O Cdigo DeRose

  • Published on
    12-Jun-2015

  • View
    892

  • Download
    8

DESCRIPTION

O Codigo DeRose conta toda a histria e trajetria do escritor e educador DeRose

Transcript

DeROSE,HISTRICO E TRAJETRIAAtualizao at janeiro de 2009Monografia elaborada pelos alunos e instrutores da Universidade de Yga em comemorao ao Dia Estadual do Yga que transcorre no dia 18 de fevereiro em homenagem ao aniversrio do Com dor . DeRose e oferecida a ele como presente de aniversrio.SOB A CHANCELA DAUNIVERSIDADE DE Y GAregistrada nos termos dos artigos 45 e 46 do Cdigo Civil Brasileiro sob o n o . 37959 no 6 o . OfcioAl. Ja, 2000 Tel.(00 55 11) 3081-9821 So PauloEndereos nas demais cidades e pases encontram-se no website:www.uni-yoga.orgAPRESENTAOAo compilarmos os dados, os diplomas e as reportagens (apenas uma pequena parte) do nosso amigo e professor DeRose para publicar na forma de livro, precisamos esclarecer algo fundamental. DeRose nunca deu importncia a ttulos e diplomas para si mesmo. Como pesquisador e escritor recluso, no via porque um pedao de papel devesse merecer a credibilidade de refletir o valor do indivduo. Com isso, deixou de buscar vrios certificados a que tinha direito e outros, que conseguiram lhe chegar s mos, terminaram no fundo de gavetas, estragados pelas dcadas ou extraviados. Assim foi de 1960 a 2001. Mas o destino mesmo interessante. Como ele no corria atrs de ttulos nem de exaltao pessoal, essas coisas correram atrs dele e, finalmente, alcanaram-no. Com mais de quarenta anos de profisso, a partir do novo sculo que despontava, DeRose comeou a concordar em receber este e aquele reconhecimento. A partir de mais de quatro dcadas ensinando e formando instrutores, contando j ento com uma legio de bons profissionais admiradores do seu ensinamento, DeRose decidiu que tais comendas, medalhas, lureas e ttulos eram mrito daqueles instrutores do seu Mtodo que estavam no front, trabalhando com o pblico e realizando boas obras. Entendendo que tais profissionais, bem como a prpria filosofia que eles professavam, mereciam o justo reconhecimento do pblico, das autoridades, do Governo e da Imprensa, passou a comparecer s solenidades de outorga. Mas sempre fez questo de registrar: As honrarias com que sou agraciado de tempos em tempos pelo Exrcito Brasileiro, pela Assemblia Legislativa, pelo Governo do Estado, pela Cmara Municipal, pela Polcia Militar, pela Defesa Civil, pela Associao Paulista de Imprensa, pelo Rotary, pela Cmara Brasileira de Cultura, pela Ordem dos Parlamentares do Brasil e por outras entidades culturais e humanitrias tratam-se de manifestaes do respeito que a sociedade presta ao Yga e ao trabalho de todos os profissionais desta rea. Assim, sendo, quero dividir com voc o mrito deste reconhecimento. Vrias das comendas e condecoraes que recebeu em nmero impressionante esto reproduzidas fotograficamente nas pginas 17, 18 e 19. Mesmo assim, s concordou com a divulgao deste material mediante a expressa declarao abaixo: A divulgao destas homenagens e condecoraes no tem justificativa na vaidade pessoal. muito bom que ocorram essas solenidades de outorga, pois a opinio pblica, nossos instrutores, nossos alunos e seus familiares percebem que h instituies fortes e com muita credibilidade que nos apoiam e reconhecem o valor do trabalho que realizamos pela juventude, pela nao e pela humanidade. Dessa forma, aqui est um pequeno acervo de histrico, fotografias, documentos e entrevistas que conseguimos resgatar e publicamos como presente de aniversrio do nosso Mestre em Estilo de Vida, construtor da Nossa Cultura e lutador exemplar. Comisso Editorial3Comdor. De RoseConselheiro da Ordem dos Parlamentares do Brasil