Sonatas Para Piano Mozart

  • Published on
    08-Jun-2015

  • View
    7.891

  • Download
    2

DESCRIPTION

Coleco deslides (formato pdf) para acompanhar a sesso de apresentao de Joana Faria na classe de Repertrio I (Mestrado em Interpretao da ESMAE)

Transcript

Sonatas para Piano de Mozart

Sonatas paisagem encantadora

Inexistncia de diviso clara em perodos Dificuldade em estabelecer relaes claras entre obra e circunstncia em que foi compostaEstas sonatas revelam uma enorme capacidade de distanciamento do compositor em relao ao problemas que o afectavam no momento da sua criao

Outono de 1774 Incio da composio de uma srie de sonatas para piano

Mas no so as primeiras que Mozart compe

4 primeiras sonatas para teclado 1764 (Paris ou Versalhes), com apenas 8 anos que converteu em sonatas para teclado com acompanhamentode violino 4 sonatas para teclado, 1766, cujo manuscrito se perdeu

Apenas 8 anos mais tarde (em 1774) volta a escrever para este gnero Mozart, com 19 anos, j escrevera pera, sinfonias, msica de cmara

Mas

Porqu esperar tanto tempo para retomar a composio para teclado?Estaria provavelmente espera de resultados mais concretos e satisfatrios na construo de pianos De facto os novas possibilidades dos pianos, nomeadamente dos pianos da firma Stein, eram um novo estmulo sua mente criadoraNuma carta ao seu pai, Mozart elogia as qualidades destes novos pianos (17/10/1777)

E porque no clavicrdio?

(Leopold Mozart havia comprado, em 1763, um exemplar deste instrumento )

Apesar de achar interessante o seu mecanismo e a sua capacidade expressiva (vibrato), no chegava ao pblico mais alargado dos seus concertos Estaria condicionado a um espao menor

Estmulos sonatas

composio

destas

primeiras

Mozart estaria a pensar na viagem a Munique (para a apresentao da pera bufa A falsa Jardineira), onde teria oportunidade de actuar como pianista Munique ambiente musical mais rico que em Salzburgo Contacto com musica francesa a partir de compositores alemes residentes em Paris Eckard, Honnaeur e Schobert)

Estmulos sonatas

composio

destas

primeiras

Publicao de 6 sonatas de Haydn, para cravo ou piano, nesse mesmo ano Mozart nutria uma grande admirao por este compositor As suas primeiras sonatas revelam um tributo figura de Haydn (pap Haydn): nvel estilstico, morfolgico e at mesmo temtico

Primeiras sonatas de Mozart Pianoforte ou cravo? Indicaes de dinmica impossveis de serem realizadas num cravo Naquele tempo seriam indistintamente em pianoforte, cravo ou clavicrdio Publicadas com a indicao per cembalo por razes comerciais

Qualquer crtica musicolgica que pretenda retirar profundidade obra pianstica de Mozart, inclusive s sonatas, revelar ligeireza analtica(Antnio Vitorino dAlmeida)

Einstein lamenta que estas primeiras sonatas sejam vistas, muitas vezes, apenas numa perspectiva de um Mozart galante

Primeiras 6 sonatas Um grupo?

Talvez pela ordenao das tonalidades (porm no parecer ter sido um cuidado prioritrio): D M, F M, Si b M, Mi b M, Sol M, R M

As 5 primeiras foram compostas em Salzburgo Sonata em D M, KV 279 caracterizada pela fantasia e espontaneidade do primeiro andamento - reexposio diferente da exposio

As 5 primeiras foram compostas em Salzburgo Sonata em F M, KV 280 passagem cromtica que funciona como ponte entre os dois temas principais - existe simetria entre esses dois mesmos temas: notas do acorde usadas melodicamente em movimento contrrio

As 5 primeiras foram compostas em Salzburgo Sonata em Si b M, KV 281 Rondo que revela j uma maturidade (Einstein refere que poderia datar-se de dez anos mais tarde)

Sonata em Mi b M, KV 282 estrutura menos usual: Adgio, 2 Minuetos e Rondo - relao com as sonatas para piano e violino (1772-3), as sonatas romnticas (inicio com andamento lento)

As 5 primeiras foram compostas em Salzburgo Sonata em Sol M, KV 283 a que apresenta menos influncia de Haydn - obra luminosa e brilhante - os dois andamentos extremos escrita elegantemente virtuosista

