Resumos 2 - PCP

  • Published on
    17-Dec-2015

  • View
    217

  • Download
    4

DESCRIPTION

Resumo da aula de PCP

Transcript

Resumos1. Captulo 2 PPCP, Henrique Corra

Estoques so acmulos de recursos materiais entre fases especficas de processos de transformao. Quanto maiores os estoques entre duas fases de um processo de transformao, mais independentes entre si essas fases so, no sentido que a interrupo de uma no interfere a outra.Alguns motivos para o surgimento de estoques so: - Impossvel ou invivel coordenar suprimento e demanda (capacidade, informao, custo de obteno, restries tecnolgicas). Especular com os estoques (escassez, oportunidade). Incerteza de previses de suprimento e/ou demanda: (estoques de segurana). Preencher o pipeline canais de distribuio.O modelo bsico de gesto de estoques refere-se quando e quanto suprir um item, medida que ele vai sendo consumido pela demanda. preciso definirmos o momento de suprimento e a quantidade a ser suprida, para que o estoque possa atender s necessidades da demanda.O modelo de ponto de reposio e lote econmico funciona da seguinte forma: todas as vezes que uma certa quantidade do item retirada do estoque, verificam a quantidade restante. Se essa quantidade restante menor que a quantidade predeterminada (chamada ponto de reposio), compramos determinada quantidade chamada lote de suprimento. O fornecedor leva determinado tempo (chamado lead time) para entregar a quantidade pedida, assim suprindo o estoque.

(Modelo de ponto de reposio)

- Por que o lote econmico no funciona para itens pais e filhos? Porque vai ter muito estoque, no vai consumir o estoque que dispara. No conseguindo ligar o item pai e filho.Para determinarmos os parmetros do sistema, adotamos uma abordagem de custo que so:Cf custo fixo de fazer um pedido de suprimento. No varia com a quantidade pedida.Ce custo unitrio anual de estocagem. Inclui todos os custos ocorridos por manter o item em estoque. Custo de armazenamento CA: so calculados multiplicando o estoque mdio (dado pelo tamanho do lote dividido por dois) mantido pelo sistema pelo custo unitrio anual de estocagem:CA = Ce x L/2Custo de pedido CP: so calculados multiplicando os custos fixos de um pedido Cf, pelo nmero total de pedidos feitos ao longo do ano (dado pela demanda anual DA dividido pelo tamanho do lote L):CP = Cf x DA/LO lote econmico dado por:LE = raiz(2 x DA x CF / Ce)E para calcular o ponto de suprimento ou reposio, multiplicamos a taxa da demanda por unidade de tempo D, pelo tempo de suprimento LT (na mesma unidade de tempo da demanda):PR = Dmdio x LT + EsegO Eseg, estoque de segurana encontrado por:Eseg = FS x sigma x raiz(LT/PP)Onde:FS = fator de seguranaSigma = desvio-padro estimado para a demanda futuraLT = lead time de suprimentoPP = periodicidade qual se refere o desvio-padroDmdio = d1+d2+d3+d4+...+dn / nSigma = raiz((d1-dmd) + (d2-dmd) + (d3-dmd) + ... + (dn-dmd) / n -1)

Cculo de lote econmico quando o suprimento no se d de forma instantneaLE = raiz(2 x DA x Cf / Ce x (1 DA/PA))Onde:LE = lote econmico para a situao em que a reposio se d de forma gradualDA = taxa anual segundo a qual a demanda se dPA = taxa atualizada segundo a qual a produo ocorreCf = custo fixo de preparaoCe = custo unitrio anual de armazenagem

Itens de demanda dependente e itens de demanda independenteItens de demanda independente so aqueles cuja demanda no depende da demanda de nenhum outro item. Um exemplo o produto final, que tem normalmente sua demanda dependente de aspectos do mercado e no da demanda de outro item.Itens de demanda dependente, sua demanda depende da demanda de algum outro item.A diferena entre os dois itens que a demanda do primeiro tem de ser prevista, com base nas caractersticas do mercado consumidor e a demanda do segundo no necessita se prevista, pois, sendo dependente de outro, por ser calculada, com base na demanda deste.

