Noticirio 18 11 15

  • Published on
    24-Jul-2016

  • View
    223

  • Download
    8

DESCRIPTION

 

Transcript

  • O DEBATEDIRIO DE MACA

    Mega-Sena sorteia hoje prmio acumulado de R$ 130 milhes

    Mudana na Fesporte gera debate no Legislativo

    Aps oito jogos sem vencedor, Caixa Econmica realiza hoje novo sorteio de bolada milionria que j levou dezenas de macaenses s Casas Lotricas da cidade. Apostas podem ser registradas at s 19h PG. 5

    Delegacia da Capitania dos Portos promove encontro com objetivo de definir regras voltadas "Operao Vero"

    www.odebateon.com.br

    Maca (RJ), quarta-feira18 de novembro de 2015Ano XL, N 8867Fundador/Diretor: Oscar Pires

    KAN MANHES

    KAN MANHES

    KAN MANHES

    KAN MANHES

    Equipes da Marinha, da Defesa Civil e do Iate Clube Maca definiram estratgia de segurana

    Vereadores debateram influncia entre poderes

    facebook/odebate

    twiter/odebate

    issuu/odebateon

    Apesar de ser um ato atribudo ao poder Exe-cutivo, a mudana na presidncia da Fundao de Esporte (Fesporte) provocou reaes polticas entre vereadores que participaram da sesso or-dinria de ontem na Cmara. Logo no incio da reunio, anlises sobre o per-

    odo de um ano e cinco meses de trabalho desem-penhado por Ricardo Salgado, exonerado ontem do posto de presidente da Fundao, e do desafio assumido por Thales Coutinho, escolhido pelo prefeito Dr. Aluzio Jnior (PMDB) para coman-dar a Fesporte durante um ano e um ms, perodo que resta para o atual mandato, se estenderam no momento do grande expediente. PG. 3

    Na tarde de tera-feira (17), a Capitania dos Portos de Maca recebeu representantes das Escolas Nuticas, Defesa Civil e Comodoros dos Iates Clubes de Rio das Ostras, Barra de So Joo e Maca, alm de um representante do estado de Minas Gerais, para discutir o

    planejamento da Operao Vero, que ser deflagrada no dia 18 de dezembro. O objetivo da operao

    intensificar as aes de fisca-lizao e de presena em todas as suas reas de jurisdio. Alm de falar sobre a Opera-o, o delegado da Capitania, Capito de Fragata, Fbio dos

    Santos Riera, abordou nesta primeira reunio assuntos relacionados campanha na-cional de conscientizao para prevenir incndios em embar-caes de esporte e recreio e o Plano de Gerenciamento Cos-teiro. O reforo no trabalho da

    Capitania, durante o perodo da Operao Vero, inclui aes de presena em entida-des nuticas; apoio a eventos esportivos e culturais; bem como a realizao de pales-tras educativas para divulgar

    PM PRENDE SUSPEITO DE TENTATIVA DE HOMICDIO

    PREO DA GASOLINA NA CIDADE SEGUE EM ALTA

    TCE EMITE PARECER FAVORVEL PARA MACA

    Vereadores avaliaram trabalho de Ricardo Salgado e escolha de Thales Coutinho

    R$ 1,00

    as principais normas de segu-rana da navegao.Uma das principais preocu-

    paes da Marinha so as em-barcaes de esporte, recreio e turismo nutico, como as motos aquticas, windsurf, ba-nana-boat, iates, entre outros. Os principais aspectos que so verificados a habilitao dos condutores, documentao da embarcao, material de sal-vatagem (coletes e boias), ex-tintores de incndio, luzes de navegao, lotao e estado da embarcao. PG. 6

    SEGURANA NO MAR

    POLCIA, PG.6 ECONOMIA, PG.5 GERAL, PG.7

    POLCIA POLTICA

    Moacyrzo abre as portas para 15 mil pessoas

    NDICETEMPO

    COTAO DO DLAR

    ESPORTE ESPORTE

    Estdio ter capacidade mxima disponvel para confronto entre o Maca e o Boa Esporte PG. 8

    RAPHAEL BZEO / ASSESSORIA TIAGO FERREIRA/ASSESSORIA

    Maca Basquete se prepara para encarar time paulista Torcedores j podem garantir compra de ingresso a R$ 5

    Maca encara o Paulistano fora de casaMacaenses iniciam hoje srie de jogos como visitantes no NBB PG. 8

    EDITORIAL 4

    PAINEL 4

    GUIA DO LEITOR 4

    ESPAO ABERTO 4

    CRUZADINHA C2

    HORSCOPO C2

    CINEMA C2

    AGENDA C2

    Mxima 30 CMnima 20 C

    Compra R$ 3,8145Venda R$ 3,8170 Anuncie: (22) 2106-6060 (215)

    POLCIA EDUCAO POLTICA CADERNO DOIS

    PM apreende menores com arma de fogo

    Educar para prevenir tema de evento

    Igor cobra pagamento de equipes da UPA

    Sucesso marca o V Maca Cine International

    Caso foi registrado em Barra de So Joo PG. 6

    Atividades abertas ao pblico acontecem nesta quarta PG. 7

    Vereador solicitou ao governo informao sobre depsito PG. 3

    Joo Rocha anuncia a seleo e vencedores CAPA

  • O DEBATE DIRIO DE MACA2 Maca, quarta-feira, 18 de novembro de 2015

    Cidade A prefeitura, com atuao Esane, continua a meta de coletar e tratar todo o esgoto do municpio em quatro anos e est operando a Estao de Tratamento de Esgoto (ETE) Imburo, localizada no Condomnio Residencial Brisa do Vale, no bairro do Imburo.

    NOTA

    LAGOMAR

    Motoristas desrespeitam o uso das ciclofaixasPrefeitura diz que a convivncia com ciclista ser cada vez maior por conta da implantao das rotasMarianna Fontesmarifontes@odebateon.com.br

    Como forma de incentivar o uso da bicicleta, a pre-feitura, por meio da se-cretaria de Mobilidade Urba-na, vem implantando ciclovias e ciclofaixas em toda a cidade. Um dos primeiros bairros a serem contemplados com o Sistema Ciclovirio de Maca foi o Lagomar, um dos mais populosos. A rota tem 2.760 metros

    no total, sendo 1.380 em ca-da sentido da via. Elas foram pintadas beirando o canteiro central da Avenida Quissam (principal), e so parte inte-grante da chamada Rota 15, que futuramente deve chegar at a Ponte Ivan Mundim, na Barra de Maca.Apesar de ser uma medida

    que tem como objetivo benefi-ciar cerca de 35 mil moradores, muita gente reclama que o des-respeito no local coloca em ris-co a segurana dos ciclistas. Os motoristas cortam por cima da faixa, sem se preocupar se ali h pessoas ou no. E outros fazem pior e transitam por ela, recla-ma um morador que pede para no ser identificado.O secretrio de Mobilida-

    de Urbana, Evandro Esteves, ressalta sempre a importncia da educao no trnsito. A quantidade de ciclistas ativos na cidade est aumentando visivelmente por conta da im-

    plantao dessas rotas. E vai continuar crescendo cada vez mais. Isso um processo irre-versvel. importante que os motoristas atentem para isso. Eles vo ter que mudar o estilo de conduo e identificar nas vias os locais demarcados para o uso dos ciclistas. Eles no po-dem trafegar e nem estacionar, apenas cruzar nos locais devi-damente sinalizados e sempre

    KAN MANHES

    Moradores denunciam os condutores que transitam ou fazem ultrapassagem pela ciclofaixa

    dando prioridade a quem est de bicicleta, explica. Vale ressaltar que estacio-

    nar o veculo sobre ciclovia ou ciclofaixa configura uma infra-o grave. O Art. 181 do Cdigo de Trnsito Brasileiro (CTB) prev que os infratores podem ser penalizados com multa de R$ 127,69, perda de cinco pontos na Carteira Nacional de Habili-tao (CNH) e ter o seu veculo

    removido e apreendido. A situao torna-se gravssi-

    ma no caso de transitar sobre esses espaos. Em tal situao, a multa passa a ser de R$ 574,62 e perda de sete pontos na CNH. No entanto, a prefeitura expli-ca que, caso a ciclofaixa cruze a entrada de garagem, o con-dutor poder passar sobre ela, observando se est fazendo is-so de forma segura para evitar

    acidentes.Atualmente, a cidade conta

    com cerca de 27 km de vias ci-clveis, entre ciclovias e ciclo-faixas. Elas esto presentes nas seguintes localidades: Linha Verde; Rodovia Amaral Peixoto (entre a Cancela Preta e o Bair-ro da Glria); Avenida Carlos Augusto Tinoco Garcia (Linha Vermelha); Avenida Atlntica (Praia dos Cavaleiros); orla da

    Praia do Pecado com Avenida Jos Passos de Souza Jnior (Morada das Garas); Avenida Hildebrando Alves Barbosa (Es-trada da Infraero - Barra/Par-que Aeroporto); ruas Tancredo Neves, Irm ngela Puerari e Joaquim Rosa (Parque Aero-porto); Rodovia Amaral Peixo-to (entre Pecado e Cavaleiros); Rua da Igualdade (entre a orla da Praia da Imbetiba, Praia do Forte e Centro); Avenida Elias Agostinho (Imbetiba); Avenida Agenor Caldas (Imbetiba); Ave-nida Papa Joo XXIII (Centro); Rua Itaipu (Lagoa); Rua Valpa-raso (entre a orla dos Cavalei-ros e Avenida Nossa Senhora da Glria).