A 6 sonata aparece separada no tempo, no espao e noutros aspectos; a nica publicada por Mozart (editor Torricella de Viena - 1784)A obra que Mozart pretendia publicar era a sonata para piano e violino em Si b M, KV 454, para Regina Strinasacchi; porm foi buscar obras anteriores para a acompanhar: esta 6 sonata e a sonata em Si b M, KV 333 de 1778(J. e B. Massin)

Sonata em R M, KV 284- encomendada pelo baro von Drnitz (pianista e fagotista amador), que no lhe ter pago os honorrios - evoluo na escrita pianstica: mais rica, mais variada e mesmo mais difcil de executar - o primeiro andamento brilhante e difcil - influncia francesa substituio do segundo andamento por um Rondeau en Polonaise, com um refro engenhosamente variado, e o ltimo andamento um Andante com variaes (muito utilizado por Eckard e Honnauer) - O Andante com variaes o maior de todos os andamentos das sonatas

1777 Mozart em MannheimTinha a melhor orquestra do mundo e uma brilhante escola de composio no campo dos progressos tcnicos Msicos como J. e C. Stamitz, Holzbauer, Cannabich ou Wendling Ambiente musical inigualvel na Europa era o centro de irradiao musical de mxima importncia Apesar de frutfera nestes aspectos, esta viagem no cumpre com o objectivo inicial de obter um novo trabalho

(devido s ms relaes com o seu patrono, o arcebispo Colloredo de Salzburgo)

1777 Mozart em Mannheim Escreve 2 novas sonatas Sonata em D M, KV 309- obra dedicada a Rosa Cannabich (excelente pianista e filha de J. Cannabich) - Mozart diz que o segundo andamento uma espcie de retrato musical do carcter desta sua aluna - Leopold Mozart fala desta sonata com ironia: amaneirada e ao gosto de Mannheim - transposio pianstica de efeitos orquestrais unssono orquestral (incio do 1 andamento) e trmulos sonoros (Rondo final)

1777 Mozart em Mannheim Escreve 2 novas sonatas Sonata em R M, KV 311- idntica anterior - primeiro andamento impetuoso com irregularidade dos temas da exposio na reexposio ordem inversa destes mesmos temas - segundo andamento uma das mais belas melodias de Mozart - terceiro andamento um Rondo desenvolvido de maneira soberba, que contm uma curiosa cadncia antes do ltimo retorno ao refro

O segundo andamento uma das mais belas melodias de Mozart

1778 Mozart em ParisInfluncia positiva para a organizao do pensamento musical nos andamentos lentos Dar origem a andamentos repletos de emotividade, absolutamente comoventes Esta estadia foi tambm frustrante na tentativa de encontrar novo emprego Conjunto de desventuras: a morte da sua me, o facto de no despertar interesse dos crculos artsticos e da nobreza e de ter deixado a sua amada, Aloysia Weber em Mannheim

1778 Mozart em Paris Porm Obras magnficas, entre outras, as sonatas Paris

Sonata em L m, KV 310- maravilhosa obra-mestra - reflexo de um estado de ntimo desespero, carcter profundamente trgico - o ritmo inicial marca todo o primeiro andamento (nem o segundo tema no relativo maior contrasta com este clima de angstia) - desenvolvimento exploso de violncia - reexposio segundo tema em modo menor, ainda mais sombrio - segundo andamento carcter mais lrico e expresso consoladora, porm tem uma passagem agitada e dramtica (dissonncias na mo direita e trilos agitados na esquerda) - terceiro andamento ambiente inquieto e um breve episdio central em modo maior

Sonata em D M, KV 330- muito diferente da anterior - escrita na primeira quinzena de Julho de 1778 - de carcter robusto, quase orquestral, e ao mesmo tempo escrita transparente e delicada - primeiro andamento o tema principal assemelha-se ao da sonata anterior, embora transformado aqui ao nvel do carcter - segundo andamento - Andante cantabile belssimo de clima sereno, quase melanclico - grande riqueza temtica sem que haja contraste de carcter (sempre sereno e gracioso) - desenvolvimentos breves e com ideias temticas novas

Sonata em L M, KV 331- a mais conhecida das sonatas de Mozart - sonata ao estilo francs - Andante com variaes, tal como na sonata Drnitz, embora aqui menos decorativo e mais expressivo - a origem do tema ser alem ou francesa - as variaes III e IV vo mais longe que uma simples ornamentao - a variao V breve fragmento meldico usado posteriormente no segundo tema da sonata KV 333 - a variao VI anuncia a marcha turca (acordes enrgicos, arpejados na mo esquerda) - Minueto tema semelhante ao da sonata KV 309; com um trio de serenidade celestial - Rondo alla turca uma das peas mais populares, resposta ao gosto por temas exticos

