Sinapi Ct Lote1 Formas Estrutura Concreto Armado v001

  • Published on
    14-Jul-2016

  • View
    1

  • Download
    0

DESCRIPTION

FORMAS

Transcript

  • SINAPI

    SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E NDICES DA

    CONSTRUO CIVIL

    CADERNOS TCNICOS DE COMPOSIES PARA

    FRMAS PARA ESTRUTURAS DE

    CONCRETO ARMADO

    LOTE 1

    Verso: 001

    Vigncia: 12/2015

    ltima atualizao: 12/2015

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 1

    GRUPO FRMAS PARA ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO LOTE 01

    A CAIXA apresenta o grupo de composies de servios que representam a execuo de frmas, em madeira e metlicas, para estruturas de concreto armado (142 composies), que sero incorporadas ao Sistema Nacional de Pesquisas de Custos e ndices da Construo Civil (SINAPI). Tais composies esto divididas em:

    Fabricao das frmas: Pilares e estruturas similares: em compensado resinado ou

    plastificado (e = 17 ou 18 mm) e em madeira serrada (e = 25 mm); Vigas: em compensado resinado ou plastificado (e = 17 ou 18 mm) e

    em madeira serrada (e = 25 mm); Lajes: em compensado resinado ou plastificado (e = 17 ou 18 mm) e

    em madeira serrada (e = 25 mm); Escoramento: tipo garfo para vigas e tipo pontalete;

    Montagem e Desmontagem das frmas: Pilares e estruturas similares: para ps direito simples e duplos; em

    madeira serrada, compensados resinado e plastificado; Vigas: para ps direito simples e duplos; com escoramento com

    pontaletes, garfos de madeira e escoramento metlico; em madeira serrada, compensados resinado e plastificado;

    Lajes: para lajes macias e nervuradas (cubeta + assoalho); ps direito simples e duplos; com escoramento metlico; em madeira serrada, compensados resinado e plastificado.

    Em relao ao nmero de utilizaes para cada material de frmas empregado, foram considerados:

    Madeira Serrada: 1, 2 ou 4 utilizaes; Compensado Resinado: 2, 4, 6, 8, 10, 12, 14, 18 utilizaes; Compensado Plastificado: 10, 12, 14 ou 18 utilizaes.

    Quanto aos critrios para levantamento de quantitativos para emprego das composies, foram considerados:

    Pilares e estruturas similares: com rea mdia das sees menor ou igual a 0,25 m e maior que 0,25 m ;

    Lajes: com rea mdia menor ou igual a 20 m e maior que 20 m.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 2

    NORMAS E LEGISLAO ABNT NBR 11700:1991 Madeira serrada de conferas

    provenientes de reflorestamento para uso geral Classificao ABNT NBR 14931:2004 - Execuo de estruturas de concreto -

    Procedimento ABNT NBR 15696:2009 Frmas e escoramentos para estruturas

    de concreto Projeto, dimensionamento e procedimentos executivos:. ABNT NBR 6118:2014 - Projeto de estruturas de concreto -

    Procedimento ABNT NBR 6627:1981 - Pregos comuns e arestas de ao para

    madeiras ABNT NBR 7190:1997 - Projeto de estruturas de madeira ABNT NBR 7191:1982 - Execuo de desenhos para obras de

    concreto simples ou armado ABNT NBR 7203:1982 - Madeira serrada e beneficiada ABNT NBR ISO 1096 Madeira compensada Classificao.

    2006 ABNT NBR ISO 2074:2012 Madeira compensada Vocabulrio ABNT NBR ISO 2299:2010 Madeira serrada de folhosas defeitos

    classificao ABNT NBR ISO 2426-1 Madeira compensada - Classificao pela

    aparncia superficial - Geral. 2006 ABNT NBR ISO 2426-2 Madeira compensada - Classificao pela

    aparncia superficial - Folhosas. 2006 ABNT NBR ISO 2426-3 Madeira compensada - Classificao pela

    aparncia superficial - Conferas. 2006

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 3

    BIBLIOGRAFIA

    SOUZA, U.E.L.; AGOPYAN, V. Estudo da produtividade da mo-de-obra no servio de frmas para estruturas de concreto armado. BT 00165. Escola Politcnica da USP. So Paulo, 1996.

    MARANHO, G. M. Frmas para concreto: subsdios para a otimizao do projeto segundo a NBR 7190/97 - Dissertao apresentada Escola de Engenharia de So Carlos da Universidade de So Paulo, como parte dos requisitos para a obteno do ttulo de Mestre em Engenharia de Estruturas. So Carlos, 2000.

    ASSAHI, P. N. Sistema de Frma para estrutura de concreto. Boletim Tcnico, So Paulo: s.n.

    ASSAHI, P. N. Sistema de frmas - necessidades tcnicas e de sustentabilidade. In Concrete Show 11 Seminrio Tecnologia de Estruturas. So Paulo, 2009. Disponvel em http://www.sindusconsp.com.br/downloads/eventos/2009/11sem_estruturas/paulo_assahi.pdf

    COMUNIDADE DA CONSTRUO. Curso Piloto de Informao para Operrios e Encarregados Mdulo: Estruturas de Concreto Armado Aula: Frmas. Disponvel em http://www.segurancaetrabalho.com.br/download/frmas-cc.pdf

    COMUNIDADE DA CONSTRUO Cimbramento de estruturas de concreto armado. Disponvel em http://www.comunidadedaconstrucao.com.br/sistemas-construtivos/3/cimbramento-materiais/execucao/45/cimbramento-materiais.html

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 4

    COMPOSIES AFERIDAS CDIGO DESCRIO PG.

    01.FUES.FOCA.001/01 92263

    FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    15

    01.FUES.FOCA.001/02 92264

    FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    18

    01.FUES.FOCA.002/01 92265

    FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015 21

    01.FUES.FOCA.002/02 92266

    FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    24

    01.FUES.FOCA.003/01 92267

    FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015 27

    01.FUES.FOCA.003/02 92268

    FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    30

    01.FUES.FOCA.004/01 92269

    FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 33

    01.FUES.FOCA.005/01 92270

    FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, COM MADEIRA SERRADA, E = 25 MM. AF_12/2015 36

    01.FUES.FOCA.006/01 92271

    FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 39

    01.FUES.FOCA.007/01 92272

    FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 42

    01.FUES.FOCA.008/01 92273

    FABRICAO DE ESCORAS DO TIPO PONTALETE, EM MADEIRA. AF_12/2015 45

    01.FUES.FOCA.009/01

    92408

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 1 UTILIZAO. AF_12/2015

    48

    01.FUES.FOCA.010/01

    92409

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 1 UTILIZAO. AF_12/2015

    51

    01.FUES.FOCA.011/01

    92410

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    54

    01.FUES.FOCA.012/01

    92411

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    57

    01.FUES.FOCA.013/01

    92412

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    60

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 5

    CDIGO DESCRIO PG. 01.FUES.FOCA.014/01

    92413

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    63

    01.FUES.FOCA.015/01

    92414

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    66

    01.FUES.FOCA.016/01

    92415

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    69

    01.FUES.FOCA.017/01

    92416

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    72

    01.FUES.FOCA.018/01

    92417

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    75

    01.FUES.FOCA.019/01

    92418

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    78

    01.FUES.FOCA.020/01

    92419

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    81

    01.FUES.FOCA.021/01

    92420

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    84

    01.FUES.FOCA.022/01

    92421

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    88

    01.FUES.FOCA.023/01

    92422

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    91

    01.FUES.FOCA.024/01

    92423

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA

    94

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 6

    CDIGO DESCRIO PG. RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    01.FUES.FOCA.025/01

    92424

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    97

    01.FUES.FOCA.026/01

    92425

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    100

    01.FUES.FOCA.027/01

    92426

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    103

    01.FUES.FOCA.028/01

    92427

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    106

    01.FUES.FOCA.029/01

    92428

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    109

    01.FUES.FOCA.030/01

    92429

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    112

    01.FUES.FOCA.031/01

    92430

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    115

    01.FUES.FOCA.032/01

    92431

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    118

    01.FUES.FOCA.033/01

    92432

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    121

    01.FUES.FOCA.034/01

    92433

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    124

    01.FUES.FOCA.035/01 92434

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-

    127

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 7

    CDIGO DESCRIO PG. DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    01.FUES.FOCA.036/01

    92435

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    130

    01.FUES.FOCA.037/01

    92436

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    133

    01.FUES.FOCA.038/01

    92437

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    136

    01.FUES.FOCA.039/01

    92438

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    139

    01.FUES.FOCA.040/01

    92439

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    142

    01.FUES.FOCA.041/01

    92440

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    145

    01.FUES.FOCA.042/01

    92441

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    148

    01.FUES.FOCA.043/01

    92442

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    151

    01.FUES.FOCA.044/01

    92443

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    154

    01.FUES.FOCA.045/01

    92444

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    157

    01.FUES.FOCA.046/01 92445

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA 160

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 8

    CDIGO DESCRIO PG. MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    01.FUES.FOCA.048/01 92446

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM PONTALETE DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 1 UTILIZAO. AF_12/2015

    163

    01.FUES.FOCA.050/01

    92447

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM PONTALETE DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    166

    01.FUES.FOCA.052/01

    92448

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM PONTALETE DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    169

    01.FUES.FOCA.054/01

    92449

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    172

    01.FUES.FOCA.056/01 92450

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    175

    01.FUES.FOCA.058/01

    92451

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    179

    01.FUES.FOCA.060/01 92452

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    182

    01.FUES.FOCA.062/01

    92453

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    186

    01.FUES.FOCA.064/01 92454

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    189

    01.FUES.FOCA.066/01

    92455

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    193

    01.FUES.FOCA.068/01 92456

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    196

    01.FUES.FOCA.070/01

    92457

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    200

    01.FUES.FOCA.072/01 92458

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    203

    01.FUES.FOCA.074/01

    92459

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    207

    01.FUES.FOCA.076/01 MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, 210

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 9

    CDIGO DESCRIO PG. 92460 ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    01.FUES.FOCA.078/01

