Noticirio 17 04 15

  • Published on
    21-Jul-2016

  • View
    220

  • Download
    0

DESCRIPTION

 

Transcript

  • O DEBATEDIRIO DE MACA

    www.odebateon.com.br

    Maca (RJ), sexta-feira17 de abril de 2015Ano XXXIX, N 8683Fundador/Diretor: Oscar Pires

    ASSESSORIA WAndERlEy GIl

    facebook/odebate

    twiter/odebate

    issuu/odebateon

    quatro linhas de 10 caracteres

    quatro linhas de 10 caracteres

    quatro linhas de 10 caracteres

    R$ 1,00

    EDITORIA, PG.X EDITORIA, PG.X EDITORIA, PG.X

    POlTIcA POlcIAdIvulGAO pm

    Drogas foram encaminhadas para a delegacia

    Prefeitura entrega hoje nova estrada

    Maconha apreendida no Novo Botafogo

    Incio da mC-88 cria rota para carretas terem acesso ao parque de Tubos PG. 3

    Suspeito de trfico foi localizado por guarnio em patrulhamento PG. 6

    WAndERlEy GIl

    Inaugurao contar com presena do governador Pezo

    KAn mAnhES

    KAn mAnhES

    ThuAny mOTTA

    Coliso faz vtima fatal na RJ 106

    POlcIAPOlTIcA

    Cileia Estaneck de Car-valho, de 40 anos, morreu aps colidir, de moto, contra um Cel-ta, na tarde de ontem, na Rodo-via Amaral Peixoto. O acidente aconteceu no trecho da estrada prximo ao Engenho da Praia e ao Lagomar. De acordo com familiares, a vtima seguia para buscar o filho mais novo na es-cola. Informaes de testemu-nhas apontam que Cileia foi atingida pelo veculo que estava atravessando a pista. A equipe de resgate do Corpo de Bom-beiros foi deslocada ao local, mas ela acabou morrendo na hora devido a fora do impac-to. Mesmo utilizando capacete, Cileia teve uma grave fratura ao bater com a cabea no parabrisa do veculo. PG. 6

    A mobilidade urbana. Esse foi um dos assuntos abor-dados durante a 3 Conferncia Municipal dos Direitos da Pes-soa com Deficincia, realizada na ltima quarta-feira (15), no Centro de Convivncia do Ido-so. Durante o encontro foram apresentadas as diretrizes que estaro no Plano Municipal, elaborado em parceria com a COPPETEC/UFRJ e com a co-laborao da populao, atravs de audincias pblicas. PG. 2

    Acidente registrado na RJ 106

    Reunio aconteceu no Pao

    Governo oficializa troca de comando na Educao

    mst ocupa prefeitura

    Confirmando previses, Lcia Thomaz entregou cargo que passa a ser ocupado pelo vereador Guto Garcia. Na transio, prefeito afirma que deciso seguiu vocao e no acordo poltico

    A Educao passa a ser a nona secretaria a registrar mudana de secretrio, desde o incio do atual governo em 2013. Aps as especulaes registradas h cerca de 15 dias, o prefeito Dr. Aluzio Jnior conduziu a transio do cargo, entregue por Lcia Thomaz, e assumido pelo vereador Guto Garcia (PSB). Em um proces-so realizado desde a ltima segunda-feira (13), a passagem oficial do cargo ocorreu em um encontro promovido na manh de ontem na sede da secretaria municipal de Educao. Diante da expectativa gerada entre os profissionais da rede de ensino, a transio foi acompanhada por dezenas de professores e diretores de escolas pblicas, que lotaram o auditrio do r-go. Momentos antes da soleni-dade de posse, Guto promoveu um encontro com os profissio-nais convidados a assumir as 13 subsecretarias e coordena-dorias que passaro a formar o organograma administrativo da Educao. Apesar do peso de assumir a gesto da secreta-ria no segundo ano do governo municipal, com a responsabili-dade de ordenar despesas com base em um oramento de R$ 431 milhes, previsto para a Educao dentro da Lei Ora-mentria Anual (LOA) de 2015, Guto afirmou que o momento de trabalho. PG. 3

    Na manh de ontem, cerca de 40 integrantes do Movimento Sem Terra (MST) do Assenta-mento Celso Daniel e Projeto Desenvolvimento Sustentvel (PDS) Osvaldo de Oliveira, do distrito de Crrego do Ouro in-vadiram o prdio da prefeitura. O ato teve como objetivo buscar solues e ou respostas para uma srie de demandas apre-

    sentadas por eles. De acordo com representantes do GAOP, o grupo invadiu a sede do poder Executivo, onde foram recebi-dos pelos secretrios munici-pais de Governo, Leo Gomes e de Comunicao, Antnio Luiz Pinheiro Santos. O vereador Marcel Silvano tambm acom-panhou a ao. Entre as pautas de reivindicao esto: forne-

    cimento de tratores, sementes para cultivar hortalias e ou-tros alimentos, transporte p-blico (caso dos moradores do assentamento de Crrego do Ouro - pois segundo os lderes do movimento, eles precisam caminhar 11km at o ponto de nibus mais prximo) e a cria-o de um plano de refloresta-mento do assentamento. PG. 7

    Prefeito afirmou que escolha de novo secretrio teve como base perfil e vocao natural para administrao da rede municipal de ensino

    Famlias do Assentamento Celso Daniel cobram do governo municipal apoio para agricultores

    GERAl

    NDIcETEmPO

    cOTAO DO DlAR

    EdITORIAl 4

    pAInEl 4

    GuIA dO lEITOR 4

    ESpAO ABERTO 4

    CRuZAdInhA C2

    hORSCOpO C2

    CInEmA C2

    AGEndA C2

    Mxima 30 CMnima 21 C

    Compra R$ 3,0149Venda R$ 3,0167 Anuncie: (22) 2106-6060 (215)

    GERAl cIDADE EcONOmIA cADERNO DOIs

    HPM ampliar leitos para internao

    Feriado aumenta procura por passagem

    Patrulhas daro apoio produo agrcola

    Patrcia Piolho em cartaz no Teatro Sesi

    Ala anexa do hospital vai ser entregue at junho PG. 9

    movimento cresceu na Rodoviria de maca PG. 2

    Secretaria de Agroeconomia conta com novos tratores PG. 5

    Espetculo infantil acontece na sexta-feira (17) cAPA

    GERAl

    Mobilidade tema de conferncia

    igor defende projetos para o aeroporto

    eX-secretria de educao faZ Balano de gesto

    maca receBe frum de segurana

    POlTIcA, PG.3 EDUcAO, PG.7 POlcIA, PG.6

  • O DEBATE DIRIO DE MACA2 Maca, sexta-feira, 17 de abril de 2015

    CidadeNOTA

    Estudantes participam de teste de aceitabilidade de peixe. Cerca de 350 estudantes de duas unidades de ensino participaram da degustao.

    MEIO AMBIENTE

    Governo do Estado inicia campanha de conscientizao sobre balesEm Maca, denncias podem ser feitas secretaria de Estado do Ambiente ou Guarda AmbientalMarianna Fontesmarifontes@odebateon.com.br

    A secretaria de Estado do Ambiente (SEA) lanou esse ms, a 16 edio da campanha de conscientizao sobre os perigos de soltar ba-les. O objetivo mostrar po-pulao os perigos dessa prti-ca, que crime, e desestimular os atos de baloeiros atravs de aes de preveno e repres-so. Os trabalhos vo abranger todos os municpios do Rio de Janeiro e se estender at o ms de setembro. A populao po-de colaborar com o Disque Balo atravs de denncias de prtica de confeco, comer-cializao, soltura e realizao de festivais de bales. Como forma de incentivo, a SEA est oferecendo recompensas que variam de R$ 300 a R$ 2 mil. Segundo o rgo, essa cam-

    panha, que foi lanada em 1999, tem ajudado a reduzir os casos em todo Estado nos ltimos anos. Em 2014, foram 6.062 denncias de crimes ambientais, sendo desse total, 258 referentes a bales. Ao to-do, 18 pessoas foram presas, 74 bales apreendidos e mais de 1500 materiais para fabricao foram apreendidos pelo Co-

    mando de Polcia Ambiental.Os meses com maior regis-

    tro so geralmente entre abril (homenagem a So Jorge) e ju-nho (festas tpicas da poca). O problema ainda agravado pela menor umidade do ar no outono.Alm de criminosa, essa pr-

    tica pode causar danos ao meio ambiente e colocar em risco a vida das pessoas, uma vez que o balo tambm pode atingir os imveis. Atravs de um estudo feito

    pela SEA, foi constatado que grande parte dos incndios florestais acontece em locais de difcil acesso, ou seja, o combate acaba sendo mais di-fcil, causando assim maiores danos vegetao. Em Maca, a Guarda Am-

    biental faz durante todo o ano o patrulhamento em to-do municpio, inclusive nos distritos da serra. Ao contr-rio da regio metropolitana do Estado, onde h muitos registros de casos de bales, aqui a situao diferente. No ano passado, s houve um caso confirmado e dois suspeitos referentes a isso. O comandante da Guarda Ambiental, Madson Pereira, conta que os agentes levaram

    WANDERLEY GIL

    Alm de crime, a soltura de bales pode causar muitos transtornos, entre eles, danos ao meio ambiente

    cerca de dois dias e meio para combater o fogo. As perdas com a queimada

    so irreparveis na observa-o histrica da vegetao formada. Alm de prejudicar a evoluo de espcies da flora, o fogo tambm gera impactos aos animais que habitam esses locais, como insetos, rpteis, mamferos e aves. Alm das chamas, a fumaa gerada pos-sui elementos txicos, como carbono e enxofre, poluindo o ar. Muitos animais chegam a morrer sufocados ao inalar essa fumaa. De acordo com o Art. 41 da

    lei n 9.605/98, provocar in-cndio em mata ou floresta pode levar o infrator pena de recluso de dois a quatro anos e multa. O mesmo arti-go ressalta que se o crime culposo, a pena de deten-o de seis meses a um ano, e multa. Vale ressaltar que soltar

    bales crime previsto no Art. 42 da mesma lei. Fa-bricar, vender, transportar ou soltar bales que possam provocar incndios nas flo-restas e demais formas de vegetao, em reas urbanas ou qualquer tipo de assenta-mento humano passivo de

    pena de deteno de um a trs anos ou multa, ou am-bas as penas cumulativa-mente. No caso do Estado do Rio

    de Janeiro, existe um artigo, o 5, na Lei n 4.985/07 que diz que " vedada a prtica de soltar bales de fogo, de qual-quer espcie ou tamanho, no mbito do territrio do Esta-do do Rio de Janeiro.

    Saiba como denunciarAlm da campanha, a Secre-

    taria do Ambiente, com apoio de outros rgos, vai intensifi-car as operaes de combate a este tipo de crime ambiental. As aes levam em conta, prin-

    cipalmente, as denncias que chegam central do Linha Verde (Disque Denncia), pelo 0300

    253-1177. Quem fizer a denncia tem a garantia de sua identidade preservada, do anonimato. Em Maca, elas tambm po-

    dem ser feitas Guarda Am-biental atravs do (22) 99701-9770. Esse telefone funciona em tempo integral, todos os dias da semana.

