Senge 19 Edio Julho 2012

  • Published on
    12-Mar-2016

  • View
    215

  • Download
    2

DESCRIPTION

Informativo do Sindicato dos Engenheiros do Estado de Gois

Transcript

  • Informativo do Sindicato dos Engenheiros no estado de Gois | Julho 2012Visite nosso site acessando: www.senge-go.org.br

    Profissionais resPonsveis Pela comunicao do senge-go. aline fernandes, jornalista, andr de moraes, scio-ProPrietrio da tuddo Web, gerson tertuliano, Presidente do senge-go, vinicius alves, diretor de criao e flvia moiana, scia-ProPrietria da tuddo Web - PG. 05

    Senge-GO promove confraternizao para apresentar novo layout de site e informativo

    No deixe de anotar o nome do SENGE-GO na Anotao de Responsabilidade Tcnica (ART), no campo Entidade de Classe. uma contribuio indispensvel para o combate do exerccio ilegal da profisso e uma importante receita para a nossa entidade manter todos os servios prestados aos associados. Portanto no esquea de preench-la, lembrando que os profissionais no sindicalizados tambm devem fazer a anotao.

    ART

    SenGe-GO participa dO cOnGreSSO de enGenharia e tecnOlOGia da UFG

    SenGe preStiGia iV SimpSiO BraSileirO de SiStemaS eltricOS

    Parceiras institucionais mostraram que o empenho e seriedade da organizao do Congresso est sendo reconhecido, e que essas instituies de renome es-to abertas apostar em novas ideias, afirma organizadora - Pg. 03

    O Simpsio Brasileiro de Sistemas Eltricos (SBSE) consiste numa alternativa apresentao de tra-balhos e resultados de pesquisa, bem como num frum de discusso de temas de Sistemas Eltricos de maior interesse da comunidade acadmica da Engenharia Eltrica e das engenharias correlatas, como a Mecnica, a Automao etc. - Pg. 06

  • Senge em Notciasju

    Lh

    o d

    e 2

    01

    2

    |

    ww

    w.s

    en

    ge

    -go

    .or

    g.b

    r

    editorial

    02

    A vida se constri com momentos, juntos estes momentos fazem histria e s vezes so ne-cessrias mudanas do modo de pensar e agir. Domingo, 07 de outubro de 2012 teremos eleies municipais, para vereadores e prefeitos. Mas, o que uma eleio tem a ver com a mudana do pensamen-to de uma Entidade de Classe, perguntariam alguns?

    Est na hora das entidades entrarem na luta para mudar o rumo das coisas e influenciarem so-bre as propostas das reas tecnolgicas com vistas incluso de evolues nas polticas pblicas in-troduzindo nossa Entidade no cenrio municipal, valorizando nossos profissionais no mbito dos governos estaduais.

    Ns profissionais de Engenharia, Agronomia e Arquitetura temos grandes interesses pblicos, que podem beneficiar a nossa causa prpria e a sociedade, e, portanto uma parceria entre Prefeituras, Legislativo e Entidade de Classe muito promissora para todos e pode abrir espao para incrementar a participao dos profissionais na gesto pblica municipal.

    As polticas pblicas so extremamente depen-dentes da engenharia e via de regra vemos nossos profissionais mal remunerados desvalorizados, e esta falta de valorizao profissional faz com que a gesto das obras pblicas sejam danosas a sociedade com va-rias ocorrncias de interrupes de obras e auditorias.

    Acredito que a hora de se fazer uma transfor-mao no pensamento e na ao sindical, fazendo uma lista de propostas e chamando todos os can-didatos de todos os partidos, grandes e pequenos, que para alm de apresentarem suas ideias de ges-

    O sindicato e aspolticas pblicas

    gerson tertuliano: engenheiro eletricista e de segurana do trabalho e Presidente do senge-go

    PResidenTegerson TertulianoEng Eletricista

    diReToRiAJoo Batista TibiriEng CivilAntnio Augusto soares FrascaGelogoAnnibal Lacerda MargonEng AgrnomoCludio Henrique B. AzevedoEng EletricistaJos Augusto L. dos santosEng Eletricista

    TRinio 2010/2013

    Rgo de divuLgAo do sindiCATo dos engenHeiRos de goisexpediente

    Circulao gratuita entre os associadosendereo: Av. Portugal n 482Setor Oeste, Goinia-GOTelefones: 3251-8181 / 3251-8967email: senge-go@uol.com.brsite: www.senge-go.org.br

    Todos os artigos e citaes aqui divulgadas so de responsabilidade da Diretoria. As matrias assinadas so de responsabilidades dos

    autores e no correspondem necessariamente opinio do Jornal.

