Plano de Atividades e Oramento Previsional - ? 17 a 21 de abril Encerramento a 31 de julho Estabelecimento

  • Published on
    16-Nov-2018

  • View
    212

  • Download
    0

Transcript

  • Plano de Atividades e

    Oramento Previsional

    2014

    Assembleia Geral de 09-11-2013

  • Controlo de verses

    Elaborado por: Direo (rgo sociais), Diretores Executivos, Diretores Tcnicos, Diretora de Servios, Gestor da Qualidade, Contabilista, GestoraOramental

    Aprovado por: Associados Em: 09-11-2013

    Disseminao:Responsvel: Direo, Diretores Executivos, Diretores Tcnicos, Diretora de Servios, Gestor da Qualidade

    Meio: Assembleia Geral, Painis informativos internos,site institucional, reunies

    Destinatrios: Todas as partes interessadas

    Em: 09-11-2013

    Entrada em vigor: 09-11-2013 (com produo de efeitos a partir de: 01-01-2014)

    Prxima reviso: Sempre que se justifique

    Verson. Descrio Pginas revistas Data

    Total de pginasdo documento

    1 Aprovao do documento No aplicvel 09-11-2013 74

  • ndice1 Convocatria............................................................................................................................5

    2 Apresentao da APPACDM de Viseu.....................................................................................7

    2.1 - Sntese Histrica.............................................................................................................8

    2.2 - Organograma Estrutural..................................................................................................8

    2.3 - Misso, Viso e Valores..................................................................................................9

    2.4 Poltica da Qualidade.....................................................................................................9

    3 Interrupes............................................................................................................................11

    4 Plano de Reunies Geral.......................................................................................................13

    5 Previso de Clientes, Horrios, Servios e Colaboradores................................................15

    5.1 Sede da APPACDM Repeses, Viseu.........................................................................16

    5.1.1 Departamento Residencial e Ocupacional (LRE + CAO)...................................16

    5.1.2 Departamento de Formao e Integrao Profissional (FPR)............................19

    5.1.3 Departamento Educacional (EEE + CRI)...........................................................21

    5.1.4 - Colaboradores (CAO, LRE, FPR, EEE, CRI)......................................................23

    5.2 Estabelecimento Internato Dr. Victor Fontes Jugueiros, Viseu..................................27

    5.2.1 Lar de Apoio (LAP).............................................................................................27

    5.2.2 Centro de Atividades Ocupacionais (CAO)........................................................28

    5.2.3 Colaboradores (LAP, CAO)................................................................................29

    5.3 Estabelecimento de Santa Comba Do - Vila Pouca, Santa Comba Do....................31

    5.3.1 Lar Residencial (LRE)........................................................................................31

    5.3.2 Centro de Atividades Ocupacionais (CAO)........................................................32

    5.3.3 Colaboradores (LRE, CAO)................................................................................33

    5.4 Principais Recursos Humanos Externos Prestadores de Servios...............................33

    6 - Plano de Atividades................................................................................................................35

    6.1 - Gesto de Atividades Ldicas, Desportivas e Scio-Culturais......................................37

    6.2 - Gesto dos Recursos Financeiros................................................................................38

    6.3 - Gesto da Responsabilidade Social e Promoo da Organizao...............................39

    6.4 - Gesto da Qualidade....................................................................................................40

    6.5 - Gesto da Participao das partes interessadas..........................................................41

    6.6 - Gesto dos Recursos Humanos...................................................................................42

    6.7 - Gesto da Sade, Higiene e Segurana no Trabalho...................................................43

  • 6.8 - Gesto do Desenvolvimento e Integrao Scio Profissional dos Clientes...................43

    6.9 - Gesto da Incluso.......................................................................................................44

    6.10 - Gesto dos Recursos Fsicos e Logsticos..................................................................44

    6.11 - Gesto de Projetos e Inovao...................................................................................45

    6.12 - Gesto das Parcerias..................................................................................................45

    6.13 - Gesto da tica...........................................................................................................46

    6.14 - Gesto dos Direitos dos Clientes................................................................................46

    6.15 - Gesto da Confidencialidade......................................................................................47

    6.16 - Gesto da Integrao do Sistema...............................................................................47

    7 - Parecer do Conselho Fiscal...................................................................................................49

    8 Oramento Previsional..........................................................................................................51

    8.1 - Geral.............................................................................................................................53

    8.2 - APPACDM / Estabelecimento Internato Dr. Victor Fontes.............................................59

    8.3 - Estabelecimento de Santa Comba Do........................................................................65

    8.4 - Qualificao das pessoas com deficincia ou incapacidade.........................................69

    8.5 - Conta de explorao previsional e Oramento de Investimentos..................................73

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    1 Convocatria

    Plano de Atividades e Oramento para o ano de 2013 5

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    2 Apresentao da APPACDM de Viseu

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 7

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    2.1 - Sntese HistricaA APPACDM de Viseu, tem como atividade principal a promoo do bem estar do cidado com deficincia mental,

    multi deficincia e jovens em risco. Os objetivos da sua interveno pressupem a educao, reabilitao, formao e

    integrao scio profissional. Foi fundada em Viseu no dia 1 de dezembro de 1976. Com mbito regional de interveno,

    esta Instituio d resposta a todo o Distrito de Viseu e nesse sentido tem vindo a reforar-se em meios tcnicos, humanos

    e materiais, dispondo hoje de um conjunto de infraestruturas e equipamentos, que permitem melhorar a qualidade da sua

    interveno e assim melhorar as respostas s inmeras solicitaes da comunidade, prestando um servio de elevada

    qualidade nas reas em que se encontra vocacionada. A APPACDM de Viseu desde 1995 entidade gestora do Internato

    Dr. Victor Fontes, localizado em Jugueiros, Viseu.

    Encontra-se j construdo um estabelecimento da APPACDM de Viseu, com as respostas sociais de Centro de

    Atividades Ocupacionais e Lar Residencial em Vila Pouca, Santa Comba Do, que iro iniciar a sua atividade em dezembro

    de 2013. Pretende-se assim, descentralizar os servios e dar resposta a esta zona geogrfica.

    2.2 - Organograma Estrutural

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 8

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    2.3 - Misso, Viso e Valores

    A APPACDM de Viseu, enquanto Instituio Particular de Solidariedade Social tem como misso principal:

    Integrar a Pessoa na Sua Diversidade

    O cliente / utente a principal razo da existncia da organizao e tudo feito a pensar na sua satisfao.

    A APPACDM de Viseu, tem estado atenta evoluo e alteraes sociais da sociedade Portuguesa, apostando em

    respostas sociais do interesse da comunidade. Continuar, na sua existncia, a encontrar respostas para minimizar o

    isolamento social das pessoas com deficincia e outros pblico em risco de excluso social, acrescentando valorizao

    humana atravs das suas respostas sociais.

    A APPACDM de Viseu, tem como viso:

    Ser Referncia Nacional de Valores e Prticas de Excelncia na Integrao

    da Pessoa com Deficincia e Outros Pblicos em Situao de Risco

    Os valores so os princpios que guiam uma Organizao. Espera-se deles que sejam intemporais e que espelhem

    crenas profundas que norteiem a ao de todos os membros da Instituio, devendo ser postos em prtica por todos no

    dia-a-dia. Ou seja, os valores tm relevncia e utilidade quando so definidores da Organizao, defendidos e praticados

    por todos os membros da mesma.

    Sendo assim, a APPACDM de Viseu tem os seguintes valores:

    Integridade Rigor Confidencialidade Privacidade

    Transparncia Diversidade Humanidade Integrao / Cidadania

    Criatividade Flexibilidade Solidariedade Responsabilidade

    2.4 Poltica da Qualidade

    A APPACDM de Viseu define, implementa e controla o seu compromisso com a

    satisfao das necessidades e expectativas legtimas dos clientes e de outras partes

    interessas, controlando a conformidade e a melhoria contnua dos processos

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 9

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 10

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    3 Interrupes

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 11

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Interrupes gerais Datas

    Carnaval 3 e 4 de maro

    Pscoa 21 de abril

    Natal 24 e 26 de dezembro

    Interrupes especficas das Respostas Sociais Datas

    APPACDM sede

    Centro de Atividades Ocupacionais 1 a 31 de agosto para clientes queno frequentem o Lar Residencial

    Formao Profissional 1 a 31 de agosto

    Escola de Educao Especial3 a 5 de maro17 a 21 de abril

    Encerramento a 31 de julho

    EstabelecimentoInternato Dr.Victor Fontes

    Centro de Atividades Ocupacionais1 a 31 de agosto

    Lar de Apoio

    Estabelecimentode Vila Pouca Centro de Atividades Ocupacionais

    1 a 31 de agosto para clientes queno frequentem o Lar Residencial

    Notas:

    1 - Os Centros de Atividades Ocupacionais da APPACDM sede e seus estabelecimentos, podero acolher nasegunda quinzena de Agosto apenas os clientes que, pelas suas caractersticas e necessidades especficas ou falta de

    retaguarda, impreterivelmente necessitem, sendo o transporte destes assegurado pela famlia.

    2 - O Lar Residencial da APPACDM sede e do estabelecimento de Vila Pouca, funcionam ininterruptamente

    durante todo o ano civil, no entanto caso seja possvel para as famlias, seria importante que os clientes pudessem usufruir

    do contacto com as mesmas em todas as datas festivas e nas frias de Vero.

    3 - O Lar de Apoio do estabelecimento Internato Dr. Victor Fontes dar resposta, sempre que necessrio, em

    feriados e nas interrupes previstas no plano.

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 12

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    4 Plano de Reunies Geral

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 13

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    As reunies assumem um carcter informativo, planificao, formativo e pedaggico, nas quais so abordados

    assuntos de interesses para os respectivos intervenientes.

    A calendarizao das reunies do conhecimento de todos os colaboradores e cumprida com rigor.

    Se necessrio, sero marcadas reunies extraordinrias.

