Onde tem gua, tem tudo!

  • Published on
    23-Jul-2016

  • View
    212

  • Download
    0

DESCRIPTION

 

Transcript

Boletim Informativo do Programa Uma Terra e Duas guasAno 7 n1226 Setembro/2013 ONDE TEM GUA, TEM TUDO!uando decidiu aderir ao Programa Uma Terra e Duas guas (P1+2), o agricultor Qfamiliar Francisco Tavares Dantas, s pensava em uma maneira de aumentar a renda da famlia. No saa de sua cabea a necessidade de driblar a falta de gua, os poucos recursos para, de uma vez por todas, tornar sua terra produzida como sempre imaginara.Morador do stio Taboca, municpio de Abaiara, herdou seus 03 hectares do pai que se mudou para a localidade h 47 anos. Dos nove irmos, apenas a irm mais velha e seu Francisco, ou melhor, Seu Chico, vivem da agricultura familiar. Casado h 23 anos com D. Maria Masa e pai de quatro filhos, em suas terras, Seu Chico planta arroz, milho e feijo, alm de se dedicar criao de quatro vacas. Dedicao que nem sempre se converte em lucro. Por ms, com a venda do leite, seu rendimento no passava de 78 reais, alm do gasto extraordinrio com a gua. Eu encho uns bebedouros que d uns 200 litros de gua. Depois de trs dias j no tem mais nada. Ano passado, por causa da seca, tive que vender uma vaca e um bezerro pra conseguir manter as outras, esclarece.E foi quando, em maio, surgiu a oportunidade que Seu Chico tanto esperava. Os tcnicos da Associao Crist de Base - ACB, chegaram Abaiara para executar o Programa Uma Terra e Duas guas P1+2, e ele no perdeu tempo. Ao participar da capacitao em Gesto de gua para a Produo de Alimentos GAPA, Seu Chico viu nascer em sua frente as solues para tornar sua terra frtil e produtiva.Crato . CaririArticulao Semirido Brasileiro Cear2A partir das informaes e incentivos aprendidos iniciou uma horta diversificada, utilizando plantio consorciado e, nem bem comeou, j colhe os resultados. Por onde se olha, h zelo e trabalho duro. Assim, os plantios de couve, cebola, alface, cenoura, batata, coentro, berinjela, quiabo, macaxeira, crescem fartos. Afora as hortalias e leguminosas, Seu Chico ainda planta maracuj, caju, melancia, banana, coco. Agora, com a venda das verduras e legumes, os 78 reais foram multiplicados para 250 reais por ms a mais em sua renda. De primeiro, quem que tinha renda? A gente tem que esperar seis meses para tirar o dinheiro do milho, do feijo. No final, no fica mais do que 300 reais de lucro, conta. E no para por a. Capacitado como agricultor-cisterneiro, Seu Chico agora constri cisternas por todo o municpio de Abaiara. Com as cisternas e e os outros benefcios eu descobri que posso melhorar a minha renda de vrias maneiras. Tiro um dinheirinho construindo cisterna aqui na minha comunidade e ajudando outras pessoas a terem seu plantio e ainda lucro com minha horta que est s no incio, fala orgulhoso. Companheira para o que der e vier, D. Masa trabalha como merendeira na escola do municpio e, nas horas vagas, faz artesanato para vender. So lindos trabalhos de pintura em tecido, arte que ela faz questo de repassar para a filha Iara. Agora que a gente tem essa barraginha, tudo vai melhorar. A gente planeja aumentar mais a horta, plantar mais coisas. Pra gente, o que faltava era gua e onde tem gua tem tudo!, encerra D. Masa.Realizao PatrocnioBoletim Informativo do Programa Uma Terra e Duas guas