    3 EDIO

    Mobilidade Urbana tema em conferncia municipal

    quando se fala de acessibi-lidade, um dos pontos que no podem ficar de fora a questo da mobilidade urbana. E esse foi um dos assuntos abordados du-rante a 3 Conferncia Munici-pal dos Direitos da Pessoa com Deficincia, realizada na ltima quarta-feira (15), no Centro de Convivncia do Idoso. Para tratar do assunto, a se-

    cretaria de Mobilidade Urbana enviou subsecretria de En-genharia Urbana, Laismeyre Meireles, como sua represen-tante. Ela ficou encarregada de apresentar o que a prefeitura vem fazendo para melhorar a acessibilidade no municpio. Como pauta central foi discuti-do Os desafios na implemen-tao da poltica da pessoa com deficincia: a transversalidade como radicalidade dos direitos humanos. Segundo o rgo, foram

    apresentadas as diretrizes que estaro no Plano Municipal, elaborado em parceria com a

    Encontro teve como objetivo debater sobre a acessibilidade de pessoas com deficincia

    COPPETEC/UFRJ e com a co-laborao da populao, atravs de audincias pblicas realiza-das no ms passado. Entre os assuntos discutidos

    esto questes como a padro-nizao das caladas - que uma das maiores reclamaes de quem tem dificuldades de locomoo -, rampas, maior acessibilidade para essas pes-soas em pontos de nibus e no transporte pblico, demarcao de vagas especiais e a sua fisca-lizao e trabalhos de educao no trnsito para conscientizar a sociedade.Ficamos muito satisfeitos

    em participar da conferncia, pois isso nos d subsdios para indicarmos projetos que permi-tam a acessibilidade universal no Plano de Mobilidade Urba-na. Assim, estamos traando as diretrizes que incluem as pesso-as com deficincia, enfatizou.A subsecretaria de Acessibi-

    lidade e Proteo Pessoa com Deficincia, Camila Butinholli, tambm destacou a importn-cia da Mobilidade Urbana para uma discusso ampla e agre-gadora sobre a implantao de polticas da pessoa com defici-ncia.Essa temtica algo que

    DIVULGAO/ SECOM

    Plano municipal inclui medidas para melhorar o acesso de pessoas com dificuldades de locomoo

    trataremos com muita nfase, pelas necessidades prementes das pessoas com deficincia. Discutimos projetos e diretri-zes com mais fora por meio dessa conferncia, pois muito importante que as pessoas com deficincia possam transitar li-vremente pelos espaos pbli-cos no municpio, disse. O direito de acessibilidade,

    para pessoas portadoras de deficincia ou com mobilidade reduzida, est previsto na Lei n 10.098/00. Segundo o Art. 3, o planejamento e a urbanizao das vias pblicas, dos parques e dos demais espaos de uso p-blico devero ser concebidos e executados de forma a torn-los acessveis para as pessoas por-tadoras de deficincia ou com mobilidade reduzida. J o Art. 4 ressalta que as

    vias pblicas, os parques e os demais espaos de uso pblico existentes, assim como as res-pectivas instalaes de servios e mobilirios urbanos devero ser adaptados, obedecendo-se ordem de prioridade que vise maior eficincia das modifica-es, no sentido de promover ampla acessibilidade s pesso-as portadoras de deficincia ou com mobilidade reduzida.

    VIAGEM

    Feriados movimentam a Rodoviria de Maca

    Por conta do aumento do movimento na rodoviria, algu-mas empresas de nibus esto preparando um esquema espe-cial para os feriados de Tiraden-tes e de So Jorge. Apesar de ca-rem no meio da semana, muita gente vai aproveitar a ocasio para emendar. Em Maca, a ex-pectativa de que o movimento de sada seja maior do que o de entrada. A Autoviao 1001, por exem-

    plo, divulgou a sua programao para hoje (17) e amanh (18). Se-gundo a empresa, para os dois dias esto sendo disponibiliza-dos 242 nibus, sendo quatro extras. A expectativa de cerca de 8 mil pessoas partindo de Maca e embarcando nos ni-bus da empresa nesses dias. O destino mais procurado o

    Rio de Janeiro, estando previs-tas 127 partidas, sendo quatro extras. O dia de maior movi-mento deve ser hoje, quando sairo 76 carros com destino capital. Os passageiros para os municpios das regies Norte, Noroeste e Serrana do estado como Campos, Itaperuna e Fri-burgo tero 115 nibus. Desta-que para Campos dos Goytaca-zes que ter 76 partidas nos dois dias para atender a demanda. Os nibus para Cabo Frio tero sadas, na maior parte do dia, a cada 15 minutos.J para Rio das Ostras, ao

    contrrio de Maca, a previso maior a de chegada de turistas. Assim, esto sendo disponibili-zados 116 nibus, sendo 54 ex-tras. A cidade receber cerca de cinco mil pessoas. A 1001 ressalta que a procura

    pelas passagens grande, mas ainda h bilhetes disponveis para todos os destinos. O n-

    Empresas esto disponibilizando nibus extras para atender a demanda

    mero de nibus extras ainda pode aumentar de acordo com a demanda de passageiros. A principal orientao de

    que os passageiros comprem as passagens com antecedn-cia. Vale lembrar que a compra no guich apenas uma das opes. A maioria das empre-sas disponibiliza a compra pela internet ou telefone. No caso da 1001, o bilhete pode ser adquiri-do pelo site da empresa: www.autoviacao1001.com.br. A com-pra tambm pode ser feita nas agncias credenciadas de venda de passagens, evitando assim as filas na rodoviria.

    DICAS PARA QUEM VAI VIAJAR Para quem pensa em viajar,

    algumas dicas so fundamen-tais para evitar problemas. Crianas menores de 12 anos s podem viajar acompanhadas. Em viagens com os parentes di-retos (pai, me, avs e irmos) obrigatria a apresentao da identificao do menor (RG ou certido de nascimento) para o embarque. Se o menor estiver acompanhado de outros res-ponsveis, que no sejam esses

    parentes diretos, exigida a autorizao do Juizado de Me-nores. A expedio s ser feita aps a apresentao dos seguin-tes documentos: original e cpia autenticada da identidade dos pais, original e cpia da certi-do de nascimento da criana e autorizao feita por escrito pelos pais. A recomendao de que se-

    ja retirada com antecedncia a autorizao para menores que forem viajar desacompanhados. O juizado mais prximo da ro-doviria fica no Frum da cida-de, localizado no bairro Virgem Santa, em frente ao Hospital Pblico Municipal (HPM). Os passageiros devem chegar

    com antecedncia para evitar transtornos. Outro cuidado que a pessoa deve ter em relao bagagem. Pede-se que tome cuidado para evitar furtos ou at mesmo perda. Os usurios em Maca devem

    ficar atentos chegada dos ni-bus na plataforma e aos avisos do sistema de som, j que no h possibilidade de parar os nibus em plataformas com numera-o determinada por causa da grande movimentao.

    WANDERLEY GIL

    A expectativa de que os dias de maior movimento sejam hoje e amanh

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, sexta-feira, 17 de abril de 2015 3

    PolticaTRANSIO

    Vocao supera escolha poltica do governo na secretaria de EducaoConfirmando expectativas, Lcia Thomaz deixa a administrao da rede, que ser assumida por Guto Garcia

    Mrcio Siqueiramarcio@odebateon.com.br

    A Educao passa a ser a nona secretaria a regis-trar mudana de secre-trio, desde o incio do atual governo em 2013. Aps as es-peculaes registradas h cerca de 15 dias, o prefeito Dr. Aluzio Jnior conduziu a transio do cargo, entregue por Lcia Tho-maz, e assumido pelo vereador Guto Garcia (PSB).Em um processo realizado

    desde a ltima segunda-feira (13), a passagem oficial do cargo ocorreu em um encontro pro-movido na manh de ontem na sede da secretaria municipal de Educao. Diante da expectati-va gerada entre os profissionais da rede de ensino, a transio foi acompanhada por dezenas de professores e diretores de escolas pblicas, que lotaram o auditrio do rgo.Momentos antes da sole-

    nidade de posse, Guto pro-moveu um encontro com os profissionais convidados a assumir as 13 subsecretarias e coordenadorias que passa-ro a formar o organograma administrativo da Educao.Apesar do peso de assumir a

    gesto da secretaria no segundo ano do governo municipal, com a responsabilidade de ordenar despesas com base em um ora-mento de R$ 431 milhes, pre-visto para a Educao dentro da Lei Oramentria Anual (LOA) de 2015, Guto afirmou que o momento de trabalho."No estamos vivendo aqui

    um ato poltico, uma mudan-a de secretaria com base em alianas partidrias. Eu assumi o compromisso de conduzir a rede municipal de ensino por-que, antes de ser um vereador, eu sou um professor, que conhe-ce as demandas dos profissio-nais da educao, que luta pela sua valorizao e que entende o desafio de oferecer uma forma-o de qualidade aos alunos da

    KAN MANHES

    Antes de dar publicidade mudana dos cargos, o prefeito Dr. Aluzio oficializou a transio da gesto de Lcia Thomaz para Guto Garcia

    rede pblica", afirmou Guto.Segundo o prefeito, a esco-

    lha de Guto para assumir a secretaria de Educao est baseada na vocao."Guto foi uma escolha natu-

    ral. No acredito que houves-se outro nome para assumir a Educao nesse momento do governo. A gesto pblica pre-cisa da experincia, e ele possui os requisitos principais para

    assumir esse desafio: um curr-culo como educador e mestre, carter e a vocao necessria para conduzir esse processo", afirmou o prefeito.A transio do cargo foi rea-

    lizada pelo governo de forma simblica, j que a prefeitura ainda no deu publicidade exonerao, a pedido, de Lcia Thomaz e a nomeao de Guto.A reunio contou com a pre-

    sena do presidente do PSB de Maca, Rodrigo Mosqueira, alm dos secretrios munici-pais de Desenvolvimento Eco-nmico, Vandr Guimares e de Trabalho e Renda, Alexandre Fernandes dos Santos. O verea-dor Luciano Diniz (PT) tambm compareceu ao encontro, aps o encerramento da sesso or-dinria da Cmara realizada na manh de ontem.

    SECRETARIAS

    Mudanas

    AGROECONOMIA

    AMBIENTE

    COMUNICAO

    DESENVOLVIMENTO

    Econmico DESENVOLVIMENTO Social EDUCAO

    SADE

    MOBILIDADE Urbana OBRAS

    Executivo altera quadros para seguir metasao anunciar, no momen-to ps-eleio em 2012, um quadro tcnico de secretrios, a administrao municipal j promoveu alteraes na gesto de 14 autarquias, coordenado-rias e secretarias ao longo dos ltimos dois anos.As mudanas foram apre-

    sentadas pelo prefeito Dr. Aluzio Jnior como medidas necessrias para garantir o alcance das metas estipula-das pelo governo, com base nas demandas da populao.Alm da alterao no qua-

    dro da Educao, h a pre-viso de novas mudanas em setores como a Cultura.