Conselheiro da Academia Brasileira de Arte, Cultura e Histria Gro-Mestre da Ordem do Mrito das ndias Orientais Comendador por diversas entidades culturais e humanitriasCOMDOR. De ROSERESUMO DO HISTRICODeRose Doutor Honoris Causa, Comendador e Notrio Saber por vrias entidades culturais e humanitrias, Conselheiro da Ordem dos Parlamentares do Brasil, Conselheiro da Academia Brasileira de Arte, Cultura e Histria, e Conselheiro da Academia LatinoAmericana de Arte. Tem quase 50 anos na profisso de educador e 24 anos de viagens ndia, freqentando durante essas estadas no pas inmeras escolas, mosteiros e outras entidades culturais, nas quais buscou aprimorar seu conhecimento da Filosofia Hindu. Em 1960 DeRose comeou a lecionar numa respeitada sociedade filosfica. Em 1964 fundou o Instituto Brasileiro de Yga. Em 1969, publicou o primeiro livro (Pronturio de Yga Antigo), que foi elogiado pelo prprio Ravi Shankar, pela Mestra Chiang Sing e por outras autoridades. Em 1975, j consagrado como um professor sincero, encontrou o apoio para fundar a Unio Nacional de Yga Uni-Yga, a primeira entidade a congregar instrutores e escolas de todas as modalidades de Yga, sem discriminao. Foi a Unio Nacional de Yga que desencadeou o movimento de unio, tica e respeito mtuo entre os profissionais dessa rea de ensino. Desde ento, a Unio cresceu muito e conta hoje com centenas de escolas, praticamente no Brasil todo e instrutores na Argentina, Chile, Portugal, Espanha, Frana, Inglaterra, Esccia, Alemanha, Itlia, Hava, Indonsia, Canad, Estados Unidos, Austrlia e outros pases. Em 1978 DeRose liderou a campanha pela criao e divulgao do Primeiro Projeto de Lei visando Regulamentao da Profisso de Professor de Yga, o qual despertou viva movimentao e acalorados debates de Norte a Sul do pas. A partir da dcada de setenta, introduziu os Cursos de Extenso Universitria para a Formao de Instrutores de Yga em praticamente todas as Universidades Federais, Estaduais e Catlicas. Em 1980, comeou a ministrar cursos na prpria ndia e a lecionar para instrutores de Yga na Europa. Em 1982, realizou o Primeiro Congresso Brasileiro de Yga. Ainda em 82, lanou o primeiro livro voltado especialmente para a orientao de instrutores, o Guia do Instrutor de Yga; e a primeira traduo do Yga Stra de Ptajali, a mais importante obra do Yga Clssico j feita por professor de Yga brasileiro. Desafortunadamente, quanto mais sobressaa, mais tornava-se alvo de uma perseguio impiedosa movida pelos que sentiam-se prejudicados com a campanha de esclarecimento movida pelo Prof. DeRose. Em 1994, completando 20 anos de viagens ndia, fundou a Primeira Universidade de Yga do Brasil e a Universidade Internacional de Yga em Portugal. Em 1997, DeRose lanou os alicerces do Conselho Federal de Yga e do Sindicato Nacional dos Profissionais de Yga.5RECONHECIMENTO PELAS INSTITUIES CULTURAIS E HUMANITRIAS,Assemblia Legislativa, Governo do Estado, Cmara Municipal, Exrcito Brasileiro, Polcia Militar, Rotary, Cmara Brasileira de Cultura, Ordem dos Parlamentares do Brasil etc.Comemorando 40 anos de carreira no ano 2000, recebeu em 2001 e 2002 o reconhecimento do ttulo de Mestre em Yga (no-acadmico) e Notrio Saber em Yga pela FATEA Faculdades Integradas Teresa dvila (SP), pela Universidade Lusfona, de Lisboa (Portugal), pela Universidade do Porto (Portugal), pela Universidade de Cruz Alta (RS), pela Universidade Estcio de S (MG), pelas Faculdades Integradas Corao de Jesus (SP), pela Cmara Municipal de Curitiba (PR). Em 2001 recebeu da Sociedade Brasileira de Educao e Integrao a Comenda da Ordem do Mrito de Educao e Integrao. Em 2003 recebeu outro ttulo de Comendador, agora pela Academia Brasileira de Arte, Cultura