    Caio Antnio de gusmoEng Civiledson Melo FilizzolaEng CivilMarcelo Pontes PereiraEng CivilLuiz Carlos Carneiro de oliveiraEng EletricistaJoo dib FilhoEng Eletricistaeduardo James de MoraesEng CivilMarcelo emilio MonteiroEng AgrnomoWanderlino Teixeira de CarvalhoGelogo

    ConseLHo FisCALeduardo Joaquim de sousaEng CivilAntonio Carlos das C. AlvesEng CivilAdelita Afonso Boa sorteEng EletricistaLeonardo Martins de C. TeixeiraEng CivilJos Luiz Barbosa ArajoEng Agrnomo

    RePResenTAnTesJunTo F.n.eAnnibal Lacerda MargonEng Agrnomo

    Marcos Rogrio nunesEng AgrnomoWanderlino Teixeira de CarvalhoGelogo

    PRoduoAline FernandesJornalista responsvelvincius AlvesProjeto Grfico e Diagramaostylo grficaImpresso

    to, debater conosco tambm nossas propostas e formar um plano de governo que beneficie a todos.

    Em palestra no Sindicato da Construo Civil, Sinduscon, assisti o secretrio das Cidades do Go-verno de Gois, onde dentro do programa cidades sustentveis socializou a iniciativa de se firmar con-tratos com os prefeitos em causas de sustentabilida-de, acredito que por ai que devemos trabalhar.

    Na mesma linha devemos conversar com os can-didatos a vereador e prefeito para discutir projetos que abordem sobre leis da rea tecnolgica que me-lhorem a qualidade de vida, tais como caladas eco-lgicas, municpio sustentvel, Plano Diretor de Mobi-lidade Urbana, enfim, inmeros assuntos podem sair deste encontro com uma luz para ambos os lados.

    Quando estas ideias so aceitas e os profissio-nais participam efetivamente deste processo, tudo fica mais fcil. Com esta ao estaremos resgatando a responsabilidade do profissional e abrindo merca-do para que mais profissionais possam exercer a sua cidadania, aproximando os poderes de uma deciso mais coerente e tcnica, dos problemas da cidade.

    Somos uma Entidade Sindical, por estatuto apartidria, mas no podemos ser apolticos e de-vemos ter o dever de colocar aos candidatos a ma-neira como vemos o momento delicado com tantas denncias por que passa nosso Estado e nossa ca-pital, expor nossos anseios, receios, reinvindicaes e colocar-nos disposio dos futuros prefeitos e legisladores para colaborar, pois acredito ser este o momento de marcarmos a histria com a mudana de nossos pensamentos e maneira de agir.

  • Senge em Notcias Senge em Notcias

    juL

    ho

    de

    20

    12

    |

    w

    ww

    .se

    ng

    e-g

    o.o

    rg

    .br

    emPreendedorismo

    03

    foto: Haroldo cardoso

    foto: Wellington alves

    O CET (Congresso de Engenharia e Tecnologia) um evento tcnico--cientfico e cultural e contou com mini-cursos, palestras, oficinas, apresenta-es culturais e mostra de iniciao cientfica e fruns. Em sua 2 edio teve como tema EMPREENDEDORISMO: TRANSFORMANDO O PROFISSIONAL DO FUTURO. O congresso foi destinado aos seguintes cursos: Agrono-mia; Arquitetura e Urbanismo; Biotecnolo-gia; Engenharia de Alimentos; Engenharia Ambiental; Engenharia Civil; Engenharia de Computao; Engenharia Eltrica; Engenha-ria Florestal; Engenharia Mecnica; Engenha-ria de Minas; Engenharia de Produo; Enge-nharia Qumica; Engenharia de Software.

