no obteve xito em suas solicitaes pelos meios convencionais (Call Center e Loja de atendimento).

  • Published on
    10-Nov-2018

  • View
    212

  • Download
    0

Transcript

  • C E L E S C D I S T R I B U I O

    4

    A Centrais Eltricas de Santa Catarina S.A. Celesc, uma sociedade de economia mista que atua desde 1955 nas reas de gerao, transmisso e distribuio de energia. Durante esse perodo, consolidou-se como uma das maiores empresas do setor eltrico brasileiro, com reconhecimento nacional e internacional pela qualidade dos seus servios e por suas aes nos campos tcnico, econmico, ambiental e social.

    Em 2006, atendendo ao modelo preconizado pela legislao do setor eltrico nacional, a Empresa foi estruturada como Holding, com duas subsidirias integrais: Celesc Gerao S.A. e Celesc Distribuio S.A. As trs empresas empregam cerca de 3,7 mil profissionais.

    A Holding detm ainda o controle acionrio da Companhia de Gs de Santa Catarina SCGAS e participaes acionrias nas empresas Dona Francisca Energtica S.A. DFESA, Empresa Catarinense de Transmisso de Energia Eltrica - ECTE, Companhia Catarinense de gua e Saneamento - CASAN, e Usina Hidreltrica Cubato S.A., alm de outras pequenas participaes acionrias.

    A Celesc

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    5

    Celesc Distribuio S.A.

    a sexta maior distribuidora de energia eltrica brasileira em volume de receita de fornecimento, a stima em volume de energia distribuda e a nona em nmero de consumidores*. Sua rea de concesso abriga um mercado altamente qualificado, com atividades industriais diversificadas, responsvel por 5,1% do total de energia eltrica consumida no pas.

    Seus servios so reconhecidos pelo elevado ndice de satisfao dos clientes. Em sua rea de concesso, a Celesc Distribuio S.A. atende, diretamente, mais de 2,3 milhes de unidades consumidoras, distribudas em 262 municpios do Estado, que correspondem a 91,79% do territrio catarinense, e a um municpio no Estado do Paran (Rio Negro).

    A Empresa supre energia eltrica a quatro concessionrias e 11 permissionrias de distribuio, responsveis pelo atendimento dos demais 31 municpios catarinenses.

    Os servios prestados pela Celesc D seguem os requisitos determinados pelo agente regulador, que a Agncia Nacional de Energia Eltrica ANEEL.

    * Dados 2011

    Celesc Gerao S.A.

    A Empresa possui parque gerador constitudo por 12 usinas hidreltricas situadas no Estado de Santa Catarina, com potncia total instalada de 81,15 MW, e conectadas ao sistema eltrico nacional por meio do sistema eltrico da Celesc Distribuio S.A.

    Participa societariamente em nove novos empreendimentos de gerao a serem construdos no territrio catarinense, que somaro potncia total instalada de 61,47 MW e possui projetos para ampliao de oito de suas usinas, que agregaro outros 99,12 MW ao parque gerador prprio, todos por meio de projetos de repotenciao com baixssimo impacto ambiental.

  • Mensagem do Presidente

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    7

    A Celesc a maior estatal catarinense, uma sociedade de economia mista que tem como misso prestar servios de qualidade no setor de energia eltrica aos seus mais de dois milhes de consumidores, que dependem da energia em residncias, comrcios e indstrias.

    Para facilitar o acesso s informaes que interessam a esses consumidores, a Celesc Distribuio elaborou sua Carta de Servios, de acordo com critrios do Programa Nacional de Gesto Pblica e Desburocratizao GesPblica. A Carta de Servios da Celesc informa quais so os servios prestados pela Empresa, como acess-los e seus compromissos com os padres de atendimento estabelecidos.

    A elaborao da Carta envolveu participao e comprometimento das pessoas que integram a organizao, para que transmitisse as informaes com transparncia e foco no consumidor.Nosso objetivo garantir ao cidado o direito de acesso s informaes, mostrar como a Celesc pode ser til e facilitar a vida dos consumidores alm de manter aberto o canal para recepo de sugestes e crticas.

    Com sua Carta de Servios, a Celesc legitima seu propsito de uma gesto transparente premissa fundamental do servio pblico de qualidade.

    Antonio GavazzoniDiretor Presidente

  • ndice

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    9

    ACESSE A CELESC .................................................................................. 10

    CANAIS DE ATENDIMENTO AOS CONSUMIDORES CELESC ................ 12Call center - servios ................................................................................................................. 13Unidades presenciais de atendimento ............................................................................. 14Livro de Manifestao / Carta ............................................................................................... 14Atendimento via mensagem eletrnica ........................................................................... 15Atendimento via agncia WEB ............................................................................................. 15Ouvidoria ...................................................................................................................................... 15

    SERVIOS .............................................................................................. 18Saiba o que necessrio para ............................................................................................... 19Novas ligaes ............................................................................................................................ 19 Troca de titularidade ................................................................................................................20Encerramento de conta ...........................................................................................................21Religao por inadimplncia.................................................................................................22Ressarcimento por danos eltricos .....................................................................................23Servios especiais ......................................................................................................................24

    CONTA DE ENERGIA .............................................................................26Data de vencimento da fatura .............................................................................................27Segunda via .................................................................................................................................27Devoluo de valores ................................................................................................................27Reaviso de vencimento ............................................................................................................27Dbito automtico ....................................................................................................................30Onde pagar ..................................................................................................................................30

    DIREITOS E DEVERES DO CONSUMIDOR .............................................36Principais direitos do consumidor ......................................................................................37Principais deveres do consumidor ......................................................................................39Conselho dos consumidores da Celesc - Conccel ...........................................................39

    ILUMINAO PBLICA .........................................................................42

    ENDEREOS DAS AGNCIAS REGIONAIS .............................................46

    1

    2

    3

    4

    5

    6

    7

  • 1. Acesse a Celesc

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    11

    O consumidor tem diversas formas de se comunicar com a Celesc: nos pontos de atendimento presencial e tambm por telefone e pela internet. Confira qual canal acessar em cada caso

    Nosso site www.celesc.com.br

  • 2. Canais de Atendimento aos Consumidores Celesc

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    13

    Atendimento de Emergncia 0800 48 0196

    Deve ser acionado nas seguintes situaes: falta de energia eltrica, incndio ou fascas na rede, inundao em instalaes eltricas, choque eltrico no sistema de medio ou na rede de distribuio da Celesc, poste abalroado ou tombado, fio eltrico partido ou muito baixo, tranado ou muito esticado, caixa de medio avariada ou com vidro quebrado, vegetao cada sobre a rede e iluminao pblica.