e Histria. Em 2004 recebeu o grau de Cavaleiro, pela Ordem dos Nobres Cavaleiros de So Paulo, reconhecida pelo Comando do Regimento de Cavalaria Nove de Julho, da Polcia Militar do Estado de So Paulo.DeRose recebendo a Medalha da Paz, da ONU Brasil, em 2006.Em 2006 recebeu a Medalha Tiradentes pela Assemblia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro e a Medalha da Paz, pela ONU Brasil. No mesmo ano, recebeu o reconhecimento do ttulo de Doutor Honoris Causa pela Cmara Brasileira de Cultura, pela Universidade Livre da Potencialidade Humana e por vrias outras instituies culturais e o Diploma do Mrito Histrico e Cultural no grau de Grande Oficial. Foi nomeado Conselheiro da Ordem dos Parlamentares do Brasil.6DeRose recebendo a Medalha Marechal Falconire, em 2007.Em 2007, recebeu o ttulo de Scio Honorrio do Rotary e a medalha Paul Harris da Fundao Rotria do Rotary International. No mesmo ano foi agraciado com a Medalha Internacional dos Veteranos das Naes Unidas e dos Estados Americanos. Nesse mesmo ano recebeu a Cruz Acadmica da Federao das Academias de Letras e Artes do Estado de So Paulo por aes meritrias e enaltecedoras ao desenvolvimento da Nao. Em 30 de janeiro de 2007, recebeu Moo de Votos de Jbilo e Congratulaes da Cmara Municipal de So Paulo (RDS 3059/2006). Em 27 de maro de 2007, recebeu Voto de Louvor e Congratulaes da Assemblia Legislativa do Estado do Paran por seus relevantes servios prestados. Em dezembro de 2007 recebeu a Medalha Marechal Falconire.Comendador DeRose recebendo a Medalha Internacional dos Veteranos das Naes Unidas e dos Estados Americanos, em 2007, das mos do Coronel Lemos.7Comendador DeRose no Museu da Marinha do Brasil, recebendo a Lurea D. Joo VI em comemorao pelos 200 anos da Abertura dos Portos, em 2008.Em 2008 recebeu a Lurea D. Joo VI em comemorao pelos 200 anos da Abertura dos Portos. No Dia Estadual do Yga, 18 de fevereiro, recebeu da Cmara Municipal o ttulo de Cidado Paulistano. Em maro, foi agraciado pelo Governador do Estado de So Paulo com o Diploma Omnium Horarum Homo, da Defesa Civil. Neste ano, recebeu tambm a Cruz da Paz dos Veteranos da Segunda Guerra Mundial, a Medalha do Mrito da Fora Expedicionria Brasileira, a Medalha MMDC pelo Comando da Polcia Militar do Estado de So Paulo, a Medalha do Bicentenrio dos Drages da Independncia do Exrcito Brasileiro e a Medalha da Justia Militar da Unio. Em novembro de 2008 foi nomeado Gro-Mestre da Ordem do Mrito das ndias Orientais, de Portugal. Nesse mesmo ano foi constitudo no cargo de Adido Cultural da Universit de Yga de Paris, Frana. Em virtude das suas atuaes nas causas sociais e humanitrias, no dia 2 de dezembro, recebeu uma medalha da Associao Paulista de Imprensa. No dia 4 de dezembro, foi agraciado com a medalha Sentinelas da Paz, pelos Boinas Azuis da ONU de Joinville, Santa Catarina. No dia 5 de dezembro, recebeu, na Cmara Municipal de So Paulo a Cruz do Reconhecimento Social e Cultural. No dia 9 de dezembro, recebeu no Palcio do Governo a medalha da Casa Militar, pela Defesa Civil, em virtude da participao nas vrias Campanhas do Agasalho do Estado de So Paulo e na mobilizao para auxiliar os desabrigados da tragdia de Santa Catarina. No dia 22 de dezembro, recebeu mais um diploma de reconhecimento da Defesa Civil no Palcio do Governo. Em janeiro de 2009, recebeu o diploma de Amigo da Base de Administrao e Apoio do Ibirapuera, do Exrcito Brasileiro.8Na Cmara Municipal de So Paulo, DeRose recebeu o ttulo de Cidado Paulistanono Dia Estadual do Yga, 18 de fevereiro de 2008. Na foto, da esquerda para a direita, o Comendador DeRose; o Presidente do Rotary So Paulo Morumbi, Dr. Gianpaolo Fabiano; o Deputado Dr. Dennys