PROPOSTA DE TEMA DE DISSERTAO DE ? apropriadamente o seu grado de criticidade e, desta forma,

  • Published on
    21-Sep-2018

  • View
    212

  • Download
    0

Transcript

  • UNIVERSIDADE DE BRASLIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM GEOTECNIA

    PROPOSTA DE TEMA DE DISSERTAO DE MESTRADO

    Nome do Tema:

    Ensaios de percolao com permemetro de carga varivel e parede flexvel

    Nome do Orientador / Co-Orientador: Titulao: Departamento, Instituio ou Empresa Juan F. R. Rebolledo / Hernn E. M. Carvajal D.Sc. ENC / FT / UnB

    Sumrio do Tema:

    A correta determinao da permeabilidade de materiais "impermeveis" necessria para o desenvolvimento de projetos de grande relevncia, tanto no campo da engenharia civil, como da engenharia ambiental, entre os quais, destacam-se os seguintes: pavimentao, ncleos impermeveis para barragens, barreiras impermeveis para isolamento de aterros de resduos industriais, sistemas de impermeabilizao de lagoas artificiais, etc.

    Com a finalidade de determinar a

    permeabilidade de solos finos compactados, no ano de 1996, Rodrguez e Auvinet desenvolveram um permemetro de carga varivel e parede flexvel, com as seguintes caractersticas:

    1. Capacidade de aplicao de contrapresso para

    aumentar o grau de saturao do material. 2. Capacidade de aplicar presso de confinamento

    para conseguir um selamento completo entre a amostra e o permeametro.

    3. A altura da amostra pequena (5.5 cm) em comparao com as amostras utilizadas em ensaios triaxiais, permitindo diminuir o tempo de ensaio.

    4. A rea da amostra e grande (dimetro = 13 cm), o que diminui o efeito de escala.

    5. possvel aplicar gradientes de at 20. 6. Amplo intervalo de medio de coeficientes de

    permeabilidade: 1x10-5 m/s

  • UNIVERSIDADE DE BRASLIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM GEOTECNIA

    PROPOSTA DE TEMA DE DISSERTAO DE MESTRADO

    Nome do Tema: Sistema de Classificao mecnica de encostas para fins de projetos de estradas:

    Validao da metodologia

    Nome do Orientador / Co-Orientador: Titulao: Departamento, Instituio ou Empresa Hernn Eduardo Martnez-Carvajal / Juan Felix Rodrguez Rebolledo D.Sc. / DSc. ENC / FT / UnB

    Sumrio do Tema:

    O processo de planejamento de projetos de estradas em regies montanhosas passa necessariamente por uma etapa inicial de reconhecimento geolgico geotcnico com fins de identificar trechos com estabilidade crtica ou dificuldades geotcnicas especiais. Esta avaliao inicial do terreno fundamental para definir as etapas seguintes de explorao geotcnica detalhada, ensaios de laboratrio, planejamento da licitao, prazos e custos. No obstante, em muitos casos o gelogo no consegue identificar todos os trechos crticos ou no consegue classificar apropriadamente o seu grado de criticidade e, desta forma, no entrega equipe de projeto dados relevantes para as etapas seguintes.

    O trabalho aqui proposto pretende validar uma metodologia de anlise sistemtica das encostas de projetos de rodovias em regies montanhosas, chamada: Sistema de Classificao Mecnica de Encostas para Projetos Lineares, desenvolvida

    por Moreno-Ceballos (2014) como parte do seu trabalho de pesquisa de mestrado em geotecnia na Universidade de Braslia.

    O referido sistema de classificao permite: (i) reconhecer trechos crticos, (ii) segmentar o projeto segundo seu comportamento esperado desde o ponto de vista da estabilidade das encostas e (iii) fornecer recomendaes de tratamento nos taludes. O trabalho ser desenvolvido a partir de um projeto de rodovia de 21km do qual j esto disponveis todas as informaes relativas geometria, sees tpicas (Figura 1), geologia e obras de estabilizao. O aluno dever realizar trabalho de campo para levantamento das informaes necessrias para o sistema de classificao e desenvolver habilidades de gerenciamento e representao espacial de variveis geolgicas, geomorfolgicas e outras, numa plataforma SIG. Indispensvel: dedicao exclusiva ao projeto.

    Figura 1. Seo tpica do projeto a ser estudado.

