Senge 40 edio abril 2014 site

  • Published on
    07-Mar-2016

  • View
    213

  • Download
    0

DESCRIPTION

 

Transcript

  • No deixe de anotar o nome do SENGE-GO na Anotao de Responsabilidade Tcnica (ART), no campo Entidade de Classe. uma contribui-o indispensvel para o combate do exerccio ilegal da profisso e uma importante receita para a nossa entidade manter todos os servios pres-tados aos associados. Portanto no esquea de preench-la, lembrando que os profissionais no sindicalizados tambm devem fazer a anotao.

    ART!

    Senge pReSTigiA 10 SeminRio do diA mundiAl dA guA

    ATendimenTo odonTolgico foi AmpliAdo no SindicATo

    Evento contou com a parti-cipao de autoridades do seg-mento, profissionais e estudan-tes. A discusso abordou sobre o futuro da gua e o bem que ela representa com o desenvolvi-mento de prticas sustentveis.

    O ritmo de crescimento dos benefcios a todos os filiados in-corpora a atuao do Sindicato na preocupao com a sade bucal. E todos os procedimen-tos so feitos por profissionais habilitados.

    infoRmATivo #Sindicato doS EngEnhEiroS no EStado dE goiS #abril 2014acesse: www.senge-go.org.br

    Senge convoca engenheiros para a realizao de AssembleiasdurantE aS rEuniES foram dEbatidaS E aprovadaS aS pautaS dE rEivindicaES da catEgoria profiSSional para o ano dE 2014. pg. 05

    pg. 07 pg. 03

    Autorizado a funcionar de acordo com a Carta Sindical de 10 de dezembro de 1976

  • Senge em NotciasA

    bri

    l 2

    01

    4

    #

    ww

    w.s

    en

    ge

    -go

    .org

    .br

    palavra do prESidEntE

    02

    PresidenteGerson tertulianoEng. EletricistaPrimeiro vice-PresidenteJoo Batista tibiriEng. CivilseGundo vice-PresidenteAntnio Augusto soares FrascaGelogoPrimeiro secretriocludio Henrique B. AzevedoEng. EletricistaseGundo secretrioedson melo FilizzolaEng. CivilPrimeiro tesoureiro

    trinio 2013/2016

    rgo de divulgAo do SindiCAto doS engenheiroS de goiSexpediente

    Circulao gratuita entre os associadosendereo: Av. Portugal n 482Setor Oeste, Goinia-GOtelefones: 3251-8181 / 3251-8967email: senge-go@uol.com.brsite: www.senge-go.org.br

    Todos os artigos e citaes aqui divulgadas so de responsabilidade da Diretoria. As ma-trias assinadas so de responsabilidades dos autores e no correspondem necessariamen-te opinio do Jornal.

    Jos Augusto Lopes dos santosEng. EletricistaseGundo tesoureirocaio Antnio de GusmoEng. CivilsuPLente diretoriAWanderlino t. de carvalhoGelogoJoo dib FilhoEng. EletricistaAna maria de deusEng. Eletricistacarla silva senaEng. Eletricistacato maranho FilhoEng. Civil

    Jos Luiz Barbosa ArajoEng. AgrnomoLuiz carlos carneiro de oliveiraEng. EletricistaconseLHo FiscALeduardo James de moraes/efetivo - Eng. CivilAlexandre vieira moura/efetivoEng. Civileduardo Joaquim de sousa/efetivo - Eng. Civilmarcelo emilio monteiro/suplente - Eng. AgrnomoHarlan Brockes tayer/suplenteEng. Qumicomarcos rogrio nunes/

    suplente - Eng. AgrnomorePresentAntes Junto FneAnnibal Lacerda margon/efetivo - Eng. AgrnomoJoo soares safatle/efetivoEng. Agrnomomarcelo Pontes Pereira/suplente - Eng. CivilAntnio Henrique capuzzo martins/suplente - Eng. CivilProduocaroline santanaJornalista responsvelvincius AlvesProjeto Grfico e Diagramaostylo GrficaImpresso

    geRSon TeRTuliAnoEngenheiro Eletricista e de Segurana do trabalho e presidente do Senge-go

