Metro Porto Alegre - 13/11/15

  • Published on
    24-Jul-2016

  • View
    215

  • Download
    0

DESCRIPTION

 

Transcript

  • RECI

    CLE

    A IN

    FORM

    AO

    : PAS

    SE

    ESTE

    JORN

    AL P

    ARA

    OUT

    RO L

    EITO

    RO M

    etro Jorna

    l im

    presso

    em pap

    el certific

    ado FS

    C, com

    garan

    tia

    de m

    anejo flo

    restal respo

    nsv

    el, p

    elo Grupo

    Sinos

    S/A

    .

    MN: 19CMX: 29C

    PORTO ALEGRE Sexta-feira, 13 de novembro de 2015Edio n 1.002, ano 5

    www.metrojornal.com.br | leitor.poa@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @MetroJornal_POA

    JORGE DREXLERBEM INTIMISTACANTOR E COMPOSITOR URUGUAIO FAZ SHOW NESTE DOMINGO EM PORTO ALEGRE PG. 12

    LAVA JATO. Isso mesmo: 42,8 bilhes de reais! Segundo clculos da PF, este o valor que pode ter sido desviado da estatal pela corrupo PG. 04

    R$ 42.800.000.000,00O ROMBO NA PETROBRAS

    Mineradora recebe multa de R$ 250 mi

    Agentes de trnsito rejeitam mudana em uniforme

    Dilma sobrevoa rea atingida por rompimento de barragem em MG e anuncia punio empresa PG. 04

    EPTC quer melhorar visibilidade dos azuizinhos com faixas coloridas reluzentes, mas desagradou PG. 03

    Dia Mundial da Gentileza hojeSimples atos de cordialidade nas ruas podem ajudar o trnsito a uir melhor nas cidades PG. 02

    DILVIO MONUMENTALTemporal alaga o gramado em Buenos Aires e adia o jogo entre

    Argentina e Brasil; partida ser disputada hoje, s 22h PG. 16

    O gramado do estdio Monumental

    de Nuez completamente alagado

    GUIDO BECK/BRAZIL PHOTO PRESS/FOLHAPRESS

  • PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 13 DE NOVEMBRO DE 2015www.metrojornal.com.br |02| {FOCO}

    Editado e distribudo por Metro Jornal S/A. Endereo: rua Delfino Riet, 183, Santo Antnio, CEP 90660-120, Porto Alegre, RS. Tel.: (051) 2101-0302O Metro jornal impresso no Grupo Sinos S/A.

    EXPEDIENTEMetro Brasil. Presidente: Cludio Costa Bianchini. (MTB: 70.145) Editor Chefe: Luiz Rivoiro. (MTB 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini Diretora Financeira: Sara Velloso. Gerente Executivo: Ricardo Adamo Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso

    Metro Porto Alegre. Editor Executivo: Maicon Bock (11.813 DRT/RS)Editor de Arte: Pablo Tavares Gerente Comercial: Anna AlmeidaGrupo Bandeirantes de Comunicao RS. Diretor-Geral: Leonardo Meneghetti

    A tiragem e distribuio desta edio so auditadas pela BDO.40.000 exemplares

    FALE COM A REDAOleitor.poa@metrojornal.com.br051/2101.0471

    COMERCIAL: 051/2101.0302

    O Metro jornal circula em 23 pases e tem alcance dirio superior a 18 milhes de leitores. No Brasil, uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicao e da Metro Internacional. publicado e distribudo gratuitamente de segunda a sexta em So Paulo, Braslia, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, ABC, Campinas e Grande Vitria, somando 495 mil exemplares dirios.

    1FOCO

    Agradecer, dar uma carona ou apenas ceder passagem. Hoje, no Dia Mundial da Gen-tileza, especialistas em segu-rana do trnsito mostram como um simples gesto de cordialidade pode melhorar a convivncia entre motoris-tas, motociclistas, ciclistas e pedestres, alm de diminuir o estresse dos envolvidos e ainda desobstruir as vias con-gestionadas das cidades.

    fcil confundir gentile-za com educao no trnsito, mas so coisas diferentes, diz um dos coordenadores do Movimento Gacho pe-lo Trnsito Seguro, Ricardo Schiavon. Educao o co-nhecimento das regras b-sicas do trnsito. Gentileza um ato cordial. Pode ser um aceno de agradecimen-to, a cesso de um espao ou at uma carona, conta Schiavon.

    Existem estudos nos EUA que apontam que ges-tos de gentileza, como dar passagem a um carro que es-t saindo da garagem numa via movimentada pode resul-tar numa melhoria de at 7% no fluxo do trfego, comen-ta o professor de engenha-ria de transportes da UFRGS (Universidade Federal do RS), Joo Fortini Albano. preci-so uma grande corrente posi-tiva para que tenhamos, no futuro, um trnsito mais hu-manizado, completa o pro-fessor. METRO POA

    Dia Mundial da Gentileza. Simples atos de cordialidade nas ruas podem melhorar a circulao de todos

    Seja gentil no trnsito

    Professor Garcia

    Doao de sangue

    O vereador professor Garcia (PMDB), na foto, completou ontem cem dias internado no Hospital Me de Deus. O poltico sofreu um AVC.

    Nesta tera-feira, ele passou por cirurgia para recolocao da calota craniana, que havia sido retirada para drenagem

    do crebro. O vereador segue precisando de doaes

    de sangue. Quem puder colaborar deve se dirigir

    ao hospital, localizado na avenida Jos de Alencar, 286, bairro Menino Deus, e fazer a doao em nome de Carlos

    Alberto Oliveira Garcia. A previso que ele receba

    alta em 20 dias.

