Revista TI NE 11a. edio (Jan/2014)

  • Published on
    17-Mar-2016

  • View
    213

  • Download
    1

DESCRIPTION

Revista digital e interativa que aborda temas como tecnologia, inovao, start-ups, mobilidade, educao, emprego e investimentos em TI na regio Nordeste do Brasil.

Transcript

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    2

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    3

  • Sua primeira escolha para qualidade, inovao e conhecimento.

    Axis

    em vdeovigilncia IPlder mundial

    Criadora da primeira cmera de rede do mundoLder mundial em cmeras de rede, contribuindo para a migrao do analgico para o digitalEmpresa sueca, com mais de 16 anos de experincia em vdeovigilncia IP e quase trs dcadas de experincia em redes IPInstalaes em todo o mundo nos setores que vo desde varejo e transporte educao e vigilncia urbana

    >

    >

    >

    >

    >

    >

    >

    Dedicada rede de parceiros oferecendo experincia incomparvelSolues com os melhores resultados, mesmo em condies mais extremas e locais remotosSomente padres abertos para uma fcil integrao e escalabilidade

    Com a Axis, fique um passo frente.Visite www.axis.com

    axis_ad_leader-hand_ti-ne_2pgspread_br_1310_hipr.indd 1 18/11/2013 11:49:45

  • Sua primeira escolha para qualidade, inovao e conhecimento.

    Axis

    em vdeovigilncia IPlder mundial

    Criadora da primeira cmera de rede do mundoLder mundial em cmeras de rede, contribuindo para a migrao do analgico para o digitalEmpresa sueca, com mais de 16 anos de experincia em vdeovigilncia IP e quase trs dcadas de experincia em redes IPInstalaes em todo o mundo nos setores que vo desde varejo e transporte educao e vigilncia urbana

    >

    >

    >

    >

    >

    >

    >

    Dedicada rede de parceiros oferecendo experincia incomparvelSolues com os melhores resultados, mesmo em condies mais extremas e locais remotosSomente padres abertos para uma fcil integrao e escalabilidade

    Com a Axis, fique um passo frente.Visite www.axis.com

    axis_ad_leader-hand_ti-ne_2pgspread_br_1310_hipr.indd 1 18/11/2013 11:49:45

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    6

    s u m r i o

    12 CURTASNovas memorias DDR4 chegam ao mercado em 2014.

    14 EVENTOSConfira o que aconteceuna CES 2014.

    16 TELECOMCear investe em fibra tica com velocidade de 500 mbps.

    26 ENTREViSTA Jader montes, criador doportal TIVAPE empregos.

    iNOVAO Telemedicina j realidade em Sergipe.

    30 REPORTAGEMProjeto de incluso digitalchega a comunidades Quilombolas no Maranho.

    34 EDUCAOEquipe de estudantes pernambucanos finalistada Campus Party Brasil.

    40 TENDNCiASSmartphones com tela curva so novidades do mercado da tecnologia para 2014.

    10 ON-LiNE 18 GOVERNO19 iNVESTiMENTO20 COLUNA 121 CiDADES38 COLUNA 237 iMAGEM39 AGENDA42 GUiA DE CANAiS46 HUMOR NERD

    MOBiLEApp evita filas em restaurantes

    22

    36 32

    EMPREGOS EM ALTAOportunidade de emprego no Nordeste na rea de tecnologia.

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    7

    Uma histria de sucesso construdaatravs da tecnologia de ponta.

    Lder nas regies Norte e Nordeste em solues para cabeamento estruturado.

    www.recicabos.com.brwww.recicabos.com.br

    Parceiros:

    Furukawa, Womer, Fluke, Dutotec, RFS, Brother,Intelbras, Corning, Brady, Parcus, Floorinch, Techduto.

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    8

    e d i to r i a l

    E assim comeamos uma nova jornada em 2014, depois de muitos feriados e festas de fim de ano. Energia renovada! E como no podia deixar de ser, novas determinaes e promessas de ano novo. Alguns buscam mesmo uma mu-dana mais radical. Uma vida nova. E geralmen-te isso passa pela vontade de trabalhar menos ou de mudar de emprego. A TI NE d uma mo-zinha pra voc nessa primeira edio de 2014, mostrando como est o mercado de trabalho TI no Nordeste. Nossa redao constatou que a falta de capacitao um dos maiores empe-cilhos para o crescimento profissional e para o preenchimento das vagas disponveis. Confira na reportagem de Joana Lopo. Fomos tambm at Aracaju para mostrar um projeto inovador de tele-medicina da Universidade Federal de Sergipe em parceria com a Cisco. Nossas sees continuam recheadas de notcias da regio e, em breve,teremos mais novidades!

    Feliz 2014 e boa leitura!

    revista ti nordeste

    e x p e d i e n t e

    Conselho EditorialJos Augusto Galvo BarrettoAna Paula PaixoSheila Vasconcelos

    JornalismoJoana LopoPriscila MachadoVinicius Scopel

    ColunistasAugusto BarrettoMaria Angela Orlando

    Redes e Mdias SociaisEvelin Laureane

    ColaboradoresAna Paula PaixoFelipe Arcoverde

    RevisoAna Manguinho

    Assessoria JurdicaMaria Amlia Lins

    Projeto Grfico e DiagramaoPerson Design

    Portalwww.tinordeste.com

    Para anunciarcontato@tinordeste.com

    Para assinarassinatura@tinordeste.com

    Representante Recife-PEErika Santos

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    9

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    10

    o n - l i n e

    www.tinordeste.com

    Baixe a TI (NE) em seu tablet

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    11

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    12

    c u rta s

    A Axis Communications, empresa global criadora da cmera IP e lder em video-monitoramento, acaba de anunciar a pr-xima gerao de seu chip. O ARTPEC-5, agora baseado em multiprocessador dual core, garante maior capacidade de pro-cessamento em cmeras e codificadores de vdeo, e aprimora as funes de v-deo inteligente e aplicaes de anlise. O novo chip ARTPEC-5 conta com supor-te para o padro de compresso de vdeo H.264 High Profile (HiP) e codificao de alta taxa de quadros (60fps) em resolu-o full HDTV (1080p). o dobro da ca-pacidade oferecida hoje por solues de monitoramento HDTV convencionais. A alta taxa de quadros permite que movi-mentos rpidos sejam capturados em detalhes, permitindo, por exemplo, iden-tificar a placa de um carro em alta velo-cidade, identificao de objetos abando-nados, entre outros. Graas resoluo full HDTV, torna-se possvel supervisionar amplas reas abertas, sem abrir mo do nvel de detalhes da imagem.

    A Crucial - fabricante de peas para com-putadores - planeja lanar memrias RAM DDR 4 ainda este ano. Um diferen-cial das atuais memrias DDR3, a re-duo de 20% do consumo total de ener-gia. Alm da reduo de energia, a DDR4 tem maior velocidade em relao DDR3. Enquanto a anterior possui frequncia em torno de 1 Ghz a DDR4 pode alcan-ar mais de 2 Ghz, possibilitando, maior potncia para gerenciar as atividades do sistema operacional em aplicativos e jo-gos e maior densidade ao computador. O padro DDR 4 tambm concentra maior quantidade de memria RAM em um ni-co pente e pode ter dois mdulos com capacidade total de 32 GB. No entanto, para implantar as novas memrias pre-ciso realizar um upgrade da placa-me e de outros componentes do computador, at ento, compatveis com a tecnologia DDR3. Por tanto, os interessados preci-saro comprar novos pentes, alm de ou-tras peas do computador.

