Noticirio 17 06 15

  • Published on
    22-Jul-2016

  • View
    218

  • Download
    0

DESCRIPTION

 

Transcript

  • O DEBATEDIRIO DE MACA

    Sindservi vai realizar ato de paralisao

    Polcia Civil faz alerta sobre crime de fraude

    UFRJ suspende matrcula para o Sistema de Seleo Unicada

    Em assembleia geral, mobilizao foi agendada para a prxima tera

    Legislativo abre discusso sobre reduo de subsdios e teto salarial de servidores

    WANDERLEY GIL

    KAN MANHES

    KAN MANHES

    www.odebateon.com.br

    Corte de 20% em remunerao do prefeito e vice-prefeito foi proposto pelo prprio Executivo

    Aps intensos debates que reforaram a rejeio da proposta de reajuste de 6%, pagos de forma parcelada pa-ra trabalhadores que recebem acima de quatro salrios mni-mos, o Sindicato dos Servidores Pblicos Municipais de Maca (Sindservi) confirmou, em as-sembleia geral realizada na noite da ltima segunda-feira (15), a paralisao das atividades

    Uma nova prtica consi-derada como crime pela Polcia Civil vem crescendo em Maca nos ltimos meses. Conside-rada como fraude, a Falsa Co-municao de Crime, prevista no Cdigo Penal, aplicada em casos de registro de ocorrncia de roubos, furtos e assaltos de aparelhos celulares em diver-sos pontos da cidade. Em alguns casos, a Polcia Civil identificou que o registro da ocorrncia fa-zia parte de um esquema com objetivo de adquirir o reembol-

    so ou novos aparelhos de tele-fone, com base no pagamento de seguro no ato da compra dos celulares.Com base em investigaes,

    a Polcia Civil localizou um dos integrantes desse esquema que foi autuado pelo crime..O comando do 32 Batalho

    de Polcia Militar (BPM) tam-bm apontou a elevao do registro deste tipo de prtica na cidade. O caso pode ser con-siderado como contraveno e levar priso. PG. 6

    da categoria na prxima tera-feira (23). O ato, que coincidir com a abertura da oitava edio da Brasil Oshore, ter incio s 9h com a concentrao dos ser-vidores na Praa Verssimo de Mello. Na sequncia, os traba-lhadores caminharo pela Ave-nida Rui Barbosa, seguindo at a sede administrativa da prefei-tura, em marcha pela Avenida Presidente Sodr. PG. 3

    Assembleia geral foi realizada na noite da ltima segunda (15)Previso que projeto retorne ao plenrio da Cmara e passe por votao final nesta quarta-feira

    De acordo com MEC, as

    instituies tm que

    assegurar o direito do

    estudante matrcula

    Em nome da governabilidade muni-cipal, e seguindo a proposta de redu-o das despesas relativas folha de pagamento da prefeitura, a Mesa Diretora da Cmara de Vereadores colocou ontem em discusso o projeto de lei 033/2015, que fixa uma nova remunerao para os ocupantes dos mandatos de prefeito e vice-prefeito de Maca. A proposta, que prev corte de 20% nos subsdios, segue um pedido feito no ms passado pelo pr-

    prio chefe do Executivo municipal junto ao projeto da reforma administrativa. Alm de redefinir os vencimentos pagos tambm ao presidente do Legislativo e aos 17 vereadores que compem a atual formao do parlamento municipal, o projeto, que deve entrar em votao nesta quarta-feira (17), rebaixar o teto mximo dos vencimentos pagos a servidores muni-cipais, situao que enfrenta resistncia de profissionais da prefeitura. PG. 3

    Maca (RJ), quarta-feira17 de junho de 2015Ano XL, N 8735Fundador/Diretor: Oscar Pires

    R$ 1,00

    PM/DIVULGAO EU LEITOR, O REPRTER

    DOIS QUILOS DE MACONHA APREENDIDOS NA MALVINAS

    JOVEM APRENDIZ RETOMA ATIVIDADES NA PETROBRAS

    MORADORES DENUNCIAM VAZAMENTO DE ESGOTO

    POLCIA, PG.6 ECONOMIA, PG.5 CIDADE, PG.2

    facebook/odebate

    twiter/odebate

    issuu/odebateon

    Escolinha de futebol comemora quatro anos

    Macaenses se despedem de Orlando Machado

    NDICETEMPO

    COTAO DO DLAR

    CIDADE OBITURIOESPORTE

    Associao da Barra de Maca atende 120 crianas carentes PG. 2

    Empresrio macaense faleceu aos 74 anos, 30 dias aps diagnstico de cncer PG. 6

    LUDMILA FERNANDES WANDERLEY GIL

    Companhia Chirulico e o coordenador do Espao, Jorge PereiraChico Machado lamentou o falecimento do tio e amigo

    Espao de Convivncia realiza Festa JuninaEvento, que ser beneficente, vai acontecer na prxima sexta-feira PG. 2

    EDITORIAL 4

    PAINEL 4

    GUIA DO LEITOR 4

    ESPAO ABERTO 4

    CRUZADINHA C2

    HORSCOPO C2

    CINEMA C2

    AGENDA C2

    Mxima 28 CMnima 19 C

    Compra R$ 3,0946Venda R$ 3,0953 Anuncie: (22) 2106-6060 (215)

    OBITURIO EDUCAO POLTICA CADERNO DOIS

    Amigos do ltimo adeus a Detinha

    Sema realiza ao no Cras do Novo Visconde

    Sindicato defender campanha em plenrio

    Teatro recebe musical sobre Clara Nunes

    Velrio aconteceu no cemitrio Memorial da Igualdade PG. 6

    Atividade envolver crianas de oito a 12 anos PG. 7

    Cmara recebe nesta quarta a presidente do Sindservi PG. 3

    Espao do Sesi recebe montagem nesta quinta CAPA

    POLTICAPOLTICA

    POLCIA

    O sonho de muitos estudantes de ingressar na educao superior por meio do Sistema de Seleo Unificada (Sisu) em instituies fede-rais pode est por um fio. de que de acordo com o delegado sindical de base, Fbio Porto as matrculas para o programa foram suspen-sas nas instituies, entre elas na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Maca Cam-pus Professor Alosio Teixeira. As matrculas estavam previstas para serem realizadas nos dias 19, 22 e 23 deste ms. PG. 7

  • O DEBATE DIRIO DE MACA2 Maca, quarta-feira, 17 de junho de 2015

    Cidade

    Programao do Espao

    NOTA

    NOVA HOLANDA

    Moradores pedem soluo para problema de esgoto em comunidadeMesmo com rede de saneamento, populao precisou abrir vala na Rua 4 como medida emergencial

    Alunos da rede municipal vo marcar presena na Brasil Offshore. O encontro uma forma dos alunos conhecerem um pouco da indstria do petrleo no municpio.

    Marianna Fontesmarifontes@odebateon.com.br

    Quem conheceu a realida-de da Nova Holanda h alguns anos e v agora, sem dvida percebeu que mui-tas melhorias foram feitas. No entanto, os moradores dizem que ainda existem pendncias no que diz respeito infraestrutura. Uma dessas reivindicaes re-ferente ao saneamento bsico. Apesar de j contar com a rede, o esgoto ainda retorna para as ruas e casas, situao que com-promete a sade da populao. Cansados de conviver com o problema na porta, alguns mo-radores da Rua 4 resolveram abrir valas na manh de ontem (16), para escoar os dejetos. Essa parte do bairro j rece-

    beu obras, que ainda no foram concludas. S que, infelizmen-te, enquanto isso o esgoto no est tendo para onde ir e acaba entupindo e voltando para as casas e para a rua. Os moradores chegaram ao desespero de ter que abrir buracos na rua, por-que no aguentam mais convi-ver com o problema na sua por-ta. Eles ficaram debaixo de chuva fazendo a abertura para tentar amenizar o problema. A prefei-tura tem enviado caminhes de limpa-fossa, mas isso no aten-de a demanda. J procuramos os responsveis pelas obras, eles chegam a enviar uma equipe pa-ra ver, mas no resolvem a nossa situao. Est complicado, re-lata o presidente da Associao de Moradores, Vando Emanuel.Procurada pela nossa equi-

    pe de reportagem, a prefeitura informou que a secretaria de Obras vai enviar uma equipe ao local para avaliar a situao e adotar as medidas necessrias. Ela ressalta que ao trmino da obra o problema ser sanado por completo. Um dos principais benefcios

    do investimento em esgota-mento sanitrio o fim das va-las negras que ainda existem em alguns locais, representando uma grave ameaa sade das pessoas que moram perto delas, especialmente crianas, even-tuais vtimas de doenas de vei-culao hdrica como diarreia, hepatite e doenas parasitrias.Segundo a ONU (Organiza-

    o das Naes Unidas), 80% da mortalidade provocada por estas doenas podem ser evita-das com a execuo de obras de saneamento. Outros benefcios importantes so a preservao do meio ambiente, com a des-poluio das guas e solo; me-lhor desempenho escolar das crianas; maior produtividade dos trabalhadores e maior valo-rizao dos imveis. Vale ressaltar que o sanea-

    mento um direito assegurado. A ONU diz que isso um fator fundamental para reduo da pobreza, melhoria das condi-es de vida das pessoas e para o desenvolvimento sustentvel. Esse um dos maiores pro-

    blemas que o Brasil enfrenta. De acordo com dados divulga-dos, o governo federal segue ampliando a universalizao do saneamento bsico no Pas. Entre 2003 e 2013, o nmero

    de domiclios urbanos com redes coletoras de esgotos ou fossas spticas passou de 32,8 milhes para 47,3 milhes. O ndice corresponde a 84,17%

    das reas urbanas. No municpio de Maca esto

    sendo feitos investimentos em sa-neamento para propor mais qua-lidade de vida para a populao.

    De acordo com dados divul-gados pela empresa, quando a Odebrecht comeou a atuar na cidade, em novembro de 2012, somente 28% da populao

    contava com o servio de cole-ta de esgoto e 0% contava com tratamento do mesmo. A meta de solucionar esse problema em todo o municpio at 2017.

    DIVULGAO/ EU LEITOR

    A Prefeitura informou que equipe da secretaria de Obras ir ao local para verificar o problema

    CAVALEIROS

    Espao de Convivncia realiza Festa Junina

    faltam apenas dois dias para a Festa Junina do Espao de Convivncia nos Cavaleiros. O evento, que est sendo reali-zado pelos alunos e professores do espao e conta com o apoio da Fundao de Esporte de Ma-ca (Fesporte), acontece nesta sexta-feira (19), a partir das 18 horas.A ideia reunir pessoas de to-

    dos os cantos da cidade, idades e condies sociais. O objetivo promover uma noite de integra-o e muita animao entre os convidados ao som de msicas tradicionais e comidas tpicas.Apesar de ser apenas uma

    confraternizao entre os fre-quentadores, a populao est convidada a participar. Vamos ter barracas com comidas t-picas, bebidas e brincadeiras. Alm disso, tambm haver uma competio de quadrilhas entre os alunos e professores das aulas de ginstica dos espaos do Ca-valeiros e da Imbetiba, marcada para as 18h30. J s 20h30, ser realizada a Quadrilha Projetada da Roa, da Barra de Maca. Segundo o coordenador do lo-

    cal, Jorge Pereira da Silva (Ben Johnson), toda renda arreca-dada com a venda de bebidas e comidas ser revertida em prol da Casa do Idoso, na Imbetiba. Uma senhora conversou co-migo outro dia sobre a situao do asilo e aquilo me sensibilizou muito. Depois de conversar com

    Evento, que ser beneficente, vai acontecer na prxima sexta-feira

    os professores e alunos, eles con-cordaram em transformar essa festa em um evento beneficente, ou seja, voc vem se divertir e, ao mesmo tempo, vai estar ajudan-do quem mais precisa. Espera-mos que a populao macaense comparea para curtir essa noite com a gente, enfatiza Jorge.J no domingo (21), a partir

    das 8h, vai acontecer o Pique-nina, que um piquenique com comidas tpicas de Festa Junina. Cada pessoa dever levar um prato tradicional doce ou salga-do nesse dia. Ns j promovemos outras

    edies do piquenique aqui e foram um sucesso. Dessa vez ti-vemos a ideia de fazer algo dife-rente, com comidas tpicas para variar um pouco. O legal desses

    eventos que o rico e as pesso-as mais humildes esto juntos, mostrando que possvel viver todo mundo em paz. Essa a ideia desse espao, unir a cidade em uma s. Hoje ns temos um pblico mdio de 100 a 150 pes-soas por dia. Mesmo no frio elas esto comparecendo em massa. No feriado passado isso aqui estava lotado. Isso mostra que o nosso trabalho est valendo a pena. Antes isso era uma rea abandonada, onde as pessoas consumiam drogas. Hoje, atravs dessa revitalizao, a gente tem famlias curtindo as suas horas de lazer, seja para se divertir ou para colocar a sade em dia. por isso que eu trato esse lugar com muito carinho, completa o coordenador.

    inaugurado no ano pas-sado, o Espao de Convivncia tem se tornando um local para interao e prtica de atividade fsica. Ele o ambiente perfeito para quem procura um espao de descontrao e de bem-estar. O local disponibiliza uma aca-demia ao ar livre e o requisitado Parquinho.A programao a seguinte:

    segundas e quartas-feiras, s 7h40, acontece a aula de funcio-nal na areia, com a professora Josiane. Na tera, tem o profes-sor Wander Passos, com aula de Zumba, s 18h30 e nas sextas-feiras, a partir das 7h30, a pro-fessora Renata Lobato d mais exerccios do funcional.

    J no final de semana acontece o "Sbado Feliz, sempre a par-tir das 18h. O evento conta com pula-pula, carrinho de pipoca, teatrinho, piscina de bolinhas, carrinho de algodo doce, entre outras atividades. Ainda no sba-do, a partir das 9h, tambm tem aula de capoeira para crianas e adultos com o Mestre Kibe. O Domingo da Famlia con-

    ta com pula-pula, piscina de bolinhas, carrinho de pipoca, pintura facial, aluguel de moto eltrica, videogame, a atrao mais aguardada pela crianada, a apresentao dos palhaos da Companhia Chirulico e muitas outras atividades, sempre a par-tir das 8h.

    INCLUSO

    Escolinha de futebol comemora quatro anos

    no ltimo domingo (14), a Associao de Moradores da Barra de Maca comemorou o 4 aniversrio da sua escolinha de futebol. O evento aconteceu na Praa Beira Rio e reuniu mais de 200 pessoas, entre crianas e adultos. Alm da grande festa, tambm

    foi realizado um torneio com pre-miao entre os alunos. As 80 me-dalhas foram doadas pelo Tnis Clube de Maca. Os convidados tambm puderam desfrutar de um almoo de confraternizao, realizado na sede da associao, situada ao lado da praa. No final foram sorteados tablets e duas bicicletas para as crianas. Mesmo em meio as dificulda-

    des a nossa escolinha tem ganha-do fora a cada ano que passa. E esse evento a maior prova dis-

    Projeto social da Associao da Barra de Maca atende 120 crianas carentes

    so. Compareceram os alunos, os pais, o pessoal da comunidade. Foi muito bom. Essa a primeira vez que a gente comemora e foi um sucesso. Quero agradecer o apoio institucional de Lo Go-mes, secretrio de Governo, e do vereador Julinho do Aeroporto, que nos ajudaram a realizar essa grande festa, ressalta o presiden-te da associao, Roglio Flores. O esporte uma ferramenta

    importante de incluso social e pode transformar a vida das pes-soas. A escolinha de futebol da associao surgiu da necessidade de ocupar crianas e adolescentes que vivem em situao de vulne-rabilidade social. Alm da Barra de Maca, ela tambm atende moradores das comunidades do entorno, como Nova Holanda, Nova Esperana, Nova Braslia e Fronteira.Fora dos perodos de aula, os

    alunos ocupam seu tempo com uma atividade fsica em vez de estar toa pelas ruas. Alm de melhorar a sade, por conta da

    atividade fsica, o futebol ajuda a diminuir a evaso escolar e a me-lhorar o desempenho dos meno-res dentro da sala de aula.Atualmente a escolinha atende

    a 120 crianas e adolescentes, de sete a 13 anos. As aulas acontecem todas s segundas-feiras, teras-feiras e sextas-feiras, em duas turmas divididas em manh e tarde (horrio oposto ao escolar de cada um). Os interessados ainda podem

    se inscrever, pois ainda h vagas abertas. As inscries podem ser feitas na sede da Associao de Moradores todas s segundas, teras, quartas e sextas-feiras, das 9h s 15h. Para participar no precisa ser

    morador da Barra de Maca. Pa-ra se inscrever os responsveis devem levar cpia da carteira de identidade ou da certido de nas-cimento, comprovante de resi-dncia, declarao escolar e uma foto 3x4 do menor. Ele tambm precisa levar a sua identidade e CPF.