    Marcas de palmito sero suspensasQuatro marcas de palmi-to tero as vendas suspen-sas nos supermercados (Trs Forquilhas, Brehm, Conservas Serra Azul e Conservas Manzan). Um ofcio assinado pela Di-viso de Vigilncia Sani-tria foi entregue ontem Agas (Associao Ga-cha de Supermercados), informando a suspenso preventiva da comerciali-zao das marcas investi-gadas pelo MP. METRO POA

    Encontro debate obra do Cais MauO movimento Cais Mau de Todos realiza s 17h de hoje, na Sala Leste do Santander Cultural, o de-bate A Cidade que Que-remos. A discusso vai gi-rar em torno da insero do Cais Mau no contexto de Porto Alegre, a falta de planejamento urbano e a participao popular nas decises que afetam a to-dos. Depois da conversa, haver caminhada at o Cais Mau. METRO POA

    Padre Cacique recebe prmio O Asilo Padre Cacique re-cebeu ontem o prmio L-deres & Vencedores, na categoria Destaque Comu-nitrio. Em sua 21 edio, a premiao destacou 15 vencedores do Trofu Ma-gis, promovido pela AL (Assembleia Legislativa) e pela Federasul, valorizan-do o xito de personalida-des e entidades gachas. A solenidade ocorreu no Teatro Dante Barone da AL, na capital. METRO POA

    Corrida pela Vida neste domingoA Corrida pela Vida ocor-re neste domingo em Por-to Alegre, a partir das 9h, com largada no Barra-ShoppingSul. Evento tra-dicional organizado pelo Instituto do Cncer Infan-til, com renda revertida para a entidade, que aten-de crianas e adolescentes com a doena. As famlias dos pacientes tambm re-cebem apoio, com vestu-rio, calados e alimentos.

    METRO POA

    Ato #ForaCunha ocorre hojeEst marcado para hoje, s 18h, em Porto Alegre, um ato contra o presiden-te da Cmara dos Depu-tados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Chamado #Fo-raCunha, o protesto ocor-re no largo Glnio Peres. O evento do Facebook pa-ra o ato de Porto Alegre contava ontem com cer-ca de 2 mil confirmaes. No pas, cerca de 40 mil pessoas devero participar dos protestos. METRO POA

    Manifestao Operao Ju$$ara Questo urbana Lderes & Vencedores Contra o cncer

    COMO MELHORAR O CONVVIO NAS RUASConfira dicas de especialistas sobre aes de gentileza que podem ser praticadas no trnsito

    Quando um motorista abrir espao para o seu carro, agradea com um aceno quando possvel

    Seja cordial e d passagem para motoristas que esto saindo da garagem numa via congestionada

    Voc fica bravo quando no do passagem para mudar de faixa? No d o troco aos outros, seja gentil e d passagem

    Espere sempre o pedestre atravessar, mesmo que a sinaleira abra e ele esteja no meio da rua

    Respeite os ciclistas. Eles tambm fazem parte do trnsito

    S use a buzina quando for realmente necessrio

    Sempre sinalize ao mudar de faixa, fazer uma converso ou estacionar

    No jogue lixo nas ruas

    No use o celular enquanto dirige. Alm de cometer uma infrao, voc acaba andando mais devagar e atrapalha o fluxo do trfego

    D carona. Isso significa menos carros e muito menos poluio na cidade

    GABRIELA DI BELLA/ARQUIVO/METRO

    Dlar - 0,10%%

    (R$ 3,767)

    Bovespa - 0,39%

    (46.884 pts)

    Euro + 2,12%

    (R$ 4,097)

    Selic (14,25% a.a.)

    Salrio mnimo(R$ 788)

    Cotaes

  • PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 13 DE NOVEMBRO DE 2015www.metrojornal.com.br {FOCO} |03|

    A criao de um novo mode-lo de uniforme para os agen-tes de trnsito da EPTC (Em-presa Pblica de Transporte e Circulao) tem gerado con-trovrsia dentro do rgo mu-nicipal. A ideia de melhorar a visibilidade dos azuizinhos com faixas coloridas reluzen-tes no pegou bem entre a categoria, que pretende en-tregar um abaixo-assinado contra a mudana.

    Alguns agentes tm recla-mado que o visual atual, mais sbrio, ser trocado por um design que lembrar as rou-pas dos Minions, animao in-fantil com bonecos amarelos vestidos de azul. O presiden-te do Sintran (Sindicato dos Agentes de Fiscalizao de Trnsito de Porto Alegre), Car-los Alberto Silveira, foi alm: Est mais para Patati Patat. S falta nariz de palhao.

    Silveira embasa a crtica no que considera uma im-posio da EPTC na escolha do uniforme. Para ele, deve-

    ria ter havido uma discusso com a categoria para definir o modelo. O uniforme foi feito por tcnicos de segurana do trabalho. Sem esttica, sem padro, reclamou o dirigen-te. Um receio entre os profis-sionais que a populao per-ca o respeito pelos agentes.

    A EPTC argumentou que foi feita uma pesquisa so-bre o uniforme utilizado por agentes de trnsito no mun-do todo, com foco na segu-rana, e reforou que o mo-delo ainda no est definido. Por meio de nota, a EPTC ex-plicou que o uniforme dos agentes ser atualizado, com cores refletivas, atendendo a normas internacionais de se-gurana. O novo modelo re-ceber ajustes e est sendo apresentado aos funcion-rios e, quando aprovado, ser divulgado populao.

    Protesto. Agentes de trnsito da EPTC planejam entregar um abaixo-assinado diretoria da empresa pedindo que o novo uniforme, com tarjas coloridas, no seja escolhido

    Crticos dizem que roupa lembra Minions e Patati Patat | SINTRAN/DIVULGAO

    Design rejeitado

    ANDR MAGS METRO PORTO ALEGRE

    Obra bloqueia trecho da freewayA freeway ter bloqueios em duas faixas entre as 8h e as 17h de hoje no sentido Porto Alegre-lito-ral, entre a interconexo com a BR-116 e o posto da Polcia Rodoviria Fe-deral, no km 92, devido construo da quarta fai-xa. Tambm a faixa da di-reita da rodovia ficar fe-chada do km 91 ao km 86, perto da avenida As-sis Brasil. METRO POA

    Conscincia Negra

    Votao fi ca para semana que vemA votao do projeto de lei que institui como fe-riado o Dia da Cons-cincia Negra, em 20 de novembro, ficou para se-gunda-feira. O projeto no foi votado ontem por falta de qurum na Cma-ra Municipal da capital. Dos 19 vereadores neces-srios, apenas 17 registra-ram presena. METRO POA

    Protesto de donos de food trucksDonos de food trucks fi-zeram ontem uma carrea-ta contra a proibio de sua participao em even-tos pblicos na capital. A prefeitura negou que exis-ta impeditivo. Segundo a Smic, trs alvars provis-rios de food trucks foram suspensos. A motivao, conforme a pasta, espe-rar a apreciao de projeto de lei que regulamenta a atividade. BANDNEWS

    Redeno

    Defi nida a tarifa do trenzinhoA Smam (Secretaria Muni-cipal do Meio Ambiente) confirmou ontem o valor da tarifa do trenzinho do Parque da Redeno, em Porto Alegre, que voltar a circular amanh depois de oito anos. O passeio, com durao de 15 minutos, custar R$ 6, em um traje-to de 1,8 mil metros den-tro do parque. METRO POA

    Comida de rua Quarta faixa

  • PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 13 DE NOVEMBRO DE 2015www.metrojornal.com.br |04| {BRASIL}

    A estimativa mais pessimista da Polcia Federal para o rom-bo que a corrupo causou na Petrobras, de 2004 a 2014, de R$ 42,8 bilhes. O nme-ro quase sete vezes maior do que os R$ 6,2 bilhes que a estatal calculou, em abril, ter perdido com os crimes.