    O upgrade trar melhores desempenhos, o que deve agradar bastante aos profissionais que lidam

    com programas pesados e ao pblico gamer

    O codificador de vdeo de alto desempenho, com seis canais AXIS

    Q7436, ser o primeiro produto a incorporar o

    novo chip ARTPEC-5

    MeMrias DDr4 chegaM ao Brasil eM 2014

    axis cria chip coM MultiprocessaDor Dual core

    Distribuidor Autorizado:

    www.spectrasystems.com.br spectra@spectrasystems.com.br(81) 2128.9595

  • Distribuidor Autorizado:

    www.spectrasystems.com.br spectra@spectrasystems.com.br(81) 2128.9595

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    14

    e v e n to s

    A Conferncia Brasil-Canad 3.0, que teve como tema Processos criativos na indstria da conver-gncia: oportunidades e desafios para a produo de contedo no ambiente da economia digital, serviu de palco para a apresentao de projetos de novas empresas brasileiras e canadenses ainda em fase embrionria, mas com ideias inovadoras - as startups. Cerca de mil pessoas participaram do encontro que aconteceu nos dias 04, 05 e 06 de dezembro, em Joo Pessoa-PB. Inclusive, 50 canadenses que vieram ao Brasil especialmen-te para o evento. O objetivo da competio foi incentivar novos projetos de tecnologia e mdias digitais. A empresa eStoks, graduada na incuba-dora Cais do Porto, do Porto Digital, em Pernam-buco, foi a startup brasileira vencedora. Como prmio, a organizao ganhou uma viagem com as despesas pagas para participar do Canad 3.0, que ocorrer no perodo de 26 a 28 de maio de 2014 em Calgary, no Canad.

    Entre os dias 6 e 10 de janeiro, novas tendncias de tecno-logia foram exibidas na Consumer Electronics Show (CES) 2014, maior feira de produtos eletrnicos do mundo. Mais de 150 mil pessoas circularam pelo Centro de Convenes de Las Vegas, nos Estados Unidos, onde as companhias apresentaram mais de 3,5 mil novos produtos que vo desde TVs 4k, drones e carros inteligentes a dispositivos vestveis, capas de smartphones e mquinas de lavar inte-ligentes. Os carros apresentados no evento, por exemplo, estacionam sozinhos por meio de aplicativos de smar-tphone que se comunicam com o computador do veculo. Nos prximos anos, a tendncia que eles possam dirigir sozinhos, sem a interveno do motorista, recurso que j est em teste pelas montadoras.

    ConfernCia Brasil-Canad 3.0 rene mil pessoas em Joo pessoapB

    maior feira de eletrniCos do mundo apresentou prximas tendnCias teCnolgiCas

    A empresa pernambucana eStoks foi a startup brasileira premiada na competio do evento

    Mais de 150 mil pessoas circularam pelo centro de convenes de Las Vegas, espao que sediou o evento

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    15

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    16

    t e l eco m

    Os usurios de internet em Fortaleza contaro, em breve, com mais uma opo de acesso banda larga de alta velocidade. A companhia cearense Mob Telecom anuncia que vai passar a oferecer, em abril deste ano, conexes com velocidades de 300 e 500 megabits por segundo (Mbps). A empresa, que j conta com 1.200 quilmetros de cabos de fibra tica espalhados pela regio metropolitana de Fortaleza, est ampliando seu servio, dessa vez, com o objetivo de levar o cabo de fibra tica para dentro do ambiente de empresas e residncias. O servio chegar inicialmente s residncias e aos prdios nos bairros onde a companhia tem uma presena mais forte, tais como Sapiranga, Edson Queiroz e Alagadio Novo.

    A Oi atingiu a meta de meio milho de hotspots de acesso gratuito e ilimitado a seus clientes, em 2013, na rede WiFi, em todo o Pas. Atualmente, so mais de 500 mil antenas, o que representa um crescimento de 1.763%, em relao a 2012, quan-do a empresa fechou o ano com 27 mil hotspots. J o trfego de dados dos clientes elegveis rede Oi Wi-Fi passou de 4,8 mil gigabytes, em dezem-bro de 2012, para 25 mil gigabytes, em 2013. O crescimento foi de 420%, em 12 meses. Com o crescimento, a direo da empresa garante que a rede est preparada para atender, no s a grande demanda por essa conexo gerada pelo aumento da popularidade dos smartphones e tablets, mas tambm chegada do vero e da Copa do Mundo de 2014. Nas grandes cidades do Nordeste, j possvel acessar a rede WiFi em lugares como o Pelourinho e o Farol da Barra, em Salvador; a Praia de Boa Viagem, em Recife e as Praia de Mucuripe e de Iracema, em Fortaleza. Alm disso, grandes redes como Mc Donalds, Starbucks, Frans Caf e Outback e os principais aeroportos e shoppings do Pas, dispem dos hotspots da Oi.

    Mob TelecoM invesTe eM Malha de fibra Tica coM velocidades de aT 500 Mbps por segundo no cear

    oi alcana Mais de 500 Mil hoTspoTs coM anTena Wi-fi eM 2013

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    17

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    18

    g ov e r n o

    Empresas de e-commerce podem contar com o incentivo da Secretaria da Fazenda da Bahia (Sefaz-BA) para instalar centros de distribuio no estado. O rgo est oferecendo um desconto na carga tributria para produtos comercializados por meio da Internet. A taxa, que era de 17%, foi contrada para 2%, em casos de vendas para municpios de outros estados e do Distrito Federal. De acordo com a Superintendncia de Administrao Tributria da Sefaz-BA, a medida salutar, pois a Bahia no arrecada impostos neste setor, visto que a maior parte das empresas de comrcio on-line localiza-se na Regio Sudeste do Brasil: Que-remos incentivar a instalao de centros de distribuio de e-commerce no Estado, incentivando tambm a atividade e gerando empregos, disse Jos Luiz Souza, superintendente do rgo. A medida j provocou resultados imediatos, como a instalao do centro de distribuio da Saraiva.com.br em Salvador. Outras empresas como aNova Pontocom e a B2W Digital esto interessadas em iniciar suas atividades na Bahia.

    governo baiano oferece incenTivo para eMpresas de e-coMMerce

    Em parceria com o Ministrio da Cincia, Tecnologia e Inovao (MCTI), a Fundao de Amparo Pesquisa do Estado do Alagoas (Fapeal) disponibilizou R$ 1 milho para a implantao de projetos de pesquisa que visam ao desenvolvimento cientfico, tecnolgico e inovador para a regio que margeia o Canal do Serto, no semirido alagoano. As propostas aprovadas por meio de edital da FAPEAL tm como tema a explorao racional e sustentvel da agricultura e da pecuria na regio. Os pro-jetos foram desenvolvidos por pesquisadores do Instituto Federal de Alagoas (IFAL), da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuria (Embrapa); e sero executados pelos prximos 12 meses. O Canal do Serto Alagoano, a 304 km de Macei, tem 65 km construdos pelo Governo e j disponibiliza gua para consumo humano, animal e atividade agrcola nos municpios alagoanos de Delmiro Gouveia, Pariconha e gua Branca. Ao final, vai contemplar 42 cidades chegando Arapiraca, no agreste do estado.

    fapeal e McTi invesTeM 1 Mi eM projeTos de pesquisas cienTficas e Tecnolgicas para o seMirido alagoano