    Emely Kely de Souza Gomes, organiza-dora e diretora de Marketing e Finanas do evento e graduanda Engenharia Eltrica ex-plica que para integrar as especificidades de cada curso, ocorreram atividades simultne-as para atender um maior nmero de pes-soas e fornecer aos inscritos a possibilidade de escolha entre o que lhes for mais til ou conveniente, proporcionando maior interes-se e comodidade para os mesmos. Este ano viemos com uma proposta bem arrojada, e tivemos uma participao bem maior do que dos outros anos. Aconteceram palestras, mini-cursos, mostra de painis de trabalhos de iniciao cientifica, fruns, estandes com apresentao de produtos e servios de pa-trocinadores e entidades correlatas s Enge-nharias, alm de sorteios de prmios, relata.

    Segundo ela as palestras foram muito bem freqentadas, O CET 2012 enfatizou te-mas ligados Empreendedorismo e Mercado de Trabalho alm de outros subtemas que compem a sua estrutura normas. As pales-tras tiveram como objetivo instigar o aluno s discusses da rea de seu interesse, assim como debater sobre questes da sociedade atual, fazendo assim que o participante fi-

    Senge-GO participa do congresso de engenharia e tecnologia da UFG

    ParCeiras instituCionais mostraram que o emPenho e seriedade da organizao do Congresso est sendo reConheCido, e que essas instituies de renome esto abertas aPostar em novas ideias, afirma organizadora

    que mais envolvido tanto com o universo da Tecnologia como o mundo atual. Alm disso tivemos grandes premiaes de empreende-dorismo, com o objetivo de fomentar a par-ticipao dos estudantes para perspectivas diferentes alm da tentativa de mudar o am-biente em que eles vivem, explica.

    Este ano o evento foi aberto ao pblico e cerca de duas mil pessoas passaram diare-amente pelo CET. Emely explica que os mi-ni-cursos envolveram a prtica com os mais variados temas relacionados Engenharia e Tecnologia, como por exemplo: Robtica, Excel, AutoCAD. O Frum teve como ttulo: Mercado de Trabalho em Gois e no Brasil, e foi ministrado por profissionais atuantes na rea desejada, ou seja, ocorreu um Frum para cada curso organizador do CET.

    ao centro emely Kely de souza gomes, organizadora e diretora de marketing e finanas do evento

    Na abertura do evento participaram o Engenheiro Civil e presidente do Sindica-to dos Engenheiros de Gois, Gerson Ter-tuliano, o Diretor e Gelogo Wanderlino Teixeira de Carvalho e o Engenheiro Agr-nomo, representante do Senge-GO junto FNE (Federao Nacional dos Engenheiros) Annibal Lacerda Margon, o presidente do CREA-GO, Gerson Taguatinga, entre outros. Reforando que o Sindicato dos Engenhei-ros do Estado de Gois estava entre os patrocinadores e incentivadores do even-to. Quero agradecer todos os nossos pa-trocinadores e espero que o ano que vem ocorra nesta mesma proporo, pois posso garantir que todos saram satisfeitos, tanto ns da organizao quanto dos participan-tes e visitantes, finaliza.

    Presena do Presidente do senge-go, gerson tertuliano na mesa no dia da abertura do congresso

  • Senge em Notciasju

    Lh

    o d

    e 2

    01

    2

    |

    ww

    w.s

    en

    ge

    -go

    .or

    g.b

    r

    HomenaGem

    04

    A Cmara Municipal promoveu no dia 7 de maio uma Sesso Especial em homenagem ao Dia do Trabalhador. A sesso relembrou a importncia histrica da data e homenageou pessoas e entida-des que defendem os interesses dos tra-balhadores. Na ocasio, foram agraciados representantes de sindicatos, federaes, centrais sindicais, conselhos, associaes e outras entidades que defendem os direitos dos trabalhadores em diversas categorias. Tambm foram homenageados trabalha-dores com relevantes servios prestados.

    O vereador Fbio Tokarski (PCdoB), pro-ponente da Sesso, ressaltou a importncia de se comemorar a data. O 1 de Maio re-presenta mais do que uma simples confra-ternizao. tambm uma manifestao

    engenheiro luiz Borges, ex-presidente do SenGe-GO homenageado

    de resistncia progressista frente aos ata-ques a direitos duramente conquistados. um momento para reafirmar as bandeiras histricas e para buscar mais avanos.