    A PF mostrou o dado em um inqurito sobre a emprei-teira Odebrecht. Foram consi-derados todos os contratos da ltima dcada entre a Petro-bras e as 27 construtoras que atuaram em obras do cartel que fraudava as licitaes.

    O panorama o pior poss-vel porque considera propina em todos os contratos (o que no comprovado e nega-do pelas partes envolvidas), e que em todos a Petrobras gas-

    tou 20% a mais do que a esti-mativa inicial da obra, o teto permitido na estatal.

    O ex-gerente Pedro Barus-co entregou no ano passa-do, em delao, uma plani-lha com 87 obras da Petrobras e seus respectivos acertos, mas estima que s 20% delas acabaram gerando propina.

    PrejuzoA Petrobras fechou o terceiro trimestre com prejuzo de R$ 3,76 bilhes. Entre as justifica-tivas para o resultado, est a alta recente do dlar. No mes-mo perodo de 2014, o preju-zo foi de R$ 5,34 bilhes.

    Lava Jato. Valor o prejuzo mximo da estatal em caso de acerto em todos os contratos do cartel de 2004 a 2014. Petroleira estima R$ 6,2 bi

    Corrupo lesou Petrobras em at R$ 42,8 bi, diz PF

    RAFAEL NEVES METRO CURITIBA

    O bom filho ao presdio tornaO ex-diretor da Petrobras Nestor Cerver foi transferido ontem com o lobista Joo Henriques da sede da Polcia Federal, em Curitiba, para o Complexo Mdico Penal, onde esto quase todos os presos da Lava Jato. Detido h 10 meses, ele j tinha sido levado uma vez ao presdio, mas retornou PF | RODRIGO FLIX LEAL / FUTURA PRESS

    O TAMANHO

    DO BURACOO QUE REPRESENTAM OS

    FONTE - DADOS DO GOVERNO

    60 21

    MESES

    estdios

    42,8 bilhesR$

    PIB PRXIMO AODE CAMPINAS (SP),O 11 MAIOR DO BRASIL

    O PREJUZODA PETROBRASEM 2014

    CONSTRUO OUREFORMA DE

    2X

    NA COPA 2014

    DE BOLSA FAMLIA(14 MIL

    FAMLIAS/MS)

    Com o governador Fernando Pimentel, Dilma sobrevoou as reas atingidas em Mariana | ROBERTO STUCKERT FILHO/PR

    Em visita ao municpio de Governador Valadares (MG), a presidente Dilma Rousseff confirmou que a minerado-ra Samarco descumpriu v-rias legislaes, respon-svel pelo rompimento das duas barragens em Mariana, na regio Central do Estado, e foi multada pelo Ibama on-tem em R$ 250 milhes. Ape-sar disso, o valor corresponde apenas a 9% do lucro da mi-neradora, controlada pela Va-le e pela BHP Billiton.

    Caso a empresa realize o pagamento em at 20 dias, ela poder receber um des-conto de R$ 75 milhes no valor da penalidade. A multa, embora seja preliminar, foi aplicada empresa por: po-luio hdrica; tornar reas

    urbanas imprprias para ocu-pao humana; causar inter-rupo do abastecimento p-blico de gua; lanar resduos em desacordo com as exign-cias legais; provocar a mor-tandade de animais e a perda da biodiversidade ao longo do Rio Doce, resultando em risco sade humana.

    De acordo com o Ibama, as autuaes foram definidas aps vistorias realizadas no local pela presidente do r-go. Nada vai reparar o dra-ma humano e os danos am-bientais causados por esta tragdia, mas a empresa pre-cisa ser penalizada pelo que provocou. O Ibama tambm vai entrar com uma Ao Ci-vil Pblica para garantir re-cursos para indenizar as fa-

    mlias e reparar os danos materiais e ambientais, dis-se a presidente do Ibama, Ma-rilene Ramos.

    Ao longo da apurao da tragdia, a Samarco poder receber outras multas. Sete dias depois do tsunami de lama ter destrudo o vilarejo de Bento Rodrigues e causar a morte de pelo menos seis pessoas e o desaparecimen-to de outras 19, a presidente Dilma sobrevoou ontem a re-gio mineira e cidades do Es-prito Santo atingidas pelo desastre. Em seguida, a pre-sidente foi para Colatina (ES), que est com o abastecimen-to de gua interrompido por causa das toneladas de rejei-tos de minrio que contami-naram rios. METRO BH

    Multa de R$ 250 milhes

  • PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 13 DE NOVEMBRO DE 2015www.metrojornal.com.br |06| {ECONOMIA}

    MUNDO

    Um palestino foi morto na madrugada de ontem durante uma operao de foras especiais israelen-ses em um hospital de He-bron, na Cisjordnia, infor-mou o Ministrio da Sade palestino. Abdallah Az-zam Shalaldeh, de 27 anos, foi morto por uma unidade formada por soldados infil-trados, disse o ministrio palestino.

    O Shin Bet, servio de segurana interna israe-lense, confirmou a opera-o, indicando que as for-as israelenses dispararam quando o homem que, acredita-se, prximo de Shalaldeh Azzam, autor de um ataque com faca em se-tembro ltimo resistiu priso.