    J tem algum tempo que a Federao Nacional dos Engenheiros e seus sindicatos filiados tem se pre-ocupado com os grandes temas nacionais, principalmente no que se refere ao desenvolvi-mento do Brasil. Tanto ver-dade que atravs de seu arro-jado programa denominado CRESCE BRASIL, realizado praticamente em todos os es-tados da federao, acrescen-tou importantes contribuies aos ltimos governos estaduais e federal. E j na sua segunda edio volta a discutir com seus sindicatos a situao atual do pas, e a forma de contribuir novamente com sugestes em todas as reas da engenharia.

    Na qualidade de presiden-te do Sindicato dos Engenhei-ros no Estado de Gois, temos participado destas discusses, levando inclusive os anseios de Gois, mas quando se aborda a situao atual da nossa maior empresa, a PETROBRAS, no

    Sindicalismo e o atual momento da poltica nacional

    posso deixar de emitir minha opinio pessoal.

    A atual poltica do governo federal, principal controlador desta estatal, que a todo custo tenta manter o controle infla-cionrio atravs do congela-mento de preos dos combus-tveis est sufocando o caixa da companhia, que somado a este problema tem que manter um plano de investimento da ordem de US$250 bilhes at 2017. Assim est cada vez mais comprometido, inclusive fazen-do a venda de importantes re-servas por preos muito baixos.

    Somado a isto, outro fato atual que considero gravssimo a forma de se fazer poltica em tempo de eleies em cima da empresa. Os problemas hoje le-vantados diariamente pela m-dia, sobre a empresa, a meu ver em nada contribuem com o so-erguimento da empresa, e per-gunto se a guerra entre governo e oposio pela criao de uma CPI contribuir de fato ou ser

    novamente um palanque para discusses entre polticos. Ser que realmente estes ilustres re-presentantes do povo querem contribuir ou apenas aprovei-tar o momento pr- eleitoral? Ser que os rgos de controle e a prpria Polcia Federal que esto investigando as denn-cias e os esqueletos da empresa no tem mais credibilidade?

    O Governo Federal deve como controlador, apoiar as investigaes e deixar que uma CPI honesta e imparcial, se as-sim for criada, investigue, su-gira, corrija e faa nossa maior empresa smbolo de orgulho nacional voltar a respirar, e se-guir sua trajetria de uma das maiores empresas do mundo. Fica aqui meu duplo apelo, que a classe poltica no caso da cria-o da CPI, no destrua ainda mais a empresa somente para fazer politicagem ao povo bra-sileiro o qual no deixe de ter orgulho, cobre aes protivas e proteja a Petrobrs.

  • Senge em Notcias Senge em Notcias

    ab

    ril

    20

    14

    #

    w

    ww

    .se

    ng

    e-g

    o.o

    rg.b

    r

    ElEiES aEago

    03

    A Associao de Enge-nheiros Agrnomos de Gois (AEAGO) realizou suas eleies para re-novao da diretoria e conse-lho fiscal, no dia 31 de maro (segunda-feira). A participao dos engenheiros agrnomos associados foi decisiva no pro-cesso j que a novidade deste ano foi que ela aconteceu de forma eletrnica.

    Foram apurados 76 votos para a diretoria, e 282 para o conselho fiscal. A chapa nica Agronomia EM AO foi elei-ta com as seguintes propostas: tornar a AEAGO uma entidade de classe e referncia nacional, com representatividade, reco-nhecimento pblico, atuao permanente, conjunta e coor-denada, mudana de Estatuto, criao de Conselho Consulti-vo, participao dos profissio-nais, entre outras.

    AEAGO realiza eleies para binio 2014-2015ElEio contou com a participao dE um mEmbro da dirEtoria do Sindicato na diSputa da chapa nica

    O diretor do Senge, enge-nheiro agrnomo, Annibal La-cerda Margon ser membro da diretoria executiva da AEAGO como sub-diretor de Finanas contribuindo com a Associao para que ela se transforme em federao. Sua atuao ser tambm por valorizao das lideranas regionais, abrindo espao nas estruturas da AEA-GO para participao de todos os segmentos, e grupos de in-teresse da Agronomia para que

    todas as propostas e diretrizes sejam cumpridas.