    PROJETO APROVADO PELA POPULAO O Sistema Ciclovirio de Ma-

    ca prope a implantao de uma rede com 15 rotas ciclveis que somam 73 km no total. Ele visa fomentar e incentivar o uso de bicicleta na cidade, um meio de transporte sustentvel. As rotas so classificadas de trs maneiras: lazer, funcional e servio. A primeira delas, a de lazer, uma das menores. Ela est atualmente concentrada ao longo da orla do municpio. J as funcionais so aquelas que ligam algumas zonas a polos de trabalho, enquanto as de servi-o representam a circulao em uma determinada rea. A ideia ligar Maca desde a zona norte at a zona sul da cidade.

    DIA 20

    Evento celebra o Dia da Conscincia Negra

    O Brasil um pas conheci-do no mundo inteiro por reunir diversos tipos de raas. Apesar dessa rica miscigenao, o pre-conceito ainda faz parte do co-tidiano da nossa sociedade. Vi-sando quebrar a barreira da dis-criminao, o Movimento Negro Tribo dos Mals 21 vai realizar na prxima sexta-feira (20), um grande evento por conta do Dia da Conscincia Negra.Alm disso, a data tambm tem

    outro significado importante: o sexto aniversrio da Tribo. Este ano, o evento acontecer a partir das 12 horas, na quadra da Prin-cesinha do Atlntico, situada na Rua Lira dos Conspiradores, 55 - Cajueiros. Para receber o pblico est

    sendo preparada uma progra-mao especial com muita ani-mao. De acordo com os orga-nizadores, a agenda comea ao meio-dia com a tradicional fei-joada completa, que ser servida at s 15 horas. Durante o almo-o ser ministrada uma palestra com uma professora de histria falando sobre miscigenao e a aceitao da sociedade. Alm da palestra, tambm vai

    acontecer uma apresentao de capoeira com os alunos do mes-tre Baiano, do grupo Ginga da Comunidade, na qual a Tribo dos Mals madrinha.J a partir das 15 horas ser

    a vez das apresentaes musi-cais, com muito samba de raiz. A abertura do evento ser feita por mes e filhos de cores diferentes,

    Movimento Tribo dos Mals 21 tambm vai comemorar o seu 6o aniversrio

    mostrando a rica diversidade do nosso pas. A partir das 18h30 comea a

    grande final da 6 edio do 'A Mais Bela Negra', um dos con-cursos de beleza mais populares da cidade. Ao todo sero 10 mu-lheres, selecionadas entre mais de 80 inscritas, disputando a l-tima etapa da competio.O valor da entrada, que d di-

    reito feijoada, de R$ 20. Vale ressaltar que as bebidas sero cobradas parte. A organizao tambm informa que no dia do evento sero vendidos alguns convites, mas eles sero limita-dos. Para garantir o seu, o con-vidado pode ligar para os tele-fones: (22) 99956-4574 ou nos pontos de venda (Boteco do Iva - Visconde de Arajo e Bar Farol Apagado - Aroeira). Toda renda com o evento se-

    r revertida em prol do Banco de Prteses, Sutis e Perucas do 'Mulheres em Luta'. Esse , inclusive, um dos projetos mais

    importantes da Tribo dos Mals. Desde que foi criado em

    2009, por iniciativa de Marile-ne Ibraim, o Movimento Negro Tribo dos Mals 21 tem realizado diversas aes em prol daqueles que mais necessitam de ajuda. O seu objetivo resgatar a autoes-tima dos moradores das diversas comunidades carentes, e tam-bm a raa negra, possibilitando a conscientizao dos seus direi-tos e deveres.Vale sempre ressaltar que dis-

    criminao racial (toda distino, excluso, restrio ou prefern-cia baseada em raa, cor, descen-dncia ou origem nacional ou t-nica que tenha por objeto anular ou restringir o reconhecimento, gozo ou exerccio, em igualdade de condies, de direitos huma-nos e liberdades fundamentais nos campos poltico, econmico, social, cultural ou em qualquer outro campo da vida pblica ou privada) considerado crime, previsto em lei (n 12.288/2010).

    DIVULGAO

    Evento tem como objetivo arrecadar recursos para o reabastecimento do Banco de Prteses, Sutis e Perucas

    VITRIA RGIA

    FAMMA reativa escolinha de futebol

    O esporte uma ferramenta im-portante de incluso social e pode transformar a vida das pessoas. No Brasil, o futebol ainda a prefe-rncia nacional. Muitos meninos, principalmente os que residem em reas de vulnerabilidade so-cial, sonham ser jogadores quando crescerem. Para incentivar isso, a Federao

    das Associaes de Moradores do Municpio de Maca (FAMMA) est reativando a Escolinha de Futebol Vitria Rgia. Apesar de ser antiga, ela ficou cinco anos de-sativada, mas promete voltar com tudo e se tornar uma referncia no municpio.Queremos tirar essas crianas

    e jovens das ruas e ocup-los com a prtica esportiva. Elas mesmo passam na rua e me cobram isso. Alm de fazer bem para a sade, ajuda a transform-los em pesso-as melhores. Nossa ideia , a partir de maro, promover campeona-tos junto s outras escolinhas da cidade. O esporte tem esse papel transformador na nossa socieda-de, enfatiza o presidente da FAM-MA, Celso Henrique da Silva, que tambm est frente da Associao de Moradores e Amigos do Bairro Aroeira (AMABA).Ao todo sero quatro categorias

    de base: Pr-mirim (9 a 11 anos), Mirim (11 a 13 anos), Infantil (13 a 15 anos) e Juvenil (15 a 17 anos). As inscries esto abertas e podem ser feitas pelo responsvel legal, sempre de segunda a sexta-feira em dois horrios e locais: das 9h s 14h, na sede da prefeitura, no 4 andar.

    Objetivo incentivar a prtica esportiva como forma de incluso social

    Ou no perodo da tarde na sede da FAMMA, localizada na Rua Alcides Mouro, n 892 - Aroeira.Ela ser aberta para moradores

    da Aroeira e de outros bairros. Va-le ressaltar que ser gratuita. Em 15 dias, a gente j deve anunciar quando comeam os treinos, que sero realizados sempre aos sba-dos, a partir das 7h, no Campo do Nacional, na Aroeira. Inclusive, para receber a escolinha, estamos reformando esse espao, ressalta Celso, que aproveita para convidar os representantes de escolinhas de futebol dos municpios de Quis-sam, Carapebus e Conceio de Macabu. A escolinha procura patrocnio.

    Os interessados em ajudar podem procurar o presidente nos ende-reos citados acima, ou entrar em contato atravs do nmero: (22) 99971-7489.

    NOVAS ELEIES DE BAIRROAs associaes de moradores

    que esto com o mandato vencido, ou prximo disso, tm at o final

    de dezembro para realizar as no-vas eleies. Segundo a FAMMA, isso no poder ser feito em 2016 por conta de ser ano eleitoral dos poderes executivo e legislativo.Entre 2014 e esse ano j realiza-

    mos 53 eleies, sendo 21 somente em 2015. A federao j vem infor-mando aos presidentes para que nos procurem desde o incio do ano. Quem perder a chance de fazer a eleio esse ano s poder realiz-la a partir de janeiro de 2017, diz Celso.O presidente tambm aproveita

    para convocar as associaes que ainda no foram registradas, visan-do que se regularizem o mais rpido possvel. Por fim, ele anuncia que a reu-

    nio entre as associaes de mora-dores com o prefeito, Dr. Aluzio, e os secretrios, est sendo agendada. Ela est sendo marcada por uma pessoa da secretaria de Desenvol-vimento Econmico, Tecnolgico e Turismo. Deram um prazo de dez dias, a fim de que tudo seja resolvi-do, finalizou.

    WANDERLEY GIL

    Presidente da FAMMA, Celso Henrique, planeja promover campeonatos regionais

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 18 de novembro de 2015 3

    PolticaAUTONOMIA

    Mudana na Fesporte gera anlise sobre inuncia entre os poderesVereadores avaliaram trabalho de Ricardo Salgado e escolha de Thales Coutinho como novo gestor

    Mrcio Siqueiramarcio@odebateon.com.br

    Apesar de ser um ato atri-budo ao poder Executi-vo, a mudana na presi-dncia da Fundao de Esporte Turismo (Fesporte) provocou reaes polticas entre vereado-res que participaram da sesso ordinria de ontem da Cmara. Logo no incio da reunio,

    anlises sobre o perodo de um ano e cinco meses de trabalho desempenhado por Ricardo Salgado, exonerado ontem do posto de presidente da Funda-o, e do desafio assumido por Thales Coutinho, escolhido pelo prefeito Dr. Aluzio Jnior (PMDB) para comandar a Fes-porte durante um ano e um ms que ainda restam para o atual mandato, se estenderam tam-bm no momento do grande expediente.Elogios gesto do ex-presi-

    dente da Fesporte, que assumiu a vice-presidncia da Fundao Maca de Cultura, e o desejo de sucesso ao trabalho do novo presidente da Fundao, ser-vidor concursado da prefeitura que atuava h seis meses na ad-ministrao do Estdio Clu-dio Moacyr de Azevedo, foram ponderados sobre a tima influ-ncia poltica entre os poderes Executivo e Legislativo, que poderia ter gerado a mudana na gesto da instituio.Essa discusso foi levantada

    pelo vereador Marcel Silvano (PT) durante o seu pronuncia-mento no grande expediente. Em seu discurso, o vereador pe-tista disse esperar que a mudan-a na Fesporte no provoque 'imposies ou superposies'