    DIVULGAO

    Evento reuniu cerca de 200 pessoas entre crianas e adultos

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 17 de junho de 2015 3

    PolticaREDUO

    Cmara abre discusso sobre reduo de subsdio do prefeitoProjeto de Lei da Mesa Diretora segue ofcio do Executivo baseado em reforma administrativa

    Mrcio Siqueiramarcio@odebateon.com.br

    A respeito da legalidade na elaborao do projeto de lei, com base nas regras estabelecidas pela Lei Ognica do Municpio, Regimento In-terno da Casa, e at mesmo da Constituio Federal, a Cma-ra de Vereadores abriu ontem a discusso sobre a proposta da Mesa Diretora, que prev a re-duo de 20% no subsdio pago ao prefeito e ao vice-prefeito de Maca.Apesar de seguir o pedido

    enviado pelo prprio prefeito, Dr. Aluzio Jnior, junto pro-posta da reforma administrati-va aprovada no incio do ms, o projeto de lei 33/2015 gerou dvidas dentro do plenrio em funo da sua influncia nos vencimentos de servidores que atuam na administrao muni-cipal.O impasse est na interpreta-

    o da legislao. Segundo a Lei Orgnica e o Regimento Inter-no, de competncia do Legis-lativo fixar a remunerao do prefeito e dos vereadores, assim como da verba de representao do vice-prefeito e do presidente da Cmara.Tradicionalmente, o reajuste

    dessas remuneraes realiza-da pela Mesa Diretora da C-mara no ano final da legislatura, no perodo anterior s eleies municipais.Alm disso, o reajuste desses

    valores interfere tambm nos vencimentos de servidores do municpio, j que o subsdio do prefeito determina o teto mxi-

    WANDERLEY GIL

    Seguindo pedido do governo, Mesa Diretora elaborou projeto que modifica tradio do Legislativo diante do cenrio de reajustes

    mo do salrio da categoria.Ontem, durante a apresenta-

    o do projeto, o presidente da Cmara, Dr. Eduardo Cardoso (PPS), apontou que este um dos primeiros casos em que a Cmara fixar a remunerao, reduzindo os subsdios."Ao propor a reduo do

    subsdio do prefeito, o projeto reajusta o teto mximo do ven-cimento dos servidores. Alm disso, esse processo acontece sempre no ltimo ano da legis-

    latura. Mesmo com essas dvi-das, entendendo que o projeto fundamental para a governa-bilidade da cidade, diante da necessidade da reduo de des-pesas defendida pelo governo, vamos colocar o projeto em dis-cusso", defendeu o presidente da Cmara.Segundo o vereador Marcel

    Silvano (PT), a discusso sobre o subsdio depende de infor-maes do governo sobre os vencimentos de servidores que

    seguem o teto municipal."Eu sinto falta de um panora-

    ma de quais so esses salrios (do teto), quanto isso significa dentro da folha de pagamento e qual seria o impacto na reduo das despesas do governo. Me-didas isoladas assim no do a verdadeira resposta que a socie-dade exige sobre a reforma ad-ministrativa", apontou Marcel.J Igor Sardinha (PT) apon-

    tou que o debate necessita de um respaldo legal.

    DIPLOMA

    Presidente da Cmara receber homenagemO presidente da Cmara de Vereadores, Dr. Eduardo Car-doso (PPS), ser um dos home-nageados na sesso solene do Legislativo, que ser realizada no dia 29 de julho, dia do aniver-srio de Maca.Dr. Eduardo receber a hon-

    raria de Diploma de Mrito Poltico, concedido atravs do projeto de decreto legislativo, votado durante a sesso ordi-nria de ontem da Cmara.O projeto foi apresentado

    pelo vereador Paulo Antunes (PMDB) que destacou a contri-buio de Dr. Eduardo na gesto do parlamento municipal ao longo dos ltimos anos."A contribuio de Dr. Edu-

    ardo para a poltica de Maca, atravs dos mandatos na C-mara, ser destacada atravs dessa homenagem que iremos entreg-lo durante a sesso so-lene do Legislativo", destacou Paulo Antunes.Vereadores que estiveram

    presentes na sesso de ontem fizeram questo de discursar e relembrar atuaes importan-tes do parlamentar, ao votar favorvel ao projeto.O homenageado agradeceu

    as palavras dos parlamentares."Eu sou modesto, mas digo

    que sou merecedor por sempre querer atuar em Maca, tanto na medicina, quanto na vida poltica. Agradeo pela home-nagem", disse Dr. Eduardo.

    KAN MANHES

    Assembleia geral foi realizada na noite da ltima segunda (15)

    Legislativo cede espao em sesso para debate sobre campanha salarial

    REAJUSTE

    Presidncia do Sindservi ter 20 minutos durante grande expediente para apresentar proposta

    Aps discusso, que resul-tou at mesmo na suspenso da sesso ordinria de ontem, o parlamento municipal apro-vou a participao da presidn-cia do Sindicato dos Servidores Pblicos Municipais de Maca (Sindservi) na sesso ordinria desta quarta-feira (17).A participao da presidente

    do Sindservi, Rose Mary Gomes, em plenrio foi proposta atra-vs do requerimento 362/2014, elaborado pelo vereador Ma-xwell Vaz (SD). Ao defender a proposta, o parlamentar afir-mou que a discusso sobre o reajuste dos servidores um caso de urgncia."Estamos acompanhando

    as informaes sobre essa ne-gociao pelos jornais e redes sociais. Precisamos de uma po-sio oficial do sindicato, por isso, procurei a presidente do Sindservi, que se disps a vir em plenrio para esclarecer as questes relativas campanha salarial da categoria deste ano", defendeu Maxwell.No entanto, durante a votao

    do requerimento, a Mesa Dire-tora informou que o momento do grande expediente, da sesso ordinria desta quarta-feira (17), estava agendado para a apresentao do balano das receitas e das despesas do mu-

    nicpio, registradas no primeiro quadrimestre deste ano."A apresentao da Controla-

    doria Geral do Municpio estava agendada desde a semana pas-sada, sem qualquer sinalizao de convite ao sindicato para estar em plenrio. Alm disso, a apresentao do quadrimes-tre um cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal. J a discusso sobre o reajuste ca-be ao Executivo e ao sindicato", destacou o presidente da Cma-ra, Dr. Eduardo Cardoso (PPS).No entanto, a prioridade pa-

    ra a apresentao do Sindservi foi defendida por outros parla-mentares que acompanham as discusses sobre a campanha salarial da categoria."Participei da assembleia

    geral do Sindservi, realizada

    WANDERLEY GIL

    Aps recesso de cinco minutos da sesso, plenrio aprovou requerimento de Maxwell Vaz

    CAMPANHA

    Sindservi conrma ato de paralisao

    Aps intensos debates que reforaram a rejeio da proposta de reajuste de 6%, pagos de forma parcelada pa-ra trabalhadores que recebem acima de quatro salrios mni-mos, o Sindicato dos Servidores Pblicos Municipais de Maca (Sindservi) confirmou, em as-sembleia geral realizada na noite da ltima segunda-feira (15), a paralisao das atividades da categoria na prxima tera-feira (23).O ato, que coincidir com a

    abertura da oitava edio da Brasil Offshore, ter incio s 9h com a concentrao dos ser-vidores na Praa Verssimo de Mello. Na sequncia, os traba-lhadores caminharo pela Ave-nida Rui Barbosa e seguiro at a sede administrativa da prefei-

    Servidores municipais realizaro movimento na prxima tera (23) em defesa de reajuste

    tura, em marcha pela Avenida Presidente Sodr.Segundo a presidente do

    Sindservi, Rose Mary Gomes, a manifestao tem como foco buscar junto ao governo uma nova contraproposta."A proposta do governo no

    d garantias de enquadramen-to dos servidores, tampouco reajuste dos benefcios de ali-mentao e refeio. A categoria no aceitou o reajuste de 6% e, assim, decidiu paralisar as ati-vidades na prxima tera-feira (23)", explicou Rose Mary.A assembleia realizada na noi-

    te de segunda-feira contou com a participao de associados ao Sindservi, membros da diretoria do Sindicato e tambm dos vere-adores Welberth Rezende (PPS) e Marcel Silvano (PT).A realizao da paralisao no

    prximo dia 23 foi informada, oficialmente, pelo Sindservi ao governo, atravs de ofcio enca-minhado ontem ao prefeito Dr. Aluzio Jnior.

    WANDERLEY GIL

    na segunda-feira (15) e a presi-dente do sindicato disse que j estava se preparando para vir ao plenrio nesta quarta-feira. Me preocupa muito adiar esse convite porque a categoria con-firmou a realizao de um ato na prxima semana. Precisamos participar dessa discusso. A proposta feita pelo governo no um reajuste, mas sim perdas, j que o ndice est abaixo da inflao. A pauta dos servidores precisa ser priorizada por esta Casa", defendeu Marcel.O vereador Igor Sardinha

    (PT) fez coro na defesa pela participao do Sindservi."O debate sobre o reajuste

    no pode ser ignorada por esta Casa que j foi responsabilizada, de forma injusta, sobre o atraso nessa negociao no episdio da

    votao da reforma adminis-trativa. Aprovamos o projeto do jeito que o governo queria, mas at o momento a discusso sobre o reajuste dos servidores no foi definida pelo Executivo. O projeto que prev o aumento dos servidores ainda no che-gou a esta Casa. O Legislativo pode utilizar, mais uma vez, da sua flexibilidade comum ao Executivo para mudar a data da apresentao do quadrimestre e priorizar a pauta do Sindservi", analisou Igor.Aps os cinco minutos de re-

    cesso, o plenrio aprovou o con-vite para o Sindservi, que ter 20 minutos durante o grande expediente da sesso ordinria de hoje, visando apresentar as pautas relativas campanha sa-larial da categoria de 2015.

    "s vezes, o interesse de acer-tar e at economizar esbarra em questes que no podem sobrepor s regras da lei. Re-duzir o subsdio do prefeito vai interferir nos vencimentos de servidores. Precisamos de mais informaes para que possamos votar essa proposta", analisou.Aps a primeira discusso, o

    projeto de lei 033/2015 deve re-tornar a plenrio, para votao, j na sesso ordinria de hoje do Legislativo.

    Paulo Antunes homenageou Dr. Eduardo com Diploma

    Julinho do Aeroporto (PPL) apresentou projeto que concede Diploma de Mrito Poltico para Eduardo Cunha (PMDB), presidente da Cmara Federal

    NOTA

  • O DEBATE DIRIO DE MACA4 Maca, quarta-feira, 17 de junho de 2015

    Opinio

    ESPAO ABERTO

    EDITORIAL FOTO LEGENDA

    Medidas punitivas tornaram-se a nica sada para garantir solues eficazes em um sistema que, de for-ma bastante preocupante, ainda uma das principais causas de morte em todo o pas: o trnsito. No eterno dilema entre a falta de espaos e rotas alternativas, assim como o nmero crescente de veculos, Maca precisa superar seus desafios e tornar-se modelo pa-ra as demais cidades que sofreram o impacto social diante do progresso gerado pelo petrleo.

    Voc sente calafrios, tremores, raiva, arrepios, fobia ou pnico quando escuta ou pronuncia a palavra bu-rocracia? Creio que todo brasileiro tenha no mnimo uma experincia negativa para contar, entre filas, atestados, procuraes, carimbos, reconhecimentos de firmas, desmandos, descasos, abusos de poder, idas e vindas a cartrios e reparties.

    Fiscalizao

    Burocracia: veneno ou remdio?

    Enquanto atitudes impru-dentes, egostas e, at mesmo, irracionais continuarem a ser identificadas no dia a dia das ruas da Capital Nacional do Petrleo, o jeito mesmo a criao de sistemas capa-zes de controlar, na marra, os limites de velocidade, os espaos e o tempo destinados para a travessia de pedestres e o respeito ao fluxo do trfego, regras que visam definir uma nova educao no trnsito, base de punies no bolso dos motoristas.Apesar de no representar

    um retrato fiel das condies de mobilidade das grandes cidades, Maca vive, sim, uma situao atpica s cidades de pequeno porte do interior do Estado, quando o assunto trnsito. Com uma frota estimada e

    crescente de mais de 80 mil veculos, o municpio conta ainda com a circulao di-ria de cerca de 700 carretas, alm de centenas de nibus e vans que promovem, tanto o transporte pblico municipal, quanto o servio privado de lo-gstica de pessoas e cargas - um sistema criado pela cadeia do

    petrleo na tentativa de suprir demandas de setores pblicos da cidade.Com uma frota de mais de

    200 nibus da empresa SIT, e com nmero semelhante de txis, a partir da liberao de novas autarquias para o servi-o, o municpio registra ainda a influncia diria da chama-da populao flutuante, que se desloca pela mesma rota que os cidados macaenses, um ciclo que compromete, cotidianamente, a agilidade na rotina da Capital Nacional do Petrleo.Solues para esse sistema

    j foram apresentadas. Umas, como o VLT, foram abando-nadas devido falta de pla-nejamento. Outras, como a construo do Arco Virio de Santa Tereza - uma rota quase exclusiva para o transporte de cargas -, segue em fase de via-bilizao, dependendo direta-mente do Estado.De uma forma ou de outra,

    as solues para a mobilidade ainda so de longo prazo. De imediato, o jeito contar com o apoio da populao. Quem no seguir as regras, acabar pagando caro.

    Um emaranhado de processos, procedimentos e requerimentos sem sentido, atrasando, enges-sando e atravancando a vida de pessoas fsicas e jurdicas.Imagine a dificuldade para ex-

    plicar a um noruegus, alemo ou japons os motivos de tanta demora para renovar seu visto de permanncia, abrir uma em-presa, conseguir uma licena ou alvar de funcionamento, ou pior ainda, os caminhos alternativos para aceler-los, utilizando-se de despachantes, contatos, influen-ciadores e suas mgicas propinas?No obstante as crticas, a te-

    oria da burocracia criada pelo filsofo alemo Max Weber, em meados de 1940, tinha como ob-jetivo a busca pela racionaliza-o e a eficincia nas crescentes organizaes que floresciam na poca. Para Weber, a burocracia baseava-se na formulao de pro-cedimentos e processos escritos, os quais obedeciam a fluxos pre-estabelecidos e hierarquias rgi-das, atravs de uma definio de cargos prvios, onde cada pessoa sabia exatamente o papel a de-sempenhar.Talvez venham da formulao

    terica os malefcios e desvan-tagens da burocracia, tais como a rigidez em seguir as regras e procedimentos risca, a infle-xibilidade em abrir concesses, a no utilizao do bom senso para resolver problemas que fujam da rotina ou saiam do raio de atuao, assim como o des-caso aos clientes, uma vez que a burocracia despersonaliza a re-

    lao, focando-se no cargo e na hierarquia.Com a crescente concorrn-

    cia e a globalizao do final do sculo, as empresas viraram do avesso em busca de produtivida-de e agilidade. Michael Hammer surgiu como guru da poca com sua teoria denominada reenge-nharia cujo mote principal era o fim da burocracia, cortando nveis hierrquicos de maneira indiscri-minada (downsizing), reduzindo, eliminando e restruturando pro-cessos.Apesar da dissonncia, a buro-

    cracia pode ser positiva quando bem dosada e aplicada de maneira correta, trazendo rapidez e trans-parncia, alm de registros confi-veis e padronizao, garantindo qualidade e eficincia s organiza-es e seu ecossistema. Em suma, o que diferencia a burocracia boa da ruim o excesso e a orientao ao cliente ou ao prprio umbigo.Infelizmente, neste quesito vi-

    vemos o pior dos mundos: exces-so de burocracia e total descaso ao cidado por um lado, e fraudes, desvios e descalabros por outro. Isso contribui para a criao de mais leis e procedimentos, enges-sando ainda mais a pesada mqui-na do estado, e retroalimentando o monstro da burocracia. Como j dizia o ditado: a diferena entre um remdio e um veneno est s na dosagem. Enfim, o Ministrio da Sade adverte: burocracia de-mais faz mal a sade!