    Apoio / Financiamento: CAPES, CNPq, PPG.Braslia, DF, 13/11/2014

    Local e Data Orientador Coorientador Aprovao da Coordenao de Ps-Graduao em Geotecnia

    Local e Data Coordenador

    Aju

    dem

    o P

    lane

    ta

    Use

    m p

    apel

    reci

    clad

    o

  • UNIVERSIDADE DE BRASLIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM GEOTECNIA

    PROPOSTA DE TEMA DE DISSERTAO DE MESTRADO

    Nome do Tema: Desempenho de Misturas a Quente Abertas com Asfalto-Borracha de 4a Gerao

    Nome do Orientador / Co-Orientador: Titulao: Departamento, Instituio ou Empresa Mrcio Muniz de Farias PhD ENC / FT / UnB

    Sumrio do Tema: Ligantes asflticos modificados com borracha moda de pneus (BMP) tm sido

    largamente empregados em misturas a quente abertas em vrios pases, especialmente nos EUA, devido ao excelente desempenho no combate a trincas por fadiga e deformaes permanentes. At recentemente havia trs processos bsicos de preparao de Asfalto-Borracha (Asphalt-Rubber, AR): via seca, via mida e via terminal. A via seca de fato no constitui um Ligante Modificado, mas apenas a substituio na usina de parte dos agregados minerais por grnulos de borracha. Misturas via seca apresentam pior desempenho em relao aos outros tipos de AR, devido ao pouco tempo de reao no misturador e a dificuldades de compactao, mas tm a vantagem da simplicidade no processo de fabricao. A via mida consiste na obteno de um Ligante Modificado numa pr-mistura do ligante asfltico convencional (CAP) com 15%-20% de BMP, a uma temperatura de 180-190 oC, durante cerca de 45-60 minutos em condies anaerbicas. Este processo produz o melhor resultado em termos de desempenho de fadiga e deformao permanente, porm exige equipamentos especficos e caros que devem ser acoplados diretamente durante a fase de usinagem da mistura. A via terminal uma modificao da via mida que facilita a produo de Ligante Modificado na prpria refinaria, longe da usina de asfalto. Isto conseguido reduzindo a percentagem de BMP a 10%-15% e introduzindo leos extensores. Infelizmente a quantidade reduzida de BMP e os leos reduzem o desempenho de misturas com AR via terminal. Ademais tanto a via mida quanto a terminal exigem o emprego de temperaturas de usinagem mais elevadas e rgido controle de temperatura de compactao. Com vistas a mitigar estes aspectos foi desenvolvida recentemente uma 4a gerao de AR, chamada Rubind (www.rubind.com). Nesta tecnologia emprega-se grnulos de borracha pr-ativados (Reacted and Activated Rubber - RAR), diretamente na fase de usinagem. O uso de RAR permite a reciclagem de uma elevada quantidade de BMP (30%-40%) em um processo de mistura simples como a via seca e com desempenho superior via mida. O objetivo desta pesquisa, pioneira no Brasil, investigar o desempenho do Rubind, empregando tcnicas avanadas de ensaios em laboratrio da metodologia Superpave. Para tanto pretende-se realizar ensaios de fadiga em amostras trapezoidais com um novo tipo de equipamento, alm ensaios de mdulo de resilincia e ensaios de deformao permanente. Estes resultados devem ser utilizados para dimensionar um pavimento, segundo o novo guia MEPDG (Mechanistic-Empirical Pavement Design Guide) e comparar com o procedimento convencional.

    Apoio / Financiamento: CNPq, CAPES, FAP-DF Braslia, DF, 16/06/2014 Mrcio Muniz de Farias

    Local e Data Orientador Coorientador

    Aprovao do PPG Braslia, DF,

    Local e Data Coordenador

  • UNIVERSIDADE DE BRASLIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM GEOTECNIA

    PROPOSTA DE TEMA DE DISSERTAO DE MESTRADO

    Nome do Tema: Anlise de Fundaes de Aerogeradores Utilizando Modelos Reduzidos e Mtodos de Partculas

    Nome do Orientador / Co-Orientador: Titulao: Departamento, Instituio ou Empresa Mrcio Muniz de Farias PhD ENC / FT / UnB