    KAN MANHES

    Parlamentares reagiram escolha do prefeito Dr. Aluzio ao promover mudanas na Fundao

    do governo sobre os trabalhos legislativos."Conheo Ricardo e conhe-

    o Thales. Acompanhei parte do trabalho realizado pelo ex-presidente e sei da qualidade e do comprometimento do novo gestor. Mas tenho preocupao com a democracia. Espero que isso no seja um xeque-mate que atrapalhe a ordem do Legis-lativo ou que subjugue o parla-mento", disse Marcel.Sem mencionar, o discurso

    de Marcel estava focado no fa-to de Thales Coutinho ser filho do presidente da Cmara, Dr. Eduardo Cardoso (PPS)."Dr. Eduardo um democra-

    ta nato, que defende o dilogo e respeita os vereadores. Tenho

    certeza que a sua inteno manter a autonomia da Casa. Mas h uma relao direta da Mesa Diretora com o governo e isso me preocupa", discursou Marcel.As palavras do parlamentar

    petista geraram reao do pre-sidente da Cmara. Dr. Eduardo afirmou que a indicao de Tha-les para assumir a presidncia da Fesporte foi uma escolha do prefeito."Eu no acompanhei essa

    situao como poltico e mui-to menos como presidente da Cmara. Como pai, eu no posso interferir na trajetria profissional do meu filho. Essa discusso j dura um ms e foi uma escolha do prefeito. Thales

    um jornalista, servidor da Fes-porte e apaixonado pelo esporte que cumpriu por seis meses a administrao do Estdio e fez um bom trabalho. O ambiente do esporte propcio a Thales porque as pessoas do meio gos-tam dele. A minha postura co-mo presidente do Legislativo vai ser a mesma", garantiu.As palavras de Dr. Eduardo

    tambm geraram reao de outros vereadores presentes na sesso de ontem."Essa histria de ser filho

    ou no de poltico no cola. O que precisa ser visto a com-petncia. Thales um servidor concursado que cumpre a sua funo na Fundao. Por que no pode assumir o cargo? Ns

    SADE

    Igor cobra pagamento de equipes da UPAAtravs da votao do re-querimento 628/2015, o lder do bloco de oposio na Cmara, vereador Igor Sardinha (PRB) voltou a cobrar do governo pra-zo para a liberao de verbas Organizao Social Espao Produzir, garantindo assim o pagamento atrasado de equipes que atuavam nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da cidade at setembro deste ano.No requerimento, Igor solici-

    tou ao Executivo informaes sobre o depsito judicial dos recursos, medida anunciada pela prefeitura no ms passado como forma de garantir a qui-tao do dbito junto aos pro-fissionais, sob deciso judicial."Essa mais uma tentativa de

    buscar com o governo informa-es sobre o pagamento dos ser-vidores, uma dvida que j chega a R$ 20 milhes. Ns precisa-mos saber se esse depsito j foi feito de forma judicial, e qual o prazo para que os profissionais possam ter acesso aos seus di-reitos", cobrou o vereador.O requerimento foi aprovado

    por unanimidade.

    Paulo Antunes faz apelo por acolhimento a moradores de rua

    SOCIAL

    Vereador cobrou agilidade de secretaria responsvel por atendimento a pedintes

    Durante o seu discurso no grande expediente, o vere-ador Paulo Antunes (PMDB) fez um apelo ao governo para a realizao de polticas pbli-cas voltadas ao acolhimento de pessoas em situao de rua, no municpio.O parlamentar listou reas da

    cidade que se tornaram pontos de abrigo para pedintes, uma situao que gera insatisfao por parte da populao."A secretaria responsvel

    precisa agir. A orla da Praia dos Cavaleiros foi reurbanizada atravs de um belo projeto exe-cutado pelo governo. Mas hoje, sob o deck, existem mendigos morando no local e fazendo v-rias coisas. noite, prximo ao Mercado de Peixes, a situao tambm j crtica. As marqui-ses em volta da Praa Verssimo de Melo passaram a ser dormi-trios para pedintes. Temos que tomar uma providncia imediata. A secretaria respon-svel precisa agir", cobrou Paulo Antunes.O vereador destacou ainda

    que, em alguns casos, h desres-peito dos moradores de rua em relao a moradores e pessoas que circulam pelos locais cita-dos por ele."Eles no respeitam ningum,

    nem adulto e nem criana. Sa-

    bemos que todos passam por problemas. Por isso a secretaria precisa promover o acolhimen-to. Acho que a Pousada da Cida-dania deveria voltar a funcionar, para oferecer um acolhimento digno a essas pessoas cuja a maioria no macaense", soli-citou Paulo Antunes.O discurso do vereador mo-

    tivou um novo debate sobre um dos principais problemas sociais enfrentados hoje na ci-dade."J trouxe a esta Casa vrios

    requerimentos solicitando uma ateno maior do governo para as pessoas em situao de rua. Para ser secretrio de Desenvol-vimento Social tem que gostar de pessoas. Se no gostar de

    KAN MANHES

    Para Paulo Antunes, secretaria responsvel deve promover atendimento imediato a pedintes

    LOGSTICA

    Comisso buscar em Braslia liberao de licena do Tepor

    O presidente da Comisso Permanente de Meio Ambiente da Cmara de Vereadores, Ma-xwell Vaz (SDD), conclamou ontem os demais parlamenta-res para participar da audin-cia agendada para quinta-feira (19), em Braslia, com a equipe da presidncia do Instituto Chi-co Mendes de Conservao da Biodiversidade (ICMBio) para tratar sobre a liberao do licen-ciamento do Terminal Porturio de Maca (Tepor). O prefeito Dr. Aluzio Jnior (PMDB) tambm foi convidado para participar do encontro.Durante a sesso ordinria de

    ontem, Maxwell informou que o encontro foi garantido pelo deputado federal Aureo (SDD), que participa das discusses sobre a consolidao do projeto ainda considerado como essen-cial para as atividades econmi-cas da cidade, voltadas s opera-es do petrleo."Vamos buscar a reconsidera-

    o do ICMBio em Braslia sobre a deciso da Direo Regional do Instituto contra a consolidao do nosso porto. Precisamos agir contra esse ataque geopoltico que pode ameaar o futuro de Maca. J apresentamos todas as respostas que desconstroem os argumentos do rgo sobre a

    Maxwell Vaz agenda audincia com presidncia do ICMBio para discutir projeto

    influncia do terminal ao Par-que Nacional da Restinga de Jurubatiba", disse Maxwell.O vereador que integra o blo-

    co de oposio na Cmara in-formou, tambm, que o convite para a participao na audincia foi protocolado junto prefeitu-ra e entregue pessoalmente ao prefeito."Ele se comprometeu a parti-

    cipar do encontro ao receber o convite de forma cordial", disse Maxwell.A reunio contar, ainda,

    com a participao de tcnicos responsveis pela elaborao do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e do Relatrio de Impacto Ambiental (RIMA) do projeto, alm de um representante do grupo empreendedor respon-svel pelo Tepor.povo, no adiante assumir essa

    responsabilidade", considerou Cesinha (PROS).Tambm na sesso de ontem

    o parlamento aprovou a indica-o 1047/2015, de autoria do ve-reador Marcel Silvano (PT) que solicitou ao governo a aplicao do decreto federal 7053/2009 que instituiu Poltica Nacional para a Populao em Situao de Rua."A prefeitura precisa agir, no

    promovendo a higienizao so-cial, mas implementando pol-ticas pblicas preconizadas por este decreto, que busca o resga-te da dignidade dessas pessoas, atravs do acolhimento", defen-deu Marcel.Na votao da proposta, o ve-

    reador Maxwell Vaz (SDD) fez um alerta sobre as atuais condi-es das pessoas que vivem nas ruas da cidade."Esse debate constante no

    Legislativo, mas no gera uma reao efetiva do Executivo. triste a situao das pessoas nessas condies, ainda mais em dias chuvosos como este. Acredito que papel do poder pblico reunir tambm as ins-tituies sociais que atuam no terceiro setor. Vemos que com o fim das subvenes houve um aumento considervel de pesso-as em situao de rua. Algo pre-cisa ser feito de forma urgente", defendeu Maxwell.A indicao de Marcel foi

    aprovada por unanimidade.

    vamos dar total apoio para que ele possa fazer um bom traba-lho", considerou Paulo Antunes.O vereador Welberth Rezen-

    de (PPS) disse que acompanhou o processo de escolha de Thales para assumir a presidncia da Fesportur. Ele esclareceu pon-tos sobre o 'nepotismo'."Algumas pessoas podem

    questionar se h o nepotismo cruzado por Thales ser filho do presidente da Cmara. Mas isso no procede porque, alm dele ser servidor da Fundao, o posto de presidente um cargo poltico, o que no se aplica ao nepotismo", explicou.Em diferentes momentos da

    sesso vereadores registraram tambm elogios gesto de Ri-cardo Salgado."Parabenizo Ricardo pelo

    grande trabalho que fez na Fes-portur, voltado principalmente s comunidades", disse Cesinha.A mudana no quadro do al-

    to escalo do governo provocou reaes tambm entre os parla-mentares da oposio."O Ricardo sempre nos aten-

    deu naquilo que estava em seu alcance. Ele s no conseguiu fazer mais porque no recebeu o apoio do prefeito", disse Chico Machado (PSB).J Maxwell Vaz (SD) apresen-

    tou uma anlise diferenciada."Eu no o parabenizo. O Bol-

    sa Atleta s foi liberado em no-vembro, no final do ano. O Gi-nsio Poliesportivo est caindo aos pedaos. Nada foi feito para melhorar esse quadro", disse.Presidente da Comisso

    de Esporte da Cmara, Boca (PMDB) considerou o resul-tado do trabalho realizado por Ricardo positivo.