    Imagens revelam que os soldados israelenses en-traram no hospital disfar-ados de rabes, vestindo lenos tradicionais pales-tinos e barbas falsas e at roupas de mulher. METRO

    Cisjordnia. Palestino assassinado em hospital

    Veja vdeo no metrojornal.com.br

    Pelo menos 43 pessoas morreram e 239 ficaram feridas ontem em um du-plo atentado suicida em Beirute, no bairro de Burch al-Barachne, uma das for-talezas do grupo xiita liba-ns Hezbollah. Segundo a polcia libanesa, dois suici-das deslocaram-se a p at perto da mesquita xiita do im Al-Hussein e explodi-ram a carga que levavam presa aos respectivos cor-pos em frente a um centro comercial de Burch al-Ba-rachne, nos subrbios do sul de Beirute.

    Um fotgrafo da agn-cia de notcias francesa AFP descreveu graves da-nos em edifcios prximos do local da exploso e ca-dveres dentro de algumas lojas prximas. De acordo com o fotgrafo, havia san-gue nas ruas, e as foras de

    segurana tentavam fechar a zona do crime, de modo a impedir a concentrao de pessoas.

    Uma srie de ataques atingiu bases do Hezbol-lah em todo o pas. Entre julho de 2013 e feverei-

    ro de 2014 ocorreram no-ve ataques a zonas con-troladas pelo Hezbollah, a maioria dos quais reivin-

    dicada por sunitas.Os grupos declararam

    que os ataques realiza-dos tinham sido uma vin-gana contra a deciso do Hezbollah, que enviou mi-lhares de combatentes pa-ra a vizinha Sria, a fim de apoiar as foras do presi-dente Bashar al-Assad con-tra a rebelio dominada pelos sunitas.

    Estaes de TV locais exibiram imagens de pes-soas feridas sendo trans-portadas por servios de emergncia e por ci-vis. Eu tinha acabado de chegar zona das lo-jas quando ocorreu a ex-ploso. Carreguei quatro cadveres com minhas prprias mos, trs mu-lheres e um homem, dis-se Zein al-Abideen Khad-dam a uma das emissoras.

    METRO

    Lbano. Ataques ocorreram perto de um centro xiita em Burch al-Barachne, rea movimentada no sul da capital e reduto do grupo libans Hezbollah; jihadistas do Estado Islmico reivindicaram a autoria das exploses

    Moradores e soldados libaneses usam guindaste para inspecionar edifcio devastado por exploses | KHALIL HASSAN/REUTERS

    Duplo atentado mata 43 e fere 239 em Beirute

    As vendas no varejo recua-ram 0,5% em setembro so-bre o ms anterior, regis-trando a maior sequncia de taxas negativas ao ba-ter o oitavo ms seguido de perdas. Na comparao com um ano antes, hou-ve queda de 6,2%, a leitu-ra mais fraca para o ms na srie histrica do IBGE, iniciada em 2000. No ano, o setor acumula um recuo de 3,3%.

    O resultado tambm le-vou queda de 3% no ter-ceiro trimestre sobre os trs meses anteriores, pior resultado desde o primeiro trimestre de 2003, mostran-do que o setor veio perden-do fora ao longo do ano aps quedas de 2,4 % no se-gundo trimestre e de 2% no primeiro na mesma base de

    comparao. Ao longo de 2015 o qua-

    dro de piora est se acen-tuando como mostra a tra-jetria trimestral. Isso tem a ver com restrio de crdito, renda menor e inflao mais alta, destacou a economista do IBGE Isabella Nunes.

    Seis das oito atividades pesquisadas no varejo res-trito registraram queda no volume de vendas em se-tembro em relao ao ms anterior, sendo a de maior magnitude, de 3,8%, em ou-tros artigos de uso pessoal e domstico.

    Hipermercados e super-mercados, setor com maior peso na estrutura do co-mrcio varejista, foi o ni-co que apresentou ganho, de apenas 0,1%, repetindo a taxa de setembro. A co-mercializao de mveis e eletrodomsticos ficou estvel.

    Os alimentos so es-senciais e as pessoas no podem abrir mo. J a es-tabilidade de mveis no agrega e no repe as per-das de 7 meses, comple-

    tou Isabella.O varejo ampliado, que

    inclui automveis e mate-riais de construo, teve perdas de 1,5% em setem-bro sobre o ms anterior, com destaque para a queda de 4,0% em Veculos e mo-tos, partes e peas.

    Aps a divulgao da pesquisa, a CNC (Confede-rao Nacional do Comr-cio) passou ver uma queda maior nas vendas do setor neste ano. A expectativa de recuo de 4% nas vendas do varejo restrito. J no va-rejo ampliado a previso de retrao de 7,6%.

    Segundo o economista da entidade Fbio Bentes, no h fatores concretos capazes de reverter o qua-dro recessivo do setor no mdio prazo. METRO

    Crise no pas. Comrcio registrou um recuo de 0,5% entre agosto e setembro, segundo dados divulgados ontem pelo IBGE. No ano, setor acumula perdas de 3,3%

    Varejo tem 8a queda seguida nas vendas

    -10

    -5

    0

    JUL AGO SET

    MS/IGUAL MS DE 2014

    Desempenho

    -3,9

    -6,9-6,2

    O Ibama multou a filial brasi-leira da Volkswagen em R$ 50 milhes por manipulao de emisses de poluentes de mo-tores a diesel. Segundo o r-go, a empresa foi notificada e dever apresentar um plano de correo dos carros altera-dos e comercializados.

    Em setembro, o grupo ale-mo admitiu ter instalado motores a diesel fraudulen-tos em 11 milhes de vecu-los com um software capaz de falsear os resultados. No Bra-sil, 17.057 veculos do modelo Amarok contm o software.

    Em audincia na Comis-so Mista de Mudanas Clim-ticas do Congresso, o diretor de Assuntos Governamentais da Volkswagen do Brasil, An-tnio Megale, disse ontem que as emisses desses vecu-los no ultrapassaram os limi-tes previstos pela legislao. A empresa pretende fazer recall no primeiro trimestre do ano que vem para corrigir o pro-blema. A Volks j estaria tes-tando com sucesso um dispo-sitivo para neutralizar a ao do software. METRO

    Fraude. Ibama multa Volks em R$ 50 milhes

    Clinton minimiza crise No Encontro Nacional da Indstria, em Braslia, o ex-presidente dos EUA Bill Clinton disse ontem que o Brasil atravessa um momento conturbado, mas um dos pases mais bem posicionados para se desenvolver no longo prazo.