    Fbio Tokarski lembrou ainda a impor-tncia da organizao dos trabalhadores para a sociedade. A elas (as entidades) cabe o papel de unir as categorias em torno das bandeiras histricas da luta e de defend--los frente s agresses da iniciativa privada. A mobilizao para a garantia de direitos fundamentais como a reduo da jornada de trabalho, a seguridade social, por uma re-munerao digna, entre outras, se d graas aos sindicatos, federaes, confederaes, centrais sindicais, e de outras entidades que conscientizam seus associados, finalizou.

    Luiz Borges, ex-presidente do Sindica-to dos Engenheiros do Estado de Gois foi indicado para representar a entidade. Ele iniciou sua participao no movimento sindical da enge-nharia em 1986 sendo eleito suplente de diretoria. Conti-nuou no movimento sindical da engenharia e nas eleies de 1989 elegeu-se 2 secre-trio do Senge, no ano se-guinte ocupou o cargo de 1 secretrio da entidade.

    foto: divulgao

    atuaL diretoria do senge deCide homenagearex-Presidente indiCando-o Para ser CongratuLadoem sesso esPeCiaL na Cmara muniCiPaL de goinia

    Atendimento Odontolgico na sede do Sindicato Adultos

    Atendimento s quintas-feiras, mediante agendamento prvio com Idlia pelo telefone: (62) 3251-8181 Crianas e adolescentes de 0 a 17 (Preveno odontolgica)

    Atendimento todos os dias, mediante agendamento prvio com Idlia pelo telefone: (62) 3251-8181

    Assistncia Jurdica Trabalhista e Previdenciria na sede do Sindicato

    Marcar horrio antecipadamente pelo telefone: (62) 3251-8181 Convnios com desconto

    Especialidades Odontolgicas, Mdicos, Clnicas e Laboratrios Plano de Sade Unimed

    Oferecemos plano de sade da Unimed com condies exclusivas para os sindicalizados e seus dependentes. Informe-se: (62) 3251-8181

    os atendimentos sero realizados com tabela prpria

    Servios oferecidos pelo Senge

    Eleito presidente no ano de 1992, ini-ciou acordos coletivos prprios da catego-ria no setor pblico e deu importncia ao atendimento mdico hospitalar dos pro-fissionais filiados e suas famlias, criando o Fundo de Assistncia dos Associados e Servidores do SENGE-GO. Na qualidade de representante do SENGE-GO foi conselhei-ro suplente e efetivo no CREA-GO.

    Tambm foi Representante Diretor da Regio Centro-Oeste e Diretor de Relaes Interinstitucionais na Federao Nacional dos Engenheiros. Foi eleito por trs vezes Presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado de Gois sendo a sua ltima ges-to o perodo de 1998-2001.

    vereador fbio tokarski (Pcdob)

  • Senge em Notcias Senge em Notcias

    juL

    ho

    de

    20

    12

    |

    w

    ww

    .se

    ng

    e-g

    o.o

    rg

    .br

    diGital

    05

    foto: Wellington alves

    No dia 23 de maio toda a diretoria do Sindicato dos Engenheiros do Estado de Gois, familiares, amigos e parceiros se reuniram para poderem con-templar o novo layout do informativo e do site. A agncia responsvel pelo trabalho a Tuddo Web Comunicao, Design e Tec-nologia, que tem como scio- proprietrio e diretor de planejamento Andr Moraes que responsvel pelo projeto, juntamen-te com o diagramador do informativo, Vin-cius Alves. H alguns anos toda a mdia on-line e offline do Sindicato realizada pela Tuddo Web, que trabalham em uma parce-ria, alinhando a necessidade do mercado com as exigncias da engenharia.

    Tendo como prioridade em sempre oferecer o melhor para seus associados o Sindicato dos Engenheiros de Gois sob

    a presidncia do Engenheiro Eletricista Gerson Tertuliano possui o que h de mais moderno no mercado digital. No feito somente para os engenheiros as-sociados, mas para os interessados no assunto do mundo todo. As notcias di-rias do mundo da engenharia podem ser acompanhadas pelo site www.senge-go.org.br, pelo twitter @sengegoias e pelo facebook Senge Gois.

