Pontuação

  • CategoryDocuments

  • View5649

Report
Pontuação - Page 1
Pontuação - Page 2
Pontuação - Page 3
Pontuação - Page 4
Pontuação - Page 5
Pontuação - Page 6
Pontuação - Page 7
Pontuação - Page 8
Pontuação - Page 9
Pontuação - Page 10
Pontuação - Page 11
Pontuação - Page 12
Pontuação - Page 13
Pontuação - Page 14
Pontuação - Page 15
Pontuação - Page 16
Pontuação - Page 17
Pontuação - Page 18
Pontuação - Page 19
Pontuação - Page 20
Pontuação - Page 21
of 21
Description
1. PONTUAÇÃO [email_address] 2. USOS DA VÍRGULA Na mesma oração: A vírgula separa termos de mesma função. Ex.: Escolheram um garoto-propagandafeio, atrapalhado, desajeitado,…
Transcript
  • 1. PONTUAÇÃO [email_address]
2. USOS DA VÍRGULA
  • Na mesma oração:
  • A vírgula separa termos de mesma função.
  • Ex.: Escolheram um garoto-propagandafeio, atrapalhado, desajeitado, carente.
  • Maria, Pedro, João e Glóriaforam passear.
  • A vírgula separa os predicativos dos núcleos a que se referem.
  • Ex.: O professor,nervoso , chamou os alunos para uma conversa.
  • Preocupado,o diretor convocou uma reunião.
3.
  • A vírgula separa adjunto adverbial deslocado do seu lugar normal.
  • Ex.:Na virada do século,a operária Luísa trabalhava naquela fábrica.
  • H oje, nos Estados Unidos,mais da metade das mulheres trabalham.
  • Quando se desloca o objeto no início da oração para repeti-lo, usa-se a vírgula.
  • Ex.:Esse dinheiro,não voltaremos a vê- lo.
4.
  • Quando se desloca, do início da oração, a conjunção adversativa ou conclusiva, usam-se vírgulas.
  • Ex.: O caso exigia providência urgente; ela,porém,parecia não se importar.
  • Já foi decidido o seu afastamento; não há,portanto,o que reclamar.
  • A vírgula separa o aposto e o vocativo do resto da oração.
  • Ex.: Plínio,o filho do primeiro casamento,decidiu que moraria com o pai.
  • A verdade,senhores eleitores,é que a responsabilidade é de vocês.
5.
  • A vírgula substitui um verbo subentendido.
  • Ex.: Dizem que os homens decidem com o cérebro; as mulheres, com o coração.
  • A vírgula separa termos ou expressões intercaladas que servem para resumir, incluir, excluir, retificar, exemplificar.
  • Ex.:Esse caso,por exemplo,pode ser resolvido rapidamente.
6. 2.ENTRE ORAÇÕES
  • A vírgula separa orações coordenadas.
  • Ex.: Minha mãe faz curso de teatro, ouve palestras, atualiza-se.
  • Houve algumas resistências, mas as colônias serão devolvidas.
  • ATENÇÃO: conjunção “e”:
  • A vírgula pode ser usada antes de E com sentido de “mas”(Não estudou, e foi aprovado.); quando o sujeito da oração iniciada com E for diferente (Ela chegou, e Renato fingiu não vê-la.); quando se repete a conjunção E (falou, e repetiu, e gritou, e chorou).
7.
  • A vírgula separa da oração principal as orações explicativas:
  • Ex.: Ronaldo,que hoje tem 34 anos,mudou muito.
  • Os homens,que são mortais,julgam-se imortais.
  • A vírgula separa orações que antecedem a oração principal:
  • Ex.: Se não houver empenho de todos, não se encontrará uma solução.
  • Quando a editora estiver publicando tais trabalhos, eu aplaudirei.
8.
  • A vírgula separa orações intercaladas:
  • Ex.: A democracia,embora seja ainda imperfeita,é o melhor sistema de governo.
9. USO DE DOIS PONTOS
  • :
10.
  • Para introduzir uma fala, uma citação:
  • Ex.: A manchete estampava: “A mosca morreu!”.
  • Para anunciar uma enumeração:
  • Ex.: São três os suspeitos: o papagaio, a minhoca e o sapo.
  • Para anunciar um esclarecimento ou explicação:
  • Ex.: Ele é impaciente: não soube ouvir.
  • Para introduzir exemplos:
  • Ex.: ... um monossílabo tônico: PÉ.
11. USO DE PONTO E VÍRGULA
  • ;
12.
  • Para separar orações que já contenham vírgula:
    • Ex.: Ela agia correto; ele, errado.
    • Para separar itens de uma enumeração:
    • Ex.: O numeral pode: indicar uma quantidade; denotar posição numa sequência; determinar número de vezes; indicar partes de unidade.
    • Para enfatizar ideias adversativas ou conclusivas:
    • Ex.: Sofreu; mas não chorou.
    • Estudou; portanto mereceu ser aprovado.
13. USO DAS ASPAS
  • “...”
14.
  • Indicar uma citação:
  • Ex.: Em seu livro sobre o emprego da vírgula Celso Luft afirma que “pontuar bem é ter visão clara da estrutura do pensamento e da frase. Pontuar bem é governar as rédeas da frase. Pontuar bem é ter ordem, no pensar e na expressão”.
  • Indicar palavras ou expressões que são, de alguma forma, estranha à língua.
  • Ex.: Tem gente que passa horas e horas “surfando” na Internet.
  • Indicar ironia:
  • Ex.:
  • Hoje o Ricardo, aquele “Gênio”...
15. USO DAS RETICÊNCIAS
  • ...
16.
  • Indicar hesitação, interrupção ou suspensão de um pensamento ou ideia que fica a cargo do leitor completar.
  • Ex.: Se forem capaz de adivinhar a minha ideia...
  • Indicar que determinado trecho de um texto citado foi suprimido. Nesse caso, as reticências devem vir entre parênteses.
  • Ex.: Como sistema de linguagem, a língua compreende uma organização de sons vocais específicos, ou fonemas (...), com que se constroem as formas linguísticas.
17. USO DOS PARÊNTESES
  • (...)
18.
  • Intercalar, em algum momento do texto, observações, explicações ou comentários acessórios.
  • Ex.: Era um restaurante francês (tão francês que ficava na França) e perto da nossa mesa almoçava, sozinho, um homem ruivo.
19. USO DO TRAVESSÃO
  • ---------
20.
  • Para indicar discurso direto:
  • Ex.: - Você sabe como funciona o computador?
  • - em tese, sei.
  • - (...)
  • Para isolar palavras ou enunciados intercalados em outros enunciados. Nesse caso, usa-se o travessão duplo.
  • Ex.: Naquele dia - uma segunda-feira do mês de maio -, deixei-me estar alguns instantes na rua Princesa, a ver onde iria brincar amanhã.
  • Machado de Assis.
21. QUESTÃO DE PONTUAÇÃO
  • Todo mundo aceita que ao homem
  • cabe pontuar a própria vida:
  • que viva em ponto-de-exclamação
  • (dizem: tem alma dinonisíaca)
  • vivaem ponto-de-interrogação
  • (foi filosofia ora é poesia)
  • viva equilibrando entre vírgulas
  • e sem pontuação (na política):
  • o homem só não aceita do homem
  • que se use a pontuação fatal:
  • que use, na frase que ele vive
  • o inevitável ponto-final.