    92461

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    214

    01.FUES.FOCA.080/01 92462

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    217

    01.FUES.FOCA.082/01

    92463

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    221

    01.FUES.FOCA.084/01 92464

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    224

    01.FUES.FOCA.086/01

    92465

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    228

    01.FUES.FOCA.088/01 92466

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    231

    01.FUES.FOCA.090/01

    92467

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    235

    01.FUES.FOCA.092/01

    92468

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    238

    01.FUES.FOCA.094/01

    92469

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    242

    01.FUES.FOCA.096/01 92470

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    245

    01.FUES.FOCA.098/01

    92471

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    249

    01.FUES.FOCA.100/01

    92472

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    252

    01.FUES.FOCA.102/01

    92473

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    256

    01.FUES.FOCA.104/01 92474

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    259

    01.FUES.FOCA.106/01 MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, 263

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 10

    CDIGO DESCRIO PG. 92475

    ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    01.FUES.FOCA.108/01

    92476

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    266

    01.FUES.FOCA.110/01

    92477

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    270

    01.FUES.FOCA.112/01 92478

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    273

    01.FUES.FOCA.114/01

    92479

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    277

    01.FUES.FOCA.116/01

    92480

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    280

    01.FUES.FOCA.117/01 92481

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 1 UTILIZAO. AF_12/2015

    284

    01.FUES.FOCA.118/01 92482

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 1 UTILIZAO. AF_12/2015

    287

    01.FUES.FOCA.119/01

    92483

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    290

    01.FUES.FOCA.120/01 92484

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    293

    01.FUES.FOCA.121/01

    92485

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    296

    01.FUES.FOCA.122/01 92486

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    299

    01.FUES.FOCA.123/01

    92487

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    302

    01.FUES.FOCA.124/01

    92488

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    306

    01.FUES.FOCA.125/01 92489

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA 310

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 11

    CDIGO DESCRIO PG. MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    01.FUES.FOCA.126/01

    92490

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    314

    01.FUES.FOCA.127/01

    92491

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    318

    01.FUES.FOCA.128/01

    92492

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    322

    01.FUES.FOCA.129/01

    92493

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    326

    01.FUES.FOCA.130/01

    92494

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    330

    01.FUES.FOCA.131/01

    92495

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    334

    01.FUES.FOCA.132/01

    92496

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    338

    01.FUES.FOCA.133/01

    92497

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    342

    01.FUES.FOCA.134/01

    92498

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    346

    01.FUES.FOCA.135/01

    92499

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    350

    01.FUES.FOCA.136/01 MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE 354

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 12

    CDIGO DESCRIO PG.

    92500 NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    01.FUES.FOCA.137/01

    92501

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    358

    01.FUES.FOCA.138/01

    92502

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    362

    01.FUES.FOCA.139/01

    92503

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    366

    01.FUES.FOCA.140/01

    92504

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    370

    01.FUES.FOCA.141/01

    92505

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    374

    01.FUES.FOCA.142/01

    92506

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    378

    01.FUES.FOCA.143/01

    92507

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    382

    01.FUES.FOCA.144/01

    92508

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    385

    01.FUES.FOCA.145/01

    92509

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    388

    01.FUES.FOCA.146/01

    92510

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    391

    01.FUES.FOCA.147/01

    92511

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    394

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 13

    CDIGO DESCRIO PG. 01.FUES.FOCA.148/01

    92512

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    397

    01.FUES.FOCA.149/01

    92513

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    400

    01.FUES.FOCA.150/01

    92514

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    403

    01.FUES.FOCA.151/01

    92515

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    406

    01.FUES.FOCA.152/01

    92516

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    409

    01.FUES.FOCA.153/01

    92517

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    412

    01.FUES.FOCA.154/01

    92518

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    415

    01.FUES.FOCA.155/01

    92519

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    418

    01.FUES.FOCA.156/01

    92520

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    421

    01.FUES.FOCA.157/01

    92521

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    424

    01.FUES.FOCA.158/01

    92522

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    427

    01.FUES.FOCA.159/01

    92523

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    430

    01.FUES.FOCA.160/01

    92524

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    433

    01.FUES.FOCA.161/01 92525

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO 436

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 14

    CDIGO DESCRIO PG. SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    01.FUES.FOCA.162/01

    92526

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    439

    01.FUES.FOCA.163/01

    92527

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    442

    01.FUES.FOCA.164/01

    92528

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    445

    01.FUES.FOCA.165/01

    92529

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    448

    01.FUES.FOCA.166/01

    92530

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    451

    01.FUES.FOCA.167/01

    92531

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    454

    01.FUES.FOCA.168/01

    92532

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    457

    01.FUES.FOCA.169/01

    92533

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    460

    01.FUES.FOCA.170/01

    92534

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    463

    01.FUES.FOCA.171/01

    92535

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    466

    01.FUES.FOCA.172/01

    92536

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    469

    01.FUES.FOCA.173/01

    92537

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    472

    01.FUES.FOCA.174/01

    92538

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    475

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 15

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.001/01

    Cdigo SIPCI

    92263

    FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FORMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,6560

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2760

    I 1358 CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA PARA FORMA DE CONCRETO, DE *2,20X1,10* M, E = 17 mm

    M 1,3350

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 2,3070

    I 4517 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 2,5X7,0 CM (SARRAFO-P/FORMA) M 8,2910 I 5068 PREGO POLIDO COM CABECA 17X21 KG 0,2150

    C 91692 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHP DIURNO. AF_08/2015

    CHP 0,0620

    C 91693 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHI DIURNO. AF_08/2015

    CHI 0,214

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 16

    2. Itens e suas Caractersticas Chapa de madeira compensada resinada para frma de concreto de

    2,20x 1,10 m; e = 17 mm; Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, para frma; Pea de madeira nativa 2,5 x 7,0 cm, no aparelhada, sarrafo para

    frma; Prego polido com cabea 17x21 (comprimento 48 mm, dimetro 3 mm).

    3. Equipamentos Serra circular de bancada com motor eltrico, potncia de 5 HP, para

    disco de dimetro de 10 (250 mm).

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o concreto;

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros, operador de serra circular e ajudantes) que estavam envolvidos com a fabricao da frma, seja no corte, pr-montagem ou marcao;

    Foram consideradas perdas por entulho; Foi considerado fabricao e material para gastalho; Para clculo dos consumos, considerou-se um pilar caracterstico, com

    peas especificadas na figura a seguir.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 17

    6. Execuo A partir dos projetos de fabricao de frmas, conferir as medidas e

    realizar o corte das chapas compensadas e peas de madeira no aparelhada; em obedincia ao projeto, observar perfeita marcao das posies dos cortes, utilizando trena metlica calibrada, esquadro de braos longos, transferidor mecnico ou marcador eletrnico de ngulo, etc;

    Com os sarrafos e pontaletes, montar a grelha de suporte da frma do pilar;

    Pregar a chapa compensada na grelha; Executar demais dispositivos de travamento do sistema de frmas,

    conforme projeto de fabricao; Fazer a marcao das faces para auxlio na montagem das frmas.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 18

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.001/02

    Cdigo SIPCI

    92264

    FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FORMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,6560

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2760

    I 1345 CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA PARA FORMA DE CONCRETO, DE *2,44X1,22* M, E = 18 mm

    M 1,3350

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 2,3070

    I 4517 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 2,5X7,0 CM (SARRAFO-P/FORMA) M 8,2910 I 5068 PREGO POLIDO COM CABECA 17X21 KG 0,2150

    C 91692 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHP DIURNO. AF_08/2015

    CHP 0,0620

    C 91693 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHI DIURNO. AF_08/2015

    CHI 0,214

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 19

    2. Itens e suas Caractersticas Chapa de madeira compensada plastificada para frma de concreto de

    2,44 x 1,22 m; e = 18 mm; Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, para frma; Pea de madeira nativa 2,5 x 7,0 cm, no aparelhada, sarrafo para

    frma; Prego polido com cabea 17x21 (comprimento 48 mm, dimetro 3

    mm)..

    3. Equipamentos Serra circular de bancada com motor eltrico, potncia de 5 HP, para

    disco de dimetro de 10 (250 mm).

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros, operador de serra circular e ajudantes) que estavam envolvidos com a fabricao da frma, seja no corte, pr-montagem ou marcao;

    Foram consideradas perdas por entulho; Foi considerado fabricao e material para gastalho; Para clculo dos consumos, considerou-se um pilar caracterstico, com

    peas especificadas na figura a seguir.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 20

    6. Execuo A partir dos projetos de fabricao de frmas, conferir as medidas e

    realizar o corte das chapas compensadas e peas de madeira no aparelhada; em obedincia ao projeto, observar perfeita marcao das posies dos cortes, utilizando trena metlica calibrada, esquadro de braos longos, transferidor mecnico ou marcador eletrnico de ngulo, etc;

    Com os sarrafos e pontaletes, montar a grelha de suporte da frma do pilar;

    Pregar a chapa compensada na grelha; Executar demais dispositivos de travamento do sistema de frmas,

    conforme projeto de fabricao; Fazer a marcao das faces para auxlio na montagem das frmas.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 21

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.002/01

    Cdigo SIPCI

    92265

    FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FORMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,3330

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2220

    I 1358 CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA PARA FORMA DE CONCRETO, DE *2,20X1,10* M, E = 17 mm

    M 1,1900

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 0,1620

    I 4517 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 2,5X7,0 CM (SARRAFO-P/FORMA) M 7,7340 I 5068 PREGO POLIDO COM CABECA 17X21 KG 0,1550

    C 91692 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHP DIURNO. AF_08/2015

    CHP 0,0540

    C 91693 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHI DIURNO. AF_08/2015

    CHI 0,169

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 22

    2. Itens e suas Caractersticas Chapa de madeira compensada resinada para frma de concreto de

    2,20x 1,10 m; e = 17 mm; Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, para frma; Pea de madeira nativa 2,5 x 7,0 cm, no aparelhada, sarrafo para

    frma; Prego polido com cabea 17x21 (comprimento 48 mm, dimetro 3

    mm)..

    3. Equipamentos Serra circular de bancada com motor eltrico, potncia de 5 HP, para

    disco de dimetro de 10 (250 mm).

