Noticirio 04 11 15

  • Published on
    24-Jul-2016

  • View
    215

  • Download
    3

DESCRIPTION

 

Transcript

  • O DEBATEDIRIO DE MACA

    Aluno volta aula no Lagomar uma semana aps registro de incidente

    Maca se despede de Jorjo Siqueira

    Secretrio de Educao informou que a famlia do estudante de 7 anos decidir se ele permanecer na Escola Municipal Paulo Freire. Caso de divulgao de vdeo est sendo acompanhado tambm pelo Conselho Tutelar PG. 7

    Flagrantes mostram diversas infraes cometidas em trecho da BR-101 durante o retorno do feriado prolongado

    www.odebateon.com.br

    Maca (RJ), quarta-feira4 de novembro de 2015Ano XL, N 8855Fundador/Diretor: Oscar Pires

    WANDERLEY GIL

    MARIANNA FONTES

    DIVULGAO/SINDPETRO

    WANDERLEY GIL

    Ultrapassagem irregular uma das infraes mais comuns nas estradas do Estado do Rio

    Jorjo Siqueira atuou por 12 anos na gesto pblica

    facebook/odebate

    twiter/odebate

    issuu/odebateon

    Sob salva de palmas e com a bandeira do Vasco, o corpo do ex-secretrio municipal de Mobilidade Urbana e ex-presidente do diretrio municipal do PRB, Jorjo Siqueira, foi velado e sepultado na tarde de ontem, no Cemitrio Me-morial Mirante da Igualdade. Acometido por um cncer, Jorjo estava internado no Hospital Niteri D'Or quando faleceu no incio da tarde de segunda-feira (2). O corpo foi transferido pa-ra Maca por volta das 22h, quando comeou o velrio. Ao longo da madrugada, e durante o dia de ontem, familiares, amigos, antigos colegas de trabalho e lideranas polticas se revezaram para prestar as ltimas homenagens ao homem que se dedicou, por quase 15 anos, gesto pblica, com passagem marcante pelas secretarias de Indstria e Comrcio, Desenvolvimento Social e Mobili-dade Urbana. Homenagens memria de Jorjo foram registradas tambm nas redes sociais. O sepultamento ocorreu s 16h. PG. 6

    A imprudncia no trnsito uma das maiores causas de mor-tes todos os anos no Brasil e no mundo. Somente nesse fe-riado ocorreram 84 bitos nas estradas federais. Esse dado faz parte de um balano divul-gado pela Polcia Rodoviria Federal (PRF) referente aos dias 30 de outubro e 2 de no-

    vembro. A Operao Finados registrou 1.141 acidentes, sendo 690 graves, com 1.066 pessoas feridas. Segundo a PRF, os ra-dares fotogrficos registraram 45.144 motoristas em excesso de velocidade. Tambm foram autuados 24.930 veculos por diversas irregularidades. As maiores causas de acidentes so por excesso de velocidade,

    trnsito pelo acostamento, em-briaguez no volante e a falta de itens de segurana (cadeirinha infantil e cinto de segurana). S de ultrapassagens irregu-lares foram registrados 4.228 flagrantes. Das 104.540 pes-soas fiscalizadas no territrio nacional, 32.198 foram sub-metidas ao teste de alcoolemia (bafmetro). Desse total, 805 condutores foram flagrados dirigindo sob efeito de lcool, sendo 107 autuados e presos. Na BR-101, no trecho entre Maca e Silva Jardim, a nossa equipe flagrou entre os dias 31

    ACIDENTE EM CARAPEBUS MATA CINCO PESSOAS

    UPAS E 'CRISE DE CIVILIZAO' MARCAM DEBATE NA CMARA

    FUNCIONRIOS DA PETROBRAS SEGUEM EM GREVE

    Aos 62 anos, ex-secretrio de Mobilidade faleceu em decorrncia de complicaes do cncer

    R$ 1,00

    de outubro e 2 de novembro diversas infraes. Essa rodo-via a principal ligao entre a Capital do Petrleo com a ca-pital do estado, Rio de Janeiro, e tambm com outras regies, como Campos dos Goytacazes e cidades do Esprito Santo. De acordo com a Autopista Flumi-nense, foi registrado um fluxo de mais de 345 mil veculos no trecho norte, contabilizando 805 atendimentos prestados aos usurios no feriado, sendo 453 para veculos com panes. Aconteceram 39 acidentes com 30 feridos. PG. 2

    TRNSITO EM RISCO

    POLCIA, PG.6 POLTICA, PG.3 ECONOMIA, PG.5

    CIDADE OBITURIO

    Ascom participa de corrida em Arraial

    NDICETEMPO

    COTAO DO DLAR

    ESPORTE ESPORTE

    Competio marcou encerramento da campanha Outubro Rosa PG. 8

    TIAGO FERREIRA/ASSESSORIA WANDERLEY GIL

    Fernando Neto tenta levar o Maca ao ataque na Vila Capanema Equipe foi destaque e trouxe trofus para a cidade

    Maca revive risco de chegar ao Z-4Rebaixamento surge como fantasma na campanha do time na Srie B PG. 8

    EDITORIAL 4

    PAINEL 4

    GUIA DO LEITOR 4

    ESPAO ABERTO 4

    CRUZADINHA C2

    HORSCOPO C2

    CINEMA C2

    AGENDA C2

    Mxima 37 CMnima 22 C

    Compra R$ 3,7675Venda R$ 3,7705 Anuncie: (22) 2106-6060 (215)

    POLCIA CIDADE POLTICA CADERNO DOIS

    Polcia recupera carga avaliada em R$ 4 mil

    Ao cobe trfico de animais silvestres

    Programa auxiliar registro de Emendas

    Festim marca celebrao da Cultura

    Material foi roubado em loja de Rio das Ostras PG. 6

    Espcies em extino foram resgatadas na cidade PG. 2

    Planejamento apresenta sistema a vereadores PG. 3

    Evento acontece hoje e amanh na Rinha das Artes CAPA

  • O DEBATE DIRIO DE MACA2 Maca, quarta-feira, 4 de novembro de 2015

    CidadeCRIME AMBIENTAL

    Ao cobe trco de animais silvestresUma cotia, um quati e trs filhotes de papagaio foram encontrados durante operao na BR-101

    Marianna Fontesmarifontes@odebateon.com.br

    Na noite do ltimo do-mingo (1), aps ser acionada, a Guarda Ambiental de Maca procedeu at a 123 Delegacia de Polcia para efetuar o resgate de cin-co animais silvestres, vtimas de trfico de animais. Segun-do o rgo, que vinculado a secretaria de Ordem Pblica, eles teriam sido apreendidos durante uma operao da Po-lcia Rodoviria Federal (PRF) na BR-101. Entre as espcies estavam

    dois mamferos, uma cotia e um quati, e trs filhotes de aves que podem ser de papa-gaio ou arara vermelha. Uma pessoa, sem identidade di-vulgada, teria sido presa em flagrante. Apenas as trs aves esta-

    vam vivas. A cotia e o quati, que j estavam mortos, foram enterrados devido as condi-es que apresentavam. Os filhotes esto na nossa base, onde esto sendo alimenta-dos. Vamos encaminh-los aos bilogos e veterinrios da secretaria de Ambiente para avali-los e identificar qual a espcie. Depois disso, eles re-cebero os cuidados necess-rios para saber se podero ser ou no soltos quando atingi-rem determinada idade. Co-mo so muito novos, no po-demos fazer de imediato a sua

    soltura, pois morreriam no seu habitat natural, explica o coordenador da Guarda Am-biental, Madson Nazareno.Matar ou manter um animal

    silvestre em cativeiro consi-derado um crime ambiental previsto por lei. So previstas

    DIVULGAO/ GUARDA AMBIENTAL

    Aps serem levados para a 123 DP, os filhotes de aves foram entregues Guarda Ambiental

    penas de priso e multa por matar, perseguir, caar, apa-nhar, coletar, utilizar espci-mes da fauna silvestre, e tam-bm para quem vende, expe venda, exporta ou adquire, guarda, tem em cativeiro ou depsito, utiliza ou transpor-

    ta ovos, larvas ou espcimes da fauna silvestre, nativa ou em rota migratria, bem co-mo produtos e objetos dela oriundos, sem a devida per-misso, licena ou autorizao da autoridade ambiental com-petente ou em desacordo com

    a obtida, conforme os artigos 29 da Lei n 9.605/1998, 24 do Decreto n 6.514/2008 e 31 da Lei Estadual n 3.467/2000.So considerados animais

    silvestres as espcies que vi-vem ou nascem em um ecos-sistema natural - como flores-

    tas, rios e oceanos. O trfico de animais silves-

    tres um dos maiores tipos de negcio ilegal em todo planeta. Alm da destruio dos habitats naturais, esse tipo de comrcio clandestino responsvel pela reduo, e at desaparecimento, de v-rias espcies da nossa fauna.No Brasil, de 12 a 38 milhes

    de animais so retirados da natureza anualmente. Cerca de 90% morrem entre a cap-tura e a venda. Isso ocorre porque a maioria no conse-gue retornar vida livre por diversos fatores, entre eles, os maus-tratos sofridos na caa e transporte, a exposio a do-enas humanas, m nutrio e ao cativeiro inadequado. Outro problema quando

    eles so abandonados em re-gies diferentes das originais, o que afeta a fauna e a flora desses locais, podendo causar desequilbrio ecolgico. Alm de quem caa e co-

    mercializa, quem compra e mantm um animal silvestre sem autorizao do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Re-novveis (IBAMA), tambm pode responder por crime ambiental.Em Maca, a populao po-

    de fazer denncias Guarda Ambiental pelo telefone (22) 99701-9770. Vale ressaltar que esse nmero funciona em tempo integral.

    FERIADO

    Imprudncia a maior causa de acidentes

    A imprudncia no trnsito uma das maiores causas de mortes todos os anos no Brasil e no mundo. Somente nesse feriado ocorreram 84 bitos nas estradas federais. Esse dado faz parte de um balano divul-gado pela Polcia Rodoviria Fede-ral (PRF) referente aos dias 30 de outubro e 2 de novembro. A Operao Finados registrou

    1.141 acidentes, sendo 690 graves, com 1.066 pessoas feridas. Segun-do a PRF, os radares fotogrficos registraram 45.144 motoristas em excesso de velocidade. Tambm fo-ram autuados 24.930 veculos por diversas irregularidades. As maiores causas de acidentes

    so por excesso de velocidade, trn-sito pelo acostamento, embriaguez no volante e a falta de itens de segu-rana (cadeirinha infantil e cinto de segurana). S de ultrapassagens ir-regulares foram registrados 4.228 flagrantes. Das 104.540 pessoas fiscalizadas

    no territrio nacional, 32.198 foram submetidos ao teste de alcoolemia (bafmetro). Desse total, 805 con-

    Flagrantes mostram diversas infraes cometidas em trecho da BR-101

    dutores foram flagrados dirigindo sob efeito de lcool, sendo 107 au-tuados e presos. Na BR-101, no trecho entre Ma-

    ca e Silva Jardim, a nossa equipe flagrou entre os dias 31 de outubro e 2 de novembro diversas infraes. Essa rodovia a principal ligao entre a Capital do Petrleo com a capital do estado, Rio de Janeiro, e tambm com outras regies, como Campos dos Goytacazes e cidades do Esprito Santo.De acordo com a Autopista Flu-

    minense, foi registrado um fluxo de mais de 345 mil veculos no trecho norte, contabilizando 805 atendi-mentos prestados aos usurios no feriado, sendo 453 para veculos com panes. Aconteceram 39 aciden-tes com 30 feridos. Ela ressalta que no houve registro de bito durante o perodo. Durante a Operao Es-pecial, foram registradas 5.407 liga-es para a central 0800 2820 101, para obteno de informaes, soli-citao de atendimento na rodovia, sugestes, elogios e reclamaes.Entre as irregularidades presen-

    ciadas esto motoristas transitando pelo acostamento, excesso de velo-cidade e a ultrapassagem em locais de faixa contnua. De acordo com es-pecialistas, a coliso de frente uma das maiores causas de mortes regis-

    MARIANNA FONTES

    Ultrapassagem irregular uma das infraes mais comuns nas estradas do Estado do Rio

    tradas nas estradas de todo pas.Apesar de o Cdigo de Trnsito

    Brasileiro (CTB) dizer que promo-ver um trnsito seguro obrigao de todos, o desrespeito a maior causa de acidentes que, muitas ve-zes, terminam em tragdia.No caso de quem realiza a ultra-

    passagem pelo acostamento ou a ultrapassagem em local proibido, a multa de R$ 957,70. Se a infrao for feita de forma forada, esse valor fica dez vezes maior e o motorista flagrado ter que pagar o valor de R$ 1.915,40.Em caso de reincidncia em 12

    meses, essa punio pode ser do-brada. Dependendo da situao, o condutor do veculo pode ir para a cadeia. Em caso de acidente com feridos, a pena pode variar de seis meses a trs anos. Em casos com morte, esse tempo aumenta de cin-co a dez anos de priso. Dados do Departamento de Es-

    tradas de Rodagem do Rio de Janei-ro (DER-RJ) mostram que 64% dos acidentes no estado so causados por falha humana; 30% problemas mecnicos no veculo e 6% conse-quncia de m conservao na via. As principais infraes so: direo sob efeito de lcool e substncias entorpecentes; alta velocidade e falta de ateno.