    Igor garante junto a Infraero investimentos no Aeroporto

    LOGSTICA

    Vereador cumpriu ontem em Braslia agenda em defesa de modernizao da base

    a continuidade do projeto de modernizao, a reforma da atual pista de operaes, assim como a construo de uma no-va estrutura para pousos e de-colagens, foram intervenes garantidas pelo vereador Igor Sardinha (PT) junto presidn-cia nacional da Infraero.A lista de solicitaes referen-

    tes ao principal modal de supor-te logstico s operaes oshore na Bacia de Campos foi apresen-tada pelo parlamentar macaense junto s representantes da au-tarquia federal, durante agenda realizada ontem em Braslia.Na Capital Federal, Igor rei-

    terou a importncia dos investi-mentos previstos pela Infraero para garantir a modernizao da base, atendendo demandas dos voos comerciais e oshore."Obtivemos o compromisso

    da Infraero em manter o pla-nejamento de investimentos no Aeroporto de Maca. Dian-te da preocupao quanto ao dficit de oramento da autar-quia, buscamos essa agenda com a presidncia nacional da autarquia para resguardar a re-alizao dos projetos para Ma-ca, diante da sua importncia estratgica para a produo do petrleo nacional", explicou Igor Sardinha.A agenda do vereador com

    os representantes da Infraero

    contou com o apoio do senador Marcelo Crivella (PRB), que agendou a audincia realizada na manh de ontem.Em Braslia, Igor se reuniu

    com o assessor especial da pre-sidncia da Infraero, Solimar Jos Wichrowski e com o di-retor de Gesto Operacional e Navegao Area da estatal, Ge-raldo Moreira Neves. A reunio foi acompanhada pelo assessor do gabinete de Crivella, Jos Ovidio Bona.Na lista apresentada por Igor,

    o primeiro item estava relacio-nado garantia de continuidade do projeto de modernizao do Aeroporto, com base nos inves-timentos de R$ 59 milhes. As obras esto em andamento e

    concentra-se agora na constru-o do novo terminal de passa-geiros e do estacionamento."A Infraero nos assegurou

    que as obras no sero parali-sadas. Apesar do problema de caixa registrado pela estatal, os investimentos em Maca esto garantidos", disse Igor.O segundo ponto de discus-

    so foi a necessidade de repa-ros imediatos na atual pista do Aeroporto, cuja capacidade estrutural reduz o potencial de operao dos voos comerciais."A Azul j precisou reduzir o

    nmero de passageiros trans-portados devido reduo da capacidade estrutural da pis-ta. A Infraero garantiu que, em at trs meses, a pista passar

    por nova reforma", informou o vereador.A terceira proposta foi a cons-

    truo da nova pista do Aero-porto, com capacidade para re-ceber aeronaves de maior porte, tornando a rota area de Maca mais comercial."A construo da nova pista j

    est no Plano de Investimentos da Infraero. A expectativa re-passada pelos representantes da estatal que as obras sejam realizadas a partir de 2016. Vamos continuar realizando o acompanhamento poltico para garantir que o projeto seja efe-tivamente executado, atenden-do assim as demandas de vrios setores da economia da cidade", garantiu Igor.

    ASSESSORIA

    Igor se reuniu com Geraldo Moreira Neves, Jos Ovidio e Jos Wichrowski em Braslia

    WANDERLEY GIL

    Parte inicial de Santa Tereza cria rota para o Parque de Tubos

    PROJETO

    Prefeitura entrega hoje nova estrada

    o trecho inicial da MC-88, a Estrada de Santa Tereza, vai ser inaugurado nesta sex-ta-feira (17) pelo prefeito Dr. Aluzio Jnior. A solenidade de concluso das obras de criao do novo acesso de carretas ao Parque de Tubos deve contar com a presena do governador Luiz Fernando Pezo (PMDB).A nova estrada considerada

    como uma espcie de conti-nuidade da Estrada Norte/Sul, criando assim uma rota especial para a logstica rodoviria que atende a indstria do petrleo.O projeto representa ainda o

    incio da consolidao do Arco Virio de Santa Tereza, pro-

    Trecho inicial da Estrada de Santa Tereza ser inaugurado com a presena de governador

    jeto orado em mais de R$ 90 milhes, que receber aportes dos governos municipal e esta-dual. H tambm a expectativa de liberao de R$ 15 milhes respectivos cesso de uso das duas composies do VLT.Alm da inaugurao da es-

    trada, a visita de Pezo a Maca, a primeira desde que assumiu a gesto do Estado, aguardada na solenidade de posse de Dr. Aluzio como presidente da Or-ganizao dos Municpios Pro-dutores de Petrleo (Ompetro).O evento, que acontece no

    Hotel Sheraton a partir das 11h, marcar ainda a oficializao da assinatura de Dr. Aluzio com o PMDB, marcando o novo rumo poltico do prefeito, com olhar para as eleies de 2016.Alm de Pezo esto sendo

    aguardadas as presenas de ou-tras lideranas do PMDB.

    Jos Prestes (PV) vai assumir mandato de suplncia na Cmara de Vereadores

    NOTA

  • O DEBATE DIRIO DE MACA4 Maca, sexta-feira, 17 de abril de 2015

    Opinio

    ESPAO ABERTO

    EDITORIAL

    Aps 11 anos, o Projeto de Lei 4330 volta a ser deba-tido na Cmara dos Deputados. Polmica, a proposta que regulamenta a terceirizao de atividades prin-cipais contratadas por empresas brasileiras chega ao Congresso Nacional como ferramenta de queda de braos poltica, entre as lideranas do Legislativo e os membros do Executivo. Tirando o interesse par-tidrio, o debate torna-se importante no momento em que o setor da economia que mais recorre a essa prtica profissional segue fase de crise.

    A classe trabalhadora vem sofrendo uma srie de der-rotas em 2015. Primeiro foi a medida provisria que alterou regras para a concesso de benefcios traba-lhistas. Agora, a Cmara Federal quer aprovar o pol-mico Projeto de Lei 4330, que autoriza a terceirizao dos servios. Para os empresrios, uma inovao. Para o operariado, uma afronta sem igual. Nesse tiroteio, os nimos esto exaltados.

    Terceirizao

    Paralisaes pelo Brasil

    Hoje, o segmento do petr-leo e gs desponta como a rea que mais recorre contratao de empresas especializadas em atividades que geram milhares de postos de trabalho no pas. O nmero de funcionrios que representam empresas tercei-rizadas dentro das plataformas operadas pela Petrobras se so-brepe aos trabalhadores de crach verde, que representa a identificao dos petroleiros. expressivo o nmero de

    moradores de Maca, sejam nativos ou que abraaram o municpio como 'terra natal', que tiram seus rendimentos atravs da participao de empresas que atendem as de-mandas necessrias s opera-es executadas atualmente na Bacia de Campos.Em referncia a esse setor, a

    discrepncia entre os direitos dos petroleiros e dos terceiri-zados est no cumprimento da carga horria dos embarcados. Em mdia, os funcionrios da Petrobras possuem o dobro do tempo de descanso concedido aos trabalhadores das empre-sas contratadas, situao que j movimentou discusses

    sindicais e tambm no Parla-mento Federal.Estima-se que cerca de 200

    mil terceirizados atuem nas plataformas e navios situados na Bacia de Campos. No en-tanto, esse nmero est se re-duzindo em funo dos efeitos da crise do petrleo.Do ano passado para c,

    cerca de 12 mil postos de tra-balho foram extintos no mu-nicpio em funo da reduo dos contratos firmados entre a Petrobras e as grandes em-presas do petrleo. A tendn-cia que mais empregos sejam cortados, diante da expectativa de reduo de investimentos da companhia no setor de ex-plorao, que mantm os ne-gcios junto cadeia oshore.Enquanto o Congresso se de-

    brua sobre o projeto empoei-rado, o futuro das contrataes dos terceirizados, pelo menos no setor do petrleo, depende - e muito - de uma interveno direta do governo federal. Neste caso, a unio entre os poderes Executivo e Legislativo federais requer um exerccio civil que est acima da capacidade dos seus atuais lderes.

    Na ltima quarta-feira, as centrais sindicais convoca-ram uma paralisao de seus associados. Os protestos cau-saram uma srie de trans-tornos, sobretudo quando os protestantes eram motoris-tas e cobradores de nibus. Mas muitos outros setores da sociedade tambm aderi-ram ao movimento, gerando uma aura de indignao que cruzou estados e reforou a fagulha crescente do povo contra as decises da classe poltica, a exemplo do que se viu no domingo passado, quando o cidado foi s ruas.O texto-base do Projeto de

    Lei, aprovado pela Cmara dos Deputados no ltimo dia 8, legaliza a terceirizao em todos os postos de trabalho da cadeia produtiva. Atual-mente, a terceirizao s permitida nas atividades-meio, como faxina, portaria e segurana. Em destaque de autoria do PSDB ficou apro-vado que os cargos pblicos ficam de fora do espectro da iniciativa. Um avano entre incontveis retrocessos. A Cmara ainda tem de votar as alteraes no texto-base e debater pontos mais contro-versos da proposta. Depois, o Senado o caminho.

    No me surpreenderia se Getlio Vargas se levantasse do tmulo para arquitetar uma revolta trabalhista. A CLT, promulgada pelo es-tadista, viraria coadjuvante nesse novo sistema desejado pelo empresariado. Terceiri-zar significa precarizar, e at extinguir, as to batalhadas relaes de emprego, algo que fragilizaria as famlias e traria cada vez mais insegu-rana neste controverso pa-s. Entre tantos escndalos correntes, no o que a nao precisa.O clamor popular, portan-

    to, deve ser objeto de ateno do Congresso. Negar o que se v nas ruas poder tornar a situao insustentvel no Brasil. Afinal, para quem go-vernam os polticos? A que interesses atendem? O ris-co da proposta muito alto. Enquanto os parlamentares exalam uma imagem de com-prometimento, deveriam mostrar isso na prtica. Est faltando bom senso e, acima de tudo, um banho de reali-dade.

    Gabriel Bocorny GuidottiBacharel em Direito e estu-

    dante de Jornalismo.

    EXPEDIENTE

    PAINEL

    GUIA DO LEITORPOLCIA MILITAR: 190POLCIA RODOVIRIA FEDERAL: 191SAMU - SERV. AS. MED. URGNCIA: 192CORPO DE BOMBEIROS: 193DEFESA CIVIL: 199POLCIA CIVIL - 123 DP: 2791-4019DISQUE-DENNCIA (POLCIA MILITAR): 2791-5379DELEGACIA DE POLCIA FEDERAL (24 HORAS): 2796-8330DEL. DE POL. FEDERAL (DISQUE DENNCIA): 2796-8326DEL. DE POL. FEDERAL (PASSAPORTE/VISTO): 2796-8320DISQUE-DENNCIA (CMARA DE MACA): 2772-7262HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL: 2773-0061AMPLA: 0800-28-00-120CEDAE: 2772-5090PREFEITURA MUNICIPAL: 2791-9008DELEGACIA DA MULHER: 2772-0620GUARDA MUNICIPAL: 2773-0440ILUMINAO PBLICA: 0800-72-77-173AEROPORTO DE MACA: 2772-0950CARTRIO ELEITORAL 109 ZONA: 2772-9214CARTRIO ELEITORAL 254 ZONA: 2772-2256CORREIOS - SEDE: 2759-2405AG CORREIOS CENTRO: 2762-7527TELEGRAMA FONADO: 0800-5700100SEDEX: 2762-6438CEG RIO: 0800-28-20-205RADIO TAXI MACA 27726058CONSELHO TUTELAR I 2762-0405 / 2796-1108 PLANTO: 8837-4314CONSELHO TUTELAR II 2762-9971 / 2762-9179 PLANTO: 8837-3294CONSELHO TUTELAR III 2793-4050 / 2793-4044 PLANTO: 8837-4441

    Telefones teis

    EJORAN - Editora de Jornais, Revistas e agncias de Notcias

    CNPJ: 29699.626/0001-10 - Registradona forma de lei.DIRETOR RESPONSVEL: Oscar Pires.SEDE PRPRIA: Rua Benedito Peixoto, 90 - Centro - Maca - RJ.Confeccionado pelo Sistema de Editorao AICS e CTP (Computer to Plate).Impresso pelo Sistema Offset.

    CIRCULAO: Maca, Quissam, Conceio de Macabu, Carapebus, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu.