    Marcos Morita executivo, pro-fessor, palestrante e consultor

    KA

    N

    MA

    NH

    E

    S

    EXPEDIENTE

    PAINEL

    GUIA DO LEITORPOLCIA MILITAR: 190POLCIA RODOVIRIA FEDERAL: 191SAMU - SERV. AS. MED. URGNCIA: 192CORPO DE BOMBEIROS: 193DEFESA CIVIL: 199POLCIA CIVIL - 123 DP: 2791-4019DISQUE-DENNCIA (POLCIA MILITAR): 2791-5379DELEGACIA DE POLCIA FEDERAL (24 HORAS): 2796-8330DEL. DE POL. FEDERAL (DISQUE DENNCIA): 2796-8326DEL. DE POL. FEDERAL (PASSAPORTE/VISTO): 2796-8320DISQUE-DENNCIA (CMARA DE MACA): 2772-7262HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL: 2773-0061AMPLA: 0800-28-00-120CEDAE: 2772-5090PREFEITURA MUNICIPAL: 2791-9008DELEGACIA DA MULHER: 2772-0620GUARDA MUNICIPAL: 2773-0440ILUMINAO PBLICA: 0800-72-77-173AEROPORTO DE MACA: 2772-0950CARTRIO ELEITORAL 109 ZONA: 2772-9214CARTRIO ELEITORAL 254 ZONA: 2772-2256CORREIOS - SEDE: 2759-2405AG CORREIOS CENTRO: 2762-7527TELEGRAMA FONADO: 0800-5700100SEDEX: 2762-6438CEG RIO: 0800-28-20-205RADIO TAXI MACA 27726058CONSELHO TUTELAR I 2762-0405 / 2796-1108 PLANTO: 8837-4314CONSELHO TUTELAR II 2762-9971 / 2762-9179 PLANTO: 8837-3294CONSELHO TUTELAR III 2793-4050 / 2793-4044 PLANTO: 8837-4441

    Telefones teis

    EJORAN - Editora de Jornais, Revistas e agncias de Notcias

    CNPJ: 29699.626/0001-10 - Registradona forma de lei.DIRETOR RESPONSVEL: Oscar Pires.SEDE PRPRIA: Rua Benedito Peixoto, 90 - Centro - Maca - RJ.Confeccionado pelo Sistema de Editorao AICS e CTP (Computer to Plate).Impresso pelo Sistema Offset.

    CIRCULAO: Maca, Quissam, Conceio de Macabu, Carapebus, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu.

    A direo do O DEBATE no se responsabiliza e nem endossa os conceitos emitidos por seus colaboradores em aes ou artigos assinados, sendo de total responsabilidade do autor.

    Filiado ADJORI-RJ - Associao dos Diretores de Jornais do Estado do Rio de Janeiro e ABRAJORI - Associao Brasileira de Jornais do Interior. ANJ - Agncia Nacional de Jornais. ADI Brasil - Associao dos Jornais Dirios do Interior.

    REPRESENTANTE: ESSI PUBLICIDADE E COMUNICAO S/C LTDA.

    SO PAULO: R. Ablio Soares, 227/8 andar - Conjunto 81 - CEP: 04005-000 Telefone: (11) 3057-2547 e Fax: (11) 3887-0071 RIO DE JANEIRO: Av. Princesa Isabel, 323 - sala 608 - CEP: 22011-901 - Telefone: (21) 2275-4141 BRASLIA: SCS Ed. Maristela, sala 610 / DF - CEP: 70308-900 - Telefone: (61) 3034-1745(61) 3036-8293.TEL/FAX: (22) 2106-6060, acesse: http://www.odebateon.com.br/, E-MAIL: odebate@odebateon.com.br, COMERCIAL: Ligue (22) 2106-6060 - Ramal: 215, E-MAIL: comercial@odebateon.com.br, classificados: E-mail: classificados@odebateon.com.br

    NOTA

    Prazo para troca de extintor tipo ABC volta a ser prorrogado. Em Maca, item continua escasso no comrcio especializado.

    IdososO Conselho Municipal do Idoso publicou on-tem o regimento que estabelece as diretrizes da Conferncia Municipal de Defesa dos Direi-tos da Pessoa Idosa, que vai acontecer nesta sexta-feira (19). O encontro reunir profissionais da rea, representantes de instituies sociais e membros da sociedade civil organizada, dedica-dos a construir polticas pblicas visando promo-ver a incluso, qualidade de vida e ateno aos macaenses com mais de 60 anos.

    OncologiaNa edio desta quarta-feira (17), o programa "Nossa Dia a Dia", apresentado por Glauco Lo-pes pela manh na Rdio 95 FM contar com a participao do mdico, especialista em onco-logia, Dr. Flvio Mussi, que abordar assuntos relativos ao diagnstico da doena e do trata-mento de pacientes macaenses. Hoje, o muni-cpio conta com o Centro criado pela prefeitura no Hospital So Joo Batista, uma proposta pioneira na regio.

    ParalisaoEm assembleia geral realizada na noite da ltima segunda-feira (15), o Sindicato dos Servidores Pblicos Municipais de Maca (Sindservi) co-locou em votao a proposta de realizao de manifestao na prxima tera-feira (23) com objetivo de reforar a defesa pela campanha salarial deste ano. O ato ter a concentrao na Praa Verssimo de Mello, seguido de caminha-da que ser finalizada na sede da prefeitura. Os servidores so contra o reajuste de 6%.

    RecomposioA recomposio dos cargos no novo organogra-ma administrativo do governo municipal s deve acontecer nas prximas quinta (18) e sexta-feiras (19). que ontem e hoje o prefeito Dr. Aluzio Jnior cumpre agendas no Rio de Janeiro. O procedimento est sendo realizado com objeti-vo de otimizar os trabalhos da gesto, seguindo a proposta de reduzir despesas previstas para este ano. O Executivo ainda definir a nova pro-posta salarial para os servidores.

    Balano Nesta quarta-feira (17), na Cmara de Vereado-res, acontece a apresentao do balano das re-ceitas e das despesas contabilizadas pelo muni-cpio durante o primeiro quadrimestre deste ano. Os nmeros que representaro oficialmente os impactos gerados pela queda na arrecadao dos recursos do petrleo, e de fontes tributrias impulsionadas pelas operaes offshore sero destacados pela secretaria municipal de Fazen-da e pela Controladoria Geral do Municpio.

    SeguranaDepois das sucessivas solicitaes feitas pela Comisso Interna de Preveno de Acidentes (CIPA) da Infraero, a secretaria municipal de Mobilidade Urbana pretende instalar, no trecho da Avenida Hildebrando Alves, prximo ao Ae-roporto de Maca, um radar eletrnico de velo-cidade. O sistema tem como objetivo garantir segurana na travessia de pedestres, alm de reduzir os ndices de acidentes registrados com frequncia no local.

    EstandesSegue a pleno vapor a montagem dos estan-des que formaro o pavilho de expositores da Brasil Offshore. O espao reservado prefeitura de Maca est em fase de finalizao, trabalho que vem sendo acompanhado pelo secretrio municipal de Desenvolvimento Econmico, Tecnolgico e Turismo, Vandr Guimares. Um dos estandes mais aguardados o da Petrobras, cuja participao foi confirmada pela gerncia da companhia na semana passada.

    Sade No ltimo sbado (13), a prefeitura oficializou a convocao de 98 aprovados no concurso pblico municipal, realizado em 2012. Os pro-fissionais passaro a atuar em setores da Sade. A publicao finaliza tambm um impasse que se arrasta desde o incio da atual gesto munici-pal, j que 66 aprovados para o cargo de agente comunitrio de sade foram convocados. A pro-posta fortalecer o corpo tcnico de unidades de ateno bsica.

    FiosAinda esto aparentes, em diversos pontos da cidade, cabos de rede de telefonia, internet e de televiso, rompidos em funo da passagem de caminhes que transportam cargas. A situao rotineira e gera dois prejuzos populao: o primeiro a falta de manuteno desses servi-os; j o segundo o risco gerado pelos fios que seguem soltos em pleno logradouro pblico. A subsecretaria municipal de Postura deveria atuar diante dessa situao.

    Em fase de testes, o sistema de fiscalizao eletrnica vai multar veculos que excederem o limite de 40 quilmetros de velocidade ao passar pelo trecho da Avenida Presidente Sodr, prximo s sedes administrativas da prefeitura. O equipamento, que funcionar integrado ao semforo j existente no local, tem como objetivo garantir a segurana na travessia dos pedestres que buscam acesso a um dos principais pontos do Sistema Integrado de Transportes (SIT) do municpio, que est situado na Rua da Praia.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 17 de junho de 2015 5

    EconomiaNOTA

    PETROBRAS

    Programa Petrobras Jovem Aprendiz reinicia com problemasEstudantes j receberam primeiro pagamento da nova edio, mas ainda buscam reaver oito meses atrasados

    Entenda o caso

    Guilherme Magalhesguilherme@odebateon.com.br

    No ltimo ms, os estu-dantes do Programa Pe-trobras Jovem Aprendiz (PPJA) voltaram a trabalhar e a receber. Segundo participantes do projeto, o primeiro paga-mento do retorno j foi deposi-tado. Por outro lado, os oito me-ses de atraso referentes edio do ano passado, acarretado por um impasse entre a Petrobras e sua antiga parceira do proje-to na regio - Fundao Valena Filho -, continua como um ver-dadeiro segredo para os jovens e um dilema para a justia.Com as carteiras assinadas

    pela petrolfera em convnio com a Unio Brasileira de Edu-cao e Ensino Marista (UBEE Marista), o retorno do PPJA aconteceu no ltimo dia 4 de maio. Assim, repleto de mu-danas administrativas, para os jovens a falta de novidades ainda grande.

    Segundo os estudantes, no houve reajustes nos proventos de R$ 648 mais auxlio-alimen-tao e transporte. Alm disso, sobre o processo que corre em litgio de justia para definir o desbloqueio dos repasses atra-sados, os jovens - 500 em Maca e 300 em Campos - tm encon-trado dificuldades para obter informaes sobre o desenvol-vimento do caso.No temos mais contato com

    o pessoal da Petrobras. A equipe da companhia responsvel pe-lo programa no atende nossas ligaes. Por sua vez, quando tentamos entrar em contato com o pessoal da Marista, que agora cuida do projeto, temos que marcar horrios cada vez mais restritos. Mesmo assim, eles tambm no nos colocam a par da situao, tampouco em contato com a companhia, disse uma da participantes do PPJA.Em Cabinas, onde a grande

    maioria dos participantes do

    PPJA atuam, constantemente aparecem funcionrios da pe-trolfera para acompanhar de perto as atividades, que cons-tam de vrios cursos de qualifi-cao para os jovens entre 15 e 21 anos, como Auxiliar de Logs-tica e Qualificao em Mecnica de Manuteno Industrial. En-tretanto, por l, ningum sabe nada sobre o assunto.

    72 HORASNos ltimos dias, o impasse

    entre a Petrobras e a Fundao Valena Filho ganhou novos desdobramentos. De acordo com documentos da Vigsi-ma Cmara Cvel do Estado, responsvel pela fase atual do processo, no ltimo dia 10 a Petrobras foi orientada a res-tabelecer o convnio e os re-passes - estimados em mais de R$ 4 milhes - a CR3 no prazo de 72 horas, o que ainda no foi confirmado por nenhuma das duas partes. Segundo o rgo do judicirio, considerada como

    totalmente regularizada peran-te o Ministrio Pblico (MP), a Ao Civil Pblica pelo fim do convnio entre as partes no teria mais motivos.Se as exigncias foram cum-

    pridas, com o afastamento da irregularidade que a causa de pedir da Ao Civil Pblica, no h razo para Fundao no mais receber os repasses e administrar o convnio de for-ma integral. A substituio por outra Fundao at o final do processo poderia gerar enorme prejuzo a todos os envolvidos, consta em trecho do texto de resoluo da Vigsima Cmara Cvel do Estado. Procurada para maiores in-

    formaes, at o fechamento desta edio, a Petrobras no se pronunciou sobre o caso.Por sua vez, a Fundao Va-

    lena Filho, tambm prefere no se pronunciar, tendo inclu-sive abandonado suas antigas instalaes na cidade, localiza-das no Novo Cavaleiros.

    EDITAL DE CONVOCAO

    O PRESIDENTE DO CONSELHO CURADOR DA FUNDAO EDU-CACIONAL DE MACA - FUNEMAC, usando de suas atribuieslegais, CONVOCA os Membros Conselheiros do Conselho Curador daFUNEMAC para reunio Ordinria, a realizar-se no dia 22 de junho de2015, s 09h30min, na FUNEMAC-Cidade Universitria - situada aRua Alusio da Silva Gomes, n 50, Granja dos Cavaleiros, Maca-RJ.

    Maca, 16 de junho de 2015.

    Luciano Diniz Presidente do Conselho Curador

    FUNEMAC

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE MACA

    FUNDAO EDUCACIONAL DE MACA - FUNEMACConselho Curador

    A polmica entre a Pe-trobras e a Fundao Va-lencia Filho comeou em abril de 2014, quando a justia determinou que a petrolfera suspendesse os repasses instituio, apontada pelo MP como irregular. O contrato ha-via sido firmado pela Pe-trobras em 2013 no valor inicial de R$ 45 milhes e ampliado em mais R$ 10 milhes um ms depois para atender a 800 jovens at 2015 nas cidades de Campos e Maca.Ainda na poca, de acor-

    do com a promotoria de fundaes do MP do Rio de Janeiro, responsvel por fiscalizar organiza-es sociais no Estado, a Petrobras errou por ter eleito como parceira uma pessoa jurdica que esta-va em total irregularida-de - desde 2002 (ano de sua criao), a fundao no tinha nenhuma con-ta aprovada. Alm disso, a instituio se apresentava com outro nome - CR3 -, abrindo duas filiais sem autorizao do MP, o que no permitido por lei.

    LADO DA PETROBRAS

    Na ltima vez que co-mentou a situao dos jovens do PPJA a Petro-bras explicou que firmou um convnio de 24 meses com a Fundao Valena Filho para a operaciona-lizao do programa na Bacia de Campos, no havendo na data da assi-natura, outubro de 2013, qualquer impedimento de ordem jurdica ou ad-ministrativa em relao instituio. Entretanto, em fevereiro de 2014, a companhia foi notificada pelo Ministrio Pblico do Estado do Rio de Ja-

    neiro (MPERJ) sobre ir-regularidades apontadas contra a prestadora con-tratada. Na ocasio, foi informado estatal que a Fundao estava com as prestaes de contas de 2002 a 2012 pendentes. Como consequncia,

    segundo a Petrobras, em abril do mesmo ano, foi determinada pela Jus-tia Estadual do Rio de Janeiro a suspenso dos repasses para a execuo do PPJA, tendo a compa-nhia solicitado na mesma poca a adoo dos proce-dimentos necessrios s rescises contratuais de todos os jovens inscritos no programa e dos profis-sionais vinculados ao con-vnio do PPJA, assim co-mo o envio da relao dos valores devidos a cada um destes. Logo em seguida, ficou acordado que todos os repasses necessrios operacionalizao do convnio deveriam ser autorizados pela juza responsvel pelo proces-so. Mas, em setembro de 2014, motivada por uma ao de suspeio pro-tocolada pela Fundao Valena Filho, a juza responsvel foi afasta-da, aguardando deciso do Tribunal de Justia e implicando ainda mais na paralisao das ati-vidades do convnio e, consequentemente, na suspenso dos pagamen-tos dos jovens. Desde ento, conforme

    informaes cedidas pela Petrobras, todos os repas-ses referentes ao PPJA na regio permanecem congelados por determi-nao judicial, tendo sido o ltimo pagamento efe-tuado pelo administrador judicial do processo em setembro de 2014.