    KAN MANHES

    Maxwell Vaz (SDD)

    Julinho do Aeroporto (PPL) sugeriu Moo de Aplausos ao Dr. Fbio Paschoal, eleito presidente da 15 subseo da OAB

    NOTA

    KAN MANHES

    Igor Sardinha (PT)

  • O DEBATE DIRIO DE MACA4 Maca, quarta-feira, 18 de novembro de 2015

    Opinio NOTA

    ESPAO ABERTO

    EDITORIAL FOTO LEGENDA

    A populao brasileira possui um comportamento peculiar na reao diante de barbries que ocorrem no territrio nacional e em outros pases do mundo: a comoo sazonal. Agora j hora desse sentimen-to ser transformado em ato concreto. A mobilizao criada pelo Ministrio Pblico Federal (MPF) uma boa opo para promover essa mudana de conceitos.

    O uso das redes sociais amplificou o poder de comu-nicao das empresas e deu voz para os clientes. Essa oportunidade tambm viabilizou para o poder pbli-co um novo canal para conversar com a populao. Hoje, vemos diversas prefeituras utilizando as redes sociais como mais um canal de relacionamento com o cidado, a exemplo a Prefeitura de Curitiba.

    Sazonal

    O poder pblico nas redes sociais

    A atrocidade cometida por terroristas ligados ao Estado Islmico em Paris promoveu uma onda de solidariedade aos cidados franceses, vista em milhares de perfis brasilei-ros nas redes sociais. E junto a usurios macaenses, a situao no diferente.A destruio da cidade mi-

    neira Mariana, vrios distritos e localidades situados prximos a mineradora ligada a Vale do Rio Doce gerou comentrios, performances artsticas e mo-bilizaes para distribuio de comidas, roupas, mantimentos e principalmente gua. Atos que envolvem tambm cidados da Capital Nacional do Petrleo.Porm, infelizmente, Maca

    no conseguiu atingir a adeso de cinco mil moradores, dos mais de 230 mil cidados, ao apoio concretizao das 10 medidas contra a corrupo, base do instrumento legal que ser enviado no prximo ms ao Congresso Nacional, com vistas de combater a principal porta para a malversao do errio: a impunidade.Ora, essa no a mesma pa-

    lavra que unifica o sentimento

    diante das outras barbries situ-adas acima nesse texto?Hoje, a populao macaense

    sente na pele os efeitos de uma das maiores atrocidades poltica e administrativa cometidas na histria deste pas, cuja lama da corrupo escorre medida que novas etapas da Operao Lava-Jato avanam sobre esquemas que desviaram bilhes dos co-fres da Petrobras. Ou seria das escolas pblicas e dos hospitais?Seria lamentvel para a his-

    tria desta cidade e deste pas no garantir o recolhimento das 1,5 milho de assinaturas necessrias para a formatao de um projeto de iniciativa popular, voltado a tornar mais clere e duro os julgamentos de agentes pblicos responsveis por esquemas, desvios de di-nheiro e enriquecimento com o dinheiro do povo.Hoje, depois de dois meses

    de mobilizao, apenas 2,5 mil das 5 mil assinaturas planejadas para Maca foram recolhidas pela Procuradoria Geral da Re-pblica do municpio. Ser que esse ato no merece posts emo-cionados, correntes virtuais e imagens em perfis?

    A oportunidade de conversar com o cidado num canal mais democrtico cria um grande en-sejo para os rgos pblicos: estar presente no dia a dia das pessoas e poder resolver e compreender os problemas da cidade.Mas nem tudo so flores. Ao

    mesmo tempo em que as redes sociais possibilitaram que os rgos pblicos pudessem con-versar com a populao, este poder tambm foi dado mes-ma, amplificando reclamaes e proporcionando a unio das pessoas para cobrar aes dos entes pblicos.A partir do momento que uma

    empresa, seja ela pblica ou pri-vada, dispe-se colocar um perfil em alguma rede social, ela preci-sa estar preparada para conver-sar e manter um dilogo. Afinal, estamos falando de um canal de comunicao e no apenas de um mural para publicaes positivas. preciso estar prepa-rado e disposto a receber crticas e, principalmente, ser capaz de resolver problemas.Um rgo pblico que resol-

    ve criar perfis em redes sociais necessita de uma estratgia no apenas virtual, mas de um plano de ao que consiga transformar a vida dos cidados. Um perfil que consiga trazer resultados re-ais, que auxilie para que a cidade seja um lugar melhor. As aes na rede social no podem ser isoladas, mostrando apenas ima-gens bonitas e compartilhando apenas notcias positivas. Elas precisam, tambm, estar em

    harmonia com toda a adminis-trao, transformando-se em mais um servio para o cidado, onde, por exemplo, uma recla-mao possa ser encaminhada aos responsveis e que estes pos-sam respond-lo rapidamente.As empresas pblicas devem

    entender que a internet tem uma linguagem prpria e as re-des sociais no podem ser palco para divulgao de qualquer tipo de material oriundo de outras plataformas de comunicao. As instituies devem adotar uma linguagem adequada para esses canais.Hoje, temos vrios exemplos

    positivos de empresas pblicas que utilizam esse novo canal de comunicao, como a Prefeitu-ra de Curitiba, que faz uso dos memes para conversar com o cidado, e tem recebido uma tima resposta do pblico. Ou-tro exemplo a Prefeitura de So Paulo, que com uma linguagem mais formal tambm tem alcan-ado xito na comunicao com a populao.Ter mais um canal de comu-

    nicao com o cidado impor-tante e saber utilizar este meio fundamental. E o mais impor-tante o cidado ficar atento sua cidade, exigir, fiscalizar e utilizar as redes sociais para fa-zer valer os seus direitos, sempre com responsabilidade e respeito.

    Lucas Alfaix - Designer, social media, especialista em Mdias Digitais pelo Instituto de Ps-Graduao e Graduao (IPOG)

    WA

    ND

    ER

    LE

    Y G

    IL

    PAINEL

    EXPEDIENTE GUIA DO LEITOR Telefones teisEJORAN - Editora de Jornais, Revistas e agncias de Notcias

    CNPJ: 29699.626/0001-10 - Registradona forma de lei.DIRETOR RESPONSVEL: Oscar Pires.SEDE PRPRIA: Rua Benedito Peixoto, 90 - Centro - Maca - RJ.Confeccionado pelo Sistema de Editorao AICS e CTP (Computer to Plate).Impresso pelo Sistema Offset.

    CIRCULAO: Maca, Quissam, Conceio de Macabu, Carapebus, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu.

    A direo do O DEBATE no se responsabiliza e nem endossa os conceitos emitidos por seus colaboradores em aes ou artigos assinados, sendo de total responsabilidade do autor.

    Filiado ADJORI-RJ - Associao dos Diretores de Jornais do Estado do Rio de Janeiro e ABRAJORI - Associao Brasileira de Jornais do Interior. ANJ - Agncia Nacional de Jornais. ADI Brasil - Associao dos Jornais Dirios do Interior.

    REPRESENTANTE: ESSI PUBLICIDADE E COMUNICAO S/C LTDA.

    SO PAULO: R. Ablio Soares, 227/8 andar - Conjunto 81 - CEP: 04005-000 Telefone: (11) 3057-2547 e Fax: (11) 3887-0071 RIO DE JANEIRO: Av. Princesa Isabel, 323 - sala 608 - CEP: 22011-901 - Telefone: (21) 2275-4141 BRASLIA: SCS Ed. Maristela, sala 610 / DF - CEP: 70308-900 - Telefone: (61) 3034-1745(61) 3036-8293.TEL/FAX: (22) 2106-6060, acesse: http://www.odebateon.com.br/, E-MAIL: odebate@odebateon.com.br, COMERCIAL: Ligue (22) 2106-6060 - Ramal: 215, E-MAIL: comercial@odebateon.com.br, classificados: E-mail: classificados@odebateon.com.br

    POLCIA MILITAR 190

    POLCIA RODOVIRIA FEDERAL 191

    SAMU 192

    CORPO DE BOMBEIROS 193

    DEFESA CIVIL 199

    POLCIA CIVIL 123 DP 2791-4019

    DISQUE-DENNCIA (POLCIA MILITAR) 2791-5379

    DELEGACIA DE POLCIA FEDERAL (24 HORAS) 2796-8330

    DELEGACIA DE POLCIA FEDERAL (OPERAES) 2796-8320

    DELEGACIA DE POLCIA FEDERAL (PASSAPORTE/VISTO) 2796-8320

    CMARA DE MACA 2772-2288

    HPM 2773-0061

    CEDAE: 2772-5090

    AMPLA 0800-28-00-120

    PREFEITURA MUNICIPAL 2791-9008

    DELEGACIA DA MULHER 2772-0620

    GUARDA MUNICIPAL 2773-0440

    AEROPORTO DE MACA 2763-5700

    CARTRIO ELEITORAL 109 ZONA 2772-3520

    CARTRIO ELEITORAL 254 ZONA 2772-2256

    CORREIOS (SEDE) 2759-3390

    CORREIOS CENTRO 2762-7527

    CEG RIO 0800-28-20-205

    RDIO TAXI MACA 2772-6058

    CONSELHO TUTELAR I 2762-0405/ 2796-1108 PLANTO: 8837-4314

    CONSELHO TUTELAR II 2762-9971/ 2762-9179 PLANTO: 8837-3294

    CONSELHO TUTELAR III (SERRA) 2793-4050/2793-4044 PLANTO: 8837-4441

    Novembro Azul: Maca passa a realizar bipsias de prstata na rede pblica

    No ltimo final de semana, a Praia Campista sediou mais uma competio de pesca, que reuniu praticantes do esporte de Maca e de outras cidades da regio. A atividade segue como uma das mais antigas tradies do municpio, preservada e continuada at mesmo na era do progresso gerado pelo petrleo. Passada de gerao para gerao, a cultura deveria receber o estmulo tambm do poder pblico.