    Otimismo

    O NAVIO DO BRASIL

    NO EST AFUNDANDO

    E O FUTURO SER

    FORMIDVEL

  • PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 13 DE NOVEMBRO DE 2015www.metrojornal.com.br |10| {CULTURA}

    2CULTURA

    Feira do Livro termina domingo

    O pblico tem mais trs para visitar as bancas | LUIS VENTURA/DIVULGAO

    A Feira do Livro de Porto Ale-gre termina neste domingo, com previso de tempo bom o que deve levar multides Praa da Alfndega. A ex-pectativa dos organizadores que o nmero de visitantes ultrapasse 1 milho de pes-soas em 17 dias de progra-mao. Na prxima semana, em coletiva de imprensa, se-ro anunciados os nmeros finais da Feira de edio 61.

    Hoje, um dos destaques

    da programao a presen-a do medium Divaldo Fran-co, considerado o sucessor de Chico Xavier. A partir das 20h, no Teatro Carlos Urbim, ele vai conversar com o pblico e autografar sua biografia A trajetria de um dos maiores mdiuns de todos os tempos, escrita por Ana Landi.

    Outro convidado ilustre desta sexta-feira o portu-gus Jos Lus Peixoto, que

    fala sobre seu novo livro, Galveias, s 19h, no San-tander Cultural.

    A Feira abre ao pblico s 9h30 (rea infantil e ju-venil) e a partir das 12h30 para o pblico em geral no sbado, j a partir das 10h. O encerramento, no domingo, est marcado pa-ra as 20h, com o tradicio-nal cortejo que rene o patrono, livreiros e convi-dados. METRO POA

    Show

    Verses roqueiras

    O cantor e multi-instrumentista Emmerson Nogueira faz show hoje,

    s 21h, no auditrio Arajo Vianna. Conhecido

    por suas verses para temas do rock

    internacional, o msico canta hoje as preferidas do pblico. Ingressos no local, a R$ 125 e R$ 145.

    Final de semana

    cheioTodos os sons. O pblico ter atraes de vrios estilos, de recital erudita at um musical em homenagem ao rdio

    YAMANDU COSTAYamandu Costa volta a di-

    vidir o palco com a Or-questra de Cmara Thea-

    tro So Pedro, para a estreia mundial do Con-

    certo para Violo e Or-questra, composio de Vagner Cunha. O progra-

    ma, que encerra a tem-porada 2015 da srie de concertos ofi-

    ciais da orquestra, ainda ter obras de Villa-Lobos, Tasso Bangel e do prrio Yamandu.

    * No Theatro So Pedro. Sbado, s 20h, e domingo, s 18h. De R$ 20 a R$ 80.

    CELTIC LEGENDSO grupo Celtic Legends rene jovens msicos e bailarinos que conhecem co-mo ningum a tcnica e a tra-dio irlande-sa. No show, de quase duas horas, os artis-tas se revezam em figurinos especiais, ritmos frenticos e a melancolia das baladas tpicas.* No Teatro do Bourbon Country. Hoje, s 21h. De R$ 50 a R$ 150.

    MITCH WINEHOUSECrooner nos clubes de Londres quando jo-vem, Mitch Winehouse ficou conhecido como o pai de Amy. Foi com o incentivo da filha famosa que ele gravou seu primei-ro disco de jazz, em 2011. Agora, ele lana o segundo, batizado de Bela Brasil, com as participaes da cantora Elza Soares e do percussionista Anselmo Netto.* No Teatro do Bourbon Country. Domin-go, s 2oh. Ingressos de R$ 50 a R$ 230..

    ESTAO BRASILArtur Jos Pinto dirige o musical Esta-

    o Brasil, que revive o incio da era de ouro do rdio e dos grandes clssi-

    cos da msica brasileira. O elenco tem Nani Medeiros, Lucas Krug, Alexandre Susin, Maria Luiza Fontoura e Guilher-me Sanches e uma orquestra regional dirigida pelo violonista Mathias Pinto.* No Teatro do Bourbon Country. S-

    bado, s 21h. De R$ 60 a R$ 150.

    TURBIO SANTOSO violonista Turbio Santos, considerado um

    dos principais instrumentistas eruditos do Brasil, volta a Porto Alegre com um recital solo. O repertrio traz obras de Bach, Villa

    Lobos, Joo Pernambuco, Chiquinha Gonza-ga e Agustin Barrios.

    * No Instituto Ling. Domingo, s 11h. R$ 40.

    ALCIONEAlcione, a eterna Marron, traz o show do seu no-vo DVD, Eterna Alegria - Ao Vivo. Acompanha-da por uma banda formada por dez msicos, ela

    mostra sucessos de vrias pocas, como Meu bano, A Loba, Estranha Loucura, Sufoco e

    No Deixe o Samba Morrer. * No Auditrio Arajo Vianna. Sbado, s 21h.

    De R$ 140 a R$ 180.

    MAFALDA MINOZZI

    A italiana Mafalda Minozzi reencon-tra os gacho nos show eMPathia,

    em que interpreta autores internacio-nais. O show vai da bossa nova ao rock, passando por Tom Jobim, Cole Porter e Edith Piaf, com o guitarrista Paul Ricci.* No Teatro da Santa Casa. Domingo,

    s 20h. Ingressos a R$ 40 e R$ 50.

    BEBETO ALVESBebeto Alves mostra hoje o show do CD Mandando Lenha, lanado h 18 anos. Par-ceria com Mauro Moraes, que assina as le-tras, o disco o segundo de uma trilogia que aproxima a milonga dos gneros pop. Bebeto divide o palco com os msicos Clovis Boca Freire (baixo) e Marcello Caminha (violo). O show ser registrado em DVD. * No Theatro So Pedro. Hoje, s 21h. In-gressos de R$ 40 a R$ 80.

  • PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 13 DE NOVEMBRO DE 2015www.metrojornal.com.br |12| {CULTURA}

    TeatroNem Todo Ladro

    vem para Roubar. O Coletivo Teatral Commune,

    de So Paulo, apresenta a

    pea do italiano Dario Fo,

    sobre um assaltante que

    confundido com um

    espio. No Centro Cultural CEEE/Erico Verissimo (r. dos Andradas, 1.223). Hoje, s 19h. Grtis. Sbado, a partir das 9h30, oficina com o grupo no Teatro de Arena.