    Sumrio do Tema: A matriz energtica brasileira, apesar de sua firme base hidroeltrica, vem mudando rapidamente com a incluso de fontes alternativas. Dentre estas a mais competitiva e que mais cresce no momento a energia elica. A produo deste tipo de energia exige a implantao de parques de aerogeradores, geralmente em regies de solos arenosos que caracterizam boa parte do litoral brasileiro. As unidades elicas, ou aerogeradores, so grandes estruturas compostas de torre, nacela e ps, assentadas em fundaes profundas de grandes dimenses. Vrios problemas tem sido reportados com este tipo de fundao, principalmente devido a dificuldades de prever os efeitos das cargas de vento cclicas e aleatrias. Um primeiro trabalho neste tema foi realizado na dissertao de delaRosa (2014), utilizando uma abordagem contnua, discretizada por elementos finitos com o programa ABAQUS, em condies estticas. Este trabalho mostrou as dificuldades relativas modelagem da estrutura de fundao em concreto armado, bem como a simulao da abertura ("gap") que se forma entre esta e o solo. O presente projeto pretende aprofundar o conhecimento qualitativo deste tipo de estrutura. Para tanto, sugere-

    se adotar uma abordagem mais fundamental, baseada no Mtodo dos Elementos Discretos (DEM), no qual os problemas dinmicos e as descontinuidades so tratados naturalmente. As anlises com DEM devem ser validades por meio de simulaes de ensaios em modelos reduzidos. Estes ensaios foram feitos no Instituto de Tecnologia de Nagoya (Japo), com o macio simulado em 2D por cilindros de ao de pequeno dimetro e em 3D com esferas de alumina. Modelos adicionais podem ser construdos na UnB. Estes

    modelos so ideais para simulao via DEM. Complementarmente devem ser feitas anlises de elementos finitos com o ABAQUS, de modo que os modelos reduzidos possam ser transpostos para uma escala real. O presente projeto contar com o apoio de Furnas e todos os recursos numricos, fsicos e financeiros necessrios esto disponveis. O projeto eventualmente deve continuar em nvel mais avanado, incluindo situaes tridimensionais e computao de alto desempenho.

    Apoio / Financiamento: CNPq, CAPES, FAP-DF, FURNAS Braslia, DF, 16/06/2014 Mrcio Muniz de Farias

    Local e Data Orientador Coorientador

    Aprovao do PPG Braslia, DF,

    Local e Data Coordenador

  • UNIVERSIDADE DE BRASLIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL

    Nome do Tema:

    ENSAIOS EM COLUNA PARA AVALIAOO DE CONTAMINAO DE MULTIESPCIES

    Nome do Orientador/Co-Orientador: Titulao: Departamento, Instituio ou Empresa

    Luis Fernando Martins Ribeiro Andr Luis Brasil Cavalcante

    DSc DSc .

    ENC/UnB ENC/UnB

    Sumrio do Tema (at 500 palavras):

    Com a atual necessidade de se lidar com problemas de contaminao do solo e da gua subterrnea, se faz necessrio o estudo dos problemas de contaminao por produtos qumicos orgnicos e/ou inorgnicos. Esses estudos envolvem a determinao dos parmetros fsicos desses compostos bem como a forma pela qual tais compostos se movem, quando dissolvidos, na gua subterrnea. Como parte desses estudos est a simulao numrica do transporte dos contaminantes nos meios porosos, mas para a realizao desse tipo de modelagem necessria a obteno de uma srie de parmetros adicionais que no so conseguidos em ensaios em coluna tradicionais. Esta pesuisa pretende desenvolver modificaes no ensaio de coluna com o objetivo final de melhorar a qualidade dos parmetros envolvidos na modelagem de contaminao multiespcies e a consequente verificao e validao deste modelos. Neste contexto, o objetivo principal dessa pesquisa o desenvolvimento de um ensaio de coluna para avaliao de contaminao multiespcie no solo sob condies multifsicas e validao numrica utilizando ferramentas computacionais especficas ara esse item. Para desenvolvimento deste trabalho proposta a seguinte metodologia:

    (i) Reviso bibliogrfica sobre o estado da arte no que diz respeito aos modelos de transporte de contaminantes multiespcies e ensaios em coluna. (ii) Desenvolvimento de um ensaio em coluna modificado. (iii) Validao dos resultados obtidos pela simulao numrica com os dados obtidos no estudo laboratorial.

    Como se trata de um trabalho experimental, os requisitos necessrios para desenvolvimento da pesquisa so: (i) Dedicao exclusiva ao trabalho e (ii) ter cursado as disciplinas relevantes para o tema

    Pr-Requisitos:

    Ser aluno(a) regularmente matriculado(a) no Programa de Ps-Graduao em Geotecnia da UnB.