    KAN MANHES

    Em dezembro de 2014, jovens protestaram contra atrasos na portaria da Petrobras em Imbetiba

    Inscries para concurso de advogado da Petrobras terminam amanh

    OPORTUNIDADE

    Esto abertas at amanh (18) as inscries para o concurso pblico de advogado (a) jnior da Petrobras. Do nmero total de va-gas (13) imediatas, dez so para o estado, enquanto as outras so pa-ra Salvador, Braslia e Amazonas. A taxa de inscrio de R$62,00 e a remunerao mnima inicial para o cargo de R$ 8.866,74.Com data prevista para realiza-

    o das provas no dia 2 de agosto, segundo a companhia, o processo

    Profissionais podero atuar nas bases operacionais de Maca

    KAN MANHES

    Das treze vagas abertas, dez so para o estado

    Estado do Rio de JaneiroCMARA MUNICIPAL DE MACAMaca Capital do PetrleoLei Estadual n 6081 de 21.11.2011

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de SadeFundao Municipal Hospitalar de Maca

    CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DOS DIREITOSDA CRIANA E DO ADOLESCENTE DE MACA/RJTravessa Ari Shueller Pimentel, n 25, centro - Maca/RJTel.: (022) 2796-1300 e 2796-1546E-mail: cmddcademacae@gmail.com

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de MacaFundao Educacional de Maca - FUNEMAC

    Estado do Rio de JaneiroCMARA MUNICIPAL DE MACAComisso Permanente de Licitao

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de MacaEmpresa Pblica Municipal de Saneamento

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE MACAFUNDAO DE ESPORTES E TURISMO DE MACA

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUSGABINETE DO PREFEITO

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de CarapebusSecretaria Municipal de AdministraoGabinete do Prefeito

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUSSecretaria Municipal de Fazenda

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de CarapebusCoordenadoria de Contratos COTRA

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUSComisso Permanente de Licitao

    AVISO DE LICITAOEDITAL - PREGO PRESENCIAL

    NO 031 / 2015EXCLUSIVO PARA EMPREENDEDORES INDIVIDUAIS, MICROEMPRESAS

    OU EMPRESAS DE PEQUENO PORTERegistro de Preos

    A FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA - FMHM, torna pblico para conhecimento dos interessados, que far realizar no dia 01(primei-ro) de julho de 2015, s 10:00h, no sala de reunio da Fundao Municipal Hospitalar de Maca FMHM, localizado nas dependncias do Hospital P-blico Municipal - HPM, Rod. RJ 168 Km. 04 s/n Virgem Santa, na cidade de Maca /RJ, o PREGO PRESENCIAL no 031 / 2015 do tipo MENOR PREO, em sistema de registro de preos, e, exclusivo para empreendedores individuais, microempresas ou empresas de pequeno porte, de acordo com as leis em vigncia. Os interessados podero obter informaes e/ou adquirir o Edital e seus anexos na Comisso Permanente de Licitao/Equipe de Prego situada Rodovia RJ 168 km. 04 Virgem Santa, na cidade de Maca/RJ, de segunda a sexta-feira no horrio de 08:00h s 12:00h e de 14:00 s 17:00h tel. contato (22) 2773-0061 Ramal 291 (copel@fmhmmacae.rj.gov.br), mediante a entrega de 02(duas) resmas de papel A4, de forma compensatria aos gastos de impresso do referido Edital, na ntegra, e portando carimbo de CNPJ ou outro equivalente.Objeto: Aquisio de Kit de Gastrostomia Endoscpica Percutnea (PEG), em sistema de registro de preos, visando atender as necessidades da Fundao Municipal Hospitalar de Maca e suas unidades hospitalares (HPM, Anexo e HPMS) conforme discriminados nos anexos I (Termo de Referncia), II (Planil-ha de Preos Unitrios) e III (Minuta da Ata de Registro de Preos).

    Maca-RJ, 16 de junho de 2015.Marcio da MataPregoeiroFundao Municipal Hospitalar de Maca -FMHM

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACAFUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA - FMHMComisso Permanente de Licitao / Prego

    seletivo constar em provas espec-ficas sobre conhecimentos bsicos e especficos, alm de uma etapa ex-clusivamente discursiva. O proces-so tambm contar com a criao de uma fila de espera com 145 vagas para formao de cadastro.A validade do cadastro de can-

    didatos aprovados no processo se-letivo ser de seis meses, podendo ser prorrogada por igual perodo. O edital completo, com cidades de provas, requisitos e remunerao, pode ser consultado no site da com-panhia ou da Fundao Cesgranrio (www.cesgranrio.org.br) , que tam-bm responsvel pelas inscries do processo seletivo.

    Segundo a Petrobras, o vazamento de gs da plataforma P-40 j foi controlado e a equipe que trabalhava na plataforma permanece em total segurana. O reparo da tubulao j foi concludo e a produo est em processo de normalizao.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA6 Maca, quarta-feira, 17 de junho de 2015

    Polcia Populares detm dois suspeitos de roubo. PM foi acionada para registrar e levar os elementosNOTA

    FRAUDE

    Polcia alerta populao sobre falsa comunicao de crimeUm suspeito foi autuado na 123 DP aps tentar registrar falso roubo de celular

    A Polcia Civil e Militar es-to alertando a popula-o sobre o aumento de boletins de ocorrncias frau-dulentos, onde os suspeitos registram o roubo de aparelhos de celular, sendo que fica detec-tada perda e no roubo, aps as

    investigaes. Na tarde desta segunda-feira

    (15), s 17h, uma equipe do Ser-vio Reservado (P2), da Polcia Militar, estava na 123 DP quan-do foram abordados por um homem, de 29 anos, que disse ter sofrido um assalto, e que

    gostaria de fazer um registro de roubo. Segundo o homem, o evento havia acontecido no dia 09 de junho, no Bar do Coco, lo-calizado no Parque Aeroporto. O policial militar, junto com

    um inspetor da Polcia Civil fi-zeram uma srie de perguntas

    ao homem - j desconfiados que se tratava de uma falsa comuni-cao de crime. No decorrer do depoimento, o homem voltou atrs e confessou que havia perdido o celular h oito meses. Disse que teria sido instrudo por um amigo a registrar o caso

    como se fosse roubo. Ato contnuo, o homem rece-

    beu voz de priso e foi autuado por "Falsa Comunicao de Crime". O suspeito foi ouvido e liberado, passando a responder posteriormente Justia. O coronel Jorge Fernando

    Estado do Rio de JaneiroCMARA MUNICIPAL DE MACAMaca Capital do PetrleoLei Estadual n 6081 de 21.11.2011

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de SadeFundao Municipal Hospitalar de Maca

    CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DOS DIREITOSDA CRIANA E DO ADOLESCENTE DE MACA/RJTravessa Ari Shueller Pimentel, n 25, centro - Maca/RJTel.: (022) 2796-1300 e 2796-1546E-mail: cmddcademacae@gmail.com

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de MacaFundao Educacional de Maca - FUNEMAC

    Estado do Rio de JaneiroCMARA MUNICIPAL DE MACAComisso Permanente de Licitao

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de MacaEmpresa Pblica Municipal de Saneamento

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE MACAFUNDAO DE ESPORTES E TURISMO DE MACA

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUSGABINETE DO PREFEITO

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de CarapebusSecretaria Municipal de AdministraoGabinete do Prefeito

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUSSecretaria Municipal de Fazenda

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de CarapebusCoordenadoria de Contratos COTRA

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUSComisso Permanente de Licitao

    AVISO DE LICITAOEDITAL - PREGO PRESENCIAL

    NO 015 / 2015Registro de PreosREMARCAO

    A FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAE - FMHM, torna pblico para conhecimento dos interessados que foi remarcada para o dia 23(vinte e trs) de junho de 2015 s 10:00 horas, a data recebimento dos envelopes de credenciamento, propostas e habilitao, sem alteraes, tendo em vista o devido conhecimento do Edital emitido pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro TCE/RJ (Proc. TCE-RJ n 213.822-8/15), e a ser realizado na sala de reunio da Fundao Municipal Hospitalar de Maca FMHM, localizado nas dependncias do Hospital Pblico Municipal - HPM, Rod. RJ 168 Km. 04 s/n Virgem Santa, na cidade de Maca /RJ.Objeto: Aquisio materiais especficos (rteses e prteses) de uso em procedimentos de neurocirurgia e correlatos visando atender as necessidades da Fundao Municipal Hospitalar de Maca FMHM e de suas unidades hospitalares (HPM e HPMS) conforme discriminados nos anexos I (Termo de Referncia), II_lotes 1 a 18 (Planilha de Preos Unitrios), III (Minuta da Ata de Registro de Preos) e IV (Minuta Contratual de Comodato).

    Maca-RJ, 16 de junho de 2015.Marcio da MataPregoeiroFundao Municipal Hospitalar de Maca -FMHM

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACAFUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA - FMHMComisso Permanente de Licitao / Prego

    Estado do Rio de JaneiroCMARA MUNICIPAL DE MACAMaca Capital do PetrleoLei Estadual n 6081 de 21.11.2011

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de SadeFundao Municipal Hospitalar de Maca

    CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DOS DIREITOSDA CRIANA E DO ADOLESCENTE DE MACA/RJTravessa Ari Shueller Pimentel, n 25, centro - Maca/RJTel.: (022) 2796-1300 e 2796-1546E-mail: cmddcademacae@gmail.com

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de MacaFundao Educacional de Maca - FUNEMAC

    Estado do Rio de JaneiroCMARA MUNICIPAL DE MACAComisso Permanente de Licitao

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de MacaEmpresa Pblica Municipal de Saneamento

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE MACAFUNDAO DE ESPORTES E TURISMO DE MACA

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUSGABINETE DO PREFEITO

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de CarapebusSecretaria Municipal de AdministraoGabinete do Prefeito

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUSSecretaria Municipal de Fazenda

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de CarapebusCoordenadoria de Contratos COTRA

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUSComisso Permanente de Licitao

    AVISO DE LICITAOEDITAL - PREGO PRESENCIAL

    NO 016 / 2015

    OFUNDO MUNICIPAL DE SADE _ FMS, torna pblico para conhecimento dos interessados, que far realizar no dia 01(primeiro) de julho de 2015, s 14:00h, no auditrio do Centro de Sade Dr. Jorge Caldas, situado Praa Washington Luiz s/n Centro, na cidade de Maca /RJ, o PREGO PRES-ENCIAL no 016 / 2015 do tipo MENOR PREO, de acordo com as leis em vigncia. Os interessados podero obter informaes e/ou adquirir o Edital e seus anexos na Comisso Permanente de Licitao/Equipe de Prego situada Rua Antero Perlingeiro n 39 Centro, na cidade de Maca/RJ, de segunda a sexta-feira no horrio de 08:00h s 12:00h e de 14:00 s 17:00hs tel. contato (22) 2796-1294 Ramal 219 _ cpl.fms@macae.rj.gov.br, mediante a entrega de 02(duas) resmas de papel A4, de forma compensatria aos gastos de impresso do referido Edital, na ntegra, e portando carimbo de CNPJ ou outro equivalente.Objeto: Prestao de servios de buffetcompleto, promovendo todos os meios e recursos profissionais visando atender a demanda do 12 Conferncia Munici-pal de Sade a ser realizado nos dias 09 e 10 de julho, pela Secretaria Municipal de Sade _ SEMUSA do municpio de Maca/RJ, conforme discriminados nos anexos I (Termo de Referncia) e II (Planilha de Preos).

    Maca-RJ, 16 de junhode 2015.Marcio da MataPregoeiroFundo Municipal de Sade _ FMS

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASECRETARIA MUNICIPAL DE SADEFundo Municipal de Sade _ FMS

    Estado do Rio de JaneiroCMARA MUNICIPAL DE MACAMaca Capital do PetrleoLei Estadual n 6081 de 21.11.2011

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de SadeFundao Municipal Hospitalar de Maca

    CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DOS DIREITOSDA CRIANA E DO ADOLESCENTE DE MACA/RJTravessa Ari Shueller Pimentel, n 25, centro - Maca/RJTel.: (022) 2796-1300 e 2796-1546E-mail: cmddcademacae@gmail.com

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de MacaFundao Educacional de Maca - FUNEMAC

    Estado do Rio de JaneiroCMARA MUNICIPAL DE MACAComisso Permanente de Licitao

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de MacaEmpresa Pblica Municipal de Saneamento

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE MACAFUNDAO DE ESPORTES E TURISMO DE MACA

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUSGABINETE DO PREFEITO

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de CarapebusSecretaria Municipal de AdministraoGabinete do Prefeito

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUSSecretaria Municipal de Fazenda

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de CarapebusCoordenadoria de Contratos COTRA

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUSComisso Permanente de Licitao

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASECRETARIA MUNICIPAL DE SADEFundo Municipal de Sade _ FMS

    AVISO DE LICITAOEDITAL - PREGO PRESENCIAL

    NO 017 / 2015

    OFUNDO MUNICIPAL DE SADE _ FMS, torna pblico para conhecimento dos interessados, que far realizar no dia 01(primeiro) de julho de 2015, s 16:00h, no auditrio do Centro de Sade Dr. Jorge Caldas, situado Praa Washington Luiz s/n Centro, na cidade de Maca /RJ, o PREGO PRESEN-CIAL no 017 / 2015 do tipo MENOR PREO, de acordo com as leis em vign-cia. Os interessados podero obter informaes e/ou adquirir o Edital e seus anexos na Comisso Permanente de Licitao/Equipe de Prego situada Rua Antero Perlingeiro n 39 Centro, na cidade de Maca/RJ, de segunda a sexta-feira no horrio de 08:00h s 12:00h e de 14:00 s 17:00hs tel. contato (22) 2796-1294 Ramal 219 _ cpl.fms@macae.rj.gov.br, mediante a entrega de 02(duas) resmas de papel A4, de forma compensatria aos gastos de impresso do referido Edital, na ntegra, e portando carimbo de CNPJ ou outro equivalente.Objeto: Prestao de servios grficos e de divulgao, promovendo todos os meios e recursos profissionais visando atender a demanda do 12 Conferncia Municipal de Sade a ser realizado nos dias 09 e 10 de julho de 2015, pela Sec-retaria Municipal de Sade _ SEMUSA do municpio de Maca/RJ, conforme discriminados nos anexos I (Termo de Referncia) e II (Planilha de Preos).

    Maca-RJ, 16 de junhode 2015.Marcio da MataPregoeiroFundo Municipal de Sade _ FMS

    MALVINAS

    PM sufoca trco em Maca

    na noite de segunda-feira (15), equipe do GAT I e GAT II, em pa-trulhamento na Rua Principal da Malvinas, conseguiu mais uma vez apreender uma grande quantidade de drogas. De acordo com informaes da

    Polcia Militar, os policais obser-varam que Ericles Lima Almeida, de 18 anos, j conhecido pelos poli-ciais, estava em um txi. Os agentes retornaram para realizar a aborda-gem ao veculo, quando o suspeito desceu do txi e entrou em um bar, levando os policiais ao local, para a realizao da revista pessoal. O suspeito estava com uma bolsa

    trmica e nela foram encontradas 20 bolas de maconha, o que corres-ponde a 2.660 buchas de maconha ou 2 kg da droga.Com o flagrante, a guarnio se-

    guiu para a 123 DP, ficando o sus-peito preso e enquadrado no Artigo 33 do Cdigo Penal, por trfico de drogas.

    Pimenta, Comandante da Po-lcia Militar de Maca, comen-tou recentemente o aumento desses falsos registros de rou-bos de celulares. Explicou que o fato de registrar o boletim de ocorrncia ajuda a provar junto seguradora que o apa-relho foi roubado e, com isso, a pessoa consegue obter um novo celular. A DP de Maca tem regis-

    trado diversos casos de rou-bos de celulares e documen-tos, sendo que grande parte deles so falsos. Geralmente esses registros so feitos pa-ra que o seguro d um novo aparelho vtima e/ou para conseguir iseno das taxas de segunda via dos documen-tos. J so cinco casos desses na delegacia, ressaltou o co-ronel Pimenta. importante ressaltar que

    o Cdigo Penal, Artigo 340, diz que crime: Provocar a ao de autoridade, comunicando-lhe a ocorrncia de crime ou de con-traveno que sabe no se ter verificado. Pena: deteno, de um a seis meses, ou multa.