    A direo do O DEBATE no se responsabiliza e nem endossa os conceitos emitidos por seus colaboradores em aes ou artigos assinados, sendo de total responsabilidade do autor.

    Filiado ADJORI-RJ - Associao dos Diretores de Jornais do Estado do Rio de Janeiro e ABRAJORI - Associao Brasileira de Jornais do Interior. ANJ - Agncia Nacional de Jornais. ADI Brasil - Associao dos Jornais Dirios do Interior.

    REPRESENTANTE: ESSI PUBLICIDADE E COMUNICAO S/C LTDA.

    SO PAULO: R. Ablio Soares, 227/8 andar - Conjunto 81 - CEP: 04005-000 Telefone: (11) 3057-2547 e Fax: (11) 3887-0071 RIO DE JANEIRO: Av. Princesa Isabel, 323 - sala 608 - CEP: 22011-901 - Telefone: (21) 2275-4141 BRASLIA: SCS Ed. Maristela, sala 610 / DF - CEP: 70308-900 - Telefone: (61) 3034-1745(61) 3036-8293.TEL/FAX: (22) 2106-6060, acesse: http://www.odebateon.com.br/, E-MAIL: odebate@odebateon.com.br, COMERCIAL: Ligue (22) 2106-6060 - Ramal: 215, E-MAIL: comercial@odebateon.com.br, classificados: E-mail: classificados@odebateon.com.br

    FOTO LEGENDA

    KA

    N

    MA

    NH

    E

    S

    NOTA

    Profissionais de sade recebem capacitao em sade auditiva. Curso foi promovido pela UFRJ Campus Maca e ter outras edies em maio e julho deste ano.

    FiliaoMembros da alta cpula do PMDB estadual de-sembarcam hoje em Maca para participar da so-lenidade de filiao do prefeito Dr. Aluzio Jnior ao quadro peemedebista. Entre os ilustres estar o go-vernador Luiz Fernando Pezo que deve participar de reunio, a portas fechadas, com lideranas do partido em Maca, antes de acompanhar a posse de Dr. Aluzio como presidente da Organizao dos Municpios Produtores de Petrleo (Ompetro). O evento acontece no Sheraton.

    ObrasO acesso ao Novo Cavaleiros foi interditado na manh de ontem devido s obras de elevao do trecho da Rodovia Amaral Peixoto que d aces-so ao Polo Offshore. Com isso, os motoristas que seguiam para as firmas precisaram se deslo-car at o So Marcos. A alterao provocou um longo congestionamento na estrada, situao que no deve ser registrada nesta sexta-feira (17), j que a pista conta com a aplicao de nova massa asfltica.

    MudanaDevem ser oficializadas hoje as mudanas no qua-dro de gesto da secretaria municipal de Educao. Lcia Thomaz, que entregou o cargo ao prefeito Dr. Aluzio Jnior, deve ser substituda pelo vereador Guto Garcia (PSB), que reassume o comando da rede municipal de ensino aps a experincia ad-quirida na gesto municipal passada. Ainda h a previso de mudanas no quadro administrativo da Fundao Municipal de Cultura (FMC).

    FacultativoAtravs do decreto 061/2015, o governo municipal instituiu, como ponto facultativo, a segunda-feira (20), vspera do feriado de Tiradentes, celebrado na tera-feira (21). Por conta disso, reparties pblicas s devem retomar o atendimento na quarta-feira (22). Mesmo no feriado, setores da sade, segu-rana e limpeza pblica permanecero em atividade. A expectativa que o expediente tambm seja alterado na sexta-feira (24).

    GeralA Rede Petro Bacia de Campos realiza no prximo dia 28 a reunio geral do comit. O encontro ter como agenda a anlise sobre os contratos vigen-tes entre a Petrobras e as grandes empresas do petrleo, identificando a potencialidade de novos negcios para os fornecedores que atuam na Ba-cia de Campos. O Sebrae dar o suporte tcnico necessrio para o estudo que torna-se mais uma ferramenta de enfrentamento crise do petrleo. A reunio acontece s 18h no auditrio do Senai.

    CorrupoO Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) e o Ministrio Pblico uniram foras em ao que tem como alvo o combate corrupo. Os dois rgos passaro a cruzar informaes sobre in-vestigaes de denncias relativas malversao do dinheiro pblico, embasando aes que sero encami-nhadas justia. A parceria j deu o primeiro resultado: a apurao do rombo de R$ 30 milhes identificado nas contas da prefeitura de Itagua.

    RecuperaoO governo do Estado encaminhou nesta semana Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) o projeto da Lei de Diretrizes Oramentrias (LDO) do prximo ano. A proposta apresenta uma previso de arrecadao estadual em mais de R$ 80 bilhes. A matria representa tambm a expec-tativa do governo com a recuperao do mercado do petrleo e, consequentemente, da elevao dos repasses dos royalties: R$ 7,4 bilhes, um aumento de 19% em relao a este ano.

    CiclofaixasDentro da proposta de ampliao das ciclofai-xas, criadas em vrios pontos da cidade, est a utilizao do espao ocupado hoje por carros que estacionam ao longo da Rua Teixeira de Gouveia. A criao das rotas exclusivas para a passagem de bicicletas poder extinguir vagas de estacionamento, uma situao que requer amplo planejamento e discusso junto socie-dade. Diante disso, a Cmara de Vereadores vai debater o tema no prximo ms.

    PlanejamentoAps reclamao registrada nas redes sociais, a rede municipal de sade reorganizou o programa de orientao para planejamento familiar, prestado a mulheres que vivem em reas carentes da cidade. O atendimento oferecido pelo Ncleo de Aten-dimento Mulher e Criana (Nuamc) que faz o acompanhamento necessrio para mes que soli-citam a cirurgia de laqueadura, que representa a es-terilizao voluntria de mulheres que j tm filhos.

    O asfaltamento de trechos da Avenida Atlntica, na Praia Campista, tem gerado transtornos ao trnsito em um dos pontos mais movimentados do setor sul da cidade. As intervenes exigem a interdio de meia-pista da via, o que acaba ocasionando congestionamentos, principalmente no horrio de almoo ou de encerramento de expediente. Necessrias, as intervenes requerem ateno redobrada dos condutores que trafegam pelo local.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, sexta-feira, 17 de abril de 2015 5

    Economia NOTAAps anunciar um plano de desinvestimento no valor total de US$ 13,7 bilhes para o binio 2015-2016 no ms passado, essa semana a Petrobras informou que a medida no conter ativos do pr-sal.

    INflAO

    Reajuste de juros fora retrao do mercado de imveis

    Embora represente uma elevao mnima e, na verdade, muito mais simblica do que propriamente uma alterao drstica na atual fase de merca-do vivenciada por compradores e corretores de imveis, a nova elevao de juros para financia-mentos ajustada em 0,3% pela Caixa Econmico Federal para negcios acordados desde a l-tima segunda-feira (13), volta a reforar as expectativas mais pessimistas de desacelerao do setor imobilirio na cidade. Apenas nos ltimos oito meses, o setor j registrou retrao de, pelo menos, 20%.

    Considerado pelos principais nomes do setor imobilirio como o principal responsvel pelo esfriamento do mercado

    Aps nova elevao de juros para financiamento de casa prpria, setor prev horizonte pessimista

    macaense, mais do que voltar a se elevar, esta semana, os juros impostos pela Caixa - institui-o bancria mais popular na modalidade de financiamento de imveis na cidade -, simboli-zam a iminncia de um quadro crtico, ainda com possibilida-de de um panorama deficitrio ainda mais difcil em 2016.

    Sem garantias de que a pior fase da recesso econmica j tenha sido ultrapassada, para o corretor de imveis Augusto Franco, o momento de aten-o e resguardo.

    Preocupa mais por ser o se-gundo aumento em menos de quatro meses do que propria-mente por seu percentual de elevao, que, diga-se de passa-gem, no to irrelevante para modalidades de financiamento como a da casa prpria (paga em at duzentas ou trezentas vezes). Contudo, alm disso, o que gera mais desconfiana o fato de as instituies ainda estarem considerando neces-

    KAN MANHES

    Com nova elevao dos juros para financiamento, setor deve voltar a registrar retrao nos prximos meses

    srio elevar essas taxas, o que para quem vive no ramo sem-pre um indicador de desacele-rao, explica o profissional.

    ElEvAo dA CAixAReajustado em 0,3%, as taxas

    de juros para financiamentos imobilirios da Caixa Econ-mica so designados a imveis residenciais contratados com recursos da poupana (SBPE) no mbito do Sistema Finan-ceiro de Habitao (SFH). O primeiro aumento de 2015 havia sido aplicado em janeiro.

    De acordo com a instituio financeira, a nova alterao te-ria sido realizada por conta da elevao proporcional das ta-xas bsicas de juros nacionais (Selic), atualmente no patamar de 12,75% ao ano.

    Por fim, o banco garante que no alterar as taxas de juros dos financiamentos habitacio-nais contratados com recursos do Programa 'Minha Casa Mi-nha Vida' nem do FGTS.

    CAmpO

    'Patrulha agrcola' ganha novos equipamentos

    Com o objetivo de atender os produtores rurais da regio serrana do municpio, esta se-mana, a Gesto Municipal com-prou trs novos micro-tratores para os servios de plantio. De acordo com o tcnico da secre-taria de Agroeconomia, Edson da Conceio, entre os itens que equipam a ferramenta de ara-do mvel esto enxada, rotati-va, pulverizador e carreta.

    Segundo informaes da pr-pria prefeitura, para utilizar o maquinrio os empresrios do campo devero agendar, an-tecipadamente, o servio para que os tcnicos possam ir at o local indicado avaliar as condi-

    Para atender produtores da regio serrana, programa investiu em trs novos micro-tratores

    es tcnicas do trabalho a ser realizado.

    A meta que, com os novos micro-tratores anexados aos nosso outros equipamentos, consigamos contemplar toda a regio serrana. Por isso, para que todos os produtores te-nham acesso aos servios sem maiores imprevistos, ser mui-to importante a organizao do sistema - elaborado para funcionar exclusivamente por meio de agendamento prvio na secretaria de Agroeconomia para um posterior acompanha-mento tcnico. Em seguida, o manuseio das mquinas dever ser feito por um funcionrio da propriedade, que receber um treinamento adequado pelos tcnicos da secretaria, expli-cou Edson.

    Auxiliando, principalmente na produo de bananas e hor-talias, atualmente, a secretaria de Agroeconomia possui noves

    KAN MANHES

    Somente em 2014, mais de 350 produtores rurais da regio serrana foram beneficiados com equipamentos pblicos

    tratores agrcolas que traba-lham em toda a regio rural de Maca.

    PAtrulhA AgrColACom o enfraquecimento da

    economia nacional, o segmento dos pequenos produtores rurais um dos que tem motivos pa-ra se preocupar. No municpio, uma das principais opes para aumento de eficincia do plan-tio o programa de reduo dos custos de produo, oferecido pela prpria Prefeitura.

    Para dar suporte aos traba-lhos dos empresrios do campo como, por exemplo, em servios de preparo do solo; semeadura de feijo; aplicao de calcrio; drenagem e assistncia tcni-ca, a Patrulha Agrcola dispo-nibiliza equipamentos como retroescavadeira, tratores e mquinas de arados, alm de profissionais para manusear os equipamentos.