    Tambm so considerados atendimentos de emergncia: cadastro para receber aviso de desligamento programado (somente para empresas, hospitais ou consumidores que usam equipamento vital em casa), coleta de materiais (restos de poste, isolador, sucatas), inspeo tcnica do medidor (rudo ou objetos estranhos), verificao de nvel de

    tenso, queda de pipa na rede, poda na rede eltrica da Celesc.

    Ateno! H pedidos que dependem de anlise prvia, como acompanhamento de trajeto de veculo com excesso de altura, detonao de rocha, limpeza de cabine transformadora ou isolamento temporrio da rede eltrica da Celesc.

    Atendimento Comercial 0800 48 0120

    Para pedidos de: 2 via de fatura, religao, troca de padro de entrada, consulta de dbitos, desligamento, alterao da data de vencimento da fatura, alterao cadastral, recepo de leitura, excluso de doaes, ressarcimento de danos em equipamentos eltricos, lacre para caixa de medio, verificao de atividade, reencaminhamento de ordens de servio, aferio de medidor, cadastro de cliente VIP (oxigenoterapia).

    CALL CENTER - SERVIOS

    Os consumidores da Celesc contam com uma central de atendimento telefnico modelo, que cumpre todas as exigncias do bom atendimento: totalmente gratuito, recebe chamadas de telefones fixos e celulares, e est disponvel 24 horas por dia, inclusive sbados, domingos e feriados.

  • C E L E S C D I S T R I B U I O

    14

    E ainda: informaes e reclamaes sobre consumo, atraso na entrega de fatura, prazos de execuo de servios, tarifas, taxas, corte por falta de pagamento, reaviso de vencimento, convnios, documentos necessrios para pedir servios, procedimento para consumidores baixa renda, datas de leitura, dbito automtico em conta corrente, denncia de irregularidade (fraude ou furto), juros e correo sobre dbitos, duplicidade de pagamento.

    Ateno! Parcelamento de dbitos e troca de titularidade devem ser efetuados exclusivamente em unidade de atendimento presencial.

    Atendimento para deficiente auditivo e de fala

    0800-646-4050Linha exclusiva para o atendimento a deficientes auditivos e de fala por meio de atendentes devidamente qualificados . (Ver tambm servios especiais na pgina 25).

    UNIDADES PRESENCIAIS DE ATENDIMENTO

    Servios PrestadosAlm dos servios prestados no atendimento via Call Center, as unidades presenciais de atendimento prestam ainda os seguintes servios:

    trocas de titularidade ligaes novas

    parcelamento de dbitos

    disponibilizao para consulta de normas tcnicas, da Resoluo ANEEL N414/2010 que disciplina as Condies Gerais de Fornecimento de Energia Eltrica, dentre outros.

    EndereosONDE OBTER: todas as unidades presenciais de atendimento tm seu endereo disponibilizado no site da Celesc, no link: Fale Conosco.

    Para o endereo das Agncias Regionais ver pgina 47.

    Inaugurao de Novos Postos De Atendimento

    Em 2011 a Celesc iniciou o plano de expanso Presena Total, para abertura ou adequao de novos pontos de Atendimento Presencial.

    Confira no site www.celesc.com.br os atuais endereos em seu municpio. Para os demais municpios ligue 0800 48 0120.

    LIVRO DE MANIFESTAO / CARTA

    Todas as unidades presenciais de atendimento possuem um Livro de Manifestao, no qual o consumidor poder registrar sugestes, crticas ou reclamaes. Todas as manifestaes, sejam elas registradas no livro ou via

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    15

    carta so analisadas, e as respostas so encaminhadas ao consumidor no prazo mximo de 30 dias.

    ATENDIMENTO VIA MENSAGEM ELETRNICA FALE CONOSCO

    Com exceo do atendimento emergencial, todos os demais servios disponibilizados pelo Call Center tambm podem ser solicitado no site www.celesc.com.br na seo Fale Conosco/Contato.

    ATENDIMENTO VIA AGNCIA WEB

    Tambm est disponvel na pgina da Celesc www.celesc.com.br a Agncia Web, onde o consumidor poder acessar os seguintes servios online:

    impresso de 2a via de fatura; seleo da data de vencimento

    da fatura; recibo de quitao; histrico de consumo; histrico de pagamento; alterao de dados cadastrais; consulta a valores de taxas; consulta a valores de tarifas; consulta de dbito; endereo das unidades

    de atendimento; lacreamento da caixa de medio; denncia de furto de energia.

    OUVIDORIAA Ouvidoria a ltima instncia administrativa a ser acionada dentro da Celesc, e o contato com a rea deve ser efetuado no momento em que o consumidor no obteve xito em suas solicitaes pelos meios convencionais (Call Center e Loja de atendimento).

    A Ouvidoria busca aproximar os anseios dos cidados e do pblico interno aos processos operacionais da Celesc, registrando e repassando s reas competentes as denncias, reclamaes e sugestes relativas a qualquer setor da empresa. A ouvidoria atua de forma gil, imparcial e transparente na resoluo das questes a ela apresentadas, garantindo o sigilo das informaes.

    Caso o cliente seja atendido via Fale Conosco e no obtenha xito, tambm poder acessar a Ouvidoria.

    O acesso Ouvidoria se d pelos seguintes canais:

    Telefone: 0800 48 3232Site: www.celesc.com.brno cone Fale Conosco /Contato/Ouvidoria

    E-mail: ouvidor@celesc.com.brTwitter: @ouvidorcelescEndereo para Correspondncias: Av. Itamarati, 160 - CEP 88034-900Itacorubi - Florianpolis - SC

  • C E L E S C D I S T R I B U I O

    16

    1. Na hora de comprar, verifique se o equipamento tem o selo Procel de economia de energia. Ele certifica que o aparelho consome menos energia.

    2. Ao reformar ou projetar sua casa, utilize solues que podem ajudar na reduo do consumo de energia. Projete os ambientes utilizando o mximo de luz natural, paredes pintadas com cores claras e com isolamento trmico, ventilao adequada, circuitos eltricos bem dimensionados e a forma de aquecimento de gua mais adequada sua necessidade.

    3. O horrio de ponta de consumo de energia entre 18h30 e 21h30. Nesse perodo esto funcionando, ao mesmo tempo, alm das fbricas, a iluminao pblica e a residencial, vrios eletrodomsticos e a maioria dos chuveiros.

    4. Contribua para diminuir o consumo no horrio de ponta para que a energia eltrica no falte: evite ligar muitos aparelhos e lmpadas. Utilize um de cada vez, diminua o tempo de uso e, se possvel, escolha outra hora para seu banho. Esse pequeno esforo, por parte de cada cidado, traz benefcios ao meio ambiente e garante o conforto de todos.