    BALNEABILIDADE

    Inea divulga boletim de guas doces

    Maca j foi listada como um dos melhores destinos pa-ra se visitar no Estado do Rio. Um dos principais motivos que colocam a Capital Nacional do Petrleo nessa posio a diver-sidade natural que o municpio possui. Os distritos da serra atraem diversos turistas locais e de outras regies durante to-do o ano, principalmente nessa poca do ano, quando as tempe-raturas aumentam. Diante disso, alm das praias,

    o Instituto Estadual do Am-biente (Inea) tambm faz exa-mes para medir a qualidade da gua nos rios e cachoeiras. Se-gundo o ltimo boletim divul-gado pelo rgo recentemente, referente aos resultados obtidos em setembro de 2015, o muni-cpio tem apresentado ndices razoveis quando comparados aos estudos anteriores.O boletim apresenta os l-

    timos resultados do monito-ramento dos corpos de gua doce da Regio Hidrogrfica de Maca e Rio das Ostras (VIII), sendo retratados por meio da aplicao do ndice de Quali-dade de gua (IQANSF). Esse ndice consolida em um nico valor os resultados dos par-metros: Oxignio Dissolvido (OD), Demanda Bioqumica de Oxignio (DBO), Fsforo Total (PT), Nitrognio Nitrato (NO3), Potencial Hidrogeninico (pH), Turbidez (T), Slidos Dissolvi-dos Totais (SDT), Temperatu-ra da gua e do Ar e Coliformes Termotolerantes. O IQANSF se divide da se-

    guinte maneira: guas apro-

    A maioria dos rios em Maca apresenta ndices bons e mdios

    priadas para tratamento con-vencional visando o abasteci-mento pblico - excelente (100 IQA 90), bom (90 > IQA 70), mdio (70 > IQA 50) e guas imprprias para trata-mento convencional visando abastecimento pblico, sendo necessrios tratamentos mais avanados - ruim (50 > IQA 25) e muito ruim (25 > IQA 0). Segundo o Inea, na composi-

    o do IQANSF usa-se o valor de temperatura que corresponde diferena entre a temperatura da gua no ponto de coleta e a temperatura do ar. A ausncia de resultado, referente pelo me-nos a um dos nove parmetros, inviabiliza a aplicao do ndice.De acordo com as anlises

    obtidas no dia 28 de setembro, o Rio So Pedro apresentou o resultado de 73,7, considerado bom. Em comparao ao bo-letim anterior, divulgado em julho, quando ele obteve 60,7, ndice mdio. Outros que tiveram melhoria

    foram os seguintes: Rio Duas Barras (de 72,1 para 74,9 - bom)

    e Rio Imboassica, que mesmo mantendo o ndice conside-rado ruim conseguiu subir de 28,2 para 50,0 no perodo de dois meses. J os que tiveram singela pio-

    ra foram o Rio do Ouro (78,5 pa-ra 71,6 - bom) e Rio Sana (78,5 para 76.0 - bom). Esse monitoramento cont-

    nuo e sistemtico da qualidade dos principais corpos de gua doce da regio capaz de for-necer informaes necessrias para o manejo adequado desses ecossistemas aquticos, possibi-litando melhor compreenso do ambiente e a alocao eficaz de investimentos e aes. O rgo explica que a esco-

    lha dos pontos de amostra-gem e dos parmetros a serem analisados feita em razo do corpo d'gua, do uso benfico de suas guas, da localizao de atividades que possam influen-ciar na sua qualidade, e da na-tureza das cargas poluidoras, tais como despejos industriais, esgotos domsticos e guas de drenagem agrcola ou urbana.

    WANDERLEY GIL

    Rio So Pedro, que corta Glicrio, teve ndice considerado bom

    Projeto Aves de Maca lana portal. Pgina on-line contm informaes detalhadas sobre as espcies silvestres que habitam o municpio. " www.avesdemacae.com."

    NOTA

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 4 de novembro de 2015 3

    PolticaLEGISLATIVO

    UPAs e 'crise de civilizao' marcam debates na CmaraSesso rpida marcou incio das atividades legislativas da semana aps feriado prolongado

    Mrcio Siqueiramarcio@odebateon.com.br

    Em dia marcado por pauta de votao enxuta, am-pliando o tempo para o momento poltico em plenrio, a sesso ordinria de ontem da Cmara de Vereadores regis-trou posicionamentos relativos a duas questes polmicas que ainda repercutem no plenrio do Palcio Natlio Salvador Antunes: a municipalizao da gesto das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e o inci-dente envolvendo um aluno de sete anos, da rede municipal de ensino, do Lagomar.Com a presena de 12 dos 17

    parlamentares que compem a atual legislatura da Casa, o grande expediente foi pautado pela retomada de discusses an-tigas, que dividem a bancada do governo e o bloco de oposio.E foi atravs do discurso de

    Igor Sardinha (PRB) que o de-bate poltico foi iniciado na ses-so ordinria de ontem.Alm de prestar homena-

    gem memria de Jorjo Si-queira, ex-presidente do PRB Municipal, falecido na tarde de segunda-feira (2), Igor decla-rou que vai solicitar ao governo informaes oficiais referentes ao depsito em juzo de recur-sos destinados ao pagamento de vencimentos atrasados de profissionais da sade que atu-avam, na gesto passada, das UPAs."Os problemas de gesto

    persistem, de acordo com as informaes dos profissionais que ainda no receberam seus

    WANDERLEY GIL

    vencimentos atrasados e, mes-mo assim, so obrigados a atuar em condies precrias. Quero saber sobre o depsito judicial que a prefeitura disse que iria fazer para quitar o dbito com esses servidores", disse Igor.Segundo a discursar em ple-

    nrio, Marcel Silvano (PT) fez uma anlise sobre o que cha-mou de 'crise da civilizao', ao comentar sobre o incidente en-volvendo o aluno de sete anos, que foi filmado destruindo a secretaria da Escola Municipal Paulo Freire, no Lagomar."Tenho discutido a questo

    da violncia nas escolas e entre-guei ao governo uma proposta de projeto de lei que insere, nas escolas, assistentes sociais e psi-clogos, ampliando a cobertura da rede, alcanando o ambiente familiar dos alunos. O inciden-te de Maca um de vrios que ocorrem nas escolas pblicas. E no adianta buscar culpados, e sim buscar a reconstruo do ambiente escolar. inaceitvel condenar uma criana de sete anos pelo seus atos, porque ali, vemos que ele queria ateno e acolhimento, e no condena-o", analisou Marcel.

    Chico Machado (PMDB) tambm prestou homenagem a Jorjo e manteve o discurso poltico, focado na disputa elei-toral de 2016."Estaremos unidos no prxi-

    mo ano, propondo dias melho-res para Maca. E Jorjo Siquei-ra ser lembrado e homenagea-do", garantiu.J Maxwell Vaz (SD) direcio-

    nou o seu discurso para anlises preliminares sobre vetos, envia-dos pelo Executivo, a emendas propostas por vereadores ao projeto da Lei de Diretrizes Or-amentrias (LDO), aprovada

    ORAMENTO

    Programa auxiliar registro de Emendasa secretaria municipal de Planejamento vai disponi-bilizar, neste ano, o programa informatizado para o registro das chamadas Emendas Impo-sitivas ao projeto da Lei Ora-mentria Anual (LOA) de 2017.Utilizando sistema semelhan-

    te ao aplicado no ano passado, a secretaria promover nesta semana um workshop com as-sessores e vereadores da Casa, para explicar de forma detalha-da o processo de registro das emendas LOA.Ontem, o primeiro secret-

    rio da Mesa Diretora da C-mara, o vereador Welberth Rezende (PPS), destacou que a ferramenta importante pa-ra dar agilidade tramitao do projeto da LOA, que deve ser votado na primeira quin-zena de dezembro.As emendas garantem aos

    vereadores modificaes nas propostas de receitas estima-das, e despesas fixadas, pelo governo na LOA.Alm disso, a Cmara e o go-

    verno discutem a aplicao das Emendas Impositivas, que re-servam a cada um dos 17 vere-adores uma cota, reservada em oramento, de recursos destina-dos a investimentos em proje-tos voltados Educao, Sade, Infraestrutura e Saneamento.No ano passado, cerca de R$

    1,7 milho foram destinados s Emendas Impositivas. No entanto, de acordo com discus-ses em plenrio, nem todas as propostas foram aplicadas.Segundo o governo h distor-

    es entre os recursos destina-dos pelos vereadores e o volume de investimento necessrio pa-ra a execuo do projeto.A previso que neste ano as

    emendas sejam registradas com a consultoria do Executivo.

    MRCIO SIQUEIRA

    Conselho empresarial acompanha investimentos em saneamento

    Legislativo presta homenagem memria de Jorjo Siqueira

    LUTO

    Vereadores reverenciaram atuao poltica e de gesto do ex-secretrio municipal

    a sesso ordinria de on-tem da Cmara de Vereadores foi iniciada com o ato de pe-sar pelo falecimento, devido a complicaes do cncer, do ex-secretrio municipal de Mobilidade Urbana e ex-pre-sidente do PRB de Maca, Jor-jo Siqueira, cuja contribuio poltica e administrativa para a cidade foram lembradas du-rante discursos no momento do grande expediente.A homenagem ao ex-secret-

    rio foi marcada por um minuto de silncio, antes da abertura oficial dos trabalhos da sesso ordinria de tera-feira. O ato de luto foi solicitado, com regis-tro em Ata, pelo vereador Igor Sardinha, que neste ano passou a trilhar trajetria poltica ao lado de Jorjo, ao ingressar no diretrio municipal do PRB.Tambm durante o grande

    expediente, Igor fez refern-cia ao trabalho promovido por Jorjo frente do parti-do, na cidade."Jorjo se despede deixan-

    do a imagem de pai de famlia, de um trabalhador e de uma pessoa que prestou relevan-tes servios ao municpio. Ele tinha personalidade forte e de opinio formada, por isso pde ter gerado alguns embates pol-ticos, porm importantes para a

    nossa cidade", disse Igor.O parlamentar destacou

    tambm o trabalho realizado por Jorgo na gesto muni-cipal, aps ocupar postos de secretrio municipal de Mo-bilidade e Assistncia Social, alm da presidncia do Fundo Municipal de Desenvolvimen-to Econmico (Fumdec)."Mesmo em tratamento, Jor-

    jo participou de atividades que marcaram a minha chegada ao PRB. Dividindo experincia ele sempre foi uma referncia para o nosso partido na cidade e, por isso, sempre ser lembrado por todos ns", registrou Igor.