Sonata em F M, KV 332- influncia de J. Ch. Bach, com quem se encontrou em princpios de Agosto - primeiro andamento no manuscrito, a reexposio textual mudando apenas a tonalidade; porm a primeira edio contm uma abundncia de ornamentos (informa como seriam variadas as repeties) - segundo andamento Adgio, tem uma estrutura binria de propores moderadas (contraste com vasta e complexa arquitectura dos andamentos extremos); uma das mais admirveis melodias das sonatas de Mozart - compassos 3 e 4 (segundo andamento) premonio do segundo tema da sonata KV 333, tambm usado na var. V da sonata KV 331 - terceiro andamento clima de invulgar brilho; um dos finais mais difceis e virtuosistas das sonatas

Sonata em Si b M, KV 333- tambm com influncia de J. Ch. Bach - terminada provavelmente entre Setembro e Outubro de 1778 - Allegro inicial de propores bastante amplas e de carcter amvel (contrasta com o da sonata anterior) - segundo tema anunciado nas sonatas anteriores - desenvolvimento tem um episdio em F m, baseado numa nova ideia, e um dos momentos mais apaixonados de toda a obra - Andante cantabile fragmento de nobre e apaziguada expresso. No desenvolvimento h uma clula rtmica que contagia com o seu poder de tenso emocional - Rondo relao com o da sonata KV 282, embora aqui mais amplo e mais rico em contedo. Com uma amplacadenza in tempo, a preparar o ltimo refro

O regresso a SalzburgVolta para o servio ao arcebispo Colloredo A relao entre ambos vai piorando a cada dia que passa

Em 1781 abandona o servio ao arcebispado e parte para Viena

Mozart em VienaMsico livreConquista em poucos anos Viena, com uma proeminente posio como compositor, pianista e professor

Por volta de 1783 muda-se para a casa da famlia von Trattner, que deixa em Agosto de 1784J em 1781, Theresa von Trattner se tornara sua aluna

Sonata em D m, KV 457- terminada em 14-10-1784 e publicada como op.11 por Artaria de Viena, precedida pela fantasia KV 475 da mesma tonalidade, sem estar includa num grupo de sonatas - fantasia e sonata com dedicatria aTheresa von Trattner - confisso dos sentimentos de Mozart e, em muitos aspectos, um prenncio de romantismo (segundo tema do Adgio prefigura o tema inicial do Adgio Cantabile da sonata op. 13, Pattica de Beethoven

Sonata em F M, KV 533- Janeiro de 1788 escreve os dois primeiros andamentos para uma sonata em F maior - terceiro andamento Rondo j tinha sido escrito em Junho de 1786 como uma pea isolada - nesta nova verso do Rondo surgem modificaes: mudana na indicao do tempo (Andante passa a Allegretto) e acrescenta um episdio imitativo no final - foi entregue ao editor Hoffmeister, a quem estaria a dever dinheiro - uma das melhores sonatas de Mozart - primeiro andamento algumas passagens com carcter contrapontstico - segundo andamento harmoniosa beleza na sua forma meldica

Sonata em D M, KV 545- Pequena sonata para principiantes, pensada para as necessidades dos seus prprios alunos - no foi publicada em vida do compositor - mestria na composio: elementos to limitados deliberadamente no excluem perfeio e refinamento

Sonata em Si b M, KV 570- Fevereiro de 1789 - repleta de vivacidade, sem grandes aspiraes nem dificuldades - Einstein: uma das obras mais bem conseguidas - tema inicial recorda sonata KV 332 - Adgio atmosfera de comovente expressovidade, com drsticas mudanas de clima - Adgio e Allegretto esquemas formais prximos do Rondo tratados com mestria soberana

Sonata em R M, KV 576- Julho de 1789 (editada postumamente) - ter nascido de uma viagem corte de Frederico Guilherme II da Prssia, que o incumbe de escrever 6 quartetos para ele e 6 sonatas (de fcil execuo) para a princesa Frederica - sonata de grandes exigncias tcnicas e de trabalho de composio bastante elaborado - andamentos extremos repletos de passagens contrapontsticas, numa estrutura imitativa bastante rigorosa - Adgio um dos mais belos de Mozart

Numa carta ao seu pai, Mozart escreve que a sua msica tem aspectos especficos que apenas os entendidos saberiam explicar mas que esta deveria ser capaz de dar prazer a todas as pessoas mesmo que estas no percebessem bem porqu.

Recommended

View more >