    KAN MANHES

    O velrio e sepultamento aconteceram ontem (16), no Memorial da Igualdade e Cemitrio de Santana, respectivamente

    1927-2015

    Familiares e amigos do ltimo adeus a Detinha

    na manh desta tera-feira (16), familiares e amigos foram at o cemitrio Memorial da Igualdade prestar as ltimas ho-menagens a Maria Bernadette Almeida Castro Alvarez - Dona Detinha, como era conhecida, de 87 anos. O sepultamento aconteceu s

    11h, no cemitrio de Santana. Ela faleceu na segunda-feira (15), s 06h30, em Niteri, por insuficincia respiratria. De-tinha j estava h algum tempo doente, aps sofrer um Aci-dente Vascular Cerebral (AVC) e ficar internada no Hospital So Joo Batista, em Maca. Aps alta mdica, sua sobrinha levou-a para Niteri, passando a cuidar dela. Detinha nasceu em 11 de julho

    de 1927, viva do importante professor e historiador maca-ense, Antonio Alvarez Parada, tambm conhecido como Toni-to, falecido em maro de 1986.

    Velrio aconteceu no cemitrio Memorial da Igualdade e sepultamento no cemitrio de Santana

    Foram casados por mais de 40 anos. O casal se conheceu quan-do ambos eram ainda crianas e sempre se deram muito bem. Na adolescncia comearam a namorar; sete anos depois, em maro de 1953, se casaram e no tiveram filhos.Amante do trabalho realiza-

    do por seu marido, aps o fa-lecimento de Tonito, Detinha dedicou-se a cuidar do acervo de memrias de Maca, cons-trudo por ele e que de extre-ma importncia cultural para o municpio. Por conta do seu es-tado de sade, o acervo j estava sendo cuidado por um sobrinho de Tonito, que foi incumbido da misso pela prpria Detinha. O acervo continuar sob os

    cuidados da famlia, os mesmos sabero quem est apto a conti-nuar zelando pelo trabalho reali-zado por Tonito. Ele deixou bem claro em seus relatos a vontade de deixar para a sociedade ma-caense as suas descobertas, que esto guardadas com muito zelo pela prpria famlia, concluiu a Vice-Presidente do Acervo e Pa-trimnio Histrico e Cultural de Maca, da Fundao Maca de Cultura, Gisele Muniz.

    Equipe do GAT apreende 2 kg de maconha na Malvinas

    OBITURIO

    Macaenses se despedem de Orlando Machado

    na noite de segunda-feira (15), s 22h30, faleceu Orlando Alves Ma-chado aos 74 anos. Internado h 30 dias por conta da descoberta de um cncer na medula (mieloma), o em-presrio, produtor rural, veterinrio e funcionrio pblico, j aposenta-do, no resistiu enfermidade. O velrio aconteceu na manh

    de ontem no cemitrio Memo-rial Mirante da Igualdade, com a presena de amigos e familiares. Seu sobrinho, o vereador Chico Machado, estava bastante emo-cionado com a perda repentina. O sepultamento ocorreu por volta das 12 horas.Foi tudo muito rpido. Ele co-

    meou a sentir umas dores, fez exames que detectaram o mielo-ma. Foi internado e faleceu ontem, tudo isso em apenas 30 dias, disse Chico Machado.Membro de uma das famlias

    mais tradicionais de Maca, Or-lando era empresrio e produtor

    Velrio e sepultamento foram realizados no Memorial Mirante da Igualdade

    rural, com atuao importante nos bastidores da poltica macaense.Vivo, pai de Suzane Machado

    e Simone Machado, av de quatro netos, Orlando era filho do fazen-deiro Francisco Alves Machado e da dona de casa Lindaura Batista Machado, que juntos tiveram 17 fi-lhos. Alguns faleceram ao longo dos anos por complicaes de sade.Nos ltimos anos, a famlia era

    composta, alm de Orlando, pe-los irmos: Evair Alves Machado, Maria Elza Alves Machado, Magali Alves Machado, Maria Aparecida Alves Machado, Maria da Concei-o Alves Machado e Jos Alves Machado.Em discurso realizado no ple-

    nrio do Palcio Natlio Salvador Antunes no ms passado, o vere-ador Chico Machado destacou a importncia do tio em sua traje-tria poltica."Assim como diversas pessoas

    da minha famlia, Tio Orlando foi um grande incentivador dos meus primeiros passos na vida poltica. Esse apoio sempre ser importan-te para mim em qualquer ativida-de ou mandato que eu assumir nesse trabalho por Maca", disse

    o parlamentar.Em sua homenagem, o plenrio

    da Cmara de Vereadores prestou um minuto de silncio, logo no in-cio da sesso ordinria de ontem, em memria de Orlando Alves Machado.Na sequncia, o vereador Ma-

    xwell Vaz (SD) fez as honras do Legislativo e destacou, na Ata da reunio, a importncia de Orlando no cotidiano poltico de Maca."Orlando possui uma grande

    contribuio com a poltica da nossa cidade. Tivemos a oportuni-dade de conviver com um homem sbio, de uma famlia importante de Maca, que certamente deixar muitas saudades", destacou Ma-xwell.O presidente da Cmara de Ve-

    readores, Dr. Eduardo Cardoso (PPS), tambm prestou homena-gem memria do ex-empresrio."Vivemos hoje um dos mo-

    mentos mais tristes da histria de Maca. Certamente a cidade est de luto com o falecimento de Or-lando e tambm de Dona Detinha, esposa do grande mestre macaen-se Antnio Alvarez Parada", disse Dr. Eduardo.

    KAN MANHES

    Familiares e amigos se despedem de Orlando Machado

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 17 de junho de 2015 7

    Geral NOTAPREOCUPANTE

    UFRJ suspende matrcula para o Sistema de Seleo UnicadaDe acordo com o delegado sindical de base, Fbio Porto deciso foi acordada em assembleia realizada ontem no Rio de Janeiro

    Prefeitura comea a instalar novos dispositivos em Maca. Trs novos semforos da cidade vo contar com o equipamento que fiscaliza infraes de trnsito.

    Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

    O sonho de muitos estu-dantes de ingressar na educao superior por meio do Sistema de Seleo Unificada (Sisu) em institui-es federais pode est por um fio. de que de acordo com o delegado sindical de base, F-bio Porto as matrculas para o programa foram suspensas nas instituies, entre elas na Uni-versidade Federal do Rio de Ja-neiro (UFRJ) Maca Campus Professor Alosio Teixeira. As matrculas estavam previstas para serem realizadas nos dias 19, 22 e 23 deste ms. O motivo da suspenso seria a

    greve dos profissionais das uni-versidades - defragada no dia 28 de maio.A deciso segundo, Fbio foi

    tomada em assembleia geral de-cidida pela categoria realizada ontem no Rio de Janeiro. Nes-ta quarta-feira integrantes da comisso se renem na cidade

    Universitria para apresentar o informe do encontro e outras demandas. As atividades esto marcadas para s 14h. De acordo com Fbio, no

    Campus Maca segundo o l-timo levantamento, 90% dos tcnicos administrativos ha-viam aderido a paralisao, alm dos estudantes do curso de nutrio. Procurada pela redao do

    Jornal, o Ministrio da Educa-o (MEC) informou por meio de nota que, ao participarem do Sisu, as instituies tm que as-segurar o direito do estudante matrcula. Ou seja, o estudante no pode ser prejudicado. O MEC tem acompanhado de perto essa questo e informa-mos que, at o momento, no tivemos qualquer informao de que as matrculas de estu-dantes participantes do Sisu es-tejam de alguma forma afetadas pela greve na UFRJ. Em edio anterior ocorreu situao se-melhante que foi resolvida pe-la prpria UFRJ com matrcula

    on-line dos estudantes selecio-nados, com comprovao docu-mental posterior, informou o rgo que no documento ressal-tou ainda que a Lei determina que 30% dos funcionrios tm que trabalhar durante a greve. Ainda segundo informaes

    do MEC, o Sistema registrou 1.192.622 inscritos nesta se-gunda edio de 2015. E co-mo cada estudante pde fazer at duas opes de curso pelo sistema on-line, foram regis-tradas 2.302.722 inscries. Ainda de acordo com o rgo, a Universidade Federal de Minas Gerais (UGMG) a instituio mais procurada pelos candi-datos com 176.285 inscries. Sem seguida vm as univer-sidades federais do Rio de Ja-neiro (UFRJ), com 139.406, e do Maranho (UFMA), com 136.480. O curso de medicina, com 185.818 pedidos, lidera o interesse, seguido de direi-to (128.929) e administrao (95.272). Segundo informaes do

    KAN MANHES

    De acordo com MEC, as instituies tm que assegurar o direito do estudante matrcula

    Sindicato dos Trabalhadores em Educao da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Sin-tufrj), a orientao do Comando Local de Greve (CNG)/Fasubra Sindical para que todas as uni-

    versidades federais em greve no pas, onde houver matrculas presenciais, com entrega de do-cumentao, referente ao SiSU, o processo seja suspenso.Ainda segundo o rgo, na UFRJ a sus-

    penso das matrculas do SiSU tambm em solidariedade aos estudantes em greve por me-lhoria da assistncia estudan-til, que garanta a permanncia deles na universidade.

    Inscrio para o ProUni pode ser feita at amanh

    OPORTUNIDADE

    comeou ontem (16) as inscri-es para o Programa Universida-de para Todos (ProUni) do segun-do semestre. Os interessados po-dem se inscrever at amanh pelo . O Programa oferece bolsas inte-grais e parciais em instituies particulares de ensino superior. O Programa foi criado pelo Go-

    verno Federal em 2004 e concede bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituies privadas de ensino superior, em cursos de gra-duao e sequenciais de formao especfica, a estudantes brasileiros, sem diploma de nvel superior.Para este semestre esto sendo

    oferecidas 116.004 bolsas, sendo 68.971 integrais e 47.033 parciais de 50%. Para concorrer a uma das va-gas necessrio que o candidato te-nha participado da edio 2014 do Exame Nacional do Ensino Mdio (Enem) e obtido, no mnimo, 450 pontos na mdia das notas e no tiver zerado a redao. Ainda segundo o edital, o can-

    didato no pode ter concludo o ensino superior e deve atender, pelo menos, uma das seguintes condies: ter cursado o ensi-no mdio completo em escola da rede pblica; ter feito ensino mdio completo em instituio privada, na condio de bolsis-

    Para concorrer s vagas oferecidas pelas instituies, o interessado deve ter participado do Enem 2014 e obtido, no mnimo, 450 pontos na mdia das notas

    ta integral; ter cursado o ensino mdio parcialmente em escola da rede pblica e parcialmente em instituio privada como bolsista integral; comprovar deficincia; e ou ser professor da rede pblica de ensino em exerccio.As bolsas integrais oferecidas

    pelo Programa so apenas para candidatos com renda familiar bruta mensal per capita de at 1,5 salrio-mnimo. J as parciais so dadas no caso em que a renda familiar bruta mensal per capita no exceda o valor de 3 salrios-mnimos.O processo seletivo do Prouni

    ser constitudo de duas chama-das sucessivas. A previso de que os resultados dos pr-sele-cionados estejam disponveis na pgina do Prouni na internet, no dia 22 de junho na primeira cha-mada e, na segunda chamada, no dia 6 de julho.Aps a divulgao da relao,

    os estudantes pr-selecionados devero comparecer instituio de ensino para checar as informa-es prestadas em sua inscrio e eventual participao em proces-so seletivo prprio da instituio de 22 a 29 de junho na primeira chamada e, na segunda chamada, de 6 a 10 de julho.De acordo com informaes do

    Ministrio da Educao (MEC), no primeiro semestre de 2015, o sistema do Prouni ultrapassou a marca de 1,4 milho de candi-datos a poucas horas do fim das inscries. No total foram oferta-das 213.113 bolsas, sendo 135.616 integrais e 77.497 parciais. Hou-ve bolsas em 30.549 cursos e em 1.117 instituies de ensino supe-rior privadas.

    -

    KAN MANHES

    Estudantes podem concorrer s bolsas integrais e parciais

    16/06 a 18/06 - Perodo de inscries 22/06- Resultado da 1 chamada 22/06 a 29/06 - Comprovao de informaes da 1 chamada 06/07 - Resultado da 2 chamada 06/07 a 10/07 - Comprovao de informaes da 2 chamada 17/07 a 20/07 - Prazo para participar da Lista de Espera 24/07 a 27/07 - Comparecimento dos candidatos para entrega da documentao

    Cronograma

    SUSTENTABILIDADE

    Sema realiza hoje atividade no Cras do Novo Visconde

    a palestra com o fiscal de Controle Ambiental do rgo, Edinilson Rgis. O evento vai acontecer no Centro de Refe-rncia de Assistncia Social (Cras) do Novo Visconde, Rua Manoel Batista de Carvalho, sem nmero nos turnos da ma-nh (9h) e tarde (14h). Na parte da tarde a programao vai con-tar com plantio de mudas. Vo participar das ativi-

    Programao tem como pblico alvo crianas entre 8 e 12 anos assistidos pela instituio

    dades estudantes do Centro de Referncia de Assistncia Social do bairro Visconde de Arajo (CRAS - Visconde) e do Pides em Maca (Projeto de Iniciao Desportiva nas Praas com idade entre 8 e 12 anos. Na oportunidade eles vo aprender sobre sustenta-bilidade e que tambm podem contribuir com o planeta. O tema da palestra na parte

    da manh ser Fiscalizao Ambiental um dever de to-dos ns. E a tarde, ser a vez do plantio de trs mudas da espcie pata de vaca com a equipe da Secretaria de Am-biente.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA8 Maca, quarta-feira, 17 de junho de 2015

    ITEM ESPECIFICAO TCNICA UNID. QUANT. MARCA VALOR UNIT. VALOR TOTAL

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL _ HPM

    LOTE 8 - Tipagem Sanguinea1 Soro anti-A (frasco 10 ml) frasco 24 PROTHEMO R$ 26,940 R$ 646,5602 Soro anti-B (frasco 10 ml) frasco 24 PROTHEMO R$ 26,940 R$ 646,5603 Soro anti-AB (frasco 10 ml) frasco 5 PROTHEMO R$ 32,600 R$ 163,0004 Albumina a 22% (frasco 10 ml) frasco 10 PROTHEMO R$ 32,600 R$ 326,0005 Soro anti D monoclonal ( Rh ) frasco 30 PROTHEMO R$ 58,440 R$ 1.753,2006 Soro anti D Policlonal ( Rh ) frasco 7 PROTHEMO R$ 58,440 R$ 409,0807 Soro de Coombs frasco 10 PROTHEMO R$ 45,540 R$ 455,400

    LOTE 12 - Reagentes diversos e Outros1 VDRL teste 5.000 LABTEST R$ 0,210 R$ 1.050,000

    2

    Kit de corantes para microscopia de colorao rpida(mtodo de imerso) de esfregaos sangneos (Hematologia ) kit. 15

    LABORCLIN R$ 48,500 R$ 727,500

    5Lmpada para microscpio halognia 6v 20 w, deprocedncia alem un. 25

    OSRAM R$ 17,800 R$ 445,000

    9Coletor de urina 24 horas em polipropileno p/ 2000 ml

    un. 60DESKARPLAS R$ 5,200 R$ 312,000

    12 Papel filtro p/ teste de sangramento c/ 100 unid. pacote 20 J.PROLAB R$ 148,000 R$ 2.960,00013 Hipoclorito de sdio de 4 % PA litro 5 VETEC R$ 15,750 R$ 78,75014 Fita para autoclave com indicador un. 50 EUROCEL R$ 6,050 R$ 302,50019 Cmara de Fuchs-Rosenthal (vidro) un. 4 GLOBAL R$ 305,000 R$ 1.220,00020 Ponteiras amarelas para micropipeta de 10 ul un. 3.000 CRAL-PLAST R$ 0,030 R$ 90,00021 Ponteira azul para micropipeta de 500 ul un. 2.000 CRAL-PLAST R$ 0,030 R$ 60,00022 Pipetador automtico un. 6 KACIL R$ 535,000 R$ 3.210,00023 Termmetro analgico (mercrio) para estufa un. 4 INCOTERM R$ 51,000 R$ 204,000