    KAN MANHES

    Parlamentares reverenciaram memria de ex-secretrio e ex-presidente do PRB de Maca

    AVANO

    Comisso da Firjan mantm debate sobre demandas da indstria

    ao receber, na reunio re-lativa a novembro, que acontece hoje s 18h no Senai, a equipe da Odebrecht Ambiental, a Comis-so Municipal da Firjan refora o debate sobre as demandas de saneamento, que fazem parte da rotina de atividades da indstria do petrleo local.Na reunio de hoje, os mem-

    bros do conselho empresarial acompanharo o andamento das obras da Parceria Pblica Privada (PPP) do Esgoto, assi-nada entre a Odebrecht e a pre-feitura em 2012.Aps quase trs anos de obras,

    a indstria receber informa-

    Saneamento ser tema da reunio que acontece nesta quarta-feira, no Senai

    es sobre o alcance de garantir o saneamento de 100% do esgo-to produzido na cidade.Alm da questo do esgoto,

    a Comisso da Firjan preten-de promover novas discusses sobre a oferta de gua, reduzida em funo da queda do nvel do Rio Maca."Essas pautas so importan-

    tes para a economia regional. Por isso, vamos acompanhar os investimentos que esto sendo realizados na captao e trata-mento de esgoto, assim como essa fase de reduo da oferta de gua na cidade", destacou Marcelo Reid, presidente da Comisso Municipal da Firjan.A reunio de hoje ser marca-

    da tambm por novas anlises sobre o mercado oshore nacio-nal, diante da oscilao das ati-vidades do petrleo no mundo.

    A trajetria poltica de Jorjo tambm foi lembrada por Chico Machado (PMDB), em seu dis-curso no grande expediente."Ontem (segunda-feira) fui

    surpreendido pelo falecimento de uma pessoa por quem tive muito carinho. Quero fazer um grande agradecimento a Jorjo, pela parceria como secretrios na gesto passada, como um parceiro poltico nas eleies de 2012", destacou.Chico fez referncia tambm

    ao trabalho partidrio conduzi-do por Jorjo no PRB."Ns, do PMDB, que temos

    mandato nesta Casa, devemos

    um grande agradecimento ao Jorjo que, atravs da sua atuao partidria no PRB, contribuiu com mais de dois mil votos em nossa coligao", relembrou Chico.As homenagens memria de

    Jorjo foram encerradas atra-vs do discurso do vereador Maxwell Vaz (SD), que tambm dividiu a experincia na gesto pblica, com o ex-secretrio."Ns prestamos solidariedade

    aos familiares e amigos diante desse momento de perda. A contribuio de Jorjo para Maca nunca ser esquecida", destacou o vereador.

    A dvida gerada pelo atraso no pagamento de profissionais da antiga gesto das UPAS foi encarecida em R$ 2 milhes, j que o pagamento no foi efetuado na primeira quinzena de outubro, gerando assim uma nova folha, e ningum ainda recebeu

    IGOR SARDINHA, PRB

    Paulo Freire dizia que no no silncio que os homens se fazem, mas sim no dilogo. O caso do aluno de Maca representa vrios outros casos que ocorrem na escola pblica. No hora de buscar culpados. inaceitvel condenar uma criana de 7 anos

    MARCEL SILVANO, PT

    H um ano tive uma conversa com Jorjo e dividimos o anseio de Maca alcanar dias melhores, atravs de uma poltica de participao. Por isso, ns (oposio) estaremos juntos no prximo ano e ele ser lembrado neste momento

    CHICO MACHADO, PMDB

    Me surpreendi com o vdeo do aluno do Lagomar. Observei que ele foi at instigado a ter aquele comportamento, e quando era segurado se mostrava pacfico. Essa questo precisa ser bem apurada, principalmente por envolver uma criana

    MAXWELL VAZ, SD

    em setembro."Os vetos s nossas emendas

    so superficiais. Como argu-mento, o governo aponta a po-ltica de austeridade. Mas que poltica essa? Quero que me apresente o resultado concreto do corte de aluguis, j que ns no sabemos quais os imveis foram entregues. O governo aponta cortes na folha de paga-mento, mas a cada dia surgem denncias de funcionrios fan-tasmas. Ser que o ponto bio-mtrico vai resolver isso? Ns precisamos dessas respostas", disse Maxwell.

    Cmara deve votar na sesso de hoje vetos do Executivo emendas da LDO de 2016

    NOTA

  • O DEBATE DIRIO DE MACA4 Maca, quarta-feira, 4 de novembro de 2015

    OpinioNOTA

    ESPAO ABERTO

    EDITORIAL FOTO LEGENDA

    A repercusso nacional do vdeo que registrou a reao de um estudante macaense de sete anos que, em um momento de raiva, depredou a secretaria de uma instituio de ensino do Lagomar, demonstrou a necessidade de rediscusso sobre o papel da famlia e da escola na formao de um cidado.

    A Secretaria Municipal de Educao de Maca viveu, na ltima semana, momentos de muitas dificuldades e, exatamente nessas ocasies que nos fortalecemos com apoio e aprofundamento do poder da escuta.

    Transgresso

    Agradecimento e esclarecimento

    Seja nas redes sociais, ou na televiso aberta, no fal-taram anlises e coment-rios sobre a atitude do aluno do ensino infantil, e tambm sobre a reao do corpo do-cente da instituio, diante do comportamento da crian-a, cuja mudana foi identi-ficada pelos profissionais da rede que participam do dia a dia da unidade escolar.Vrios fatores foram colo-

    cados em nfase para com-preender o por qu de uma criana de sete anos assu-mir uma posio agressiva, mesmo dentro do ambiente acolhedor da escola. As dis-cusses foram direcionadas a questes pessoais e familiares.A verdade que hoje, no

    pas, no faltam vdeos, co-mentrios ou histrias que envolvem o comportamento agressivo de alunos dentro do ambiente escolar. E sempre uma das principais causas deste tipo de atitude a insta-bilidade emocional relativa a problemas sociais encarados no ambiente familiar. certo que nem todos os

    profissionais que atuam no ensino pblico esto prepa-rados para encarar situaes

    onde o educador precisa as-sumir o papel de respons-vel pela formao pessoal de crianas e adolescentes. E essa transgresso de atribui-es mais comum hoje do que se pensa no pas.Voltando ao caso recente em

    Maca, a situao reflete no apenas as discusses que envol-vem a identificao de culpados. Na verdade, todos acabam

    sendo vtimas de um sistema nacional obsoleto, onde as re-gras expressas no papel no so capazes de acompanhar a mudana voraz que ocorre, diariamente, no ambiente es-colar, que sofre influncias do mundo externo, onde os valores sociais acabam sendo derrubados, e at mesmo su-primidos em detrimento de questes relativas violn-cia, falta de oportunidade e descrena de mudana de vida, diante das falhas cada vez mais evidentes do poder pblico a nvel nacional.O incidente ajuda a socie-

    dade refletir sobre qual ser o futuro do pas, onde a edu-cao precisa estar sempre em primeiro lugar, seja nas decises polticas, seja na convivncia dentro de casa.

    Quero agradecer, inicialmen-te , ao prefeito Aluizio, pelo apoio constante e seguro durante todo o processo, demonstrando mais uma vez, a sua responsabilidade como chefe do executivo ma-caense. Ao Secretrio, Antnio Lus, pela seriedade e firmeza em todas as ocasies que neces-sitei de apoio. equipe da SE-MED, diretores, profissionais da Escola Paulo Freire, colegas da rede, pelo carinho e respeito, expressos nas redes sociais. Aos vereadores que se colocaram disposio em busca de solues.O momento de Reflexo e

    Ao. Escola e Famlia tm pa-pis diferenciados na educao das nossas crianas e jovens e na formao de sua cidadania. A Escola tem a responsabilidade da escolarizao e aprendizagem e a Famlia a responsvel pelo pro-cesso de Educao. Essas duas instituies integradas buscam, num processo contnuo, Educar para a Cidadania; misso muito difcil nos dias atuais.Devemos, como responsveis

    pelas polticas pblicas da edu-cao, propor aes coordenadas que busquem integrar a Famlia e a Escola, mas sem misturar os seus diferenciados papis. importante que os Professores entendam o pblico com o qual atuam e como est organizada a Famlia Contempornea. Tam-bm a Famlia deve compreen-der a misso e as propostas da Escola e delas participarem.Os professores brasileiros

    vm sendo desrespeitados, ficando fragilizados e sendo questionados. Devemos investi-gar os receios que causam a im-potncia de tantos professores

    dignos,estudiosos e dedicados. So os profissionais da rede, de todas as categorias, que fazem da escola onde trabalham um pro-longamento das suas prprias vi-das. E por conhecer de perto, no dia a dia , o trabalho de cada um , ofereo o meu apoio total e irres-trito, principalmente aos profis-sionais da Escola Paulo Freire e ao nosso aluno em questo.Apontar os limites e possibili-

    dades da relao entre Escola e Conselho Tutelar,na defesa dos direitos da Criana e do Adoles-cente, torna-se de fundamental importncia.A nossa resposta , como sem-

    pre o trabalho, atravs de um dilogo produtivo onde as ideias prontas devem ser desconstru-das. Sendo assim apresentamos como proposta nossas prximas aes e nos colocamos disposi-o para sugestes:1- Inaugurao do Centro de

    Formao Continuada dos Pro-fissionais da Educao de Maca dia 12, quinta-feira, onde vrios cursos de capacitao sero ofe-recidos aos profissionais da rede de ensino.2- Encontro dos profissionais

    da Educao e Procuradores do municpio sobre o Tema : ECA- Estatuto da Criana e do Ado-lescente.3- Ampliao do Projeto: To-

    dos na Escola4- Reativao do Projeto: Es-

    cola de Pais5- Frum Permanente de Dis-

    cusso sobre a Famlia e a Escola6- Reunies com as equipes

    gestoras das escolas

    Guto Garcia - Secretrio Mu-nicipal de Educao

    EU

    LE

    ITO

    R,

    O R

    EP

    R

    TE

    R

    PAINEL

    EXPEDIENTE GUIA DO LEITOR Telefones teisEJORAN - Editora de Jornais, Revistas e agncias de Notcias

    CNPJ: 29699.626/0001-10 - Registradona forma de lei.DIRETOR RESPONSVEL: Oscar Pires.SEDE PRPRIA: Rua Benedito Peixoto, 90 - Centro - Maca - RJ.Confeccionado pelo Sistema de Editorao AICS e CTP (Computer to Plate).Impresso pelo Sistema Offset.

    CIRCULAO: Maca, Quissam, Conceio de Macabu, Carapebus, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu.

    A direo do O DEBATE no se responsabiliza e nem endossa os conceitos emitidos por seus colaboradores em aes ou artigos assinados, sendo de total responsabilidade do autor.

    Filiado ADJORI-RJ - Associao dos Diretores de Jornais do Estado do Rio de Janeiro e ABRAJORI - Associao Brasileira de Jornais do Interior. ANJ - Agncia Nacional de Jornais. ADI Brasil - Associao dos Jornais Dirios do Interior.

    REPRESENTANTE: ESSI PUBLICIDADE E COMUNICAO S/C LTDA.