    MsicaSR Trio. O grupo, formado por Benito Crivellaro

    (piano), Cristiano Bertolucci (bateria) e William Strottmann

    (baixo), mostra repertrio instrumental que vai do jazz

    msica brasileira. Na Fundao Ecarta (av. Joo Pessoa, 943). Sbado, s 19h. Grtis.

    Caf ou Chimarro? O projeto marca o encontro dos msicos Paulinho Fagundes (guitarrn, guitarra e violo),

    ligado ao nativismo, e Mathias Pinto (violo 7 cordas),

    dedicado ao choro. No Santander Cultural (r. Sete de Setembro, 1.028). Domingo, s 18h. Grtis.

    CinemaBeira-Mar. Sesso comentada com os diretores e

    atores do filme. Na Sala Eduardo Hirtz da CCMQ (r. dos Andradas, 736). Hoje, s 19h30.

    Head - Os Monkees Esto Soltos. Exibio do filme de Bob Rafelson (1968), no projeto Raros. Na Sala P.F. Gastal da Usina do Gasmetro. Hoje, s 20h.

    O Metro indica Depois do show de lanamen-to do disco Bailar en la Cue-va, apresentado em maro, o uruguaio Jorge Drexler volta a Porto Alegre neste final de semana. Nesta nova turn, ba-tizada de Perfume, ele pro-mete um show mais intimis-ta e experimental, que traz novas propostas para o seu re-pertrio adorado pelos ga-chos, diga-se de passagem. No palco, ele ter apenas a companhia do msico Lucia-no Supervielle, ex-integran-tedogrupoBajofondo.

    Qual a principal caractersti-ca da turn Perfume?Luciano um msico incr-vel, um dos meus favoritos. Ele j havia colaborado co-migo nos discos Frontera (1999), Sea (2001), Eco (2005) e 12 Segundos de Os-curidad (2006). Por respeito ao pblico, no quis repetir o mesmo da minha ltima tur-n, ento pensei em um for-mato minimalista. O show de Bailar en la Cueva tinha oi-to msicos, este tem apenas dois e o cenrio. um show minimalista, focado nos as-pectos eletrnicos da cano.

    Vocs pensam em produzir um novo trabalho juntos?Sinceramente, no estou pensando em disco. No

    JORGE DREXLER

    Cantautor uruguaio volta a Porto Alegre domingo, em companhia

    de Luciano Supervielle

    UM SHOW MINIMALISTA

    sinto a necessidade de gra-var nem de compor. Fa-o discos quando sinto ter algo para dizer, e por en-quanto, tenho mais coisas a dizer nos shows, ao vivo, do que em discos.

    Como deixar a famlia pa-ra sair em turns?Essa a parte mais difcil. Por isso no passeio pelos luga-res como talvez devesse fazer para conhec-los. Se o fao, a turn se prolonga e demo-

    ro a voltar pa-ra casa. Meu limite so trs semanas.

    METRO INTERNACIONAL

    No Teatro do Sesi (av. Assis Brasil, 8.787)Domingo, s 20h30Ingressos de R$ 240 a R$ 300, no www.ingressorapido.com.br

    Para ver

  • PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 13 DE NOVEMBRO DE 2015www.metrojornal.com.br |14| {PUBLIMETRO}

    Leitor fala

    Repatriao de valoresEm curso desde maro de 2014, a Ope-rao Lava jato j devolveu aos cofres pblicos um volume histrico de recur-sos desviados por corrupo. Conforme coordenadores da investigao no m-bito da Polcia Federal, o montante re-cuperado pela Operao est em torno de R$ 1 bilho. O clculo considera um volume aproximado de R$ 600 milhes que j foi depositado em contas da vara federal. Alm disso, h cerca de R$ 400 milhes bloqueados aguardando pelo ressarcimento. Segundo os coordena-dores quando a repatriao for conclu-da, os valores sero devolvidos Petro-bras. De acordo com especialistas, para que no mais ocorram casos de corrup-o como esses, o Brasil necessita de re-formas legais que aumentem a efetivi-dade do seu sistema judicirio.DANILO GUEDES ROMEU PORTO ALEGRE, RS

    Dique da orlaTalvez agora com as enchentes que ti-vemos em Porto Alegre entendam que a av. Edvaldo Pereira Paiva e sempre foi um dique, que funciona assim como as comportas do Cais do Porto impedin-do que as guas das chuvas invadam a cidade. O projeto de revitalizao da or-la do Guaba pode ser bonito, mas no trar soluo para quando as guas in-vadirem o seu espao de origem.PEDRO GOMES MOREIRA PORTO ALEGRE, RS

    Quer mais?

    Clique metrojornal.com.br para acessar contedo exclusivo, atualizao de nossas reportagens, todos os nossos colunistas e galerias com as melhores imagens do dia.

    Para falar com a redao: leitor.poa@metrojornal.com.br

    Participe tambm no Facebook: www.facebook.com/metrojornal

    Perodo mais propenso para se dedicar a interesses culturais, estudos, planos

    para viagens e contatos distncia.

    Regente de seu signo, Vnus forma bom aspecto com Saturno, influncia especial para

    consolidar planos que h tempos se dedica.

    O bom aspecto de seu regente Mercrio com Jpiter favorece estudos, leitura e atividades

    que tem prazer em se dedicar intelectualmente.

    Gestos prestativos e atitudes simples faro diferena em momentos de conquista ou

    para retomar hbitos especiais na vida afetiva.

    Perodo especial para exercitar sua autoexpresso, seja com atividades culturais, vivncias

    em grupo ou hobbies que sirvam como terapia.

    Vnus forma bom aspecto com Saturno, planeta que rege seu signo, em dia

    propcio para mais diplomacia e gentileza nas relaes.

    A Lua rege as emoes e em seu signo, torna voc mais espontneo do que j .

    Evite exagerar em exigncias e dramas.

    Dia positivo para projetos e contatos que envolvam inovaes. Novas ideias esto

    favorecidas para serem colocadas em prtica.

    Os assuntos profissionais recomendam ponderao para que decises no sejam

    tomadas por envolvimento emocional.

    Momento especial para retomar assuntos que envolvam familiares. Algumas lembranas sero

    vividas de forma especial na vida afetiva.

    O bom aspecto que seu regente Vnus forma com Saturno positivo para consolidar parcerias.

    Favorece tambm os planos na vida dois.