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros, operador de serra circular e ajudantes) que estavam envolvidos com a fabricao da frma, seja no corte, pr-montagem ou marcao;

    Foram consideradas perdas por entulho; Para clculo dos consumos, considerou-se uma viga caracterstica

    externa e outra interna, com peas especificadas nas Figuras 1 e 2.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 23

    Figura a seguir: Fabricao de frma viga externa (compensado)

    Figura 2: Fabricao de frma de viga interna (compensado)

    6. Execuo A partir dos projetos de fabricao de frmas, conferir as medidas e

    realizar o corte das tbuas e peas de madeira no aparelhada; em obedincia ao projeto, observar perfeita marcao das posies dos cortes, utilizando trena metlica calibrada, esquadro de braos longos, transferidor mecnico ou marcador eletrnico de ngulo, etc;

    Para a frma da lateral da viga, sobre o compensado j cortado, dispor os sarrafos verticais e horizontais, de forma a estruturar a grelha e dar rigidez frma;

    Para a frma de fundo de viga, dispor os sarrafos faceando as bordas do painel e duas peas de compensado nas extremidades, que serviro de guia para a montagem;

    Fazer a marcao das faces para auxlio na montagem das frmas.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 24

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.002/02

    Cdigo SIPCI

    92266

    FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FORMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,3330

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2220

    I 1345 CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA PARA FORMA DE CONCRETO, DE *2,44X1,22* M, E = 18 mm

    M 1,1900

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 0,1620

    I 4517 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 2,5X7,0 CM (SARRAFO-P/FORMA) M 7,7340 I 5068 PREGO POLIDO COM CABECA 17X21 KG 0,1550

    C 91692 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHP DIURNO. AF_08/2015

    CHP 0,0540

    C 91693 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHI DIURNO. AF_08/2015

    CHI 0,169

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 25

    2. Itens e suas Caractersticas Chapa de madeira compensada plastificada para frma de concreto de

    2,44x 1,22 m; e = 18 mm; Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, para frma; Pea de madeira nativa 2,5 x 7,0 cm, no aparelhada, sarrafo para

    frma; Prego polido com cabea 17x21 (comprimento 48 mm, dimetro 3

    mm)..

    3. Equipamentos Serra circular de bancada com motor eltrico, potncia de 5 HP, para

    disco de dimetro de 10 (250 mm).

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros, operador de serra circular e ajudantes) que estavam envolvidos com a fabricao da frma, seja no corte, pr-montagem ou marcao;

    Foram consideradas perdas por entulho; Para clculo dos consumos, considerou-se uma viga caracterstica

    externa e outra interna, com peas especificadas nas Figuras 1 e 2.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 26

    Figura a seguir: Fabricao de frma viga externa (compensado)

    Figura 2: Fabricao de frma de viga interna (compensado)

    6. Execuo A partir dos projetos de fabricao de frmas, conferir as medidas e

    realizar o corte das tbuas e peas de madeira no aparelhada; em obedincia ao projeto, observar perfeita marcao das posies dos cortes, utilizando trena metlica calibrada, esquadro de braos longos, transferidor mecnico ou marcador eletrnico de ngulo, etc;

    Para a frma da lateral da viga, sobre o compensado j cortado, dispor os sarrafos verticais e horizontais, de forma a estruturar a grelha e dar rigidez frma;

    Para a frma de fundo de viga, dispor os sarrafos faceando as bordas do painel e duas peas de compensado nas extremidades, que serviro de guia para a montagem;

    Fazer a marcao das faces para auxlio na montagem das frmas.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 27

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.003/01

    Cdigo SIPCI

    92267

    FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FORMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0340

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0060

    I 1358 CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA PARA FORMA DE CONCRETO, DE *2,20X1,10* M, E = 17 mm

    M 1,0500

    C 91692 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHP DIURNO. AF_08/2015

    CHP 0,0050

    C 91693 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHI DIURNO. AF_08/2015

    CHI 0,0010

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 28

    2. Itens e suas Caractersticas Chapa de madeira compensada resinada para frma de concreto de

    2,20 x 1,10 m; e = 17 mm.

    3. Equipamentos Serra circular de bancada com motor eltrico, potncia de 5 HP, para

    disco de dimetro de 10 (250 mm).

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros, operador de serra circular e ajudantes) que estavam envolvidos com a fabricao da frma, seja no corte, pr-montagem ou marcao;

    Foram consideradas perdas por entulho; Para clculo dos consumos, considerou-se uma laje caracterstica, com

    peas especificadas na figura a seguir.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 29

    6. Execuo A partir dos projetos de fabricao de frmas, conferir as medidas e

    realizar o corte das chapas compensadas e peas de madeira no aparelhada; em obedincia ao projeto, observar perfeita marcao das posies dos cortes, utilizando trena metlica calibrada, esquadro de braos longos, transferidor mecnico ou marcador eletrnico de ngulo, etc;

    Fazer a marcao das faces para auxlio na montagem das frmas.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 30

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.003/02

    Cdigo SIPCI

    92268

    FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FORMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0340

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0060

    I 1345 CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA PARA FORMA DE CONCRETO, DE *2,44X1,22* M, E = 18 mm

    M 1,0500

    C 91692 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHP DIURNO. AF_08/2015

    CHP 0,0050

    C 91693 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHI DIURNO. AF_08/2015

    CHI 0,0010

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 31

    2. Itens e suas Caractersticas Chapa de madeira compensada plastificada para frma de concreto de

    2,44 x 1,22 m; e = 18 mm.

    3. Equipamentos Serra circular de bancada com motor eltrico, potncia de 5 HP, para

    disco de dimetro de 10 (250 mm).

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros, operador de serra circular e ajudantes) que estavam envolvidos com a fabricao da frma, seja no corte, pr-montagem ou marcao;

    Foram consideradas perdas por entulho; Para clculo dos consumos, considerou-se uma laje caracterstica, com

    peas especificadas na figura a seguir.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 32

    6. Execuo A partir dos projetos de fabricao de frmas, conferir as medidas e

    realizar o corte das chapas compensadas e peas de madeira no aparelhada; em obedincia ao projeto, observar perfeita marcao das posies dos cortes, utilizando trena metlica calibrada, esquadro de braos longos, transferidor mecnico ou marcador eletrnico de ngulo, etc;

    Fazer a marcao das faces para auxlio na montagem das frmas.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 33

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.004/01

    Cdigo SIPCI

    92269

    FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FORMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8100

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1350

    I 6189 TABUA MADEIRA 2 QUALIDADE 2,5 X 30,0 cm (1 X 12) NO APARELHADA M 1,2030

    I 4517 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 2,5X7,0 CM (SARRAFO-P/FORMA) M 7,1650 I 5068 PREGO POLIDO COM CABECA 17X21 KG 0,0590

    C 91692 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHP DIURNO. AF_08/2015

    CHP 0,0630

    C 91693 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHI DIURNO. AF_08/2015

    CHI 0,0720

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 34

    2. Itens e suas Caractersticas Tbua de madeira no aparelhada, 2 qualidade, com e = 2,5 cm e

    largura de 30,0 cm, fornecida em peas de 4 m; Pea de madeira nativa 2,5 x 7,0 cm, no aparelhada, para frma; Prego polido com cabea 17x21 (comprimento 48 mm, dimetro 3 mm).

    3. Equipamentos Serra circular de bancada com motor eltrico, potncia de 5 HP, para

    disco de dimetro de 10 (250 mm).

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros, operador de serra circular e ajudantes) que estavam envolvidos com a fabricao da frma, seja no corte, pr-montagem ou marcao;

    Foram consideradas perdas por entulho; Foi considerado fabricao e material para gastalho e escoramento do

    pilar; Para clculo dos consumos, considerou-se um pilar caracterstico, com

    peas especificadas na figura a seguir.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 35

    6. Execuo A partir dos projetos de fabricao de frmas, conferir as medidas e

    realizar o corte das tbuas e peas de madeira no aparelhada; em obedincia ao projeto, observar perfeita marcao das posies dos cortes, utilizando trena metlica calibrada, esquadro de braos longos, transferidor mecnico ou marcador eletrnico de ngulo, etc;

    Para as faces dos pilares, a partir do gabarito, dispor os sarrafos, que comporo a gravata, espaados a cada 45 cm, e pregar as tabuas nas gravatas, deixando 10 cm de sarrafo livres em ambos os lados para o futuro travamento das peas;

    Fazer a marcao das faces para auxlio na montagem das frmas.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 36

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.005/01

    Cdigo SIPCI

    92270

    FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, COM MADEIRA SERRADA, E = 25 MM. AF_12/2015 M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FORMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,5260

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0880

    I 6189 TABUA MADEIRA 2 QUALIDADE 2,5 X 30,0 cm (1 X 12) NO APARELHADA M 1,1120

    I 4517 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 2,5X7,0 CM (SARRAFO-P/FORMA) M 4,1180 I 5068 PREGO POLIDO COM CABECA 17X21 KG 0,0310

    C 91692 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHP DIURNO. AF_08/2015

    CHP 0,0500

    C 91693 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHI DIURNO. AF_08/2015

    CHI 0,0380

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 37

    2. Itens e suas Caractersticas Tbua de madeira no aparelhada, 2 qualidade, com e = 2,5 cm e

    largura de 30,0 cm, fornecida em peas de 4 m; Pea de madeira nativa 2,5 x 7,0 cm, no aparelhada, para frma; Prego polido com cabea 17x21 (comprimento 48 mm, dimetro 3 mm).

    3. Equipamentos Serra circular de bancada com motor eltrico, potncia de 5 HP, para

    disco de dimetro de 10 (250 mm).