    SO PAULO: R. Ablio Soares, 227/8 andar - Conjunto 81 - CEP: 04005-000 Telefone: (11) 3057-2547 e Fax: (11) 3887-0071 RIO DE JANEIRO: Av. Princesa Isabel, 323 - sala 608 - CEP: 22011-901 - Telefone: (21) 2275-4141 BRASLIA: SCS Ed. Maristela, sala 610 / DF - CEP: 70308-900 - Telefone: (61) 3034-1745(61) 3036-8293.TEL/FAX: (22) 2106-6060, acesse: http://www.odebateon.com.br/, E-MAIL: odebate@odebateon.com.br, COMERCIAL: Ligue (22) 2106-6060 - Ramal: 215, E-MAIL: comercial@odebateon.com.br, classificados: E-mail: classificados@odebateon.com.br

    POLCIA MILITAR 190

    POLCIA RODOVIRIA FEDERAL 191

    SAMU 192

    CORPO DE BOMBEIROS 193

    DEFESA CIVIL 199

    POLCIA CIVIL 123 DP 2791-4019

    DISQUE-DENNCIA (POLCIA MILITAR) 2791-5379

    DELEGACIA DE POLCIA FEDERAL (24 HORAS) 2796-8330

    DELEGACIA DE POLCIA FEDERAL (OPERAES) 2796-8320

    DELEGACIA DE POLCIA FEDERAL (PASSAPORTE/VISTO) 2796-8320

    CMARA DE MACA 2772-2288

    HPM 2773-0061

    CEDAE: 2772-5090

    AMPLA 0800-28-00-120

    PREFEITURA MUNICIPAL 2791-9008

    DELEGACIA DA MULHER 2772-0620

    GUARDA MUNICIPAL 2773-0440

    AEROPORTO DE MACA 2763-5700

    CARTRIO ELEITORAL 109 ZONA 2772-3520

    CARTRIO ELEITORAL 254 ZONA 2772-2256

    CORREIOS (SEDE) 2759-3390

    CORREIOS CENTRO 2762-7527

    CEG RIO 0800-28-20-205

    RDIO TAXI MACA 2772-6058

    CONSELHO TUTELAR I 2762-0405/ 2796-1108 PLANTO: 8837-4314

    CONSELHO TUTELAR II 2762-9971/ 2762-9179 PLANTO: 8837-3294

    CONSELHO TUTELAR III (SERRA) 2793-4050/2793-4044 PLANTO: 8837-4441

    O feriado de Finados ajudou a movimentar o turismo nas principais praias da Regio dos Lagos. Apesar da crise, a rede hoteleira de cidades como Cabo Frio e Armao dos Bzios registraram ndices positivos de ocupao, repetindo o movimento do feriado em homenagem Padroeira da Brasil.

    Durante o dia, o pedestre passa com dificuldade. O tronco de rvore tomando a calada est l, atrapalhando a vida tambm de cadeirantes. noite, tambm com iluminao precria, l est ele. O tronco, como se v na foto, atrapalhando a passagem. Vai ver, de repente a prefeitura no manda tirar porque deve ser mais difcil retirar o tronco da frente da Igreja Presbiteriana do que os salrios das incorporaes. Mas quem sabe, um dia...

    MudanasA semana comeou ontem com especulaes sobre mudanas em cargos da alta cpula da administrao municipal, movimentao que est relacionada ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pela prefeitura junto ao Ministrio Pblico Estadual (MPE), no ms passado, dentro do entendimento do Supremo Tribunal Federal sobre o nepotismo. A previso que as mudanas sejam consu-madas nos prximos dias.

    Homenagem IEx-secretrios, integrantes de gestes mu-nicipais passadas e servidores pblicos prestaram, nas redes sociais, homenagens memria de Jorjo Siqueira, ex-secretrio de Assistncia Social e de Mobilidade Urbana, alm de ex-presidente do Fundo Municipal de Desenvolvimento Econmico (Fumdec), nos governos Sylvio Lopes e Riverton Mussi. Jorjo faleceu na tarde de segunda, dia 2, em decorrncia do cncer.

    Homenagem IINo incio da sesso ordinria de ontem, a Cmara de Vereadores tambm prestou homenagem memria de Jorjo Siqueira, atravs de um minuto de silncio. A con-dolncia foi solicitada pelo vereador Igor Sardinha que passou a integrar, neste ano, o quadro do PRB, partido coordenado por Jorjo, por vrios anos. A atuao poltica do ex-secretrio de governos passados tambm foi destacada pelos parlamenta-res que participaram da reunio de ontem.

    SeguranaAps reclamaes da populao, o comando do 32 Batalho de Polcia Militar retomou as medidas de policiamento em pontos estrat-gicos para o comrcio, no centro da cidade. O posicionamento dos agentes segue o mesmo esquema do Programa Estadual de Integrao na Segurana (Proeis), que garantia o aumen-to do efetivo dos policiais nas ruas da cidade. A esperana que, a partir de agora, crimes como assaltos e roubos sejam reduzidos.

    ConfraternizaoFoi animada a festa organizada pelo Sindicato dos Servidores Pblicos Municipais de Maca (Sindservi), em celebrao ao Dia do Servidor, na ltima sexta-feira (30). Alm de muita m-sica, comida e bebida, o evento foi marcado pela confraternizao entre os cerca de quatro mil profissionais presentes, que representaram os mais de 12 mil integrantes do quadro efetivo municipal. O evento foi prestigiado tambm por lideranas polticas da cidade.

    RotinaCom o feriado, a semana e o ms de no-vembro comeou oficialmente na tera-feira, dia 3, de forma bastante intensa para grande parte da populao macaense. Alm dos tradicionais congestionamentos em pontos estratgicos do trnsito, muita gente precisou encarar filas nas agncias bancrias da cidade. E isso no foi apenas devido ao grande volume de clientes. que alguns bancos enfrentaram problemas de sistema, o que influenciou no atendimento.

    ReformaAs condies da Rodovia Amaral Peixoto, no trecho entre Maca e Rio das Ostras esto cada vez mais precrias e podem influen-ciar no movimento do turismo da Regio dos Lagos, durante o vero. Alm de buracos, a rodovia est mal sinalizada e com problemas na iluminao, o que coloca em risco a vida de motoristas que seguem tambm para cidades como Cabo Frio e Armao dos Bzios, os dois principais balnerios da regio.

    PedgioMotoristas voltaram a reclamar tambm das filas que se formaram no pedgio situado em Serrinha, operado pela Autopista Fluminense. Em determinados horrios do retorno do fe-riado, na segunda-feira (2), apenas duas das quatro cabines de cobrana da tarifa estavam em funcionamento. A manobra foi encarada pelos condutores como uma forma de forar a venda do 'Via Fcil', equipamento que efetua a cobrana do pedgio de forma eletrnica.

    RepercussoA repercusso do caso que envolveu um aluno de sete anos, da escola infantil do Lagomar, ganhou alcance nacional, no apenas nas redes sociais, mas tambm na matria exibida na edio do Fantsti-co, da Rede Globo, no domingo (1). SBT e Record tambm abordaram o incidente, em programas de rede nacional. Em todos casos, a contribuio de especialistas em educao e psicologia infantil foi importan-te para esclarecer algumas questes.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 4 de novembro de 2015 5

    EconomiaOFFSHORE

    Greve se intensica na regioDe acordo com Sindipetro-NF, movimento j paralisou 45 unidades na Bacia de Campos

    Guilherme Magalhesguilherme@odebateon.com.br

    At o fechamento desta edio, das cinquenta e duas plataformas da Ba-cia de Campos - responsvel por 50% de toda a produo de petrleo nacional -, qua-renta e cinco j haviam aderi-do ao movimento grevista dos petroleiros, iniciado na regio durante o ltimo domingo (1). As informaes so do Sindi-cato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), e ainda do conta de que a pa-ralisao continuar com fo-co na ocupao e controle da produo em nvel mnimo "apenas para manter a habi-tabilidade das unidades".Em nmeros especficos,

    ainda segundo o Sindipetro-NF, de todas as unidades operacionais martimas que definiram sua posio a fa-vor do movimento, 25 esto completamente paradas, oito com poos restringidos (redu-es na produo que variam de 20% a 97%) e nove foram passadas para equipes de "pe-legos" que, de acordo com os prprios sindicalistas, seriam equipes de contingncia for-madas por funcionrios con-cursados pela prpria Petro-bras para reduzir os impactos do movimento.Enquanto isso, em terra, nas

    bases operacionais instaladas no municpio, ainda ontem, manifestaes tambm acon-teceram na Praia Campista, onde um grupo de manifes-

    tantes fechou as portarias de acesso ao local com um cami-nho de som durante parte do dia chegou a ser multado pela guarda municipal, aps um leve enfrentamento. J no Terminal de Cabinas (Te-cab), alguns grupos tambm seguiram o indicativo do Sin-dipetro-NF e vem ocupando o local nos ltimos dias, mas sem o controle da produo."A nossa greve de ocupao

    est garantida pelo Ministrio Pblico do Trabalho, que re-conheceu que a Petrobras no quer uma soluo negociada", comentou o coordenador do Sindipetro-NF, Marcos Breda, ressaltando que no haver desembarque de trabalhado-res das plataformas at segun-da ordem sindical.Por sua vez, em nota resumi-

    da, a Petrobras apenas refora que est em processo de nego-ciao com as entidades sindi-cais sobre o Acordo Coletivo de Trabalho e que tomar todas as medidas para garantir o abas-tecimento do mercado.

    MOTIVOS Em um clima de incerteza

    quanto ao futuro administra-tivo da Petrobras, principal-mente no que se refere aos investimentos previstos para o mercado oshore, as pautas reivindicadas pelos sindicalis-tas do Norte-Fluminense vo em grande parte contra o novo plano de negcios da compa-nhia, que prev reduo de in-vestimentos em vrias reas. Alm disso, por meio do movi-

    REPRODUO

    Paralisao tem foco no controle de produo

    mento, os envolvidos tambm pretendem reforar questes como a recomposio do efe-tivo dos sistemas da compa-nhia, ou seja, contratao de mais empregados diretos, e o arquivamento do Projeto de Lei que pretende mudar o sistema de partilha no pr-sal,

    retirando da Petrobras a con-dio de operadora nica de explorao na camada.

    PARALISAES EM SRIEMarcada pelo trancao das

    portarias da base operacional da Petrobras na Praia Cam-pista, no dia 28 de maio, as

    principais reivindicaes da paralisao estiveram rela-cionadas ao projeto de lei de expanso da terceirizao. Durante o ato, alm de cargas, trabalhadores da companhia contrrios ao manifesto fo-ram barrados de entrar nas instalaes por cerca de cinco

    horas. J no dia 24 de julho, com pouca fora nas bases operacionais terrestres, o ato grevista teve maior ade-so nas unidades martimas, onde trinta plataformas da Bacia de Campos aderiram, completa ou parcialmente, ao movimento.

    TRABALHO

    Vagas de emprego crescem na primeira semana de novembro

    Aps registrar, consecu-tivamente, os dois ndices de oportunidades de trabalho mais baixos do ano em outubro, on-tem, abrindo a primeira semana de novembro, a lista de vagas da Agncia do Trabalho e Renda Municipal (AgeTrab) ficou em 338 postos disponveis - repre-sentando um aumento de 12,5% em relao semana passada, quando o nmero de vagas ficou em 296. Na semana retrasada, a mesma estatstica registrou o menor nmero do ano, com apenas 290 vagas disponveis. Os cargos com maior nme-

    ro de vagas em aberto ainda so para corretor de imveis (10); vendedor externo (32); manicu-re (24); auxiliar administrativo (10); vendedor (9); instrutor tcnico em segurana do tra-

    Aps registrar os dois ndices mais baixos do ano, ontem, lista de vagas de emprego ficou em 338 postos disponveis

    balho (8); auxiliar de servios gerais (7); duteiro oshore (6); garom (6); auxiliar operacio-nal (4); lanterneiro (4); agente de crdito (3); borracheiro (3); consultor comercial (3); cozi-nheiro (3); empacotador (3); gerente (3); mecnico de refri-gerao (3); nivelador (3); oficial de convs (3); alinhador auto-motivo (2); chefe de cozinha (2); cumim (2); domstica (2); mecnico (2); nutricionista (2) e padeiro (2). A lista completa com todos os cargos disponveis pode ser conferida nos classifi-cados desta edio.Para se candidatar a uma das

    vagas, o mais indicado que o in-teressado realize um agendamen-to on-line por meio do site da pre-feitura. Em seguida, basta compa-recer Agetrab com documentos originais: carteira de identidade, CPF e carteira de trabalho, alm de currculo atualizado. O servio de cadastro gratuito, tanto para as empresas quanto para os tra-balhadores. O horrio de atendi-mento ao pblico das 08 s 16h, de segunda a sexta-feira.