    _______________________ _________________________ _________________________ Local e Data Orientador Co-Orientaador

    Aprovao da Proposta de Tema em Reunio de rea

    _________________________ _________________________ Local e Data Coordenador

  • UNIVERSIDADE DE BRASLIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL

    Nome do Tema:

    APLICABILIDADE DOS CO-PRODUTOS DO AO EM OBRAS RODOVIRIAS

    Nome do Orientador/Co-Orientador: Titulao: Departamento, Instituio ou Empresa

    Luis Fernando Martins Ribeiro Gilberto Fernandes

    DSc DSc

    ENC/UnB UFOP

    Sumrio do Tema (at 500 palavras): Com o aumento da demanda por recursos naturais, diversas pesquisas tem se mostrado importantes ao procurar fontes alternativas para minimizar a extrao de recursos naturais e maximizar a utilizao de resduos gerados nos processos industriais e de minerao. A construo de estradas representa um alto potencial para o consumo destes resduos, j que em apenas 1 km de via de 10 m de largura emprega-se entre 2.000 t a 3.250 t de agregados (VALVERDE, 2001). Observa-se que a produo brasileira de ao bruto estimado pelo Instituto Ao Brasil para 2010 foi de 33,1 milhes de toneladas e considerando que cada tonelada de ao gera de 120 a 160 kg de escria de aciaria, adotando-se a mdia de 140 kg de escria, percebe-se no Brasil se produz aproximadamente 4,6 milhes de toneladas de escria por ano. O grande problema associado a este resduo a sua armazenagem, normalmente depositada nos ptios das usinas gerando, assim, grandes reas para sua deposio. Neste sentido, verifica-se uma imperiosa necessidade de aproveitar e/ou reutilizar estes resduos, que por sua importante aplicabilidade j se encontram denominados como co-produtos do ao. Neste contexto, a presente pesquisa visa avaliar as potencialidades do uso dos co-produtos do ao em obras de pavimentao. Para avaliao do desempenho deste material neste tipo de aplicao prope-se:

    (i) caracterizao fsica e mecnica destes materiais em associaes com solos tropicais e materiais oriundos da reciclagem de pavimentos;

    (ii) investigar a viabilidade de sua utilizao como elemento constituinte de camadas de sistemas virios e desenvolver procedimentos normativos adequados s especificidades deste tipo de material

    (iii) implantao de um trecho experimental utilizando este material no trecho de recuperao/duplicao da rodovia MG 129 em parceria com DNIT e monitoramento manto continuo via instrumentao do seu desempenho em parceria com o NUGEO/UFOP

    Como se trata de um trabalho experimental, os requisitos necessrios para desenvolvimento da pesquisa so: (i) Dedicao exclusiva ao trabalho; (ii) ter cursado as disciplinas relevantes para o tema

    Pr-Requisitos:

    Ser aluno(a) regularmente matriculado(a) no Programa de Ps-Graduao em Geotecnia da UnB.

    _______________________ _________________________ _________________________ Local e Data Orientador Co-Orientaador

    Aprovao da Proposta de Tema em Reunio de rea

    _________________________ _________________________ Local e Data Coordenador

  • Universidade de Braslia Programa de Ps-Graduao em Geotecnia Proposta de tema para dissertao de mestrado

    TEMA: Tcnicas Construtivas de Tneis de Travessia

    NOME DO ORIENTADOR: Andr Pacheco de Assis

    SUMRIO DO TEMA: Tneis de travessia so tneis de curta extenso, escavados em macios de baixa competncia, muito rasos e normalmente abaixo de vias de trfego de grande demanda. Tais estruturas subterrneas so cada vez mais comuns em centros urbanos como alternativas virias ou como acesso a obras subterrneas de grande dimenses (estaes e estacionamentos). A grande demanda e a responsabilidade da via imediatamente acima dos tneis de travessia requerem deslocamentos admissveis mnimos e certamente a no interrupo das condies de trfego. J as condies geomecnicas do macio, nem sempre favorveis, e a baixa cobertura destes tneis requerem tratamento intenso do macio e um sistema de suporte rgido. Mais recentemente, prticos feitos de tubos justapostos cravados ou de colunas horizontais de jet grouting tem sido utilizados com eficincia tcnica adequada e boa relao custo-benefcio. Esta dissertao dever apresentar uma reviso bibliogrfica sobre as tcnicas de jet grouting e de cravao de tubos para fins de formao de um prtico estrutural que constituir o sistema de suporte do tnel. Uma anlise numrica complementar o trabalho, tomando como exemplo de caso o tnel a ser construdo abaixo de Eixo Monumental de Braslia nas proximidades do Centro de Convenes e da Estdio Nacional.

