Simulaes Clnicas na Web para Treinamento de Protocolos Clnicos Renato M.E. Sabbatini, PhD Ncleo de Informtica Biomdica UNICAMP.

  • Published on
    21-Apr-2015

  • View
    102

  • Download
    0

Transcript

  • Slide 1
  • Simulaes Clnicas na Web para Treinamento de Protocolos Clnicos Renato M.E. Sabbatini, PhD Ncleo de Informtica Biomdica UNICAMP
  • Slide 2
  • O Problema O uso dos protocolos clnicos est rapidamente se tornando a base principal da prtica da medicina baseada em evidncia Devido complexidade dos protocolos, h a necessidade de suporte computacional A aderncia aos protocolos dependente da intensidade e da eficcia do treinamento dos profissionais clnicos no seu uso A melhor maneira de aprender protocolos atravs do seu uso em resoluo de problemas
  • Slide 3
  • A Proposta Para aumentar a eficcia do treinamento em uso de protocolos clnicos, implementar simulaes clnicas computadorizadas A simulao incorpora os fluxogramas e as regras de deciso do protocolo clnico O aprendiz interage com a simulao, utilizando essas regras em uma situao prtica, sem riscos para pacientes reais O sistema tambm avalia o aprendiz e refora o aprendizado atravs de feedback imediato
  • Slide 4
  • Simulaes Baseadas na Web Acesso imediato e universal, uso em intranets e na Internet Interface GUI e navegabilidade bem conhecidas e padronizadas, no necessitando treinamento Fcil montagem de fluxos condicionais atravs de hipertexto Fcil e atrativa incorporao de recursos multimdia (vdeo, udio, imagens, etc.) Incorporao de recursos de execuo distribuida (JavaScript, JAVA, etc.)
  • Slide 5
  • Trabalhos Anteriores 1983: Uso de simulao matemtica de sistemas em microcomputadores no ensino de fisiologia 1990: MEDTEST: um sistema para desenvolvimento de simulaes clnicas em computadores 1992: Uma linguagem e simulador para desenvolvimento de sistemas de simulao clnica 1995: Simulaes clinicas baseadas na Web para ensino de cirurgia plstica craniofacial (Hospital Virtual Brasileiro) 1998: Aplicaes da Internet no ensino a distncia baseado em computador 2000: Sistema genrico de autoria de simulaes clnicas baseadas na Web
  • Slide 6
  • Protocolos Clnicos AHCPR
  • Slide 7
  • For all patients, anti-ischemic therapy should be instituted promptly in the ED as soon as a working diagnosis of unstable angina is established. Therapy should be directed toward relieving symptoms and stabilizing the patient by preventing ischemic complications, particularly recurrent unstable angina The patient should be moved from the ED to the most appropriate environment to monitor complications and minimize psychological stress and cardiac work. However, initial medical therapy in the ED should not be delayed while triage arrangements are made. Angina Instvel: Objetivos Clnicos (1)
  • Slide 8
  • Angina Instvel: Objetivos Clnicos (2) Stabilization of acutely ill patients is the most urgent initial objective. Patients presenting with symptoms suggestive of unstable angina who are stable, triage to the appropriate care environment is the most important early task. Determine whether the patient is having an acute MI and has indications for thrombolytic or other reperfusion therapy. If initial evaluation makes clear that high-risk characteristics are not present, it is reasonable to address stabilization and triage of all patients as if they were in a high-risk category.
  • Slide 9
  • Abordagem no Manejo The initial evaluation of the patient with symptoms suggesting possible unstable angina should be done by a medical practitioner in a facility equipped to perform an ECG and not over the telephone (strength of evidence = B). Patients with suspected unstable angina who have a symptom duration >20 minutes, hemodynamic instability, or recent loss of consciousness should generally be referred to na ED. Other patients with suspected unstable angina may be seen initially either in an ED or in na outpatient facility at the discretion of the attending physician (strength of evidence = C).