    Designao da reunio RespostaSocial Periodicidade Datas Participantes

    Direo Geral Quinzenal Segunda quarta feira do mse quarta quarta feira do ms Direo

    Colaboradores Geral Bianual A marcar Direo e todos os colaboradores

    Quadros Geral Mensal Primeira quarta feira do ms(16:00-20:00)

    Direo (rgos sociais), Diretores Executivos, Diretora de Servios, Diretoras Tcnicas, Gestor da Qualidade

    Grupos de auto representantes dos clientes Geral

    Mensal A marcar Clientes, Psiclogas, Assistentes Sociais

    Bianual maro e outubro Direo (rgos Sociais), Psiclogas, Assistentes Sociais, Clientes

    Coordenao

    LRE

    Mensal

    Primeira tera feira do ms(14:00 s 16:00)

    Direo Tcnica, Equipa Tcnica, Ajudantes de Ao Direta, Encarregada Geral (servios Gerais)

    CAO Segunda tera feira do ms(14:00 s 16:00)Direo Tcnica, Equipa Tcnica, Monitores, Ajudantes de Ao Direta,

    FPR Primeira quinta feira do ms(16:00 s 18:00)Direo Tcnica, Equipa Tcnica, Monitores, Formadores, Ajudantes de Ao Direta

    EEE Quarta tera feira do ms(16:00 s 18:00)Direo Tcnica, Equipa Tcnica, Monitores, Docentes, Ajudantes de Ao Direta

    CAO e LAP doIVF

    Primeira quarta feira do ms(14:00 s 16:00)

    Direo Executiva, Direo Tcnica, Monitores, Ajudantes de ao direta, Equipa Tcnica

    CAO e LRE deVila Pouca

    Primeira sexta feira do ms(10:00 s 12:00))

    Direo Executiva, Direo Tcnica, Monitores, Ajudantes de ao direta, Monitores, Equipa Tcnica

    Equipa Tcnica

    LRE e CAO(sede e

    estabelecimentos) Mensal

    Terceira tera feira do ms(14:00 s 16:00)

    Direo Tcnica, Equipa Tcnica

    FPR ltima sexta feira do ms(14:00 s 16:00)

    Encarregados de Educao / significativos / Clientes Geral Bianual A marcar

    Direo Tcnica, Equipa Tcnica, Encarregados de Educao / significativos / Clientes

    Acompanhamento psicopedaggico (por curso) FPR Bianual A marcar

    Direo Tcnica, Equipa Tcnica, Formador eMonitor

    Equipa da Qualidade Geral Semanal Todas as quintas feiras do ms (10:00 s 13:00)Diretores executivos, Diretora de Servios, Diretoras Tcnicas, Gestor da Qualidade

    Servios Administrativos e Financeiros Geral Trimestral

    A marcar(16:00 s 17:30)

    Diretora de Servios, Escriturrias, Contabilista, Gestora Oramental

    Servios Financeiros Geral A cada 2 meses ltima sexta feira(10:00 s 12:30)

    Diretora Executiva, Diretora de Servios, Diretoras Tcnicas, Gestora Oramental, Contabilista

    Equipa de Motoristas Geral Trimestral A marcar Diretora de Servios, Equipa de Motoristas

    Equipa de Manuteno Geral Bianual A marcar Diretora de Servios, Equipa de Manuteno

    Equipa de Higiene e Limpeza Geral Bianual A marcar Diretora de Servios, Equipa de Higiene e Limpeza

    Alimentao Geral Quando necessrio A marcar Diretora de Servios, Representante da ITAU

    Legenda: CAO Centro de Atividades Ocupacionais; LRE Lar Residencial;FPR Formao Profissional; EEE Escola de Educao Especial.LAP Lar de Apoio do Internato Dr. Victor Fontes

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 14

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    5 Previso de Clientes, Horrios, Servios eColaboradores

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 15

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    5.1 Sede da APPACDM Repeses, Viseu

    5.1.1 Departamento Residencial e Ocupacional (LRE + CAO)

    Lar Residencial (LRE)

    Clientes

    Prev-se a frequncia dos 30 clientes estabelecidos pelo acordo com a tutela para esta resposta, bem como

    mais 5 clientes do IVF a frequentar em regime temporrio, aos fins de semana. Prev-se igualmente a possibilidade de

    apoiar outros clientes, em regime temporrio de acordo com a necessidade e solicitaes que nos possam chegar ao

    longo do ano.

    Frequncia em regime definitivo - Residentes Frequncia em regime temporrioCSE / CAO IVF ExternosSEXO MASCULINO SEXO FEMININO MASC. FEM. MASC. FEM. MASC. FEM.

    23 7 -- -- 3 2 -- --TOTAL: 30 CLIENTES TOTAL: 5 CLIENTES

    Horrio de funcionamento:

    Ir funcionar de acordo com o Regulamento Interno, prevendo que se mantenha aberto todos os dias do ano civil

    de 2013.

    Segunda a Sexta feira: 2 turnos de 8 horas cada (o 1 entre as 16 H e as 24 H e o 2 entre as 00 H e as 08 H)

    Fins de Semana, Feriados e Frias: 3 turnos de 8 horas cada (o 1 entre as 16 H e as 24 H, o 2 entre as 00 H e

    as 08 H e o 3 entre as 08 H e as 16 H).

    Servios:

    - Apoio em regime definitivo ou temporrio (alojamento, alimentao, higiene e tratamento de roupas):

    - Apoio nas atividades de vida diria, de adequao pessoal e instrumentais;

    - Apoio na ocupao, lazer e bem estar;

    - Apoio social e psicolgico;

    - Apoio na sade, reabilitao e espiritualidade.

    De acordo com o Projeto Individual, aps a avaliao das competncias, motivaes e interesses de cada

    residente, sero organizadas atividades instrumentais e de vida quotidiana, atividades scio culturais e contactos com a

    comunidade, por forma a contribuir para uma diminuio na perda de funes e um aumento na sua qualidade de vida.

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 16

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Turnos Tipo de Servios / Atividades

    00 H s 08 H Vigilncia do repouso dos clientes;Acompanhamento mdico (em caso de emergncia)

    08 H s 16 H

    Apoio na higiene pessoal, vesturio e alimentao dos clientes (pequeno almoo, almoo e lanche);Limpeza e arrumao do espao Lar;Arranjo e Limpeza de roupas;Acompanhamento e desenvolvimento de atividades em outras respostas (Centro de Atividades Ocupacionais).

    16 H s 00 H

    Acompanhamento e desenvolvimento das atividades de fim de tarde;Transporte de clientes de e para atividades;Apoio nas atividades instrumentais, de gesto domstica, na refeio do jantar, rotinas de higiene e de deitar.

    Centro de Atividades Ocupacionais (CAO)

    Clientes:

    Prev-se a frequncia dos 60 clientes estabelecidos pelo acordo com a tutela para esta resposta. Prev-se cerca

    de 12 clientes extra acordo, num total de 72 clientes a frequentar CAO.

    Horrio genrico:

    Ir funcionar de acordo com o Regulamento Interno.

    09.00/10.00 Gicomu / Programa do bom dia/Encaminhamento para oficinas (mais autnomos)

    10.30/12.00 Oficinas de atividade

    12/14 Almoo

    14/16.00 Oficinas de atividade

    16.00/16.30 Lanche e sada

    17H Atividades de fim de tarde para grupo residencial

    Servios disponveis:

    - Realizao de atividades socialmente teis (insero scio profissional em oficinas carpintaria, artesdecorativas, beleza e decorao, atividades do quotidiano, jardinagem);

    - Realizao de atividades ocupacionais, de lazer e bem estar;

    - Apoio nas atividades de vida diria, de adequao pessoal e instrumentais;

    - Apoio social e psicolgico;- Apoio na sade e reabilitao.

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 17

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Atividades previstas Responsveis

    Oficina Ocupacional e de Bem Estar

    Sala 1 - Ajudantes de Ao Direta em sistema de rotatividadeSala 2 - Ajudantes de Ao Direta em sistema de rotatividadeSala 3 - Ajudantes de Ao Direta em sistema de rotatividadeSuperviso Tcnica (toda a equipa tcnica de acordo com especificidades atribudas)

    Oficina de Atividades do Quotidiano Monitor Responsvel: Csar Corte RealSuperviso Tcnica (Carla Fonseca e Fernanda Prata)

    Oficina de Artes Decorativas

    Monitores Responsveis: Bruno Alves e Mil BrandoResponsvel pelo desenvolvimento da oficina de estticaAjudantes de Ao Direta em sistema de rotatividadeSuperviso Tcnica (Carla Fonseca e Fernanda Prata)

    Oficina de CarpintariaMonitor Responsvel: Amlcar MonteiroAjudante afeto: Lus SantosSuperviso Tcnica (Carla Fonseca e Fernanda Prata)

    Oficina de Horticultura

    Oficina 1 Monitora Responsvel: Palmira SimesAjudantes de Ao Direta em sistema de rotatividadeSuperviso Tcnica (Carla Fonseca e Fernanda Prata)Oficina 2- Monitora Responsvel: Adlia LopesAjudantes de Ao Direta em sistema de rotatividadeSuperviso Tcnica (Carla Fonseca e Fernanda Prata)

    Snoezelen e Musicoterapia Responsvel: Mirjam Holst (orientao e superviso tcnica)Ajudantes de Ao Direta em sistema de rotatividade

    Ludoteca /Sala Multiusos Superviso tcnica de TO Carla Fonseca, TF Diana Lemos e TR Edgar Ramos1 Ajudante de Ao Direta em sistema de rotatividadeAnimao Cultural Responsvel: Animador Alberto Costa

    Atividades Psicomotoras e Desporto Adaptado (Natao, Hipo terapia, Boccia, Tnis de mesa ...)

    Tcnico de Reabilitao Psicomotora Edgar Ramos e Professora de Educao Fsica Cristina Incio

    Apoio Psico social Psicloga Fernanda Prata e Assistente Social Ludovina Almeida

    Apoio na Sade e Reabilitao

    Sala de Enfermagem (Enfermeiro Telmo Carvalho)/Salas de Terapias: Sala de Hidro, Sala de Reabilitao Psicomotora (TR Edgar Ramos e Prof. Ed. Fsica Cristina Incio), Sala de Musicoterapia (Musicot. Mirjam Holst), Sala de Fisioterapia (Fisiot. Joo Gregrio); Sala de Estimulao Sensorial, Gabinete de Terapia de Fala (TF Diana Lemos), Gabinete de Terapia Ocupacional (TO Carla Fonseca), Gabinete de Psicologia (Psic. Fernanda Prata)

    Reiki Voluntrios

    Terapia Assistida com animais Voluntrios "Len'Amiga"

    Atelier de informtica Monitores

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 18

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    5.1.2 Departamento de Formao e Integrao Profissional (FPR)

    Integrado na APPACDM de Viseu, O Departamento de Formao e Integrao Profissional um centro de

    recursos especializado no mbito da Formao Profissional e Emprego de Pessoas com Deficincia ou Incapacidades

    (PCDI) e Dificuldades de Integrao Scio profissional, posicionando-se como parceiro estratgico nos processos de

    incluso.