    O Sindicato espera oferecer com este novo design, facilidade ao acesso e melhor navegao para todos os seus internautas. Em discurso o presidente do Sindicato Ger-son Tertuliano agradeceu a todos os pre-sentes, principalmente ao presidente do CREA-GO, Gerson Taguatinga que destina-da recursos para a manuteno da comuni-cao do Senge-GO.

    Profissionais responsveis pela comunicao do senge-go. aline fernandes, jornalista, andr de moraes, scio-proprietrio da tuddo Web, gerson tertuliano, presidente do senge-go, vinicius alves, diretor de criao e flvia moiana, scia-proprietria da tuddo Web

    Senge-GO promove confraternizao para apresentar novo layout de site e informativoCom o intuito de aPresentar a nova aParnCia do site e do informativo, o sindiCato dos engenheiros do estado de gois Convidou diretores, famiLiares e ParCeiros Para uma reunio oCorrida na PrPria sede do senge

    Presidente gerson tertuliano, engs agrnomos annibal lacerda e joo soares safatle, engenheiro civil cato maranhao filho e o eng eletricista euler bueno dos santos

    Presidente do senge, gerson tertuliano, Presidente do crea-go, gerson taguatinga, ao lado augusto cardoso fernandes, de p, dolzonan da cunha mattos

    eng agrnomo francisco antnio silva de almeida e gerson tertuliano. ao fundo eng eletricista jovanilson f. de freitas, presidente da abee (associao brasileira de engenheiros eletricistas)

  • Senge em Notciasju

    Lh

    o d

    e 2

    01

    2

    |

    ww

    w.s

    en

    ge

    -go

    .or

    g.b

    r

    sistemas eltricos

    06

    O Simpsio Brasileiro de Sistemas Eltri-cos (SBSE) consiste numa alternativa apresentao de trabalhos e resul-tados de pesquisa, bem como num frum de discusso de temas de Sistemas Eltricos de maior interesse da comunidade acadmica da Engenharia Eltrica e das engenharias cor-relatas, como a Mecnica, a Automao etc., e tambm para os profissionais do setor eltrico, sejam de empresas pblicas e privadas.

    De acordo com o professor Dr. Antnio Csar Baleeiro Alves e organizador do Simp-sio o objetivo foi reunir profissionais e pesqui-sadores das universidades, dos institutos de pesquisa e engenheiros do setor eltrico para trocarem informaes sobre pesquisas em curso da rea, assim como tambm para dis-cutir e debater as tendncias de evoluo e os novos paradigmas colocados para o setor el-trico mundial. Tivemos quatro conferncias, duas com palestrantes nacionais e duas com palestrantes internacionais. Ao todo somaram 600 pessoas inscritos este ano, sem contar as 110 inscries realizadas para participarem apenas dos mine-cursos sem participarem do evento, relata.

    O evento foi promovido pela Sociedade Brasileira de Automtica (SBA) e ganhou uma grande importncia no cenrio acadmico e tambm entre profissionais do setor eltrico brasileiro. Foi realizado entre os dias 15 e 18 de maio, com suas principais atividades do even-to realizadas no Cmpus II da Universidade Fe-deral de Gois (Cmpus Samambaia da UFG), nos seguintes espaos: Centro de Cultura e Eventos Professor Ricardo Bufaial e no Audi-trio da Biblioteca Central da UFG.

    O professor explica que alm das con-ferncias os inscritos puderam contar com mesas redondas formadas por nomes ilustres

    Senge prestigia iV Simpsio Brasileiro de Sistemas eltricos

    tanto da rea de consultoria de engenharia eltrica quanto de universidades renomadas. Tivemos nomes da Europa e tambm do Bra-sil. Para se ter uma ideia o simpsio deste ano foi recordista na quantidade de inscritos. Tive-mos mais de 300 artigos tcnico-cientificos apresentados tanto por pesquisadores do Bra-sil, quanto de todo o mundo, principalmente da Amrica Latina. As principais universidades do mundo que possuem pesquisas na rea de engenharia eltrica estavam aqui sendo repre-sentadas de alguma forma, relata.

    Por fim Baleeiro como mais conhecido, afirma que de todos os simpsios ocorridos at hoje este foi o melhor, se tratando de tudo, tanto de conferncias quanto de par-ticipantes, entre pesquisadores e profissio-nais da rea.