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros, operador de serra circular e ajudantes) que estavam envolvidos com a fabricao da frma, seja no corte, pr-montagem ou marcao;

    Foram consideradas perdas por entulho; No foi considerado o escoramento; Para clculo dos consumos, considerou-se uma viga caracterstica,

    com peas especificadas na figura a seguir.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 38

    6. Execuo A partir dos projetos de fabricao de frmas, conferir as medidas e

    realizar o corte das tbuas e peas de madeira no aparelhada; em obedincia ao projeto, observar perfeita marcao das posies dos cortes, utilizando trena metlica calibrada, esquadro de braos longos, transferidor mecnico ou marcador eletrnico de ngulo, etc;

    Para a frma da lateral da viga, a partir do gabarito, dispor os sarrafos, que comporo a gravata, espaados a cada 45 cm, e pregar as tabuas nas gravatas at a altura da viga especificada no projeto, deixando 10 cm de sarrafo livres em um dos lados para o futuro travamento das peas;

    Para a frma de fundo de viga, repetir o mesmo processo deixando a sobra dos dois lados do fundo;

    Fazer a marcao das faces para auxlio na montagem das frmas.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 39

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.006/01

    Cdigo SIPCI

    92271

    FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FORMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0160

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0030

    I 6189 TABUA MADEIRA 2 QUALIDADE 2,5 X 30,0 cm (1 X 12) NO APARELHADA M 1,1000

    C 91692 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHP DIURNO. AF_08/2015

    CHP 0,0030

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 40

    2. Itens e suas Caractersticas Tbua de madeira no aparelhada, 2 qualidade, com e = 2,5 cm e

    largura de 30,0 cm, fornecida em peas de 4 m.

    3. Equipamentos Serra circular de bancada com motor eltrico, potncia de 5 HP, para

    disco de dimetro de 10 (250 mm).

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros, operador de serra circular e ajudantes) que estavam envolvidos com a fabricao da frma, seja no corte, pr-montagem ou marcao;

    Foram consideradas perdas por entulho; No foi considerado o escoramento; Para clculo dos consumos, considerou-se uma laje caracterstica, com

    peas especificadas na figura a seguir.

    6. Execuo A partir dos projetos de fabricao de frmas, conferir as medidas e

    realizar o corte das tbuas e peas de madeira no aparelhada; em

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 41

    obedincia ao projeto, observar perfeita marcao das posies dos cortes, utilizando trena metlica calibrada, esquadro de braos longos, transferidor mecnico ou marcador eletrnico de ngulo, etc.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 42

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.007/01

    Cdigo SIPCI

    92272

    FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FORMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2060

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0340

    I 1345 CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA PARA FORMA DE CONCRETO, DE *2,44X1,22* M, E = 18 mm

    M 0,1260

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 2,2700

    I 5068 PREGO POLIDO COM CABECA 17X21 KG 0,0170

    C 91692 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHP DIURNO. AF_08/2015

    CHP 0,0200

    C 91693 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHI DIURNO. AF_08/2015

    CHI 0,0140

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 43

    2. Itens e suas Caractersticas Chapa de madeira compensada plastificada para frma de concreto de

    2,44 x 1,22 m; e = 18 mm; Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, para frma; Prego polido com cabea 17x21 (comprimento 48 mm, dimetro 3 mm).

    3. Equipamentos Serra circular de bancada com motor eltrico, potncia de 5 HP, para

    disco de dimetro de 10 (250 mm).

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar o comprimento total de garfos necessrios para o escoramento

    de viga.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros, operador de serra circular e ajudantes) que estavam envolvidos com a fabricao do escoramento, seja no corte, pr-montagem ou marcao;

    Foram consideradas perdas por entulho; Para clculo dos consumos, considerou-se um pilar caracterstico, com

    peas especificadas na figura a seguir.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 44

    6. Execuo A partir dos projetos de fabricao de frmas, conferir as medidas e

    realizar o corte das chapas compensadas e peas de madeira no aparelhada; em obedincia ao projeto, observar perfeita marcao das posies dos cortes, utilizando trena metlica calibrada, esquadro de braos longos, transferidor mecnico ou marcador eletrnico de ngulo, etc;

    Com os pontaletes e as peas de compensado montar a estrutura do garfo.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 45

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.008/01

    Cdigo SIPCI

    92273

    FABRICAO DE ESCORAS DO TIPO PONTALETE, EM MADEIRA. AF_12/2015 M

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FORMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0790

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0130

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 1,4850 I 5068 PREGO POLIDO COM CABECA 17X21 KG 0,0070

    C 91692 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHP DIURNO. AF_08/2015

    CHP 0,0070

    C 91693 SERRA CIRCULAR DE BANCADA COM MOTOR ELTRICO POTNCIA DE 5 HP, COM COIFA PARA DISCO 10 CHI DIURNO. AF_08/2015

    CHI 0,0070

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 46

    2. Itens e suas Caractersticas Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, para frma; Prego polido com cabea 17x21 (comprimento 48 mm, dimetro 3 mm).

    3. Equipamentos Serra circular de bancada com motor eltrico, potncia de 5 HP, para

    disco de dimetro de 10 (250 mm).

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar o comprimento total necessrio de escoras.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros, operador de serra circular e ajudantes) que estavam envolvidos com a fabricao da frma, seja no corte, pr-montagem ou marcao;

    Foram consideradas perdas por entulho; Foi considerado fabricao e material para gastalho e escoramento do

    pilar; Para clculo dos consumos, considerou-se um pilar caracterstico, com

    peas especificadas na figura a seguir.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 47

    6. Execuo A partir dos projetos de fabricao de frmas, conferir as medidas e

    realizar o corte das chapas compensadas e peas de madeira no aparelhada; em obedincia ao projeto, observar perfeita marcao das posies dos cortes, utilizando trena metlica calibrada, esquadro de braos longos, transferidor mecnico ou marcador eletrnico de ngulo, etc;

    Com os sarrafos e pontaletes, montar a grelha de suporte da frma do pilar;

    Pregar a chapa compensada na grelha; Executar demais dispositivos de travamento do sistema de frmas,

    conforme projeto de fabricao; Fazer a marcao das faces para auxlio na montagem das frmas.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 48

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.009/01

    Cdigo SIPCI

    92408

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 1 UTILIZAO. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 3,4220

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,6280

    C 92269 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 M 1,0200

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0270

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 49

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com tbuas de madeira serrada no

    aparelhada, e = 25 mm - contm as tbuas, gravatas, gastalho e demais dispositivos de travamento, escoramento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 50

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de madeira serrada ser utilizada 1 vez.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e realizar a fixao entre as gravatas, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento d o concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 51

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.010/01

    Cdigo SIPCI

    92409

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 1 UTILIZAO. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 3,0230

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,5540

    C 92269 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 M 1,0200

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0270

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 52

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com tbuas de madeira serrada no

    aparelhada, e = 25 mm - contm as tbuas, gravatas, gastalho e demais dispositivos de travamento, escoramento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 53

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de madeira serrada ser utilizada 1 vez.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e realizar a fixao entre as gravatas, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento d o concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 54

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.011/01

    Cdigo SIPCI

    92410

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 3,0210

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,5540

    C 92269 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 M 0,5300

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0270

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 55

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com tbuas de madeira serrada no

    aparelhada, e = 25 mm - contm as tbuas, gravatas, gastalho e demais dispositivos de travamento, escoramento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 56

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma madeira serrada ser utilizada 2 vezes; Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos

    causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e realizar a fixao entre as gravatas, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento d o concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 57

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.012/01

    Cdigo SIPCI

    92411

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 2,6680

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4890

    C 92269 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 M 0,5300

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0270

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 58

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com tbuas de madeira serrada no

    aparelhada, e = 25 mm - contm as tbuas, gravatas, gastalho e demais dispositivos de travamento, escoramento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 59

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma madeira serrada ser utilizada 2 vezes; Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos

    causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e realizar a fixao entre as gravatas, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento d o concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 60

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.013/01

    Cdigo SIPCI

    92412

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 2,3240

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4260

    C 92269 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 M 0,2750

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0270

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 61

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com tbuas de madeira serrada no

    aparelhada, e = 25 mm - contm as tbuas, gravatas, gastalho e demais dispositivos de travamento, escoramento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 62

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma madeira serrada ser utilizada 4 vezes; Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos

    causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e realizar a fixao entre as gravatas, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento d o concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 63

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.014/01

    Cdigo SIPCI

    92413

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 2,0520

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3760

    C 92269 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 M 0,2750

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0270

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 64

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com tbuas de madeira serrada no

    aparelhada, e = 25 mm - contm as tbuas, gravatas, gastalho e demais dispositivos de travamento, escoramento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 65

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma madeira serrada ser utilizada 4 vezes; Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos

    causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e realizar a fixao entre as gravatas, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento d o concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 66

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.015/01

    Cdigo SIPCI

    92414

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,4780

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2710

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,5250

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1200

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,3000

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0750

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 67

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 68

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 2 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 69

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.016/01

    Cdigo SIPCI

    92415

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,1250

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2060

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,5250

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1200

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,3000

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0750

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 70

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 71

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 2 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 72

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.017/01

    Cdigo SIPCI

    92416

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 2,2040

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4040

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,5250

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1200

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,3000

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0750

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 73

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 74

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 2 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 75

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.018/01

    Cdigo SIPCI

    92417

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,8520

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3400

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,5250

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1200

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,3000

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0750

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 76

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 77

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 2 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 78

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.019/01

    Cdigo SIPCI

    92418

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,1370

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2080

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2630

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0600

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1500

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0380

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 79

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 80

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 4 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 81

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.020/01

    Cdigo SIPCI

    92419

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8660

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1590

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2630

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0600

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1500

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0380

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 82

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 83

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 4 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 84

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.021/01

    Cdigo SIPCI

    92420

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,6950

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3110

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2630

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0600

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1500

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0380

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 85

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 86

    Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o concreto;

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 4 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 87

    Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 88

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.022/01

    Cdigo SIPCI

    92421

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,4240

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2610

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2630

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0600

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1500

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0380

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 89

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 90

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 4 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 91

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.023/01

    Cdigo SIPCI

    92422

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,9870

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1810

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1880

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0400

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1000

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0250

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 92

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 93

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 6 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 94

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.024/01

    Cdigo SIPCI

    92423

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7520

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1380

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1880

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0400

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1000

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0250

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 95

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 96

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 6 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 97

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.025/01

    Cdigo SIPCI

    92424

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,4730

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2700

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1880

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0400

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1000

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0250

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 98

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 99

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 6 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 100

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.026/01

    Cdigo SIPCI

    92425

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,2370

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2270

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1880

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0400

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1000

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0250

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 101

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 102

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 6 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 103