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    19

    i n v e s t i m e n to

    Pernambuco ter seis usinas de gerao de energia solar com capacidade de 122 megawatts (MW), o que corresponde a seis vezes a atual capacidade instalada no Brasil de produzir energia usando como matria--prima o sol. O investimento ser de R$ 597 milhes. A instalao dos empreendimentos foi definida no pri-meiro leilo de energia solar do Pas, realizado no final de dezembro pelo governo o Estado. O leilo teve cinco projetos vencedores que implantaro as seis usinas. As empresas ganhadoras foram as Sowitec Operacional Brasil, companhia Enel Green Power, Kroma Energia, grupo Cone Concierge S.A e Sun Premiere Holding Par-ticipaes. O preo mdio da venda da energia solar ficou em R$ 228,63 por megawatt-hora (MWh). O mais barato foi R$ 193 (da empresa Sun Premiere) e o mais alto, R$ 246, da Kroma. Foram escolhidas as empresas que apresentaram os melhores preos de venda (da energia). As usinas solares sero implantadas em 18 meses e vendero energia por 20 anos.

    eMpresas invesTiro r$ 597 Milhes eM usinas de gerao de energia solar eM pernaMbuco

    Os investidores de energia elica encerraram 2013 com contratao recorde em leiles do governo e projees de aplicar R$ 27 bilhes no Pas at 2017. A maior parte do investimento est con-centrada no Nordeste, com quase 80% das usinas e da potncia total da energia dos ventos. Em Pernambuco, os projetos de quatro parques de energia elica, que totalizam um investimento de 500 milhes, devem ficar prontos at 2016. O Cear deve receber um investimento de R$ 318,16 milhes, tambm at 2016, para a gerao de energia eltrica a partir dos ventos. No Rio Grande do Norte, a previso que o Estado receba investimentos na ordem de R$ 12 bilhes para a constru-o de 91 parques at 2016, sendo que 78 esto em execuo. J a Bahia, estado que concentra o maior parque gerador de energia elica da Amrica Latina o Complexo Elico Alto Serto I tem uma carteira de inverses de 6,5 bilhes, representados por 57 projetos de usinas e fbricas de componentes para os geradores elicos. As usinas devem ser instaladas at 2015.

    nordesTe concenTra quase 80% dos invesTiMenTos eM energia elica do pas

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    20

    co lu n a por augusto barretto

    Newton, baseando-se em Galileu, formulou a Lei da Inrcia, tambm conhecida como a 1. Lei de Newton, que, em portugus inteligvel, quer dizer que, se um corpo est em repouso, ter a tendn-cia de continuar em repouso, at que alguma fora atue sobre ele. E se estiver em movimento, ter a tendncia de continuar em movimento, at que uma fora atue sobre ele. Essa ltima parte explica porque devemos utilizar cinto de segurana. Popu-larmente, a inrcia significa falta de ao, preguia ou indolncia. E a inrcia que explica por que as pessoas no conseguem cumprir suas promessas de ano novo. E no so poucas. Aprender uma nova lngua, entrar numa academia, emagrecer, trocar de emprego, comprar um carro novo, abrir uma empre-sa, aplicar uma parte do salrio, construir uma casa ou at mesmo escrever um livro. Acho que todo mundo j fez para si mesmo, pelo menos uma das promessas acima.

    Mas o ano passou e as promessas no passaram de um sonho. E o que torna irrealizvel um sonho, no o sonho em si, mas a inrcia de quem sonha. simples, voc no vai arrumar um emprego me-lhor que o seu, se no comear a procurar. No vai emagrecer se no comear a praticar exerccios ou mudar os hbitos alimentares. E no vai aprender uma nova lngua se no se matricular em uma esco-

    inrCia

    Augusto Barretto administrador de empresas, ps graduado em marketing, conselheiro da Revista TI (NE), presidente do Conselho do Instituto de Co-responsabilidade Social (INCORES), business advisory network member do NEsST e scio-proprietrio da Saleservice consultoria associativa. E-mail: augusto@tinordeste.com

    la de lnguas ou, pelo menos, comear a estudar por conta prpria. Enfim, voc tem que sair da inrcia. A Lei de Newton implacvel! E quase todos os anos somos vencidos por ela. Alguns especialistas dizem que so necessrias apenas trs semanas, para que uma pessoa comum transforme em hbito qualquer atividade. Mas isso no basta. Tem sempre aquela turma com a desculpa da falta de tempo. Vale lembrar para essa turma que o tempo a coisa mais democr-tica do mundo. Em um dia, todos temos as mes-mas 24 horas. Portanto, vamos deixar a desculpa de lado e comear a cumprir as promessas de ano novo. J! Porque para mudar o futuro ne-cessrio agir no presente. E no valem promes-sas como a de um amigo que prometeu ficar seis meses sem beber esse ano. S vai beber um dia sim, um dia no, um dia sim, um dia no...

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    21

    c i da d e s

    Macei receBe tecnologia 4g Da tiM

    prefeitura De fortaleza lana verso local Do google transit para orientar passageiros

    A Tim j havia lanado a tecnologia de quarta gerao em quatro capitais do Nordeste: Salvador (BA), Recife (PE), Natal (RN), e Fortaleza (CE). No entanto, a ope-radora encerrou o ano de 2013 com a implementao da rede 4G em mais uma cidade do Nordeste. A bola da vez, agora, foi a cidade de Macei, que pode apro-veitar a vantagem de navegar mais rpido com seus atuais planos de acesso internet, sem ter que pagar a mais por isso. A operadora cumpriu o cronograma estabelecido pela Anatel e ativou sua rede de quarta gerao em todas as cidades-sede da Copa de 2014 e continuar investindo nessa ampliao.

    Os usurios de nibus de Forta-leza agora possuem meios para driblar a espera pelo coletivo. A Prefeitura lanou, este ms, uma verso local do aplicativo Google Transit, recurso do Google Maps que oferece informaes sobre os percursos das linhas; horrios de partida e de chegada dos ve-culos; paradas e distncias dos trajetos. A ferramenta ajuda o passageiro a encontrar o melhor itinerrio. Entretanto, voltada apenas para aparelhos com a tec-nologia 3G, j que espaos pbli-cos da Capital no contam com internet Wi-Fi gratuita. Ao digitar o endereo do local onde est e o de destino, o usurio tem aces-so s opes de linhas de nibus para fazer o trajeto de acordo com sua posio. A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza prev instalar novos painis com os horrios de chegada dos cole-tivos nos terminais e, totens com a mesma informao, nas para-das mais movimentadas.

    Passageiros podem consultar

    a melhor opo de linha e o horrio

    de chegada e partida do

    coletivo

    A operadora pretende investir em torno de 1,5 bilho de reais no desenvolvimento da tecnologia no pas em trs anos

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    22

    c a pa

    T rabalhar preciso. E quando se trata da rea de tecnologia , alm de um excelente meio de alcanar sucesso profissional e financeiro, uma garantia de emprego. Isso porque, em 2012, o setor de tec-nologia da informao e comunica-o (TIC) cresceu 10,8% no Brasil. A Associao Brasileira de Empre-sas de Tecnologia da Informao e Comunicao (Brasscom) prev que este crescimento se repita em 2013. O resultado aponta um cres-cimento expressivo, que ultrapas-sa, e muito, a mdia do mercado global, de 5,9% em 2012.