    Professor dr. antnio csar baleeiro alves e organizador do simpsio

    O ISITEC (Instituto Superior de Inovao e Tecnologia), que tem como entidade mantenedora o SEESP (Sindicato do Engenheiros no Estado de So Paulo), ser uma instituio de ensino de alta qualidade voltada formao e capacitao de engenheiros com nfase na inovao tecnolgica nos nveis de graduao, ps-graduao lato e stricto sensu e ampla atuao na educao continuada.

    senge-go PARTiCiPAde Reunio dA CnTu

    No dia 18 de maio o presidente do Sindicato dos Engenheiros de Gois, o engenheiro eletricista Gerson Tertuliano juntamente com o Representante do Sindicato junto a FNE (Federao Nacional dos Engenheiros), o engenheiro agrnomo Annibal Lacerda Margon e o Diretor do Senge- Go, o gelogo Wanderlino Teixeira de Carvalho estiveram em So Paulo para apresentar as ideias para a CNTU (Confederao Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitrios Regulamentados).

    Na oportunidade tambm foi lanada a Revista Brasil Inteligente. Com o objetivo de elaborar a poltica da CNTU e articular a atuao em defesa dos profissionais liberais universitrios brasileiros com as lutas globais por um mundo melhor, a entidade realizou o seminrio A CNTU na Rio+ 20 e na Cpula dos Povos.

    BraSil inteliGente

  • Senge em Notcias Senge em Notcias

    juL

    ho

    de

    20

    12

    |

    w

    ww

    .se

    ng

    e-g

    o.o

    rg

    .br

    joGo rPido

    07

    Realizado no dia 03 de maio na sede do Sinduscon-GO (Sindicato da Indstria da construo no Estado de Gois) no Audi-trio Jos Alves Fernandes Filho, os presidentes, Justo de Oliveira dAbreu Cordeiro (Sinduscon--GO) e Ilzio Incio Ferreira da Associao das Empresas do Mercado Imobilirio de Gois (Ademi-GO) lanaram oficialmente a campanha publicitria para empresrios da indstria da construo, representantes das reas de Desen-volvimento Humano e Marketing das construto-ras, alm de dirigentes de entidades de classe.

    A campanha foi veiculada nos principais meios de comunicao de Goinia no ms de maio obje-tivando evidenciar a importncia do trabalho na indstria da construo e valorizar o colaborador deste significativo segmento para a economia esta-dual e do Pas. A iniciativa das entidades tem como

    finalidade reter talentos nas empresas e atrair novos trabalhadores para a indstria da construo, situa-da entre os trs setores da economia que mais tem gerado empregos no mercado formal em Gois.

    Com o slogan Construo Civil Aqui tem trabalho, aqui tem futuro ela objetivou chamar a ateno da populao para as vantagens e be-nefcios de buscar colocao neste mercado de trabalho em expanso, enaltecendo a importn-cia e o valor que os trabalhadores da indstria da construo possuem neste segmento econmi-co. Outra finalidade da campanha foi a de reter os atuais talentos nas empresas. As peas de di-vulgao da campanha incluem trs VTs, quatro jingles, anncios para jornal, outdoors, busdoors e materiais impressos. Tambm esto sendo rea-lizadas aes de endomarketing nos canteiros de obras, como encenaes teatrais.

    Senge-GO incentivou campanha de valorizao do trabalhador do Sinduscon-GO

    o dfiCit de mo de obra na Construo tem sido nos Ltimos anos assunto rotineiro nos veCuLos de ComuniCao Por isso a Criao da CamPanha Com o sLogan Construo CiviL aqui tem trabaLho, aqui tem futuro

    A ABECE (Associao Brasileira de Engenharia e Consultoria Es-trutural) a entidade de classe que rene e representa o setor no Pas, defendendo seus interesses perante a categoria, os poderes constitudos e a sociedade

    Promovido com sucesso pela ABECE em diversas localidades do pas, o curso Clculo de Pilares de Concreto Armado, ministrado pelo eng. Alio Ernesto Kimura, foi ministrado em a Goinia em uma par-ceria da associao com o Sindicato dos Engenheiros do Estado de Gois. Nos dias 18 e 19 de maio de 2012, das 8h s 17h, o eng. Alio abordou os principais aspectos referentes ao clculo de pilares de concreto de forma prtica, principalmente no que se refere anlise das imperfeies geomtricas e dos efeitos de 2 ordem.