    O presidente reeleito, Luiz Fernando de Mattos Pimenta disse que as eleies foram fa-cilitadas este ano pelo acesso do sistema, e que a chapa foi representada pelos mais diver-sos segmentos como Embrapa, Insumos, Emater, Agrodefesa, Incra, Ministrio da Agricultu-ra, produtores, e empresas de Assistncia Tcnica. Estamos participando ativamente e a

    diretoria

    74 votos (97,36%)

    2 nulos (2,64%)

    Total: 76 votos apurados

    conselho fiscal (Titulares)

    Fernando Honrio

    Guimares Alves Barnab

    69 votos (24,46%)

    Glays Rodrigues Matos

    46 votos (16,31%)

    Flvia Rabelo B. Moreira

    44 votos (15,60%)

    conselho fiscal (Suplentes)

    Mariel Fernanda Camargo

    43 votos (15,24%)

    Daniel Antnio P. Martins

    43 votos (15,24%)

    Carlos Alexandre da Silva

    37 votos (13,12%)

    Total: 282 votos apurados

    ApS A ApuRAo foi confiRmAdo o SeguinTe ReSulTAdo

    http

    ://w

    ww

    .aea

    go.o

    rg.b

    r/vo

    taca

    o/

    novidade da chapa o Conse-lho Consultivo. Vamos seguir com questes estratgicas, pla-nejamento e reivindicaes na Agronomia, ressaltou ele.

    Eleitores da aEago testam novo modelo de votao

    O Sindicato dos Enge-nheiros no Estado de Gois (Senge-Go) no intuito de ampliar os benef-cios na rea odontolgica aos seus associados e dependen-tes, informa sobre a expanso da equipe de odontlogos e dos horrios de atendimento nas seguintes reas: Clnico Geral Periodontia (Trat. de Gengiva) Preveno Odontolgica para

    aSSiStncia odontolgica

    Sindicato amplia atendimento na rea odontolgicanova dEntiSta j comEou a atEndEr na SEdE do Sindicato auxiliando a EquipE Em bEnEfcio dE todoS oS filiadoS

    bebs, crianas e adolescentes.O sindicato contratou mais

    uma profissional de Odon-tologia, a cirurgi-dentista, Norllyana Rangel Machado CROGO - 11.845 que atender todas as teras-feiras. A equipe tem em sua composio ainda o especialista em Periodontia, Olegrio Antnio Teixeira Neto CROGO - 11.077 atendendo s quintas-feiras, como tambm o j estruturado atendimento

    dirio da Responsvel Tcnica, cirurgi-dentista, Celina Nasser Galante Elias CROGO - 1947.

    A finalidade proporcionar com eficincia um pleno aten-dimento odontolgico. O con-sultrio funciona na sede do Senge-Go, situado na Avenida Portugal, n 482, Setor Oeste. Oferecemos atendimento todos os dias, mediante agendamen-to prvio com Idlia Neves pelo telefone: (62) 3251-8181.

  • Senge em Notciasa

    bri

    l 2

    01

    4

    #

    ww

    w.s

    en

    ge

    -go

    .org

    .br

    SitE E rEdES SociaiS

    04

    ii jornada da EngEnharia da puc

    Alm do crescimento no mundo inteiro, as redes sociais do Senge no param de crescer e a ex-pectativa de aumento a cada dia. A novidade deste ano foi o lanamento do novo site no dia 10 de maro com melhorias para os profissionais e constru-o de um espao para relacio-namento, divulgao de vagas de estgio e emprego, benef-cios aos filiados e notcias que envolve a Engenharia.

    Pesquisa feita pela agncia digital Tuddo Web no dia 31

    O Sindicato dos Engenheiros no Estado de Gois (Senge-Go) fir-mou parceria com acadmicos da Pontifcia Universidade Catlica de Gois (PUC-Go) para a realizao da II Jornada de Engenharia, que aconteceu nos dias 8 e 9 de abril, nas reas II e IV da PUC.