    Momento propcio para identificar gastos com o que no tem tanta utilidade

    e mesmo repensar objetivos materiais.

    Horscopo Est escrito nas estrelas www.estrelaguia.com.br

    Os invasores

    Cruzadas

    Sudoku

    Solues

    300 gramas de camares grandes limpos (sem casca, cauda e cabea)

    550 gramas de muarela ralada

    250 gramas de requeijo cremoso

    xcara (ch) de creme de leite fresco (uso culinrio UHT)

    100 ml de leite de coco 2 dentes de alho amassados xcara (ch) de cebola

    picada 4 tomates sem

    sementes e picados 2 colheres (sopa)

    de cheiro verde 1 colher (sopa) de

    azeite de dend (opcional) Sal, azeite e pimenta

    do reino branca a gosto Batatinha palha e arroz

    branco para acompanhar

    INGREDIENTES

    Modo de preparoEm uma frigideira quente coloque o azeite, refogue a cebola e o alho. Acrescente os camares, refogue bem. Adicione os tomates, o requeijo cremoso, o leite de coco, o creme de leite e mexa bem. Acrescente o cheiro verde e regue com o azeite de dend. Misture bem. Forre uma assadeira com metade do queijo muarela, coloque o refogado de camaro e finaliza com a outra metade do queijo muarela por cima. Leve ao forno pr-aquecido (200C) por aproximadamente 15 minutos ou at gratinar. Retire e sirva.

    Rendimento: 8 pores

    Receita Minuto

    DANIEL BORKDANIEL.BORK@METROJORNAL.COM.BR

    CAMARO CHICLETE

    Daniel Bork apresenta o programa Dia Dia de segunda a sexta s 9h, na Band

    POR: GUILHERME SALVIANO

  • PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 13 DE NOVEMBRO DE 2015www.metrojornal.com.br {ESPORTE} |15|

    3ESPORTE

    Fifa

    Sem PlatiniA Fifa confirmou os cinco candidatos presidncia

    da entidade. A lista conta com o suo Gianni

    Infantino, o francs Jrome Champagne, o prncipe jordaniano Ali bin Al-Hussein, o sul-

    africano Tokyo Sexwale e o barenita Salman

    bin Ebrahim Al Khalifa. Michel Platini e o

    liberiano Musa Bility no tiveram suas candidaturas

    aprovadas pelo Comit Eleitoral. O pleito est

    marcado para 26 de fevereiro.

    Vlei

    Voleisul vence e Bento perdeDuas vitrias em dois jo-gos. Este o retrospecto do Voleisul/Paquet Es-portes na Superliga Mas-culina de vlei. Ontem, o time de Novo Hambur-go bateu o So Jos dos Campos por 3 a 1, jogan-do no interior paulis-ta. O Bento Vlei/Isabela foi derrotado em sua es-treia. Jogando fora de ca-sa contra o Funvic/Taiba-t, a equipe do tcnico Paulo foi derrotada por 3 a 0. As equipes ga-chas volta a jogar ama-nh. O Voleisul enfrenta o Taubat, o Bento jo-ga contra o So Jos dos Campos e o Lebes/Gedo-re/Canoas encara o Juiz de Fora. METRO POA

    CBF

    Del Nero pede habeas corpusO presidente da CBF, Marco Polo del Nero, so-licitou ao Supremo Tri-bunal Federal um habeas corpus para evitar de ser preso. Ele tambm pediu para ficar calado durante seu depoimento na CPI do Futebol.

    METRO

    Mais um passo foi dado pa-ra a realizao da Primei-ra Liga, torneio que re-nir clubes da Regio Sul, Minas Gerais e Rio de Janei-ro, foi dado ontem. Em reu-nio no estdio Beira-Rio, o regulamento do torneio foi formatado e aprovado por representantes das federa-es Gacha, Catarinense e Mineira.

    Agora, a Liga precisa regis-trar o documento. Isso preci-sa ocorrer at 60 dias antes do incio da competio, pro-gramado para 27 de janeiro.

    H a expectativa que pa-ra a segunda edio, em 2017, o campeonato seja in-flado, aumentando o nme-ro de datas e clubes. Equipes de So Paulo se mostraram interessadas em ingressar na Liga.

    Queremos que essa Li-ga sirva de exemplo para o futuro. Quanto mais ela se desenvolver e se tornar um

    produto rentvel para os clubes, melhor. um tor-neio em um perodo de vas-cas magras para os clubes, comentou o presidente do Cruzeiro, Gilvan Tavares.

    A prxima etapa ser vender os direitos de trans-misso das partidas. Segun-do os dirigentes, todas as emissoras demonstraram interesse em transmitirem o torneio.

    Vamos ter que trabalhar muito para vender os direi-tos, a partir de amanh (ho-je) j estou sentando com as emissoras para acordar isso. Ns vamos jogar em 2016 e vamos fazer um belssi-mo produto em 2017, afir-mou o CEO da Liga, Alexan-dre Kalil.

    Um nova reunio est programada para 27 de no-vembro. Nesta data, espera--se que os direitos de televi-so tenham sido fechados.

    METRO POA

    Para 2016. Em reunio em Porto Alegre, regulamento da Primeira Liga aprovado e precisa ser registrado logo. Direitos de transmisso comeam a ser negociados

    Kalil acredita no crescimento da Liga | RICARDO DUARTE/INTERNACIONAL

    Contra o tempo

    Mesmo com a parada de dez dias no Campeonato Brasileiro, o Inter segui-r sem poder contar com Eduardo Sasha. O atacan-te colorado ser desfalque para a partida contra a Chapecoense, na prxima quinta-feira, e virou dvi-da para o clssico Gre-Nal, no dia 22.

    Sasha j tinha ficado de fora na vitoria por 1 a 0 so-bre a Ponte Preta, no sba-do. O jogador est tendo problemas com a cicatri-zao de uma cirurgia no tornozelo direito. A evo-

    luo no est sendo fa-vorvel, segundo o depar-tamento mdico colorado. O procedimento foi reali-zado no fim de setembro e seu retorno ocorreu um pouco antes do esperado.

    O jogador passar por uma nova avaliao na pr-xima semana para saber se poder enfrentar o Grmio. Ele chegou a ser avaliado por um cirurgio.