    Dar continuidade s aes, cursos e projetos formativos que tm vindo a ser desenvolvidas nos ltimos anos,

    procurando garantir uma resposta eficaz e adequada s necessidades das pessoas com deficincia e incapacidade,

    bem como a outros pblicos excludos ou em risco de excluso

    co-financiado pelo Programa de Potencial Humano (POPH), nos diversos Eixos Prioritrios de Interveno, sob

    o lema Qualificar Crescer, sendo o principal Eixo de Interveno, O Eixo Prioritrio 6 Cidadania, Incluso e

    Desenvolvimento Social, salientando-se as seguintes Tipologias:

    Tipologia 6.2 Qualificao de Pessoas com Deficincia e Incapacidade;

    Tipologia 6.3 Apoio Mediao e Integrao de Pessoas com Deficincia e Incapacidades;

    Servios disponveis:

    Este Departamento, prev dar continuidade s aes, cursos e projetos formativos, no mbito do POPH

    (Programa Operacional de Potencial Humano), nos diversos Eixos Prioritrios e respetivas Tipologias de Interveno,

    ao conforme expresso no esquema que se segue.

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 19

    SERVIOS

    FORMAOPROFISSIONAL

    INICIAL E CONTINUA

    Tipologia de Interveno 6.2Qualificao de Pessoas com

    Deficincia e Incapacidade

    IAOQE(Informao, Avaliao e Orientao,

    Qualificao e Emprego)

    Pessoas desempregadasexcludas ou em risco de

    excluso social

    Pessoas com Deficinciae Incapacidades

    Tipologia de Interveno 6.2Qualificao de Pessoas com

    Deficincia e Incapacidade

    Pessoas desempregadasexcludas ou em risco de

    excluso social

    Pessoas com Deficinciae Incapacidades

    Tipologia de Interveno 6.3Apoio Mediao e Integrao

    Profissional

    Pessoas com Deficinciae Incapacidades

    MEDIAO EINTEGRAO

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Clientes

    IAOQE(Informao, Avaliao e Orientao,

    Qualificao e Emprego)

    Formao Profissional Mediao e Integrao

    Inicial * Apoio Colocao Acompanhamento Ps-Colocao45 119 18 20

    TOTAL CLIENTES APOIADOS: 202

    * Na Formao Profissional Inicial, os 119 clientes a apoiar estaro distribudos pelos seguintes seis Cursos:

    Curso n de ClientesOperador/a Agricola Horticultura / Fruticultura 21

    Operador/a de Jardinagem 26

    Operador/a de Acabamentos de Madeira e Mobilirio 29

    Cozinheiro/a 14

    Empregado/a de Mesa 13

    Empreagado/a de Andares 16

    Nota: Todos os cursos de formao de formao tm por base os Referenciais Adaptados Pessoa com Deficincias eIncapacidades integrados do Catalogo Nacional de Qualificaes.

    No servio de IAOOQE, Mediao e Integrao e Formao para Ativos, as reas de formao so

    diversificadas de acordo com o diagnstico de necessidades, caractersticas do pblico-alvo e oportunidade do

    mercado.

    Horrio de funcionamento:

    O Departamento tem como horrio de atendimento das 9:00 s 17:30.

    No entanto, os horrios dos cursos e aes formativas esto organizados de acordo com as especificidades do

    pblico-alvo a que se destina e aos requisitos de cada Tipologia de Interveno.

    Eixo de Interveno Tipologia Modalidade Horrio

    Eixo Prioritrio 6 Cidadania, Incluso e

    Desenvolvimento Social

    6.2 Qualificao de Pessoascom Deficincia e Incapacidades

    Aces / Cursos de Formao Profissional

    Laboral, de 2 a 6 feira,das 9:30 12:30 e das 13.30 s 16:30

    6.3 Apoio Mediao eIntegrao de Pessoas comDeficincia e Incapacidades

    Sensibilizao e Prospeco noMercado d e Trabalho

    Apoio ColocaoAcompanhamento Ps Colocao

    Laboral, de 2 a 6 feira,das 9:30 12:30 e das 13.30 s 17:30

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 20

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    5.1.3 Departamento Educacional (EEE + CRI)

    Escola de Educao Especial (EEE)

    Destinada a crianas e jovens com idades compreendidas entre 6 e 18 anos, com deficincia mental,

    multideficincia e graves problemas de comportamento, socializao e integrao.

    Alunos

    Prev a frequncia de 5 alunos, organizados em 1 turma e apoiados por uma professora. Para todos os alunos

    sero elaborados Programas e Planos Educativos Individuais, onde as reas escolhidas procuram dar cobertura a todos

    os aspetos fundamentais da vida de uma criana ou jovem com necessidades educativas especiais de carter

    permanente, particularizando necessidades, ritmos de aprendizagem e promovendo um plano de transio para a vida

    ativa. Os alunos beneficiam ainda de apoio direto e/ou individualizado a nvel teraputico, psicolgico, pedaggico e

    social.

    Sexo Masculino Sexo Feminino

    3 2TOTAL ALUNOS: 5

    Horrio genrico:Esta resposta funciona de segunda a sexta das 09.00 s 18.00 horas, e prev continuar a apoiar no ano letivo

    2013/2014, alunos no mbito da portaria 1102, alnea a) - Escola de Educao Especial da APPACDM de Viseu e alnea

    b) CRI (centro de Recursos para a Incluso).

    Objetivos Estimulao e Desenvolvimento Global da criana com necessidades educativas especiais;

    Aquisio de competncias ao nvel do currculo especfico individual de carter funcional;

    Desenvolvimento fsico e psicolgico, atravs de projetos adequados s respetivas idades, com vista ao processo de transio para a vida ps escolar (formao profissional ou uma atividade ocupacional);

    Apoio famlia e envolvimento da mesma no processo educativo dos seus educandos.

    Programa 201 3 / 201 4 O tema do Projeto Educativo para o ano letivo 2013/2014, ser Transio para a vida ativa Construindo o

    Futuro no sentido de preparar estes alunos para uma possvel incluso ou encaminhamento de atividades

    ocupacionais, com vista organizao de um futuro melhor.

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 21

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Atividades Letivas e no letivas (Componente Letiva) 22 horas;

    rea de Pr formao (horticultura, servios domsticos);

    Apoio Psicoteraputico (psicologia, fisioterapia, terapia ocupacional, terapia da fala, psico motricidade,

    snoezelen, natao e musico terapia).

    AvaliaesAs avaliaes dos alunos realizam-se nas seguintes datas, aps as quais sero efetuadas reunies informativas

    e avaliativas com os encarregados de educao.

    1. avaliao em 6 e 7 de Janeiro de 2014

    2. avaliao entre 14 e 17 de Junho de 2014

    Centro de Recursos para a Incluso (CRI)

    Portaria 1102, alnea b)

    Alunos

    Prev apoiar no ano letivo 2013/2014, cerca de 98 alunos de escolas de ensino regular a tempo parcial.

    Estes alunos encontram-se com currculos especficos individuais, ao abrigo do D.L. 3/2008 de 7 de Janeiro,

    estando previstas no seu Plano Educativo Individual (PEI) completado com um Plano Individual de Transio (PIT), de

    acordo com as necessidades individuais.

    Encaminhamento:No mbito dos protocolos estabelecidos com os Agrupamentos de Escolas dos Concelhos de Viseu e Nelas

    (reas de abrangncia do CRI da APPACDM de Viseu) Educao, Apoio Teraputico e Transio para a Vida Ativa.

    Horrio genrico:O atendimento varia entre as 07h45m e as 18h30m.

    Objetivos Interveno articulada de meios e recursos na Instituio ou diretamente na escola;

    Integrao em atividades de Vida Ps Escolar, nas reas de Operador Agrcola; Operador de Acabamentos,Madeira e Mobilirio; Cozinheiro; Empregado de Mesa; Empregado de Andares, Operador de Jardinagem;

    Oficina de Artes, Atividades da Vida Dirias (AVDs);

    Facultar a estes jovens apoio teraputico e social (avaliao / apoio psicolgico, terapias adequadas s

    necessidades educativas individuais, expresses integradas e atividades ocupacionais).

    * reas: Atividades da Vida Diria (AVDs), Operador Agrcola, Operador de Acabamentos, Madeira e Mobilirio,Cozinheiro, Empregado de Mesa, Empregado de Andares, Operador de Jardinagem, Oficina de Artes;

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 22

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Podero ainda ser disponibilizados outros recursos humanos da instituio, nomeadamente, Musicoterapeuta,Enfermeiro, Auxiliar de Ao Mdica, Escriturria, Contabilista,Gestora Oramental, Motorista.

    5.1.4 - Colaboradores (CAO, LRE, FPR, EEE, CRI)

    Funo / rea Colaboradores CAO LRE FPR EEE CRI

    Diretora Executiva Emlia Dias x x x x x

    Diretora de Servios Elisabete Rodrigues x x x x x

    Diretoras TcnicasOdlia Chisar x x

    Susana Simes x

    Coordenadora Pedaggica(Destacada pelo Ministrio da Educao) Rosa Corte Real x x

    Gestor da Qualidade Nuno Paixo x x x

    Contabilista Rute Neves x x x x x

    Gestora Oramental Anabela Esteves x

    Assistentes SociaisLudovina Almeida x x

    Miguel Amado x

    PsiclogasFernanda Prata x x x x

    Alice Toms x

    Enfermeiro Telmo Carvalho x x x x

    Tcnico de Reabilitao Psicomotora Edgar Ramos x x x x

    Terapeutas Ocupacionais

    Leila Ferreira * - - - - -

    Carla Fonseca x x

    Anas Reis x x

    Terapeuta da Fala Diana Lemos x x x x

    Musicoterapeuta Mirjam Holst x x

    Fisioterapeuta Joo Gregrio x x x x

    Animador Cultural Alberto Costa x

    Professora de Educao Fsica Cristina Incio x

    Encarregada Geral Adelaide Pais x

    Ajudantes de Ao Direta

    Alexandrina Arajo x

    Ana Paula Almeida x

    Armanda Mansos x

    Bernardete Marques x

    Carla Rodrigues x

    Conceio Fonseca x

    Elisabete Melo x

    Georgina Lemos x

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 23

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Funo / rea Colaboradores CAO LRE FPR EEE CRI

    Ajudantes de Ao Direta (continuao)