    5. Quando utilizamos a energia eltrica de forma racional, ganhamos duas vezes: 1 Poupando dinheiro gasto com desperdcio. 2 Preservando a natureza, pois a gerao de energia eltrica causa impacto ambiental.

    6. A energia eltrica fundamental para o bem-estar das pessoas, mas pode ser perigosa se no for usada corretamente. Alerte crianas e adultos para os perigos que o mau uso da energia eltrica pode causar e previna acidentes.

    7. Certifique-se de que sua instalao eltrica foi feita por um profissional qualificado e que a fiao est adequada potncia instalada, com os fios nas sees apropriadas e disjuntores na corrente eltrica correta.

    8. No efetue reparos ou instalaes se no entender do assunto. Alguns trabalhos devem ser executados por profissionais capacitados: instalao de antenas, trabalhos em marquises, podas de rvores que envolvam fios da propriedade, ou da rede eltrica (sempre comunique a Celesc), e manuseio de escadas em colheitas de frutas.

    Dicas Celesc

    Segurana

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    17

    9. Disjuntores que desarmam indicam que sua instalao tem problemas. Substitua fusveis queimados por novos ou disjuntores defeituosos por outro da mesma corrente eltrica. Jamais os substitua por outros de maior capacidade sem orientao especializada e sem rever a instalao eltrica da sua propriedade.

    10. Cuidado com crianas ou pessoas sem noo de perigo, instale protetores plsticos nas tomadas, cuide tambm das extenses, do ferro eltrico e de todo aparelho, ligado ou no.

    11. Oriente seu filho para no soltar pipa perto da rede eltrica. Os fios dos postes no so isolados e, se estiver suja, molhada, ou com cerol e encostar neles, a linha do papagaio pode conduzir energia eltrica e o choque pode ser fatal.

    12. Nunca use equipamentos eltricos em locais com gua ou umidade, nem com as mos ou ps molhados. O risco de choque grande, podendo levar morte.

    13. Ao trocar uma lmpada:

    incandescente, segure-a pelo bulbo de vidro; fluorescente compacta, segure-a pela base;

    No toque na parte de vidro nem na parte interna do bocal (soquete).

    14. No mexa no interior de televisores, mesmo desligados. A carga eltrica pode estar acumulada e provocar choques perigosos.

    15. Jamais use garfo, faca ou objeto metlico em aparelhos ligados e s limpe equipamentos eltricos aps deslig-los da tomada.

    16. Vrios aparelhos eltricos, como chuveiros, motores e geladeiras, precisam de uma instalao especial, com fio terra.

    17. Equipamentos eletrnicos sensveis, como computadores e aparelhos de fax, precisam de estabilizadores de tenso eltrica.

    18. Durante tempestade com relmpagos, desligue os aparelhos da tomada.

    19. Antes de ligar aparelhos eltricos, verifique se a tenso eltrica do aparelho est de acordo com a tenso da rede eltrica da Celesc.

    20. Respeite os avisos de perigo em subestaes de transmisso e outras instalaes de energia eltrica.

  • 3. Servios

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    19

    SAIBA O QUE NECESSRIO PARA:

    NOVAS LIGAES

    que o padro de entrada esteja concludo;

    que o consumidor no possua dbito na Celesc;

    endereo completo da nova unidade consumidora, com referncia;

    tipo de ligao (monofsica, bifsica ou trifsica);

    relao dos equipamentos que sero ligados e suas respectivas potncias.

    Ateno: para o atendimento das ligaes de novas unidades consumidoras condio obrigatria a vistoria do padro de entrada. A primeira vistoria ser efetuada automaticamente no momento da solicitao de ligao nova ou religao da unidade consumidora. No caso de reprovao, as vistorias subsequentes podero ser solicitadas via telefone pelo nmero 0800 48 0120; no portal www.celesc.com.br, na opo FALE CONOSCO; ou em lojas ou demais unidades de atendimento presencial.

    Documentos para Pessoa Fsica:

    Documentos originais: CPF e RG ou, na falta destes, outro documento de identificao oficial com foto (Carteira de Trabalho, Carteira de Identidade Profissional ou Carteira de Motorista) ou o RANI (Registro Administrativo de Nascimento Indgena) para indgenas que no possuem CPF e RG. Para consumidores estrangeiros: CPF e Passaporte.

    Para solicitaes formuladas por terceiros: procurao com reconhecimento de firma em cartrio, documentos originais (CPF e RG - ou outro documento de identificao oficial com foto) do procurador, e original ou cpia autenticada dos documentos do novo titular da unidade consumidora (CPF e RG - ou outro documento de identificao oficial com foto).

    O procurador deve apresentar a cpia autenticada do CPF e RG do novo titular da unidade consumidora.

    Para pedidos de ligao nova feitos via Call Center, h a necessidade, no momento da vistoria, da apresentao dos documentos supra citados.

  • C E L E S C D I S T R I B U I O

    20

    Documentos para Pessoa Jurdica:

    O representante legal da empresa dever se apresentar na Celesc com:

    Documentos da empresa (originais ou cpia autenticada): carto do CNPJ, Inscrio Estadual (quando possuir), contrato ou estatuto social ou outro documento que o habilite (alterao do contrato ou ata de nomeao).

    Documentos de identificao (originais): CPF e RG ou, na falta deste, outro documento de identificao oficial com foto (Carteira de Trabalho, Carteira de Identidade Profissional ou Carteira de Motorista). Para representantes estrangeiros: CPF e Passaporte.

    Caso a solicitao seja formulada por terceiros, o solicitante dever apresentar ainda procurao especfica com firma reconhecida em cartrio e os seus documentos originais de CPF e Identidade.

    OBSERVAO tanto para pessoa fsica quanto jurdica:

    Para unidades consumidoras com dbito, alm dos documentos citados anteriormente, dever ser apresentado contrato de locao ou de compra e venda do imvel (com data anterior em at trinta dias da solicitao) com firma reconhecida em cartrio.

    TROCA DE TITULARIDADEAo ocupar um novo imvel, o consumidor deve procurar a Celesc para solicitar a troca de titularidade. Este pedido somente pode ser feito nas unidades de atendimento presencial, para garantir a segurana do prprio consumidor.

    Veja na pgina 47 os endereos de nossas Agncias Regionais ou consulte os locais e horrios de atendimento em nosso site, no link Fale Conosco.

    Para Pessoa Fsica Necessrio:

    O novo titular dever se apresentar na Celesc:

    com a fatura de energia eltrica, quando dispuser;

    sem dbitos com a Celesc;

    com a leitura atual do medidor para ser gerada a conta de encerramento.

    E mais:Documentos originais: CPF e RG ou, na falta deste, outro documento de identificao oficial com foto (Carteira de Trabalho, Carteira de Identidade Profissional ou Carteira de Motorista) ou o RANI (Registro Administrativo de Nascimento Indgena) para indgenas que no possuem CPF e RG. Para consumidores estrangeiros: CPF e Passaporte.