2. Captulo 3 PPCP, Henrique CorraMRP planejamento de necessidades materiaisO conceito de clculo de necessidades de materiais simples, baseia-se que, se so conhecidos todos os componentes de determinado produto e os tempos de obteno de cada um deles, podemos, com base na viso de futuro das necessidades de disponibilidade do produto em questo, calcular os momentos e as quantidades que devem ser obtidas, de cada um dos componentes para que no haja falta nem sobra de nenhum deles, no suprimento das necessidades dadas pela produo do referido produto.Itens pais e itens filhos e estrutura de produtoChamamos de itens filhos os componentes diretos de outros itens, estes correspondentemente chamados itens pais de seus componentes diretos.Notamos que no MRP tem uma lgica que parte da viso de futuro de necessidade de produtos acabados e depois vem explodindo as necessidades de componentes nvel a nvel, para trs no tempo. Por isso a lgica MRP chamada de lgica de programao para trs.- No MRP a vantagem em relao ao modelo de reposio que consegue disparar um estoque com base no futuro e no no histrico. Usa-se a estrutura do produto e o lead time.

Exerccio sobre MRP Planejamento de Necessidades dos MateriaisQuesto 1. Considere a estrutura do produto e as seguintes informaes sobre o estoque:

O lead-time de uma semana para todos os itens, e no h recebimentos programados para nenhum deles. Quantas unidades do produto A podem ser entregues aos clientes no incio da prxima semana, se ocorrer os seguintes eventos (CONSIDERE CADA ALTERNATIVA ISOLADAMENTE, OU SEJA, PARTINDO SEMPRE DA SITUAO DESCRITA ACIMA):a) tudo correr conforme previsto.b) a estrutura do produto estiver errada (na realidade, usam-se duas unidades do B para se fabricar uma unidade do A).c) o estoque do material D estiver errado (na realidade, esto disponveis somente 25 unidades).

Questo 2. Dada a estrutura do produto a seguir, complete as tabelas com os registros do MRP para os componentes A, B e C (considere L/L- lota a lote):

Questo 3. Dada a estrutura do produto a seguir, complete as tabelas com os registros do MRP para os componentes A, B e C: (utilize os parmetros de planejamento indicados).

3. Captulo 6 PPCP, Henrique CorraMPS Planejamento-mestre da produoO MPS coordena a demanda do mercado com os recursos internos da empresa de forma a programar taxas adequadas de produo de produtos finais. O MPS deve ser bem gerenciado. Se isso mal feito, o resultado um mau uso dos recursos da organizao, um mau atendimento s demandas do mercado ou ambos. Um mau uso do MPS pode inclusive por a perder as vantagens obtidas por um bom processo de S&OP. Bem gerenciado, por outro lado, o MPS colabora com a melhora do processo de promessa de ordens para clientes, com melhor gesto de estoques dos produtos acabados, melhor uso e gesto da capacidade produtiva e melhor integrao na tomada de deciso.Por meio de uma viso do balano entre suprimento e demanda, a programao-mestre permite oferecer aos clientes um adequado nvel de servio, dentro das restries impostas pelos nveis de estoques, recursos produtivos e tempo disponveis.Para o programador-mestre o desafio tentar programar a produo de forma a manter suas taxas de produo o mais estveis possvel, com mnima formao de estoques, levando em conta, para isso, os custos envolvidos; por um lado, de variar as taxas de produo e, por outro, de carregar estoques.Registro bsico de MPSO registro bsico do MPS mais um suporte informacional tomada de deciso, sendo que a principal nfase est no processo decisrio, de certa forma externo ao registro, sobre quais produtos acabados, em quantidades e em que perodos produzir.Previso de demanda independenteSignifica a previso da demanda que ocorrer de forma independente da demanda de qualquer outro no sistema. Refere-se, por exemplo, demanda que o mercado consumir, com os itens sendo vendidos diretamente ao cliente.Demanda dependenteIdentifica as quantidades de item em questo que sero vendidos no futuro, como parte de algum outro produto.MPS em produo para estoque (MTS)Na produo MTS, os produtos so feitos para serem estocados e s ento consumidos. Televisores por exemplo, so produtos produzidos em unidades MTS.Como em produes MTS a possibilidade de mantermos estoques de produtos acabados est presente, tem-se uma gama de possibilidades de ao, sendo as principais: Nivelamento do MPS, nivelamento do MPS por blocos e seguimento da demanda.