    ServIO

    Agncias bancrias voltam a descumprir lei de atendimento Clientes continuam reclamando da demora em filas para caixas presenciaisGuilherme Magalhesguilherme@odebateon.com.br

    Pouco mais de um ms aps receber reclamaes oficiais de aposentados e pensionistas pela m prestao dos servios de atendimento presencial, agncias bancrias instaladas no Centro da cidade voltaram a registrar diversas reclamaes de clientes, prin-cipalmente relacionadas in-frao da Lei dos 20 minutos, que designa o tempo mximo de espera para atendimento nos caixas presenciais. A fim de verificar o problema, durante o decorrer da semana, o DEBATE visitou nove unidades do gnero instaladas na Avenida Rui Bar-bosa e constatou a demora em quatro agncias.

    Levando em considerao o tempo de emisso da senha para atendimento at a espe-ra pela vez no caixa presencial, entre as seis principais agen-cias bancrias localizadas no Centro da cidade, apenas du-as ficaram dentro do prazo de vinte minutos, enquanto as outras quatro unidades das instituies financeiras ultra-passaram de 10 a 25 minutos o tempo estipulado em lei.

    Meu banco tem mais de uma unidade s aqui no Centro e, mesmo assim, raro conseguir receber atendimento rpido em qualquer uma delas. Quando voc chega na hora de abrir j

    tem fila na parte de fora. Como soluo, hoje procuro me adap-tar pegando senhas e voltando um pouco depois, conta o es-tudante de qumica, Vinicius

    WANDERLEY GIL

    Agncias operam com baixo quadro de funcionrios para alta demanda

    Pimentel.Assim como Vinicius, para

    quem tem enfrentado proble-mas do gnero, interessante saber que, em Maca, vigoram

    duas leis (estadual e municipal) em relao conduta para aten-dimento presencial nos bancos.

    De acordo com o coordena-dor do Procon-Maca, Carlos

    Fioretti, a lei estadual, de 2003, muito clara e estabelece que as agncias bancrias devem disponibilizar a seus clientes fora de trabalho suficiente e

    necessria no setor de caixas, visando que o atendimento seja efetivado no prazo mximo de vinte minutos em dias normais, e de trinta minutos, em vspera e depois de feriados, podendo o infrator que no cumprir com o disposto sofrer sanes.

    Ainda referente ao tema, lan-ada cinco anos antes da ordem em regime estadual, a lei muni-cipal prev multas de 10.000 a 50.000 UFIRs para casos de infraes em reincidncia.

    omiSSo dE SErvioDe acordo com o Seeb (Sin-

    dicato dos Bancrios de Maca e Regio), supostamente em-basados em resoluo do Ban-co Central, algumas agncias atuantes na cidade estariam encaminhando clientes com movimentaes financeiras abaixo de R$ 1 mil reais - para pagamento de ttulos ou dep-sitos, por exemplo - para outros correspondentes bancrios, agncias dos Correios e casas lotricas.

    Contudo, de acordo com a resoluo 3694/2008 do BC, estritamente vedado a qualquer instituio financeira da moda-lidade bancria recusar ou difi-cultar, aos clientes e usurios de seus produtos e servios, o acesso aos canais de atendi-mento convencionais, inclusive guichs de caixa, mesmo na hi-ptese de oferecer atendimento alternativo ou eletrnico.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA6 Maca, sexta-feira, 17 de abril de 2015

    Polcia NOTAHomem preso suspeito de assaltar nibus. Duas vtimas o reconheceram como autor do crime.MOrTe

    Coliso entre carro e moto mata mulher na RJ-106O grave acidente aconteceu na tarde de ontem (16), na RJ-106, no Barreto

    Um gravssimo acidente, registrado na tarde de ontem (16), deixou uma mulher morta, na Rodovia Ama-ral Peixoto, altura do km 183, no Barreto. Ela estava pilotando uma moto quando foi atingida por um carro de passeio.

    De acordo com testemunhas que estavam prximas ao lo-cal do acidente, o motorista do

    Celta, cor prata, estava do outro lado da rodovia, quando atra-vessou a pista e atingiu a moto em cheio, na via que segue em direo Barra de Maca.

    Cileia Estaneck de Carvalho, de 40 anos, bateu a cabea no parabrisa e caiu do outro lado, morrendo na hora. Quanto ao motorista do carro, que no se feriu, teria seguido direto para

    a delegacia, no Centro. Ainda no local do acidente,

    um sobrinho da vtima disse que a tia, moradora do Lagomar, es-tava indo na escola buscar o filho mais novo. Ela fazia todos os dias o mesmo trajeto. Ia pegar o filho na escola e trazer para casa, mas infelizmente ela no volta mais, confessou o rapaz.

    A Polcia Rodoviria Estadual,

    contando com o apoio dos agen-tes da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, sinalizaram o lugar do acidente com cones. A percia chegou algum tempo de-pois. O corpo de Cileia foi levado para o Instituto Mdico-Legal.

    Falta de sinalizaoMo r a d o r e s d o B a r r et o,

    q u e p r e s e n c i a r a m o a c i-

    dente, reclamaram da fal-ta de sinalizao naquela parte da RJ-106 e pediram um redutor de velocidade ou um semforo. Toda ho-ra acidente acontecendo aqui. Toda hora tem algum morto. Ns estamos cansa-dos de pedir s autoridades uma soluo para isso, mas eles ficam jogando o pro-

    blema um para o outro e ningum resolve nada. Fico preocupada porque tenho filhos, sobrinhos e muitas crianas que moram aqui na rea, que so obrigados a atravessar a pista sem segu-rana para pegar o nibus. Quantas pessoas tero que morrer para tomarem uma atitude?

    Thuany MoTTa

    o Celta, cor prata, estava do outro lado da rodovia, quando atravessou a pista e atingiu a moto em cheio, na via que segue em direo Barra de Maca

    Thuany MoTTa

    Moradores do Barreto, que presenciaram o acidente, reclamaram da falta de sinalizao naquela parte da RJ-106 e pediram um redutor de velocidade ou um semforo

    reuNiO

    Frum de Segurana Pblica acontece em Maca

    O Frum de Segurana Pbli-ca, que envolveu representantes de diversos setores de Guar-das Municipais de dez cidades, aconteceu ontem (16) na antiga Cmara Municipal de Maca. Tambm esteve presente, pre-sidindo a sesso, o Secretrio Municipal de Ordem Pblica, Edmilson Jrio.

    O frum teve como principal objetivo o debate de assuntos referentes segurana pbli-ca, principalmente aqueles que envolvem a atuao direta das Guardas Municipais. Munic-pios como Rio das Ostras, Quis-sam, Carapebus, So Joo da Barra e Sumidouro enviaram representantes.

    Guardas Municipais de 10 municpios estavam presentes

    Foram colocadas em pauta propostas como a aplicabilida-de da Lei Federal 13.022, conhe-cida como Estatuto Geral das Guardas Municipais, que rege a no-restrio dos profissionais apenas segurana patrimonial, devendo eles tambm atuar na proteo da populao, no pa-trulhamento preventivo e em aes conjuntas com os demais rgos de defesa civil, analisan-do o papel de cada municpio no cumprimento da lei e suas adequaes; a PEC 534, de au-toria do Senado, que autoriza as Guardas Municipais a atuar na proteo dos habitantes; alm da apresentao de modelos de planos de cargos, carreira e ven-cimento para os agentes - como o nivelamento por tempo efeti-vo em servio -, e a elaborao de documento endereado Se-cretaria Nacional de Segurana

    Wanderley Gil

    muito importante que sempre haja a troca de experincias entre os agentes e lideranas, afirmou Jrio

    Pblica (Senasp). De acordo com o secretrio

    Edmilson Jrio, o frum tem um impacto fundamental na parceria entre as cidades parti-cipantes. muito importante discutirmos metas, sanarmos dvidas e buscar sempre a troca de experincias entre os agentes e lideranas para que, a cada dia, os guardas municipais possam servir de forma mais eficaz po-pulao de cada cidade.

    Ainda segundo ele, a ideia que novas reunies sejam realizadas pelos prximos meses. Precisa-mos manter uma agenda de ati-vidades para sempre mantermos os processos em andamento. necessrio que haja a cooperao de todos os envolvidos, incluin-do os de cidades prximas, mas tambm permitir que qualquer municpio que se interesse possa ter acesso, finalizou Jrio.

    TrficO

    Maconha apreendida no Novo Botafogo

    Na tarde de quarta-feira (15), um homem foi preso por policiais militares, de-pois de tentar fugir da via-tura e ser capturado com 60 buchas de maconha. O caso ocorreu em uma travessa do

    Um homem responsvel pela droga foi preso

    Novo Botafogo.caro da Silva Monteiro, de

    29 anos, est detido na 123 Delegacia de Polcia, onde a ocorrncia foi registrada. Ele foi autuado em flagrante por trfico de drogas, mas no tinha passagem por outros crimes.

    De acordo com informaes contidas na ocorrncia, uma guarnio da PM realizava um patrulhamento de rotina pelo

    local para inibir a venda de drogas e os policiais descon-fiaram da atitude do suspeito. Quando percebeu a aproxima-o da viatura, caro correu pa-ra tentar escapar do flagrante, mas acabou sendo capturado alguns metros frente.

    A droga apreendida estava dentro de uma sacola, em poder do suspeito. Todo o material foi levado para ser periciado.

    divulGao

    as 60 buchas de maconha localizadas pelos policiais militares estavam dentro de uma sacola que o suspeito carregava no momento da abordagem

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, sexta-feira, 17 de abril de 2015 7

    GeralNOTA

    Pequeno lixo se forma prximo ao Canal Maca-Campos. Alm dos entulhos, lixo domstico e animais mortos tambm so depositados no local.

    MACA

    Representantes do MST invadem prdio da Prefeitura Grupo apresentou uma srie de reivindicaes, entre elas, solicitaram o fornecimento de tratores e sementesJuliane Reis Juliane@odebateon.com.br

    Na manh de ontem, cer-ca de 40 integrantes do Movimento Sem Terra (MST) do Assentamento Celso Daniel e Projeto Desenvolvi-mento Sustentvel (PDS) Os-valdo de Oliveira, do distrito de Crrego do Ouro invadiram o prdio da Prefeitura de Maca. O ato teve como objetivo tentar um encontro com o lder do go-verno a fim de buscar solues e ou respostas para uma srie de demandas apresentadas por eles. De acordo com representan-

    tes do GAOP, o grupo invadiu a sede do poder Executivo e em seguida foi recebido por representantes do governo, os secretrios municipais de Governo, Leonardo Gomes, e de Comunicao, Antnio Luiz Pinheiro Santos. O vere-ador Marcel Silvano tambm acompanhou a ao. Segundo informaes o grupo chegou a ir at o terceiro andar do pr-dio com a finalidade de encon-trar o prefeito.Entre a pauta de reivindi-

    cao esto: fornecimento de tratores, sementes para cultivar hortalias e outros alimentos, transporte pbli-co (caso dos moradores do assentamento de Crrego do Ouro - pois segundo os lderes

    do movimento, eles precisam caminhar 11km at o ponto de nibus mais prximo), a criao de um plano de reflo-restamento do assentamento, implantao de sistema de coleta de lixo, que atualmen-te artesanal, fiscalizao das matas para coibir ao de ca-adores e tratamento da gua. O grupo pede ainda vaci-

    nao dos animais, visita de agentes comunitrios de sa-de, facilidade para marcao e realizao de exames espe-cializados (como por exemplo exames oftalmolgicos), espa-o para realizao de feira, ma-nuteno de estrada, limpeza das valas, acesso s polticas pblicas como o Programa Na-cional da Alimentao Escolar (PNAE) e Programa Nacional de Fortalecimento da Agricul-tura Familiar (Pronaf), coleta seletiva (pelo menos uma vez por semana), criao de uma escola voltada agroecologia.Em um dos depoimentos,

    uma mulher falou da luta de-les e ressaltou a importncia da ateno do governo mu-nicipal. A gente pede perdo pela ousadia de ter invadido a Prefeitura. Agimos em um momento de desespero. As-sim como outras mulheres que atuam na lida estou com as mos cheias de calo, mas em momento algum penso em abandonar meu trabalho.