    KAN MANHES

    Vagas so oferecidas na sede da AgeTrab, Barra de Maca

    DIVULGAO

    Em Maca, o turismo de lazer sofre grande impacto na concorrncia com outros municpios vizinhos

    Prefeitura segue apostando na serra para movimentar economia

    TURISMO

    Ao que tudo indica, a aposta do governo municipal na serra macaense como potencial fon-te de movimentao da eco-nomia da cidade parece estar dando bons resultados. Ontem (3), foram divulgados nmeros importantes que consolidam as primeiras aes na regio: nos

    Aes em Glicrio e Crrego do Ouro ganham destaque no ecoturismo

    ltimos dois meses mais de mil e duzentas pessoas visitaram o Parque Atalaia em Crrego do Ouro, segundo informaes cedidas pela prefeitura. Alm disso, atualmente, a escola de canoagem de Glicrio, tambm na zona serrana, conta com cerca de 62 alunos cadastrados para aulas totalmente gratuitas.De acordo com os registros da

    Secretaria de Ambiente (Sema), durante o perodo apurado - se-tembro e outubro -, alm de es-tudantes da rede municipal de

    ensino, aes organizadas por entidades da sociedade civil, como o acampamento do 115 Grupo Escoteiro do Mar Ma-cah e o Seminrio Regional das Guardas Ambientais passaram pelo Parque Atalaia, totalizan-do 1276 visitantes. Para atrair este pblico, durante o pero-do, foram organizados eventos especiais como o Dia de Defesa da Fauna, o Mutiro de Plantio no Dia da rvore e a 4 edio da Caminhada Noturna.O Parque Atalaia foi o primei-

    ro a ser criado na regio e uma das reservas de mata atlntica mais importantes do Estado do Rio de Janeiro. Tem grande im-portncia histrica para Maca, por ter sido fundamental para o abastecimento de gua para a ci-dade, e relevncia biolgica por abrigar diversas espcies da fau-na e da flora. Vamos continuar trabalhando para receber bem os nossos visitantes, disse Ale-xandre Bezerra, coordenador do Parque Atalaia.J em Crrego do Ouro, a

    Secretaria de Desenvolvimen-to Econmico, Tecnolgico e Turismo tem sido responsvel pelas aulas de canoagem. Total-mente gratuitas, as aulas acon-tecem todas as teras e sextas-feiras, das 14h30min s 16h, quando os alunos se encontram na sede da Associao Educati-va de Esportes e Meio Ambiente (AEEMA), mais conhecida co-mo Casaro Azul, prximo ao chal da Guarda Municipal. Para o subsecretrio de Tu-

    rismo, Leonardo Anderson, o esporte tem um grande apelo entre os jovens, o que promove oportunidades."Trabalhar os atrativos natu-

    rais da Serra fomentar o turis-mo de aventura. Maca oferece aos visitantes uma experincia nica e segura, com pessoas ca-pacitadas acompanhando. Esse o objetivo: apoiar projetos que possibilitem contato direto com a natureza, esporte e lazer", dis-se Leonardo.Embora reconhea que ain-

    da existe muita coisa a ser feita, para o secretrio de Desenvolvi-mento Econmico, Tecnolgico e Turismo, Vandr Guimares, o plano transformar cada vez mais o municpio tambm em referncia em relao ao turis-mo recreativo.Temos procurado dar to-

    do o aporte para que a serra se torne cada vez mais atrativa e a resposta prtica tem sido sa-tisfatria, resumiu Vandr em entrevista recente.

    NOTA

    Comprar itens da ceia natalina antecipadamente pode sair mais barato. Segundo especialista, tendncia que, at dezembro, dlar valorize ainda mais preo dos produtos importados

  • O DEBATE DIRIO DE MACA6 Maca, quarta-feira, 4 de novembro de 2015

    Polcia

    KAN MANHES

    Condutores devem ter mais cautela ao trafegarem por bairros que esto com interdies na cidade

    TRFEGO

    Novos trechos sofrem interdies nesta semana

    H alguns meses, os moto-ristas que trafegam pelos bair-ros da Glria, Novo Cavaleiros, Granja dos Cavaleiros e Can-cela Preta esto informados sobre as obras de implantao do sistema de esgotamento sa-nitrio do Subsistema Centro, que vem gerando interdies em diferentes vias.Nesta semana, desde tera-

    feira (3), condutores precisam ficar atentos s intervenes que esto com trabalhos tam-bm no perodo da noite. No bairro da Glria, no pe-

    rodo diurno, as intervenes parciais esto sendo realizadas na Alameda Olavo Bilac; Rua Jacyra Moura Tavares Duval; Rua Flavio Moreira; Rua Almi-rante Raimundo Correa; Rua B; Rua Alexandre Soares; Rua Arquimedes Marques e Rua Sidnei Vasconcelos de Aguiar. J com interdio total e obras realizadas no perodo diurno, as vias so Rua Ana Benedita (em dois pontos); Rua Profes-sora Irene Meireles (outro tre-cho) e Alameda da Lagoa. No perodo noturno, com interdi-o total, est a Rua Professora Irene Meireles (na rotatria do Hotel Dubai). Na Granja dos Cavaleiros, as

    vias que esto com interdio parcial no perodo diurno so a Fagundes Varella; a Alameda Olavo Bilac; a Sidney Vasconce-

    Alteraes acontecem desde tera-feira (3) e devem seguir at sbado (7)

    los Aguiar; a Sinsio Trindade; a Travessa Manoel Francisco e Rua Joo Batista Lessa. J com interdio total no pero-do diurno, a Joo Batista Les-sa (outro trecho); Dona Maria Reid e Maria Francisca Borges Reid.A Avenida Prefeito Aristeu

    Ferreira da Silva passar por obras nos perodos diurno e noturno, mas a interdio ser parcial. J a Rua Manoel Fran-cisco Nunes tambm estar em obras nos perodos diurno e noturno, mas neste caso a in-terdio ser total.No bairro Novo Cavaleiros,

    as vias programadas para rece-ber as obras no perodo diurno com interdio parcial so a Via do Sol; Rua Saturno; Rua Jpiter; Rua Netuno e a Tra-vessa Diamantino Pacheco. J no perodo diurno, mas com interdio total, a Alameda da Lagoa.J na Cancela Preta, a Rua

    Mercrio e a Estrada Fazenda Cavaleiros esto com obras no perodo diurno e com interdi-o total. A Linha Verde tam-bm est com intervenes em dois pontos, todas no perodo diurno e bloqueios parciais.Horrios - Os trabalhos de

    implantao do sistema de es-gotamento sanitrio do Subsis-tema Centro acontecem de se-gunda a sexta, das 7h30 s 16h e, em alguns casos, das 20h s 6h. J aos sbados, as interven-es so realizadas das 7h30 s 14h30. A programao est su-jeita a alteraes por motivos tcnicos e climticos.

    RIO DAS OSTRAS

    Polcia recupera cerca de R$ 4 mil roubados de uma loja comercial

    Na tarde de sexta-feira (30), um homem foi preso aps rou-bar cerca de R$ 4 mil em esp-cie, de uma loja de telefonia, no Centro de Rio das Ostras.Segundo informaes, o sus-

    peito entrou no comrcio e anunciou o assalto, levando to-da a quantia em dinheiro. Aps a ao, o elemento teria trocado de roupa e corrido em direo a um mangue, onde permaneceu escondido.Dois policiais, os soldados

    Kleber e Barreto, que no esta-vam a trabalho, ficaram saben-do do assalto quando deixavam uma academia prximo ao local do crime. Em posse das carac-tersticas do suspeito e do local

    Suspeito foi pego em flagrante por dois policiais militares que vigiaram o local onde o mesmo se escondeu

    para onde o homem havia fugi-do, os policiais foram at uma rea de mangue e conseguiram identificar o homem que estava dentro da gua escondido.De longe, os dois militares

    permaneceram observando o elemento, quando outro ho-mem se aproximou e deixou uma bicicleta para ele. Ao sair do esconderijo, os soldados fo-ram at ele e conseguiram re-cuperar o material roubado, que estava enrolado na roupa que o mesmo havia tirado. Os policiais acionaram a Cia que enviou o Grupo de Aes Tticas (GAT) para dar apoio na operao.Em posse do suspeito estava

    um revlver de calibre 38, com seis munies intactas e cerca de R$ 4 mil em espcie. O ho-mem foi encaminhado para a 128 DP e ficou preso. Ainda na delegacia constatou-se que tinha outras passagens pela polcia.

    Grave acidente mata cinco pessoas em Carapebus

    ACIDENTE

    Na noite de sexta-feira (30), um grave acidente no Km 06, na RJ-168, entre Maca e Carape-bus deixou cinco vtimas fatais. Entre elas, duas crianas de 9 e 4 anos, uma adolescente de 15 anos e um casal de irmos, que tinham 35 e 34 anos.Segundo as informaes, o

    motorista identificado como Rodrigo Paes da Silva morava em Campos dos Goytacazes e foi a Carapebus buscar sua ir-m identificada como Ins Paes Macrio e seus sobrinhos, para

    Entre as vtimas estavam duas crianas e uma adolescente

    passar o feriado com a famlia.De acordo com o Batalho

    de Polcia Rodoviria Estadual (BPRv), o carro no qual a fa-mlia estava caiu em um valo que fica s margens da pista. No momento do acidente cho-via bastante e a polcia acredita que o motorista tenha perdido o controle do veculo que saiu da pista, e com o impacto da queda, a famlia morreu na hora. Os corpos foram removidos

    para o Instituto Mdico Legal (IML) de Maca e na manh de sbado (31) foram liberados aps reconhecimento de fami-liares. O sepultamento aconte-ceu em Campos dos Goytacazes, cidade natal dos irmos.

    WANDERLEY GIL

    Corpos das vtimas foram liberados na manh de sbado (31) e encaminhados para o sepultamento em Campos dos Goytacazes

    Despedida de Jorjo emociona familiares e amigos

    OBITURIO

    Sepultamento e velrio aconteceram no Cemitrio Memorial Mirante da Igualdade

    Ludmila Fernandesludmila@odebateon.com.br

    Na tarde de segunda-feira (2), a sociedade macaen-se recebeu a triste not-cia do falecimento de Jorge Ta-vares Siqueira, carinhosamente conhecido como Jorjo, aos 62 anos.Jorjo estava internado no

    Hospital Niteri D'Or e foi vtima de cncer. Seu velrio comeou s 22h, no Cemitrio Memorial Mirante da Igualda-de. J o sepultamento ocorreu s 16h de ontem (3), no mesmo local.O ltimo adeus contou com

    a participao de autoridades locais, entre Vereadores e De-putados, alm do ex-Prefeito Riverton Mussi e o Senador Marcelo Crivella (PRB), que era amigo prximo de Jorge Siqueira. Jorge era um cara fantstico

    como ser humano. Um cidado que se envolveu em vrias se-cretarias e realizava o seu tra-balho com zelo, e mesmo em diferentes pastas suas aes sempre foram realizadas com o corao, disse Riverton sobre o tempo em que Jorjo atuou em secretarias no seu mandato.J o ex-Senador Crivella lem-

    brou que esteve com ele horas antes de seu falecimento, j em

    coma no hospital. Com uma ci-tao de Shakespeare ele home-nageia o amigo.Dos nobres ele era o mais no-

    bre; dos justos o mais justo. Os elementos que compunham o seu ser de tal maneira nele se conjugavam de tal modo que a natureza inteira podia se erguer e bradar ao universo: Aqui est um homem.Amigos tambm do tempo

    em que Jorjo atuou na Prefei-tura, o seu vice-presidente Luiz Kanda, na pasta do Fumdec e Vespasiano Luz, ex-secretrio de Comunicao, lembraram dele como pessoa pblica e na intimidade. Ressaltaram que com o seu bom corao sempre ajudou muitas pessoas. importante ressaltar o

    trabalho dele com o VLT, e em forma de homenagem seria de extrema importncia colocar o VLT na ativa e dar o nome dele a uma das composies, frisou Vespasiano.O vereador Igor Sardinha

    tambm ressaltou o legado dei-xado por Jorjo.Jorge deixa como legado

    sua obstinao em fazer o bem. Mesmo atuando em diferentes secretarias ele realizou um tra-balho bem feito, servindo ao Po-der Pblico. O ensinamento que fica a importncia de ser um bom servidor para a sociedade. Alm disso, era um grande chefe de famlia, disse Igor.