    Helena Rodrigues ** x

    Isabel Oliveira x

    Judite Amaral x

    Lurdes Santos x

    Manuela Rodrigues x

    Rogrio Bento x

    Sandra Rodrigues x

    Susana Mendes x

    Ana Chaves x

    Ana Maria Rodrigues x

    Anabela Nantes x

    Augusta Guimares x

    Cu Santos x

    Elisabete Paula x

    Esmeralda Santos x

    Guilhermina Mendes x

    Isabel Monteiro x

    Ivone Ramos x

    Joo Paulo Almeida x

    Lina Martins * x

    Lus Santos x x

    Madalena Almeida x

    Clia Espanhol x

    Paulo Santana x

    Rosa Brando x

    Margarida Meneses x x

    Alice Gomes x

    Maria Armanda x

    Auxiliares de Servios Gerais

    Fernanda Lopes x

    Cu Silva x

    Lucinda Tavares x

    Olinda Esteves x

    Maria C. Domingues x

    Lurdes Rodrigues x

    Joo P. Lopes x x x

    Carlos Pereira x x x

    Antnio Marques x x x

    Jos Marques x x x

    Gabriel Rodrigues x x x

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 24

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Funo / rea Colaboradores CAO LRE FPR EEE CRI

    Escriturrias

    Maria Jos Reis x x x x x

    Cristina S x x x x x

    Cristina Mendes x

    Paula Beato x x x x x

    Escriturria Principal / Subchefe de Seco Ester Amaral x x x x x

    Auxiliar de Ao Mdica Rosrio Ruas x x x

    Monitores

    Adlia Lopes x

    Amlcar Monteiro x

    Bruno Alves x

    Csar Corte Real x

    Lurdes Brando x

    Palmira Simes x

    Empregada de Refeitrio Ftima Martins x

    Motoristas

    Augusto Claro x x x

    Joo Sousa x x

    Daniel Oliveira x

    Tcnicos de Acompanhamento e Insero

    Maria Rebelo x

    Amrico Oliveira x

    Sofia Rodrigues x

    Monitores / Formadores de Habilitao e Reabilitao

    Isabel Sta Comba x

    Slvia Simes x

    Leonor Lopes x

    Miriam Ado x

    Antnio Figueiredo x

    Rosa Correia x

    Paulo Rodrigues x

    Jos Abreu x

    Antnio Esteves x

    Sandra Coelho x

    Alda Loureiro x

    Encarregado de obras Antnio Alegria x x x x

    Trabalhador agrcola Lus Cunha x x x x

    * Colaboradora em licena sem vencimento

    ** Colaboradora com horrio fixo das 8h s 16h

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 25

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 26

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    5.2 Estabelecimento Internato Dr. Victor Fontes Jugueiros, Viseu

    5.2.1 Lar de Apoio (LAP)

    Clientes

    Prev-se a frequncia dos 24 clientes estabelecidos pelo acordo com a tutela para esta resposta.

    Prev-se igualmente a possibilidade de apoiar outros clientes, em regime temporrio de acordo com a

    necessidade e solicitaes que nos possam chegar ao longo do ano.

    SEXO MASCULINO SEXO FEMININO

    16 8

    TOTAL: 24 CLIENTES

    Horrio de funcionamento:

    Ir funcionar de acordo com o Regulamento Interno, prevendo que se mantenha aberto das 17h30m de segunda

    feira s 9h00 de sexta feira.

    Servios disponveis:

    Apoio em regime definitivo ou temporrio (alojamento, alimentao, higiene e tratamento de roupas)

    Apoio nas atividades de vida diria, de adequao pessoal e instrumentais

    Apoio na ocupao, lazer e bem estar;

    Apoio social e psicolgico;

    Apoio na sade e espiritualidade

    De acordo com o Projeto Individual, aps a avaliao das competncias, motivaes e interesses de cada

    residente, sero organizadas atividades instrumentais e de vida quotidiana, atividades scio culturais e contactos com a

    comunidade de forma a contribuir para uma diminuio na perda de funes e um aumento na sua qualidade de vida.

    Tipo de Servios / Atividades

    Vigilncia do repouso dos clientes;Acompanhamento mdico (em caso de emergncia)

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 27

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Apoio na higiene pessoal, vesturio e alimentao dos clientes (pequeno almoo, almoo e lanche);Limpeza e arrumao do espao Lar;Arranjo e Limpeza de roupas;

    Transporte de clientes de e para atividades;Apoio nas atividades instrumentais, de gesto domstica, na refeio do jantar, rotinas de higiene e de

    deitar

    Atividades scio culturais e de contacto com a comunidade

    Atividades de lazer, bem estar e desportivas

    5.2.2 Centro de Atividades Ocupacionais (CAO)

    Clientes:Prev-se a frequncia dos 60 clientes estabelecidos pelo acordo com a tutela para esta resposta, bem como a

    continuidade na integrao em atividades ocupacionais de alguns clientes residentes na resposta LA P ( 24).

    Sexo Masculino Sexo Feminino

    39 21TOTAL: 60 CLIENTES

    Horrio genrico:

    09.00/09.30 Receo na sala de lazer

    09.30/12.30 Oficinas de atividade

    10.30/11.00 Reforo da manh

    12.30/13.30 Almoo

    13.30/17.30 Oficinas de atividades

    15.30/16.00 Lanche

    Servios Disponveis:- Realizao de atividades socialmente teis;

    - Realizao de atividades ocupacionais, de lazer e bem estar;

    - Apoio nas atividades de vida diria, de adequao pessoal e instrumentais;

    - Apoio social e psicolgico;

    - Apoio na sade.

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 28

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Atividades previstas Responsveis

    Oficina Trabalhos Artsticos Monitora Responsvel: Alice BorgesSuperviso Tcnica: Ana Figueiredo e Olga Marques

    Oficina de Arraiolos Monitora Responsvel: Cristina Veiga Superviso Tcnica: Ana Figueiredo e Olga Marques

    Oficina de Teares e Pintura em Cermica

    Monitor Responsvel: Telma PaisSuperviso Tcnica: Ana Figueiredo e Olga Marques

    Oficina de Manuteno e Reciclagemde Papel

    Monitor Responsvel: Incio Ramos Superviso Tcnica: Ana Figueiredo e Olga Marques

    Ludoteca Monitor Responsvel: Ana Isabel GonalvesSuperviso Tcnica: Ana Figueiredo e Olga Marques

    Oficina de Animao Monitora Responsvel: Ana LopesSuperviso Tcnica Ana Figueiredo e Olga Marques

    Oficina de Psicomotricidade Monitora Responsvel: Marlene PaulaSuperviso Tcnica: Ana Figueiredo e Olga Marques

    Kenpo Antnio Carlos (Voluntrio)

    Atividade Fsica Srgio Pinheiro (Voluntrio)

    Basquetebol Ana Cludia Lopes (estgio profissional)

    Reiki Voluntrios

    Boccia Rui Pereira (Ajudante)

    Natao Srgio Pinheiro (Voluntrio) e Marlene Paula (estgio profissional)

    Badminton Paulo Amaral (Voluntrio)

    5.2.3 Colaboradores (LAP, CAO)

    Funo / rea Colaboradores CAO LAP

    Diretor Executivo Amrico Albuquerque x x

    Diretora de Servios Elisabete Rodrigues x x

    Diretora Tcnica de CAO e LAP (a designar) x x

    Assistente Social Ana Figueiredo x x

    Psicloga Olga Marques x x

    Gestor da Qualidade Nuno Paixo x x

    Contabilista Rute Neves x x

    Enfermeiro Telmo Carvalho x x

    Terapeuta Ocupacional Carla Fonseca x x

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 29

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Funo / rea Colaboradores CAO LAP

    Escriturria principal / subchefe de seco Maria Ester x x

    Escriturria Lurdes Osrio x x

    Ajudantes de Ao Direta

    Maria Virgnia Desterro x x

    Maria Adelina Rodrigues x x

    Maria Amlia Ribeiro x x

    Maria Fernanda Gars x x

    Maria de Deus Saloio x x

    Maria Manuela Rodrigues x x

    Graa Jorge x x

    Clara Pereira x x

    Rui Pereira x x

    Empregadas de refeitrioFernanda Almeida x x

    Maria dos Prazeres Monteiro x x

    Auxiliares de Servios Gerais

    Antnio Almeida x

    Anlia Ferreira x

    Lurdes Rodrigues x

    Felisberta Lopes x x

    Monitores

    Maria Alice Borges x

    Telma Pais x

    Cristina Veiga x

    Isabel Trindade x

    Incio Ramos x

    Paulo Pinho x

    Animadora Ana Cludia Lopes (estgio profissional) x x

    Tcnica de Reabilitao Psicomotora Marlene Paula (estgio profissional) x x

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 30

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    5.3 Estabelecimento de Santa Comba Do - Vila Pouca, Santa Comba Do

    5.3.1 Lar Residencial (LRE)

    Clientes

    Prev-se a frequncia dos 11 clientes abrangidos pelo acordo com a tutela para esta resposta, bem como mais 1

    cliente extra acordo, num total de 12 clientes apoiados.

    Horrio de funcionamento:

    Ir funcionar de acordo com o Regulamento Interno, prevendo que se mantenha aberto todos os dias do ano

    civil.

    Segunda a Sexta feira: 2 turnos de 8 horas cada (o 1 entre as 16 H e as 24 H e o 2 entre as 00 H e as 08 H)

    Fins de Semana, Feriados e Frias: 3 turnos de 8 horas cada (o 1 entre as 16 H e as 24 H, o 2 entre as 00 H e

    as 08 H e o 3 entre as 08 H e as 16 H).

    Servios:

    - Apoio em regime definitivo ou temporrio (alojamento, alimentao, higiene e tratamento de roupas):

    - Apoio nas atividades de vida diria, de adequao pessoal e instrumentais;

    - Apoio na ocupao, lazer e bem estar;

    - Apoio social e psicolgico;

    - Apoio na sade, reabilitao e espiritualidade.

    De acordo com o Projeto Individual, aps a avaliao das competncias, motivaes e interesses de cada

    residente, sero organizadas atividades instrumentais e de vida quotidiana, atividades scio culturais e contactos com a

    comunidade, por forma a contribuir para uma diminuio na perda de funes e um aumento na sua qualidade de vida.

    Turnos Tipo de Servios / Atividades

    00 H s 08 H Vigilncia do repouso dos clientes;Acompanhamento mdico (em caso de emergncia)

    08 H s 16 H

    Apoio na higiene pessoal, vesturio e alimentao dos clientes (pequeno almoo,almoo e lanche);Limpeza e arrumao do espao Lar;Arranjo e Limpeza de roupas;Acompanhamento e desenvolvimento de atividades em outras respostas (Centro de Atividades Ocupacionais).