    Para solicitaes formuladas por terceiros: procurao com

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    21

    reconhecimento de firma em cartrio, documentos originais (CPF e RG - ou outro documento de identificao oficial com foto) do procurador e original ou cpia autenticada dos documentos do novo titular da unidade consumidora (CPF e RG - ou outro documento de identificao oficial com foto).

    O procurador deve apresentar cpia autenticada do CPF e RG do novo titular da unidade consumidora.

    Para Pessoa Jurdica Necessrio:

    O representante legal da empresa dever se apresentar na Celesc:

    com a fatura de energia eltrica; quado dispuser

    sem dbitos com a Celesc D;

    com a leitura atual do medidor para ser gerada a conta de encerramento.

    E mais:Documentos da empresa (originais ou cpia autenticada): carto do CNPJ, Inscrio Estadual (quando possuir), contrato ou estatuto social ou outro documento que o habilite (alterao do contrato ou ata de nomeao).

    Documentos de identificao (originais): CPF e RG ou, na falta deste, outro documento de identificao oficial com foto (Carteira de Trabalho, Carteira de Identidade Profissional ou Carteira de Motorista). Para representantes estrangeiros: CPF e Passaporte.

    Caso a solicitao seja formulada por terceiros, o solicitante dever apresentar ainda procurao especfica com firma reconhecida em cartrio e os seus documentos originais de CPF e Identidade.

    OBSERVAO tanto para pessoa fsica quanto jurdica:

    Para unidades consumidoras com dbito, alm dos documentos citados anteriormente, dever ser apresentado contrato de locao ou de compra e venda do imvel (com data anterior em at trinta dias da solicitao) com firma reconhecida em cartrio.

    ENCERRAMENTO DE CONTAAo desocupar um imvel, o consumidor deve solicitar o desligamento da energia eltrica pelo Call Center ou em uma unidade de atendimento presencial.

    Veja na pgina 47 os endereos de nossas Agncias Regionais ou consulte os locais e horrios de atendimento em nosso site, no link Fale Conosco.

    Para Pessoa Fsica:

    O titular da Unidade Consumidora ou seu representante legal* dever apresentar:

    Documentos originais: CPF e RG ou, na falta deste, outro documento de identificao oficial com foto (Carteira de Trabalho, Carteira de Identidade

  • C E L E S C D I S T R I B U I O

    22

    Profissional ou Carteira de Motorista) ou o RANI (Registro Administrativo de Nascimento Indgena) para indgenas que no possuem CPF e RG. Para consumidores estrangeiros: CPF e Passaporte.

    Leitura atual do medidor para ser gerada a conta de encerramento (anote o nmero se for medidor digital, ou ento a posio dos ponteiros).

    *O atendimento ao representante legal efetuado exclusivamente em atendimento presencial, pois exigida a apresentao dos originais dos seus documentos (CPF e RG ou outro documento de identificao oficial com foto) e de procurao especfica com firma reconhecida em cartrio, alm dos originais ou cpia autenticada do CPF e RG (ou outro documento oficial com foto) do titular.

    Para Pessoa Jurdica: (exclusivamente em atendimento presencial):

    O representante legal da empresa dever apresentar:

    Documentos da empresa (originais ou cpia autenticada): contrato ou estatuto social ou outro documento que o habilite (alterao do contrato ou ata de nomeao).

    Documentos de identificao (originais): CPF e RG ou, na falta deste, outro documento de identificao oficial com foto

    (Carteira de Trabalho, Carteira de Identidade Profissional, Passaporte ou Carteira de Motorista). Para representantes estrangeiros: CPF e Passaporte.

    Leitura atual do medidor para ser gerada a conta de encerramento (anote o nmero se for medidor digital, ou ento a posio dos ponteiros).

    RELIGAO POR INADIMPLNCIA

    Para Pessoa Fsica e Jurdica Necessrio:

    Ter quitado a(s) fatura(s) vencida(s), referente(s) unidade consumidora com fornecimento suspenso. Apresentar CPF e RG do solicitante. A fatura e os documentos podem ser apresentados em uma unidade de atendimento presencial ou por meio do Call Center.

    Tarifa Baixa Renda

    A tarifa baixa renda vlida para unidade consumidora habitada por famlia inscrita no Cadnico (Cadastro nico para Programas Sociais do Governo Federal) e com renda mensal per capita menor ou igual a meio salrio mnimo nacional. Nesse caso o representante da unidade consumidora deve solicitar Celesc o cadastramento mediante

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    23

    apresentao do NIS - Nmero de Identificao Social, CPF, Carteira de Identidade ou outro documento oficial com foto.

    Tarifa Baixa Renda - Desconto escalonado conforme exposto abaixo:

    I - para a parcela do consumo de energia eltrica inferior ou igual a 30 (trinta) kWh/ms, o desconto ser de 65% (sessenta e cinco por cento);

    II - para a parcela do consumo compreendida entre 31 (trinta e um) kWh/ms e 100 (cem) kWh/ms, o desconto ser de 40% (quarenta por cento);

    III - para a parcela do consumo compreendida entre 101 (cento e um) kWh/ms e 220 (duzentos e vinte) kWh/ms, o desconto ser de 10% (dez por cento);

    IV - para a parcela do consumo superior a 220 (duzentos e vinte) kWh/ms, no haver desconto.

    RESSARCIMENTO DE DANOS ELTRICOS

    Em obedincia ao Cdigo de Defesa do Consumidor e Resoluo Normativa da ANEEL no 414/2010, a Celesc estabeleceu critrios para atendimento de reclamaes por danos em equipamentos eltricos de unidades consumidoras atendidas em baixa tenso, causados por deficincias ou anormalidades no sistema eltrico da concessionria,

    ou por obras e atos necessrios a sua manuteno, operao e ampliao. A Celesc no indenizar equipamentos consertados antes do trmino do prazo para a vistoria. Em casos em que houver urgncia, o consumidor poder solicitar Celesc autorizao para o conserto prvio. Essa autorizao, no entanto, no lhe garante reembolso automtico, j que a anlise tcnica do ocorrido poder concluir pelo no ressarcimento. Nos casos comprovados, a Celesc pode efetuar o ressarcimento por meio de pagamento em moeda corrente, lanamento futuro na fatura, ou a substituio do equipamento danificado.

    Quem poder solicitar?

    Somente o titular da unidade consumidora ou seu representante legalmente constitudo, devendo este - impreterivelmente - apresentar procurao especfica para o caso, com firma reconhecida em cartrio e cpia autenticada do RG e CPF do titular e do representante. O solicitante representante deve se apresentar com seus documentos originais.