    HISTRICO DE JORJO

    Natural de Duque de Caxias,

    Jorjo participou de movimen-taes polticas e partidrias ao longo de quase duas dcadas, em Maca.Atuando por 12 anos na ges-

    to pblica da cidade, Jorge Ta-vares Siqueira esteve frente de cargos estratgicos da adminis-trao municipal.Sua trajetria foi iniciada em

    2000, atravs do convite para integrar o governo do ex-pre-feito Sylvio Lopes. Na poca, ele assumiu a secretaria municipal de Indstria e Comrcio, cuja gesto foi marcada pela criao da Rede-Petro Bacia de Cam-pos, em 2003, conquistando reconhecimento do Programa de Mobilizao da Indstria Na-cional de Petrleo e Gs NaturalJ no governo do ex-prefeito

    Riverton Mussi, Jorjo assumiu em 2005 a gesto do Fundo de Desenvolvimento Econmico de Maca (Fumdec), institudo naquele ano.Em 2007, Jorjo passou a

    assumir a secretaria Especial de Desenvolvimento Social e Humano, promovendo a re-vitalizao das secretarias de Assistncia Social, da Infn-cia e Juventude, dos Direitos do Idoso e dos Direitos da Mulher.Ao longo do segundo manda-

    to de Riverton, Jorjo assumiu a secretaria municipal de Mobili-dade Urbana, posto ocupado at julho de 2011. Na oportunidade, ele passou a responder pela Ge-rncia do Projeto Veculo Leve sobre Trilhos (VLT), criada com objetivo de garantir a imple-

    mentao do transporte ferro-virio de passageiros.Idealizador do projeto do

    VLT, Jorjo defendeu o modal ferrovirio como a evoluo do transporte de passageiros em Maca. Porm, devido ao no financiamento do Ministrio das Cidades, o projeto acabou no sendo totalmente imple-mentado.Em 2012, Jorjo lanou o li-

    vro A (i) mobilidade urbana de cada dia - Uma reflexo sobre o dia a dia do cidado nas vias do municpio de Maca e da re-gio que cresce com o impulso do petrleo, uma coletnea de textos publicados entre 2010 e 2011 por O DEBATE, no Espa-o Aberto. A obra imortaliza a dedicao do ex-secretrio em contribuir com o desenvolvi-mento do municpio que o aco-lheu de braos abertos.

    TRAJETRIA POLTICA

    Jorjo Siqueira tambm pos-sui passagens importantes no contexto poltico de Maca. Um dos principais personagens na construo e criao do Partido Republicano Brasileiro (PRB), ele militou frente do diretrio municipal da legenda por mais de 10 anos.Pelo PRB, Jorjo se candida-

    tou a uma das 17 atuais vagas da Cmara de Vereadores em 2012. Na coligao com o PMDB ele obteve 1.111 votos, sendo o 30 candidato mais votado, fican-do na suplncia para assumir mandato.

    KAN MANHES

    Jorjo participou de movimentaes polticas e partidrias ao longo de quase duas dcadas em Maca

    O Supermercado Rede Avisto, localizado na Rodovia Amaral Peixoto, em Rio das Ostras, foi assaltado na manh de tera-feira (3). Segundo informaes, o suspeito estava de bon e, por isso, ainda no foi identificado pelas cmeras de segurana, que j esto em poder da Polcia. O bandido teria levado cerca de R$ 18 mil e a ocorrncia foi registrada na 128 DP.

    NOTA

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 4 de novembro de 2015 7

    GeralESTADO DO RIO DE JANEIRO

    PREFEITURA DE MACACentro de Educao Tecnolgica e Profissional -

    CETEP

    Lei n 1.997 de 22/12/99 - Lei n 3.029 de 07/01/08CNPJ: 09.359.604/0001-01

    PORTARIA N. 013/2015

    O DIRETOR PRESIDENTE DO CENTRO DE EDUCAO TECNOL-GICA E PROFISSIONAL - CETEP - no uso de suas atribuies legais e nostermos do art. 37, IX, da Constituio Federal, e art. 2 da Lei Municipal n2951/2007, que dispe sobre a contratao temporria de excepcionalinteresse pblico no Municpio de Maca, e,

    CONSIDERANDO que compete ao CETEP qualificar, profissionalizar eatualizar jovens e adultos trabalhadores, com qualquer nvel de escolarida-de, visando sua insero e melhor desempenho no exerccio do trabalho;

    CONSIDERANDO que os cursos de qualificao profissional oferecidospelo CETEP so de carter sazonal, estabelecidos de acordo com ademanda apresentada pelo mercado de trabalho;

    CONSIDERANDO a necessidade do CETEP em contratar os instrutorespara ministrarem os cursos de qualificao profissional, conforme autos doProcesso Administrativo n 0010/2015;

    CONSIDERANDO o resultado do Processo Seletivo Simplificado, publica-do no Jornal o Debate Dirio de Maca, 14 de fevereiro de 2015, edio n8632;

    RESOLVE:Art. 1 Contratar temporariamente os cidados relacionados no Anexo I,parte integrante desta portaria, pelo perodo abaixo compreendido.

    DISCIPLINA : Homem de rea Perodo de Contratao Wenderson Lage Guimares 09/03/2015 a 09/03/2016

    DISCIPLINA : Eletricidade Industrial Perodo de Contratao Alexandro Lima de Oliveira 09/03/2015 a 09/03/2016 Lailson de Carvalho 09/03/2015 a 09/03/2016

    DISCIPLINA: Lngua Portuguesa Perodo de Contratao Jos Hailton Miguel da Silva 09/03/2015 a 09/03/2016

    DISCIPLINA: Eletricidade e NR -10 Perodo de Contratao Alexandro Lima de Oliveira 09/03/2015 a 09/03/2016

    Lailson de Carvalho 09/03/2015 a 09/03/2016 DISCIPLINA: Movimentao de Carga Perodo de Contratao

    Luiz Carlos de Melo Junior 09/03/2015 a 09/03/2016

    DISCIPLINA : Pintura Industrial - Mdulo Terico Perodo de Contratao Jean Carlos da Silva Gomes 09/03/2015 a 09/03/2016 Angelo Oliveira Barbosa 09/03/2015 a 09/03/2016

    DISCIPLINA : Caldeiraria - Mdulo Prtico Perodo de Contratao Luiz Claudio dos Reis 09/03/2015 a 09/03/2016

    Clauder Luiz lima dos Reis 09/03/2015 a 09/03/2016 Luiz Pereira de Arajo 09/05/2015 a 09/05/2016

    Juliano Otero Stein 18/04/2015 a 18/04/2016 Michel Augusto de Moura 11/05/2015 a 11/05/2016

    Aldecir Monteiro Nunes 25/04/2015 a 25/04/2016 Gilberto Batista de Barcelos 16/05/2015 a 16/05/2016 Mario Cesar Paranhos 13/04/2015 a 13/04/2016

    DISCIPLINA : Pintura Industrial - Mdulo Prtico Perodo de Contratao Adriano Viana da Fonseca 09/03/2015 a 09/03/2016

    Luis Carlos Moraes Filho 09/03/2015 a 09/03/2016

    Jean Carlos da Silva Gomes 09/03/2015 a 09/03/2016

    Marcos Porto Neves 09/03/2015 a 09/03/2016

    Italo Claudio Gonalves Tavares 16/03/2015 a 16/03/2016

    Marcio Porto Rezende 09/05/2015 a 09/05/2016 Benedito Florencio de Souza Silva 09/05/2015 a 09/05/2016

    Silvio Cabral Wagner 09/05/2015 a 09/05/2016

    DISCIPLINA : Soldagem - Mdulo Prtico Perodo de Contratao Luiz Claudio dos Reis 09/03/2015 a 09/03/2016

    Juliano Otero Stein 18/04/2015 a 18/04/2016

    Silvino Ribeiro Barcelos 09/05/2015 a 09/05/2016

    Joo Pedro da Silva 18/04/2015 a 18/04/2016

    Carlos Alberto Lopes de Andrade 09/05/2015 a 09/05/2016

    DISCIPLINA : Hidrojato Perodo de Contratao Jos Geraldo Carari 11/05/2015 a 11/05/2016

    Mauro Augusto Carari 18/05/2015 a 18/05/2016

    Marco Aurlio Carari 18/05/2015 a 18/05/2016

    DISCIPLINA: Design de Sobrancelha Perodo de Contratao

    Rita Aparecida Bernab 11/05/2015 a 11/05/2016

    DISCIPLINA: Design de Unhas Perodo de Contratao

    Andreia Elizabeth Britto 09/03/2015 a 09/03/2016

    DISCIPLINA: Tcnicas de Corte, Lixamento, Remoo de Cutculas e Pintura de Unhas Perodo de Contratao

    Regiane Viana Silva 27/04/2015 a 27/04/2016

    DISCIPLINA: QSMS Perodo de Contratao

    Raquel Campos da Cruz 12/04/2015 a 12/04/2016

    DISCIPLINA: Biscuit (Preparao de massa e modelagem) Perodo de Contratao

    Luciene Ferreira Fiuza Tobias 11/05/2015 a 11/06/2016

    Publicado por omisso desde Maro de 2015, contemplando os mesessubseqentes at 09 de Junho de 2015.

    Maca, 23 de Outubro de 2015.

    LENILSON GUIMARES DA FONSECA JNIORDiretor Presidente do CETEP

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA DE MACA

    Centro de Educao Tecnolgica e Profissional - CETEP

    Lei n 1.997 de 22/12/99 - Lei n 3.029 de 07/01/08CNPJ: 09.359.604/0001-01

    PORTARIA N. 014/2015

    O DIRETOR PRESIDENTE DA AGNCIA DE TRABALHO EDUCA-O PROFISSIONAL E RENDA DE MACA- AGETRAB MACA - nouso de suas atribuies legais e nos termos do artigo 37, inciso IX, daConstituio Federal, e artigo 2 da Lei Municipal n 2.951/2007, quedispe sobre a contratao temporria de excepcional interesse pblico noMunicpio de Maca, e,

    CONSIDERANDO que a Lei Municipal n 4.104/2015, publicada no dia 10de junho de 2015, no Jornal Dirio da Costa do Sol disps sobre atransformao do Centro de Educao Tecnolgica e Profissional - CE-TEP na Agncia de Trabalho, Educao Profissional e Renda de Maca -AGETRAB MACA;

    CONSIDERANDO que a AGETRAB MACA sucedeu o CETEP e aextinta Secretaria Municipal de Trabalho e Renda, em todas as suasobrigaes e direitos, ficando responsvel pela conduo de seus programasde trabalho e estrutura funcional, sendo o CETEP um rgo integrante desua estrutura bsica;

    CONSIDERANDO que compete a AGETRAB MACA qualificar, profis-sionalizar e atualizar jovens e adultos trabalhadores, com qualquer nvel deescolaridade, visando sua insero e melhor desempenho no exerccio dotrabalho;

    CONSIDERANDO a necessidade do Centro de Educao Tecnolgica eProfissional - CETEP dar prosseguimento aos cursos de qualificaoprofissional do Municpio;

    CONSIDERANDO que os cursos de qualificao profissional oferecidospelo CETEP so de carter sazonal, estabelecidos de acordo com ademanda apresentada pelo mercado de trabalho;

    CONSIDERANDO a necessidade do CETEP em contratar os instrutorespara ministrarem os cursos de qualificao profissional;

    CONSIDERANDO o resultado do Processo Seletivo Simplificado, publica-do no Jornal o Debate Dirio de Maca, 14 de fevereiro de 2015, edio n8632;

    RESOLVE:Art. 1 Contratar temporariamente os cidados relacionados no Anexo I,parte integrante desta portaria, pelo perodo abaixo compreendido.