    KAN MANHES

    Ato aconteceu na manh de ontem. Aps invaso eles foram recebidos por representantes do governo

    Tudo que a gente quer uma ateno do governo. A gente precisa de tratores para cul-tivar a terra, mas no temos condies de pagar R$ 70,00 a hora. Recentemente tivemos que nos unir e vender a batata doce e o guando a R$ 1,00 o kg para juntar verba e pagar pelo servio do trator. uma triste-za muito grande para ns ver a roa parada, a gente gosta e quer trabalhar, cultivar nos-sos legumes e verduras. Se no fosse por uma boa causa, essa hora no estaramos aqui, es-taramos trabalhando, disse Outro representante citou

    a questo do fornecimento da alimentao para merenda es-colar. O ideal seria que assim que a merenda fosse forneci-da, o pagamento fosse feito. A gente precisa do dinheiro pa-ra continuar cultivando. Tem gente que est sem receber de setembro a dezembro, disse outro representante. Eles ressaltam que j vi-

    nham tentando contato com o prefeito em busca de respos-tas, mas que at o momento nenhuma medida havia sido tomada pelo rgo. O vereador Marcel Silvano

    que recebeu o grupo PDS jun-to aos dois representantes do governo disse que acompanha a luta do grupo desde o incio, em 2010, quando ocorreu a ocupao em Crrego do Ouro.

    Tudo que eles querem o di-reito bsico para produzirem, consolidar o assentamento e para isso precisam de um olhar e ateno do governo, disse.Um encontro entre comis-

    so dos representantes e o Prefeito est marcada para a prxima quarta-feira (22).

    PREFEITURA ADQUIRE MICRO TRATORES

    No incio da tarde, a prefei-tura informou que a secreta-

    ria de Agroeconomia adquiriu trs micro tratores com o ob-jetivo principal de atender em breve os produtores rurais da regio serrana. O maquinrio, segundo o rgo, foi compra-do com recursos prprios da prefeitura e para utiliz-lo, o produtor dever agendar an-tecipadamente para que os tcnicos possam ir at o local para avaliar qual o trabalho a ser realizado. De acordo com informaes do tcnico da secretaria de Agroeconomia, Edson da Conceio Terra, os

    micro tratores acompanham quatro tipos de implementos, como enxada, rotativa, pul-verizador e carreta. Futura-mente a secretaria pretende adquirir outros implementos. Outras informaes sobre

    o assunto podero ser adqui-ridas na secretaria de Agroe-conomia, que fica localizada na Rodovia Amaral Peixoto, km 171, s/n, Parque de Ex-posies Lati Mussi Rocha, no bairro So Jos do Barreto, ou pelos telefones: (22) 2759-1896 e (22) 2759-5309.

    PREFEITURA

    ltimos dias de inscrio para vagas de estgio

    interessados em vaga no mercado de trabalho ainda po-dem se inscrever para o programa de estgio remunerado da Prefei-tura de Maca. O prazo para ins-crio encerra na segunda-feira. Segundo informaes publicadas em um jornal local na edio de quarta-feira (15), por meio de edi-tal de retificao, o rgo munici-pal torna pblico a prorrogao do perodo para entrega da do-cumentao referente inscrio no processo seletivo. No entanto, o prazo para inscrio permanece at o prximo dia 20 pelo . Aps o preenchimento do for-

    mulrio, os candidatos devero entregar a documentao solici-tada no edital na sede da secre-taria de Administrao, Avenida Rui Barbosa, n 275, 2 andar, sala 204 - Galeria Maca Center. Os documentos solicitados so RG; CPF; Ttulo de eleitor com comprovante da ltima votao; Comprovante de residncia; De-clarao da faculdade em que se ateste a matrcula nos ltimos dois anos do curso; Certido de nascimento ou casamento; Cer-tificado de reservista e Histrico escolar As vagas oferecidas so para

    candidatos que estejam matri-culados e frequentando regular-mente, no mnimo, o primeiro

    De acordo com portaria publicada em jornal local de quarta-feira, prazo termina na segunda-feira, e apenas o prazo para entrega da documentao foi prorrogado

    semestre do penltimo ano do curso de nvel superior, tcnico ou profissionalizante de 2 grau, vinculado ao ensino pblico ou particular. O processo seletivo ser realizado no dia 26 deste ms e o gabarito divulgado no dia 27. J o resultado provisrio ser di-vulgado no dia 30 de abril e o final em 5 de maio. As oportunidades sero des-

    tinadas ao cadastro de reserva e, na medida em que surgirem vagas, podero ser convocados a estagiar, por ordem de classifica-o, os candidatos aprovados, de acordo com as necessidades da administrao pblica, conside-rando os percentuais destinados s pessoas com deficincia. J a convocao do candidato

    ser feita por meio de telefone e e-mail informados no ato da inscri-o, ou por telegrama. Caso no seja possvel realizar o contato no prazo mximo de 48h (quarenta e oito horas), ser convocado o prximo candidato, seguindo a ordem de classificao.O candidato que no aceitar a

    vaga para o local que lhe seja des-tinado a realizao do estgio, es-

    tar automaticamente eliminado do Programa. As vagas so para carga horria

    de 20 horas semanais, no po-dendo ultrapassar quatro horas dirias. A remunerao salarial varia entre um e dois salrios, sendo um para nvel tcnico de 2 grau ou profissionalizante; dois para nvel superior nos cursos de medicina e odontologia; e um e meio para os demais cursos de nvel superior. O processo seletivo ser rea-

    lizado em nica etapa, de car-ter classificatrio, contendo 01 (uma) prova escrita com questes objetivas, no podendo ser feita consulta a qualquer material. A prova ser composta de 30 (trin-ta) questes objetivas, sendo 10 (dez) questes de portugus, 10 (dez) questes de conhecimentos gerais e 10 (dez) questes de ma-temtica e raciocnio lgico. Ela ser aplicada s 8h30min do dia 26 de abril de 2015, na Faculdade Professor Miguel ngelo da Silva Santos (FEMASS) - Rua Alosio da Silva Gomes, 50, Granja dos Cavaleiros (prximo ao Shopping Plaza Maca).

    DESPEDIDA

    Lcia Thomaz deixa a Secretaria de Educao

    ao atuar na secretaria de Educao vivemos um mundo de experincias, e comigo no foi diferente. Foi com essa fra-se que a ex-secretria de Edu-cao de Maca, Lcia Thomaz, se referiu aos dois anos e quatro meses que ficou frente da pas-ta. Ela conta que est deixando o cargo por problemas pesso-ais, mas que as experincias e aprendizados do dia a dia sero levados com ela. Tudo o que passei na se-

    cretaria foi uma experincia muito boa. uma pasta que nos leva a lidar com muitas pessoas, desde o aluno em sa-la de aula aos seus familiares, passando pelos profissionais, enfim, aprendi muito e s te-nho a agradecer ao prefeito a

    Problemas pessoais levaram ao pedido de afastamento da pasta. Ela avalia a gesto de mais de dois anos como uma experincia positiva

    oportunidade enriquecedora. Ao longo de dois anos conheci muita gente, e juntos aprende-mos a lidar com as diferenas e dificuldades. Pessoas que tinham em comum a vontade de brigar pela educao, pela educao de qualidade, que se dedicavam e buscavam fazer o diferente. Diretores e profes-sores empenhados na funo e que no se deixavam abater diante das dificuldades, disse. Aps a solenidade de posse

    do novo secretrio, Guto Gar-cia, Lcia recebeu carinho e ateno dos profissionais pre-sentes no evento. Pessoas que a esperavam e faziam fila para em um gesto de carinho, para abra-la e agradecer, de algu-ma forma, pela pessoa que foi durante a fase em que esteve frente da secretaria. Quando assumiu a pasta em

    1 de janeiro de 2012, em en-trevista equipe de reporta-gem de O Debate, Lcia disse que uma das maiores preocu-paes seria tentar o mais r-pido possvel, nos seis primei-ros meses, melhorar as condi-

    es fsicas de algumas escolas e, em mdio prazo, ampliar as vagas para atender aos alunos de 2 e 3 anos, considerando o ndice demogrfico da cidade. Segundo dados recentes da

    prefeitura, neste ano, a secre-taria de Educao atendeu a cerca de trs mil crianas de Maternal I e II. E, mesmo com todo o esforo, ainda no foi possvel acolher a todo o pblico. O rgo informa ainda que as escolas munici-pais atendem 85% da procu-ra para os Maternais. E est adiantada, para os parmetros nacionais exigidos pelo Plano Nacional de Educao (PNE), do Ministrio da Educao, lembrando que o atendimen-to est praticamente univer-salizado para trs anos, sendo que a Educao Municipal tem at 2024 para atingir metade da populao dessa idade.A histria e trajetria de Lcia

    na educao da cidade antiga. Ela professora aposentada da rede pblica estadual, j lecio-nou no curso de pedagogia da Fafima, no IFF e na Escola Alfa.

    KAN MANHES

    Discurso de despedida foi marcado por emoo e aplausos

    KAN MANHES

    Vagas so para estudantes cursando ensino tcnico ou superior

  • O DEBATE DIRIO DE MACA8 Maca, sexta-feira, 17 de abril de 2015

    EXTRATO DE CONTRATO

    I - Espcie: Contrato para prestao de servios - Processo n: 200846/2014.II - Objeto: Contratao do show artstico da banda Empolga as 9 paraapresentao no Rveillon 2014/2015. Contrato n. 087/2014.III - Modalidade de Licitao: Inexigibilidade n 055/2014.IV - Crdito: Programa de Trabalho n 13.392.0102.12.284.000 - Ele-mento de Despesa: 3.3.90.39.00 - Outros Servios de Terceiros P.J. -Cdigo Reduzido n 276.V - Empenho: n 319/2014VI - Valor do Contrato: R$ 76.853,95VII - Prazo de vigncia: At o dia 01 de dezembro de 2015, a contar da suaassinatura.VIII - Partes: Fundao de Esporte e Turismo de Maca - FESPORTUR eBRASIS PRODUES E EDIES MUSICAIS LTDA.

    RICARDO MUYLAERT SALGADO NETOPresidente da FESPORTUR

    *omitida a publicao em 31 de dezembro de 2014

    AVISO DE ADIAMENTOEDITAL - PREGO PRESENCIAL

    NO 004 / 2015

    A FUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA - FMHMtorna pblico para conhecimento dos interessados que, fica ADIADA"sine die" a data de recebimento dos envelopes de credenciamento,propostas e habilitao.Objeto: Aquisio de gases com cesso de equipamentos e acessrios, emregime de "comodato", visando o atendimento aos setores do HospitalPblico Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva - HPM e do HospitalPblico Municipal da Serra - HPMS, conforme discriminados nos anexos I(Termo de Referncia), II_lotes 1 e 2 (Planilha de Preos Unitrios), III(Minuta da Ata de Registro de Preos), IV (Minuta Contratual) e V(Minuta Contratual de Comodato).