    At quando poder ser feita a solicitao de ressarcimento?

    A solicitao de ressarcimento poder ser efetuada concessionria no prazo de at 90 (noventa) dias corridos, a contar da data provvel da ocorrncia do dano eltrico no equipamento.

  • C E L E S C D I S T R I B U I O

    24

    Como solicitar?

    Por meio de todos os canais de atendimento.

    SERVIOS ESPECIAIS

    Atendimento Para Usurios De Oxignio Domiciliar

    So aplicadas tarifas com desconto(tarifa baixa renda) no faturamento do fornecimento de energia eltrica para unidade consumidora habitada por famlia inscrita no Cadnico (Cadastro nico para Programas Sociais do Governo Federal) e com renda mensal de at trs salrios mnimos, a qual tenha entre seus membros portador de doena ou patologia cujo tratamento ou procedimento mdico requeira o uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que, para o seu funcionamento, demandem consumo de energia eltrica.

    Nesse caso um representante da unidade consumidora deve solicitar Celesc o cadastramento mediante apresentao do NIS - Nmero de Identificao Social, CPF, Carteira de Identidade ou outro documento oficial com foto, mais atestado mdico comprovando a necessidade do uso do equipamento. Esse cadastramento efetuado nas unidades presenciais de atendimento da Celesc .

    Veja na pgina 47 os endereos de nossas Agncias Regionais ou consulte os locais e horrios de atendimento em nosso site, no link Fale Conosco.

    O cadastramento no Cadnico, para fins de obteno do nmero do NIS, poder ser feito nas Secretarias Municipais de Assistncia Social das Prefeituras

    Ainda que o consumidor no se enquadre nessa situao (renda de at trs salrios mnimos) este dever ligar para o Call Center da Celesc ou procurar uma unidade presencial para se cadastrar para fins de recebimento de avisos de desligamentos programados e tratamento diferenciado para a suspenso do fornecimento de energia eltrica por falta de pagamento, bastando para isso informar o nmero da unidade consumidora e encaminhar cpia do atestado mdico.

    Atendimento Para Deficiente Auditivo e de Fala 0800-646-4050

    A Celesc promove treinamento em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais) para atendentes das unidades de atendimento presencial e oferece uma linha exclusiva para o atendimento a deficientes auditivos e de fala por meio de atendentes devidamente qualificados.

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    25

    Iluminao1. Pinte o teto e as paredes internas com cores claras, que refletem melhor a luz, diminuindo a necessidade de iluminao artificial.

    2. Use a iluminao dirigida (spots)para leitura ,trabalhos manuais etc., para ter mais conforto e economia.

    3. D preferncia lmpadas fluorescentes compactas (LFC) ou circulares, que consomem um tero das incandescentes para o mesmo nvel de iluminao, duram at dez

    vezes mais e so indicadas para locais onde ficam acesas continuamente por mais de 2 horas.

    4. As lmpadas fluorescentes compactas vm com duas tonalidades de luz: branca, indicada para cozinhas, banheiros e demais reas frias, e amarela, indicada para quartos e salas. A LFC deve ser sempre escolhida com um fluxo luminoso um pouco maior para compensar a perda ocasionada por uma distribuio de luz diferente da incandescente.

    Dicas Celesc

  • 4. Conta de Energia

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    27

    DATA DE VENCIMENTO DA FATURA

    Objetivando facilitar o pagamento da sua fatura de energia eltrica, a Celesc disponibiliza seis datas de vencimento opcional. Basta acessar o portal Celesc (Agncia Virtual) ou ligar para 0800 48 0120 com o nmero da conta e o nmero do CPF e RG e escolher a data que mais se aproxima das suas necessidades. As opes de vencimento so os dias 1, 5, 10, 15, 20 e 25 de cada ms.

    SEGUNDA VIA Quando houver extravio da fatura, o consumidor pode emitir gratuitamente uma segunda via por meio do site www.celesc.com.br na Agncia Web ou em uma unidade de atendimento presencial.

    DEVOLUO DE VALORES Quando houver o pagamento em duplicidade de faturas de energia eltrica, cobranas a maior ou erros de quitao, a Celesc devolver ao consumidor os valores pagos indevidamente.

    Para maior comodidade, a Celesc procede devoluo de valores pagos em duplicidade via fatura de energia eltrica. Nosso sistema inicialmente identifica o pagamento e procede compensao do valor pago indevidamente no faturamento subsequente. Nessa situao, no ser necessrio procurar uma unidade de atendimento da Celesc.

    Nas situaes de pagamento a maior ou em erros de quitao, o consumidor dever procurar uma unidade de atendimento presencial a fim de que seja providenciada a devoluo dos valores pagos indevidamente.

    REAVISO DE VENCIMENTO

    Informa ao consumidor a existncia de dbito vencido, na fatura de energia eltrica, denominado Reaviso de Vencimento. Ele fixa uma data limite para pagamento sem os inconvenientes da suspenso do fornecimento de energia eltrica unidade consumidora.

    emitido para unidades consumidoras com dbito vencido h mais de cinco dias, sendo emitido um reaviso para cada fatura vencida e no paga.

  • C E L E S C D I S T R I B U I O

    28

    Dados Principais da Fatura 1Destaca o nmero da Unidade Consu-midora (UC) para solicitaes de ser-vios e nota fiscal e o ms de consumo

    Dados do Credenciamento do UC 2Apresenta nome, endereo, documen-to do titular da fatura e informaes referentes ao cadastramento da UC (referncia, nmero do medidor e classe de consumo

    Leitura e Consumo 3Informa o resultado de faturamento, as datas de leitura (a leitura do ms, a an-terior e data de apresentao da fatura) e histrico de consumo dos ltimos 12 meses

    Indicadores de Continuidade 4ndices que demonstram a qualidade no fornecimento de energia eltrica.

    Datalhamento do Faturamento 5

    Informa o valor total da fatura, discri-minando em detalhes os tens fatura-dos (consumo e outras cobranas).

    Informaes Importantes e Aviso de Pendncia

    6

    Apresenta informaes variveis, orientaes sobre a fatura e avisos de pendncia(s) da fatura(s).

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    29

    7 Valor e VencimentoEste campo informa o valor e a data de vencimento da fatura

    8 TributosInforma o percentual e o valor dos tributos que incidem sobre o consumo

    9 Canhoto para pagamentoCanhoto destinado ao pagamento da fatura do ms na rede bancria ou em locais autorizados, como lo-tricas, farmcias e supermercados ou informao de dbito em conta

    Registro de Leitura 10Campo destinado ao registro de lei-tura pelo consumidor.

    Atendimento / OuvidoriaCelesc e ANEEL

    11

    Informa os canais de comunicao com a Celesc Distribuio e Aneel.