Serrano; o Vereador Jos Rolim; o Presidente da Associao Brasileira dos Expedicionrios das Foras Internacionais de Paz da ONU, Dr. Walter Mello de Vargas; e o Coronel Alvaro Magalhes Porto, Oficial do Estado Maior do Comando Militar do Sudeste.O Mestre recebendo a medalha comemorativa pelos 25 anos de DeRose em Portugal. Da esquerda para a Direita, o escultor Zulmiro de Carvalho, os professores Lus Lopes, DeRose, Antnio Pereira e o Vereador da Cmara Municipal de Gondomar, Fernando Paulo.Por lei estadual a data do aniversrio do Comendador DeRose, 18 de fevereiro, foi instituda como o Dia do Yga em DOZE ESTADOS: So Paulo, Rio de Janeiro, Paran, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Par, Gois, Piau. E tambm no Distrito Federal.9Comdor. DeRose na solenidade de recebimento da Medalha MMDC, da PM de So Paulo, em 2008.Atualmente, DeRose comemora 25 livros escritos, publicados em vrios pases e mais de um milho de exemplares vendidos. Por sua postura avessa ao mercantilismo, conseguiu o que nenhum autor obtivera antes do seu editor: a autorizao para permitir free download de vrios dos seus livros pela internet em portugus, espanhol, alemo e italiano, bem como MP3, sem nus, dos CDs de prtica e disponibilizou dezenas de webclasses gratuitamente no site www.Uni-Yoga.org, site esse que no vende nada.Recebendo a Medalha do Bicentenrio dos Drages da Independncia, do Exrcito, em 2008.10Todas essas coisas foram precedentes histricos. Isso fez de DeRose o mais citado e, sem dvida, o mais importante Mestre de Yga do Brasil, pela energia incansvel com que tem divulgado o Yga nos ltimos quase 50 anos em livros, jornais, revistas, rdio, televiso, conferncias, cursos, viagens e formao de novos instrutores. Formou mais de 6000 bons instrutores e ajudou a fundar milhares de centros de Yga, associaes profissionais, Federaes, Confederaes e Sindicatos de Yga. Hoje tem sua obra expandida por: Argentina, Chile, Portugal, Espanha, Frana, Inglaterra, Esccia, Alemanha, Itlia, Hava, Indonsia, Estados Unidos, Canad, Austrlia etc.Comendador DeRose, aps receber a Medalha da Justia Militar da Unio, em 2008.DeRose apoiado por um expressivo nmero de instituies culturais, acadmicas, humanitrias, militares e governamentais que reconhecem o valor da sua obra e o tornaram o Mestre de Yga mais condecorado no mundo com medalhas, ttulos e comendas. Contudo, ele sempre declara: As honrarias com que sou agraciado de tempos em tempos pelo Exrcito Brasileiro, pela Assemblia Legislativa, pelo Governo do Estado, pela Cmara Municipal, pela Polcia Militar, pela Defesa Civil, pela Associao Paulista de Imprensa, pelo Rotary, pela Cmara Brasileira de Cultura, pela Ordem dos Parlamentares do Brasil e por outras entidades culturais e humanitrias tratam-se de manifestaes do respeito que a sociedade presta ao Yga e ao trabalho de todos os profissionais desta rea. Assim, sendo, quero dividir com voc o mrito deste reconhecimento. [Histrico redigido pela Comisso Editorial da Universidade de Yga]11Comendador DeRose com o Prior Knight Grand Cross of Justice Dr. Benedicto Cortez, da The Military and Hospitaller Order of Saint Lazarus of Jerusalem, ambos com a Medalha da Justia Militar da UnioComendador DeRose, portando o Colar Jos Bonifcio e outras comendas, com Fernanda Neis, Presidente da Associao dos Profissionais de Yga dos Jardins (SP), no evento de congraamento e premiao aos melhores profissionais do ano de 2008, realizado no Kolpinghause.12Comendador DeRose presidindo a Mesa de Honra no evento de congraamento e premiao aos melhores profissionais do ano de 2008, realizado no Kolpinghause.Comendador DeRose recebendo o Diploma de Conselheiro da Academia Brasileira de Arte, Cultura