    Nome Perodo de ContrataoEdna Gomes Gonalves 05/10/2015 a 05/10/2016Amanda de Freitas Negreiros Ferreira 05/10/2015 a 05/10/2016Suzete Ferreira da Silva 05/10/2015 a 05/10/2016Anderson Bispo dos Santos 05/10/2015 a 05/10/2016Alexandre Guedes Barbosa 05/10/2015 a 05/10/2016Edison Silva de Oliveira 05/10/2015 a 05/10/2016Juliana Loureiro Alvim 05/10/2015 a 05/10/2016Patrcia dos Santos Pereira 05/10/2015 a 05/10/2016

    Registre-se. Divulgue-se. Cumpra-se.

    Maca, 23 de Outubro de 2015.

    ALEXANDRE FERNANDES DOS SANTOSDiretor Presidente

    Agncia de Trabalho Educao Profissional e Renda de MacaAGETRAB MACA

    ESTADO DO RIO DE JANEIROPREFEITURA DE MACA

    Centro de Educao Tecnolgica e Profissional - CETEP

    Lei n 1.997 de 22/12/99 - Lei n 3.029 de 07/01/08CNPJ: 09.359.604/0001-01

    PORTARIA N. 015/2015

    O DIRETOR PRESIDENTE DA AGNCIA DE TRABALHO EDUCA-O PROFISSIONAL E RENDA DE MACA- AGETRAB MACA - nouso de suas atribuies legais e nos termos do artigo 37, inciso IX, daConstituio Federal, e artigo 2 da Lei Municipal n 2.951/2007, quedispe sobre a contratao temporria de excepcional interesse pblico noMunicpio de Maca, e,

    CONSIDERANDO que a Lei Municipal n 4.104/2015, publicada no dia 10de junho de 2015, no Jornal Dirio da Costa do Sol disps sobre atransformao do Centro de Educao Tecnolgica e Profissional - CE-TEP na Agncia de Trabalho, Educao Profissional e Renda de Maca -AGETRAB MACA;

    CONSIDERANDO que a AGETRAB MACA sucedeu o CETEP e aextinta Secretaria Municipal de Trabalho e Renda, em todas as suasobrigaes e direitos, ficando responsvel pela conduo de seus programasde trabalho e estrutura funcional, sendo o CETEP um rgo integrante desua estrutura bsica;

    CONSIDERANDO que compete a AGETRAB MACA qualificar, profis-sionalizar e atualizar jovens e adultos trabalhadores, com qualquer nvel deescolaridade, visando sua insero e melhor desempenho no exerccio dotrabalho;

    CONSIDERANDO a necessidade do Centro de Educao Tecnolgica eProfissional - CETEP dar prosseguimento aos cursos de qualificaoprofissional do Municpio;

    CONSIDERANDO que os cursos de qualificao profissional oferecidospelo CETEP so de carter sazonal, estabelecidos de acordo com ademanda apresentada pelo mercado de trabalho;

    CONSIDERANDO a necessidade do CETEP em contratar os instrutorespara ministrarem os cursos de qualificao profissional;

    CONSIDERANDO o resultado do Processo Seletivo Simplificado, publica-do no Jornal o Debate Dirio de Maca, 14 de fevereiro de 2015, edio n8632;

    RESOLVE:Art. 1 Contratar temporariamente os cidados relacionados no Anexo I,parte integrante desta portaria, pelo perodo abaixo compreendido.

    Nome Perodo de ContrataoClarindo Aparecido de Andrade 08/08/2015 a 08/08/2016Rodney Ribeiro de Lima 15/06/2015 a 15/06/2016Lysia Lacerda Pereira 01/09/2015 a 01/09/2016Maria Edin Wanderlei de Barros 10/08/2015 a 10/08/2016Zaudereide dos Santos Andrade Coutinho 10/08/2015 a 10/08/2016Zoraide Santos Ribeiro 28/08/2015 a 28/08/2016Tiago Xavier Dias 01/09/2015 a 01/09/2016

    Publicado por omisso desde Junho de 2015, contemplando os mesessubseqentes at 30 de Setembro de 2015.

    Maca, 23 de Outubro de 2015.

    ALEXANDRE FERNANDES DOS SANTOSDiretor Presidente

    Agncia de Trabalho Educao Profissional e Renda de MacaAGETRAB MACA

    Estado do Rio de JaneiroPrefeitura Municipal de MacaFundao Educacional de Maca - FUNEMAC

    PORTARIA N: 050/2015

    O Presidente da Fundao Educacional de Maca - FUNEMAC, no uso desuas atribuies legais, RESOLVE substituir, a pedido, a servidora DBO-RA DE SOUZA PINTO LACERDA, matrcula 11.078, pela servidoraGISELMA LIMA DO AMARAL, matrcula 27.301, para ocupar a mes-ma funo na Comisso de Acompanhamento do Processo Seletivo paraingresso ao Colgio de Aplicao da FUNEMAC-CAp/FUNEMAC 2016,instituda pela Portaria n0038/2015, de 28 de julho de 2015, publicadaem 31 de julho de 2015 no jornal O DEBATE DIRIO DE MACA,pgina 8.

    Omitida em 26/08/2015.

    Maca, 22 de outubro de 2015

    GLEISON MARINHO GUIMARESPresidente da FUNEMAC

    FACULDADE PROFESSORMIGUEL NGELO DA SILVA

    SANTOS - FEMASS

    EDITAL COMPLEMENTAR N 01/2015 do EDITAL N 06/2015

    PROCESSO SELETIVO PARA ACESSO AOS CURSOS DE GRADUA-O EM ADMINISTRAO, ENGENHARIA DE PRODUO, SIS-TEMAS DE INFORMAO E MATEMTICA (LICENCIATURA)

    A Direo da Faculdade Professor Miguel ngelo da Silva Santos -FeMASS - mantida pela Fundao Educacional de Maca - FUNEMAC,sediada na Rua Alosio da Silva Gomes, 50 - Granja dos Cavaleiros, nacidade de Maca, em virtude da paralisao dos Bancos por motivo deGreve realizada pela categoria dos Bancrios, torna pblico o presenteEdital Complementar N 01 que prorroga o prazo para pagamento dasinscries do Processo Seletivo, Edital N 06, para acesso aos Cursos deGraduao em Administrao (AD), Engenharia de Produo (EP), Siste-mas de Informao (SI) e Licenciatura em Matemtica (MAT) para2016, 1 e 2 semestres. Diante disso, fica alterada a data final depagamento da inscrio passando a vigorar com a seguinte redao:

    5. DAS INSCRIES

    5.3 O valor da inscrio poder ser depositado at o dia 19/11/2015,cientes de que depsitos efetuados aps a data fixada para trmino nosero considerados para efeitos de confirmao de inscrio sob qualquercondio ou pretexto.

    Devido a prorrogao descrita anteriormente, altera-se tambm o CA-LENDRIO do ANEXO I, que passar ter as seguintes datas previstas:

    EVENTO DATAS PREVISTAS HORRIO

    ltimo dia para pagamento da taxa de inscrio 19/11/2015 -

    Divulgao de Relao das Inscries deferidas 27/11/2015

    Disponibilizao do Carto de Confirmao de Inscrio para candidatos 27/11 a 01/12/2015 -

    Solicitao de Correo do Carto de Confirmao 27/11 a 01/12/2015 9 s 17 horas

    Divulgao do resultado do ENEM 26/11/2015 -

    Divulgao do ensalamento (candidato/sala) 03/12/2015 -

    PROVA OBJETIVA E REDAO (As portas dos blocos para acesso s salas sero fechadas s 8h59.) 06/12/2015 9 s 13 horas

    Divulgao do gabarito da Prova Objetiva 07/12/2015 -

    Perodo de recurso do gabarito prova objetiva 08 e 09/12/2015 10 s 17 horas

    Resultado dos recursos 14/12/2015 -

    Gabarito oficial 16/12/2015 -

    Divulgao do Resultado dos Classificados na Prova Objetiva 12/01/2016 14 horas

    Divulgao do Resultado da Prova de Redao 26/01/2016 14 horas

    Perodo de Recurso da Prova de Redao 27 e 28/01/2016 10 s 17 horas

    Resultado do Recurso e Resultado Final 01/02/2016 14 horas

    Apresentao de documento oficial do resultado do ENEM Na matrcula -

    Matrcula dos Classificados no Processo Seletivo 03 e 04/02/2016 14 s 20 horas

    Divulgao da 1a Reclassificao 16/02/2016 -

    Matrcula dos convocados na 1a Reclassificao 18/02/2016 14 s 20 horas

    Divulgao da 2a Reclassificao 19/02/2016 -

    Matrcula dos convocados na 2a Reclassificao 22/02/2016 14 s 20 horas

    Previso de incio das Aulas 15/02/2016 -

    Os demais itens e subitens do Edital N 06/2015 permanecem inalterados.

    Maca, 23 de Outubro de 2015

    Larissa Frossard Rangel CruzDiretora

    CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DOS DIREITOSDA CRIANA E DO ADOLESCENTE DE MACA/RJTravessa Ari Shueller Pimentel, n 25, centro - Maca/RJTel.: (022) 2796-1300 e 2796-1546E-mail: cmddcademacae@gmail.com

    EDITAL 041/2015ELEIES PARA A COMPOSIO DO CONSELHO

    TUTELAR 2016-2019RESULTADO DAS IMPUGNAES

    Pelo presente, o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criana edo Adolescente (CMDDCA), sediado na Travessa Ari de Schueler Pimen-tel, n 25, Centro, Maca/RJ, criado pela Lei Municipal n. 1.365/92 esubstituda pelas Leis n. 2.471/04 e 3558/2011, atravs da ComissoEspecial Eleitoral para Eleio dos Conselheiros Tutelares presidida peloSr. Antonio Carlos Agum, no uso de suas atribuies legais, em consonn-cia com o Edital 008/2015 e seus anexos e alteraes, vem divulgar oresultado das impugnaes para a funo de Conselheiro Tutelar:

    PROCESSO REQUERENTE SITUAO

    29/2015 15 SUBSEO DA OAB INDEFERIDO30/2015 ZUITA CARVALHO DA SILVA GOMES INDEFERIDO31/2015 DOMINICK WERNECK DE PRAGUER INDEFERIDO32/2015 HERACLITON LEMOS DE ALMEIDA INDEFERIDO33/2015 CTIA CARLA DA SILVA RASMA INDEFERIDO34/2015 FRANCIELE VALE AGUIAR INDEFERIDO35/2015 CELSO DA SILVA BEZERRA INDEFERIDO36/2015 FABIANO MOURA FONTOURA INDEFERIDO37/2015 LEANDRO JUNIO LIMA DA SILVA INDEFERIDO38/2015 VANESSA DE SOUZA NUNES INDEFERIDO39/2015 TAIN GOUVA ALVES INDEFERIDO40/2015 BRBARA ALVES LOURENO DE MELLO INDEFERIDO41/2015 RAQUEL GOUVEA PINHEIRO DOS SANTOS INDEFERIDO42/2015 CARLA BEATRIZ DE AGUIAR INDEFERIDO43/2015 RENATA FUNKE LEME INDEFERIDO44/2015 EDLA BICHARA BENJAMIM INDEFERIDO45/2015 ANGELICA SANTOS BORGES DA COSTA INDEFERIDO

    A comisso eleitoral informa que os processos estaro disponveis paravista e cincia pessoal do teor da referida deciso no Ministrio Pblico,nos dias 26, 27 e 28 de outubro de 2015, observando que o prazo pararecursos ocorrer no mesmo perodo.

    Fica mantida a classificao dos candidatos eleitos conforme o Edital 40.