    O evento contou com 45 palestras e minicursos e tem como objetivos promo-ver as aes do engenheiro no mercado de trabalho, discusses sobre a prtica profis-sional, despertando a viso do acadmico para situaes no to bem vivenciadas durante a academia oferecendo sempre contedo tcnico-acadmico de qualidade, com palestrantes altamente gabaritados.

    O diretor regional da Associao Brasi-leira de Engenharia e Consultoria Estrutu-ral (ABECE), Ricardo Veiga ministrou pa-lestra falando sobre a atuao do Sindicato

    dos Engenheiros no Estado de Gois (Sen-ge-Go), seus benefcios, acordos coletivos e contribuio sindical. J sobre a ABECE, a conversa foi conduzida por assuntos como cursos, concretos e estruturas.

    Voltado para estudantes, professores e profissionais das reas de Engenharia Civil, Produo, de Controle e Automa-o, Ambiental e Eltrica, o evento teve a organizao feita pela Solidez Empresa Jnior em parceria com o DCE da PUC e os Centros Acadmicos. Os organizado-res contaram com a expectativa de 1500 participantes durante os dois dias de evento com sorteio de brindes, cursos e calculadoras grficas.

    Aps a realizao do evento foi feita a entrega de certificado com carga horria de 12h para cada dia de participao na Jornada.

    Crescimento do site do Senge e redes sociais no paramlanado novo SitE Em maro, Sindicato conta com novidadES, crEScimEnto E invEStimEntoS quE garantEm rESultado aoS filiadoS

    de maro apontou dados que visam o crescimento e investi-mentos aos engenheiros. Dados colhidos de outubro de 2010 a 31 de maro de 2014, quando foi feito o primeiro lanamento do site totalizou 360.037 visua-lizaes de pgina no site. Ana-lisando a rede social Facebook quando a f page foi criada, de setembro de 2011 a maro de 2014, podemos observar quase 2 milhes de impresses e 1300 fs que curtiram a pgina.

    Foram feitas 19.692 aes na rede em quase trs anos de

    existncia valorizando o pro-fissional, divulgando vagas de estgio, emprego, eventos, notcias das entidades, sindi-catos parceiros, associaes e os principais grupos que so a Federao Nacional dos Enge-nheiros (FNE), Conselho Fede-ral de Engenharia e Agronomia (Confea) e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Gois (CREA-GO).

    O crescimento uma de-manda dos profissionais e viso tecnolgica para facilitar a vida do profissional que j retira sua

    contribuio sindical via onli-ne, encaminha currculos, tem acesso ao atendimento jurdi-co e odontolgico totalmente ampliado e convnio com a Unimed. No microblog Twit-ter, o sindicato conta com 512 seguidores com 748 menes. A pesquisa tambm avaliou a abertura de 12.235 e-mails Ma-rketing e 16.901 visualizaes de pgina no Informativo Sen-ge em Notcias.

    Leia mais no nosso site e acompanhe os dados: http://senge-go.org.br/

    Sindicato firma parceria com acadmicos da PUC para realizao da II Jornada de EngenhariaoportunidadE SEr para crEScimEnto dE acadmicoS na prtica profiSSional

  • Senge em Notcias Senge em Notcias

    Ab

    ril

    20

    14

    #

    w

    ww

    .se

    ng

    e-g

    o.o

    rg.b

    r

    aSSEmblEia gEral

    05

    Sindicato convoca engenheiros para trs assembleias de acordo coletivoaSSEmblEiaS diScutiram E aprovaram pauta dE rEivindicaES da catEgoria para o ano dE 2014

    Desde fevereiro, o Sindi-cato dos Engenheiros no Estado de Gois (Senge-Go) convoca por meio de edital, engenheiros filiados, ou no, ao comparecimento de assembleias para discusso e aprovao de pauta de reivin-dicaes da categoria para este ano. Elas visam o incio das ne-gociaes referente data-base de 1 de maio com declarao de abertura em carter perma-nente at o final do processo de negociao coletiva.