    TrocaAps semanas de especulaes, mudanas ocorreram no alto escalo do governo muni-cipal. Ontem, Ricardo Salgado deixou a presi-dncia da Fundao de Esporte para assumir a vice-presidncia da Fundao Maca de Cultura (FMC). A gesto da Fesporte foi assu-mida por Thales Coutinho, que estava frente da administrao do Estdio Cludio Moacyr de Azevedo. Ricardo ligado ao secretrio de Governo, Lo Gomes. Thales filho de Dr. Edu-ardo, presidente da Cmara.

    VitriaApoiado por ex-dirigentes da subseo lo-cal, Fabiano Paschoal foi alado ao posto de presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Maca, na eleio rea-lizada na segunda-feira (16). Com uma tra-jetria profissional mpar e histria pessoal marcante, o advogado assume compromis-sos importantes para restruturar o trabalho desempenhado pela instituio em Maca, Quissam, Carapebus e Conceio de Ma-cabu. Parabns e boa sorte!

    DoaesA Parquia Santo Antnio est recolhendo doaes de litros de gua que sero envia-dos s cidades afetadas pelo rompimento da barragem de mineradora, em Minas Ge-rais. As garrafas podero ser entregues at amanh, dia 19, na sede da Parquia situada na Rua Duque de Caxias, nmero 671, no Visconde de Arajo. De l, as doaes sero enviadas para a Critas Diocesana de Nova Friburgo e, posteriormente, levadas Caritas Arquidiocesana de Mariana.

    SeminrioNo prximo dia 24, a Organizao Nacional da Indstria do Petrleo (Onip), em parceria com o Sebrae realiza em Maca o 4 Seminrio de Divulgao de Oportunidades para Micro e Pe-quenas Empresas da indstria naval e offsho-re. O evento acontecer no auditrio do Hotel Blue Three, na Praia do Pecado, e ter como empresas-ncoras a Oil States do Brasil e a Petrobras gerncia Terminal Cabinas. O en-contro vai ser iniciado s 8h30 com previso de encerramento s 13h.

    LotaoEmbalado pela vitria suada por 4 a 3 contra o Atltico Goianiense, o Maca Es-porte quer se reconciliar com sua torcida, convidando os macaenses para preencher os 15 mil lugares do Estdio Cludio Mo-acyr de Azevedo na partida que aconte-cer nesta sexta-feira, dia 20, contra o Boa Esporte. O nmero audacioso visto que o Alvianil Praiano atraiu uma mdia de pblico de duas mil pessoas em suas partidas na Srie B do Brasileiro.

    Reforma O incio da temporada do Maca Basquete no NBB8 (Novo Basquete Brasil) tem atra-do um expressivo nmero de torcedores ao Ginsio do Juquinha, onde a equipe realiza seus 'jogos em casa'. O crescimento desse esporte em meio juventude da cidade re-presenta a importncia do governo buscar meios de garantir a reforma do Ginsio Po-liesportivo Engenheiro Maurcio Bittencourt, arena que j sediou at a passagem de uma tocha Olmpica em 2007.

    Lama A lama voltou a se espalhar em ruas do Novo Cavaleiros e do Bairro da Glria, reas ligadas subestao Centro, que ser construda at 2018 pela Odebrecht Ambiental. Com isso, os transtornos gerados pelo andamento das obras foi potencializado durante a tera-feira (17) chu-vosa. Com a interdio de novas vias, a logstica offshore feita por carretas segue diretamente afetada, com bloqueios na Linha Verde e nas Avenidas Aristeu Ferreira da Silva e Alosio da Silva Gomes.

    Eleies Os aprovados no exame aplicado pela secre-taria municipal de Educao no ms passado devero apresentar hoje, dia 18, ou quinta-feira, dia 19, as chapas que iro disputar as eleies para a direo das mais de 100 escolas da rede municipal de ensino pblico. Os nomes devero ser apresentados Comisso Eleitoral, sediada na prpria secretaria de Educao, situada na Rua Antero Perlingeiro, nmero 402. A disputa pelos postos de diretores e vice-diretores ocor-rer dia 1 de dezembro.

    Combate Nesta semana, os bairros Parque Aeropor-to, So Jos do Barreto, Engenho da Praia, Vila Badejo, Visconde de Arajo e Aroeira recebero aes especiais do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) no combate ao mosquito transmissor da dengue e do culex. O objetivo reduzir e controlar a pro-liferao dos insetos que passaram a inco-modar moradores desses locais. Informa-es e materiais de combate aos mosquitos sero distribudos pelos agentes.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 18 de novembro de 2015 5

    Economia Definitivamente os restaurantes sobre rodas caram no gosto dos brasileiros e agora chegam a Maca na forma de festival, no 1 Food Truck. O evento acontece na orla da Praia de Imbetiba entre os dias 27 e 29.

    NOTA

    COMBUSTVEL

    Maca possui uma das gasolinas mais caras da regioPreos cobrados nas bombas da cidade j chegam a R$ 4,04

    Guilherme Magalhesguilherme@odebateon.com.br

    Se, de acordo com a pes-quisa de preos da Agn-cia Nacional do Petrleo (ANP), o Rio tem a quarta gasolina (tipo comum) mais cara entre as capitais do pa-s - preo mdio de R$ 3,79 -, em Maca a situao pode ser ainda pior: em alguns postos, o valor pago pelo combust-vel j chega a R$ 4,04. Aps o ltimo reajuste pelo preo do combustvel, acontecido no fi-nal de setembro, a cidade pas-sou a registrar uma variao de aproximadamente 8,6% nas bombas de abastecimen-to, com preo mnimo de R$ 3,65 em um posto localizado no Centro.Na comparao com outros

    municpios da regio, ironi-camente, a Capital Nacional do Petrleo tambm tem a poltica de preos mais cara registrada. Em Campos, por exemplo, atualmente o com-bustvel mais custoso sai a R$ 3,98 e o mais barato a R$ 3,42. J na capital, a variao maior, e os preos podem ir de R$ 3,25 a R$ 4,19.Contudo, mesmo com a su-

    pervalorizao da gasolina, na maioria dos postos instalados

    dentro do municpio, o etanol ainda no competitivo para

    KAN MANHES

    No bairro da Cancela Preta, preo do combustvel chegou a R$ 4,04

    abastecimento, j que sua ren-tabilidade no compensaria

    o preo mais barato. Como exemplo, em um posto loca-

    lizado no Centro da cidade, o lcool (R$ 3,12) custa hoje

    81,7% do preo da gasolina (R$ 3,77). Ou seja, mesmo sendo sessenta e cinco cen-tavos mais barato por litro, o combustvel alternativo no compensaria, pois s se tor-na vivel quando o seu preo equivale a no mximo 70% do preo da gasolina.

    MAIS DE 10% DE AUMENTO EMUM ANO

    At meados do ano passado, o piso tarifrio em Maca era de R$ 3,25. Isto significa que, em relao ao valor mnimo pago pelo produto, houve uma elevao de 11%. Em julho de 2014, aps anos sem mexer no preo dos combustveis, o go-verno autorizou a elevao de 14,5% no preo da gasolina e 11,89% no do diesel. Ainda em novembro do mesmo ano, foi a vez da Petrobras aumentar o preo de venda nas refinarias em 3% para a gasolina e 5% para o diesel. J em janeiro e setembro de 2015, conforme o decreto presidencial 8.395, a tributao incidente sobre a gasolina e o diesel nas refi-narias foi elevada em aproxi-madamente R$ 0,20. Como consequncia, os postos tam-bm repassaram o reajuste ao consumidor.