    Engenheiro civil pela Unesp/Bauru (Universidade Estadual Paulis-ta Julio de Mesquita Filho) com ps-graduao em estruturas pela EESC-USP (Escola de Engenharia de So Carlos da Universidade de So Paulo), o eng. Alio trabalha na TQS Informtica desde 2000 na rea de desenvolvimento de sistemas computacionais para engenharia de es-truturas, participa da comisso CT-301 responsvel pela elaborao de comentrios da NBR 6118:2003 e autor do livro Informtica Aplicada em Estruturas de Concreto Armado (Editora Pini, 2007).

    Senge em parceria com aBece promove curso de clculo de pilares de concreto

    O Eng. Ricardo Veiga, presidente regional da ABECE explica que o programa do curso contempla desde a viso geral at as tendn-cias e novas metodologias em sua anlise, ressaltando os aspectos relevantes no projeto de pilares de edifcios. O curso contou com 42 inscritos e mesmo com toda sua base terica o curso ofereceu a pr-tica, o que para ns de extrema importncia. Agradeo muito ao Sindicato dos Engenheiros por ter cedido o espao e por nos ajudar sempre que necessrio, disse.

    foto: Wellington alves

    fotos: flvia moiana

  • Senge em Notciasju

    Lh

    o d

    e 2

    01

    2

    |

    ww

    w.s

    en

    ge

    -go

    .or

    g.b

    r

    Fne

    08

    Visite o site da Federao

    www.fne.org.br

    A vocao nata da CNTU (Confede-rao Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitrios Regulamenta-dos) cumprir uma dupla misso: represen-tar e defender os profissionais a ela filiados por meio de suas federaes e sindicatos e contribuir para o debate que visa a melhoria das condies de vida de toda a populao brasileira e o desenvolvimento nacional. Essa segunda meta coaduna-se perfeita-mente com a primeira, tendo em vista o pa-pel essencial dos trabalhadores de formao universitria na construo de um pas me-lhor. , portanto, dessa disposio natural que nasce a iniciativa de propor a campanha Brasil Inteligente, lanada em 18 de maio, durante seminrio da CNTU sobre a Rio+20, no auditrio do Seesp, em So Paulo.

    Em sntese, trata-se de transformar o Pas, cujo potencial para o progresso j foi mais que comprovado, em uma nao de verdade, que oferea a todos condies dig-

    Brasil inteligente:uma campanha para mudar o pas

    nas de vida, incluindo os direitos bsicos es-senciais, como alimentao saudvel, sade, moradia, segurana e ainda o acesso cul-tura e informao e a possibilidade de par-ticipao social plena, com valorizao do trabalho. Enfim, trata-se de um movimento cidado, a resgatar anseios que a sociedade brasileira j reafirmou e deixou escritos na Constituio Federal de 1988.

    Focada em reivindicaes j antigas dos movimentos populares e engajada em pau-tas que ganharam vigor mais recentemente, como a luta pela democratizao das comuni-caes e pela preservao ambiental, a cam-panha proposta pela CNTU busca contribuir para a discusso e a ao que permitam, no menor prazo possvel, eliminar a enorme d-vida social brasileira. tempo de dizer basta misria, s desigualdades e ao preconceito.

    Trata-se ainda de deixar para trs a frus-trao que j atingiu inmeras geraes que vislumbraram um futuro de desenvol-

    vimento, sem, no entanto, alcan-lo. Os investimentos em pesquisa, cincia, tecno-logia e inovao, sempre to propalados, devem tornar-se realidade e ser aplicados de forma a viabilizar definitivamente a in-sero do Brasil de forma soberana na eco-nomia global. Sem abandonar os impor-tantes avanos agropecurios, urgente recuperar a indstria nacional, criar empre-sas fortes, que possam atuar no mercado mundial, gerando divisas ao Pas.

    A dinmica positiva da atualidade, que combina democracia com distribuio de renda, precisa ser valorizada como a con-quista que de fato , mas tem de ser apro-fundada, posto que ainda insuficiente. De-ve-se construir, estrategicamente, um Brasil inteligente, que s se contentar quando todos tiverem o bastante.

    MuRiLo CeLso de CAMPos PinHeiRoPRESIDENTE DA FNE