Norma Regulamentadora NR 4 Servios Especializados em Engenharia de Segurana e em Medicina do Trabalho SESMT.

  • Published on
    17-Apr-2015

  • View
    108

  • Download
    2

Transcript

  • Slide 1
  • Norma Regulamentadora NR 4 Servios Especializados em Engenharia de Segurana e em Medicina do Trabalho SESMT
  • Slide 2
  • Nenhum trabalho ou tarefa to importante que no possa ser feito com segurana
  • Slide 3
  • NR-4 Estabelece a obrigatoriedade de empresas pblicas e privadas, que possuam funcionrios registrados pela CLT (Art. 162), de organizarem e manterem em funcionamento o SESMT.
  • Slide 4
  • Principais Atividades Desenvolvimento da Cultura Prevencionistas; Orientaes sobre atos e condies inseguras; Reduo e Controle das Condies Ambientais; Motivao da equipe; Otimizao dos mtodos de trabalho; Contribui para melhor qualidade de vida (ginstica na empresa, jogos, salas de bate papo, etc).
  • Slide 5
  • Quem Compe o SESMT? Enfermeiros do Trabalho e auxiliar de enfermagem do trabalho : Enfermeiro portador de certificado de concluso de curso superior ou tcnico/auxiliar de enfermagem portador de certificado de concluso de curso de qualificao de auxiliar de enfermagem do trabalho, ministrado por instituio especializada reconhecida e autorizada pelo Ministrio da Educao.
  • Slide 6
  • Quem Compe o SESMT? Mdico do trabalho: Mdico portador de certificado de concluso de curso de especializao em Medicina do Trabalho, em nvel de ps-graduao, ou portador de certificado de residncia mdica em rea de concentrao em sade do trabalhador ou denominao equivalente, reconhecida pela Comisso Nacional de Residncia Mdica, do Ministrio da Educao, ambos ministrados por universidade ou faculdade que mantenha curso de graduao em Medicina;
  • Slide 7
  • Quem Compe o SESMT? Tcnico de Segurana do Trabalho : Tcnico portador de comprovao de registro profissional expedido pelo Ministrio do Trabalho. Engenheiro de Segurana do trabalho : Engenheiro ou arquiteto portador de certificado de concluso de curso de especializao em Engenharia de Segurana do Trabalho.
  • Slide 8
  • Jornada de Trabalho O tcnico de segurana do trabalho e o auxiliar de enfermagem do trabalho devero dedicar 8 (oito) horas por dia para as atividades dos Servios Especializados em Engenharia de Segurana e em Medicina do Trabalho, de acordo com o estabelecido no Quadro II. O engenheiro de segurana do trabalho, o mdico do trabalho e o enfermeiro do trabalho devero dedicar, no mnimo, 3 (trs) horas (tempo parcial) ou 6 (seis) horas (tempo integral) por dia para as atividades dos Servios Especializados em Engenharia de Segurana e em Medicina do Trabalho, de acordo com o estabelecido no Quadro II.
  • Slide 9
  • Competncias Conforme item 4.12 referente a Norma Regulamentadora estabelecida as seguintes competncias.
  • Slide 10
  • Principais Aes Programa de Preveno de Riscos Ambientais (PPRA) Programa de Controle Mdico e Sade Ocupvel (PCMSO) Anlises Ergonmicas do Trabalho (AET) Laudos de Periculosidade e Insalubridade Planos de Preveno e de Emergncia Palestras
  • Slide 11
  • Programa de Preveno de Riscos Ambientais Estabelecido pela NR-9 Objetivo de definir uma metodologia de ao, afim de preservar a sade e integridade dos trabalhadores
  • Slide 12
  • Programa de Controle Mdico e Sade Ocupvel (PCMSO) Conforme NR-7 Orientar a realizao de exames mdicos Orientao educacional sobre sade
  • Slide 13
  • Anlise Ergonmica do Trabalho Entrevista com os trabalhadores; Identificao sistemtica de aes tcnicas no trabalho; Definio do risco ergonmico; Definio das melhorias necessrias;
  • Slide 14
  • Caractersticas de um Plano de Preveno e Emergncia (PPE) Simplicidade Flexibilidade Dinamismo Adequao Preciso
  • Slide 15
  • SESMT Como Dimensionar 1 - Identificar o grau de risco 2 - Relacionar o grau de risco com o numero de empregados.
  • Slide 16
  • Relao da Classificao Nacional de Atividades Econmicas - CNAE (Verso 2.0)*, com correspondente Grau de Risco - GR para fins de dimensionamento do SESMT Cdigos Denominao GR A - AGRICULTURA, PECURIA, PRODUO FLORESTAL, PESCA E AQICULTURA 01 AGRICULTURA, PECURIA E SERVIOS RELACIONADOS 01.1 Produo de lavouras temporrias 01.11-3 Cultivo de cereais 3 01.12-1 Cultivo de algodo herbceo e de outras fibras de lavoura temporria 3 01.13-0 Cultivo de cana-de-acar 3 01.14-8 Cultivo de fumo 3 01.15-6 Cultivo de soja 3 01.16-4 Cultivo de oleaginosas de lavoura temporria, exceto soja 3... 97 SERVIOS DOMSTICOS 97.0 Servios domsticos 97.00-5 Servios domsticos 2... Quadro 1 rea Sub-rea Atividade Sub-Atividade
  • Slide 17
  • Quadro 2
  • Slide 18
  • (*) Tempo parcial (mnimo de trs horas); (**) O dimensionamento total dever ser feito levando-se em considerao o dimensionamento de faixas de 3.501 a 5.000 mais o dimensionamento do(s) grupo(s) de 4000 ou frao acima de 2000. Obs.: Hospitais, ambulatrios, maternidades, casas de sade e repouso, clnicas e estabelecimentos similares com mais de 500 (quinhentos) empregados devero contratar um enfermeiro de trabalho em tempo integral. Legenda
  • Slide 19
  • Motivos de Fracasso do SESMT Selecionar mal a equipe, Remunerar mal a equipe do SESMT, Isolar o SESMT No existir investimento na atualizao do profissional
  • Slide 20
  • Dificuldades para o exerccio do SESMT Financeiras, por parte das empresas; Desconhecimento das caractersticas da Empresa (poltica, conveno coletiva do trabalho, metas empresariais, etc) ; Despreparo Tcnico Cientifico;
  • Slide 21
  • MENSAGEM Grande parte dos acidentes de trabalho ocorre porque os trabalhadores encontram-se despreparados para enfrentar certos riscos.

Recommended

View more >