e Histria13Comendador DeRose discursando no Palcio do Governo, aps receber a Medalha da Casa Militar, do Gabinete do Governador do Estado de So Paulo.O Governador Jos Serra, do Estado de So Paulo, cumprimentando o Comendador DeRose aps agraci-lo com o Diploma Omnium Horarum Homo pelo seu comprometimento com a causa humanitria (a reproduo do Diploma est logo aps a pgina das medalhas).14Comendador DeRose (ao alto, esquerda) na Tribuna de Honra da Assemblia Legislativa do Estado de So Paulo.Comendador DeRose com o Dr. Geraldo Alckmin na solenidade da posse do Secretrio do Desenvolvimento do Estado de So Paulo.15O TRAJE FORMAL HINDUDe vez em quando, algum pergunta que roupa aquela que o Comendador utiliza em solenidades. Aquele terno o traje formal hindu. Sua denominao internacional Nehru suit, em referncia ao primeiro Primeiro-Ministro da ndia (1947) que o tornou conhecido por comparecer a reunies com chefes de estado e a solenidades com a sua indumentria tradicional. Na verdade, vestimentas tradicionais so aceitas em muitos lugares do mundo para substituir o smoking (tuxedo), como, por exemplo, o Rio Grande do Sul. L, em recepes que exijam black-tie, se o gacho comparecer pilchado, isto , de cala bombacha, botas e demais acompanhamentos, essa vestimenta aceita como de gala. Outro nome para o Nehru suit, em hindi, bandgal.A DIVULGAO DESTAS HOMENAGENS E CONDECORAES NO TEM JUSTIFICATIVA NA VAIDADE PESSOAL. muito bom que ocorram essas solenidades de outorga, pois a opinio pblica, nossos instrutores, nossos alunos e seus familiares percebem que h instituies fortes e com muita credibilidade que nos apoiam e reconhecem o valor do trabalho que realizamos pela juventude, pela nao e pela humanidade.Ser uma personalidade pblica uma maldio: implica em que lhe atribuam coisas boas que voc nunca fez e coisas ruins que voc jamais faria. DeRose16ALGUMAS COMENDAS, HONRARIAS E CONDECORAES COM QUE O COMDOR.DeROSE FOI AGRACIADO POR INSTITUIES CULTURAIS, HUMANITRIAS, MILITARES E GOVERNAMENTAISAceito essas homenagens porque elas no so para engrandecer o ego de uma pessoa, mas servem como reconhecimento ao Yga pela sociedade e pelas instituies. o Yga que est sendo condecorado. DeRose1. 2. 3. 4.Medalha Tiradentes, da Assemblia Legislativa do Rio de Janeiro. Medalha Internacional dos Veteranos das Naes Unidas e dos Estados Americanos. Medalha da Paz, pela ONU Brasil. Medalha Marechal Falconire, do Exrcito Brasileiro.5. 6. 7. 8.Comenda da Sociedade Brasileira de Educao e Integrao. Comenda do Mrito Profissional, da Academia Brasileira de Arte, Cultura e Histria. Cruz Acadmica, da Federao das Academias de Letras e Artes do Estado de So Paulo. Medalha Paul Harris, da Fundao Rotria Internacional.179. Cruz do Mrito Filosfico e Cultural, da Sociedade Brasileira de Filosofia, Literatura e Ensino. 10. Cruz de Cavaleiro, da Ordem dos Nobres Cavaleiros de So Paulo. 11. Medalha do Mrito Histrico e Cultural, da Academia Brasileira de Arte, Cultura e Histria. 12. Cruz do Reconhecimento Social e Cultural, da Cmara Brasileira de Cultura.13. Colar Jos Bonifcio, da Sociedade Brasileira de Herldica e Medalhstica. 14. Comenda da Cmara Brasileira de Cultura. 15. Medalha de Reconhecimento, da Cmara Brasileira de Cultura. 16. Medalha do 2. Centenrio do Nascimento de Jos Bonifcio de Andrade.17. Medalha Ulysses Guimares, da Ordem dos Parlamentares do Brasil. 18. Medalha da UNICEF da Unio Europia. 19. Medalha Comemorativa dos 25 Anos do Mestre DeRose em Portugal. 20. Esplendor do Mrito Histrico e Cultural.1821. Medalha comemorativa dos 200 anos da Justia Militar da Unio. 22. Lurea D. Joo VI em comemorao pelos 200 anos da Abertura dos Portos.23. Medalha do Bicentenrio dos Drages da Independncia, do Exrcito. 