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 31

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    16 H s 00 H

    Acompanhamento e desenvolvimento das atividades de fim de tarde;Transporte de clientes de e para atividades;Apoio nas atividades instrumentais, de gesto domstica, na refeio do jantar, rotinas de higiene e de deitar.

    5.3.2 Centro de Atividades Ocupacionais (CAO)

    Clientes:

    Prev-se a frequncia dos 27 clientes abrangidos pelo acordo com a tutela para esta resposta, bem como 3

    clientes extra acordo, num total de 30 clientes apoiados.

    Horrio genrico:

    Ir funcionar de acordo com o Regulamento Interno, das 9h s 17h.

    Servios disponveis:

    - Realizao de atividades socialmente teis (insero scio profissional em oficinas carpintaria, artesdecorativas, beleza e decorao, atividades do quotidiano, jardinagem);

    - Realizao de atividades ocupacionais, de lazer e bem estar;

    - Apoio nas atividades de vida diria, de adequao pessoal e instrumentais;

    - Apoio social e psicolgico;

    - Apoio na sade e reabilitao.

    Atividades previstas Responsveis

    Atividades Ocupacionais - Sala 11 Monitor1 Ajudante de ao diretaSuperviso Tcnica (Terapeuta Ocupacional, Psicloga e Assistente Social)

    Atividades Ocupacionais - Sala 21 Monitor1 Ajudante de ao diretaSuperviso Tcnica (Terapeuta Ocupacional, Psicloga e Assistente Social)

    Atividades Ocupacionais - Sala 31 Monitor1 Ajudante de ao diretaSuperviso Tcnica (Terapeuta Ocupacional, Psicloga e Assistente Social)

    Snoezelen Superviso Tcnica (Terapeuta Ocupacional, Psicloga e Assistente Social)

    Sala Multiusos 1 Monitor / Ajudante de Ao Direta em sistema de rotatividadeSuperviso Tcnica (Terapeuta Ocupacional, Psicloga e Assistente Social)

    Apoio Psico social Psicloga e Assistente Social

    Apoio na Sade e Reabilitao Enfermeiro/aFisioterapeuta / Tcnico de Reabilitao Psicomotora

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 32

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    5.3.3 Colaboradores (LRE, CAO)

    Funo / rea Colaboradores

    Diretora Executiva Emlia Dias

    Diretora de Servios Elisabete Rodrigues

    Diretora Tcnica A designar

    Gestor da Qualidade Nuno Paixo

    Contabilista Rute Neves

    Escriturria principal / subchefe de seco Maria Ester

    Assistente Social A designar

    Psicloga A designar

    Enfermeiro A designar

    Tcnico de Reabilitao e Motricidade / Fisioterapeuta A designar

    Terapeuta Ocupacional A designar

    Monitores A designar

    Ajudantes de Ao Direta A designar

    Auxiliares de Servios Gerais A designar

    Escriturria A designar

    5.4 Principais Recursos Humanos Externos Prestadores de Servios

    Servio Contratado Empresa Recurso Humano Externo

    Medicina do TrabalhoMedicentro

    Joaquim Sanches

    Higiene e Segurana no Trabalho Snia Gouveia

    Medicina Geral Doutores e Engenheiros Dora Alves

    Alimentao ITAU - Alimentao Afonso Carraca

    Segurana e VigilnciaSecuritas Cndido Constncio

    Prosegur (Estab. IVF) Onlia Santos

    Abastecimento eltrico -Posto de transformao e instalaes eltricas MF Pinto Rocha Pinto

    Servio Jurdico Escritrio de advogados CarlosValverde Carlos Valverde

    Reviso Oficial de Contas A. Figueiredo Lopes e Manuel Figueiredo SROC Manuel Figueiredo

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 33

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 34

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    6 - Plano de Atividades

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 35

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Notas para facilitar a leitura dos quadros:

    1) Para efeitos de clculos de percentagens, prev-se um total de 242 clientes a frequentar a sede da APPACDM e restantes estabelecimentos (IVF - Internato Dr. Victor Fontes e SCD - Santa Comba Do).

    2) Sero usadas as seguintes abreviaturas: IVF (Estabelecimento Internato Dr. Victor Fontes), SCD (Estabelecimento de Santa Comba Do), DE (Diretor Executivo), DT (Diretor Tcnico), DS (Diretor de Servios), GQ (Gestor da Qualidade), AS (Assistente Social), TAIs (Tcnicos de Acompanhamento e Insero).

    reas do Plano de Atividades:

    1. Gesto de Atividades Ldicas, Desportivas e Scio-Culturais

    2. Gesto dos Recursos Financeiros

    3. Gesto da Responsabilidade Social e Promoo da Organizao

    4. Gesto da Qualidade

    5. Gesto da Participao das partes interessadas

    6. Gesto dos Recursos Humanos

    7. Gesto da Sade, Higiene e Segurana no Trabalho

    8. Gesto do Desenvolvimento e Integrao Scio Profissional dos Clientes

    9. Gesto da Incluso

    10.Gesto dos Recursos Fsicos e Logsticos

    11. Gesto de Projetos e Inovao

    12.Gesto das Parcerias

    13.Gesto da tica

    14.Gesto dos Direitos dos Clientes

    15.Gesto da Confidencialidade

    16.Gesto da Integrao do Sistema

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 36

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    6.1 - Gesto de Atividades Ldicas, Desportivas e Scio-CulturaisMonitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Garantir a participao do maior nmero possvel de clientes

    % de clientes que participam na atividade

    10% Cantar as Janeiras x x -

    Clientes

    janeiro

    DT,AnimadorCultural,

    Musicoterapeuta

    90% Comemorar o Carnaval x x x maro DT, AnimadorCultural,

    90% Comemorar o Dia da rvore x x x maro DT, AnimadorCultural,

    90% Celebrar a Pscoa x x x abrilDiretora

    Pedaggica,Monitora

    80%

    Celebrao do Dia Mundial da Sade e da Atividade Fsica (Open Day com vrias iniciativas desportivas)

    x x x at junho DT, Tcnicos

    5% Realizar torneio de futebol 7 x x - at junho DT, Tcnicos

    90% Comemorar o Dia da Famlia x x x

    maio

    DT, AS

    80% Realizar a Campanha do Pirilampo Mgico - FENACERCI x x x DE do IVF

    50% Realizar Feira Popular x x x

    junho

    DE do IVF

    70% Comemorar o Dia da Espiga x - -

    DiretoraPedaggica da

    EEE, DT,Monitora

    90% Assistir ao cortejo das Cavalhadas x x -DT, Animador

    Cultural

    25% Realizar o Arraial Popular x x x Comissoorganizadora

    17% Realizar colnias de frias x x x Clientes junho asetembro

    DT, AS

    85% Ir piscina e/ou praia fluvial x x x Clientes DT

    90% Realizar Festa de Fim de Ano / Interrupo para frias EEE - - Clientes julhoDT, Animador

    Cultural

    90% Visitar a Feira de So Mateus x x - Clientessetembro

    DT, AnimadorCultural,

    40% Participar nas Vindimas x x - Clientes DS

    75% Realizar Baile das Bruxas x x x Clientes

    outubro

    DT

    40%

    Realizar visita "Casa da lavoura e oficina do linho - museu etnogrfico" - Calde - Viseu com atelier temtico

    CAO - - Clientes DT

    90% Comemorar o dia de So Martinho com um Magusto x x x Clientes

    novembro

    DT, AnimadorCultural,

    80%Realizar encontro micolgico colheita e identificao de cogumelos na quinta

    x - - Clientes DT

    100% Realizar festa de finalistas FPR - - Clientes DT

    90% Realizar Festa de Natal x x x Clientes

    dezembro

    DT, AnimadorCultural,

    Musicoterapeutana vertente

    cultural

    90% Passear pelas ruas da cidade na poca natalcia x x x Clientes DT

    25%Realizar consoada e dia de Natal com a prpria famlia e/ou famlia APPACDM

    x - x Clientes DT, DS

    25% Comemorar o Dia Internacional daPessoa com Deficincia x x x Clientes DT

    80% Festejar a passagem de ano x - x Clientes DT, DS

    20%Realizar visita ao "Museu martimo de lhavo" e "Navio museu Santo Andr" - Barra

    CAOFPR - - Clientes

    Data adefinir DT

    30% Visitar Cidade e ou Serra (Ida a Lisboa ou Serra da Estrela)

    CAOFPR

    - - Clientes DT, DS

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 37

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Monitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Garantir a participao do maior nmero possvel de clientes

    % de clientes que participam na atividade

    6% Participar no desporto escolar Boccia x - - Clientes

    DiretoraPedaggica,Tcnico de

    ReabilitaoPsicomotora

    1% Participar no jogos de Futebol promovidos pela ANDDI FPR - - ClientesDT, Tcnico de

    ReabilitaoPsicomotora

    7% Participar nos jogos de Tnis de mesa promovidos pela ANDDI CAO - - ClientesDT, Tcnico de

    ReabilitaoPsicomotora

    10% Participar nos jogos desportivos da Cmara Municipal de Viseu x x - ClientesDT, Tcnico de

    ReabilitaoPsicomotora

    50%

    Participar em outras atividades dacomunidade (espetculos, workshops, cinema, visitas de estudo, etc..)

    x x x Clientes DT

    6.2 - Gesto dos Recursos FinanceirosMonitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Angariar fundospara:

    1) concluir do projeto "Melhoria da mobilidade e acessibilidade dos clientes"

    2) cerimnia deentrega dos certificados da FPR

    3) colnias de frias

    Resultado lquido decada campanha

    8.450 Realizar campanha do Pirilampo Mgico x x xTodas as partes

    interessadasAt 31 de

    maio DE do IVF

    6.000 Realizar Gala de Solidariedade x x x

    Todas as partesinteressadas

    Todas as partesinteressadas

    At 31 dedezembro

    Comissoorganizadora

    1.500 Realizar Arraial Popular x x x At 31 dejunhoComisso

    organizadora

    1.200 Cantar Janeiras x x - At 31 dejaneiro

    DT, AnimadorCultural,

    Musicoterapeuta

    1.000 Realizar Oficinas Criativas (organizao/comunidade) x - -At 31 de

    maroDT, Animador

    Cultural

    1.000 Open Day pela Sade com vrias iniciativas desportivas x x xAt 31 dedezembro

    Tcnico Superiorde Desporto

    (externo)