    PR-REQUISITOS ou CO-REQUISITOS: Disciplinas: Obras Subterrneas

    RECURSOS NECESSRIOS: PPG em Geotecnia

    OBSERVAES: Ter habilidade e gosto para trabalhar com computao e mtodos numricos

    Braslia, 16 de novembro de 2014.

  • Universidade de Braslia Programa de Ps-Graduao em Geotecnia Proposta de tema para dissertao de mestrado

    TEMA: Anlise de Percolao em Fundaes Permeveis por meio de Paredes Diafragmas ou Cortinas de Jet Gouting Profundas

    NOME DO ORIENTADOR: Andr Pacheco de Assis

    SUMRIO DO TEMA: Fundaes permeveis em barragens podem gerar perda de gua excessiva pela fundao, bem como gradientes de sada ascendentes elevados no p da barragem, o que pode gerar piping do tipo eroso regressiva. Quando a espessura das camadas permeveis significativa a soluo por trincheiras totais (cut-offs) no vivel economicamente, e a eficincia tanto dos tapetes impermeveis de montante quanto das cortinas injetadas convencionais muito questionada. Mais recentemente, paredes diafragmas executadas com fresas e cortinas de jet grouting tem sido utilizadas com eficincia tcnica adequada e boa relao custo-benefcio. A dissertao dever apresentar uma reviso bibliogrfica sobre as tcnicas de jet grouting e fresas para fins de impermeabilizao de fundaes de barragens e uma anlise de percolao paramtrica em termos de profundidade da parede e de sua permeabilidade, visando a vazo percolada e o gradiente hidrulico de sada.

    PR-REQUISITOS ou CO-REQUISITOS: Disciplinas: Mecnica das Rochas, Percolao e Barragens

    RECURSOS NECESSRIOS: PPG em Geotecnia

    OBSERVAES: Ter habilidade e gosto para trabalhar com computao, mtodos numricos e fundamentos matemticos de percolao

    Braslia, 16 de novembro de 2014.

  • UNIVERSIDADE DE BRASLIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL

    PROPOSTA DE TEMA DE DISSERTAO

    Nome do Tema: Analise microestrutural de um perfil de solo tropical compactado

    Orientador: Titulao: Departamento, Instituio ou Empresa Jos Camapum de Carvalho Doutor ENC, UnB

    Sumrio do Tema:

    Os solos, em especial os argilosos e siltosos, apresentam comportamento quase sempre diretamente ligado a sua estrutura. A ttulo de exemplo, comum em projetos de barragens de terra e de terra e enrocamento se avaliar a rede de fluxo para diferentes relaes de permeabilidade vertical em relao horizontal. Isso porque a estrutura do solo compactado pode impor certa anisotropia ao solo. evidente que essa anisotropia de comportamento hidrulico tambm se far presente no comportamento mecnico, muito embora esta ltima seja quase sempre negligenciada. No Brasil, os ncleos desses tipos de barragem so geralmente construdos usando-se solos submetidos a diferentes nveis de intemperizao, indo desde os solos profundamente intemperizados (Ex. Corumb 4) aos solos saprolticos pouco intemperizados (Ex, Manso), fazendo com que essa anisotropia varie em funo do solo. Apesar disso, ainda hoje os livros de mecnica dos solos nacionais e estrangeiros adotam como de validade universal a proposta feita por Lambe sobre a influncia da compactao na estrutura do solo. No se discute aqui a grande contribuio dada por esse autor ao entendimento do comportamento dos solos compactados, o que se busca mostrar que o entendimento posto, embora de ampla validade para os solos sedimentares, s ser vlido nos perfis de intempersmo tropical para o caso de solos pouco intemperizados de matriz argilosa ou siltosa lamelar. A dissertao avaliar a microestrutura do perfil de solo existente em frente ao SG12-UnB quando compactado nas energias normal, intermediria e modificada. Sero estudados solos provenientes das profundidades de 2m, 5m, 8m, 11m e 13m coletados por meio de poos sendo que essas profundidades podero ser alteradas em funo do perfil de intempersmo encontrado no local do poo. O estudo microestrutural ser realizado para a condio tima, para um teor de umidade que se encontre no ramo seco para as trs energias e em uma umidade que se encontre no ramo mido para as trs energias. Sero determinadas curvas caractersticas de reteno de gua, a resistncia trao e a compresso simples do solo e se for possvel em termos de tempo ensaios de permeabilidades em elementos cbicos de modo a se avaliar a anisotropia de permeabilidade. O estudo contribuir para o entendimento do comportamento dos solos permitindo atuaes mais eficientes em projetos e execuo de obras geotcnicas.