    Os primeiros a se reunirem foram os engenheiros da Celg

    Distribuio e Celg Gerao e Transmisso no dia 13 de fe-vereiro elaborando documento com as reivindicaes para ser negociado com a presidncia da empresa. O presidente do Senge, Gerson Tertuliano so-licitou s diretorias da Celg-D e GT que em 2014 o sindicato possa participar do processo de negociaes junto ao Sindi-cato dos Trabalhadores nas In-dstrias Urbanas no Estado de Gois (STIUEG) onde foi con-templado na solicitao.

    A pauta bsica de reivin-dicaes tem como pontos a

    correo de curva salarial dos engenheiros tendo por base o Salrio Mnimo Profissional (SMP) como primeiro nvel de referncia, garantia de manu-teno do salrio, e que as ge-rncias entendidas como reas de engenharia sejam ocupadas por engenheiros.

    Na ocasio o engenheiro eletricista, Estevo Luiz do Nascimento se manifestou propondo que valorizem os profissionais pela qualificao atravs dos ttulos de douto-rado e mestrado. As outras as-sembleias aconteceram no dia

    11 de maro com engenheiros da Agncia Goiana de Habita-o (AGEHAB) e no dia 27 de maro com profissionais do Conselho Regional de Enge-nharia e Agronomia de Gois (CREA-GO).

    Todas elas contaram com a presena da diretoria do Senge, engenheiros das entidades e o advogado do sindicato, Isonel Bruno da Silveira Neto. A dis-cusso se remete valorizao profissional, alternativas para negociao, piso salarial, aber-tura para conversas, definio de tempo e mritos.

    Engenheiros da celg distribuio e celg gerao e transmisso

    Engenheiros da agncia goiana de habitao (agEhab) Profissionais do Conselho Regional de Engenharia e agronomia de gois (crEa-go)

    art

    Para que o profissional construa seu acervo tc-nico necessrio que ele esteja a par de todos os requisi-tos e garantias que a Anotao de Responsabilidade Tcnica (ART) imprimem na sua car-reira. Ela no apenas uma obrigao legal, porque alm de

    ART: garantia jurdica e realizao profissionala anotao dE rESponSabilidadE tcnica (art) a imprESSo E garantia da conStruo do acErvo tcnico do profiSSional

    gerar a garantia jurdica de um contrato, traz valorizao para o profissional e confere a auto-ria em cada obra ou servio.

    Ningum escreve um livro somente com uma capa bonita, porm com especificaes, lin-guagem correta para que seja bem divulgado, lido e campeo

    de vendas. assim que a ART prope aos (s) engenheiros (as), uma forma de reconhe-cimento com o incio do seu acervo tcnico, realizao como profissional e responsa-bilidade legal pela sua partici-pao tcnica.

    Por isso, faa valer sua es-

    crita e trabalho! No deixe de anotar o nome do Senge-Go no campo Entidade de Classe, ajudando a combater o exer-ccio ilegal da Engenharia em Gois, representando assim tambm um diferencial no seu sucesso profissional e lutas pela categoria.

  • Senge em NotciasA

    bri

    l 2

    01

    4

    #

    ww

    w.s

    en

    ge

    -go

    .org

    .br

    jogo rpido

    06

    Atendimento Odontolgico (local: Sede do Sindicato) Adultos atendimento s teras e quintas-feiras, (clnico geral) mediante agendamento prvio com idlia neves pelo telefone: (62) 3251-8181

    crianas e adolescentes de 0 a 17 (preveno odontolgica) atendimento todos os dias, mediante agendamento prvio com idlia neves pelo telefone: (62) 3251-8181