    O destaque dessa evoluo para a regio Nordeste, princi-palmente os estados da Bahia, Pernambuco e Cear. Este ltimo comea a despontar na rea. A Paraba tambm um mercado in-teressante e promissor. O governo de Campina Grande tem atra-do empresas para regio, o que muito bo. As empresas esto descobrindo o Nordeste e a regio est descobrindo as possibilidades das tecnologias, disse o diretor de recursos humanos e competitivida-de da Brasscom, Sergio Sgobbi.

    rea de teCnologia uma das que mais emprega no nordesteMercado cresce disparadamente, sobram vagas, mas falta capacitao

    POR jOANA LOPO

    Sergio Sgobbi, Diretor de RH e Competitividade da Brasscom

  • Exemplo disso a instalao, em Fortaleza, da empresa BRQ, que cresce em mdia 30% ao ano. Em 2012, teve uma receita de R$ 435 mi-lhes, contando com mais de 4 mil profissionais distribudos nas filiais de So Paulo, Alphaville, Rio de Janeiro, Curitiba, Braslia, Natal, Nova Iorque, Recife e Salvador. Outra companhia que alcanou o Nordeste foi a Craft.Sys, que atua no mercado oferecendo solues concretas na criao de mdias digitais e desenvolvimento de sistemas nos estados do Paran, So Paulo e Esprito Santo. Este ano a empresa vai para For-taleza e depois deve se expandir pelo Nordeste, prev Sgobbi.

    empRegabilidadeSegundo ele, a rea que mais emprega hoje e, da mesma forma, a que melhor remunera, a de gesto em tecnologia. Os profissionais desta rea so qualificados para desenvolver e administrar projetos que envolvem a informatizao e a utilizao de recursos tecnolgicos nos variados setores de uma determinada empresa, seja de grande ou mdio porte. O mercado deman-dante desta mo de obra, mas, infelizmente, temos pouca capacitao. preciso estimular os jovens para a carreira e para a atualizao cons-tante do conhecimento, porque esta a profisso do futuro, mas ficar cada vez mais concorrida, apesar de termos hoje carncia por esses profis-sionais, observa o diretor de RH da Brasscom.

    Entretanto, o segmento de tecnologia tem diversas possibilidades de atuao. Desde agronegcios, sade, automao, at o varejo. Conforme o headhunter, coach e diretor da Or-ganiza Consultoria de Gesto Empresarial, Mrcio Lopes, atualmente, a rea de Help Desk a que tem a absoro mais rpida de mo de obra no Nordeste. Os micros e pequenos empresrios j viram que precisam se estruturar no que se refere tecnologia e diminuio dos valores de mquinas. Viram tambm como a facilidade de financiamento para softwares faz com que, o que antes era considerado um armengue montado pelo sobrinho da vizinha, precise ser estruturado de forma confivel para que ele tenha a seguran-a de que as suas operaes continuaro. Qual-quer negcio hoje tem um servidor, uma rede e internet, afirma ele.

    Os Polos de Informtica que esto em ope-rao, como o Parque Tecnolgico, na Bahia e o Porto Digital, em Pernambuco, assim como os que esto em fase de implantao, aliados ao incentivo cada vez mais persistente as inovaes, abrem oportunidades de trabalho para uma di-

    versidade de profissionais nesta rea. Porm, Mrcio Lopes diz que, apesar dessa evoluo, a operacio-nalizao dos projetos ainda se concentra no eixo Sul-Sudeste. Temos ideias fantsticas, mas, para se tornarem viveis, tm que ser vendidas e operacio-nalizadas no Sudeste. Lembrando que Pernambuco, Paraba e Bahia possuem excelentes profissionais e centros de tecnologia e automao de referncia para isso, mas ainda engatinha na fabricao do prprio produto.

    No entanto, as previses de especialistas so boas. Para o consulting director - Consumer & Telecom, da IDC Brasil, Alexandre Campos Silva, o setor cresce 10% ao ano - um crescimento maior que o crescimento econmico, de 2%. Segundo ele, nos prximos cinco anos o resultado positivo continuar evidente - em mdia, 8% ao ano. Quem trabalha ou pretende atuar na rea de desenvol-vimento de aplicaes, infraestrutura de rede ou implementao de rede ter grandes chances de se dar muito bem na profisso.

    Professor jos de Paula Barros Neto, Diretor do Centro de Tecnologia

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    24

    c a pa

    Salvador, e a FIEB est encabeando a unio de todas as associaes e entidades do governo em prol do setor de TI na Bahia. Temos excelentes perspectivas, completa Campinho.

    Ele diz perceber que as reasmais em evidn-cia, pelo menos no que se refere Bahia, so: automao comercial e servios e desenvolvimen-to de aplicativos e sistemas para a Internet. Um dos motivos que impulsionam o mercado de TIC a aposta das empresas em inovaes. A partir do programa do governo federal, de Incentivo Inovao Tecnolgica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veculos Automotores (Inovar-Auto), para estimular o investimento na indstria auto-mobilstica nacional, o emprego, principalmente neste setor, abrir muitas portas. A estimativa do governo a de que, at 2015 o programa le-vantar mais de R$ 50 bilhes em investimentos no setor. O Nordeste continuar, dessa forma, na curva do crescimento. Teremos uma grande gerao de empregos, afirma o gerente da rea automotiva do Senai, Luciano Azevedo.

    peRfilS que no apenas um curso tcnico ou su-perior que vai fazer de algum um bom pro-fissional. preciso se identificar com a rea. Especialistas concordam que entre as carac-tersticas do profissional de TI esto a auto concentrao, o raciocnio lgico, a capacidade analtica e a criatividade, entre outros.

    Dentro deste perfil, o analista de sistemas Douglas Diedier, que atua em uma Startup no Cear, diz que, para ser um profissional de sucesso preciso investir em conhecimento e ter disponibilidade para viajar. Sempre fao um curso de atualizao. Nasci no Maranho, mas morei no Canad por cinco anos. L, estudei muito. Ao retornar, percebi uma boa oportunidade aqui no Cear. O profissional de tecnologia no pode ficar parado em um lugar s, tem que perceber o mercado e ir em busca das melhores oportunidades. E hoje o Nordeste um excelente investimento, conta ele.

    gRaduaoTantas possibilidades e crescimento ostensivo fazem com que as salas de aula dos cursos de graduao encham, assim como a demanda por novas grades em cursos voltados para tecno-logia. De acordo com o diretor do Centro de Tecnologia da Universidade Federal do Cear , a procura por cursos aumentou muito nos ltimos anos. Todas as reas precisam de um profissional de tecnologia. Seja em medicina,

    O Brasil o 5 melhor mercado de tecnologia do mundo. Por isso somos demandantes desses profissionais. Mas precisamos de certificao. Quem atua na rea precisa se capacitar, se atualizar mais e, principalmente, falar ingls, que extremamen-te necessrio. O mercado est brigando por talen-tos, alerta Campos Silva.

    RemuneRaoConforme dados da Brasscom, na Bahia, o salrio mdio, de um recm formado de R$ 2.325. J em Pernambuco, esse valor R$ 2.093. Mas, de acordo com o presidente da Associao das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informao da Bahia (Assespro-Ba), Fbio Campinho, o salrio inicial de um analista de sistemas, no estado, de R$ 1.200 a R$ 6.600. Vai depender da rea de atuao do profissional. O mercado de TI aqui est aquecido. A indstria baiana est em franco crescimento e em estgio de consolidao, o Parque Tecnolgi-co j est em seu terceiro edital para incluso de Startups, o SOFTEX est sendo reinaugurado em

    Marcio Lopes Headhunter, Coach, Diretor da Organiza Consultoria de Gesto Empresarial

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    25

    com os equipamentos mdicos de alta pre-ciso; seja na arquitetura, para produo de projetos em 3D, autocad etc. Hoje rea de manuteno tecnolgica est em alta. Se o ex-presidente Lula estivesse tentando entrar hoje no mercado, estaria praticamente na fila dos desempregados, j que o torneiro mecnico foi quase substitudo pelas mqui-nas, brinca ele.

    O professor ainda diz que o pr-sal e as necessidades de novas tecnologias fazem o mercado ser atraente para quem quer atuar ou j est atuando na rea. Mas o Brasil precisa investir mais para parar de com-prar tecnologia de fora. Temos condies de produzir nossa prpria tecnologia e assim geraremos muito mais empregos. Mas no podemos negar que tem melhorado. Aqui, nossos estudantes sentem dificuldades em encontrar estgios e, normalmente, j saem da universidade empregados, completa.