    700 Realizar atividades de tempos livres para e com a comunidade x - -At 31 dedezembro DT

    150 Realizar outras campanhas APPACDM x x xAt 31 dedezembro

    Responsveispelas atividades

    Resultado lquido de todas as campanhas APPACDM

    20.000 Dinamizar todas as campanhas APPACDM x x xAt 31 dedezembro

    Responsveispelas atividades

    Controlar o desempenho financeiro da organizao

    Variao percentual de FSE - 4,8%

    Reorganizar sadas de viaturas para reduzir custos com combustveis

    x x - Todas as partesinteressadas At maro Direo, DS

    Reduzir restantes custos atravs de renegociao de contratos

    x x - Todas as partesinteressadas At julho Direo, DS

    Sensibilizar colaboradores para uma utilizao mais eficiente dos sistemas de aquecimento eltricos (ar-condiconados, aquecedores a leo, convectores e/ou termoventiladores) e respetiva monitorizao

    x x x Todas as partesinteressadasAt

    dezembro Direo, DS

    Aplicao de janelas com vidrosduplos no Lar Residencial da sede

    x - - Todas as partesinteressadas At julho Direo, DS

    Variao percentual de gastos de perdas

    + 1,4% Reduzir FSE x x - Todas as partesinteressadas

    At 31 dedezembro

    Direo, DS

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 38

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Monitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Controlar o desempenho financeiro da organizao

    Variao percentual de rendimentos e ganhos

    + 0,2%

    Dinamizar: campanhas de angariao de fundos e prestaes de servios no exterior

    x x - Todas as partesinteressadasAt 31 dedezembro Direo, DS

    Variao percentual de receitas prprias - 1,9%

    Aumentar a prestao de servios no exterior x x -

    Todas as partesinteressadas

    At 31 dedezembro

    Direo, DS,Gestora

    Oramental,Contabilista

    Variao percentual do resultado lquido do exerccio

    + 0,2% Melhora a gesto global da insituio x x -Todas as partes

    interessadasAt 31 dedezembro Direo, DS

    Gerir mais eficazmente os associados

    n. de novos associados 30

    Disponibilizar propostas de associados aos novos clientes x x x

    Todas as partesinteressadas

    At 31 dedezembro

    Direo,Todos oscolaboradoresDisponibilizar propostas de

    associados aos novos colaboradores

    x x x

    % de associados com quotas em dia >= 75%

    Agilizar a cobrana implementado o sistema de dbitos diretos / meios eficazes

    x x x Todas as partesinteressadasAt 31 dedezembro

    Direo, DS

    Continuar a realizar candidaturas para financiamento de atividades

    Taxa de aprovao das candidaturas realizadas (n. de candidaturas realizadas / n. de candidaturas aprovadas)

    75% Realizar candidaturas aos vrios programas disponveis x x xColaboradores

    e clientesAt 31 dedezembro

    DE, DS, DT,Gestora

    Oramental,Outros Tcnicos

    6.3 - Gesto da Responsabilidade Social e Promoo da OrganizaoMonitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Tornar a organizao responsvel paracom a comunidade

    n. de estgios profissionais realizados

    5 Realizar estgios profissionais 2 - 3

    Comunidade

    At 31 dedezembro

    DT, Orientadorde estgio

    n. de medidas emprego insero realizados

    3 Realizar medidas emprego insero 3 - -At 31 dedezembro DT, DS

    n. de estgios curriculares realizados

    2 Realizar estgios curriculares 2 - - At 31 dedezembroDT, Orientadores

    de estgio

    n. de voluntrios aceites 6 Aceitar voluntrios 1 5 -

    At 31 dedezembro

    DT, DE do IVF,GQ, Orientadores

    n. de pessoas que realizaram trabalho a favor da comunidade

    5 Aceitar pessoas para realizar trabalho a favor da comunidade 5 - -At 31 dedezembro DE, DS, DT

    n. de visitantes 100 Receber visitas instituio x - - Comunidade At 31 dedezembroComunicao e

    imagem

    Nvel de execuo da separao dos lixos

    90%Manter o ecoponto e continuar a fazer a separao dos lixos produzidos

    x x x Colaboradores At 31 dedezembro DS

    % de colaboradores que participam na atividade

    25% Realizar recolha de sangue na organizao x x -Colaboradores,

    comunidadeAt 31 dedezembro

    DE,Enfermeiro

    Envolver a comunidade nas atividades da organizao

    n. de empresrios que participam na atividade

    5

    Realizar cerimnia de entrega de certificados

    FPR - -

    Empresrios

    At 31 dedezembro DT

    n. de representantes de entidades pblicas que participam na atividade

    2 Entidadespblicas

    n. de significativos que participam na atividade

    35 Significativos

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 39

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Monitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Envolver a comunidade nas atividades da organizao

    n. de pessoas externas que participam na atividade

    250 Realizar espetculos de teatro abertos comunidade x - -Clientes,

    colaboradores,comunidade

    At 31 dedezembro

    DT, AnimadorCultural

    n. de pessoas externas que participam na atividade

    200

    Celebrao do Dia Mundial da Sade e da Atividade Fsica (Open Day com vrias iniciativas desportivas)

    x x xClientes,

    colaboradores ecomunidade

    abril DT, Tcnicos darea

    % de bilhetes e rifas vendidas para a Gala de solidariedade

    100%

    Realizar a Gala de solidariedade anual para comemorar o dia internacional da pessoa com deficincia

    x x x Todas as partesinteressadas dezembroDE, Comissoorganizadora

    n. de significativos de clientes que participam na atividade

    30 Realizar dia da famlia x x x Famlias /significativos maio DT, AS

    n. de pessoas externas participam na atividade

    150 Realizar Torneio de futebol 7 x x - Todas as partesinteressadasJunho /julho DT, Tcnicos

    n. de pessoas externas participam na atividade

    400 Realizar arraial popular x x x Todas as partesinteressadas junhoDE e Comissoorganizadora

    n. de pessoas significativos de clientes que participam na atividade

    200 Realizar festa de Natal x x x Famlias dezembro DT, AS

    n. de significativos de clientes que participam na atividade

    20 Comemorar Dia da espiga x - -Clientes,

    significativos ecolaboradores

    maioDiretora

    Pedaggica,Monitora

    n. de pessoas externas que participam na atividade

    200 Realizar Festa Portuguesa Todas as partesinteressadasat

    setembroDT, ComissoOrganizadora

    n. de crianas que participam na atividade

    75 Realizar atividades de tempos livres para e com a comunidade x - -Crianas dacomunidade

    at 31 dedezembro DE

    n. de pessoas externas que participam na atividade

    1000 Participar na Feira de So Mateus x x - Todas as partesinteressadasagosto esetembro

    DE, ComissoOrganizadora

    6.4 - Gesto da QualidadeMonitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Melhorar continuamente osistema da qualidade

    n. de reclamaes 10

    Gerir sugestes e reclamaes

    x x x Todas as partesinteressadasAt 31 dedezembro

    Equipa daQualidade

    n. de sugestes 20 x x x Colaboradores At 31 dedezembroEquipa daQualidade

    n. de medidas de melhoria 15 Implementar medidas de melhoria x x x

    Todas as partesinteressadas

    At 31 dedezembro DT, GQ

    Avaliar Satisfao de todas as partes interessadas

    Nvel de satisfao dos clientes 70%

    Realizar a avaliao de satisfao x x x

    clientes /significativos

    At 31 denovembro GQ

    Nvel de satisfao dos colaboradores 65% colaboradores

    Nvel de satisfao dos parceiros 85% parceiros

    Nvel de satisfao dos financiadores 85% financiadores

    Nvel de satisfao dos fornecedores 75% fornecedores

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 40

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Monitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Avaliar a conformidade das Respostas Sociais

    n. de equipas criadas 1

    Criar equipa de auditores internoscomposta por colaboradores x - - Colaboradores At maio

    Equipa daqualidade

    Conformidade das prticas 95%

    Realizar auditorias internas com aequipa de auditores internos x x x Colaboradores

    At 31 dedezembro

    Equipa daqualidade

    Nvel de conformidade das respostas sociais

    95%Receber visitas de acompanhamento da Segurana Social /Receber inspeo do IEFP

    CAOLREFPR

    CAOLAP

    CAOLRE

    Todas as partesinteressadas

    At 31 dedezembro DT

    Nvel de execuo da monitorizao 95%

    Realizar a monitorizao do sistema de gesto da qualidade x x x

    Todas as partesinteressadas At abril

    Equipa daqualidade

    Uniformizar prticas

    Nvel de Implementao do sistema de gesto da qualidade

    95% Manter o sistema de gesto de qualidade

    CAOLREFPR

    - - Todas as partesinteressadasAt 31 dedezembro

    Equipa daqualidade

    50%Implementar o Sistema de Gesto da Qualidade em todos Estabelecimentos

    EEE CAOLAPCAOLRE

    Todas as partesinteressadas

    At 31 dedezembro

    Equipa daqualidade

    6.5 - Gesto da Participao das partes interessadasMonitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Aumentar a proximidade dos significativos comos colaboradorese com a Misso da APPACDM

    % de significativos de clientes que participam nas reunies

    50% Realizar reunies de significativos/ encarregados de educao x x x SignificativosAt 31 dedezembro

    DT, DiretoraPedaggica, AS

    Aumentar as propostas de melhoria recebidas

    n. de propostas recebidas de clientes/ significativos

    30

    Gerir Planos de Melhoria

    x x x Clientes /significativos

    At 31 dedezembro GQ

    n. de propostas recebidas por parte de colaboradores

    50 x x x Colaboradores

    n. de propostas recebidas por parte de parceiros

    2 x x x Parceiros

    n. de propostas recebidas por parte de financiadores

    3 x x x Financiadores

    Aumentar a % de questionrios de avaliao de satisfao recebidos

    % de questionrios recebidos de clientes / significativos

    50%

    Realizar a avaliao de satisfao

    x x x Clientes /significativos

    At 30 denovembro GQ

    % de questionrios recebidos de colaboradores

    50% x x x Colaboradores

    % de questionrios recebidos de parceiros

    50% x x x Parceiros

    % de questionrios recebidos de financiadores

    100% x x x Financiadores

    Aumentar a participao em Assembleias Gerais

    n. de presenas (associados e no associados)

    50 Apelar a uma maior participao nas Assembleias Gerais x x xTodas as partes

    interessadasAt 31 dedezembro

    Direo (rgosSociais)