MPS em montagem sob encomenda (ATO)Na produo ATO, no conhecemos a configurao do produto final at que o pedido do cliente seja conhecido pela empresa. Ento a opo de nivelar a produo no existe. A poltica a seguir a de seguimento da demanda.MPS em manufatura sob encomenda (MTO)Na produo MTO tambm impossvel ou invivel trabalhar com estoques isoladores de produtos acabados, pois no conhecemos o produto acabado at que o pedido do cliente seja conhecido. A poltica de MPS deve ser ento de seguimento da demanda.MPS em projeto e produo sob encomenda (ETO)No ETO, a empresa no conhece nenhuma caracterstica do produto que vai fornecer at que conhea o pedido do cliente. Dever usar tambm o seguimento de demandas.Questo 2.O MPS aproximadamente vivel? Justifique.Questo 3.Considerando que o MPS no seja aproximadamente vivel, quais so as possveis aes a serem tomadas? Justifique cada uma das aes citadas.Questo 4.Qual a importncia da etapa de elaborao do MPS?EXEMPLODada a lapiseira P207 Considere: Ordens abertas: Estoques:Corpo do miolo 1000 unid. Semana 11 Plstico ABS 70 kgCorpo externo P207 1500 unid. Semana 12 Miolo 207 500 unid.Plstico ABS 20 kg Semana 13 Determine as quantias necessrias de plstico ABS (fazer o registro bsico do MRP).Item: Lapiseira P207

Lead Time: 1 semana

11121314151617181920

Necessidade bruta20002000250030002000

Rec. Programado

Estoque00000000000

Plano de liberao20002000250030002000

Item: Corpo externo P207

Lead Time: 2 semanas

11121314151617181920

Necessidade bruta200020002500300020000

Rec. Programado150000

Estoque00150015001500000000

Plano de liberao500200025003000200000

Item: Miolo interno P207

Lead Time: 3 semanas

11121314151617181920

Necessidade bruta15002000250030002000

Rec. Programado

Estoque0000000000

Plano de liberao15002000250030002000

Item: Miolo P207

Lead Time: 1 semana

11121314151617181920

Necessidade bruta200020002500300020000

Rec. Programado000

Estoque500500500500500000000

Plano de liberao0150020002500300020000

Item: Corpo do miolo P207

Lead Time: 2 semanas

11121314151617181920

Necessidade bruta15002000250030002000

Rec. Programado1000

Estoque0100000000

Plano de liberao2500*250030002000

Item: Plstico ABS 17g

Lead Time: 1 semana

11121314151617181920

Necessidade bruta2500250035002000250030002000

Rec. Programado20000

Estoque70000g27500000000

Plano de liberao150003950034000425005100034000

15kg39,5kg34kg42,5kg51kg34kg

4. Captulo 8 8.3 PPCP, Henrique Corra

Objetivos do RCCPO planejamento de capacidade de mdio prazo, visa subsidiar as decises do MPS, com os seguintes objetivos:- Antecipar necessidades de capacidade de recursos que requeiram prazo de alguns poucos meses para sua mobilizao;- Gerar um plano de produo de produtos finais que seja aproximadamente vivel para que no perca tempo com o processamento do MRP, e ento descobrir graves problemas de excesso de capacidade, tendo que volta ao planejamento do MPS;- Subsidiar as decises de quanto produzir de cada produto, principalmente nas situaes em que no possvel produzir todo o volume desejado para atender aos planos de venda.Exerccio sobre RCCPQuesto 1. Considerando que o recurso crtico o Centro de Trabalho 2, desenvolva o RCCP - Planejamento Aproximado da Capacidade utilizando o MPS - Plano Mestre de Produo para os prximos perodos.Estrutura do produto

Plano de processo