    Pr-Requisitos: Gostar da parte experimental e no estar e nem vir a estar trabalhando na fase dos estudos experimentais.

    Financiamento: PPGG e CNPq.

    Local de realizao dos estudos: Laboratrio de Geotecnia, Infralab e UFG. Caso no se viabilize a realizao de microscopias de varredura na UnB essas anlises sero efetuadas na UFG.

  • Universidade de Braslia Programa de Ps-graduao em Geotecnia Proposta de tema para dissertao de mestrado

    TEMA: Avaliao da abertura de Filtrao de Geotxteis no Equipamento de Ponto de Bolha (Bubble Point Test)

    NOME DO ORIENTADOR: Ennio Marques Palmeira

    SUMRIO DO TEMA:

    Geotxteis so cada vez mais utilizados como drenos e filtros em obras geotcnicas e de proteo ambiental. Para o seu perfeito funcionamento como elemento filtrante de fundamental importncia o conhecimento da dimenso de seus poros e da sua abertura de filtrao. As tcnicas atuais para a determinao destas grandezas se baseiam em ensaios sem confinamento do espcime de geotxtil, o que no reproduz as reais condies deste material no campo, na medida em que o mesmo trabalha confinado. Isto pode provocar considerveis erros na estimativa da capacidade de reteno de filtros geotxteis e conduzir a projetos muito conservativos ou sob condies irreais no que se refere possibilidade de colmatao do filtro. As atividades propostas so de natureza experimental e visam a determinao da abertura de filtrao de geotxteis sob tenso de compresso utilizando equipamento para ensaios de Ponto de Bolha (Bubble Point Test), apresentado na Figura 1, recentemente montado no laboratrio. Este equipamento o nico disponvel para este tipo de ensaio no Hemisfrio Sul. Diferentes condies de ensaios e tipos de geotxteis sero empregados, sob diferentes tenses normais de confinamento. Devero tambm ser ensaiados espcimes de geotxteis impregnados por partculas de solo, para avaliar a influncia desta impregnao no comportamento do filtro. Outras condies de colmatao parcial do filtro podero ser tambm avaliadas. Os ensaios so rpidos, o que permitir a investigao de um grande nmero de situaes. Os resultados permitiro comparaes com dados obtidos em equipamentos menos sofisticados, comparaes com previses de aberturas de filtrao de geotxteis por mtodos tericos e empricos disponveis na literatura e comparaes com filtros de areia. Acredita-se que os resultados tero repercusses importantes no dimensionamento de filtros geotxteis em obras geotcnicas e de proteo ambiental. PR-REQUISITOS: Dedicao exclusiva pesquisa.

    RECURSOS NECESSRIOS:

    No se antev problemas com financiamento, uma vez que o material e equipamentos necessrios para os ensaios esto disponveis no Laboratrio de Geotecnia.

    Figura 1. Equipamento a ser utilizado.

    Fonte de ar comprimido

    Filtro de ar Manmetro

    Regulador

    Clula de ensaios

    Fluxmetro

  • Universidade de Braslia Programa de Ps-graduao em Geotecnia Proposta de tema para dissertao de mestrado

    TEMA: Estudo de materiais alternativos para utilizao como material de preenchimento em estruturas de conteno

    NOME DO ORIENTADOR: Gregrio Lus Silva Arajo

    CO-ORIENTADOR: Yuri Daniel Jatob Costa (UFRN)

    SUMRIO DO TEMA: A borracha um dos resduos gerados em grande quantidade nos ltimos anos. Estima-se que no Canad e nos Estados Unidos gerado um pneu por habitante por ano (Shalaby & Khan, 2005). Alm disso, esse tipo de resduo tem vazios da ordem de 75% de seu volume, ocupando muito espao em reas de disposio de resduos como os aterros sanitrios. J existem algumas pesquisas utilizando borracha como material de aterro ou de preenchimento de estruturas de conteno em alguns pases (Cetin et al, 2006, Edincliler et al, 2010, Youwai & Bergado, 2004, etc.), mas pouco se sabe de possveis resultados para os solos presentes na regio centro-oeste do Brasil. A grande maioria das pesquisas foi realizada com solos arenosos e pouco se sabe sobre a utilizao de borracha em solos argilosos. Existem diferentes subprodutos reciclveis de borracha, de diferentes tamanhos (Figura 01) e um que merece destaque o advindo de lascas de borracha (Tire Shreds). O presente projeto de pesquisa visa dar continuidade ao trabalho realizado por Chrusciak (2013) onde se pretende utilizar um equipamento de cisalhamento direto (Figura 2) com dimenses maiores que as convencionais (0,30 m x 0,30 m x 0,15 m) visando o estudo de utilizao de fragmentos de borracha em obras geotcnicas. A utilizao da uma amostra com tais dimenses se deve necessidade de reduo do efeito de escala do tamanho dos gros de borracha com relao ao equipamento. Os ensaios sero realizados para diferentes teores de mistura e diferentes granulometrias de materiais presentes no Distrito Federal.