    Cumprir o plano de reunies

    % de reunies realizadas 75%

    Realizar reunies previstas no plano anual x x x

    Colaboradores eclientes

    At 31 dedezembro

    Direo (rgossociais), DE, DS,DT, GQ, Tcnicos

    Elaborar o Planode Atividades e Oramento

    % de colaboradores envolvidos 100%

    Recolher ideias e sugestes para o oramento e plano de atividades

    x x x Todas as partesinteressadas

    setembro /outubro Direo (rgos

    sociais), DE, DS,DT, GQ, Gestora

    Oramental,Contabilista

    % de clientes / significativos 40%

    Recolher ideias e sugestes para o oramento e plano de atividades

    setembro /outubro

    Nvel de concluso do documento 100%

    Elaborar o plano de atividades e oramento

    At 15 deoutubro

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 41

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Monitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Melhorar a cultura de empowerment e auto determinao

    n. de reunies / aes realizadas

    10

    Realizar reunies com auto representantes onde se aborde o empowerment e a auto determinao

    x x x

    Grupo de autorepresentantes

    At 31 dedezembro

    Psiclogas, AS

    2

    Realizar reunies gerais de colaboradores onde se aborde o empowerment e a auto determinao

    Colaboradores Direo (rgossociais)

    6.6 - Gesto dos Recursos HumanosMonitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Reconhecer colaboradores que se distinguiram no ano anterior

    Nvel de execuo do mecanismo de reconhecimento

    100%Executar o mecanismo de reconhecimento previsto no Regulamento Interno

    x x x Colaboradores abril DE

    Planear Formao para 2015

    % de colaboradores envolvidos 100%

    Realizar o levantamento de necessidades formativas dos colaboradores (questionrios e reunies)

    x x x Colaboradores atnovembro DE, DS, DiretorasTcnicos, GQ

    Plano de formao elaborado 100% Elaborar o plano de formao x x x Colaboradores dezembro

    Garantir 35 horas de formao a 1/3 dos colaboradores

    Nvel de execuo da ao de formao

    100%

    Divulgar o plano de formao x x x Colaboradores janeiro

    GQExecutar plano de formao x x x Colaboradores At 31 dedezembro

    Identificar colaboradores com necessidade de melhorar o seu desempenho

    % de colaboradores avaliados 100%

    Realizar a Avaliao de Desempenho para todos os colaboradores

    x x x Colaboradores At 31 demaro DE, DS, DT

    Fomentar a motivao e esprito de equipa dos colaboradores

    % de colaboradores que participam na atividade

    40%Realizar Dia do colaborador com jogos de grupo/equipa ao ar livre e almoo de confraternizao

    x x x Colaboradores setembro /outubro DE

    40% Realizar jantar de Natal para colaboradores x x x Colaboradores dezembro

    DE, DT, DS

    25% Realizar o jogo e jantar do AmigoSecreto x x - ColaboradoresAt 31maro

    Melhorar a comunicao interna da Instituio

    Nvel de execuo da reviso 100%

    Rever o Plano de comunicao interno x x x Colaboradores novembro

    Equipa daQualidade

    Melhorar o desempenho

    Nvel de execuo da reviso 100% Rever o Manual de Funes x x x Colaboradores novembro

    Equipa daQualidade

    Melhorar a assiduidade e pontualidade

    % de horas trabalhadas(horas trabalhadas / horas previstas)

    90%

    Sensibilizar colaboradores para o cumprimento dos seus deveres x x x Colaboradores

    At 31 dedezembro DE, DT, DS

    % de assiduidade(registos assduos / registos previstos)

    75%

    Recrutar e selecionar capital humano

    N de colaboradores admitidos

    6Admitir colaboradores ao abrigode Contratos Emprego Inseroe Estgios Profissionais

    3 - 3 Colaboradores At 31 dedezembro DE, DT, DS, GQ

    Taxa de cumprimento do perfil(perfil ideal da pessoa contratada/perfil ideal da pessoa a contratar)* 100

    80% Avaliar candidatos x - x Colaboradores At 31 dedezembro DE, DT, DS, GQ

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 42

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Monitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Reter os colaboradores mais capacitados

    Taxa de turnover

    ( trabalhadores admitidos + rescindidos/ 2) / (trabalhadores da organizao) * 100

    < 5% Reter colaboradores x x x Colaboradores At 31 dedezembroDireo, DE, DT,

    DS

    6.7 - Gesto da Sade, Higiene e Segurana no TrabalhoMonitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Ter o Plano de Higiene e Segurana em conformidade

    Nvel de concluso do documento 100%

    Rever o Plano de Higiene e Segurana x x ----

    Todas as partesinteressadas

    At 31 dedezembro

    DS, Tcnica deHigiene e

    Segurana

    Garantir que os colaboradores conhecem e colocam em prtica as normas de Higiene e Segurana no Trabalho

    Avaliao global doscolaboradores que frequentam a ao de formao

    Bom

    Executar aes de formao e sensibilizao de Higiene e Segurana no trabalho

    x x x Colaboradores At 31 dedezembron. acidentes de trabalho com colaboradores

    10

    Melhorar o estado fsico doscolaboradores

    % de colaboradores que participam na atividade

    25% Realizar aes de sade ocupacional x x x ColaboradoresAt 31 dedezembro DE, DT, Tcnicos

    Garantir o bom estado fsico dosclientes

    n. acidentes com clientes 5

    Realizar aes de sensibilizao com clientes x x x Clientes

    At 31 dedezembro DE, DT, Tcnicos

    6.8 - Gesto do Desenvolvimento e Integrao Scio Profissional dos ClientesMonitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD

    Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Elaborar Planos Individuais (Pis) para todos os clientes

    % de Planos elaborados 100%

    Elaborar Planos Individuais dosclientes das respetivas respostassociais (CAO,LRE, FPR, LAP)

    x x x

    DiretoresTcnicos,

    Equipatcnica

    At 31dejaneiro

    (transitados)1 ms aps a

    admissopara novos

    clientes

    DT, Equipatcnica

    Rever Planos Individuais (Pis) de todos os clientes

    % de Planos revistos 100%

    Rever Planos Individuais dosclientes das respetivas respostassociais (CAO,LRE, FPR, LAP)

    x x x

    DiretoresTcnicos,

    Equipatcnica

    At 31dejulho

    (transitados)6 meses apsa admissopara novos

    clientes

    DT, Equipatcnica

    Avaliar % de metas atingidas nos Planos Individuais (Pis) de todos os clientes

    % de metas atingidas 100%

    Avaliar Planos Individuais PlanosIndividuais dos clientes dasrespetivas respostas sociais(CAO,LRE, FPR, LAP)

    x x x

    DiretoresTcnicos,

    Equipatcnica

    At 31 dedezembro

    DT, Equipatcnica

    Garantir a integrao scioprofissional dos clientes

    n. de clientes que realizam Formao Prtica em Contexto de Trabalho (FPCT)

    67 Realizar Formao Prtica em Contexto de Trabalhado

    FPR - - Clientes At 31 dedezembro

    DT, TAIs

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 43

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Monitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD

    Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Garantir a integrao scioprofissional dos clientes

    n. de clientes integrados no mercado normal de trabalho

    22 Formalizar contratos de trabalho FPR - - Clientes e exclientesAt 31 dedezembro

    n. de clientes que beneficiam de apoio ps colocao

    18 Realizar apoio ps colocao FPR - - Clientes e exclientesAt 31 dedezembro

    n. de clientes que realizam Atividades Socialmente teis (ASUS)

    10 Realizar Atividades Socialmente teis CAO - - ClientesAt 31 dedezembro DT, Monitor

    6.9 - Gesto da InclusoMonitorizao

    Objetivo Especfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios Data deExecuoResponsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Fomentar a incluso social dos clientes

    N de sesses realizadas na comunidade

    50 Realizar atividades na comunidade

    x x x

    Clientes At 31 dedezembro DTTaxa de participao 60% x x x

    Nvel mdio de satisfao da atividade

    80%

    Realizar a avaliao de satisfao da atividade participada na comunidade

    x x x

    Satisfazer as necessidades e expectativas das entidades interessadas

    Nvel de satisfao 77% Realizar a avaliao de satisfao x x xTodas as partes

    interessadasAt 31 dedezembro GQ

    Planear e executar atividades de desenvolvimento maximizadoras da satisfao

    Nvel de Execuo deSesses 90%

    Realizar as sesses planeadas com os clientes

    x x x

    Clientes At 31 dedezembro DT

    Nvel de satisfao 92%Realizar a avaliao de satisfao das sesses

    x x x

    N de Sugestes dos clientes includas no Plano Anual

    10

    Efetuar o levantamento de sugestes de clientes para o Plano Anual

    x x x Clientes Atsetembro DT

    N de Sugestes dos colaboradores includas no Plano Anual

    10

    Efetuar o levantamento de sugestes de colaboradores para o Plano Anual

    x x x Colaboradores AtsetembroDE, DS,

    Tcnicos

    6.10 - Gesto dos Recursos Fsicos e LogsticosMonitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Melhorar o conforto e bem estar de clientes

    Nvel de execuo da candidatura 100%

    Executar candidatura Eficincia energtica - Instalar painis solares, vidros duplos, convetorese luminrias

    LRE - -

    Clientes e colaboradores

    At 31 dedezembro

    Direo, DE, DT,DS, GestoraOramental

    Nvel de execuo das obras 100%

    Realizar obras de melhoria nas Instalaes Sanitrias

    LRECAO x -

    Nvel de execuo das obras 100%

    Concluir o Projeto de Melhoria das Acessibilidades x - -

    Nvel de execuo das obras 100% Concluir sala de AVD's x - -

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 44

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    6.11 - Gesto de Projetos e InovaoMonitorizao

    ObjetivoEspecfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios

    Data deExecuo

    Responsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Desenvolver processos e gerir a mudana em cada uma das diferentes respostas sociais

    Abrangncia de planos criados 100%

    Criar planos operacionais para 100% das respostas / servios desenvolvidos pela APPACDM (com estimativa de custos)

    x x x Clientes Setembro DT, DS

    Criar novos servios de valoracrescentado

    n. de participantes externos 100

    Participar em atividades promovidas pela Instituio (atividades de tempos livres, teatro, wokshops, etc..)

    x x x Comunidade At 31 dedezembro DT

    N de pessoas apoiadas pelo projeto

    4 Criar um CATL (Centro de Atividades de Tempos Livres) x - - Clientes,Comunidade

    At 31 dedezembro DT

    10 Criar Oficinas de Incluso x - -

    N de produtos diferentes da rea agrcola

    3

    Criar produtos hortcolas inovadores na quinta pedaggica (frutos silvestres, frutos secos, cogumelos, ...)