    Mensagens Institucionais 12Campo reservado as mensagens institucionais

    Autenticao/Dbito em conta 13Campo reservado ao Agente arrecadador.

  • C E L E S C D I S T R I B U I O

    30

    Vencimento: o vencimento do reaviso ser de 15 dias subsequentes, contados a partir da data de apresentao da fatura na unidade consumidora, incluindo sbados, domingos e feriados, conforme especificado no prprio documento.

    No h cobrana de taxas.

    DBITO AUTOMTICO A incluso ou excluso do dbito automtico efetuada na agncia bancria. Os clientes do Banco do Brasil, alm dessa opo, podem solicitar a incluso do dbito automtico em uma unidade de atendimento presencial da Celesc.

    Essa modalidade de pagamento evita esquecimentos e multas.

    ONDE PAGAR Banco do Brasil;

    Bancoob;

    Banrisul;

    Bradesco;

    Caixa Econmica Federal;

    Cecred;

    Citibank;

    Credicoamo;

    HSBC Bank Brasil;

    Ita Unibanco;

    Lemon Bank - Bracce;

    Mercantil do Brasil;

    Safra;

    Santander Brasil;

    Sicredi;

    Unicred.

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    31

    1. A rede eltrica da sua casa deve ser construda por tcnicos qualificados. O projeto eltrico de sua casa deve ser feito por um engenheiro eletricista ou tcnico habilitado.

    2. Antes de ser executado, o projeto eltrico da sua casa precisa ser planejado com muita ateno. Comunique o profissional sobre a quantidade e os tipos de aparelhos que sero utilizados.

    3. Ao construir ou reformar, monte um andaime e mantenha vergalhes,

    barras de ferro e outros materiais longe da rede eltrica. Eles podem encostar nos fios e causar acidentes. Em caso de dvida, pea orientao Celesc.

    4. Problemas nas instalaes eltricas so a segunda causa de incndios no Pas. Para garantir a segurana do seu patrimnio, no instale fios que no atendam s normas tcnicas. Isso aumenta o consumo de energia e o risco de acidentes. Consulte sempre um profissional habilitado.

    Segurana em Construes

    Dicas Celesc

  • Dicas de Atendimento

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    33

    A ligao gratuita e nosso atendimento humanizado. Tenha em mos CPF, RG e uma fatura de energia eltrica;

    No deixe que outras pessoas consumam energia em seu nome. Mantenha sempre atualizada a titularidade da sua unidade consumidora;

    D livre acesso ao medidor para fins de leitura e vistorias pela Celesc;

    Mantenha seu cadastro atualizado: nome, documentos pessoais, telefone, data de nascimento, atividade desenvolvida na unidade consumidora;

    Para padro de entrada em baixa tenso consulte a Especificao

    E-321.0001 padronizao de entrada de energia eltrica de unidades consumidoras de baixa tenso nas Lojas de Atendimento e/ou no site www.celesc.com.br em Normas Tcnicas/Especificao de Equipamentos e Materiais.

    Consulta de posio de dbitos e segunda via de faturas podem ser retiradas gratuitamente pelo site www.celesc.com.br, no link Agncia Virtual;

    Escolha a melhor data para pagamento de sua fatura de energia eltrica. Ligue para nossa central de atendimento, acesse o site ou procure uma unidade de atendimento presencial;

    Cadastre-se pelo 0800 48 0196, se na sua unidade consumidora houver um usurio de equipamento vital para receber avisos de desligamento programado;

    Prefira telefone fixo ao acessar nossos servios 0800 por meio de um telefone fixo, voc possibilita a localizao imediata do pedido e agiliza o atendimento.

    Para emergncias 0800 48 0196

    Para atendimento comercial (informaes, reclamaes e servios)

    0800 48 0120

  • 1. No deixe a TV ligada sem necessidade. Evite dormir com o televisor ligado e d preferncia aos aparelhos que possibilitem programar horrio de desligamento.

    2. No deixe o computador, nem o estabilizador ligado sem necessidade. O monitor responsvel por 70% do consumo. Configure-o para desligar automaticamente aps alguns minutos fora de uso.

    3. Economize gua e eletricidade. Utilize A mquina de lavar loua e roupa sempre na sua capacidade mxima e mantenha os filtros limpos de resduos.

    4. Instale o aparelho condicionador de ar em local com boa circulao de ar e longe dos raios solares. Mantenha as janelas e portas bem fechadas para evitar a entrada de ar do ambiente externo. Limpe periodicamente os filtros. Filtros sujos impedem a circulao livre do ar e foram o aparelho a trabalhar mais.

    5. Use a mquina de secar roupas s depois de juntar a quantidade de roupa correspondente capacidade mxima.

    6. Acumule o maior nmero de peas de roupa para ligar o ferro eltrico o mnimo de vezes, pois o aquecimento desse aparelho consome muita energia. Comece a passar roupas pelos tecidos que exigem temperaturas mais baixas.

    7. Siga a orientao do fabricante para ajustar a temperatura, degelar, limpar e manter a geladeira e o freezer em bom estado de conservao e segurana.

    8. Instale geladeiras e freezers em locais bem ventilados e desencoste-os de paredes ou mveis, mantendo-os longe de raios solares e fontes de calor como foges e estufas.

    9. Nunca utilize a parte de trs da geladeira para secar panos ou roupas. Degele e limpe a geladeira e o freezer com frequncia. Evite abrir a porta sem necessidade: guarde ou retire alimentos ou bebidas de uma s vez.

    10. Nunca coloque alimentos quentes ou recipientes com lquidos destampados na geladeira ou freezer. Isso exigir um esforo maior do motor.

    EconomiaDicas Celesc

  • 11. Providencie o aterramento correto do seu chuveiro eltrico. Assim voc evita o risco de um acidente grave.

    12. Instale o chuveiro com os fios adequados. Como muita energia passa por eles, pode ocorrer aquecimento e at um curto-circuito seguido de incndio. Cada chuveiro deve ter um disjuntor

    independente, adequado potncia de cada um. Em caso de dvida, procure um profissional.

    13. Nos dias quentes, coloque o chuveiro na posio vero. O consumo pode ser at 30% menor que na posio inverno. Nunca mova a chave vero/inverno do seu chuveiro com ele ligado, sob o risco de choque fatal.

