotados de uma plasticidade determinada pelas situaes interativas sociohistricas. Logo, o trato dos gneros diz respeito ao trato da lngua em seu cotidiano nas mais diversas formas (MILLER, 1984).Relao entre os gneros e as prticassociais, perguntamos:Seria adequada uma abordagem homognea dos textos na escola, ou seja, um trabalho que no leva em considerao o modo como cada gnero funciona nos contextos sociais? Em que consiste, ento, o trabalho com os gneros textuais? Em que se diferencia de um trabalho com textos? Isso traz vantagens para o ensino de lngua materna? Por qu?Trabalho com texto x trabalho com gneroApenas a presena da diversidade textual na sala de aula no suficiente; preciso trabalhar, de fato, com essa diversidade. Abordar efetivamente os gneros textuais naquilo que tm de especfico supe conhecer o que os distingue uns do outros, isto , as suas caractersticas.Enquanto certas particularidades dos textos se aplicam a um determinado exemplo, identificando aquele exemplar e s ele, as caractersticas genricas se repetem nos textos agrupados sob uma mesma denominao de gnero. Vejamos a notcia essa notcia:NotciaMST INVADE 15 FAZENDAS Mais de 2.600 famlias de sem-terra ocuparam, ontem, 15 propriedades espalhadas pelo Grande Recife, Zona da Mata, Agreste e Serto. Uma das maiores invases a do Engenho So Joo, em So Loureno da Mata, onde 600 famlias esto acampadas. MST promete ainda mais aes no Estado e em todo o Pas. (Jornal do Commercio, 06.03.2006)Caractersticas de uma notciaAs caractersticas desse texto em particular, que no marcam necessariamente as notcias em geral.Presena de um ttulo,Informaes concisas para situar o leitor,Estrutura clssica da notcia, quem, o qu, quando, onde, como, por qu, so comuns s notcias.

Caractersticas do gnero notcia.

Funo sociocimunicativa bsica: informar um grande pblico, a respeito de certo fato;Tratamento de um fato noticioso (aquele considerado relevante para virar notcia);Efeito de objetividade: o texto busca ser imparcial e objetivo, por isso no se usam adjetivos valorativos, como bom, bonito,absurdo, etc.;Ttulo sucinto, revelando o fato central; Informaes essenciais sobre os acontecimentos, respondendos seis perguntas clssicas o qu, quem, quando, onde, como e por qu; essas informaes compem o que se chama tecnicamente de lead e vm, frequentemente, no incio do texto.Prticas de ensino com gneros textuais:o limite entre gnero e textoProjeto realizado em dezembro de 2005 pela professora Cristiane Abreu da Escola Municipal Luiz Rodolfo de Arajo Lima, em Caets I, Abreu e Lima (PE).A professora teve como objetivo sensibilizar os alunos para a percepo dos diferentes elementos do anncio (produto, pblico-alvo, linguagem, suporte, etc.). Para tanto, os alunos foram levados a analisar diferentes anncios e tambm a produzi-los, sendo estes expostos no mural e distribudos aos demais alunos da escola. Vejamos trechos do relato de uma das aulas observadas:Nessa crnica, a dona de casa Dolores, sem mais nem menos, comea a falar usando slogans e fazendo propaganda dos produtos encontrados nos cmodos de sua casa, despertando a preocupao de sua famlia, que suspeita que ela esteja louca. O autor do texto no explicita, em momento algum, que Dona Dolores esteja agindo assim por estar muito exposta televiso e ter assimilado todas as propagandas, mas d margem para essa interpretao . Aps a leitura, os alunos foram levados a perceber o forte apelo publicitrio da personagem principal. Eles identificaram, ainda, os produtos anunciados e os slogans.A professora chama a ateno para aspectos referentes compreenso do texto e no do gnero. Isso ocorreu porque a crnica serviu apenas como motivao para a temtica geral publicidade que envolve o trabalho com o gnero textual anncio, o objeto, de fato, de sua aula.Posteriormente, a professora solicita que os alunos pesquisem anncios publicitrios em jornais e revistas. Aps a seleo, iniciou-se a anlise do gnero anncio, atravs de perguntas do tipo: Qual o produto anunciado? A que perfil de pblico ele se destina? Qual o suporte em que ele foi veiculado? Que informaes oferecem ao pblico interessado no produto? Para que serve aquele anncio?O trabalho desenvolvido na sala de aula passa a envolver o gnero, com novas anlises de outros exemplos, at chegar produo dos anncios pelos alunos.AtividadePlanejem, a partir de um gnero textual, uma sequncia de atividades a ser vivenciada com seus alunos. Registrem o planejamento por escrito. Ao realizarem, durante a semana, as atividades planejadas, no esqueam de registrar o que aconteceu em aula, de modo que possam socializar o que foi vivenciado por vocs.Bom trabalho!