    24 Termmetro digital para refrigeradores e ambiente un. 8INCOTERM R$ 80,500 R$ 644,000

    25 Placa de Kline (vidro) un. 4 PERFECTA R$ 96,000 R$ 384,000

    26Corante numero 01(fixador) rpido hematologia

    frasco 15LABORCLIN R$ 29,000 R$ 435,000

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL DA SERRA _ HPMS

    LOTE 21 - Tipagem Sangunea1 Soro anti-A (frasco 10 ml) frasco 24 PROTHEMO R$ 28,510 R$ 684,2402 Soro anti-B (frasco 10 ml) frasco 24 PROTHEMO R$ 28,510 R$ 684,2403 Soro anti-AB (frasco 10 ml) frasco 5 PROTHEMO R$ 34,410 R$ 172,0504 Albumina a 22% (frasco 10 ml) frasco 5 PROTHEMO R$ 34,410 R$ 172,0505 Soro anti D monoclonal ( Rh ) frasco 30 PROTHEMO R$ 58,880 R$ 1.766,4006 Soro anti D Policlonal ( Rh ) frasco 7 PROTHEMO R$ 58,880 R$ 412,1607 Soro de Coombs frasco 10 PROTHEMO R$ 47,200 R$ 472,000

    LOTE 25 - Reagentes diversos e Outros1 VDRL teste 3.000 LABTEST R$ 0,220 R$ 660,000

    2

    Kit de corantes para microscopia de colorao rpida (mtodo de imerso) de esfregaos sangneos ( Hematologia ) kit 15

    LABORCLIN R$ 48,500 R$ 727,500

    5Lmpada para microscpio halognia 6v 20 w, de procedncia alem un. 25

    OSRAM R$ 17,800 R$ 445,000

    9Coletor de urina 24 horas em polipropileno p/ 2000 ml

    un. 60DESKARPLAS R$ 5,200 R$ 312,000

    11 lcool isoproplico litro 2 VETEC R$ 32,000 R$ 64,00012 Papel filtro p/ teste de sangramento c/ 100 un. pacote 20 J.PROLAB R$ 145,000 R$ 2.900,00013 Hipoclorito de sdio de 4 % PA litro 5 VETEC R$ 15,300 R$ 76,50014 Fita para autoclave com indicador un. 50 EUROCEL R$ 6,050 R$ 302,50019 Cmara de Fuchs-Rosenthal (vidro) un. 4 GLOBAL R$ 305,000 R$ 1.220,00020 Ponteiras amarelas para micropipeta de 10 ul un. 3.000 CRAL-PLAST R$ 0,030 R$ 90,00021 Ponteira azul para micropipeta de 500 ul un. 2.000 CRAL-PLAST R$ 0,030 R$ 60,00022 Pipetador automtico un. 6 KACIL R$ 585,000 R$ 3.510,00023 Termmetro analgico (mercrio) para estufa un. 4 INCOTERM R$ 51,000 R$ 204,000

    24 Termmetro digital para refrigeradores e ambiente un. 8INCOTERM R$ 80,500 R$ 644,000

    25 Placa de Kline (vidro) un. 4 PERFECTA R$ 96,000 R$ 384,000

    26Corante numero 01(fixador) rpido hematologia

    frasco 15LABORCLIN R$ 29,000 R$ 435,000

    R$ 32.920,19

    VALOR REGISTRADO: R$ 32.920,19 (trinta e dois mil novecentos e vinte reais e dezenove centavos)

    TOTAL REGISTRADO

    ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    PREFEITURA MUNICIPAL DE MACA

    FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS _ 3 publicao trimestral

    INCIO: 17/09/2014

    TRMINO: 16/09/2015

    OBJETO: AQUISIO DE REAGENTES/INSUMOS diversos, com cesso de equipamentos em regime de comodato visando atender as necessidades do Laboratrio de Anlise Clnica do Hospital Pblico Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva HPM e/ou Hospital Pblico Municipal da Serra HPMS

    PRAZO: 12 (doze) meses

    PROCESSO ADMINISTRATIVO FMHM n 200/2014

    PREGO PRESENCIAL N 036/2014

    N 082 / 2014INTERESSADO: FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: ENZIPHARMA PRODUTOS MDICOS E LABORATORIAIS LTDA

    CNPJ N 02.314.108/0001-84

    ITEM ESPECIFICAO TCNICA UNID. QUANT. MARCA VALOR UNIT. VALOR TOTAL

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL _ HPM

    LOTE 2 - Reagentes para Imunologia e Hormnio II

    1 T3 teste 1.500 ROCHE R$ 6,370 R$ 9.555,0002 T4 teste 1.500 ROCHE R$ 6,560 R$ 9.840,0003 T4L teste 2.500 ROCHE R$ 5,320 R$ 13.300,0004 TSH ULTRA teste 2.500 ROCHE R$ 4,850 R$ 12.125,0005 Troponina teste 8.000 ROCHE R$ 13,120 R$ 104.960,0006 Mioglobina teste 1.500 ROCHE R$ 19,160 R$ 28.740,0007 Ckmb massa teste 240 ROCHE R$ 22,200 R$ 5.328,000

    8 HIV 1 e 2 dupla marcao atgeno e anticorpo individualizados teste 2.500ROCHE

    R$ 15,530 R$ 38.825,000

    9 NT pro BNP teste 180 ROCHE R$ 78,400 R$ 14.112,00010 Toxo IgG teste 4.000 ROCHE R$ 14,450 R$ 57.800,00011 Toxo IgM teste 4.000 ROCHE R$ 17,820 R$ 71.280,00012 Rubeola IgG teste 4.000 ROCHE R$ 18,070 R$ 72.280,00013 Rubeola IgM teste 4.000 ROCHE R$ 21,200 R$ 84.800,00014 CMV IgG teste 4.000 ROCHE R$ 18,030 R$ 72.120,00015 CMV IgM teste 4.000 ROCHE R$ 20,430 R$ 81.720,00016 Ferritina teste 800 ROCHE R$ 9,300 R$ 7.440,00017 HCG teste 4.000 ROCHE R$ 8,420 R$ 33.680,00018 HAV IgG teste 200 ROCHE R$ 21,560 R$ 4.312,00019 HAV IgM teste 200 ROCHE R$ 16,100 R$ 3.220,00020 HBSAG teste 6.000 ROCHE R$ 12,050 R$ 72.300,00021 Anti HBS teste 3.000 ROCHE R$ 11,020 R$ 33.060,00022 Anti HBC total teste 200 ROCHE R$ 10,690 R$ 2.138,00023 Anti HBC IgM teste 200 ROCHE R$ 10,690 R$ 2.138,00024 Anti HBE teste 200 ROCHE R$ 10,990 R$ 2.198,00025 HBEAG teste 200 ROCHE R$ 11,990 R$ 2.398,00026 Estradiol teste 1.000 ROCHE R$ 7,550 R$ 7.550,00027 FSH teste 1.000 ROCHE R$ 6,550 R$ 6.550,00028 LH teste 1.000 ROCHE R$ 7,140 R$ 7.140,00029 Progesterona teste 1.000 ROCHE R$ 8,990 R$ 8.990,00030 Prolactina teste 1.000 ROCHE R$ 6,840 R$ 6.840,00031 Testosterona Total teste 200 ROCHE R$ 12,570 R$ 2.514,00032 PSA Total teste 2.000 ROCHE R$ 10,690 R$ 21.380,00033 PSA Livre teste 2.000 ROCHE R$ 12,040 R$ 24.080,000

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL DA SERRA _ HPMS

    LOTE 15 - Reagentes para Imunologia e Hormnio II1 T3 teste 1.500 ROCHE R$ 5,730 R$ 8.595,0002 T4 teste 1.500 ROCHE R$ 5,900 R$ 8.850,0003 T4L teste 2.500 ROCHE R$ 4,810 R$ 12.025,0004 TSH ULTRA teste 2.500 ROCHE R$ 4,400 R$ 11.000,0005 Troponina teste 2.000 ROCHE R$ 11,840 R$ 23.680,0006 Mioglobina teste 100 ROCHE R$ 17,030 R$ 1.703,0007 Ckmb massa teste 100 ROCHE R$ 15,820 R$ 1.582,000

    8HIV 1 e 2 dupla marcao atgeno e anticorpo individualizados teste 2.500

    ROCHE R$ 13,830 R$ 34.575,000

    9 Toxo IgG teste 4.000 ROCHE R$ 12,860 R$ 51.440,00010 Toxo IgM teste 4.000 ROCHE R$ 15,860 R$ 63.440,00011 Rubeola IgG teste 4.000 ROCHE R$ 16,080 R$ 64.320,00012 Rubeola IgM teste 4.000 ROCHE R$ 18,840 R$ 75.360,00013 CMV IgG teste 4.000 ROCHE R$ 16,040 R$ 64.160,00014 CMV IgM teste 4.000 ROCHE R$ 18,160 R$ 72.640,00015 Ferritina teste 800 ROCHE R$ 8,320 R$ 6.656,00016 HCG teste 4.000 ROCHE R$ 7,540 R$ 30.160,00017 HAV IgG teste 200 ROCHE R$ 19,160 R$ 3.832,00018 HAV IgM teste 200 ROCHE R$ 14,330 R$ 2.866,00019 HBSAG teste 6.000 ROCHE R$ 10,750 R$ 64.500,00020 Anti HBS teste 3.000 ROCHE R$ 9,850 R$ 29.550,00021 Anti HBS total teste 200 ROCHE R$ 9,540 R$ 1.908,00022 Anti HBS IgM teste 200 ROCHE R$ 9,540 R$ 1.908,00023 Anti HBE teste 200 ROCHE R$ 10,680 R$ 2.136,00024 HBEAG teste 200 ROCHE R$ 10,180 R$ 2.036,00025 Estradiol teste 1.000 ROCHE R$ 6,770 R$ 6.770,00026 FSH teste 1.000 ROCHE R$ 5,900 R$ 5.900,00027 LH teste 1.000 ROCHE R$ 6,420 R$ 6.420,00028 Progesterona teste 1.000 ROCHE R$ 8,050 R$ 8.050,00029 Prolactina teste 1.000 ROCHE R$ 6,400 R$ 6.400,00030 Testosterona Total teste 200 ROCHE R$ 11,240 R$ 2.248,00031 PSA Total teste 2.000 ROCHE R$ 9,540 R$ 19.080,00032 PSA Livre teste 2.000 ROCHE R$ 10,750 R$ 21.500,000

    R$ 1.640.003,00

    PROCESSO ADMINISTRATIVO FMHM n 200/2014

    PREGO PRESENCIAL N 036/2014

    N 083 / 2014INTERESSADO: FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: NEWDIAG PRODUTOS MDICOS E DIAGNSTICOS LTDA

    CNPJ N 07.150.093/0001-80

    VALOR REGISTRADO: R$ 1.640.003,00 (um milho seiscentos e quarenta mil e trs reais)

    TOTAL REGISTRADO

    ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    PREFEITURA MUNICIPAL DE MACA

    FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS _ 3 publicao trimestral

    INCIO: 17/09/2014

    TRMINO: 16/09/2015

    OBJETO: AQUISIO DE REAGENTES/INSUMOS diversos, com cesso de equipamentos em regime de comodato visando atender as necessidades do Laboratrio de Anlise Clnica do Hospital Pblico Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva HPM e/ou Hospital Pblico Municipal da Serra HPMS

    PRAZO: 12 (doze) meses

    ExtratoTermo de Reconhecimento de Dvida

    Termo de Reconhecimento de Dvida 007/2015Locatrio: SECRETARIA MUNICIPAL DE SADELocador: CARLOS AUGUSTO RAMOS MUSSIProcesso n: 34589/2015Valor de aluguel em atraso: R$ 37.239,22 (trinta e sete mil, duzentos etrinta e nove reais e vinte e dois centavos)Programa de Trabalho: 10.122.0053.2.168Elemento de Despesa: 339092.00Empenho N: 000421/2015 - OrdinrioObjeto: Locao de imvel situado na Rua: Dr. Tlio Barreto n 278 -Centro Maca/RJ, destinado s instalaes da:

    DIVISO FARMACUTICA

    Maca, 01 de abril de 2015.

    Pedro Reis PereiraGestor/Ordenador

    SEMUSA/Fundo Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de SadeGerncia do fundo Municipal de Sade

    Extrato Contratual

    2 Termo Aditivo ao Contrato n 078/2013Locatrio: SECRETARIA MUNICIPAL DE SADELocador: ABZAIR TEOTNIO DE LUNAProcesso n: 0601/2013/FMSPrazo: 06 (seis) mesesValor do Contrato: R$ 1.765,56 (mil setecentos e sessenta e cinco reaise cinquenta e seis centavos) mensais.Programa de Trabalho: 10.122.0053.2.168Elemento de Despesa: 339036.00Empenho n: 000600/2015 - GlobalObjeto: Contrato de locao predial urbana para fins no residenciais, doimvel situado na Rua: Principal n 125, Virgem Santa - Maca/RJ, parainstalao do PSF VIRGEM SANTA.

    Maca, 26 de maio de 2015.

    Pedro Reis PereiraGestor/ Ordenador

    SEMUSA/Fundo Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de SadeFundo Municipal de Sade

    ITEM ESPECIFICAO TCNICA UNID. QUANT. MARCA VALOR UNIT. VALOR TOTAL

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL _ HPM

    LOTE 9 - Pipetas Automticas

    1 Pipeta automtica com dispensador de ponteiras de 0a100 ul ( microlitros)

    un. 3 CRAL-PLAST R$ 165,523 R$ 496,569

    2 Pipeta automtica com dispensador de ponteiras de 0 a200 ul ( microlitros)

    un. 3 CRAL-PLAST R$ 165,523 R$ 496,569

    3 Pipeta de vidro 5 mL un. 10 RONI ALZI R$ 2,343 R$ 23,4304 Pipeta de vidro 10 mL un. 10 RONI ALZI R$ 2,343 R$ 23,430

    LOTE 10 - Alas Descartveis e Estril Calibradas

    1 Ala de 1 microlitro un. 15.000CRAL-PLAST

    R$ 0,029 R$ 435,000

    2 Ala de 10 microlitros un. 4.000CRAL-PLAST

    R$ 0,029 R$ 116,000

    LOTE 12 - Reagentes diversos e Outros3 Monoteste teste 5 EBRAM R$ 9,900 R$ 49,5004 Reao de Widal teste 5 EBRAM R$ 9,900 R$ 49,5006 Lpis dermogrfico azul caixa com 12 un cx. 20 DIXON R$ 76,500 R$ 1.530,0007 Lpis dermogrfico preto caixa com 12 un cx. 5 DIXON R$ 76,500 R$ 382,5008 Caneta de retroprojetor un. 40 PILOT R$ 12,900 R$ 516,000

    10 lcool etlico p.a litro 3 ISOFAR R$ 28,420 R$ 85,26011 lcool isoproplico litro 2 ISOFAR R$ 34,200 R$ 68,400

    15 Pipeta para VHS descartveis com tubo coletor prprio. un. 300 CRAL-PLAST R$ 5,000 R$ 1.500,000

    16 Reagente lcool cido para BAAR litro 10 NEWPROV R$ 29,900 R$ 299,000

    17 Teste biolgico para validar autoclave com sesso de umaincubadora a 56 oC

    frasco 7 CRISTFILI R$ 65,000 R$ 455,000

    18 Cmara de Newbauer (vidro) un. 4 CRAL-PLAST R$ 120,000 R$ 480,000

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL DA SERRA _ HPMS

    LOTE 22 - Pipetas Automticas

    1 Pipeta automtica com dispensador de ponteiras de 0a100 ul ( microlitros)

    un. 3 CRAL-PLAST R$ 166,000 R$ 498,000

    2 Pipeta automtica com dispensador de ponteiras de 0 a200 ul ( microlitros) un.

    3 CRAL-PLAST R$ 166,000 R$ 498,000

    3 Pipeta de vidro 5 mL un. 10 RONI ALZI R$ 2,350 R$ 23,5004 Pipeta de vidro 10 mL un. 10 RONI ALZI R$ 2,350 R$ 23,500

    LOTE 23 - Ala descartvel e estril calibradas

    1 Ala de 1 microlitro un. 4.000 CRAL-PLAST R$ 0,030 R$ 120,000

    2 Ala de 10 microlitros un. 3.000 CRAL-PLAST R$ 0,030 R$ 90,000

    LOTE 25 - Reagentes diversos e Outros3 Monoteste teste 25 EBRAM R$ 9,900 R$ 247,5004 Reao de Widal teste 25 EBRAM R$ 9,900 R$ 247,5006 Lpis dermogrfico azul caixa com 12 un. cx. 20 DIXON R$ 76,500 R$ 1.530,0007 Lpis dermogrfico preto caixa com 12 un. cx. 5 DIXON R$ 76,500 R$ 382,5008 Caneta de retroprojetor un. 40 PILOT R$ 12,900 R$ 516,000