    Maca-RJ, 16 de abril de 2015.Marcio da MataPregoeiroFundao Municipal Hospitalar de Maca -FMHM

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASECRETARIA MUNICIPAL DE SADE

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS N 001/2015 Publicao Trimestral

    INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SADE FMS

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: E. J. I. FIEL TURISMO LTDACNPJ : 03.632.896/0001-10PROCESSO ADMINISTRATIVO N 15468/2014PREGO PRESENCIAL N 133/2014OBJETO: SERVIOS DE TRANSPORTE/LOCAO DE VECULOS PARA ATENDIMENTO DEMANDA DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SADE.PRAZO: 12 (doze) mesesINCIO: 12/01/2015VALOR ESTIMATIVO: R$ 2.660.784,00

    ITEM DESCRIO QUANTIDADE VALOR UNITRIO VALOR TOTAL

    1

    PRESTAO DE SERVIOS DE TRANSPORTE ATRAVS DE 6 (SEIS) VECULOS UTILITRIOS (TIPO VAN), 16 LUGARES, VECULO TETO ALTO, MNIMO DE 1,88 MM, MOTOR 2.3, DIESEL, EQUIPADO COM TACGRAFO, AR CONDICIONADO, DIREO HIDRULICA, VIDROS ELTRICOS E DE COR BRANCA. COM MOTORISTA, COM COMBUSTVEL

    12 R$ 25.100,00 R$ 1.807.200,00

    2

    LOCAO DE 3 (TRS)VECULOS UTILITRIOS (TIPO VAN), 16 LUGARES, VECULO TETO ALTO, MNIMO DE 1,88 MM, MOTOR 2.3, DIESEL, EQUIPADO COM TACGRAFO, AR CONDICIONADO, DIREO HIDRULICA, VIDROS ELTRICOS E DE COR BRANCA. SEM MOTORISTA, COM COMBUSTVEL

    12 R$ 12.800,00 R$ 460.800,00

    8

    PRESTAO DE SERVIOS DE TRANSPORTE ATRAVS DE 4 (QUATRO) VECULOS PASSEIO, 5 LUGARES, MOTOR 1.6 FLEX - 8 VLVULAS, 4 PORTAS, DIREO HIDRULICA, VIDRO ELTRICO, AR CONDICIONADO, E DE COR BRANCA. COM MOTORISTA, SEM COMBUSTVEL

    12 R$ 5.078,00 R$ 243.744,00

    11

    PRESTAO DE SERVIOS DE TRANSPORTE ATRAVS DE 1 (UM) CAMINHO, 03 LUGARES, 02 EIXOS, MOTOR DIESEL, CAPACIDADE DE CARGA MNIMA DE 06 TONELADAS, RODAS ARO 16, EQUIPADO COM GAIOLA, EQUIPADO COM TACGRAFO, AR CONDICIONADO, DIREO HIDRULICA E DE COR BRANCA. COM MOTORISTA E LAADOR, COM COMBUSTVEL

    12 R$ 12.420,00 R$ 149.040,00

    TOTAL R$ 2.660.784,00

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS N 002/2015 Publicao Trimestral

    INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SADE FMS

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: J. G. MANUTENO, CONSERVAO E LOCAO LTDA ME.CNPJ : 03.632.896/0001-10PROCESSO ADMINISTRATIVO N 15468/2014PREGO PRESENCIAL N 133/2014OBJETO: SERVIOS DE TRANSPORTE/LOCAO DE VECULOS PARA ATENDIMENTO DEMANDA DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SADE. PRAZO: 12 (doze) mesesINCIO: 12/01/2015VALOR ESTIMATIVO: R$ 2.360.400,00ITEM DESCRIO QUANTIDADE VALOR UNITRIO VALOR TOTAL

    3

    PRESTAO DE SERVIOS DE TRANSPORTE ATRAVS DE 12 (DOZE) VECULOS UTILITRIO 7 LUGARES, MOTOR 1.8 - 16 VLVULAS FLEX, INJEO MULTI PONTO, AR CONDICIONADO, VIDRO-ELTRICO, TRAVA ELTRICA, DIREO HIDRULICA E DE COR BRANCA. COM MOTORISTA, COM COMBUSTVEL

    12 R$ 9.245,00 R$ 1.331.280,00

    4

    LOCAO DE 2 (DOIS) VECULOS DE PASSEIO, SEDAN, 5 LUGARES, MOTOR 1.4 FLEX, 102 CV ETANOL, 97 CV GASOLINA, 4 PORTAS, DIREO HIDRULICA, VIDRO ELTRICO, AR CONDICIONADO, E DE COR BRANCA, PORTA MALAS MNIMO DE 563 LITROS. SEM MOTORISTA, SEM COMBUSTVEL

    12 R$ 2.415,00 R$ 57.960,00

    6

    PRESTAO DE SERVIOS DE TRANSPORTE ATRAVS DE 06 (SEIS) VECULOS PICK-UP, 02 LUGARES, MOTOR 1.4 FLEX, 2 PORTAS, DIREO HIDRULICA, VIDRO ELTRICO, AR CONDICIONADO, E DE COR BRANCA, RODAS 14, CAPACIDADE DE CAAMBA MNIMO DE 1.220 LITROS, CAPACIDADE DE CARGA MNIMO DE 705 KG. COM MOTORISTA, SEM COMBUSTVEL

    12 R$ 5.600,00 R$ 403.200,00

    7

    LOCAO DE 10 (DEZ) VECULOS PASSEIO, 5 LUGARES, MOTOR 1.6 FLEX - 8 VLVULAS, 4 PORTAS, DIREO HIDRULICA, VIDRO ELTRICO, AR CONDICIONADO, E DE COR BRANCA. SEM MOTORISTA, SEM COMBUSTVEL

    12 R$ 2.780,00 R$ 333.600,00

    PRESTAO DE SERVIOS DE TRANSPORTE ATRAVS DE 3 (TRS)

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASECRETARIA MUNICIPAL DE SADE

    9

    PRESTAO DE SERVIOS DE TRANSPORTE ATRAVS DE 3 (TRS) VECULOS UTILITRIOS, 03 LUGARES (TIPO FURGO CARGAS), VECULO TETO ALTO, MNIMO DE 1,88 MM, MOTOR 2.3, DIESEL, EQUIPADO COM TACGRAFO, AR CONDICIONADO, DIREO HIDRULICA, VIDROS ELTRICOS E DE COR BRANCA. COM MOTORISTA, SEM COMBUSTVEL

    12 R$ 6.510,00 R$ 234.360,00

    TOTAL R$ 2.360.400,00

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASECRETARIA MUNICIPAL DE SADE

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS N 003/2015 Publicao Trimestral

    INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SADE FMS

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: W. O. MAGALHES - MECNPJ : 05.018.233/0001-35PROCESSO ADMINISTRATIVO N 15468/2014PREGO PRESENCIAL N 133/2014OBJETO: SERVIOS DE TRANSPORTE/LOCAO DE VECULOS PARA ATENDIMENTO DEMANDA DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SADE.PRAZO: 12 (doze) mesesINCIO: 12/01/2015VALOR ESTIMATIVO: R$ 269.760,00ITEM DESCRIO QUANTIDADE VALOR UNITRIO VALOR TOTAL

    5

    LOCAO DE 04 (QUATRO) VECULOS PICK-UP, 02 LUGARES, MOTOR 1.4 FLEX, 2 PORTAS, DIREO HIDRULICA, VIDRO ELTRICO, AR CONDICIONADO, E DE COR BRANCA, RODAS 14, CAPACIDADE DE CAAMBA MNIMO DE 1.220 LITROS, CAPACIDADE DE CARGA MNIMO DE 705 KG. SEM MOTORISTA, SEM COMBUSTVEL

    12 R$ 2.630,00 R$ 126.240,00

    10

    PRESTAO DE SERVIOS DE TRANSPORTE ATRAVS DE 1 (UM) CAMINHO, 03 LUGARES, 01 EIXO, MOTOR DIESEL, CAPACIDADE DE CARGA MNIMA 5.5 TONELADAS, RODAS 195/75 R 16, EQUIPADO COM BA, EQUIPADO COM TACGRAFO, AR CONDICIONADO, DIREO HIDRULICA E DE COR BRANCA. COM MOTORISTA, COM COMBUSTVEL

    12 R$ 11.960,00 R$ 143.520,00

    TOTAL R$ 269.760,00

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACAFUNDAO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACA - FMHMComisso Permanente de Licitao / Prego

    PEDRO REIS PEREIRASecretrio Municipal de Sade

    PEDRO REIS PEREIRASecretrio Municipal de Sade

    PEDRO REIS PEREIRASecretrio Municipal de Sade

    BASQUETE

    Maca busca vaga s quartas de nal do NBBAps garantir nova vitria sobre o Minas, equipe defende vaga hoje

    Depois de grande vitria sobre o Minas na quarta-feira (91 a 62) e virar a srie das oitavas de final para 2 a 1, o Maca Basquete sabe que no tem muito tempo para comemorar. Nesta sexta-feira, a equipe da Capital do Petr-leo enfrenta os mineiros pela quarta vez seguida, novamente em casa, s 19h30, com entrada franca. Assim como aconteceu

    no terceiro jogo, a expectativa de lotao mxima no Ginsio do Juquinha.Uma vitria do Maca encer-

    ra a srie e o classifica para as quartas de final da competio para encarar o Mogi das Cruzes, quarto colocado na primeira fase. Porm, o armador Jamaal sabe que preciso esquecer a euforia das duas vitrias segui-das e pensar somente no prxi-

    mo jogo. - Vencemos o Minas, mas no

    temos tempo para comemorar. J estamos focados para o jogo de sexta-feira. O time do Minas bom e tem nosso respeito, dis-se Jamaal.A partida da quarta-feira foi

    especial para o Maca. Com quase duas mil pessoas no gi-nsio, os portes precisaram ser fechados. O time do tcnico

    Lo Costa comeou perdendo no primeiro quarto, mas em uma noite inspirada de todo o time, a equipe virou e venceu com autoridade o rival: 91 a 62.A Associao Maca de Bas-

    quete (AMB) tem os patrocnios da Prefeitura Municipal de Ma-ca, da SIT e da Autoviao 1001. Alm disso, tem apoio da Fespor-tur, da Universidade Estcio de S e da academia BioFitness.

    Com fora da torcida, Maca Esporte cumpre fase de jogos no Juquinha

    RAPHAEL BZEO / MACA BASQUETE

    Liberado acesso ao Novo CavaleirosINFRAESTRUTURA

    Trecho da Rodovia Amaral Peixoto j conta com nova pista

    A secretaria municipal de Mobilidade Urbana infor-mou que, aps a interdio pa-ra a realizao das intervenes para elevao da entrada para o bairro Novo Cavaleiros, a pas-sagem de nvel no cruzamento com a RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto) est totalmente libe-rada. O fechamento desde a noite desta quarta-feira (15) foi necessrio para a concluso das aes, que incluam as ltimas remoes e recomposies ne-cessrias, alm do recapeamen-to asfltico do trecho.Com isso, as duas pistas para entrada e sada do Novo Cava-leiros esto abertas para o trn-sito de veculos, assim como as faixas na RJ-106. O retorno pa-ra o sentido Centro no canteiro central da rodovia tambm est liberado. Dessa forma, os con-dutores de veculos menores no precisam ir at o antigo ter-minal Lagoa para realizar este retorno. O mesmo vale para as carretas e os veculos de grande

    porte, que no precisam mais seguir at o final da Rodovia Norte-Sul para retornar.Aps esta fase, sero reali-zadas as intervenes somente no canteiro central, que estava funcionando como desvio para a pista reversvel que foi mon-tada para dar vazo ao trnsito em direo ao Parque de Tubos

    durante as obras. Alm das re-composies necessrias, ser feita a recolocao e pintura do meio-fio, finalizando com a lim-peza do local. Por ser um trecho com grande fluxo de veculos, agentes de trnsito continuam atuando para garantir a circula-o viria com maior segurana.As aes no Novo Cavaleiros

    permitiram a elevao da pista na entrada para o bairro em 70 centmetros. Assim, passa a ser possvel no trecho uma maior fluidez e segurana no trnsi-to, facilitando, principalmen-te, a entrada e sada de veculos pesados, em especial as carretas de prancha baixa, que transitam entre a RJ-106 e o Polo Oshore.

