SEMINRIO: A PREVIDNCIA E A DESONERAO EM DEBATE Araraquara, 7 de junho de 2013 A Dvida Pblica passada a limpo.

  • Published on
    07-Apr-2016

  • View
    212

  • Download
    0

Transcript

  • SEMINRIO: A PREVIDNCIA E A DESONERAO EM DEBATEAraraquara, 7 de junho de 2013

    A Dvida Pblica passada a limpo

  • Grcia Irlanda Frana Portugal Inglaterra EspanhaCRISE GLOBAL DA DVIDA gerada para salvar bancosManifestaes contra os cortes de gastos sociais e reformas neoliberais

  • DISCURSO FALACIOSO DO GOVERNO

    Aqui, no existe Crise da DvidaAqui, fazemos o contrrio da EuropaNos livramos do FMI dvida no mais problemaTaxa de juros em quedaSalrio Mnimo crescendo como nuncaEconomia em Crescimento40 milhes de pessoas saram da pobrezaEstamos acabando com a misriaEstamos em Pleno Emprego

  • SITUAO ATUAL BRASILGoverno no admite crise da dvida, mas ento qual a razo para aplicar a poltica do FMI?

    - Privilgio na destinao de recursos para a dvida- Corte de gastos sociais (Corte de R$ 28 bilhes em 2013)- Reformas neoliberais: Previdncia (Funpresp), Privatizaes, Leiles- Congelamento salrios setor pblico - Juros mais elevados do mundo (Custo da dvida maior que a Selic)- Juros em alta sob a justificativa de combater a inflao (de alimentos)- Carga tributria elevada e regressiva (ex: fim do IOF p/ rentistas)- Fim da contribuio patronal sobre a folha para o INSS

  • PARADOXO BRASIL 7 Economia Mundial (Revista The Economist - dez/2012) 3 Pior distribuio de renda do mundo 85 no ranking de Desenvolvimento Humano - IDH

  • Fonte: Senado Federal Sistema SIGA BRASIL - Elaborao: Auditoria Cidad da DvidaR$ 753 bilhesOramento Geral da Unio Executado em 2012 Total = R$ 1,712 trilho

  • Fonte: Secretaria do Tesouro Nacional - SIAFI. Inclui a rolagem, ou refinanciamento da Dvida, pois a CPI da Dvida constatou que boa parte dos juros so contabilizados como tal.

  • OS GASTOS COM PESSOAL TM CADOFonte: http://www.servidor.gov.br/publicacao/boletim_estatistico/bol_estatistico_13/Bol201_Jan2013.pdf - Pg 28

  • OS GASTOS COM PESSOAL TM CADOFonte: http://www.servidor.gov.br/publicacao/boletim_estatistico/bol_estatistico_13/Bol201_Jan2013.pdf - Pg 28

  • POPULAO REPROVA A POLTICA ECONMICA E SOCIAL

    - Apenas 36% aprovam a poltica de impostos, - Apenas 42% aprovam a poltica de juros;- Apenas 48% aprovam a poltica de combate inflao;- Apenas 47% aprovam a poltica de educao;- Apenas 32% aprovam a poltica de sade;- Apenas 32% aprovam a poltica de segurana.

    Fonte: CNI / IBOPE Mar/2013http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_24/2013/03/19/52/20130319113946262824e.pdf

  • AUDITORIA DA DVIDA

    Prevista na Constituio Federal de 1988

    Plebiscito popular ano 2000: mais de seis milhes de votos

    AUDITORIA CIDAD DA DVIDAwww.auditoriacidada.org.br

    CPI da Dvida PblicaPasso importante, mas ainda no significa o cumprimento da Constituio

  • Fonte: Banco Central - Nota para a Imprensa - Setor Externo - Quadro 51 e Sries Temporais - BCDcada de 70: dvida da ditaduraDcada de 80: Elevao ilegal das taxas de jurosEstatizao de dvidas privadasPagamento antecipado ao FMI e resgates com gio

  • Fonte: Banco Central - Nota para a Imprensa - Poltica Fiscal - Quadro 35.Graves indcios de ilegalidade identificados pela CPI:Juros sobre jurosConflito de interessesFalta de transparncia

  • CONCLUSOInstrumento do endividamento pblico foi usurpado pelo setor financeiroNao submissa aos interesses do MercadoMetade dos recursos oramentrios da Unio transferidos para pagamento da dvida pblicaConsequncias: Sacrifcio Social, Excluso, Misria e ViolnciaTerrorismo: No h outro caminho Fazem parecer difcil (massa retrica enganosa e desinformao) para que acreditemos que impossvel mudar os rumos

  • ESTRATGIAS DE AOCONHECIMENTO DA REALIDADE MOBILIZAO SOCIAL CONSCIENTEAOES CONCRETAS Auditoria da Dvida Pblica para desmascarar o Sistema da Dvida e democratizar o conhecimento da realidade financeira NCLEOS Investigaes pelo Ministrio Pblico Rever a poltica monetria e fiscal para garantir distribuio da renda e justia social Atender Direitos Humanos TRANSPARNCIA e acesso VERDADE

  • Captulos:O Brasil um dos pases mais ricos do mundoDesigualdade social e desrespeito aos direitos humanos no BrasilModelo Econmico equivocado e injustia socialA dvida pblica brasileiraDvida ExternaDvida InternaDvida dos EstadosO Sistema da DvidaAuditoriaIniciativas Internacionais de Auditoria da DvidaCrise da Dvida na Europa e EUAPrecisamos reforar essa luta. Participe!

  • www.auditoriacidada.org.br

    *Suspenso pagamento encargos aos rentistas (Bonos Global 2012 e 2030) desde novembro/2008 Proposta soberana de recompra do restante da dvida por no mximo 30% de seu valor nominalThe Economist (23/04/2009): Sr. Correa parece ser incorruptvel (...) gasto pblico cresceu 71% em 2008, resultado de investimentos em escolas e hospitais

    ESTA A PROVA DA VIABILIDADE POLTICA DA AUDITORIA DA DVIDA

    ENQUANTO ISSO, O GOVERNO BRASILEIRO RECOMPRA TTULOS DA DVIDA EXTERNA A 130% DO VALOR DE FACE, EM MDIA

    Suspenso pagamento encargos aos rentistas (Bonos Global 2012 e 2030) desde novembro/2008 Proposta soberana de recompra do restante da dvida por no mximo 30% de seu valor nominalThe Economist (23/04/2009): Sr. Correa parece ser incorruptvel (...) gasto pblico cresceu 71% em 2008, resultado de investimentos em escolas e hospitais

    ESTA A PROVA DA VIABILIDADE POLTICA DA AUDITORIA DA DVIDA

    ENQUANTO ISSO, O GOVERNO BRASILEIRO RECOMPRA TTULOS DA DVIDA EXTERNA A 130% DO VALOR DE FACE, EM MDIA

    Suspenso pagamento encargos aos rentistas (Bonos Global 2012 e 2030) desde novembro/2008 Proposta soberana de recompra do restante da dvida por no mximo 30% de seu valor nominalThe Economist (23/04/2009): Sr. Correa parece ser incorruptvel (...) gasto pblico cresceu 71% em 2008, resultado de investimentos em escolas e hospitais

    ESTA A PROVA DA VIABILIDADE POLTICA DA AUDITORIA DA DVIDA

    ENQUANTO ISSO, O GOVERNO BRASILEIRO RECOMPRA TTULOS DA DVIDA EXTERNA A 130% DO VALOR DE FACE, EM MDIA

    ****

Recommended

View more >