    10 lcool etlico p.a litro 3 ISOFAR R$ 28,420 R$ 85,260

    15Pipeta para VHS descartveis com tubo coletor prprio.

    un. 300CRAL-PLAST R$ 5,000 R$ 1.500,000

    16 Reagente lcool cido para BAAR litro 10 NEWPROV R$ 29,900 R$ 299,000

    17Teste biolgico para validar autoclave com sesso de uma incubadora a 56 oC frasco 7

    CRISTFILI R$ 65,000 R$ 455,000

    18Cmara de Newbauer (vidro)

    un. 4CRAL-PLAST R$ 120,000 R$ 480,000

    R$ 14.001,92

    VALOR REGISTRADO: R$ 14.001,92 (catorze mil um real e noventa e dois centavos)

    TOTAL REGISTRADO

    ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    PREFEITURA MUNICIPAL DE MACA

    FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS _ 3 publicao trimestral

    INCIO: 17/09/2014

    TRMINO: 16/09/2015

    OBJETO: AQUISIO DE REAGENTES/INSUMOS diversos, com cesso de equipamentos em regime de comodato visando atender as necessidades do Laboratrio de Anlise Clnica do Hospital Pblico Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva HPM e/ou Hospital Pblico Municipal da Serra HPMS

    PRAZO: 12 (doze) meses

    PROCESSO ADMINISTRATIVO FMHM n 200/2014

    PREGO PRESENCIAL N 036/2014

    N 084 / 2014INTERESSADO: FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: SANEWS DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS PARA LABORATRIO E MEDICAMENTOS DE USO

    AMBULATORIAL LTDACNPJ N 02.842.909/0001-12

    ITEM ESPECIFICAO TCNICA UNID. QUANT. MARCA VALOR UNIT. VALOR TOTAL

    1 MISOPROSTOL 25 MCG COMP 2000 INFAN R$ 6,30 R$ 12.600,0002 MISOPROSTOL 200 MCG F/A 2500 INFAN R$ 28,00 R$ 70.000,000

    R$ 82.600,00

    VALOR REGISTRADO: R$ 82.600,00 (oitenta e dois mil e seiscentos reais)

    TOTAL REGISTRADO

    ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    PREFEITURA MUNICIPAL DE MACA

    FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS _ 3 publicao trimestral

    INCIO: 18/09/2014

    TRMINO: 17/09/2015

    OBJETO: AQUISIO DE MEDICAMENTOS controlados (MISOPROSTOL) visando atender as necessidades da Fundao Municipal Hospitalar de Maca FMHM e de suas unidades hospitalares (HPM e HPMS)

    PRAZO: 12 (doze) meses

    PROCESSO ADMINISTRATIVO FMHM n 579/2014

    PREGO PRESENCIAL N 038/2014

    N 085 / 2014INTERESSADO: FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: MERRIAM-FARMA COMRCIO DE PRODUTOS FARMACEUTICOS LTDA EPP

    CNPJ N 05.896.551/0001-07

    ITEM ESPECIFICAO TCNICA UNID. QUANT. MARCA VALOR UNIT. VALOR TOTAL

    1 MEIO DE CONTRASTE DE BAIXA OSMOLALIDADE NO INICO _ FRASCO 50 ml

    frasco 1.200 BRACCO R$ 43,90 R$ 52.680,00

    2 MEIO DE CONTRASTE DE BAIXA OSMOLALIDADE NO INICO _ FRASCO 500 ml

    frasco 80 BRACCO R$ 440,00 R$ 35.200,00

    4 SULFATO DE BRIO 1G/ML 150 ml FRASCO frasco 20 CRISTLIA R$ 11,76 R$ 235,20

    R$ 88.115,20

    VALOR REGISTRADO: R$ 88.115,20 (oitenta e oito mil cento e quinze reais e vinte centavos)

    TOTAL REGISTRADO

    ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    PREFEITURA MUNICIPAL DE MACA

    FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS _2 publicao trimestral

    INCIO: 18/12/2014

    TRMINO: 17/12/2015

    OBJETO: AQUISIO de meio de contraste de baixa osmolalidade do tipo no inico e iodado inico, e sulfato de brio visando atender as necessidades da Fundao Municipal Hospitalar de Maca FMHM e de suas unidades hospitalares (HPM e HPMS)

    PRAZO: 12 (doze) meses

    PROCESSO ADMINISTRATIVO FMHM n 699 / 2014

    PREGO PRESENCIAL N 048/2014

    N 104 / 2014INTERESSADO: FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: VIVA FARMA E PRODUTOS HOSPITALARES LTDA

    CNPJ N 11.004.882/0001-80

    ITEM ESPECIFICAO TCNICA UNID. QUANT. MARCA VALOR UNIT. VALOR TOTAL

    3 MEIO DE CONTRASTE IODADO INICO _ FRASCO50 ml

    frasco 200 MALLINCKRODT R$ 28,00 R$ 5.600,00

    R$ 5.600,00

    VALOR REGISTRADO: R$ 5.600,00 (cinco mil e seiscentos reais)

    TOTAL REGISTRADO

    ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    PREFEITURA MUNICIPAL DE MACA

    FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS _ 2 publicao trimestral

    INCIO: 18/12/2014

    TRMINO: 17/12/2015

    OBJETO: AQUISIO de meio de contraste de baixa osmolalidade do tipo no inico e iodado inico, e sulfato de brio visando atender as necessidades da Fundao Municipal Hospitalar de Maca FMHM e de suas unidades hospitalares (HPM e HPMS)

    PRAZO: 12 (doze) meses

    PROCESSO ADMINISTRATIVO FMHM n 699 / 2014

    PREGO PRESENCIAL N 048/2014

    N 105 / 2014INTERESSADO: FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: REPROMED COMRCIO E REPRESENTAO DE MATERIAL HOSPITALAR LTDA

    CNPJ N 36.280.113/0001-35

    ITEM ESPECIFICAO TCNICA UNID. QUANT. MARCA VALOR UNIT. VALOR TOTAL

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL _ HPM

    LOTE 1 - Reagentes para Hemocultura

    1 Frasco de hemocultura aerbia adulto frasco 8.400 BIOMERIEUX R$ 27,410 R$ 230.244,0002 Frasco de hemocultura aerbia infantil frasco 8.400 BIOMERIEUX R$ 27,410 R$ 230.244,0003 Frasco de hemocultura anaerbio infantil frasco 4.000 BIOMERIEUX R$ 27,410 R$ 109.640,000

    LOTE 3 - Reagentes para Microbiologia

    1 Teste de identificao para Gram positivo com TSA e MIC teste 3.000 BIOMERIEUX R$ 51,350 R$ 154.050,000

    2 Teste de Identificao de Gram negativo com TSA e MIC teste 3.000 BIOMERIEUX R$ 51,350 R$ 154.050,000

    LOTE 11 - Meio de Cultura em Placas Prontas para Uso

    1 Placa de 90 mm de agar sangue/chocolate suple. un. 2.000 BIOMERIEUX R$ 7,400 R$ 14.800,000

    2 Placa de 90 mm agar sangue un. 2.500 BIOMERIEUX R$ 3,000 R$ 7.500,0003 Placa de 90 mm agar cled un. 7.500 BIOMERIEUX R$ 2,700 R$ 20.250,0004 Placa de 90 mm agar cromognico un. 1.000 BIOMERIEUX R$ 3,500 R$ 3.500,0005 Placa de 90 mm agar mackonkey un. 1.000 BIOMERIEUX R$ 2,700 R$ 2.700,0006 Placa de 90 mm agar ss un. 100 BIOMERIEUX R$ 2,900 R$ 290,0007 Placa de 90 mm agar BHI/vancomicina un. 200 BIOMERIEUX R$ 5,500 R$ 1.100,0008 Placa de 90 mm agar Mueller Hinton un. 200 BIOMERIEUX R$ 2,800 R$ 560,000

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL DA SERRA _ HPMS

    LOTE 16 - Reagentes para Microbiologia

    1 Teste de identificao para Gram positivo teste 3.000 BIOMERIEUX R$ 51,350 R$ 154.050,0002 Teste de Identificao de Gram negativo teste 3.000 BIOMERIEUX R$ 51,350 R$ 154.050,000

    LOTE 24 - Meio de Cultura em Placas prontas para uso

    1 Placa de 90 mm de agar sangue/chocolate suple. un. 1.500 BIOMERIEUX R$ 7,400 R$ 11.100,000

    2 Placa de 90 mm agar sangue un. 1.500 BIOMERIEUX R$ 3,000 R$ 4.500,0003 Placa de 90 mm agar cled un. 5.000 BIOMERIEUX R$ 2,700 R$ 13.500,0004 Placa de 90 mm agar cromognico un. 1.000 BIOMERIEUX R$ 3,500 R$ 3.500,0005 Placa de 90 mm agar mackonkey un. 1.000 BIOMERIEUX R$ 2,700 R$ 2.700,0006 Placa de 90 mm agar SS un. 100 BIOMERIEUX R$ 3,000 R$ 300,0007 Placa de 90 mm agar BHI/vancomicina un. 200 BIOMERIEUX R$ 5,750 R$ 1.150,0008 Placa de 90 mm agar Mueller Hinton un. 200 BIOMERIEUX R$ 3,000 R$ 600,000

    R$ 1.274.378,00TOTAL REGISTRADO

    PROCESSO ADMINISTRATIVO FMHM n 200/2014

    PREGO PRESENCIAL N 036/2014

    N 078 / 2014INTERESSADO: FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: DIAG PRIME COMRCIO E DISTRIBUIO DE PRODUTOS CIENTFICOS LTDA

    CNPJ N 02.016.542/0001-88

    VALOR REGISTRADO: R$ 1.274.378,00 (um milho duzentos e setenta e quatro mil trezentos e setenta e oito reais)

    ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    PREFEITURA MUNICIPAL DE MACA

    FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS _ 3 publicao trimestral

    INCIO: 17/09/2014

    TRMINO: 16/09/2015

    OBJETO: AQUISIO DE REAGENTES/INSUMOS diversos, com cesso de equipamentos em regime de comodato visando atender as necessidades do Laboratrio de Anlise Clnica do Hospital Pblico Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva HPM e/ou Hospital Pblico Municipal da Serra HPMS

    PRAZO: 12 (doze) meses

    ITEM ESPECIFICAO TCNICA UNID. QUANT. MARCA VALOR UNIT. VALOR TOTAL

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL _ HPM

    LOTE 6 - Reagentes para Imunocromatografia (teste rpido)

    1 Beta HCG para sangue e urina teste 4.000 WAMA R$ 0,636 R$ 2.544,0002 Dengue IgG e IgM teste 10.000 WAMA R$ 11,502 R$ 115.020,000

    3 Sangue oculto nas fezes sem dieta anticorpos especficos para hemoglobina humana

    teste 250 WAMA R$ 4,104 R$ 1.026,000

    4 HIV teste rpido que atenda a legislao Estadual e Federal teste

    600 WAMA R$ 3,526 R$ 2.115,600

    5 HBsAg teste 2.000 WAMA R$ 6,358 R$ 12.716,0006 Anti HCV teste 2.000 WAMA R$ 5,317 R$ 10.634,0007 Troponina teste 2.000 WAMA R$ 6,473 R$ 12.946,000

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL DA SERRA _ HPMS

    LOTE 19 - Reagentes para Imunocromatolografia (teste rpido)

    1 Beta HCG para sangue e urina teste 1.800 WAMA R$ 0,638 R$ 1.148,4002 Dengue IgG e IgM teste 2.000 WAMA R$ 11,543 R$ 23.086,000

    3 Sangue oculto nas fezes sem dieta anticorpos especficos para hemoglobina humana teste

    250 WAMA R$ 4,118 R$ 1.029,500

    4 HIV teste rpido que atenda a legislao Estadual e Federal teste

    600 WAMA R$ 3,538 R$ 2.122,800

    5 HBsAg teste 600 WAMA R$ 6,381 R$ 3.828,6006 Anti HCV teste 600 WAMA R$ 5,337 R$ 3.202,2007 Troponina teste 500 WAMA R$ 6,497 R$ 3.248,5008 Rotavirus teste 200 WAMA R$ 6,671 R$ 1.334,200

    R$ 196.001,80TOTAL REGISTRADO

    PROCESSO ADMINISTRATIVO FMHM n 200/2014

    PREGO PRESENCIAL N 036/2014

    N 079 / 2014INTERESSADO: FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: DELTA DIAGNSTICA COMRCIO LTDA

    CNPJ N 13.062.756/0001-07

    VALOR REGISTRADO: R$ 196.001,80 (cento e noventa e seis mil um real e oitenta centavos)

    ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    PREFEITURA MUNICIPAL DE MACA

    FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS _ 3 publicao trimestral

    INCIO: 17/09/2014

    TRMINO: 16/09/2015

    OBJETO: AQUISIO DE REAGENTES/INSUMOS diversos, com cesso de equipamentos em regime de comodato visando atender as necessidades do Laboratrio de Anlise Clnica do Hospital Pblico Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva HPM e/ou Hospital Pblico Municipal da Serra HPMS

    PRAZO: 12 (doze) meses

    ITEM ESPECIFICAO TCNICA UNID. QUANT. MARCA VALOR UNIT. VALOR TOTAL

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL _ HPM

    LOTE 4 - Reagentes para Marcadores Cardacos1 CK MB (Massa) un. 6.000 ROCHE R$ 33,965 R$ 203.790,0002 Troponina un. 6.000 ROCHE R$ 33,868 R$ 203.208,0003 Mioglobina un. 6.000 ROCHE R$ 33,868 R$ 203.208,000

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL DA SERRA _ HPMS

    LOTE 17 - Reagentes para Marcadores Cardacos1 Troponina teste 1.000 ROCHE R$ 41,000 R$ 41.000,000

    R$ 651.206,00TOTAL REGISTRADO

    PROCESSO ADMINISTRATIVO FMHM n 200/2014

    PREGO PRESENCIAL N 036/2014

    N 080 / 2014INTERESSADO: FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: DIAGNSTICA RIO PRODUTOS E SERVIOS MDICOS HOSPITALARES LTDA

    CNPJ N 08.044.840/0001-68

    VALOR REGISTRADO: R$ 651.206,00 (seiscentos e cinquenta e um mil duzentos e seis reais)

    ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    PREFEITURA MUNICIPAL DE MACA

    FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS _ 3 publicao trimestral

    INCIO: 17/09/2014

    TRMINO: 16/09/2015

    OBJETO: AQUISIO DE REAGENTES/INSUMOS diversos, com cesso de equipamentos em regime de comodato visando atender as necessidades do Laboratrio de Anlise Clnica do Hospital Pblico Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva HPM e/ou Hospital Pblico Municipal da Serra HPMS

    PRAZO: 12 (doze) meses

    ITEM ESPECIFICAO TCNICA UNID. QUANT. MARCA VALOR UNIT. VALOR TOTAL

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL _ HPM

    LOTE 7 - Dengue NS1 antgeno/anticorpo dupla marcao

    1

    Teste para deteco de antgeno do vrus dengueNS1/anticorpo do capcdeo viral por metodologiaimunocromatografia com capacidade de detecoprecoce a partir de 24 horas do incio dos sintomas ato final do perodo de viremia (4 - 5 dia)

    teste 800 ORANGELIFE R$ 27,000 R$ 21.600,000

    HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL DA SERRA _ HPMS

    LOTE 20 - Dengue NS1 antgeno / anticorpo dupla marcao

    1

    Teste para deteco de antgeno do vrus dengue NS1/anticorpo do capcdeo viral por metodologia imunocromatografia com capacidade de deteco precoce a partir de 24 horas do incio dos sintomas at o final do perodo de viremia (4 - 5 dia)

    teste 500 ORANGELIFE R$ 27,000 R$ 13.500,000

    R$ 35.100,00

    ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    PREFEITURA MUNICIPAL DE MACA

    FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS _ 3 publicao trimestral

    INCIO: 17/09/2014

    TRMINO: 16/09/2015

    OBJETO: AQUISIO DE REAGENTES/INSUMOS diversos, com cesso de equipamentos em regime de comodato visando atender as necessidades do Laboratrio de Anlise Clnica do Hospital Pblico Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva HPM e/ou Hospital Pblico Municipal da Serra HPMS

    PRAZO: 12 (doze) meses

    TOTAL REGISTRADO

    PROCESSO ADMINISTRATIVO FMHM n 200/2014

    PREGO PRESENCIAL N 036/2014

    N 081 / 2014INTERESSADO: FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA FMHM

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: MALE COMRCIO E REPRESENTAES LTDA

    CNPJ N 07.763.263/0001-00

    VALOR REGISTRADO: R$ 35.100,00 (trinta e cinco mil e cem reais)

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 17 de junho de 2015 Geral 9

    Extrato Contratual

    2 Termo Aditivo ao Contrato n 046/2013Locatrio: SECRETARIA MUNICIPAL DE SADELocador: ALUSIO DE SOUZAProcesso n: 0553/2013/FMSPrazo: 06 (seis) mesesValor do Contrato: R$ 1.607,58 (mil seiscentos e sete reais e cinquenta eoito centavos) mensais.Programa de Trabalho: 10.122.0053.2.168Elemento de Despesa: 339036.00Empenho n: 000598/2015 - GlobalObjeto: Contrato de locao predial urbana para fins no residenciais, doimvel situado na Rua: Francisco Tereza Filho, n 190, Bairro Fronteira- Maca/RJ, para instalao do PSF FRONTEIRA 'A'.