    Shell Iniciativa Empreendedora retorna a MacaSERVIO

    Hoje, o Shell Iniciativa Empreendedora retorna a Maca para realizar novas ofi-cinas. Totalmente gratuitas, as atividades sero realizadas em parceria com o CIEDS (Centro Integrado de Estudos e Pro-gramas de Desenvolvimento Sustentvel), que participa de outros importantes projetos na cidade, como o PDI (Pacto para Desenvolvimento Integrado), e tem como objetivo levar para o pblico em geral capacitaes que, em outros anos, foram ex-clusivamente oferecidas aos mi-croempreendedores com pro-jetos de negcios selecionados.De acordo com Mariana Bon-

    niard, assistente de projetos do programa, levando em conta que a organizao da rea finan-ceira pode garantir o sucesso ou o fracasso de muitos empreen-

    Programa oferecer oficinas gratuitas sobre precificao e modelagem financeira

    dimentos prsperos, hoje, o primeiro tema abordado ser precificao. Nessa atividade sero levan-

    tadas questes como relao entre custo e preo, estratgia mercadolgica e qual volume de negcio precisa ser gerado para garantir o lucro. Precifi-car uma atividade estratgica para as empresas porque, quan-do bem composta, garante as margens de lucratividade por produto ou servio, explica Bonniard.Ainda este ms, no dia 26, o

    programa tambm ministra-r a oficina de Modelagem Financeira e Anlise de Sen-sibilidade. Para o Assistente Tcnico de

    Maca, Aristteles Riani, tornar a atividade aberta ao pblico macaense pode colaborar muito para a formao de redes. a primeira atividade de

    oficina onde acontece a intera-o entre os empreendedores, o facilitador e a sociedade em geral. Esperamos que surjam

    WANDERLEY GIL

    Nos ltimos anos, Maca tem sido um dos principais alvos do programa

    dvidas dos participantes, prin-cipalmente do pblico presente. Desta forma, os empreendedo-res percebero a evoluo que tiveram, gerando maior con-fiana para a soluo das ques-tes financeiras, disse.As duas atividades sero rea-

    lizadas na Faculdade Salesiana, dentro do Auditrio Irm Lea. A previso de durao das oficinas de duas horas.

    O PROGRAMACom o objetivo de fomentar

    a discusso social e econmica dos atores que cercam a ca-deia produtiva de petrleo em 17 pases diferentes, o Shell Iniciativa Empreendedora oferece gratuitamente capaci-tao e formao para aqueles que almejam abrir um negcio prprio, ou que j tm um em-preendimento, mas querem se destacar no mercado. No Norte Fluminense, ao todo, o progra-ma j registrou a criao formal de aproximadamente vinte no-vas empresas ligadas ao setor

    offshore, e em 2014 recebeu a adeso de setenta e cinco novos empreendedores das catorze ci-dades onde o projeto atua. No por acaso, ano passado, Maca foi uma das principais cidades do circuito de capacitao, in-cluindo consultorias e estmulo a projetos sustentveis.

    ProgramaoOficina de Precificao

    Local: Faculdade SalesianaData: 18 de novembro de

    2015Horrio: 18h30 s 20h30

    Oficina de Modelagem Financeira e Anlise de Sensibilidade:

    Local: Faculdade Salesiana Data: 26 de novembro de 2015Horrio:18h30 s 20h30

    Mega-Sena chega a R$ 130 milhesSORTE

    Aps acumular pela oita-va vez consecutiva, tornando-se o maior prmio do ano, a Mega-Sena sorteia hoje um prmio estimado em R$ 130 milhes. A aposta mnima custa R$ 3,50 e pode ser feita at s 19h de hoje, em qualquer casa lot-rica do pas, mas em Maca as agncias costumam fechar por

    Aps acumular pela oitava vez consecutiva, prmio j o maior do ano

    volta das 18h. Para os clientes da Caixa, outra opo vlida fazer a aposta on-line, atravs do internet banking. No ltimo sorteio, embora

    ningum tenha acertado as seis dezenas (09, 10, 36, 50, 53 e 55), 176 apostadores acertaram a qui-na e ganharam R$ 55 mil cada, enquanto outros 17.821 aposta-dores ganharam R$ 970 cada um por terem acertado a quadra. De acordo com a Caixa Eco-

    nmica Federal, a probabilida-de de vencer em cada concurso varia de acordo com o nmero

    de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis de-zenas, com preo de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prmio milionrio de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa. J para uma aposta com 15 de-zenas (limite mximo), com o preo de R$ 17.517,50, a proba-bilidade de acertar o prmio de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa. Alm disso, quem quiser ampliar as oportunidades esta-tsticas de levar o prmio, pode comprar cotas de boles organi-

    WANDERLEY GIL

    Lotricas de Maca costumam fechar s 18h

    zados pela maioria das prprias unidades lotricas. No caso da Mega-Sena, os boles tm preo mnimo de R$ 10,00.

    OUTROS PRMIOS ACUMULADOSAssim como a Mega-Sena,

    outros dois prmios lotricos da Caixa esto acumulados com sorteios a serem realizados esta semana. Ainda hoje, a Timema-nia oferece R$ 600 mil para sete acertos, e amanh a Lotomania oferece o valor de R$ 1,5 milho para cinco acertos.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA6 Maca, quarta-feira, 18 de novembro de 2015

    Polcia Mobilidade Urbana participa do Frum de Tendncias e Tecnologias 2015

    NOTA

    MARINHA DO BRASIL

    Reunio inicia Operao VeroCapitania dos Portos de Maca recebeu representantes dos municpios de Rio das Ostras, Barra de So Joo, Maca e um representante do estado de Minas GeraisLudmila Fernandesludmila@odebateon.com.br

    Na tarde de tera-feira (17), a Capitania dos Portos de Maca rece-beu representantes das Es-colas Nuticas, Defesa Civil e Comodoros dos Iates Clubes, de Rio das Ostras, Barra de So Joo e Maca, alm de um representante do estado de Minas Gerais para o inicio da Operao Vero, que comea em 18 de dezembro.O objetivo da operao in-

    tensificar suas aes de fiscali-zao e de presena em todas as suas reas de jurisdio. Alm de falar sobre a Opera-o, o delegado da Capitania, Capito de Fragata, Fbio dos Santos Riera, abordou nesta primeira reunio assuntos relacionados campanha na-cional de conscientizao para prevenir incndios em embar-caes de esporte e recreio e o Plano de Gerenciamento Cos-teiro. Esperamos pela frente um

    vero mais seguro, sem aci-dentes. Claro que h as fata-lidades, mas os acidentes que podem ser evitados por conta de pessoas sem habilitao, no sentido de no estarem aptas a dirigir devido a embriaguez ou idade inapropriada, entre outras situaes, estaremos mais preparados para evitar esses acontecimentos, frisou o Capito de Fragata.O reforo no trabalho da Ca-

    pitania, durante o perodo da Operao Vero, inclui aes de presena em entidades nu-

    ticas; apoio a eventos esporti-vos e culturais; bem como a realizao de palestras educa-tivas para divulgar as princi-pais normas de segurana da navegao.Uma das principais preocu-

    paes da Marinha so as em-barcaes de esporte, recreio e turismo nutico, como as motos aquticas, windsurf, ba-nana-boat, iates, entre outros. Os principais aspectos que so verificados a habilitao dos condutores, documentao da embarcao, material de salvatagem (coletes e boias),

    extintores de incndio, luzes de navegao, lotao e estado da embarcao.Um dos temas abordados na

    reunio a questo da cons-cientizao para prevenir in-cndios nas pequenas embar-caes. A Marinha do Brasil, por meio da Diretoria de Por-tos e Costas (DPC), iniciou no dia 9 de novembro uma cam-panha nacional com o slogan Todo grande incndio comea com um pequeno descuido. De acordo com dados da

    Superintendncia de Segu-rana do Trfego Aquavirio

    da DPC foram registrados 144 incndios em embarcaes no Brasil nos ltimos trs anos, 63 ocorreram na categoria de esporte e recreio, o que repre-senta quase metade dos casos (44%), com uma incidncia expressiva em lanchas (48%).Para alertar os propriet-

    rios e passageiros desses tipos de embarcaes, bem como os responsveis por marinas e clubes nuticos, a Capitania dos Portos divulgar recomen-daes de segurana simples, mas essenciais para a preven-o de incndios a bordo.

    KAN MANHES

    Capito de Fragata, Fbio Riera, promove primeira reunio que d incio Operao Vero deste ano da Marinha do Brasil, o objetivo da operao intensificar suas aes de fiscalizao

    Polcia prende suspeito de tentativa de homicdio em Quissam

    QUISSAM

    Policiais militares re-alizaram a priso de um

    Vtima que est hospitalizada reconheceu o suspeito por foto

    dos suspeitos da tentativa de homicdio que ocorreu no dia 14 de novembro, em Quissam.Aps patrulhamento vi-

    sando localizar dois elemen-tos que teriam disparado trs tiros contra uma pessoa, os

    policiais lograram xito em encontrar um dos suspeitos, conhecido como Menorzo em sua residncia. Em contato com a vtima,

    que est hospitalizada, o sus-peito foi reconhecido como o autor dos trs disparos que

    o atingiram, informando, tambm, o nome do outro suspeito que conduziu a mo-tocicleta. O suspeito foi encaminhado

    para a 123 DP (Delegacia de planto do final de semana), e ficou autuado e preso.

    Menores de idade so apreendidos com arma no Centro

    BARRA DE SO JOO

    A Polcia Militar (PM) re-cebeu uma denncia via 190 de que trs elementos suspeitos haviam descido de uma van, na Praa de Barra de So Joo. Em posse das informaes, policiais militares foram ao local identifi-car os suspeitos.A guarnio conseguiu localizar

    os trs elementos, contudo, com a aproximao da viatura, um deles conseguiu fugir. Foi feita uma re-vista pessoal nos outros dois e com eles foi encontrada uma pistola de calibre no identificado pela po-lcia e sem munio. Alm de R$ 33,00 em espcie. Os dois suspei-tos so menores de idade, ambos com 17 anos.