    Em Pernambuco, o Mestre em Administrao Estra-tgica, professor Luiz Cludio Ribeiro Machado diz que o crescimento na regio mostra que as empresas esto cientes da importncia de possuir profissionais desse tipo para desenvolver os seus negcios. Em Pernambuco ve-mos, por exemplo, o grande desenvolvimento que o Porto Digital traz para o estado e para a regio, congregando mais de 120 empresas de TI. Hoje h uma necessidade de pessoal muito grande e assim, a competio peque-na, alm da garantia de uma remunerao melhor em razo da baixa oferta de mo de obra, diz.

    Segundo ele, na rea de tecnologia h muita facilidade de se encontrar trabalho. O que tem sido difcil, nesta ltima dcada, encontrar mo de obra qualificada para os trabalhos na rea de TI. Isso porque, em 2013, a previso de vagas era de mais de 276 mil e mais de 117 mil at 2015 em todo o Pas segundo a IDC Brasil. O setor de distribuio de TI, por exemplo, um dos setores que mais tem crescido e gerado emprego no Brasil segundo dados da ABRADISTI, que verificou essa tendncia com as vendas de hardware. TI

    Alexandre Campo,

    Diretor do IDC Brasil

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    26

    e n t r e v i s ta

    O Brasil tem investido cada vez mais em projetos de inovao, especialmente no que se refere tecnologia presente no dia a dia de mais da metade dos trabalhadores brasilei-ros. Essa rea cresceu e hoje um dos setores que mais emprega. Devido a esse cenrio, o idealizador do site de empregos na rea de tecnologia, Jader Monte, concedeu entrevista Revista TI (NE) e fez um balano da profisso e do mercado de trabalho para os profissionais de TI.

    Ti Nordeste - Quais reas tm mais oportunida-des de empregos no Nordeste, em tecnologia?Jader Monte - O Nordeste, hoje, um grande nicho de oportunidades para profissionais da rea da tecnologia da informao, e as reas quem mais carecem de profissionais so Suporte Tcnico em Informtica e Programao.

    Ti (NE) - Quantos empregos tm sido cria-dos na rea de call center, j que dezenas de empresas esto se instalando na regio? O que levou a esse crescimento?JM - A chegada dessas empresas de contact centers alavancou, principalmente, na contratao de profis-sionais da rea de Administrao de Redes, Suporte Tcnico de Informtica e Telecomunicaes.

    com jader Monte

    CapaCitao o prinCipal diferenCial

    POR jOANA LOPO

    Ti (NE) - Quais as dicas para o profissional de Ti que quer conseguir bons empregos?JM - Ainda no incio de sua formao, buscar aprimorar seu conhecimento atravs de estgios. Realize cursos tcnicos e busque por certifica-es; amplie sua rede de network; participe fre-quentemente de workshops, feiras de negcios e seminrios; atualize-se sempre.

    Ti (NE) - O salrio dos profissionais de Ti aumentou nos ltimos cinco anos? E o Nordeste, em relao ao eixo RJ-SP, tem salrios compatveis?JM - O que examinamos neste perodo foi ape-nas um leve avano quase que no perceptvel no bolso dos profissionais. O que verificamos que, se o profissional de TI deseja aumentar seu salrio, ter de buscar uma melhor forma-o (especializao, mestrado e doutorado), aliada a novas certificaes e, muitas vezes, ocupar cargos de superviso, coordenao e/ou gesto. Apesar do cenrio positivo para o Nordeste, ainda no existe uma equiparao salarial com o eixo Rio So Paulo. No entan-to, este cenrio vem mudando com o passar do tempo, em alguns estados, com a entrada de algumas empresas multinacionais.

    jader Monte idealizador doportal Tivape

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    27

    Ti (NE) - Voc quem criou o Portal Tivape, qual o objetivo com a criao do site? JM - O Portal Tivape foi idealizado e planejado por mim e desenvolvido inicialmente em parceria com o Douglas Lira, hoje, scio responsvel pela rea de Desenvolvimento Web. A ideia inicial era oferecer um ambiente para facilitar a busca de vagas dos profissionais de TI e, ao mesmo tempo, oferecer s empresas a oportunidade de buscar profissionais especficos da rea. Nosso foco principal est no atendimento s empresas instaladas no polo de tecnologia Porto Digital em Recife PE. No entanto, devido ao grande su-cesso, sentimos a necessidade de expanso dos negcios para todo o Nordeste, hoje realidade, nos tornando referncia em vagas para profissio-nais da rea de TI.

    Ti (NE) - Qual regio do Nordeste que mais emprega profissionais de TI?JM - Podemos afirmar que as trs principais ca-pitais com maior nmero de contratao na rea de TI so Fortaleza, Recife e Salvador.

    Ti (NE) - Qual regio est comeando a crescer? Por qu?JM - Macei, Alagoas. As empresas de Tecnologia da Informao de Macei se caracterizam por te-rem empresas jovens e de pequeno porte. Hoje, 33% das empresas tm menos de quatro anos de existncia, e somente 14% delas tm mais de 10 anos no mercado. Foi necessrio que o poder pblico realizasse incentivos na rea de TI e em-preendedorismo para alavancar o crescimento.

    Ti (NE) - Existe uma demanda grande por esses profissionais no mercado de trabalho, mas como est a capacitao, os profissio-nais de Ti? Esto mais preparados?JM - A demanda por profissionais grande, os melhores capacitados esto bem e no mercado. Acreditamos que a falta de incentivos financeiros por parte das empresas um dos fatores que mais contribuem para a carncia de capacitao.

    Ti (NE) - Qual a expectativa para 2014 em criao de mais empregos na rea de Ti?JM - Um estudo da empresa de pesquisa Ibo-pe revelou que o total de pessoas com acesso internet no Brasil foi de 94,2 milhes, apenas no terceiro trimestre de 2012. Os dados levam em considerao o uso da web por usurios a partir dos dois anos de idade e com acesso em qual-quer ambiente. Ou seja, a navegao acontece no domiclio, trabalho, escolas, Lan Houses e

    outros locais. A tecnologia confirma fortemente a sua presena no nosso cotidiano. E isto s uma fatia do bolo. Assim, quem apostar nas profisses da rea de TI dificilmente ficar desempregado.

    Ti (NE) - O aumento do nmero de cursos superiores na rea contribui para o mercado se abastecer de bons profissionais?JM - O aumento de faculdades e universidades facilita o acesso dos alunos aos cursos superiores na rea de Tecnologia da Informao sim, no entanto, no contribui diretamente para a formao de bons profissionais. Antes mesmo de ingressar no curso na rea de TI, o estudante deve dar ateno especial a, pelo menos, duas matrias fundamentais: matemti-ca e ingls. Alm da importncia especial, essas duas matrias so essenciais para que o profissional de TI possua alguma das caractersticas fundamentais, que so: ateno concentrada, capacidade de anlise, concentrao visual, criatividade, dons de observa-o, esprito de pesquisa, memria, meticulosidade, mtodo, organizao espacial e responsabilidade.

    Ti (NE) - Em quantas reas o profissional de Ti pode atuar? Quais so elas?JM - A crescente informatizao das mais diversas atividades transforma a tecnologia da informao em uma rea cada vez mais relevante economicamente. A expanso levou especializao e, atualmente, possvel encontrar vrias subreas de TI dedicadas a tarefas especficas e que demandam profissio-nais com conhecimentos igualmente aprofundados que podem atuar em uma ou mais reas. Hoje temos:Administrao de Banco de Dados, Adminis-trao de Redes, Arquitetura da Informao, Gesto (Projetos e TI), Processamento de Dados, Programa-o, Qualidade de Software, Segurana da Informa-o, Sistemas e Suporte Tcnico em Informtica.