    Maca, 26 de maio de 2015.

    Pedro Reis PereiraGestor/ Ordenador

    SEMUSA/Fundo Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de SadeFundo Municipal de Sade

    Extrato Contratual

    2 Termo Aditivo ao Contrato n 0047/2013Locatrio: SECRETARIA MUNICIPAL DE SADELocador: ANNA KAROLINA MOUZER DA SILVA MACHADOProcesso n: 0554/2013/FMSPrazo: 06 (seis) mesesValor do Contrato: R$ 4.825,03 (quatro mil, oitocentos e vinte e cincoreais e trs centavos) mensais.Programa de Trabalho: 10.122.0053.2.168Elemento de Despesa: 339036.00Empenho n: 000602/2015 - GlobalObjeto: Contrato de locao predial urbana para fins no residenciais, doimvel situado na Rua: Venezuela n 132, Campo do Oeste - Maca/RJ,para instalao do PSF CAMPO DO OESTE.

    Maca, 26 de maio de 2015.

    Pedro Reis PereiraGestor/ Ordenador

    SEMUSA/Fundo Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de SadeFundo Municipal de Sade

    Extrato Contratual

    2 Termo Aditivo ao Contrato n 052/2013Locatrio: SECRETARIA MUNICIPAL DE SADELocador: FERNANDO MANOEL DOS SANTOS TAVARESProcesso n: 0561/2013/FMSPrazo: 06 (seis) mesesValor do Contrato: R$ 6.757,14 (seis mil, setecentos e cinquenta e setereais e quatorze centavos) mensais.Programa de Trabalho: 10.122.0053.2.168Elemento de Despesa: 339036.00Empenho n: 000606/2015 - GlobalObjeto: Contrato de locao predial urbana para fins no residenciais, doimvel situado na Av. Industrial Silvino Frota, n 26, Novo Cavaleiros -Maca/RJ, para instalao do UBS NOVO CAVALEIROS.

    Maca, 26 de maio de 2015.

    Pedro Reis PereiraGestor/ Ordenador

    SEMUSA/Fundo Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de SadeFundo Municipal de Sade

    Extrato Contratual

    2 Termo Aditivo ao Contrato n 0053/2013Locatrio: SECRETARIA MUNICIPAL DE SADELocador: GLAUCO MIRANDA DE LACERDAProcesso n: 0565/2013/FMSPrazo: 06 (seis) mesesValor do Contrato: R$ 6.047,47 (seis mil, quarenta e sete reais e cinquen-ta e quarenta e sete centavos) mensais.Programa de Trabalho: 10.122.0053.2.168Elemento de Despesa: 339036.00Empenho n: 000605/2015 - GlobalObjeto: Contrato de locao predial urbana para fins no residenciais, doimvel situado na Rua Fbio Franco n 275, Miramar - Maca/RJ, parainstalao da DIVISO DE FISIOTERAPIA.

    Maca, 26 de maio de 2015.

    Pedro Reis PereiraGestor/ Ordenador

    SEMUSA/Fundo Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de SadeFundo Municipal de Sade

    TERMO ADITIVO AO CONTRATO

    CONTRATO N 006/2013PROCESSO N401806/2014

    2 TERMO ADITIVO AO CONTRATO NMERO 006/2013 ENTRE OMUNICPIO DE MACA - RJ, ATRAVS DA SECRETARIA MUNICI-PAL DE SADE E A RM ESPINOSA CLNICA MDICA LTDA.

    A SECRETARIA MUNICIPAL DE SADE, com sede na Rua Visconde deQuissam n 355 - Centro - Maca/RJ, neste ato representado por seuSecretrio Municipal de Sade, PEDRO REIS PEREIRA, devidamenteautorizado pela Portaria n 1.046/2014, publicada no O Dirio de 08/07/2014, brasileiro, solteiro, mdico, portador da Carteira de Identidade n2689456, expedida pelo IFP-RJ e CPF n 482.803.807-87, doravantedenominado simplesmente CONTRATANTE, e como CONTRATADO, aRM - ESPINOSA CLNICA MDICA LTDA, inscrita no CNPJ sob o n07.219.854/0001-02, com sede Rua Vereador Manoel Braga n 171,Centro, CEP: 27.910-350 Maca /RJ, neste ato representado por seuDiretor, CLOVIS GIOFFI ESPINOSA, brasileiro, casado, mdico, portadorda Carteira de Identidade n 52.03459-2 CRM-RJ, e CPF n 213.913.867-87, residente e domiciliado na Rua Dr. Bueno, n 371 Centro - CEP 27.913-190 Maca - RJ, resolvem aditar o contrato 006/2013 celebrado em janeirode 2013, tendo em vista o disposto na Constituio Federal de 1988, emespecial seus artigos 196 e seguintes; na Lei 8.666 de 21/06/1993 e suasalteraes; Lei n 8.142 de 28/12/1990 e Lei n 8.080 de 19/09/1990,Portarias GM n 1721 de 21/09/2005, 635 de 10/11/2005, Norma Opera-cional Bsica - NOB 1/96, PT n 1.034/GM, de 05/12/2010, Portaria MS/SAS n 635 de 10/11/2005, Portaria MS/GM n 3.123, de 07/12/2006,Portaria MS/GM n 1.034 de 05/05/2010, Decreto n 7.508/2011, queregulamenta a Lei n 8.080/1990, Portaria n 204/GM de 29/01/2007, e3123 de 07/12/2006 do Ministrio da Sade - MS, demais normas elegislao especfica, mediante as clusulas e condies que se seguem :

    Resolvem as partes, nos termos da Clusula Dcima, ADITIVAR o presen-te CONTRATO n 006/2013, atravs deste instrumento, fazendo-o parteintegrante da relao j existente entre as partes, mediante as seguintesclusulas e condies:

    CLUSULA PRIMEIRA - Adequar o objeto contratual execuo dosservios, acrescentando ao mesmo o 2, nos seguintes termos: "Opresente contrato tem por finalidade a execuo, por parte da Contratada,de procedimentos de mdia e alta complexidade".

    CLUSULA SEGUNDA - Retificar a Clusula Dcima Sexta, nos seguintestermos: "O presente CONTRATO vigorar pelo prazo de 1(um) ano, acontar da data de sua assinatura,podendo ser prorrogado por iguais esucessivos perodos com vistas obteno de preos e condies maisvantajosas para a administrao, limitada a sessenta meses, conforme art.57, II da Lei 8.666/93".

    CLUSULA TERCEIRA - Fica prorrogado por igual perodo o contratooriginrio nos termos do inciso II do artigo 57 da Lei Federal n 8.666/93,para execuo no ano de 2015.

    CLUSULA QUARTA - Ficam mantidas as demais clusulas contratuais,devendo o presente ser publicado, em forma de extrato, na imprensaoficial. Todos os termos e condies das demais Clusulas do Contrato oraaditado, ficam ratificadas para todos os fins de direito.

    E, por estarem assim justos e acordados, assinam o integrante do instru-mento contratual aditado, em 3 (trs) vias, na presena de 02 (duas)testemunhas maiores, idneas e capazes.

    Maca, 26 de dezembro de 2014.

    SECRETARIA MUNICIPAL DE SADE R.M. ESPINOSA CLNICA MDICA LTDA Pedro Reis Pereira Clovis Gioffi Espinosa Contratante Contratada

    Testemunhas:

    CPF: CPF:

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de Sade Fundo Municipal de Sade

    TERMO ADITIVO AO CONTRATO

    CONTRATO N 007/2013PROCESSO N 401808/2014

    2 TERMO ADITIVO AO CONTRATO NMERO 007/2013 ENTRE OMUNICPIO DE MACA - RJ, ATRAVS DA SECRETARIA MUNICI-PAL DE SADE E DR. CLOVIS GIOFFI ESPINOSA.

    A SECRETARIA MUNICIPAL DE SADE, com sede na Rua Visconde deQuissam n 355 - Centro - Maca/RJ, neste ato representado por seuSecretrio Municipal de Sade, PEDRO REIS PEREIRA, devidamenteautorizado pela Portaria n 1.046/2014, publicada no O Dirio de 08/07/2014, brasileiro, solteiro, mdico, portador da Carteira de Identidade n2689456, expedida pelo IFP-RJ e CPF n 482.803.807-87, doravantedenominado simplesmente CONTRATANTE, e como CONTRATADO,DR. CLOVIS GIOFFI ESPINOSA, prestador habilitado pelo Ministrio daSade credenciado BSL n 91 de 15/05/1984, mdico, portador da Carteirade Identidade n 52.03459-2 CRM-RJ, e CPF n 213.913.867-87, residentee domiciliado na Rua Dr. Bueno, n 371 Centro - Maca - RJ, resolvemaditar o contrato 007/2013 celebrado em janeiro de 2013, tendo em vistao disposto na Constituio Federal de 1988, em especial seus artigos 196 eseguintes; na Lei 8.666 de 21/06/1993 e suas alteraes; Lei n 8.142 de 28/12/1990 e Lei n 8.080 de 19/09/1990, Portarias GM n 1721 de 21/09/2005, 635 de 10/11/2005, Norma Operacional Bsica - NOB 1/96, PT n1.034/GM, de 05/12/2010, Portaria MS/SAS n 635 de 10/11/2005, Porta-ria MS/GM n 3.123, de 07/12/2006, Portaria MS/GM n 1.034 de 05/05/2010, Decreto n 7.508/2011, que regulamenta a Lei n 8.080/1990,Portaria n 204/GM de 29/01/2007, e 3123 de 07/12/2006 do Ministrioda Sade - MS, demais normas e legislao especfica, mediante as clusulase condies que se seguem:

    Resolvem as partes, nos termos da Clusula Dcima, ADITIVAR o presen-te CONTRATO n 007/2013, atravs deste instrumento, fazendo-o parteintegrante da relao j existente entre as partes, mediante as seguintesclusulas e condies:

    CLUSULA PRIMEIRA - Adequar o objeto contratual execuo dosservios, acrescentando ao mesmo o 2, nos seguintes termos: "Opresente contrato tem por finalidade a execuo, por parte da Contratada,de procedimentos de mdia e alta complexidade".

    CLUSULA SEGUNDA - Retificar a Clusula Dcima Sexta, nos seguintestermos: "O presente CONTRATO vigorar pelo prazo de 1(um) ano, acontar da data de sua assinatura,podendo ser prorrogado por iguais esucessivos perodos com vistas obteno de preos e condies maisvantajosas para a administrao, limitada a sessenta meses, conforme art.57, II da Lei 8.666/93".

    CLUSULA TERCEIRA - Fica prorrogado por igual perodo o contratooriginrio nos termos do inciso II do artigo 57 da Lei Federal n 8.666/93,para execuo no ano de 2015.

    CLUSULA QUARTA - Ficam mantidas as demais clusulas contratuais,devendo o presente ser publicado, em forma de extrato, na imprensaoficial. Todos os termos e condies das demais Clusulas do Contrato oraaditado, ficam ratificadas para todos os fins de direito.

    E, por estarem assim justos e acordados, assinam o integrante do instru-mento contratual aditado, em 3 (trs) vias, na presena de 02 (duas)testemunhas maiores, idneas e capazes.

    Maca, 26 de dezembro de 2014.

    SECRETARIA MUNICIPAL DE SADE CLOVIS GIOFFI ESPINOSA Pedro Reis Pereira Contratante Contratado

    Testemunhas:

    CPF: CPF:

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASecretaria Municipal de Sade Fundo Municipal de Sade

  • O DEBATE DIRIO DE MACA10 Geral Maca, quarta-feira, 17 de junho de 2015

    QUALIDADE

    Educao amplia Programa Correo de Fluxo EscolarProposta tem como objetivo garantir a formao adequada de alunos da rede municipal de ensino

    O Programa Correo de Fluxo Escolar amplia-do na rede municipal. O objetivo minimizar a defasa-gem referente idade e ao ano escolar em que o estudante, at a faixa de 14 anos, deveria estar cursando. Para o reforo do pro-cesso de ensino, as 14 unidades municipais de educao desen-volvem o projeto Exercendo a cidadania, que a cada bimestre apresenta abordagens diferen-tes. J os alunos acima da faixa de 15 anos so indicados para que se matriculem na moda-lidade da Educao de Jovens e Adultos (EJA), que refora o nmero de turmas no perodo diurno.Com 450 alunos do primeiro

    ao quinto ano, o Correo de Fluxo apresenta vantagens para os estudantes inseridos no programa: os alunos tm a oportunidade de avanar nos

    estudos, e conforme seu de-sempenho, estudar dois anos de escolaridade em um semestre.Neste segundo bimestre, es-

    to sendo desenvolvidas nas unidades municipais que con-tam com o programa, mostras, oficinas, palestras e aulas que enfatizam o tema Convivendo com as diferenas. Os prxi-mos assuntos que sero des-tacados so Convivendo sem violncia e "Convivncia e preservao.De acordo com o Secretrio

    de Educao, Guto Garcia, a prioridade do ensino muni-cipal reforar a qualidade do ensino com a realizao de intervenes pedaggicas que permitam que o ambiente es-colar fique mais prazeroso. Pa-ra isso, segundo o secretrio, o elo entre a famlia e a escola fundamental. A aproximao com pais e responsveis con-

    tribui na dedicao dos alunos e empenho nos resultados. O Correo de Fluxo Escolar ministrado justamente para permitir a acelerao do ensi-no dos alunos em defasagem idade/ano de escolaridade, ressaltou.Segundo a coordenadora do

    programa do sexto ao nono ano, Aldelucia Porto, o programa atende e se destaca, principal-mente, por elevar a estima dos alunos, que conseguem avanar nos estudos.O programa segue o currcu-

    lo previsto na rede municipal de ensino, j utilizado pelas unida-des escolares. Os professores do Correo de Fluxo participam de cursos especficos com a re-alizao de atividades que visam reforar o planejamento e pro-jetos que destacam o cotidiano do aluno, a vida social e a impor-tncia dos estudos.

    ASSESSORIA

    Guto Garcia afirmou que a prioridade do governo o reforo da qualidade do ensino pblico

    Jornal 17-06-2015 (01)Jornal 17-06-2015 (02)Jornal 17-06-2015 (03)Jornal 17-06-2015 (04)Jornal 17-06-2015 (05)Jornal 17-06-2015 (06)Jornal 17-06-2015 (07)Jornal 17-06-2015 (08)Jornal 17-06-2015 (09)Jornal 17-06-2015 (10)