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.027/01

    Cdigo SIPCI

    92426

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,9130

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1670

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1500

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0300

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0750

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0190

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 104

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 105

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 106

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.028/01

    Cdigo SIPCI

    92427

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,6950

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1270

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1500

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0300

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0750

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0190

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 107

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 108

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 109

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.029/01

    Cdigo SIPCI

    92428

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,3620

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2500

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1500

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0300

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0750

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0190

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 110

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 111

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 112

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.030/01

    Cdigo SIPCI

    92429

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,1440

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2100

    C 92263 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1500

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0300

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0750

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0190

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 113

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    resinada, e = 17 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 114

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 115

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.031/01

    Cdigo SIPCI

    92430

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8680

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1590

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1050

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0240

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0600

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0150

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 116

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 117

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 118

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.032/01

    Cdigo SIPCI

    92431

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,0880

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1990

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1050

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0240

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0600

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0150

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 119

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 120

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 121

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.033/01

    Cdigo SIPCI

    92432

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,6610

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1210

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1050

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0240

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0600

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0150

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 122

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 123

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 124

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.034/01

    Cdigo SIPCI

    92433

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,2950

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2370

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1050

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0240

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0600

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0150

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 125

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 126

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 127

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.035/01

    Cdigo SIPCI

    92434

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8380

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1540

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0940

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0200

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0500

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0130

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 128

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 129

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 12 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 130

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.036/01

    Cdigo SIPCI

    92435

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,6380

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1170

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0940

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0200

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0500

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0130

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 131

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 132

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 12 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 133

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.037/01

    Cdigo SIPCI

    92436

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,2500

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2290

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0940

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0200

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0500

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0130

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 134

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 135

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 12 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 136

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.038/01

    Cdigo SIPCI

    92437

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,0500

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1930

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0940

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0200

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0500

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0130

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 137

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 138

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 12 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 139

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.039/01

    Cdigo SIPCI

    92438

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8170

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1500

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0860

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0170

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0430

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0110

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 140

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 141

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 14 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 142

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.040/01

    Cdigo SIPCI

    92439

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES

    H 0,6220

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1140

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0860

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0170

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0430

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0110

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 143

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 144

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 14 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 145

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.041/01

    Cdigo SIPCI

    92440

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,2180

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2230

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0860

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0170

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0430

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0110

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 146

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 147

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 14 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 148

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.042/01

    Cdigo SIPCI

    92441

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,0240

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1880

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0860

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0170

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0430

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0110

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 149

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 150

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 14 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 151

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.043/01

    Cdigo SIPCI

    92442

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7880

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1450

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0670

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0135

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0330

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0080

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 152

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 153

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 18 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 154

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.044/01

    Cdigo SIPCI

    92443

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,6000

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1100

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0670

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0135

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0330

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0080

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 155

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 156

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja menor ou igual a 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 18 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 157

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.045/01

    Cdigo SIPCI

    92444

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MENOR OU IGUAL A 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,1760

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2160

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0670

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0135

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0330

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0080

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 158

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 159

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 18 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 160

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.046/01

    Cdigo SIPCI

    92445

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE PILARES RETANGULARES E ESTRUTURAS SIMILARES COM REA MDIA DAS SEES MAIOR QUE 0,25 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,9880

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1810

    C 92264 FABRICAO DE FRMA PARA PILARES E ESTRUTURAS SIMILARES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0670

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0135

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0330

    I 40602 APRUMADOR METALICO DE PILAR, COM ALTURA E ANGULO REGULAVEIS, EXTENSAO DE *1,50* A *2,80* M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0080

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0190

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 161

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para pilares, com chapa de madeira compensada

    plastificada, e = 18 mm - contm os painis, grelhas e demais dispositivos de travamento e acoplagem, em madeira, para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Viga sanduche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligados pela superfcie maior, para travamento da frma de pilares;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de pilares;

    Aprumador metlico de pilares com altura e ngulo regulveis, Hmx = 2,80 m;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de pilar em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 162

    Essa composio vlida para pilares executados em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as sees dos pilares seja maior que 0,25 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 18 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos.

    6. Execuo A partir dos eixos de referncia considerados no projeto de estrutura,

    posicionar os gastalhos dos ps dos pilares, realizando medies e conferncias com trena metlica, esquadros de braos longos, nvel lazer e outros dispositivos; fixar os gastalhos na laje com pregos de ao ou recursos equivalentes;

    Posicionar trs faces da frma de pilar, cuidando para que fiquem solidarizadas no gastalho;

    Fixar os aprumadores e conferir prumo, nvel e ortogonalidade do conjunto usando esquadro metlico;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Aps posicionamento das armaduras e dos espaadores, colocar a quarta face da frma de pilar e executar o travamento com as vigas metlicas e as barras de ancoragem, espaadas a cada 60cm, de modo a garantir as dimenses durante o lanamento do concreto;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e prumo da frma, introduzindo os contraventamentos previstos no projeto das frmas;

    Promover a retirada das frmas de acordo com o prazo indicado no projeto estrutural, somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares Entendem-se como estruturas similares, elementos estruturais de

    edificaes que no necessitem de escoramento vertical para sustentao, tais como: reservatrios apoiados, pilar parede, caixas de elevador, blocos, etc.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 163

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.048/01

    Cdigo SIPCI

    92446

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM PONTALETE DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 1 UTILIZAO. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 2,4820

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4550

    C 92270 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, COM MADEIRA SERRADA, E = 25 MM. AF_12/2015 M 1,0200

    C 92273 FABRICAO DE ESCORAS DO TIPO PONTALETE, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 3,3170

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0520

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 164

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas em madeira serrada - contm tbuas (e

    = 25 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira serrada tipo pontalete - contm o pontalete e demais dispositivos de travamento e acoplagem para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 165

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de madeira serrada ser utilizada 1 vez.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com escoras em madeira, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla em cada gravata, para travar o conjunto e facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 166

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.050/01

    Cdigo SIPCI

    92447

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM PONTALETE DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 2,0460

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3750

    C 92270 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, COM MADEIRA SERRADA, E = 25 MM. AF_12/2015 M 0,6260

    C 92273 FABRICAO DE ESCORAS DO TIPO PONTALETE, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 2,9150

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0520

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 167

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas em madeira serrada - contm tbuas (e

    = 25 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira serrada tipo pontalete - contm o pontalete e demais dispositivos de travamento e acoplagem para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 168

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de madeira serrada ser utilizada 2 vezes; Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de um jogo de

    fundo de viga para escoramento residual (reescoramento); Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o

    escoramento residual das vigas abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com escoras em madeira, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla em cada gravata, para travar o conjunto e facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 169

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.052/01

    Cdigo SIPCI

    92448

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM PONTALETE DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,6860

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3090

    C 92270 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, COM MADEIRA SERRADA, E = 25 MM. AF_12/2015 M 0,4190

    C 92273 FABRICAO DE ESCORAS DO TIPO PONTALETE, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 1,8790

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0520

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 170

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas em madeira serrada - contm tbuas (e

    = 25 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira serrada tipo pontalete - contm o pontalete e demais dispositivos de travamento e acoplagem para auxiliar na montagem;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 171

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de madeira serrada ser utilizada 4 vezes; Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de dois jogos de

    fundo de viga para escoramento residual (reescoramento); Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o

    escoramento residual das vigas dos dois pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75% e 50% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com escoras em madeira, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla em cada gravata, para travar o conjunto e facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 172

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.054/01

    Cdigo SIPCI

    92449

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,6560

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3040

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,6210

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 6,9480

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 173

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 174

    Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 2 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de um jogo de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas do pavimento abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 175

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.056/01

    Cdigo SIPCI

    92450

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 2,3570

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4320

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,6210

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0530

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,2720

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,3630

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 176

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga (locao);

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga (locao);

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 177

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 2 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de um jogo de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas do pavimento abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com torre metlica, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 178

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 179

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.058/01

    Cdigo SIPCI

    92451

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,1200

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2050

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,6210

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 3,4870

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 180

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 181

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 2 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de um jogo de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas do pavimento abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 182

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.060/01

    Cdigo SIPCI

    92452

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,7690

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3240

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,6210

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 0,7170

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,3170

    I 40606 CRUZETA PARA ESCORA METALICA (LOCACAO) *COLETADO CAIXA* MES 0,3170

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,2720

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,3630

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 183

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, a ser acoplada cruzeta para apoio da frma de fundo de viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Cruzeta metlica - equipamento fixado na parte superior das escoras metlicas para apoio da frma de fundo de viga;

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 184

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 2 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de um jogo de fundo de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas do pavimento abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com escoras metlicas, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 185

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 186

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.062/01

    Cdigo SIPCI

    92453

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,5310

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2810

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,4070

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 4,9580

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 187

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 188

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 4 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de trs jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos trs pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 189

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.064/01

    Cdigo SIPCI

    92454

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 2,1790

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4000

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,4070

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0380

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,136

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1810

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 190

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga (locao);

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga (locao);

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 191

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 4 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de trs jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos trs pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com torre metlica, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 192

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 193

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.066/01

    Cdigo SIPCI

    92455

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,0350

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1900

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,4070

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 2,4850

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 194

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 195

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 4 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de trs jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos trs pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 196

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.068/01

    Cdigo SIPCI

    92456

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,6350

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3000

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,4070

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 0,5070

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,2270

    I 40606 CRUZETA PARA ESCORA METALICA (LOCACAO) *COLETADO CAIXA* MES 0,2270

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1360

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1810

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 197

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, a ser acoplada cruzeta para apoio da frma de fundo de viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Cruzeta metlica - equipamento fixado na parte superior das escoras metlicas para apoio da frma de fundo de viga;

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 198

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 4 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de trs jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos trs pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com escoras metlicas, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 199

    concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 200

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.070/01

    Cdigo SIPCI

    92457

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,4150

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2590

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,3160

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 3,6480

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 201

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 202

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 6 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 203

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.072/01

    Cdigo SIPCI

    92458

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 2,0140

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3690

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,3160

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0280

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0905

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1210

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 204

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga (locao);

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga (locao);

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 205

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 6 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com torre metlica, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 206