    Assistncia Jurdica Trabalhista e Previdenciria (local: Sede do Sindicato)

    marcar horrio antecipadamente pelo telefone: (62) 3251-8181 Convnios com desconto Especialidades odontolgicas, mdicos, clnicas, terapia cognitiva comportamental e laboratrios Plano de Sade Unimed oferecemos plano de sade da unimed com condies exclusivas para os sindicalizados e seus dependentes. informe-se: (62) 3251-8181

    os atendimentos sero realizados com tabela prpria

    S e r v i o S o f e r e C i d o S p e l o S e n g e

    diReToRiA do Senge Recebe pAleSTRA SobRe noRmA de deSempenho

    Diretores do Senge ampliaram seus conhecimentos com a palestra sobre a Norma de Desempenho ABNT 15575/2013, ministrada pela engenheira civil, Tatiana Juc no dia 02 de abril. Ela teve como abordagem sua contextualizao e importncia caracterizadas em duas edies.

    mAnuAl de engenhARiA AgRonmicA ATende neceSSidAdeS dA AgRonomiA

    O livro Manual de Engenharia Agronmica dos professores Ody Silva, Itamar Pereira e Raimundo Fonseca Pinheiro lanado em 2011, pela Editora Kelps tem como objetivo atender as necessidades dos cursos de Agronomia do pas. Com o valor de R$40,00, ele pode ser adquirido atravs do e-mail para rasmen.oliveira@hotmail.com, pelos telefones: (62) 8583-2737-8181-7877 ou Leart Livros.

    Senge e mTuA

    ASSinAm convnio

    pARA vendA de ingReSSoS

    de cinemACom o objetivo de

    promover a cultura e o acesso para todos os associados, o

    Senge e a Caixa de Assistncia dos Profissionais do CREA/

    GO- Mtua assinaram convnio no incio de abril para a venda de ingressos

    de cinema com valor promocional. Os interessados podero retirar seu ingresso,

    sem limite de aquisio na sede do Sindicato no valor de

    R$8,00 (oito reais).

    conSelheiRo fedeRAl lAnA SiTe

    O conselheiro federal do Confea, Eng. Mecnico, Paulo Roberto Lucas Viana lanou site para divulgao de artigos, notcias, fotos do seu mandato. Acesse: www.paulorobertoconfea.com.br.

    cReA goiS JnioR

    ReAlizA pAleSTRA com

    edwARd mAduReiRA

    A palestra Educao, cincia, tecnologia

    e desenvolvimento do Estado na viso de um

    gestor universitrio, ministrada pelo ex-reitor

    da UFG, Edward Madureira aconteceu no di

    a

    27 de maro, na sede do CREA. Madureira, qu

    e

    tambm professor universitrio, falou sobre

    sua experincia como reitor e o papel no conju

    nto

    das atividades pelo futuro do pas e engenhei

    ros.

    Abece pARceiRo do Senge e ReAlizA cuRSoSA ABECE em parceria com o Sindicato realiza encontros mensais ministrados por profissionais

    convidados e especializados no assunto em questo. O prximo encontro ser realizado no dia 07 de maio (quarta-feira), s 18h30, no auditrio do CREA com o tema Grandes blocos de concreto. Ela ser ministrada por Maurcio Martines Sales, Marcelo Cndido de Paula e Carlos de Oliveira Campos. Mais informaes pelo e-mail: ricardoveiga@erreve.eng.br ou atravs do telefone: 3251-0242.

    cReA-go divulgA ediTAl

    de concuRSo pblico

    O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de Gois (CREA-GO)

    divulgou edital do concurso pblico com 36 vagas. Elas so divididas

    em cargos de Assis. Administrativo, Agente de Fiscalizao, Analista

    de rea e de Fiscalizao. A prova objetiva ser no dia 25 de maio e

    as taxas de inscrio vo de R$35 a R$200. Inscreva-se: http://www.

    institutoineaa.org.br.