    Ti (NE) - Tecnologia a rea do futuro? uma profisso promissora?JM - Cresce historicamente a taxas superiores ao Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Em 2011, cresceu 13%, alcanando faturamento de US$ 112 bilhes responde por 4,5% do PIB nacional. Isto perpassa todas as atividades econmicas. A TI est inserida em todos os setores da economia moderna, ajudando a aumentar a competitividade e a produti-vidade das empresas. A sociedade utiliza tecnologia mais intensamente no cotidiano. As novas tecnolo-gias - como computao em nuvem, redes sociais, dispositivos mveis e segurana da informao - demandam profissionais com novas habilidades. Categoricamente, a tecnologia estar entre as 10 profisses promissoras no futuro. TI

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    28

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    29

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    30

    r e p o rtag e m

    Comunidades remanesCentes quilomBolas do maranho ganham proJeto de inCluso digital da emap

    O que acontece quando uma empresa investe em projetos sociais? Todos saem ganhando. A organizao cria uma imagem de credibilidade e compromisso com a sociedade, e a comunidade atendida tem a oportunidade de expandir conhecimentos e crescer profissionalmente, explica o assessor de comunicao Francisco Cardoso.

    Em Alcntara, a 53 km de So Luis, 150 crianas de quatro comunidades remanes-centes quilombolas esto sendo benefi-ciadas com a incluso digital, fruto de um projeto social da Empresa Maranhense de Administrao Porturia (Emap).

    Foram selecionados para o curso crianas de 4 a 12 anos que vivem em Tigua, Macacos, So Raimundo e Centro Alegre, comunidades, prximas ao terminal de ferry boat do Cojupe, um dos portos administrados pela Emap.

    As aulas de Windows, Word, Excel, Power Point e Internet so ministradas por funcionrios voluntrios do setor de gerncia de tecnologia da informao da Em-presa, em uma sala do Centro Comunitrio do Cojupe.

    Essa uma iniciativa importante, um incremento educao precria da regio. As comunidades alvo do projeto no contam com escolas. As crianas tm que se deslocar para outro distrito para assistirem s aulas do Ensino Fundamental e Mdio , conta Antnio Marcos Diniz, presidente do Sindicato Rural de Alcntara.

    admiRvel mundo novoAo menos por uma hora, os meninos e meninas de Centro Alegre, rea de assentamento com 38 famlias, deixam o extrativismo do buriti e do bacuri para mergulhar no mun-do digital, experincia at ento desconhecida para eles.

    Ao conhecer a sala do projeto com 24 computadores, o pequeno Lucas, de sete anos questionou: com essas mquinas vamos ter informao sobre o mundo?.

    Crianas de 4 a 12 anos foram contempladas com o curso de informtica

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    31

    O estranhamento comum, j que as crianas fazem parte de uma realidade totalmente distante do advento tecnolgi-co. A casa de alvenaria onde o aluno Lucas Mendes Borges mora com a famlia j tem energia eltrica, no entanto, ainda no tem gua encanada.

    Toda experincia que o garoto tem com a agricultura familiar, que v o pai desenvol-ver desde que nasceu. As famlias do lugarejo vivem do cultivo e da extrao de vegetais e do dinheiro mensal do Programa Bolsa Fam-lia, do Governo Federal.

    O computador, para Lucas, um obje-to novo que est sendo desvendado, aos poucos, no curso. O garoto no tem ideia da infinidade de possibilidades que a mquina oferece. Mas, ao menos, est dando o pri-meiro passo para o aprendizado.

    A realidade das outras comunidades atendidas pelo projeto da Emap semelhan-te. Com aproximadamente 100 famlias em cada distrito, a rea povoada por casas de alvenaria e de taipa. No h gua encanada nas residncias, as comunidades carecem de escolas e a renda tambm proveniente do Bolsa Famlia e da agricultura familiar.

    futuRo melhoRConforme Luiz Menegazzo, gerente de informtica da Emap, o curso pode ser um diferencial para o mercado de trabalho, fu-turamente. O conhecimento, que para eles uma novidade, para as empresas uma exigncia, diz.

    J o presidente da empresa porturia, Luiz Carlos Fossati, comemorou o desenvolvimento do projeto. A iniciativa mostra que a empresa tem uma atuao cidad e responsvel. Por meio da iniciativa, trilhamos caminhos para um mundo melhor, disse.

    Essa no a primeira experincia da Emap com projetos sociais. Em 2013, a empresa criou o Polo Comunitrio de Desenvolvimento Sustentvel do Cujupe, onde 30 moradores da regio foram capacitados na oficina de tecela-gem em fibra natural.

    A qualificao, que envolveu empreen-dedorismo e comercializao, resultou no lanamento da marca Arte Guarim - Ar-tesanato Sustentvel. Os produtos com essa identidade indicam que foram produzidos por artesos do polo do Cujupe com a utilizao de fibra de bananeira, guarim, palha de ba-bau e sacos de cimento reaproveitados. ti

    Voluntrios da Emap ensinaro os 150 alunos a manusear programas do Office e internet

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    32

    m o b i l e

    aplicativo proMete evitar filas na hora De pagar a conta eM Bares e restaurantes

    aplicativo Brasileiro perMite que usurio revele fotos Do instagraM e as receBa eM casa

    Em tempos corridos como os atuais, permanecer muito tempo na fila, uma verdadeira perda de tem-po. Ainda mais em bares e restaurantes, onde os clientes buscam a descontrao. Pensando nisso, a Bematech, empresa de tecnologia para o varejo, em parceria com a Toppay, anunciou no inicio deste ms, uma nova soluo para eliminar um dos maiores gargalos desses estabelecimentos: a fila para pagar. O chamado Bematech Pay um aplicativo que permite ao consumidor pagar a conta via celular, sem a necessidade de uso fsico do carto de crdito ou dbito. O cliente pode solicitar sua comanda, ou conta diretamente pelo smartphone e executar o pagamento pelo mesmo canal. O sistema memoriza as informaes das formas de pagamento do usurio. Bom para o cliente que no enfrenta filas, e bom para os varejistas que, alm de reduzir filas, podero se beneficiar dos dados obtidos de cada cliente, como o ticket mdio, hbitos de consumo e at avaliao da ltima experincia.

    O Instagram revolucionou a for-ma como tiramos fotografias e as compartilhamos com nossos amigos. Uma Startup brasilei-ra a 256 pixels, desenvolveu um aplicativo que de maneira simples e fcil. O usurio pode revelar suas fotos tanto do Ins-tagram, quanto do Facebook, e at da galeria do prprio celu-lar e receb-las em casa. Basi-camente, o usurio s precisa importar as imagens que sero reveladas para o aplicativo, re-alizar um rpido cadastro, sele-cionar um mtodo de pagamen-to e pronto. Basta acompanhar o pedido online at que ele seja entregue no endereo informa-do.Cada imagem tem um preo fixo de R$1,50 e o frete varia de acordo com a regio em que o usurio reside.