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 207

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.074/01

    Cdigo SIPCI

    92459

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,9570

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1750

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,3160

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 1,8350

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 208

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 209

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 6 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 210

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.076/01

    Cdigo SIPCI

    92460

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,5110

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2770

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,3160

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 0,3840

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,1660

    I 40606 CRUZETA PARA ESCORA METALICA (LOCACAO) *COLETADO CAIXA* MES 0,1660

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0905

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1210

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 211

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, a ser acoplada cruzeta para apoio da frma de fundo de viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Cruzeta metlica - equipamento fixado na parte superior das escoras metlicas para apoio da frma de fundo de viga;

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 212

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 6 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com escoras metlicas, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 213

    concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 214

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.078/01

    Cdigo SIPCI

    92461

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,3080

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2400

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2460

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 2,7450

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 215

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 216

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 217

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.080/01

    Cdigo SIPCI

    92462

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,8610

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3410

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2460

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0210

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0680

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0910

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 218

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga (locao);

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga (locao);

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 219

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com torre metlica, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 220

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 221

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.082/01

    Cdigo SIPCI

    92463

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8840

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1620

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2460

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 1,3850

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 222

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Critrios para quantificao dos servios

    Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

    4. Equipamentos No se aplica.

    5. Critrios de Aferio

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 223

    Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 224

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.084/01

    Cdigo SIPCI

    92464

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,3970

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2560

    C 92265 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2460

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 0,2970

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,1250

    I 40606 CRUZETA PARA ESCORA METALICA (LOCACAO) *COLETADO CAIXA* MES 0,1250

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0680

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0910

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 225

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada resinada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, a ser acoplada cruzeta para apoio da frma de fundo de viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Cruzeta metlica - equipamento fixado na parte superior das escoras metlicas para apoio da frma de fundo de viga;

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 226

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas resinadas ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com escoras metlicas, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 227

    concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 228

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.086/01

    Cdigo SIPCI

    92465

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,2090

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2220

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1820

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 2,1810

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 229

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 230

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 231

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.088/01

    Cdigo SIPCI

    92466

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,7200

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3160

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1820

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0170

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0545

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0730

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 232

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga (locao);

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga (locao);

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 233

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com torre metlica, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 234

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 235

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.090/01

    Cdigo SIPCI

    92467

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8170

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1500

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1820

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 1,0930

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 236

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 237

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 238

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.092/01

    Cdigo SIPCI

    92468

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,2910

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2370

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1820

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 0,2230

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,1000

    I 40606 CRUZETA PARA ESCORA METALICA (LOCACAO) *COLETADO CAIXA* MES 0,1000

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0545

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0730

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 239

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, a ser acoplada cruzeta para apoio da frma de fundo de viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Cruzeta metlica - equipamento fixado na parte superior das escoras metlicas para apoio da frma de fundo de viga;

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 240

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com escoras metlicas, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 241

    concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 242

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.094/01

    Cdigo SIPCI

    92469

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,1170

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2050

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1580

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 1,8240

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 243

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura)

    5. Critrios de Aferio

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 244

    Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 245

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.096/01

    Cdigo SIPCI

    92470

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,5900

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2920

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1580

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0140

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0455

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0600

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 246

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga (locao);

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga (locao);

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 247

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com torre metlica, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 248

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 249

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.098/01

    Cdigo SIPCI

    92471

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7550

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1390

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1580

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 0,9170

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 250

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 251

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 252

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.100/01

    Cdigo SIPCI

    92472

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,1930

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2190

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1580

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 0,1920

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0830

    I 40606 CRUZETA PARA ESCORA METALICA (LOCACAO) *COLETADO CAIXA* MES 0,0830

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0455

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0600

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 253

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, a ser acoplada cruzeta para apoio da frma de fundo de viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Cruzeta metlica - equipamento fixado na parte superior das escoras metlicas para apoio da frma de fundo de viga;

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 254

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com escoras metlicas, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 255

    concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 256

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.102/01

    Cdigo SIPCI

    92473

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,0320

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1890

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1410

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 1,5680

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 257

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 258

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 259

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.104/01

    Cdigo SIPCI

    92474

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,4700

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2700

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1410

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0120

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0390

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0520

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 260

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga (locao);

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga (locao);

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 261

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com torre metlica, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 262

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 263

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.106/01

    Cdigo SIPCI

    92475

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,6980

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1280

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1410

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 0,7910

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 264

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 265

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 266

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.108/01

    Cdigo SIPCI

    92476

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,1030

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2020

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1410

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 0,1700

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0710

    I 40606 CRUZETA PARA ESCORA METALICA (LOCACAO) *COLETADO CAIXA* MES 0,0710

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0390

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0520

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 267

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, a ser acoplada cruzeta para apoio da frma de fundo de viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Cruzeta metlica - equipamento fixado na parte superior das escoras metlicas para apoio da frma de fundo de viga;

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 268

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com escoras metlicas, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 269

    concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 270

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.110/01

    Cdigo SIPCI

    92477

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8820

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1620

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1090

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 1,2200

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 271

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 272

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 273

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.112/01

    Cdigo SIPCI

    92478

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,2550

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2300

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1090

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0090

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0300

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0400

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 274

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga (locao);

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga (locao);

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 275

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com torre metlica, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 276

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 277

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.114/01

    Cdigo SIPCI

    92479

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO COM GARFO DE MADEIRA, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,5960

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1090

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1090

    C 92272 FABRICAO DE ESCORAS DE VIGA DO TIPO GARFO, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 0,6160

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 278

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Fabricao de escoras em madeira do tipo garfo - estrutura pr-fabricada para apoio e travamento da viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11). 3. Equipamentos

    No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 279

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com garfos, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 280

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.116/01

    Cdigo SIPCI

    92480

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE VIGA, ESCORAMENTO METLICO, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,9420

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1730

    C 92266 FABRICAO DE FRMA PARA VIGAS, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1090

    I 4491 PEA DE MADEIRA NATIVA/ REGIONAL 7,5X7,5CM (3X3) NO APARELHADA (P/ FORMA) M 0,1320

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0550

    I 40606 CRUZETA PARA ESCORA METALICA (LOCACAO) *COLETADO CAIXA* MES 0,0550

    I 40625

    VIGA SANDUICHE METALICA VAZADA PARA TRAVAMENTO DE PILARES, DIMENSOES: ALTURA DE *8* CM, LARGURA DE *6* CM E EXTENSAO DE 2 M (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0300

    I 40604 BARRA DE ANCORAGEM DE 0,80 M DE EXTENSAO, COM ROSCA DE 5/8", INCLUINDO PORCA E FLANGE (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0400

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0330

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 281

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para vigas com chapa compensada plastificada -

    contm painis (e = 18 mm) e sarrafos (2,5 x 7,0 cm) cortados e pr-montados para as laterais e fundo de vigas;

    Pea de madeira nativa 7,5 x 7,5 cm, no aparelhada, a ser acoplada cruzeta para apoio da frma de fundo de viga;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Cruzeta metlica - equipamento fixado na parte superior das escoras metlicas para apoio da frma de fundo de viga;

    Viga sanduiche metlica, formada por dois perfis tipo U enrijecido ligado pela superfcie maior, para travamento das frmas laterais da viga;

    Barra de ancoragem e porca flangeada (5/8) para travamento da frma de viga;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11).

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 282

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de viga em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para vigas executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura).

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que a frma de chapas compensadas plastificadas ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de fundos de viga para escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total das vigas em execuo mais o escoramento residual das vigas dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar os fundos de vigas sobre a borda das frmas dos pilares,

    providenciando apoios intermedirios com escoras metlicas, de acordo com o indicado no projeto;

    Fixar os encontros dos painis de fundo das vigas nos pilares, cuidando para que no ocorram folgas (verificar prumo e nvel);

    Fixar as laterais da frma da viga, utilizando-se pregos de cabea dupla, para facilitar a desfrma;

    Travar o conjunto com viga metlica e barras de ancoragem distanciadas conforme indicao do projeto;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face interna da frma;

    Conferir posicionamento, rigidez, estanqueidade e nvel da frma; Promover a retirada das frmas de acordo com os prazos indicados no

    projeto estrutural (laterais e fundo respectivamente) somente quando o

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 283

    concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 284

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.117/01

    Cdigo SIPCI

    92481

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 1 UTILIZAO. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 4,4450

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8150

    C 92271 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 M 1,0200

    C 92273 FABRICAO DE ESCORAS DO TIPO PONTALETE, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 2,6630

    I 6193 TABUA MADEIRA 2A QUALIDADE 2,5 X 20,0CM (1 X 8") NAO APARELHADA M 3,0710

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0650

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 285

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para lajes em madeira serrada - contm os painis

    cortados (e = 25 mm). Fabricao de escoras em madeira serrada tipo pontalete - contm o

    pontalete e demais dispositivos de travamento e acoplagem para auxiliar na montagem;

    Tbua de madeira no aparelhada, 2 qualidade, com e = 2,5 cm e largura de 20,0 cm, fornecida em peas de 4 m;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11) para fixao das tbuas que comporo o vigamento.

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 286

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de madeira serrada ser utilizada 1 vez.

    6. Execuo Posicionar as escoras de madeira, as longarinas e as travessas

    conforme projeto de frmas; Distribuir as tbuas do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel do assoalho fazendo os ajustes por meio de cunhas nas

    escoras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 287

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.118/01

    Cdigo SIPCI

    92482

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 1 UTILIZAO. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 3,9790

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7300

    C 92271 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 M 1,0200

    C 92273 FABRICAO DE ESCORAS DO TIPO PONTALETE, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 2,6630

    I 6193 TABUA MADEIRA 2A QUALIDADE 2,5 X 20,0CM (1 X 8") NAO APARELHADA M 3,0710

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0650

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 288

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para lajes em madeira serrada - contm os painis

    cortados (e = 25 mm). Fabricao de escoras em madeira serrada tipo pontalete - contm o

    pontalete e demais dispositivos de travamento e acoplagem para auxiliar na montagem;

    Tbua de madeira no aparelhada, 2 qualidade, com e = 2,5 cm e largura de 20,0 cm, fornecida em peas de 4 m;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11) para fixao das tbuas que comporo o vigamento.