    WANDERLEY GIL

    Prefeitura manter a realizao de obras no canteiro central da RJ 106

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, sexta-feira, 17 de abril de 2015 Geral 9

    BCG

    Municpio segue com problemas no recebimento de vacinaSituao ocorre mediante o desabastecimento dos imunobiolgicos pelo Ministrio da SadeLudmila Fernandesludmila@odebateon.com.br

    O municpio vem sofrendo com a falta de repasse do Ministrio da Sade (MS), de alguns imunobiolgi-cos, dentre eles a vacina BCG (Bacilo Calmette-Gurin). Desde o incio do ano, o MS tem entregado uma quanti-dade menor que a pedida pe-lo municpio ou, como neste ms, no houve o repasse da BCG. O problema est acon-tecendo em todo o Estado do Rio, de acordo com a Secreta-ria de Sade.Em recente entrevista con-

    cedida ao Jornal O Debate, o secretrio de sade, Dr. Pedro Reis, esclareceu que o muni-cpio tem feito de tudo para resolver o problema e que no medir esforos para resolver o quanto antes.No vou parar de buscar

    solues para que a situao seja resolvida, fico triste em pensar que algumas pessoas buscam pela vacinao e tm como resposta que no h a vacina. O que depender do meu esforo ser realizado e s vou parar quando tudo es-tiver resolvido, disse.O Ministrio da Sade

    orientou que em caso de de-sabastecimento total da vaci-na, os municpios cadastrem o pblico-alvo com a inteno de resgat-los to logo esteja

    disponvel. Assim que os estoques

    estejam regularizados infor-maremos populao e agen-daremos o retorno unidade de sade. Nos casos de recm-nascidos, que, porventura, no forem imunizados, os pais

    WANDERLEY GIL

    Vacinao indispensvel e um dos mtodos preventivos mais eficazes no combate a doenas.

    devem evitar locais de gran-des aglomeraes, ressalta Ana Paula Dalcin, Gerente de Vigilncia em Sade.A vacina um dos mtodos

    preventivos mais eficazes no combate a diversas doenas. No Brasil, o Ministrio da

    Sade disponibiliza popu-lao, o Calendrio Bsico de Vacinao, que definido pelo Programa Nacional de Imunizaes (PNI) e cor-responde ao conjunto de vacinas consideradas de in-teresse prioritrio sade

    pblica do pas. O calendrio recomendado desde o nas-cimento at a terceira idade e as vacinas compostas do calendrio so distribudas gratuitamente nos postos das redes pblicas de sade. de extrema importncia

    que pais e responsveis man-tenham a caderneta vacinal das crianas em dia, alm de realizar a imunizao com as vacinas que so promovidas pelas Campanhas Nacionais de Vacinao. A imunizao importante para a sade e o bem-estar de toda populao.

    BCGA vacina BCG serve para

    criar imunidade e agir contra as infeces. Ela a principal responsvel pela defesa do corpo contra a tuberculose. Seu nome real Bacilo de Calmette e Gurin e imuniza tanto crianas quanto adultos. At hoje um dos nicos me-dicamentos conhecidos que serve como preventivo no s das formas graves da tubercu-lose, como tambm da tuber-culose miliar e da meningite tuberculosa.Por lei a vacina obriga-

    tria para todas as crianas menores de 1 ano de idade, necessariamente aplicada em recm-nascidos, quan-do no possvel, pode ser aplicada em qualquer idade aps o primeiro ms de vida, a indicao que seja feita o mais rpido possvel. Por recomendao do Minist-rio da Sade, as crianas de-vem ser revacinadas quando atingirem a idade escolar (6 ou 7 anos) para preveno de uma infeco.

    Inaugurao de anexo do HPM aumenta leitosSADE

    apesar da grande expec-tativa da populao quanto inaugurao do anexo do Hospital Pblico Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva (HPM), que estava prevista para maro, os rgos envolvi-dos resolveram adiar um pou-co mais a entrega, com novo prazo para o final do semestre.Com a ampliao do hospi-

    tal, Maca ter mais 100 leitos pblicos disponveis, dos 279 existentes, o que represen-ta um aumento de 36%, em mdia. Atualmente, a rede f-sica pblica de sade tem 80 estabelecimentos que con-tribuem para o bem-estar da populao e a qualificao do atendimento em Maca.De acordo com Mrcio Bit-

    tencourt, diretor-superinten-dente do HPM, o anexo repre-senta o fim da superlotao e dos pacientes do corredor.

    Previso de entrega do prdio para o final do semestre

    Com essa ampliao, to-talmente possvel atender Maca tranquilamente. Aca-bando com os pacientes de corredor e dando dignidade a essas pessoas, disse.O HPM realiza cerca de 20

    mil atendimentos por ms e so oferecidos servios em 22 especialidades mdicas. A unidade recebe a populao de Maca, dos municpios vizinhos, alm de atender a Autopista Fluminense. Ape-sar de atender as demandas de outras cidades da regio, o que gera o crescimento no nmero de pacientes, muitas vezes sobrecarregando os lei-tos, e tambm um aumento de despesas para o municpio, o HPM no credenciado para ser referncia e com isso no recebe repasse de recursos do Estado.O novo prdio do HPM pos-

    sui estrutura pr-moldada e ter dois pavimentos com setores de politrauma, pron-to atendimento, emergncia, enfermarias adulta e peditri-

    WANDERLEY GIL

    Anexo do HPM tem como principal objetivo acabar com pacientes do corredor

    ca, observao e Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) e uma passarela interligando ao HPM. A entrada ser do lado da estrada da Virgem Santa, com rampa para am-bulncias e acessibilidade. A obra do anexo, no valor de R$ 12 milhes, utiliza recursos do municpio e tem 4,2 metros quadrados de rea construda. Esto sendo comprados

    para a unidade: tomgrafo, endoscpio e aparelho radio-lgico. Em mdia, o hospital j realiza 20 mil atendimentos/ms e conta com 22 especiali-dades de planto 24 horas.Mesmo com a ampliao de

    novos leitos, o objetivo no aumentar a demanda do hos-pital e sim atender com qua-lidade os cidados. O pronto-atendimento ser realizado no anexo e caso necessrio, o paciente ser encaminhado ao hospital por uma rampa de acesso que far a comuni-cao do anexo com o hospi-tal, evitando que os pacientes tenham que se deslocar por

    fora das unidades.Em recente entrevista

    concedida ao Jornal O De-bate, Dr. Mrcio falou da

    importncia do anexo para o municpio. Ele afirmou que a obra representa uma melhora significativa para

    a sade na cidade. Alm de ser uma obra grandiosa, que visa a qualidade e conforto dos pacientes.

    SADE

    Abertas as inscries para o VIII Simpsio de Enfermagem de Maca

    a prefeitura de Maca es-t com inscries abertas pa-ra o VIII Simpsio de Enfer-magem. As vagas so limita-das e as inscries gratuitas. Para se inscrever o candidato deve realizar o cadastro no si-te da Prefeitura: www.macae.rj.gov.br ,completando o for-mulrio disponvel na pgina.Os eventos possuem limite

    de inscrio, portanto, assim que o nmero de vagas seja completado, as inscries sero bloqueadas para sele-o. permitida apenas uma inscrio e um curso por CPF.O evento ser realizado nos

    dias de 12 e 13 de maio no au-ditrio do NUPEM. No dia 12

    Evento ser realizado nos dias 12 e 13 de maio com programao diversificada

    sero ministrados cursos, de 08 s 12h. No dia 13 acontece o simpsio, de 09h s 18h. Na abertura das atividades

    haver quatro cursos pr-simpsio, com os seguintes temas: Assistncia de enfer-magem no Pr-Natal, Abor-dagem sindrmica nas DSTs, Oficina de avaliao do p do diabtico e Assistncia de enfermagem ao paciente acamado - humanizao e segurana.J no dia 13, s 8 horas, ha-

    ver o acolhimento e entrega de material. Em seguimento, s 9h ocorre a abertura do evento, s 10h o coee-break, dando incio ao tema central: Abordagem na Humaniza-o dos diversos servios na ateno primria, secundria e terciria de Sade, com en-foque na qualidade de aten-dimento ao cliente/pacien-

    te. A partir das 10h30, aps a apresentao do tema, haver uma discusso s 11h30.Na parte da tarde, a partir

    das 14h, retornam os traba-lhos, com o tema Compro-misso tico-Profissional. Dando seguimento s 15h com o tema Zoonoses, uma abordagem prtica: Malria, Dengue, Febre do Chikun-gunya. s 16h20: O papel do Enfermeiro na Gerncia de Unidades de Sade, Geren-ciamento no Polo de Trata-mento de Leses Cutneas, Gerenciamento no Progra-ma de Imunizao e Casa da Vacina, Gerenciamento na ESF, Gerncia de Enferma-gem nas Unidades de Pronto Atendimento e o encerrando do evento s 17h30.A programao vai contar

    com sorteio de brindes, sem-pre ao final de cada tema.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA10 Geral Maca, sexta-feira, 17 de abril de 2015

    INSCRIO ABERTA

    IFF oferece vagas para professor substituto

    Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

    o instituto federal Flu-minense (IFF) est com ins-crio aberta para o proces-so seletivo simplificado para contratao de professor substituto. As vagas ofereci-

    Os interessados podero se inscrever at o dia 30 de abril de 2015, das 9h s 18h nas unidades que esto ofertando vagas

    das so para os municpios de Campos e Quissam para as reas de Qumica e Geografia e a remunerao salarial de R$ 2.764,45 para carga hor-ria de 40h semanais, alm de outros benefcios. Os interessados podero

    se inscrever at o dia 30 de abril de 2015, das 9h s 18h, mediante a entrega de docu-mentao nas unidades que esto ofertando as vagas. Em Quissam, o endereo Avenida Amilcar Pereira da Silva, 727, Piteiras. J em Campos, o instituto fi-ca na Rua Dr. Siqueira, 273,

    Parque Dom Bosco. A taxa de inscrio de R$ 25,00. A iseno da taxa dever ser requerida no dia 27 de abril, diretamente no pro-tocolo do campus onde o candidato tenha interesse em trabalhar. De acordo com o edital, o

    processo seletivo ser cons-titudo por duas etapas: a Anlise de Currculo e a Pro-va de Desempenho Didtico que ser realizada nos dias 14 e 15 de maio. A publicao do resultado final no Dirio Oficial est prevista para o dia 19 de maio.

    Jornal 17-04-2015 (01)Jornal 17-04-2015 (02)Jornal 17-04-2015 (03)Jornal 17-04-2015 (04)Jornal 17-04-2015 (05)Jornal 17-04-2015 (06)Jornal 17-04-2015 (07)Jornal 17-04-2015 (08)Jornal 17-04-2015 (09)Jornal 17-04-2015 (10)