Questes para prova 2 ano do ensino mdio 1 bimestre

  • Published on
    14-Aug-2015

  • View
    163

  • Download
    1

Transcript

1. Questes para o trabalho 2 Ano do Ensino Mdio 1 Bimestre Escola Estadual Maria Olmpia de Souza Queiroz Maciel Filosofia Nome: Ester Pinheiro Santana Nmero: 17 Srie: 2ano A 1. Qual a diferena entre Anomia e Autonomia? A anomia a ausncia de lei ou de regras, desrespeito as normas scias, desordem. E a autonomia capacidade da vontade humana de se autodeterminar segundo uma legislao moral por ela mesma estabelecida, sem influncias, efetuando racionalmente as suas prprias escolhas. 2. O que Heteronomia? a aceitao de normas que no so nossas, mas que reconhecemos como vlidas para orientar a nossa conscincia que vai discernir o valor moral de nossos atos. Dependncia, submisso, obedincia. 3. Para que filosofia? - as evidncias do cotidiano e a atitude filosfica.Em nossa vida cotidiana, afirmamos,negamos,desejamos,aceitamos ou recusamos coisas, pessoas,situaes.Fazemos afirmaes como "onde h fumaa, h fogo",ou "no saia na chuva para no se resfriar". Avaliamos coisas e pessoas,dizendo, por exemplo,"esta casa mais bonita do que a outra" e "Maria est mais jovem do que Glorinha". Em uma disputa, quando os nimos esto exaltados, um dos contendores pode gritar ao outro: Mentiroso! Eu estava l e no foi isso o que aconteceu, e algum, querendo acalmar a briga, pode dizer: "Vamos ser objetivos,cada um diga o que viu e vamos nos entender". E se, em vez de afirmarmos que gostamos de algum porque possuias mesmas idias, os mesmos gostos,as mesmas preferncias e os mesmos valores, preferssemos analisar: O que um valor? O que um valor moral? O que um valor artstico? O que a moral? O que a vontade? O que a liberdade? Como se poderiam melhor entender e ensinar essas questes filosficas? (Marilena Chau. Filosofia. Srie Novo Ensino Mdio. So Paulo: tica, 2002,p. 7-9 - com adaptaes). Considerando o ensino da Filosofiae suas indagaes na atualidade e a temtica abordada no texto, assinale a opo correta. A - A traduo do saber filosfico para o estudante diz respeito a questes de oratria e de como se apresentar adequadamente ao pblico. B - O conhecimento ilustrativo e enciclopdico da filosofia o fundamento do conhecimento de todas as coisas pelas suas causas ltimas. C - A importncia do conhecimento filosfico decorre do esclarecimento dos conceitos, do entendimento da realidade, da busca da Felicidade e a construo do Cidado. D - A filosofia tem como funo primordial ser caminho para a teologia e para o entendimento da divindade. 4. O que Moral? 2. um conjunto de regras aplicadas no cotidiano e usadas continuamente por cada cidado. Essas regras orientam cada indivduo, norteando as suas aes e os seus julgamentos sobre o que moral ou imoral, certo ou errado, bom ou mau. 5. O que tica? um conjunto de conhecimentos extrados da investigao do comportamento humano ao tentar explicar as regras morais de forma racional, fundamentada, cientfica e terica. uma reflexo sobre a moral. 6. Entre os objetivos da Filosofia no ensino mdio, inclui-se A - preencher as lacunas da sociologia, da psicologia e da histria conforme determina a Lei de Diretrizes e Bases do Ensino Nacional. B - desenvolver o educando com base nos princpios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tendo por base o seu pleno desenvolvimento, preparando-o para o exerccio da cidadania e sua qualificao para o trabalho. C - entender a filosofia no ensino mdio como entendida pela Lei de Diretrizes e Bases do Ensino Nacional, ou seja, como disciplina obrigatria da educao especial. D - conceder o grau de Licena de Ensino Mdio para a formao de futuros professores de Filosofia. E N.D. A 7. Em filosofia, a rea que estuda os valores morais. Reflete sobre o bem e o mal, o que certo ou errado e procura responder, por exemplo, se os fins justificam os meios ou os meios justificam os fins. A partir de Scrates (470 a.C-399 a.C.), a filosofia passa a se ocupar de problemas relativos ao valor da vida, ou seja, das virtudes. O primeiro a organizar essas questes Aristteles. Em sua obra destacam-se os estudos da relao entre a tica individual e a social e entre a vida terica e a prtica. Ele tambm classifica as virtudes. A justia, a amizade e os valores morais derivam dos costumes e servem para promover a ordem poltica. A sabedoria e a prudncia esto vinculadas inteligncia ou razo. Por que devemos ser ticos e em que essa atitude pode influenciar as demais pessoas? Eu acredito que as pessoas ticas, se daro mais bem em suas vidas, uma pessoa tica tem valores, tem respeito, seus comportamentos so bons. Uma pessoa tica pode influenciar as outras pessoas, pra ela pensar no comportamento dela que antitico, e talvez ate melhorar seu cotidiano. 8. Explique o porqu que cada sociedade possui a sua prpria Moral: Cada sociedade tem um modo diferente de viver, culturas diferentes, cada sociedade tem suas prprias leis, algumas com leis rgidas e outras com leis fracas, cada uma com sua moral. Cada sociedade ensina as pessoas do que certo e errado desde pequeno, de acordo com que elas acham o que certo e errado. 9. Podemos comparar as Leis com a Moral e a tica? Sim, tanto a moral e as leis, se resumem em regras que tentam estabelecer certa previsibilidade para as aes humanas. Mas ambas se diferenciam, a moral porque estabelecer regras que so assumidas pelas pessoas, j as leis estabelece as regras de uma sociedade 3. delimitada pelo estado. Alguns filsofos afirmam que as leis um subconjunto da moral. UM dos objetivos da tica buscar justificativas para as regras proposta pela moral e leis. 10. Tendo em vista a contribuio das aulas de filosofia para o desenvolvimento do senso crtico do aluno, assinale a opo correta. A - Apenas o conhecimento dos filsofos europeus e a repetio das idias dos filsofos para o seu correto entendimento so importantes. B - A inteligncia crtica dos problemas filosficos deve ser o nico objetivo a ser perseguido pelos professores de filosofia do ensino mdio. C - A filosofia um saber ornamental, pois o conhecimento que com o qual ou sem o qual se torna tal e qual. D A Filosofia como matria no currculo dos alunos tem como objetivos ajudar os alunos em seus prprios questionamentos e a conduzir em um pensamento e na elaborao de um esquema lgico de raciocnio, levando-o a construir as suas prprias respostas. E- N.D.A Professor. Esp. Walfrido Monteiro Jnior. Titular de Filosofia. Titular de Lngua Portuguesa Arquelogo.

Recommended

View more >