    Figura 01. Possveis tipos de borracha utilizada em reciclagem.

    Figura 02. Equipamento a ser utilizado na pesquisa.

    PR-REQUISITOS: Dedicao exclusiva pesquisa. Saber ler em ingls. Defender at incio de maro de 2016.

    RECURSOS NECESSRIOS:

  • UNIVERSIDADE DE BRASLIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM GEOTECNIA

    PROPOSTA DE TEMA DE DISSERTAO DE MESTRADO

    Nome do Tema: Modelagem se Suco Capilar via Mtodo dos Elementos Discretos

    Nome do Orientador / Co-Orientador: Titulao: Departamento, Instituio ou Empresa

    Manoel Porfrio Cordo Neto Marcio Muniz de Farias

    PhD ENC / FT / UnB

    Sumrio do Tema:

    Tradicionalmente o comportamento dos solos tem sido simulado com uma abordagem contnua. Esta se fundamenta na ideia de um volume elementar representativo (REV), o qual no est bem definido para meios granulares. Os modelos constitutivos fenomenolgicos nestes casos tm se tornado cada vez mais complexos e com um grande nmero de parmetros, em especial, no caso de solos no saturados. Ademais, a abordagem contnua no consegue introduzir mecanismos que ocorrem na escala dos gros e apresenta dificuldades com propagao de zonas de cisalhamento e grandes deformaes. A natureza granular dos solos pode ser simulada mais adequadamente com mtodos discretos, os quais reproduzem naturalmente os mecanismos estticos e cinemticos na escala dos gros. As propriedades nesta escala dependem da composio, da forma, do tamanho e da superfcie das partculas. A abordagem discreta requer a definio apropriada das interaes entre partculas vizinhas por meio de mecanismos de contato, atrito e coeso. Fatores externos como cargas, temperatura e umidade influem nestas iteraes. Estas variveis podem ser includas com relativa facilidade no Mtodo dos Elementos Discretos (DEM). O foco desta proposta a introduo do efeito da suco capilar no comportamento mecnico de solos no saturados via DEM. J existem estudos bem avanados neste tpico e programas disponveis em domnio livre e comercial. O efeito mecnico da suco capilar se d pela incluso de uma fora de contato adicional (ver https://hal.archives-ouvertes.fr/hal-00147621/document), a qual depende dos raios das partculas (admitidas inicialmente como circulares) e da tenso superficial entre os fluidos (gua e ar). Com estas propriedades possvel construir a curva caracterstica de solos no-saturados sob condies de umedecimento e secagem. A introduo da fora capilar permite fazer simulaes do ganho de resistncia ao cisalhamento com a no saturao e estudar o tamanho do volume representativo (VER) para diferentes tipos de solos e situaes de ensaio.

    Apoio / Financiamento: CNPq, CAPES, FAP-DF

    Braslia, DF, 16/06/2014 Manoel Porfrio Cordo Neto Mrcio Muniz de Farias

    Local e Data Orientador Coorientador

    Aprovao do PPG Braslia, DF,

    Local e Data Coordenador

    https://hal.archives-ouvertes.fr/hal-00147621/document

  • UNIVERSIDADE DE BRASLIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM GEOTECNIA

    PROPOSTA DE TEMA DE DISSERTAO DE MESTRADO Nome do Tema:

    Estudo Paramtrico da Aplicao de Estacas de Energia no uso Ambiental de Fundaes em um Solo Tropical

    Nome do Orientador / Co-Orientador: Titulao: Departamento, Instituio ou Empresa Renato P. Cunha Cristina Tsuha

    Ph.D. D.Sc.