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 289

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de madeira serrada ser utilizada 1 vez.

    6. Execuo Posicionar as escoras de madeira, as longarinas e as travessas

    conforme projeto de frmas; Distribuir as tbuas do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel do assoalho fazendo os ajustes por meio de cunhas nas

    escoras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 290

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.119/01

    Cdigo SIPCI

    92483

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 3,9240

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7200

    C 92271 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 M 0,6130

    C 92273 FABRICAO DE ESCORAS DO TIPO PONTALETE, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 2,3430

    I 6193 TABUA MADEIRA 2A QUALIDADE 2,5 X 20,0CM (1 X 8") NAO APARELHADA M 1,5550

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0650

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 291

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para lajes em madeira serrada - contm os painis

    cortados (e = 25 mm). Fabricao de escoras em madeira serrada tipo pontalete - contm o

    pontalete e demais dispositivos de travamento e acoplagem para auxiliar na montagem;

    Tbua de madeira no aparelhada, 2 qualidade, com e = 2,5 cm e largura de 20,0 cm, fornecida em peas de 4 m;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11) para fixao das tbuas que comporo o vigamento.

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 292

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de madeira serrada ser utilizada 2 vezes; Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de um jogo de

    faixas de escoramento residual (reescoramento); Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o

    escoramento residual da laje abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras de madeira, as longarinas e as travessas

    conforme projeto de frmas; Distribuir as tbuas do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel do assoalho fazendo os ajustes por meio de cunhas nas

    escoras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 293

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.120/01

    Cdigo SIPCI

    92484

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 3,5130

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,6440

    C 92271 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 M 0,6130

    C 92273 FABRICAO DE ESCORAS DO TIPO PONTALETE, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 2,3430

    I 6193 TABUA MADEIRA 2A QUALIDADE 2,5 X 20,0CM (1 X 8") NAO APARELHADA M 1,5550

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0650

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 294

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para lajes em madeira serrada - contm os painis

    cortados (e = 25 mm). Fabricao de escoras em madeira serrada tipo pontalete - contm o

    pontalete e demais dispositivos de travamento e acoplagem para auxiliar na montagem;

    Tbua de madeira no aparelhada, 2 qualidade, com e = 2,5 cm e largura de 20,0 cm, fornecida em peas de 4 m;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11) para fixao das tbuas que comporo o vigamento.

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 295

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de madeira serrada ser utilizada 2 vezes; Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de um jogo de

    faixas de escoramento residual (reescoramento); Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o

    escoramento residual da laje abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras de madeira, as longarinas e as travessas

    conforme projeto de frmas; Distribuir as tbuas do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel do assoalho fazendo os ajustes por meio de cunhas nas

    escoras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 296

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.121/01

    Cdigo SIPCI

    92485

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 3,0180

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,5540

    C 92271 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 M 0,3170

    C 92273 FABRICAO DE ESCORAS DO TIPO PONTALETE, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 1,5120

    I 6193 TABUA MADEIRA 2A QUALIDADE 2,5 X 20,0CM (1 X 8") NAO APARELHADA M 0,7880

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0650

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 297

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para lajes em madeira serrada - contm os painis

    cortados (e = 25 mm). Fabricao de escoras em madeira serrada tipo pontalete - contm o

    pontalete e demais dispositivos de travamento e acoplagem para auxiliar na montagem;

    Tbua de madeira no aparelhada, 2 qualidade, com e = 2,5 cm e largura de 20,0 cm, fornecida em peas de 4 m;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11) para fixao das tbuas que comporo o vigamento.

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 298

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de madeira serrada ser utilizada 4 vezes; Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de dois jogos de

    faixas de escoramento residual (reescoramento); Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o

    escoramento residual das lajes dos dois pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75% e 50% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras de madeira, as longarinas e as travessas

    conforme projeto de frmas; Distribuir as tbuas do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel do assoalho fazendo os ajustes por meio de cunhas nas

    escoras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 299

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.122/01

    Cdigo SIPCI

    92486

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM MADEIRA SERRADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 2,7020

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4960

    C 92271 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM MADEIRA SERRADA, E=25 MM. AF_12/2015 M 0,3170

    C 92273 FABRICAO DE ESCORAS DO TIPO PONTALETE, EM MADEIRA. AF_12/2015 M 1,5120

    I 6193 TABUA MADEIRA 2A QUALIDADE 2,5 X 20,0CM (1 X 8") NAO APARELHADA M 0,7880

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0170

    I 40605 PREGO DE ACO POLIDO COM CABECA DUPLA 17 X 27 (2 1/2 X 11) *COLETADO CAIXA* KG 0,0650

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 300

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma para lajes em madeira serrada - contm os painis

    cortados (e = 25 mm). Fabricao de escoras em madeira serrada tipo pontalete - contm o

    pontalete e demais dispositivos de travamento e acoplagem para auxiliar na montagem;

    Tbua de madeira no aparelhada, 2 qualidade, com e = 2,5 cm e largura de 20,0 cm, fornecida em peas de 4 m;

    Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Prego de ao com cabea dupla 17x27 (2 1/2 X 11) para fixao das tbuas que comporo o vigamento.

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 301

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de madeira serrada ser utilizada 4 vezes; Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de dois jogos de

    faixas de escoramento residual (reescoramento); Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o

    escoramento residual das lajes dos dois pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75% e 50% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras de madeira, as longarinas e as travessas

    conforme projeto de frmas; Distribuir as tbuas do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel do assoalho fazendo os ajustes por meio de cunhas nas

    escoras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 302

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.123/01

    Cdigo SIPCI

    92487

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,3140

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2410

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2000

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1910

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0100

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0620

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 303

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 304

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 305

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 306

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.124/01

    Cdigo SIPCI

    92488

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,2050

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2210

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2000

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1910

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0100

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0620

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 307

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 308

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 309

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 310

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.125/01

    Cdigo SIPCI

    92489

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,9610

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1760

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2000

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1910

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0420

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0620

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 311

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 312

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 313

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 314

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.126/01

    Cdigo SIPCI

    92490

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8610

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1580

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2000

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1910

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0420

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0620

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 315

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 316

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 317

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 318

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.127/01

    Cdigo SIPCI

    92491

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,2500

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2290

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1420

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,1530

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0080

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0500

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 319

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 320

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 321

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 322

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.128/01

    Cdigo SIPCI

    92492

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,1460

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2100

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1420

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0790

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0080

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0500

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 323

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 324

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 325

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 326

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.129/01

    Cdigo SIPCI

    92493

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,9140

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1680

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1420

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0790

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0330

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0500

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 327

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 328

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 329

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 330

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.130/01

    Cdigo SIPCI

    92494

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8180

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1500

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1420

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0790

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0330

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0500

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 331

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 332

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 333

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 334

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.131/01

    Cdigo SIPCI

    92495

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,2070

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2210

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1210

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0660

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0070

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0420

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 335

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 336

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 12 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 337

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 338

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.132/01

    Cdigo SIPCI

    92496

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,1070

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2030

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1210

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0660

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0070

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0420

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 339

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 340

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 12 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 341

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 342

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.133/01

    Cdigo SIPCI

    92497

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8830

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1620

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1210

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0660

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0280

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0420

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 343

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 344

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 12 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 345

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 346

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.134/01

    Cdigo SIPCI

    92498

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7900

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1450

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1210

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0660

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0280

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0420

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 347

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 348

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 12 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 349

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 350

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.135/01

    Cdigo SIPCI

    92499

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,1760

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2160

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1070

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0560

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0060

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0360

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 351

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 352

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 14 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 353

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 354

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.136/01

    Cdigo SIPCI

    92500

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,0790

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1980

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1070

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0560

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0060

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0360

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 355

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 356

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 14 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 357

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 358

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.137/01

    Cdigo SIPCI

    92501

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8600

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1580

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1070

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0560

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0240

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0360

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 359

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 360

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 14 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 361

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 362

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.138/01

    Cdigo SIPCI

    92502

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7700

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1410

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,1070

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0560

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0240

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0360

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 363

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 364

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 14 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 365

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 366

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.139/01

    Cdigo SIPCI

    92503

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,1350

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2080

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,0800

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0440

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0050

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0280

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 367

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 368

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 18 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 369

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 370

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.140/01

    Cdigo SIPCI

    92504

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,0410

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1910

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,0800

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0440

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0050

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0280

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 371

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 372

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 18 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 373

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 374

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.141/01

    Cdigo SIPCI

    92505

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO

    ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8300

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1520

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,0800

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0440

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0190

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0280

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 375

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 376

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 18 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 377

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 378

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.142/01

    Cdigo SIPCI

    92506

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE NERVURADA COM CUBETA E ASSOALHO COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7430

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1360

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,0800

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0080

    I 40608 FORMA PLASTICA PARA LAJE NERVURADA, DIMENSOES *60* X *60* X *16* CM (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0440

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0190

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0280

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 379

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Frma plstica para laje nervurada (cubeta), com larguras iguais nas duas direes (60 x 60 cm), qualquer altura, (locao);

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para composio do vigamento de frma de laje

    3. Equipamentos No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 380

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 18 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das quatro lajes abaixo, observando-se nesse caso porcentagens de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Posicionar as cubetas de borda, encostando na lateral da frma da viga

    de borda ou na faixa de ajuste, e distribuir o restante sem apoiar uma na outra para evitar que se movam, provocando vazamentos de concreto ou desalinhamento das nervuras;

    Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em toda a face exposta da frma;

    Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Durante a desfrma, encaixar uma cunha de madeira entre a frma e a laje a uma distncia mnima de 10 cm do bico da frma e bater com um martelo, sem deixa-la cair de ponta e de grandes alturas;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 381

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 382

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.143/01

    Cdigo SIPCI

    92507

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,2750

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2340

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,5750

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0270

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,2500

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 383

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 384

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 2 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de um jogo de faixa de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes do pavimento abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 385

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.144/01

    Cdigo SIPCI

    92508

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 1,1880

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,2180

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,5750

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0270

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,2500

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 386

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 387

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 2 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de um jogo de faixa de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes do pavimento abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 388