  • Senge em Notcias Senge em Notcias

    Ab

    ril

    20

    14

    #

    w

    ww

    .se

    ng

    e-g

    o.o

    rg.b

    r

    07

    poSSE dirEtoria So paulo

    dia mundial da gua

    O Senge participou da abertura do 10 Semi-nrio da Engenharia comemorativo ao Dia Mundial da gua, realizado pelo Clube de Engenharia de Gois (Ceng--Go), nos dias 26 e 27 de maro. A cerimnia de abertura contou com a participao de profissio-nais do segmento e do Presiden-te do Senge, Gerson Tertuliano que parabenizou o Clube de En-genharia de Gois e os partici-

    Senge participa do 10 Seminrio da EngenhariaprESidEntE do SEngE, gErSon tErtuliano compS a mESa dirEtiva dE abErtura diScutindo SobrE tica E fiScalizao na EngEnharia

    A diretoria do SEESP, gesto 2014-2017, foi empossada no dia 17 de maro, na Assembleia Le-gislativa do Estado de So Paulo com o comando do Eng. Murilo Celso de Campos Pi-nheiro, tambm presidente da Federao Nacional dos Enge-nheiros (FNE).

    A solenidade de posse contou com as presenas do presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado de Gois (Senge-Go), diretor da regio Centro-Oeste da FNE, Gerson Tertuliano e o repre-sentante efetivo junto Fede-rao, engenheiro agrnomo, Annibal Lacerda Margon. In-titulada Trabalho-Integrao--Compromisso, a diretoria

    pantes. Em seu discurso ressal-tou sobre a importncia da tica dos profissionais, fiscalizao e desejou que as palestras fossem experincia de mobilizao.

    Com o foco de aperfeioar os conhecimentos tcnicos dos profissionais da Engenharia e acadmicos de cursos ligados rea, bem como divulgar e difundir as questes ligadas gua, o seminrio contou com a participao de representantes

    da Saneago, Secretaria Munici-pal de Desenvolvimento Urba-no Sustentvel, Universidade Federal de Gois, Fundao Nacional de Sade, Ministrio Pblico e Instituto Federal de Gois e Rede Anhanguera.

    A discusso foi sobre o futu-ro da gua, planos municipais de saneamento, drenagem urbana, tratamento das guas dos crre-gos, estudo de impacto ambien-tal e aes em prol do meio am-

    biente. Na ocasio do evento, o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) reconhe-ceu o Clube de Engenharia de Gois (Ceng-Go) como entidade precursora do Sistema Confea--CREA. Durante a solenidade, o Clube recebeu um documento onde passa a ter acesso aos re-cursos do Confea para promover eventos de aprimoramento e aperfeioamento tcnico cultu-ral dos profissionais.

    Senge participa da posse da

    diretoria do SEESPa poSSE da dirEtoria do Sindicato doS EngEnhEiroS no EStado dE So paulo (SEESp) acontEcEu no dia 17 dE maro rEunindo SindicaliStaS, parcEiroS na rEa tEcnolgica E divErSaS autoridadES polticaS

    tem como defesas prioritrias a valorizao profissional, for-talecimento de sua representa-tividade e a luta contnua pelo desenvolvimento nacional sus-tentvel com incluso social.

    A importncia do nosso trabalho , e continuar sendo, a luta pelo cumprimento do sa-lrio mnimo profissional que est definido em lei e nossa res-

    confiRA oS nomeSdiretoriA eXeCutivA:presidente:Murilo Celso de Campos Pinheirovice-presidentesCarlos Alberto Guimares GarcezCelso AtienzaHenrique Monteiro AlvesJoo Carlos Gonalves BibboJoo Paulo DutraMarcos Wanderley FerreiraSecretrios1 Secretrio: Fernando Palmezan Neto2 Secretrio: Antonio Roberto Martins3 Secretrio: Edlson Reistesoureiros1 Tes.: Esdras Magalhes dos Santos Filho2 Tes.: Flvio Jos Albergaria de O. Brzida3 Tes.: lvaro Luiz Dias de Oliveira