  • Slide 10
  • Simulao Baseada em Protocolos Os pontos de deciso obrigatria e facultativa do protocolo so identificados e formulados montado um fluxograma de um caso clnico representativo, em que os pontos de deciso so representados na ordem correta Alternativas incorretas, com as respectivas conseqncias, tambm so representadas Feedback, justificativas e explicaes para cada ponto crtico do protocolo so elaborados e inseridos Possibilidades de retrocesso e reforma de deciso
  • Slide 11
  • Simulao Baseada em Protocolo Paciente telefona e relata sintomas indicativos de angina instvel Fazer perguntas adicionais Parece ser angina instvel? Remover para Fazer ECG Informar paciente Follow-Up Fazer perguntas adicionais SimNoNo sei
  • Slide 12
  • Projeto em Andamento: GuideLineWeb Uso de simulaes clnicas interativas baseadas em protocolos como ponto central de cursos on- line para a Web, baseados na resoluo de problemas (PBL) Acoplado a outras ferramentas de aprendizado on-line: Textos sobre protocolos clnicos em reas especficas de diagnstico e tratamento Recursos de informao para busca, localizao e construo de conhecimento pelo aluno Interatividade on-line com o tutor
  • Slide 13
  • Slide 14
  • Slide 15
  • GuideLineWeb: Objetivos Desenvolver um sistema shell que permita a criao de simulaes clnicas na forma de um conjunto interligado de pginas em HTML Implementar uma tecnologia simples de travessia em profundidade Permitir a colocao de imagens, glossrio, links para recursos na Internet, etc. atravs do hipertexto Fcil de usar, centrado em base de dados
  • Slide 16
  • Questo 1 Alternativa A Alternativa B Alternativa C Questo 1 Alternativa A Alternativa B Alternativa C Conseqncia A Questo 2 2 Alternativa A Alternativa B Alternativa C Resposta C C Cada tela um HTML separado Execuo de uma Simulao em Hipertexto
  • Slide 17
  • Solues para Gerao de uma Simulao na Web (1) Simulao baseada em base de dados dinmica: travessia do fluxograma em tempo real, com pginas geradas on the fly Vantagens: modelo genrico, elegncia, implementao de fluxos complexos, facilidade de realizao de mudanas Desvantagens: necessidade de servidor de BD, complexidade de implementao
  • Slide 18
  • Solues para Gerao de uma Simulao na Web (2) Simulao baseada em pginas estticas: gerao das pginas off-line por um software de gerenciamento Vantagens: facilidade de utilizao, rapidez no processo de autoria, trabalho off-line, sem necessidade de servidor de BD Desvantagens: menor facilidade de realizao de mudanas, perda do acesso dinmico, necessidade de ter a ferramenta
  • Slide 19
  • Recursos Adicionais Hipervnculos para artigos, sites, etc., que complementam o aprendizado e permitem o aprofundamento Documentao da travessia (tracking) para pontuao e documentao para o instrutor (envio por email ou gravao em BD no servidor) Implementao de questionrios de auto- avaliao baseados na Web Interatividade on-line com o tutor Resoluo em grupo
  • Slide 20
  • Avaliao do Aprendiz ndice quantitativo de aderncia ao protocolo, identificao dos erros cometidos Aplicao de questionrios pr- e ps- simulao, com correo automtica Reaplicao da simulao em caso de desempenho abaixo de critrio Simulaes com graus crescentes de dificuldade
  • Slide 21
  • Concluses As simulaes clnicas baseadas em protocolo podem ser um excelente recurso instrucional para aumentar a aderncia a protocolos em organizaes clnicas Podem tambm ser uma ferramenta adicional de aprendizado em cursos a distncia baseados na Web Sua adoo e utilizao nos contextos clnicos e educacionais possivel apenas se existirem ferramentas fceis de autoria baseada em protocolo
  • Slide 22
  • Endereo para Contato Ncleo de Informtica Biomdica Universidade Estadual de Campinas Caixa Postal 6005, Campinas, SP CEP 13083-970 Email: sabbatin@nib.unicamp.br WWW: http://www.nib.unicamp.br Tel: (019) 3289-9800 ramais 141/129

Recommended

View more >