24. Medalha do Bicentenrio dos Drages da Independncia, do Exrcito. 25. Cruz da Paz dos Veteranos da Segunda Guerra Mundial. 26. Medalha do Rotaract27. Medalha Olavo Bilac. 28. Medalha do Mrito da Fora Expedicionria Brasileira. 29. Medalha MMDC, comemorativa da Revoluo Constitucionalista de 1932. 30. Medalha Ulysses Guimares, da Ordem dos Parlamentares do Brasil (segunda). 31. Faltam algumas medalhas que ainda no foram fotografadas, como, por exemplo, a Medalha da Casa Militar, do Gabinete do Governador do Estado de So Paulo.1920212223242526272829303132333435363738394041424344454647484950515253VEJA SO PAULOAGENDA UNIVERSITRIA, DA ARGENTINA54CAPA DA REVISTA NOTCIAS,UMA DAS MAIS RESPEITADAS DE PORTUGAL5556REVISTA COSMTICA COLLECTION57DIRIO A CAPITAL, DA ARGENTINA58REVISTA GOWHERE,UMA DAS MAIS PRESTIGIADAS DE SO PAULO59JORNAL DA TARDE, DE SO PAULODEUTSCHE ZEITUNG60DEUTSCHE ZEITUNG61JORNAL DO BRASIL (RIO DE JANEIRO)PRIMEIRA PGINA(ESTA FOI A SEGUNDA VEZ NO MESMO ANO EM QUEFOTO NOSSA GANHA A PRIMEIRA PGINA DESSE CONCEITUADO VECULO)62ENTREVISTA NA YGA TIMES,DOS ESTADOS UNIDOS, CITANDO O MESTRE DeROSE48ENTREVISTA NO JORNAL DIRIO CATARINENSE DE 28 DE MAIO DE 200664REPORTAGEM NO JORNAL CLARN, UM DOS MAIS PRESTIGIOSOS DA ARGENTINA, PUBLICADA EM 10 DE SETEMBRO DE 200765DIRIO CULTURA, DA ARGENTINA, COMENTANDO O SUCESSO DO LIVRO YGA AVANZADO NA FEIRA DO LIVRO EM BUENOS AIRES.Traduo: Curiosamente, uma temtica que no costuma despertar uma fria massiva neste perfil conseguiu converter-se em uma das vedetes da Feira. O lanamento do livro Yga Avanzado do Mestre DeRose, publicado pela Editora Devas, despertou um boom imprevisvel quando o reconhecido mestre desta disciplina se fez presente na segunda-feira passada nessa mostra, onde dialogou com centenas de assistente e fs, registrando-se uma venda de quase 600 exemplares ao fim de duas horas e meia, alternativas que superaram as previses de sua editora que precisou sair s pressas para buscar exemplares no depsito em Buenos Aires para atender os inumerveis pedidos que...66676869707172737475767778O QUE A UNIVERSIDADE DE YGANo temos cursos de terceiro grauUniversidade de Yga o nome da entidade legalmente registrada em cartrio de Registro Civil das Pessoas Jurdicas. Essa a razo social. Temos dois registros: um como PRIMEIRA UNIVERSIDADE o DE YGA DO BRASIL, registrada nos termos dos arts. 45 e 46 do Cdigo Civil Brasileiro sob o n . 37959 no 6o. Ofcio e outro como UNIVERSIDADE INTERNACIONAL DE YGA, registrada sob o no. 232.558/94 no 3o. RTD, com jurisdio mais abrangente, para promover atividades culturais na Amrica Latina e Europa.DEFINIO JURDICAUNIVERSIDADE DE YGA o nome do convnio firmado entre a Unio Nacional de Yga, as Federaes de Yga dos Estados, e as Universidades Federais, Estaduais, Catlicas ou outras particulares que o firmarem, visando formao de instrutores de Yga em cursos de extenso universitria. Esse convnio apenas formaliza e d continuidade ao programa de profissionalizao que vem se realizando sob a nossa tutela, naquelas Universidades desde a dcada de 70 em praticamente todo o pas.PROPOSTA E JUSTIFICATIVAQueremos compartilhar com voc uma das maiores conquistas da nossa classe profissional. Nos moldes das grandes Universidades Livres que existem na Europa e Estados Unidos h muito tempo, foi fundada em 1994 a Primeira Universidade de Yga do Brasil. Inicialmente, esta entidade no pretende ser um estabelecimento de ensino superior e sim ater-se ao conceito arcaico do termo universitas: totalidade, conjunto. Na Idade Mdia, universitas veio a ser usada para designar corporao. Em Bolonha o termo foi aplicado corporao de estudantes. Em Paris, ao contrrio, foi