    O Aplicativo est disponvel gratuitamente para iOs e Android

    Por meio de um recurso de geolocalizao, o aplicativo mostra ao cliente os estabelecimentos que possuem o sistema

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    34

    e d u c a o

    contax e estcio firMaM parceria estratgica De r$ 30 Milhes coM foco na capacitao De jovens no priMeiro eMprego

    O Grupo Contax e a Estcio firmaram uma parceria estratgica para promover a capacitao de cerca de quatro mil funcionrios da empresa de gesto de relacionamento com o cliente. O investimento ser de R$ 30 milhes e o contrato se estender at 2017. Os funcionrios da Contax contaro com subsdios de at 70% nas mensalidades de graduaes presenciais dos cursos de Gesto em Marketing, Gesto Comercial e Processos Gerenciais. Recife, Fortaleza, e Salvador so algumas das 11 cidades do Pas onde haver turmas da parceria. Os funcionrios ingressaro nas graduaes nos mesmos moldes que os demais candidatos do vestibular. Com a iniciativa, a Contax espera incentivar o aprimoramento dos funcionrios, ao mesmo tempo em que pretende torn-los mais produtivos.

    Instituio de ensino

    vai qualificar 4 mil

    colaboradores da Contax at

    2017

    projeto De estuDantes pernaMBucanos finalista Da 7 eDio Da caMpus party Brasil

    O projeto Ombudsman Office 2.0, dos mestrandos em Cin-cia da Computao Adriel Caf e Diego Bonfim, representa Pernambuco na final do Fi-Ware na categoria Smart Busi-ness & Industry, que acontece na stima edio da Campus Party Brasil, entre 27 de janeiro a 2 de fevereiro, em So Paulo. O projeto dos pernambucanos foi selecionado com outros trs projetos brasileiros - dois do Rio de Janeiro e um do Distrito Federal para concorrer ao prmio de 100 mil Euros. O Ombudsman um servio web com um pouco de rede social e prestao de servio. A ferramenta funciona com recursos web 2.0 e serve como uma espcie de ouvido-ria para que o cidado tenha algum lugar para se comunicar com os rgos pblicos e privados. Na final, cada equipe ir receber um prmio de 2.800 Euros e deve apresentar o prottipo do projeto a engenheiros da Fi-Ware, alm de receber assessoria para fazer melhorias necessrias antes de apresent-lo para o jri do evento.

    Aplicativo compete com mais 19 projetos de todo o mundo, em So Paulo

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    36

    i n ova o

    U m projeto-piloto da Cisco, em parceria com a Universidade Federal de Sergipe (UFS), vai possibilitar o atendimento mdico espe-cializado s cidades distantes da capital do estado, por meio da telemedicina.

    Crianas da zona rural das cidades de Lagarto e Tobias Barreto sero acompa-nhadas, em tempo real, por especialistas do Hospital Universitrio de Aracaju e do campus da UFS em So Cristvo, duran-te consultas realizadas nas clnicas locais de sade da famlia. A previso que os atendimentos se iniciem em fevereiro.

    As equipes mdicas podero avaliar conjuntamente caso por caso, sem que seja necessrio sarem de seus muni-cpios. Graas qualidade de som e da imagem em alta definio da soluo de telemedicina da Cisco TelePresence, os espectialistas podero ver e conversar com as crianas, acessar resultados e au-xiliar o mdico generalista local com uma segunda opinio. ti

    CisCo implanta telemediCina no atendimento peditriCo de Cidades de sergipe

    Tecnologia vai beneficiar crianas da zona rural de Tobias Barreto e Lagarto

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    37

    i m ag e m

    Steam Machines: Pc gamer confinados nos quartos dos jogadores, ganharo espao nas salas de estar ao lado dos videogames como Xbox One e PlayStation 4 e com diversas opes de modelos, designs e

    configuraes. Chegam ao mercado americano no segundo semestre a partir de US$ 500

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    38

    co lu n a por Maria angela orlando

    Vamos l, porque foi dado o pontap inicial para os novos 365 dias que j comearam. Com ou sem as supersties que rondam essa poca, com ou sem reflexes profundas sobre o que aconteceu no ano passado, com ou sem metas objetivas do que se quer alcanar neste ano, agora o negcio aguentar este vero do co e cumprir etapas. Disso ningum escapa. Tem pagamento das mais variadas contas, compra de material escolar, cura de gripes e desidra-taes, faxina de papis e afins, doaes variadas, decises, hesitaes, terapia em grupo e muito mais.

    Como passei meu ano novo por aqui e em local conhecido e tumultuado, meu ritual de renovao escolheu a serra para se realizar. Hotel tranquilo, sute toda em lambri, lenis branquinhos, caf da manh super farto e uma bicharada variada e espalhada para cumprimentar. Depois, sauna, conversa fiada, gente conhecida, cerveja gelada, almoo caseiro, pudim de tapioca com coco e uma soneca em cima da grama, debaixo da rvore. Precisa mais? Show! Perfeito, perene, purificador. Hora de pegar a estrada de volta.

    As viagens, para mim, tm o dom da renova-o. Mas outras experincias tambm despertam os sentidos. Interiorizar o novo o que importa, j dizia o velho poeta. O que no vale fazer sempre as mesmas coisas e andar sempre pelos mesmos caminhos. Automatiza a vida, acostuma o olhar,

    renovao

    Maria Angela Orlando formada em Informtica pela UERJ com passagem profissional pela Anixter, Adobe e Avaya. Atuou tambm na rea de treinamento corporativo, no Grupo Ibmec e na Fundao Getlio Vargas. Atualmente consultora em coaching comercial e criadora do blog zoomcotidiano.wordpress.com para publicao de crnicas.

    envelhece a alma. Quem quer esse pacote? Eu no quero, de jeito nenhum. Conversar sempre com amigos queridos, tambm pode ser reve-lador. Quantas chacoalhadas j levei na vida, acatando a verdade de certas palavras? Uiii! De filosofia em filosofia, alguma coisa muda e voc muda junto. Adoro!

    Agora, nosso brado retumbante tem que ser: vamos acontecer! Cada um do seu jeito e no seu ritmo, vamos construir exemplos, histrias, sucessos e conquistas do bem, pros-peridade, amizade, cooperao. Jpiter ser o planeta; orqudea radiante, a cor; cavalo, o animal do horscopo chins; a Mega-sena acu-mulada; a sonhada independncia. Mas voc e somente voc, ser o protagonista da sua vida. J bem disse o Papa Francisco em sua tranqui-la e profunda sabedoria, lembram? Feliz 2014 para todos ns!

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    39

    ag e n da

    a ambiente livre vai ministrar o Trei-namento em pentahobusiness intelli-gence open source fundamental. o bi estratgico para os negcios das empresas. com o curso, o aluno apren-de a criar solues que do destaque organizao que administra, ou ainda, aprende a montar o prprio negcio.

    INCLUI: certificado, material didtico e ambiente de consulta via web.

    PBLICO: administradores de empresa, consultores, profissionais da rea de Ti e empresrios.

    data: 18 21 de fevereiro de 2014LoCaL: oxenTiav. acM, 2487, ed fernandez plaza, sl 1206Horrio: 8h00 s 17h00investiMento: r$ 2.800,00

    esto abertas as inscries para o seminrio empretec, uma metodologia desenvolvida pela organizao das naes unidas (onu), que tem como objetivo proporcionar aos participantes a melhoria do desempenho empresarial e do comportamento empreendedor, contribuindo para a identificao de novas oportunidades de negcios.

    INCLUI: certificado.

    PBLICO: administradores de empresa, profissionais da rea de gesto e empreendedores.

    data: 17 a 22 de fevereiro de 2014LoCaL: sede do sebrae de alagoas,n 46, centro Maceitelefones: (82) 4009-1692 ou 4009-1619CarGa Horria: 8h00 s 18h00 investiMento: r$ 600,00

    Curso de Business inteligenCeSaLvadOr - Ba

    seminrio empreteCMaCEI aL

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    40

    r H d i g i ta l t e n d n c i a s

    smarthphones Com tela CurvaGadGets apontaM CoMo prinCipaL tendnCia para 2014

    POR VINICIUS SCOPEL

    O mundo da tecnologia no descansa. Na realidade, tudo est cada vez mais acelerado e, em 2014 no deve ser diferente. Tudo indica que este ano as telas curvas sero as grandes novidades no mercado da tec-nologia, tanto nas TVS quanto nos Smarthphones. Saiba mais sobre esses dispositivos curvados.