    ENC / FT / UnB Geotecnia/EESC-USP

    Sumrio do Tema:

    As temperaturas na terra em sua crosta (~30 km de espessura) aumentam, em mdia, cerca de trs graus para cada 100 metros de profundidade. Tipicamente, abaixo da profundidade de 5 a 30 m do terreno, onde grande parte de nossas fundaes profundas se situa, a temperatura do solo praticamente constante. portanto a energia acumulada nesta regio que pode ser aproveitada em termos comerciais para um conjunto de aplicaes residenciais e industriais, j que, uma vez instaladas, as fundaes profundas podem vir a atuar como potenciais trocadores de calor entre o meio externo e a superestrutura s quais esto conectadas.

    O princpio desta nova utilizao ambiental de fundaes bem simples. Se a temperatura no interior da mesma, que por sua vez vinculada temperatura da superestrutura, superior temperatura do solo circundante, haver perda de calor da fundao para o meio externo. O contrrio ocorre quando a temperatura da fundao inferior do solo (Brandl, 2010)1.

    Desta forma, Fundaes de Energia (ou Energy Piles em ingls) e outras estruturas de energia termo-ativas de interao de calor com o meio terroso representam uma tecnologia inovadora, ambientalmente limpa, e com bom custo-benefcio para proporcionar um razovel acondicionamento trmico de estruturas civis de engenharia com simultnea proteo do meio ambiente, diminuio de emisso de gases do efeito estufa, e otimizao da necessria obra de fundao profunda. E este aspecto, ressalta-se, vlido tanto para pases do (temperado) hemisfrio Norte, quanto para os pases localizados nas zonas tropicais, como o Brasil desde que, como normalmente ocorre, haja um bom gradiente trmico entre a temperatura do ar (ambiente externo) e a temperatura do solo/lenol fretico (ambiente enterrado) nas distintas pocas do ano (inverno ou vero).

    Nesta pesquisa portanto sero avaliadas alternativas de uso destas fundaes em um solo tropical no saturado atravs de modelagem NUMRICA baseada em resultados de condutividade trmica medidos em ensaios TRT (Thermal Response Test) realizados no Campo Experimental de Fundaes da EESC-USP em So Carlos. Nestas anlises, ser avaliado o efeito da variao do N.A. e da taxa de injeo de calor na resposta trmica do terreno. Primeiramente, sero realizadas modelagens numricas do ensaio TRT nas condies testadas. Aps esta etapa, sero realizadas simulaes numricas de fundaes trocadoras de calor para as condies do terreno em questo.

    Para a concretizao deste estudo j se encontra em vias de compra um programa especfico na rea de mecnica computacional que lida com a troca de calor entre meios geotcnicos e entre sistemas diferenciados (COMSOL). A verba e autorizao de compra j est garantida, e o programa tambm se disponibilizar no incio de 2015.

    Trata-se de trabalho pioneiro na rea de fundaes / ambiental que buscar o entendimento da questo e obteno das variveis principais do problema, alm de um estudo paramtrico das distintas situaes geomtricas de campo e de contorno (variaes climticas, nvel de gua). A base principal da Dissertao se dar no campo numrico, mas se basear em dados reais em fase de obteno na Universidade parceira deste estudo. Vale dizer que este assunto ainda no foi estudado no Brasil, embora sua importncia e praticidade sejam plenamente comprovados (sendo j tema de pesquisa em diversos pases Europeus. Na ustria j se projetam fundaes com esta capacidade trmica).Apoio / Financiamento: No se faz necessrio pois j h apoio UnB e EESC-USP

    Braslia, DF, 10/11/2014

    Local e Data Orientador Coorientador

    1 Brandl, H. 2010. Energy piles and other thermo-active ground source systems. From Research to Design in European Practice, Bratislava, Slovak Republic, CD Rom, p 1-22

    01 -Tema de Mestrado 01 - Prof. Juan e Hernan02 - Tema de Mestrado 01 - Prof. Hernan e Juan03 - Tema de Mestrado 02 - Prof. Mrcio04 - Tema de Mestrado 01 - Prof. Mrcio05 - Tema de mestrado 02 - Prof. Luis Fernando06 - Tema de mestrado 01 - Prof. Luis Fernando07 - Tema de Mestrado 01 - Prof. Andre Assis08 - Tema de Mestrado 02 - Prof. Andre AssisTema de Mestrado 01 - CamapumTema de Mestrado 01 - Prof. EnnioTema de Mestrado 01 - Prof. GregrioTema de Mestrado 01 - Prof. ManoelTema de Mestrado 01 - Prof. Renato

Recommended

View more >