    Denncia informou Polcia a atitude suspeita de trs elementos que desceram de uma van

    Aps constatao da arma, os policiais realizaram uma busca nas imediaes a fim de localizar o outro elemento que havia fugi-do, porm no tiveram xito em encontr-lo. O fato foi apresentado na 121 DP

    e os dois menores de idade ficaram apreendidos.

    LEGISLAOPorte ilegal de arma de fogo de

    uso permitidoArt. 14: Portar, deter, adquirir,

    fornecer, receber, ter em depsito, transportar, ceder, ainda que gra-tuitamente, emprestar, remeter, empregar, manter sob guarda ou ocultar arma de fogo, acessrio ou munio, de uso permitido, sem autorizao e em desacordo com determinao legal ou regulamen-tar: Pena - recluso, de 2 a 4 anos, e multa.Posse ou porte ilegal de arma de

    DIVULGAO PM

    Arma estava em posse dos menores de idade que haviam descido de uma van, na Praa de Barra de So Joo

    fogo de uso restritoArt. 16: Possuir, deter, portar,

    adquirir, fornecer, receber, ter em depsito, transportar, ceder, ainda que gratuitamente, emprestar, re-meter, empregar, manter sob sua

    guarda ou ocultar arma de fogo, acessrio ou munio de uso proi-bido ou restrito, sem autorizao e em desacordo com determinao legal ou regulamentar: Pena - reclu-so, de 3 a 6 anos, e multa.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 18 de novembro de 2015 7

    Geral Na tera-feira (17), data oficial que deu incio a Prova Brasil, foi aplicada a avaliao nas seguintes unidades municipais: Ciep Municipalizado Maring e Professora Letcia Peanha de Aguiar, envolvendo cem alunos do quinto ano.

    NOTA

    ESPORTE

    Atletas da Ascom sobem ao pdio na corrida contra o cncer

    Os Atletas da Associao dos Corredores de Rua de Maca (As-com) participaram no ltimo final de semana da Corrida Rosa e Azul Vilarejo de combate ao cncer. Para os participantes, a atividade pela luta contra a doena que atin-ge milhes de pessoas, destaca a contribuio da atividade fsica no contexto de um estilo de vida sau-dvel, para preveno e diagnstico precoce. No Brasil, as taxas de mortalida-

    de por cncer continuam elevadas, muito provavelmente porque a doena ainda diagnosticada em estgios avanados.

    Corrida Rosa e Azul Vilarejo foi realizado no ltimo final de semana e reuniu cerca de 350 participantes

    Um total de 350 atletas entre cor-redores e caminhantes participa-ram do evento e marcou presena com maior nmero de corredores. E a avaliao deles no poderia ser diferente, aps dominarem o pdio geral e nas categorias. Foi maravi-lhoso o desempenho de todos ape-sar do sol forte e do calor intenso. Vale a pena fazer o que gostamos e tambm contribuir para a cons-cientizao das pessoas a fazer os exames para prevenir o cncer, disse a ultramaratonista Vera Mota. Os atletas consideram ainda que

    mesmo os que no conquistaram o pdio, tambm completaram bem a prova. Agradecemos a Deus pelo timo resultado da nossa Equipe. Juntos somos mais fortes, des-tacam.As prximas competies da

    equipe sero nos dias 22 - corrida 400 anos Cabo Frio e no dia 29 - Etapa Circuito Ostras.

    SERVIO

    Resultados da Corrida Rosa e Azul

    GERAL MASCULINO: CAMPEO: Zoltan (Ascom) 2 Lugar: Manoel de Jesus (

    Ascom) 3 Lugar:Antonio Marcos 4 Lugar: Roberto Costa

    (Ascom) 5 Lugar: Thiago Gorito (

    Ascom)

    GERAL FEMININO: CAMPE: Monica Cristina

    (Campos) 2 Lugar: Gisele Rosa

    (Ascom) 3 Lugar: Yasmim dos Santos

    (Ascom)

    POR CATEGORIA:VERA Mota - Campe

    categoria 55/59

    ALDENIR dos Santos - Campeo categoria 50/54

    SERGIO Ricardo - 2 lugar Cat 50/54

    ANSELMO Luiz - Campeo Cat 60/64

    CARLOS Maurcio - 2 lugar Cat 40/44

    AMADEU Ventura - 3 lugar Cat 40/44

    MANOEL Conceio - Campeo na Cat 35/39

    LUCIANO Proena - 2 lugar Cat 35/39

    NELSON Maria - Campeo Cat 45/49

    ADRIANO Pedro - Campeo Cat 20/24

    SEBASTIO Caldas - Campeo Cat 80/85

    DIVULGAO

    Mais uma vez atletas da Ascom se destacaram na competio

    TCE emite parecer favorvel para contas de Maca gesto 2014

    ANLISE

    O Tribunal de Contas do Es-tado do Rio de Janeiro (TCE/RJ) emitiu, em sesso realizada na tera-feira (17), um parecer prvio favorvel aprovao de contas da administrao finan-ceira da Prefeitura de Maca. O processo relativo ao exerccio de 2014 ser encaminhado agora

    Anlise ser encaminhada para a Cmara de Vereadores que far votao final

    pelo Tribunal para a Cmara dos Vereadores, onde o documento ser julgado.De acordo com o Controlador

    do Municpio, Lus Carlos Cunha, o parecer do corpo tcnico do TCE/RJ um reconhecimento s boas prticas realizadas com a gesto dos recursos pblicos em Maca. "A anlise realizada demonstra que estamos seguin-do todas as normas existentes no que diz respeito Lei de Res-ponsabilidade Fiscal, lisura e os ndices constitucionais", afirmou

    o controlador.A eficincia no gerenciamento

    econmico da gesto municipal de Maca tem sido alvo de des-taque nacional. Recentemente, a cidade foi premiada no Ranking das Melhores Cidades do Brasil, em uma pesquisa realizada pela Revista Isto e a consultoria Aus-tin Ratings, sendo a melhor colo-cada em cinco categorias ligadas economia e investimentos.Outro aspecto que refora a

    boa aplicao dos recursos p-blicos a reduo de gastos com

    licitaes. Em dois anos e meio a economia estimada em cerca de R$ 76 milhes, de acordo com levantamento realizado pela Pro-curadoria Geral de Licitaes, Contratos e Convnios da Prefei-tura de Maca. O resultado foi al-canado com a adoo de medidas como o aumento da divulgao de licitaes - at mesmo em mo-dalidades no obrigatrias, como a Carta-Convite, que ampliaram a competitividade, contribuindo para o alcance da oferta de preos mais baixos do que os estimados.

    Cederj prorroga prazo para inscrio do vestibular

    NOVA DATA

    A Fundao Centro de Ci-ncias e Educao Superior Distncia do Estado do Rio de Janeiro - Fundao Cecierj/Con-srcio Cederj prorrogou o prazo de inscrio para o vestibular referente ao primeiro semestre letivo de 2016. Com o novo pra-zo, os interessados em concorrer a uma das mais de sete mil vagas oferecidas podem se inscrever at o prximo domingo (22). O proce-dimento pode ser feito pelo www.cederj.edu.br No ato da inscrio, os candi-

    datos podem optar por cursos oferecidos pela Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF), Universidade Federal Fluminense (UFF), Universi-dade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ),

    Os interessados podem se inscrever at o prximo domingo (22) www.cederj.edu.br

    Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Ins-tituto Federal Fluminense (IFF) e Centro Federal de Educao Tec-nolgica (CEFET). A taxa de inscrio de R$

    65,00. As vagas oferecidas so para os cursos de Administrao, Administrao Pblica, Engenha-ria de Produo, Licenciatura em Cincias Biolgicas, Licenciatura em Fsica, Licenciatura em Geo-grafia, Licenciatura em Histria, Licenciatura em Letras, Licencia-tura em Matemtica, Licenciatura em Pedagogia, Licenciatura em Qumica, Licenciatura em Tu-rismo, Tecnologia em Sistemas de Computao, Tecnologia em Gesto de Turismo e Tecnologia em Segurana Pblica. De acordo com o edital, o mo-

    delo de ensino das graduaes Ce-derj semipresencial, e obriga-trio o aluno comparecer ao polo para fazer as provas presenciais (duas por semestre), assim como para participar de alguns encon-tros presenciais.

    Os candidatos que desejarem concorrer a uma das vagas uti-lizando sua nota no Enem 2014 devero, obrigatoriamente, infor-mar no formulrio seu nmero de inscrio no Enem do ano passado. O processo seletivo ser realiza-

    do no dia 19 de dezembro. A prova ter durao de 5 horas, devendo o candidato apresentar-se no local com, no mnimo, 1 hora de antece-dncia. Os portes sero fechados s 8h50. Segundo o edital, ser eli-minado do concurso o candidato que chegar ao local de realizao da prova aps 8h50. A prova se-r constituda de 40 (quarenta) questes de mltipla escolha. O carto de confirmao estar

    disponvel no perodo de 14 a 18 de dezembro no site da Fundao www.cederj.edu.br Nele, o candi-dato dever verificar o local de realizao de sua prova e conferir o nome, endereo, CPF, nmero do documento de identificao e respectivo rgo expedidor, e-mail e condio de necessidades especiais, se for o caso.