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.145/01

    Cdigo SIPCI

    92509

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7670

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1410

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,5750

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,1060

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,2500

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 389

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 390

    Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 2 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de um jogo de faixa de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes do pavimento abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 391

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.146/01

    Cdigo SIPCI

    92510

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 2 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,6870

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1260

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,5750

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,1060

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,2500

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 392

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 393

    Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o concreto;

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 4 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de um jogo de faixa de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes do pavimento abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 394

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.147/01

    Cdigo SIPCI

    92511

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,9810

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1800

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,3370

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0190

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,1250

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 395

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 396

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 4 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de trs jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos trs pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 397

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.148/01

    Cdigo SIPCI

    92512

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,9140

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1680

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,3370

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0190

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,1250

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 398

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 399

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 4 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de trs jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos trs pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 400

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.149/01

    Cdigo SIPCI

    92513

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,5900

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1080

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,3370

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0760

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,1250

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 401

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 402

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 4 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de trs jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos trs pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 403

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.150/01

    Cdigo SIPCI

    92514

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 4 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,5280

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0970

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,3370

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0760

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,1250

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 404

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 405

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 4 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de trs jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos trs pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 406

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.151/01

    Cdigo SIPCI

    92515

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,8520

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1560

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2550

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0140

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0830

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 407

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 408

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 6 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 409

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.152/01

    Cdigo SIPCI

    92516

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7940

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1460

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2550

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0140

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0830

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 410

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 411

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 6 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 412

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.153/01

    Cdigo SIPCI

    92517

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,5130

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0940

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2550

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0560

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0830

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 413

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 414

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 6 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 415

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.154/01

    Cdigo SIPCI

    92518

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 6 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4590

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0840

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2550

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0560

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0830

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 416

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 417

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 6 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 418

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.155/01

    Cdigo SIPCI

    92519

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7880

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1440

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2000

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0100

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0620

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 419

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 420

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 421

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.156/01

    Cdigo SIPCI

    92520

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7340

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1350

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2000

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0100

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0620

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 422

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 423

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 424

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.157/01

    Cdigo SIPCI

    92521

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4740

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0870

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2000

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0420

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0620

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 425

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 426

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 427

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.158/01

    Cdigo SIPCI

    92522

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, 8 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4240

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0780

    C 92267 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA RESINADA, E = 17 MM. AF_12/2015

    M 0,2000

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0100

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0420

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0620

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 428

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 429

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada resinada ser utilizada 8 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 430

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.159/01

    Cdigo SIPCI

    92523

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7490

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1370

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1420

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0080

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0500

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 431

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    plastificada - contm os painis cortados (e = 18 mm) Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 432

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 433

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.160/01

    Cdigo SIPCI

    92524

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,6980

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1280

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1420

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0080

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0500

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 434

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 435

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 436

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.161/01

    Cdigo SIPCI

    92525

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4510

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0830

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1420

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0330

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0500

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 437

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 438

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 439

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.162/01

    Cdigo SIPCI

    92526

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 10 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4030

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0740

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1420

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0330

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0500

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 440

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 441

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 10 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 442

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.163/01

    Cdigo SIPCI

    92527

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7230

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1330

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1210

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0070

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0420

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 443

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    plastificada - contm os painis cortados (e = 18 mm) Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 444

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 12 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 445

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.164/01

    Cdigo SIPCI

    92528

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,6740

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1240

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1210

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0070

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0420

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 446

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 447

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 12 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 448

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.165/01

    Cdigo SIPCI

    92529

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4350

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0800

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1210

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0280

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0420

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 449

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 450

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 12 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 451

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.166/01

    Cdigo SIPCI

    92530

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 12 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3890

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0710

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1210

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0280

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0420

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 452

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 453

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 12 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 454

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.167/01

    Cdigo SIPCI

    92531

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,7050

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1290

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1070

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0060

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0360

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 455

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    plastificada - contm os painis cortados (e = 18 mm) Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 456

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 14 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 457

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.168/01

    Cdigo SIPCI

    92532

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,6570

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1200

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1070

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0060

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0360

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 458

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 459

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 14 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 460

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.169/01

    Cdigo SIPCI

    92533

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4240

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0780

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1070

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0240

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0360

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 461

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 462

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 14 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 463

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.170/01

    Cdigo SIPCI

    92534

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 14 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3800

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0700

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,1070

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0240

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0360

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 464

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    resinada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 465

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 14 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 466

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.171/01

    Cdigo SIPCI

    92535

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,6800

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1250

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0800

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0050

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0280

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 467

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    plastificada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 468

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 18 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 469

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.172/01

    Cdigo SIPCI

    92536

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO DUPLO, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,6340

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,1160

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0800

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 40609

    TORRE METALICA COMPLETA PARA UMA CARGA DE 8 TF (80 KN) E PE DIREITO DE 6 M, INCLUINDO MODULOS , DIAGONAIS, SAPATAS E FORCADOS (LOCACAO) *COLETADO CAIXA*

    MES 0,0050

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0280

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 470

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    plastificada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Torre metlica com altura regulvel, com capacidade de carga de 8 tf (80 kN, locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 471

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito duplo (maior que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 18 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as torres metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras da torre; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 472

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.173/01

    Cdigo SIPCI

    92537

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MENOR OU IGUAL A 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,4090

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0750

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0800

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0190

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0280

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 473

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    plastificada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 474

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja menor ou igual a 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 18 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 475

    CADERNO TCNICO DO SERVIO

    1. COMPOSIO ANALTICA DE SERVIO

    CLASSE: FUES TIPO: 0041 - FORMAS/CIMBRAMENTOS/ESCORAMENTOS

    Cdigo / Seq. Descrio da Composio Unidade

    01.FUES.FOCA.174/01

    Cdigo SIPCI

    92538

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMA DE LAJE MACIA COM REA MDIA MAIOR QUE 20 M, P-DIREITO SIMPLES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, 18 UTILIZAES. AF_12/2015

    M2

    Vigncia: 12/2015 ltima atualizao: 12/2015

    COMPOSIO ITEM CDIGO DESCRIO UNIDADE COEFICIENTE

    C 88262 CARPINTEIRO DE FRMAS COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,3660

    C 88239 AJUDANTE DE CARPINTEIRO COM ENCARGOS COMPLEMENTARES H 0,0670

    C 92268 FABRICAO DE FRMA PARA LAJES, EM CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA PLASTIFICADA, E = 18 MM. AF_12/2015

    M 0,0800

    I 2692 DESMOLDANTE PROTETOR PARA FRMAS DE MADEIRA, DE BASE OLEOSA EMULSIONADA EM GUA

    L 0,0040

    I 10749

    ESCORA METALICA TELESCOPICA, COM ALTURA REGULAVEL DE *1,80* a *3,20* M, COM CAPACIDADE DE CARGA DE NO MINIMO 1000 KGF (10 KN), INCLUSO TRIPE E FORCADO (LOCACAO)

    MES 0,0190

    I 40610 VIGA DE ESCORAMENTO H20, DE MADEIRA, PESO DE 5,00 A 5,20 KG/M, COM EXTREMIDADES PLASTICAS *COLETADO CAIXA*

    M 0,0280

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 476

    REA DA LAJE 20 M REA DA LAJE > 20 M

    MONTAGEM E DESMONTAGEM DE FRMAS PARA LAJES

    P DIREITO DUPLOP DIREITO SIMPLES

    14 USOS

    MADEIRA SERRADA

    COMPENSADO RESINADO

    COMPENSADO PLASTIFICADO

    12 USOS

    4 USOS

    2 USOS

    18 USOS

    1 USO

    10 USOS

    8 USOS

    MACIANERVURADA, COM

    CUBETA E ASSOALHO

    6 USOS

    2. Itens e suas Caractersticas Fabricao de frma de laje com chapa em madeira compensada

    plastificada - contm os painis cortados (e = 18 mm); Desmoldante protetor para frmas de madeira, de base oleosa

    emulsionada em gua - desmoldante para frma de madeira hidrossolvel;

    Escora metlica telescpica com altura regulvel de 1,80 a 3,20 m, com capacidade de carga de no mnimo 1000 kgf (10 kN), incluso trip e forcado (locao);

    Vigas de madeira industrializada tipo H20 para vigamento de frma de laje.

    3. Equipamentos No se aplica.

    4. Critrios para quantificao dos servios Utilizar a rea da superfcie da frma de laje em contato com o

    concreto;

  • SINAPI - Cadernos Tcnicos das Composies de Frmas para ECA - Lote 1

    Pgina | 477

    Essa composio vlida para lajes executadas em pavimentos com p-direito simples (menor que 3 m de altura) e cuja mdia de todas as reas de laje seja maior que 20 m.

    5. Critrios de Aferio Para o levantamento dos ndices de produtividade foram considerados

    os operrios (carpinteiros e ajudantes) que estavam envolvidos com a montagem e desmontagem da frma;

    Considerou-se que frma de chapa de madeira compensada plastificada ser utilizada 18 vezes;

    Considerou-se uma perda por reformas necessrias, devido a danos causados na desfrma dos elementos;

    Considerou-se um jogo completo de frmas acrescido de quatro jogos de faixas de escoramento residual (reescoramento);

    Considerou-se o escoramento total da laje em execuo mais o escoramento residual das lajes dos quatro pavimentos abaixo, observando-se nesse caso porcentagem de 75%, 50%, 25% e 25% do escoramento total.

    6. Execuo Posicionar as escoras metlicas, as longarinas e as travessas conforme

    projeto de frmas; Distribuir os painis do assoalho sobre as longarinas, prevendo as

    faixas de escoramento residual; Conferir o nvel dos painis do assoalho fazendo os ajustes por meio de

    ajustes nos telescpios das escoras; Sobre a superfcie limpa, aplicar desmoldante com broxa ou spray em

    toda a face exposta da frma; Promover a retirada das frmas somente quando o concreto atingir

    resistncia suficiente para suportar as cargas, conforme NBR 14931:2004;

    Logo aps a desfrma, fazer a limpeza das peas e armazen-las de forma adequada para impedir o empenamento.

    7. Informaes Complementares No se aplica.

    8. Pendncias No se aplica.