    ConSelho fiSCAlDanilo GrimaldiJorge Moya DiezJos Manoel TeixeiraLuciano Alberto Gibelli DavidOsvaldo Passadore JniorRenato Becker

    repreSentAnteS nA fneAllen HabertAntonio Carlos Therezo MattosMaria Clia Ribeiro SapucahyUbirajara Tannuri Felix

    diretoreS AdJuntoSlvaro MartinsAntonio Augusto KalvanBalmes Vega GarciaDalton Edson MessaEmerson Sampieri BurneikoEmiliano Stanislau Affonso NetoFeres Mohamad AminGeraldo Hernandes DominguesHenrique Di Santoro JuniorJorge Joel de Faria SouzaJos Antonio Marques AlmeidaJos Roberto SantanaJurij SolskiLeondio Francisco Ribeiro FilhoMilson Csar PagliariniNelson Correa GranjaNelson Luiz StabileRicardo Gomes GoulartSimo Marum FilhoYoshihide Uemura

    ponsabilidade cada vez maior no sentido de discutirmos um pas mais justo e igualitrio, para assim valorizarmos os nossos profissionais, ressaltou Pinheiro em seu discurso de posse. Na ocasio do evento foi feita uma homenagem ao SE-ESP, que completa 80 anos de luta pelos engenheiros no dia 21 de setembro.

    pres. do Senge, gerson tertuliano na companhia do pres. fnE, murilo pinheiro

    Foto: SEESP

  • Senge em Notcias

    viSiTe o SiTe dA fedeRAo

    www.fne.org.br

    indstria que torna a disputa uma gincana milionria mais til aos profissionais envolvi-dos na sua produo que po-pulao. Nesse contexto, ne-cessrio rever as atuais regras de financiamento de candida-tos, tambm de efeito pouco salutar, e garantir fiscalizao efetiva desse processo.

    Para alm do compareci-mento s urnas, devemos de-senvolver meios efetivos de participao popular nos desti-nos das nossas cidades, dos es-tados e do Pas. Parlamentares e governantes eleitos no s de-vem satisfao e respostas aos cidados, como tm que atuar de maneira conectada com os anseios do povo. A nao da-queles que nela vivem e parti-lham um destino comum; cabe a todos constru-la.

    O dia 31 de maro mar-cou os 50 anos do golpe civil-militar que instau-rou a ditadura que s se encer-raria completamente 25 anos depois, com a volta das eleies diretas para presidente. Ao re-fletir sobre esse perodo difcil da nossa histria, fundamen-tal que tenhamos em mente a importncia de defender a de-mocracia e aprimor-la.

    Herdeiros de uma cultura patrimonialista, caracterizada pelo privilgio de poucos, pelo mando e pelo favor, temos ainda muito o que avanar para construir uma sociedade igualitria, na qual cada cida-do tenha o mesmo valor e os direitos sejam universais. urgente, por exemplo, dotar o nosso sistema eleitoral de cri-trios razoveis e desmontar a

    muRilo celSo de cAmpoS pinheiRo

    Defender e fortalecer a democracia

    Uma tarefa essencial nesse sentido fortalecer os movi-mentos populares, inclusive o sindical, e as diversas organiza-es. Esses no devem ser nem hostilizados, nem cooptados por governos, mas valorizados como representao legtima da sociedade, que precisa ter expresso. O Brasil, que cer-tamente teve seus problemas econmicos e sociais agravados pela ditadura, tem muito ainda o que construir para se tornar uma nao que d condies dignas de vida sua populao. Esses desafios devem ser en-frentados, tendo a democracia como um princpio do qual no se abre mo. Em relao a isso, no possvel transigir. Nada justifica, por exemplo, eventu-ais solues autoritrias e cer-ceadoras de garantias constitu-

    cionais para evitar conflitos.Fundamental sempre

    lembrar que esse caminho tem destino nada alvissareiro, como mostra a nossa histria, que hoje passada a limpo gra-as ao valoroso trabalho da Co-misso Nacional da Verdade. Entre os resultados obtidos at agora, est a apurao de como se deu a priso, a tortura e a morte do engenheiro e deputa-do Rubens Paiva.

    O principal resultado des-se esforo deve ser no s o resgate da memria nacional, mas, sobretudo, uma profunda conscientizao do valor da jus-tia e da liberdade. Saudemos a democracia e lutemos por ela todos os dias.

    murilo cElSo dE campoS pinhEiropReSidenTe dA fne

    fnE