    SERVIO

    Vagas para Maca

    ADMINISTRAO pela UFFRJ ENGENHARIA de Produo pela UFF LICENCIATURA em Cincias Biolgicas pela UENF LICENCIATURA em Fsica pela UFRJ LICENCIATURA em Matemtica pela UFF LICENCIATURA em Pedagogia e Licenciatura em Turismo pela Unirio

    Os candidatos aprovados devero ficar atentos ao prazo para matricula. O procedimen-to deve ser feito nos polos re-gionais da Fundao CECIERJ/UAB, local onde o candidato far suas atividades acadmicas, nos dias 21 e 22 de janeiro de 2016, das 10h s 19h.

    SADE

    Educar para prevenir tema de evento de Combate ao DiabetesAs atividades abertas ao pblico acontecem nesta quarta-feira na calada da unidade de tratamento Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

    Em comemorao ao Dia Mundial de Combate ao Diabetes, ocorrido no ltimo dia 14, a Secretaria Mu-nicipal de Sade (SEMUSA) atravs do Polo de Preveno e Tratamento das Leses Cutne-as - Casa do Curativo, em parce-ria com Programas de Sade do Municpio e Universidades nos Cursos de Nutrio e Enferma-gem vai realizar diversas aes voltadas para a temtica Educar para Prevenir.A programao acontece

    nesta quarta-feira (18), na cal-ada da unidade de tratamen-to, Rua Euzbio de Queiroz c/Visconde de Quissam, s/n, em frente ao Edifcio 10 andares, de 9h s 15h. Entre as ativida-des a serem oferecidas ao p-blico esto aferio da glicose, avaliao nutricional, aes da equipe de enfermagem, entre muitas outras. A enfermeira responsvel

    pela Casa do Curativo, Michele Barbosa explica que a iniciativa resultado de uma preocupao do rgo municipal com relao epidemia global de diabetes. As atividades tm o objetivo

    de chamar a ateno de quem est envolvido direta ou indi-

    retamente nos cuidados com diabetes, para que a preveno, a educao e o tratamento se-jam eficientes; alm do com-prometimento dos pacientes necessrio que a famlia, a comunidade e os profissionais de sade se envolvam na causa, explica a enfermeira.A Casa do Curativo refern-

    cia para tratamento das leses nos ps de pacientes diabticos.

    No entanto, Michele explica que grande parte dos pacientes quando procuram o servio, a patologia (doena diabetes), j se encontra avanada, refle-tindo em complicaes graves como amputaes. Por isso nestas atividades gostaramos de oferecer ao pblico verifi-cao de presso arterial, gli-cemia, avaliao do p de pa-ciente com diagnstico de dia-

    betes, diagnstico nutricional e orientaes. A gente acredita que investir em educao gerar a longo prazo resultados na qua-lidade de vida das pessoas com diabetes, ressaltou.A atividade resultado de

    uma parceria entre o Centro de Referncia ao Diabetes (CRD), Catan (Servio de Nutrio Mu-nicipal), Programa de Doenas Crnicas no Transmissveis, Universidade Estcio de S (Unesa), Educao em Sade e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Campus Maca Professor Alosio Teixeira e tem finalidade de fornecer orienta-es para preveno da doena, para que a populao tenha co-nhecimento dos fatores de risco como, por exemplo, obesidade, falta de atividade fsica, hbi-tos alimentares no saudveis, presso e colesterol altos, hist-rico familiar de Diabetes.O Dia Mundial do Diabetes

    foi institudo pela Federao In-ternacional de Diabetes (IDF) e pela Organizao Mundial da Sade (OMS) desde 1991, e conta com o reconhecimen-to e apoio da Organizao das Naes Unidas (ONU), que em dezembro de 2006 assinou uma Resoluo reconhecendo o dia-betes como uma doena crnica e de alto custo mundial.

    WANDERLEY GIL

    A programao vai acontecer na Rua Euzbio de Queiroz c/Visconde de Quissam, s/n, em frente ao Edifcio 10 andares, de 9h s 15h

  • O DEBATE DIRIO DE MACA8 Maca, quarta-feira, 18 de novembro de 2015

    Esporte Aps vitria, risco de queda do Maca cai para 28%, segundo matemtico

    NOTA

    BASQUETE

    Maca encara o Paulistano fora de casaTime da cidade inicia hoje srie de quatro partidas como visitante dentro do calendrio do NBB

    Depois da grande vitria sobre o Rio Claro na ltima semana, no Ju-quinha, o Maca Basquete tem uma sequncia de quatro jogos fora de casa no Novo Basque-te Brasil. E o primeiro deles nesta quarta-feira (18) contra o Paulistano, s 19:30, no Ginsio Antnio Prado Junior, em So Paulo. Na sexta-feira, o advers-rio ser a Liga Sorocabana, em Sorocaba, s 20h.O tcnico Lo Costa sabe da

    dificuldade dos duelos longe de casa, mas cr em uma evoluo da equipe e espera bons jogos. A notcia boa o retorno do ala-piv Matheus Fontes, que se recuperou de uma entorse no tornozelo esquerdo e est disposio."Sabemos que vamos ter dois

    jogos dificlimos. O Paulistano est invicto e a Liga Sorocaba-na um time que cresce muito dentro de casa. Mas a gente est numa crescente e temos a volta do Matheus para esses dois jo-

    gos. Esperamos continuar evo-luindo e vamos em busca de vi-trias em So Paulo", disse Lo.Depois das duas partidas, o

    Maca volta para a Capital do Petrleo e joga novamente co-mo visitante contra o Vitria, dia 1, e contra o Basquete Ce-arense, dia 3. Como mandante, os macaenses jogam apenas no

    dia 8 contra o Pinheiros, no T-nis Clube "Juquinha".A Associao Maca de Bas-

    quete (AMB) tem os patrocnios da Prefeitura Municipal de Ma-ca atravs da Fesporte, da SIT e da Autoviao 1001. Alm disso, tem apoio da Universidade Es-tcio de S e da academia Bio-Fitness

    RAPHAEL BZEO / ASSESSORIA

    Maca Basquete se prepara para encarar time paulista em rodada do NBB

    FUTEBOL

    Moacyrzo disponibiliza venda de 15 mil ingressos para duelo

    Em seu ltimo jogo no Estdio Cludio Moacyr de Azevedo em 2015, o Maca espera contar com o apoio macio do seu torcedor. A convocao tem um motivo espe-cial: uma vitria sobre o Boa Espor-te na sexta-feira (20), s 20h30, po-de garantir a permanncia do Leo na Srie B do prximo ano. E a torcida j consegue adquirir o

    seu ingresso ao valor promocional de R$ 5. A venda antecipada comea a partir das 10h, na sede do clube e na banca de jornais Top 7. o jogo do ano para o Maca.

    Alm de ser a nossa ltima apre-sentao da temporada em casa, a chance de conquistarmos uma vitria que pode nos garantir na S-rie B de 2016. Viemos de um grande resultado fora de casa (4 a 3 sobre o Atltico/GO), e esperamos colocar pelo menos 5 mil torcedores no Moacyrzo. E teremos a capacidade mxima do estdio (15 mil) libera-da. Seria fantstico ver o Moacyr-zo todo colorido de azul e branco, disse o presidente Mirinho.Apesar de ter a 16 melhor m-

    dia de pblico da Srie B do Brasi-leiro - com 1.839 pagantes -, o Ma-ca chegou a atrair um expressivo nmero de torcedores ao Moacyr-

    Confronto entre o Maca e o Boa Esporte acontece nesta sexta-feira, dia 20

    zo durante o campeonato. O recorde foi contra o Botafogo,

    na 9 rodada, quando 4.828 torce-dores acompanharam a goleada de 4 a 2 do Leo sobre o Botafogo. J na 5 rodada, no empate sem

    gols contra o Bahia, 3.250 pagaram ingresso. J contra o Vitria (derro-ta por 2 a 0), na 34 rodada, o pbli-co foi de 2.750 pagantes.Esperamos que a torcida venha

    e nos apoie do incio ao fim, j que dentro de campo faremos o impos-svel para conquistar a vitria. Sa-bemos que um resultado positivo pode garantir a nossa permann-cia na Srie B. Ento, hora de nos unirmos em prol desse objetivo, seja a torcida, direo, comisso tcnica e ns, jogadores, frisou o atacante Pipico, artilheiro do Leo na Srie B com 11 gols.Os torcedores que tm direito s

    gratuidades na forma da lei - meno-res de 12 anos, deficientes fsicos e idosos maiores de 65 anos - s po-dero adquirir estes ingressos na

    sexta-feira (20), dia do jogo, nas bi-lheterias do Moacyrzo. Estes tor-cedores tero que acessar o estdio uma hora antes do incio da partida.

    RAPHAEL BZEO / ASSESSORIA

    Maca espera lotar o Moacyrzo no confronto com o Boa Esporte

    SERVIO

    Pontos de venda

    SEDE do clube: Rua Alfredo Backer, n 341, Centro

    BANCA de jornal Top 7: Avenida Rui Barbosa, n 975, Centro

    BILHETERIAS do Moacyrzo (somente no dia do jogo, a partir das 17h)

    NMERO

    R$ 5,00valor promocional (j se refere meia entrada)

    Jornal 18-11-2015 (01)Jornal 18-11-2015 (02)Jornal 18-11-2015 (03)Jornal 18-11-2015 (04)Jornal 18-11-2015 (05)Jornal 18-11-2015 (06)Jornal 18-11-2015 (07)Jornal 18-11-2015 (08)