aplicado ao conjunto de professores e alunos (universitas magistrorum et scholarium). Em Portugal, universidade acha-se documentado no sentido de totalidade, conjunto (de pessoas), nas Ordenaes Afonsinas (Dicionrio Etimolgico da Lngua Portuguesa). O Dicionrio da Lngua Portuguesa Contempornea, da Academia das Cincias de Lisboa, oferece como primeiro significado da palavra universidade: conjunto de elementos ou de coisas consideradas no seu todo. Generalidade, totalidade, universalidade. No Brasil, o Dicionrio Michaelis define como primeiro significado da palavra universidade: totalidade, universalidade. E o Dicionrio Houaiss, define como primeiro significado: qualidade ou condio de universal. Portanto, o conceito de que Universidade seja um conjunto de faculdades apenas um esteretipo contemporneo. Tampouco somos os primeiros a idealizar este tipo de instituio. A Universidade Livre de Msica Tom Jobim (mantida pelo Estado de So Paulo), a Universidade Corporativa Visa (de So Paulo), a Universidade SEBRAE de Negcios (de Porto Alegre), a Universidade Holstica (de Braslia), a Universidade Livre do Meio Ambiente (de Curitiba), a Universidade de Franchising (de So Paulo) e a Universidade do Cavalo (de So Paulo) so alguns dos muitos exemplos que podemos citar como precedentes. O que importa que a sementinha est lanada e queremos compartilh-la com todos os nossos colegas. Conto com o seu apoio para fazermos uma UNIVERSIDADE DE YGA digna desse nome!Conselheiro da Ordem dos Parlamentares do Brasil. Comendador e Notrio Saber em Yga pela Sociedade Brasileira de Educao e Integrao. Comendador pela Cmara Brasileira de Cultura Comendador pela Academia Brasileira de Arte, Cultura e Histria.DeRose79www.uni-yoga.orgO site referncia do Yga O website da Universidade de Yga no vende nada. Mas contm uma quantidade inimaginvel de informaes e instrues tericas e prticas sobre o Yga Antigo. O site permite downloads gratuitos de diversos livros em portugus e vrios em espanhol, italiano e alemo (brevemente, em ingls e francs), MP3 de diversos CDs com aulas prticas de SwSthya Yga em portugus e espanhol, reprogramao emocional, meditao, mantras, msica, mensagens etc. Disponibilizamos mais de 60 webclasses, aulas gravadas pelo Comdor. De Rose em vdeo possibilitando a interao com estudantes de todo o Brasil e de todo o mundo. Tudo sem nus algum. Mais o blogdoderose que permite comunicao direta de alunos e leitores de 15 pases com o Comdor. De Rose. o nico site de Yga com essas caractersticas. Divulgamos gratuitamente os endereos de centenas de instrutores de todos os tipos de Yga, Yga, Yoga e ioga. Se voc for instrutor e o seu endereo no estiver l, queira inseri-lo com as ferramentas do prprio site ou entrar em contato telefnico com a Administrao Central (11) 3064-3949 e 3082-4514. Acreditamos que esse site brasileiro seja o maior site de Yga do mundo, considerando o contedo dos livros, fotos, vdeos, aulas e CDs que podem ser baixados sem custo para o usurio. Alm disso, est disponvel um farto material especialmente para facilitar o trabalho de jornalistas que tenham alguma pauta relacionada com o tema. No abrimos concesso aos modismos estereotipados, nem s invencionices comerciais, nem ao comportamento questionvel de vender benefcios, terapias ou misticismos. O trabalho da Uni-Yga srio e nosso foco o Yga Ancestral, sua filosofia de autoconhecimento e a formao profissionalizante de bons instrutores que tenham essa mesma viso. Nossa Jurisdio atualmente compreende Brasil, Argentina, Chile, Portugal, Espanha, Frana, Inglaterra, Esccia, Alemanha, Itlia, Polnia e Estados Unidos. Em experincia: Austrlia, Hava, Guatemala, Peru, Repblica Dominicana e Indonsia.80