    x - - Clientes,ComunidadeAt 31 dedezembro DS

    Rentabilizar o patrimnio da Instituio

    n. de terapias implementadas 1

    Utilizar as salas de terapia por tcnicos externos x x x Comunidade

    At 31 dedezembro DS

    n. de tipologias de produtos agrcolas 6

    Rentabilizao dos produtos hortcolas j produzidos pela quinta pedaggica (hortcolas, vincolas, frutcola, mel e derivados, flores, pinhas...)

    x x - Clientes,ComunidadeAt 31 dedezembro DS

    Inovar e melhorar a prestao dos servios

    n. de prticas/projetos inovadores

    3 Lista de projetos inovadores x x x Comunidade At 31 dedezembro DS

    6.12 - Gesto das ParceriasMonitorizao

    Objetivo Especfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios Data deExecuoResponsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Monitorizar a eficcia e eficincia das parcerias

    Grau de monitorizao do plano

    100% Monitorizar o plano de parcerias x x xClientes e

    associadosAt 31 dedezembro

    DE, GQManter protocolos de parceria j estabelecidos

    % de protocolos mantidos 100% Manter protocolos x - -

    Clientes eassociados

    At 31 dedezembro

    Celebrar novos protocolos de parceria

    N. de novos protocoloscelebrados 5

    Celebrar novos protocolos - x x

    Clientes eassociados

    At 31 dedezembro

    Formalizar parcerias informais

    % de protocolos formalizados 100% Celebrar protocolos - x -

    Clientes eassociados

    At 31 dedezembro DE, GQ

    Celebrar Protocolos que permitam a formandos / clientes o acesso a FPCT / ASUs

    N de protocolos celebrados 10

    Celebrar Protocolos de Cooperao

    FPRCAO CAO -

    Formandos /Clientes

    At 31 dedezembro

    DT, TAIs, Terapeuta

    Ocupacional

    Melhorar o Plano de Parcerias N de revises 1

    Rever o Plano de Parcerias x x x

    Clientes eassociados

    Atnovembro GQ

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 45

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    6.13 - Gesto da ticaMonitorizao

    Objetivo Especfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios Data deExecuoResponsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Melhorar a qualificao da organizao no domnio tico

    Grau de reproduo da misso da organizao por colaboradores entrevistados

    100%

    Realizar auditoria interna - x x

    Clientes ecolaboradores

    At 31 dedezembro

    DE, GQGrau de reproduo da poltica da qualidade por colaboradores entrevistados

    Realizar auditoria interna - x x

    Clientes ecolaboradores

    N de Sesses 6

    Realizar sesses de esclarecimento sobre o cdigo de tica/deontologia

    x x x Colaboradores DT, GQ

    Garantir Conformidade das prticas

    Nvel de conformidade das prticas

    100% Realizar Auditoria interna x x x Colaboradores DE, GQ

    Prevenir o abuso fsico, mental e financeiro dos clientes

    N de ocorrncias de abuso fsico, mental e financeiro

    0 Gerir ocorrncias x x x Clientes DT

    N de sesses 6

    Realizar sesses de esclarecimento sobre preveno de abusos e maus tratos

    x x x Colaboradores DT, GQ

    6.14 - Gesto dos Direitos dos ClientesMonitorizao

    Objetivo Especfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios Data deExecuoResponsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Promover direitos dosclientes

    n. de reunies para disseminao da cartados direitos do cliente

    6 Reunies com clientes x x x ClientesAt 31 dedezembro DT, Tcnicos

    6 Reunies com colaboradores x x x ColaboradoresAt 31 dedezembro DT

    Garantir o respeito pelos direitos dos clientes

    Nvel de satisfao relativo ao cumprimento de direitos e deveres

    85% Realizar a avaliao de satisfao x x x ClientesAt 31 dedezembro DT

    Mdia institucional das comp. ticas na aval. de desempenho

    85% Realizar a avaliao de desempenho x x x ColaboradoresAt 31 dedezembro DT

    Garantir usufruto dos servios contratualizados

    Nvel de satisfao dos clientes no domnio da fiabilidade

    85% Realizar a avaliao de satisfao x x x ClientesAt 31 dedezembro GQ

    Garantir o respeito pelo cliente enquanto cidado

    N de reclamaes legtimas sobre incumprimento dos direitos dos clientes

    0 Gerir sugestes e reclamaes x x x ClientesAt 31 dedezembro DT

    Garantir a autodeterminao

    N de sesses de autorrepresentao 25 Sesses com clientes x x x Clientes

    At 31 dedezembro DT

    Garantir acesso informao

    N de reclamaes legtimas sobre falta de informao acerca do seu processo individual

    0 Gerir sugestes e reclamaes x x x ClientesAt 31 dedezembro DT

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 46

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    6.15 - Gesto da ConfidencialidadeMonitorizao

    Objetivo Especfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios Data deExecuoResponsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Garantir a confidencialidade dos dados relativos aos clientes

    N de reclamaes sobre quebra de confidencialidade

    0 Gerir sugestes e reclamaes x x x ClientesAt 31 dedezembro DT

    Grau de satisfao declientes relativo confidencialidade

    83% Realizar a avaliao de satisfao x x x ClientesAt 31 dedezembro GQ

    Mdia das competncias ticas nas avaliaes de desempenho

    75% Realizar a avaliao de desempenho x x x ColaboradoresAt 31 dedezembro DE, DS, DT

    6.16 - Gesto da Integrao do SistemaMonitorizao

    Objetivo Especfico Indicador Meta Atividade Sede IVF SCD Destinatrios Data deExecuoResponsveispela Atividade

    Meta DataExec. Obs.Exec. Desvio

    Garantir o alinhamento entre misso-viso-estratgia-planeamento-prestao de servios

    Taxa de sucesso do Plano anual 80%

    Avaliar e rever o plano anual x x x

    Todas as partesinteressadas

    At 31 dedezembro DE, GQMonitorizar o sistema Avaliar e rever o sistema x x x Colaboradores

    Melhorar continuamente os processos

    N de processos revistos 5 Avaliar e rever o

    sistema

    x x x Colaboradores

    N de revises do Plano anual 1 x x x

    Todas as partesinteressadas

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 47

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 48

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    7 - Parecer do Conselho Fiscal

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 49

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 50

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    8 Oramento Previsional

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 51

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 52

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    8.1 - Geral

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 53

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Conta de explorao previsional Geral

    Custos Geral

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 54

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Mapa discriminativo de custos Geral

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 55

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Mapa discriminativo de custos Geral (continuao)

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 56

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Proveitos Geral

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 57

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Mapa discriminativo de proveitos Geral

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 58

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    8.2 - APPACDM / EstabelecimentoInternato Dr. Victor Fontes

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 59

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Conta de explorao previsional APPACDM / IVF

    Custos APPACDM / IVF

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 60

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Mapa discriminativo de custos APPACDM / IVF

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 61

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Mapa discriminativo de custos APPACDM / IVF (continuao)

    Proveitos APPACDM / IVF

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 62

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Mapa discriminativo de proveitos APPACDM / IVF

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 63

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 64

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    8.3 - Estabelecimento deSanta Comba Do

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 65

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Conta de explorao previsional Santa Comba Do

    Custos Santa Comba Do

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 66

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Mapa discriminativo de custos Santa Comba Do

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 67

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Proveitos Santa Comba Do

    Mapa discriminativo de proveitos Santa Comba Do

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 68

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    8.4 - Qualificao daspessoas com deficincia

    ou incapacidade

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 69

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Conta de explorao previsional Qualif. das pessoas com deficincia ouincapacidade

    Custos Qualif. das pessoas com deficincia ou incapacidade

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 70

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Mapa discriminativo de custos Qualif. das pessoas com deficincia ou incapacidade

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 71

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Proveitos Qualif. das pessoas com deficincia ou incapacidade

    Mapa Discriminativo de Proveitos Qualif. das pessoas com deficincia ouincapacidade

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 72

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    8.5 - Conta de exploraoprevisional e Oramento

    de Investimentos

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 73

  • APPACDM de Viseu Fundada em 1976

    Conta de explorao previsional e Oramento de investimentos

    Plano de Atividades e Oramento Previsional para o ano de 2014 74

    1 Convocatria2 Apresentao da APPACDM de Viseu2.1 - Sntese Histrica2.2 - Organograma Estrutural2.3 - Misso, Viso e Valores2.4 Poltica da Qualidade

    3 Interrupes4 Plano de Reunies Geral5 Previso de Clientes, Horrios, Servios e Colaboradores5.1 Sede da APPACDM Repeses, Viseu5.1.1 Departamento Residencial e Ocupacional (LRE + CAO)5.1.2 Departamento de Formao e Integrao Profissional (FPR)5.1.3 Departamento Educacional (EEE + CRI)5.1.4 - Colaboradores (CAO, LRE, FPR, EEE, CRI)

    5.2 Estabelecimento Internato Dr. Victor Fontes Jugueiros, Viseu5.2.1 Lar de Apoio (LAP)5.2.2 Centro de Atividades Ocupacionais (CAO)5.2.3 Colaboradores (LAP, CAO)

    5.3 Estabelecimento de Santa Comba Do - Vila Pouca, Santa Comba Do5.3.1 Lar Residencial (LRE)5.3.2 Centro de Atividades Ocupacionais (CAO)5.3.3 Colaboradores (LRE, CAO)

    5.4 Principais Recursos Humanos Externos Prestadores de Servios

    6 - Plano de Atividades6.1 - Gesto de Atividades Ldicas, Desportivas e Scio-Culturais6.2 - Gesto dos Recursos Financeiros6.3 - Gesto da Responsabilidade Social e Promoo da Organizao6.4 - Gesto da Qualidade6.5 - Gesto da Participao das partes interessadas6.6 - Gesto dos Recursos Humanos6.7 - Gesto da Sade, Higiene e Segurana no Trabalho6.8 - Gesto do Desenvolvimento e Integrao Scio Profissional dos Clientes6.9 - Gesto da Incluso6.10 - Gesto dos Recursos Fsicos e Logsticos6.11 - Gesto de Projetos e Inovao6.12 - Gesto das Parcerias6.13 - Gesto da tica6.14 - Gesto dos Direitos dos Clientes6.15 - Gesto da Confidencialidade6.16 - Gesto da Integrao do Sistema

    7 - Parecer do Conselho Fiscal8 Oramento Previsional8.1 - Geral8.2 - APPACDM / Estabelecimento Internato Dr. Victor Fontes8.3 - Estabelecimento de Santa Comba Do8.4 - Qualificao das pessoas com deficincia ou incapacidade8.5 - Conta de explorao previsional e Oramento de Investimentos