    Estimativa de Consumo de Eletrodomsticos

    Equipamento Caracterstica Utilizao Consumo kWh/msTorneira Eltrica 5500W 1 hora/dia 167

    Chuveiro na posio inverno 5500W 40 minutos/dia 112Chuveiro na posio vero 3200W 40 minutos/dia 65

    Condicionadores de Ar 9000BTU/h 3 horas/dia 60Freezer 150L ms inteiro 40

    Geladeira 250L ms inteiro 20Aspirador de P 1500W 3 horas/semana 20

    Lmpada Incandescente 100W 5 horas/dia 15Ferro Eltrico 1000W 3 horas/semana 13

    Televiso 80W 4 horas/dia 10Secador de Cabelo 1600W 1 hora/semana 7

    Mquina de Lavar Roupa 0,30kWh/ciclo 3 ciclos/semana 4Lmpadas Fluorescentes 20W 5 horas/dia 3

    Compactas Referncias: Tabelas de Consumo do Inmetro - Programa Brasileiro de Etiquetagem Informaes de Fabricantes.

    Exemplo de Consumo em uma Residncia

    Equipamento Caracterstica Qtde. Utilizao Consumo kWh/ms Repres.Chuveiro na posio

    Inverno 5500W 1 40minutos/dia 112 55%

    Lmpada Incand. 100W 3 5 horas/dia 45 22%Geladeira 250L 1 ms inteiro 20 10%

    Ferro Eltrico 1000W 1 3 horas/ semana 13 6%Televiso 80W 1 4 horas/ dia 10 5%

    Mquina de Lavar Roupa 0,30kWh/ciclo 1 3 ciclos/semana 4 2%TOTAL 204 100%

  • 5. Direitos e Deveres do Consumidor

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    37

    PRINCIPAIS DIREITOS DO CONSUMIDOR

    Receber energia eltrica em sua unidade consumidora nos padres de tenso e de ndices de continuidade estabelecidos;

    Ser orientado sobre o uso eficiente da energia eltrica, de modo a reduzir desperdcios e garantir a segurana na sua utilizao;

    Escolher uma entre pelo menos 6 (seis) datas disponibilizadas pela distribuidora para o vencimento da fatura;

    Receber a fatura com antecedncia mnima de 5 (cinco) dias teis da data do vencimento, exceto quando se tratar de unidades consumidoras classificadas como Poder Pblico, Iluminao Pblica e Servio Pblico, cujo prazo deve ser de 10 (dez) dias teis;

    Responder apenas por dbitos relativos fatura de energia eltrica de sua responsabilidade;

    Ter o servio de atendimento telefnico gratuito disponvel 24 (vinte e quatro) horas por dia e sete dias por semana para a soluo de problemas emergenciais;

    Ser atendido em suas solicitaes e reclamaes feitas distribuidora sem ter que se deslocar do municpio onde se encontra a unidade consumidora;

    Ser informado de forma objetiva sobre as providncias adotadas quanto s suas solicitaes e reclamaes, de acordo com as condies e prazos de execuo de cada situao, sempre que previstos em normas e regulamentos;

    Ser informado, na fatura, sobre a existncia de faturas no pagas;

    Ser informado, na fatura, do percentual de reajuste da tarifa de energia eltrica aplicvel a sua unidade consumidora e data de incio de sua vigncia;

    O Servio de Atendimento prestado pela Celesc segue os princpios estabelecidos pela Legislao Brasileira e pela Resoluo Normativa da ANEEL no 414/2010.

  • C E L E S C D I S T R I B U I O

    38

    Ser ressarcido por valores cobrados e pagos indevidamente, acrescidos de atualizao monetria e juros;

    Ser informado, por escrito, com antecedncia mnima de 15 (quinze) dias, sobre a possibilidade da suspenso de fornecimento por falta de pagamento;

    Ter a energia eltrica religada, no caso de suspenso indevida, sem quaisquer despesas, no prazo mximo de at 4 (quatro) horas, a partir da constatao da distribuidora ou da informao do consumidor;

    Receber, em caso de suspenso indevida do fornecimento, o crdito estabelecido na regulamentao especfica;

    Ter a energia eltrica religada, no prazo mximo de 24 (vinte e quatro) horas para a rea urbana ou 48 (quarenta e oito) horas para a rea rural, aps comprovado o pagamento de fatura pendente;

    Ser ressarcido, quando couber, por meio de pagamento em moeda corrente no prazo mximo de 45 (quarenta e cinco) dias, a partir da respectiva data de solicitao ou, ainda, aceitar o conserto ou a substituio do equipamento danificado, em virtude da prestao do servio inadequado do fornecimento de energia eltrica; (Leia mais no item 3.5)

    Receber, por meio da fatura de energia eltrica, importncia monetria se houver descumprimento, por parte da distribuidora, dos padres de atendimento tcnicos e comerciais estabelecidos pela ANEEL;

    Ser informado sobre a ocorrncia de interrupes programadas, por meio de jornais, revistas, rdio, televiso ou outro meio de comunicao, com antecedncia mnima de 72 (setenta e duas) horas;

    Ser informado, por documento escrito e individual, sobre as interrupes programadas, com antecedncia mnima de 5 (cinco) dias teis, quando existir na unidade consumidora pessoa que dependa de equipamentos eltricos indispensveis vida;

    Ter, para fins de consulta, nos locais de atendimento, acesso s normas e aos padres da distribuidora, bem como s Condies Gerais de Fornecimento de Energia Eltrica;

    Quando da suspenso do fornecimento, ser informado do pagamento do custo de disponibilidade e das condies de encerramento da relao contratual quando da suspenso do fornecimento;

    Cancelar, a qualquer tempo, a cobrana de outros servios por ele autorizada;

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    39

    Ser informado sobre o direito Tarifa Social de Energia Eltrica TSEE e sobre os critrios e procedimentos para a obteno de tal benefcio, se for o caso;

    Receber, at o ms de maio do ano corrente, declarao de quitao anual de dbitos do ano anterior, referentes ao consumo de energia eltrica.

    PRINCIPAIS DEVERES DO CONSUMIDOR

    Manter a adequao tcnica e a segurana das instalaes eltricas da unidade consumidora, de acordo com as normas oficiais brasileiras;

    Responder pela guarda e integridade dos equipamentos de medio quando instalados no interior de sua propriedade;

    Manter livre a entrada de empregados e representantes da distribuidora para fins de inspeo e leitura dos medidores de energia;

    Pagar a fatura de energia eltrica at a data do vencimento, sujeitando-se s penalidades cabveis em caso de descumprimento;

    Informar distribuidora sobre a existncia de pessoa residente que use equipamentos eltricos indispensveis vida na unidade consumidora;

    Manter os dados cadastrais da unidade consumidora atualizados junto distribuidora, especialmente quando houver mudana do titular, solicitando a alterao da titularidade ou o encerramento da relao contratual, se for o caso;

    Informar as alteraes da atividade exercida (ex.: residencial, comercial, industrial, rural, etc.) na unidade consumidora;

    Consultar a distribuidora quando o aumento de carga instalada da unidade consumidora exigir a elevao da potncia disponibilizada; e

    Ressarcir a distribuidora, no caso de investimentos realizados para o fornecimento da unidade consumidora e no amortizados, excetuando-se aqueles realizados em conformidade com os programas de universalizao dos servios.