    A LG segue a tendncia do smartphone Galaxy Round, da Sa-msung, ao lanar o LG G flex, o gadget conta com uma tela de 6 polegadas, flexvel e que ainda possui uma tecnologia que consegue se "regenerar" e ficar novo em folha aps ser riscado ou arranhado. Alm disso, tem microprocessador quad-core Qualcomm Snapdra-gon de 2.26 GHz, memria RAM de 2 gigabytes e de armazenamen-to (eMMc) de 32 GB, cmera de 13 megapixels e frontal de 2.1 MP.

    LG G Flex

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    41

    Samsung Round

    Mas porque a tela curvada? A curva no aparelho vai da parte de cima de baixo, reduzindo a distncia entre a boca e o microfone, "como os antigos telefones faziam". O objetivo melhorar a qualidade das ligaes: o som aumenta 3 dB (decibis) em relao a smartphones retos, segundo a fabricante sul-coreana. A empresa diz que o design garante firmeza ao segurar o aparelho, que se encaixa "com mais conforto" no bolso de trs da cala.

    Telas em plsticos?O LG G flex assim como o Galxy Round usam plstico em vez de vidro, como o substrato em telas. Isto deve permitir a elas chegar ao mercado mais cedo, j que telas de vidro flexvel ainda esto a alguns anos de se tornar realidade. Entretan-to, LG e Samsung diferem literalmente na direo adotada. Enquanto a tela da LG se curva de cima a baixo, a da Samsung se curva de um lado ao outro, permi-tindo que a tela cubra tambm as laterais do smartphone.

    O preo sugerido do Galaxy Round est acima de US$ 1 mil e at o momen-to s ser comercializado na Coreia do Sul. A LG ainda no divulgou o preo estimado para o G Flex.

    As telas curvas abrem possibilidades para designs dobrveis que podem eventualmente transformar o mercado de smartphones de ponta por permitir que dispositivos mveis e vestveis assumam novas formas.

  • g u i a d e c a n a i s

    AMPLA iNTEGRAO

    Perfil: Empresa integradora de solues de voz, dados e vdeo com notria especializao em cabeamento, CFTV IP e telefonia IP.

    CertifiCaes: Panduit e Uniprise (cabeamento estruturado), Avaya e 3Com (switches e centrais telefnicas de pequeno e grande porte), Pelco, Axis e Sony (CFTV IP) e Alvarion (rdios outdoor).

    (71) 3276-0159 / www.amplaintegracaoo.com.br

    SiSTEMAS TECNOLOGiA LTDA

    Perfil: Especializado em duas reas distintas: TELECOM, com foco em redes de dados sem fio, CFTV, controle de acesso, cabeamento estruturado, automao predial, e Preveno e combate a incndio.

    CertifiCaes: Cambium Networks, Axis, Digifort, Pandwit, Ortronics/Legrand, GLobalFIre.

    (71) 3357-1444 / www.sistemastecnologia.com.br

    LOGiC ENGENHARiA

    Perfil: Empresa integradora de solues de voz, dados e vdeo com notria especializao em infraestrutura de redes, segurana lgica e CFTV.

    CertifiCaes: Systimax, Furukawa e Uniprise (cabeaemento estruturado), Avaya, Extreme e Cisco (switches e centrais telefnicas IP) e Axis (CFTV IP).

    (71) 3352-5200 / www.logicengenharia.com.br

    HANKELL

    Perfil: Empresa especializada em radiocomunicao, sistemas fixos e mveis, fabricao de antenas Colinear, Log, Telcel e Yagi, construo de torres. Projetos e consultoria em transmisso de dados, voz e imagem.

    CertifiCaes: Motorola, Radwin e Ubiquiti.

    (71) 3172-8900 / www.hankell.com.br

    Salvador - BA

  • WiMAxi

    Perfil: Empresa integradora de solues para cidades digitais com notria especializao em rdios, acesso a internet, monitoramento urbano e cidades digitais.

    CertifiCaes: Alvarion (rdios outdoor), Axis (CFTV IP) e Aker (Security solution).

    (75) 3225-6972 / www.wimaxi.com.br

    Feira de Santana - BA

    PLEiMEC SOLUTiON

    Perfil: Empresa altamente especializada em videoconferncia, solues de ensino a distncia e solues de telefonia IP.

    CertifiCaes: Polycom (vdeoconferncia) e Avaya (telefonia IP).

    (85) 3459-8000 / www.pleimec.com.br

    Fortaleza - CE

    fONMART

    Perfil: Empresa integradora de solues de infraestrutura, networking, datacenters, integrao de voz, dados e vdeo, servidor de rede, outsourcing e cidades digitais.

    CertifiCaes: Systimax, Uniprise e Furukawa, Bosch e Axis, Alvarion, Avaya, Emerson, Barco e Telespazio.

    (98) 2109-5500 / www.fonmart.com.br

    RDOiS iT SERViCES

    Perfil: Atua com um alto nvel de excelncia nos segmentos de Networking, Suporte de TI, Outsourcing e Segurana da Informao. Tem como parceiras de atuao a HP, Alcatel-Lucent, Furukawa, Trend Micro, APC dentre outras.

    CertifiCaes: HPN, Axis, Furukawa, Riverbed, Trend Micro.

    (85) 3459-4222 / www.rdoisitservices.com.br

    So Luis - MA

  • g u i a d e c a n a i s

    NixCOMM

    Perfil: Empresa integradora em tecnologias de voz, dados, imagens e automao para solues de comunicao unificada e sistemas de inteligncia predial.

    CertifiCaes: AMP, Siemon, Prysmian, Avaya, Extreme, Brocade, Axis, Pelco, Kodo, Samsung, Genetec, HID e Motorola (RFID).

    (81) 3222-7300 / www.nixcomm.com.br

    TRiADE

    Perfil: Empresa integradora de solues de infraestrutura, networking, integrao de voz, dados e vdeo, servidores de rede.

    CertifiCaes: Furukawa (cabeamento estruturado), Axis (CFTV IP), Digifort (software de monitoramento), Avaya (telefonia IP e switches), Microsoft e Kaspersky (software) e Dell (servidores)

    (83) 3243-3153 / www.triade-net.com.br

    Recife - PE

    joo Pessoa - PB

    ESCRiTORiAL iNfORMTiCA

    Perfil: Empresa especializada em videoconferncia, telefonia IP e servidores.

    CertifiCaes: Dell (servidores), Avaya (Telefonia IP) e Polycom (Videoconferncia).

    (79) 3234-4000 / www.escritorial.com.br

    QUALiTEK

    Perfil: Especializada em Servios de Segurana da Informao, atua com Anlise de Vulnerabilidades e Pentest, Servios Gerenciados de Segurana, Fornecimento de solues e Treinamentos. Atua tambm com Infraestrutura e Redes Sem Fio para ambientes corporativos.

    CertifiCaes: Kaspersky Platinum Partner e Sonicwall Gold MSP Partner.

    (84) 4008-9454 / www.qualitek.com.br

    Aracaju - SE

    Natal - RN

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    46

    H u m o r n e r d

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    47

  • Re

    vis

    ta T

    I (N

    E)

    de

    ze

    mb

    ro

    20

    13

    48