    Antonio Carlos AgumPresidente da Comisso Especial para Seleo Pblica

    dos Conselheiros Tutelares CMDDCA/Maca

    Aps incidente, menino de sete anos volta para a escola

    MACA

    De acordo com o secretrio de Educao, a criana voltou a frequentar a unidade escolar, no Lagomar, desde a ltima tera-feira (27)

    Aps ficar trs dias sem estudar, aps um inciden-te que ganhou repercusso nacional, um estudante de Maca voltou sala de aula ontem. De acordo com o se-cretrio de Educao, Guto Garcia, o menino voltou s au-las normalmente, e a me vai decidir se ele vai permanecer ou no na Escola Municipal Paulo Freire, no Lagomar, ou se vai pedir a transferncia para outra unidade que fun-ciona no mesmo bairro. Ainda segundo Guto, uma

    equipe da assistncia social foi ontem tarde casa dessa me para saber qual deciso foi tomada com relao per-manncia ou no do aluno na unidade escolar. "J disponi-bilizamos uma equipe mul-tiprofissional para prestar o atendimento tanto me quanto criana. E com rela-o ao retorno do aluno es-cola, isso tinha que acontecer. Toda me obrigada a mandar o filho para escola. E o que ela vai decidir se vai optar pela transferncia ou no. O im-

    portante a alocao dele na sala de aula. E tambm cabe me decidir se o filho ter ou no o acompanhamento com profissionais fora do ambiente escolar, disse o secretrio. O presidente do Conselho

    Tutelar no municpio, Marce-lo Mauricio dos Santos, disse que o rgo disponibilizou pa-ra a me, assim como ao aluno, toda a assistncia necessria. No entanto, alega que at a manh de ontem no havia sido procurado pela respons-vel para esclarecer os trmites do atendimento. Disponibili-zamos toda uma equipe para prestar assistncia e o atendi-

    mento j era para ter comea-do nesta tera-feira (3), mas a me do menino ainda no nos procurou, disse. Ainda segundo Marcelo,

    alm da assistncia crian-a e famlia, a preocupao maior do Conselho com rela-o garantia dos direitos da criana, uma vez que segundo ele, houve a violao do arti-go 17 do Estatuto da Criana e Adolescente (ECA) que diz que o direito ao respeito con-siste na inviolabilidade da integridade fsica, psquica e moral da criana e do adoles-cente, abrangendo a preserva-o da imagem, da identidade,

    da autonomia, dos valores, ideias e crenas, dos espaos e objetos pessoais.Devido a essa violao, as-

    sim que fomos informados do caso (quarta-feira, no in-cio da noite), orientamos a SEMED a fazer o registro de ocorrncia na delegacia. J na quinta-feira participamos de uma reunio na escola com a equipe multidisciplinar da secretaria de Educao e a me - que, at ento, ainda no nos procurou para que o todo o acompanhamento seja iniciado com a criana, disse. Marcelo esclarece, por ou-

    tro lado, que entende a reao da escola em ter feito a filma-gem do vdeo, mas ressalta que desde que ele divulgado, a criana passa a ser vtima. O vdeo com imagens do

    menor quebrando a sala dos professores da unidade onde estuda ganhou reper-cusso nacional na ltima quarta-feira (28), quando foi divulgado nas redes sociais. O secretrio de Educao es-clarece que, apesar de o caso ter ocorrido na segunda-feira (26), s tomou cincia do fato por volta das 11h30 do dia 28, esclarecendo que um inquri-to administrativo junto Pro-curadoria Geral do municpio foi aberto para apurar os fatos que levaram exibio e com-partilhamento do vdeo nas redes sociais.

    KAN MANHES

    De acordo com Guto, a me da criana vai decidir pela permanncia ou transferncia do aluno da unidade escolar

    COBRANA

    Escola Municipal Olga Benrio aguarda concluso de obras Segundo a direo da unidade, a obra est parada h cerca de dois meses, no entanto a Prefeitura discorda Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

    Desde que comeou a funcio-nar em maro deste ano, a Escola Municipal Olga Be-nrio Prestes aguarda pela con-cluso das obras. O ano letivo na unidade que conta com cerca de 620 alunos matriculados come-ou com atraso, com relao s demais escolas da rede. Na ltima semana pais, responsveis, pro-fissionais e direo da unidade se reuniram para discutir as deman-das da unidade, e segundo eles, para surpresa houve um curto na rede eltrica, que alm do apago gerou prejuzos unidade com a queima de alguns equipamentos. Fizemos a reunio para infor-

    mar aos pais sobre a paralisao das obras e todos os problemas que estamos passando, sendo o mais grave, no momento, o pro-blema eltrico que coloca a vida dos alunos e profissionais em risco. Desde maro a escola est funcionando com parte da rede eltrica improvisada e com isso no podemos ligar vrios apa-relhos devido a insuficincia de carga, disse o diretor da unidade Mrcio Fidelis. Ele destaca ainda que os apa-

    relhos de ar condicionado da unidade, por exemplo, j esto instalados, enferrujando mas no podem ser ligados. E para piorar ainda mais e causar ainda mais insegurana, no momento da reunio houve uma queda de energia ocasionando a queima de reatores, lmpadas e acreditamos

    que tambm da mquina de Xe-rox. Os pais ficaram assustados e alguns sugeriram fechar a escola at que o problema seja resolvi-do, explicou. A professora e representante

    do SEPE, Maria das Graas disse que durante a reunio foi forma-da uma comisso de pais que fo-ram Secretaria de Educao (na manh de quinta-feira, 29) falar com o secretrio. O grupo solicita agora uma

    audincia com o Prefeito e com a SEMED. Graa esclarece que a reunio na escola foi convocada pela direo da unidade, no en-tanto a audincia uma reivin-dicao dos pais e foi solicitada durante a reunio. Alm do problema da rede el-

    trica, os profissionais citam ainda outros que esto atrapalhando o bom funcionamento da unidade, como a no concluso da quadra, da secretaria, sala de professores e outros. Em julho deste ano a unidade

    comeou a receber alguns ser-vios de melhorias, no entanto segundo o diretor, h dois me-ses as obras esto paradas. No incio desse ano quando visitou a instituio, o lder do governo, Dr. Aluzio disse que essa seria a maior e melhor escola da rede do municpio.A unidade, de acordo com o

    rgo municipal, conta com rea toda em padro voltado para a acessibilidade, dotada de quin-ze salas de aula, de leitura, para

    professores; cozinha; refeitrio; ptio; banheiros para alunos, pro-fessores e funcionrios; bibliote-ca; lavanderia e laboratrio de informtica. Procurada pela redao do Jor-

    nal, a Prefeitura informou que as obras no esto paradas, e que es-to em andamento. Ainda segun-do o rgo, os trmites para o au-mento de carga de energia eltrica na unidade j esto em andamen-to, o que permitir a utilizao dos aparelhos de ar condicionado. So-bre o curto-circuito, a questo foi sanada e as aulas foram retoma-das normalmente na tera-feira, dia 3, tendo em vista o feriado de sexta-feira (em comemorao ao Dia do Servidor, ltimo dia 28) e o de Finados na segunda-feira.

    DIVULGAO

    Na ltima semana pais e comunidade escolar se reuniram para discutir as demandas da unidade

    A Secretaria de Educao realiza nesta quinta-feira (5), s 14h, no auditrio da Cidade Universitria, o Encontro dos Profissionais da Educao e Procuradores do municpio sobre o tema: Estatuto da Criana e do Adolescente (ECA)

    NOTA

  • O DEBATE DIRIO DE MACA8 Maca, quarta-feira, 4 de novembro de 2015

    EsporteFUTEBOL

    Maca revive risco de chegar 'zona vermelha'Diferena entre Alvianil Praiano e primeiro time rebaixado de apenas trs pontos

    Aps os resultados da 34 rodada da Srie B, o Maca Esporte passou a viver a situao mais crtica em sua temporada no Cam-peonato Brasileiro. Hoje, o Alvianil Praiano est em situ-ao real de entrar na zona do rebaixamento, e permanecer na segunda diviso do futebol brasileiro, no prximo ano.Em menos de trs meses,

    o Alvianil Praiano seguiu em 'queda livre' na tabela da com-petio. Aps alcanar a 4 posio da Srie B, integran-do o G-4, hoje o Maca est a trs pontos de assumir a 18 colocao no campeonato, amargando a trgica partici-pao no Z-4, a zona de rebai-xamento.Ao longo das ltimas roda-

    das da Srie B, o Maca Espor-te vive oscilaes entre a 15 e a 16 colocao na Tabela, que garantem a permanncia na segunda diviso do Brasi-leiro, no prximo ano.Apesar de viver a linha t-

    nue do rebaixamento, o Al-vianil Praiano apostava na diferena da pontuao em relao ao Cear, equipe que por vrias rodadas se mante-

    TIAGO FERREIRA/ASSESSORIA

    Fernando Neto tenta levar o Maca ao ataque na Vila Capanema

    ve na 17 colocao da tabela, a primeira da zona do rebai-xamento.Porm, o que antes repre-

    sentava uma 'folga' de seis pontos, hoje a diferena entre o Maca e o Cear de apenas trs pontos, ou seja, uma vit-ria dentro da competio.E vitria foi, mais uma vez,

    desperdiada pelo Maca Es-porte na partida do ltimo sbado (31), contra o Paran. Na casa do adversrio, em Curitiba, o Alvianil Praiano levou trs gols, no marcou, e ainda perdeu a 15 colocao na Srie B. J o Paran subiu para o 12 lugar.E a superao do Maca na

    competio pode no ocorrer na 34 rodada do Brasilei-ro. No sbado (7), o Alvianil Praiano vai encarar o Vitria, terceiro colocado na com-petio. A partida acontece s 17h30 no Estdio Cludio Moacyr de Azevedo.Mas a ansiedade sobre a sua

    colocao na Srie B seguir at a sexta-feira, dia 6, quando o Cear vai encarar o ABC, que est na 18 colocao do Cam-peonato, e tambm na zona de rebaixamento.

    CORRIDA

    Ascom participa da Corrida do Outubro Rosa em Arraial do Cabo

    Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

    Uma iniciativa que teve co-mo principal objetivo divulgar o movimento Outubro Rosa, comemorado pelo mundo, que simboliza a luta contra o cncer de mama e estimula a participao da populao, empresas e entidades. Assim foi a 3 edio da Corrida Ou-tubro Rosa realizada no ltimo final de semana em Arraial do Cabo. A competio, com per-curso de 5km, reuniu cerca de 700 atletas de diversas partes,

    Mais uma vez os atletas fizeram bonito e garantiram boas colocaes no pdio

    entre eles integrantes da Asso-ciao dos Corredores de Rua de Maca. De acordo com relatos de

    participantes, a largada para a corrida foi s 8h, na Praa Vic-torino Carrio, quando todos os participantes receberam camisetas, medalhas e kit com dicas de sade. Os trs primeiros colocados

    e todas as categorias de 10 em 10 anos receberam trofus. Mais uma vez os resultados foram positivos para ns da equipe Ascom. Ao todo foram dez pdios, disse a ultrama-ratonista e representante da Associao, Vera Mota. Os destaques foram: Manoel

    de Jesus (2 lugar geral), An-selmo Luiz (campeo catego-ria 60/69 anos), Yasmim Mala-

    DIVULGAO

    Equipe foi destaque, e mais uma vez trouxe trofus para a cidade

    quias (campe categoria 16/29 anos), Roberto Costa (2 lugar categoria 16/29 anos), Gilvan Luiz (campeo categoria 50/59 anos), Vera Mota (2 Lugar categoria 50/59 anos), Gisele Roas (2 lugar cat. 30/39 anos), Amadeu Ventura (2 lugar ca-tegoria 40/49 anos), Aida Cor-rea (2 lugar categoria 40/49 anos), e Eduardo Pereira (2 lugar categoria 50/59 anos). A Ascom agradece a Empre-

    sa SIT Transporte Maca por ter cedido o nibus para trans-porte dos atletas para Arraial do Cabo/RJ e tambm a todos que sempre acreditaram no potencial da equipe. A prxima competio dos

    atletas ser nos municpios de Quissam e Campos dos Goytacazes.

    Maca mantm ingressos promocionais contra o Vitria. At sexta-feira (06), bilhetes seguem a R$ 5. Entretanto, no dia do jogo, o torcedor pagar R$ 10

    NOTA

    Jornal 04-11-2015 (01)Jornal 04-11-2015 (02)Jornal 04-11-2015 (03)Jornal 04-11-2015 (04)Jornal 04-11-2015 (05)Jornal 04-11-2015 (06)Jornal 04-11-2015 (07)Jornal 04-11-2015 (08)