    CONSELhO DOS CONSUMIDORES DA CELESC - CONCCEL

    Concessionrias e permissionrias so acompanhadas de perto por seus clientes por meio dos Conselhos de Consumidores, e cabe s empresas de energia a iniciativa de organiz-los.

  • C E L E S C D I S T R I B U I O

    40

    Na Celesc, alm de acompanhar o trabalho operacional, o Conccel apresenta sugestes para aprimorar o relacionamento da Empresa com seus consumidores e a sociedade em geral.

    Formado por representantes de todas as classes de consumidores, o Conceel tem como suas principais atribuies:

    (a) cooperar com a concessionria e estimul-la no desenvolvimento e disseminao do uso da energia eltrica bem como os direitos e deveres do consumidor;

    (b) analisar, debater e propor solues para os conflitos instaurados entre consumidores e concessionria;

    (c) propor alternativas que possibilitem a melhoria e adequao dos servios prestados s diversas classes de consumidores.

    O e-mail de contato conccel@celesc.com.br

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    41

    Segurana no Campo1. Respeite a distncia mnima de at 6 metros no plantio de rvores prximo rede eltrica. Quando for serrar rvores de grande porte, que estejam prximas da rede, comunique a Celesc, para que esta providencie o desligamento da rede.

    2. Cuidado com a operao de mquinas agrcolas. Sempre que realizar servios prximos rede eltrica, verifique se existe possibilidade de encostar alguma parte da mquina nos fios.

    3. Nunca faa queimadas nas proximidades da rede eltrica. Mesmo que o fogo no chegue perto dos cabos

    eltricos, postes ou torres, o calor pode provocar curto-circuitos.

    4. Evite construir cercas embaixo da rede eltrica. Se for necessrio, divida a cerca em partes para fazer aterramento. Se um fio ou raio atingir a cerca, os danos sero menores.

    5. Antes de eletrificar qualquer cerca, entre em contato com a Celesc. S permitido o uso de eletrificadores a bateria. Nunca ligue-os diretamente na rede eltrica.

    6. Se um fio de rede eltrica arrebentar e cair, no se aproxime. Isole a rea e pea auxlio Celesc pelo telefone 0800 480 196.

    Dicas Celesc

  • 6. Iluminao Pblica

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    43

    De acordo com a nova legislao (Resoluo no. 414/2010 ANEEL, Captulo II, Seo X, Art. 21), a responsabilidade pelos servios de elaborao de projeto, implantao, expanso, operao e manuteno das instalaes de iluminao pblica (IP) de pessoa jurdica de direito pblico (Prefeitura) ou por esta delegada mediante concesso ou autorizao. Na maioria dos 262 municpios atendidos pela Celesc a manuteno de iluminao pblica est a cargo das prprias Prefeituras. O consumidor pode encontrar os

    telefones de contato para tratar de iluminao pblica em cada municpio no portal www.celesc.com.br

    Cobrana da Taxa de IP

    A Celesc exerce exclusivamente o papel de agente arrecadador das taxas de IP por meio das faturas de energia eltrica, repassando o montante arrecadado para gerenciamento pelas Prefeituras. O clculo da taxa de iluminao pblica definido por meio de lei municipal.

  • 1. Nunca toque na vtima enquanto ela estiver recebendo a corrente eltrica. Esse contato pode ser fatal tambm para quem est tentando dar socorro.

    2. Observe as condies do local do acidente. Se estiver em segurana, desligue os disjuntores o mais rpido possvel.

    3. Se no for possvel desligar a corrente, utilize material isolante, como borracha, madeira seca ou pano para afastar a vtima do contato eltrico.

    Depois de Interromper a Corrente Eltrica, tome as Seguintes Providncias:

    Chame com urgncia o Corpo de Bombeiros (193);

    Se a vtima estiver inconsciente, coloque-a em uma superfcie plana e inicie os procedimentos de primeiros socorros;

    Mantenha a vtima deitada de barriga para cima, com a cabea inclinada para trs;

    Verifique a respirao e os batimentos cardacos da vtima;

    Caso a pessoa apresente sinais de parada cardiorrespiratria, inicie imediatamente as manobras de reanimao.

    Dicas Celesc Primeiros Socorrosem caso de Choque Eltrico

  • 7. Endereos das Agncias Regionais

  • C A R T A D E S E R V I O S A O C I D A D O

    47

    Municpio horrio de atendimentoDias de

    atendimento Endereo

    Blumenau das 8h30 s 16h30 de segunda a sexta Alameda Duque de Caxias, 63 - Centro - CEP 89015 010

    Chapec das 8h30 s 16h30 de segunda a sextaAv. Getlio Vargas, 180 SSala 9 - CentroCEP 89808 000

    Concrdia das 8h30 s 16h30 de segunda a sexta R. Adolfo Konder, 180 CP, 25 Centro - CEP 89700 000

    Florianpolis das 8h30 s 16h30 de segunda a sexta Av. Gov. Ivo Silveira, 2389Capoeiras - CEP 88085 001

    Itaja das 8h30 s 16h30 de segunda a sexta R. Blumenau, 1414 So Joo - CEP 88305 102

    Jaragu do Sul das 8h30 s 16h30 de segunda a sexta

    R. Pres Epitacio Pessoa, 172 Centro - CEP 89251 100

    Joaaba das 8h30 s 16h30 de segunda a sexta R. Francisco Lindner, 101Centro - CEP 89600 000

    Joinville das 8h30 s 16h30 de segunda a sexta R. Timb 1630 - GlriaCEP 89216 140

    Lages das 8h30 s 16h30 de segunda a sextaR. Frei Gabriel, 57 - Esquina com a R. Lauro MullerCentro - CEP 88519 500

    Mafra das 8h30 s 11h30

    e das 13h30 s 16h30

    de segunda a sexta R. Felipe Schmidt, 689Centro - CEP 89300 000

    Rio do Sul das 7h30 s 11h30 e das 13h15 s 17h15 de segunda a sexta Av. Governador Ivo Silveira, 150 - Bairro Canta GaloCEP 89160 000

    So Bento do Sul das 8h30 s 16h30 de segunda a sexta

    Av. Nereu Ramos, 25 - Centro - CEP 89290 000

    So Miguel do Oeste das 8h30 s 16h30 de segunda a sexta

    Rua Almirante Barroso, 445 - Centro - CEP 89900 000

    Tubaro das 8h30 s 16h30 de segunda a sexta Rua Altamiro Guimares, 490 - Centro - CEP 88701 000

    Videira das 8h s 17h0 de segunda a sexta Rua XV de Novembro, 475 - Centro - CEP 89560 000