    A direo colorada espera 40 mil torcedores no Gre-Nal do Beira-Rio. No h mais in-gressos para a arquibancada superior. METRO POA

    Sasha tem problemas de cicatrizao | MARCOS CUNHA/AGNCIA FREELANCER/FOLHAPRESS

    Inter. Sasha segue de fora e vira dvida para o Gre-Nal

    Faltando poucos jogos para o fim da temporada, as es-peculaes sobre contrata-es, renovaes de contra-to e dispensas comeam a borbulhar. Os jogadores do Grmio querem se manter focados e evitarem ser in-fluenciados pelas notcias do mercado.

    Tem uma srie de joga-dores com situao a defi-nir, somos profissionais pa-ra deixar isso para fora do vestirio. Temos empresrio para isso. Tentamos focar no treino, observou o zagueiro Pedro Geromel, que deve se-guir no clube em 2016.

    H a expectativa que a renovao de contrato do meia Douglas seja anun-ciada na prxima sema-na. O jogador assinar por mais uma temporada. Mesmo com poucas opor-tunidades, o atacante Viti-nho tambm deve prorro-gar o seu vnculo por mais seis meses. METRO POA

    Grmio. Geromel pede foco nos ltimos jogos

  • Dunga no tem experincia como treinador. Mas tem vivncia no futebol. Lembro muito de Bec-kenbauer campeo do mundo em 1990 com a Ale-manha. No estou estabelecendo comparaes, mas apenas induzindo a reflexo. Na Alemanha chique, aqui criminoso. J foi assim com Falco. Sei que difcil defender Dunga pelo seu tempe-ramento. Por isso, em todos os jogos da Seleo haver clima de deciso sobre a cabea dele. Ti-ve momentos de amizade e outros de rompimen-to com Dunga, mas no gosto de misturar os as-suntos. O critiquei quando era tcnico do Inter, e iria comentar a Copa das Confederaes por uma emissora de rdio, queimando-se com as outras. Fui amigo dele alertando-o. Ele se magoou, mas como eu fao as coisas pelo melhor, nem dei bo-la. Dunga alvo de minha anlise como profissio-nal. Outros o detestam. E isso ser sempre assim. Desde a Copa de 1990. um grande cidado, mas sempre ser cobrado pelo conjunto da obra. E is-to s vezes custa caro. Na era moderna, foi o que mais apanhou. Mas tambm o que mais se levan-tou. Tite est na boca. E mentira que no queira assumir. seu sonho dourado. E tem competn-cia para tal.

    Troca-troca - Os clubes brasileiros esto ressus-citando o troca-troca. Lembra-me Francisco Hor-ta no Fluminense propondo troca com Flamengo. Foi dirigente dos dois. Do Fluminense, presiden-te inclusive. Agora no tem outra sada. O que es-t sobrando em um, falta noutro. s acertar. E se tiver necessidade, completa-se com dinheiro. Acho que com o So Paulo para Maicon ficar no Grmio vai ser assim. Com o Santos, por Galhar-do, quem sabe.

    Rodinei - Sou contra preconceito. Manifestei-me assim em relao a Vitinho. Pelo que vi nas parti-das nada justifica sua manuteno. Lucas Coelho est voltando do Gois. Fala-se bem de Batista, dos juniores. Vitinho, por qu? Para agradar o investi-dor que poder fazer outros negcios no futuro? S se for isso.

    Grama sinttica - O pau que Francisco Novellet-to tomou quando inventou a grama sinttica no So Jos foi incrvel. Agora, muitos clubes esto pensando em seguir. O Atltico-PR deve ser o pr-ximo. Joga-se todo tipo de competio com cus-to quase zero. Inclusive economiza gua. Mas tem

    outros desdobramentos. Vem a mais discusso.

    Custo - Nenhum clube de futebol gastou tan-to dinheiro para levantar canecos como o Corin-thians de 2011 para c. J falei bastante sobre isso na Rdio Bandeirantes. Mas para se ter uma ideia do estudo feito pelo especialista Amir Somoggi, contando somente o tempo treinado por Tite, o investimento do clube passa de R$ 1 bilho. Tite s no trabalhou no clube em 2014. Ou seja 250 milhes/ano para ganhar os ttulos que so conhe-cidos. De 2011 para c, os mais gastadores so In-ter, So Paulo e Corinthians.

    Sul-Minas - Muito engraado o que disse o CEO da Primeira Liga, Alexandre Kalil. No clima de guerra com a CBF... Quem falando...

    Marcelo Oliveira - Ser que Marcelo Oliveira vai ser tetra vice da Co-pa do Brasil? Ima-ginem a gana des-te homem. Por isso, no vejo tanto favo-ritismo do Santos.

    TITE X DUNGA NA SELEO BRASILEIRA

    PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 13 DE NOVEMBRO DE 2015www.metrojornal.com.br |16| {ESPORTE}

    Preliminar

    LUIZ CARLOSRECHELUIZ.RECHE@METROJORNAL.COM.BR

    Jornalista com 31 anos de experincia em rdio, TV e jornal, Luiz Carlos Reche cobriu sete Copas do Mundo. Alm do Metro Jornal, tem comentrios na Rdio Bandeirantes FM 94,9 e AM 640, BandNews e Band TV. Na rdio, ainda apresenta o Esporte Notcia 2a Edio e o Apito Final.

    Ele j o campeo da tem-porada 2015. Alis, ele j tricampeo da Frmula 1, tendo inclusive ultrapassa-do neste ano o nmero de vitrias de seu dolo Ayrton Senna (43 a 41). Afinal, o que ainda instiga Lewis Hamil-ton aqui no Brasil? Mais re-cordes pessoais.

    Tranquilo com o ttulo, Hamilton comea hoje no autdromo de Interlagos, com os treinos livres, a bus-ca pela sua 44a vitria em sua carreira o treino oficial se-r amanh, s 14h. Mas, para isso, ele precisa largar bem no domingo, s 14h, e o pri-meiro lugar no grid garante tambm a expressiva 50a po-le position, atrs apenas de Michael Schumacher (68) e Ayrton Senna (65). O primei-ro lugar seria o primeiro de Lewis no Brasil, e ele avisou que, caso isso acontea, pre-tende homenagear o dolo. incrvel pensar que Ayr-ton precisou de oito tentati-vas para vencer esta corrida e essa uma das que eu no venci ainda. Se eu puder mu-dar isso neste final de sema-na seria uma saudao a ele e adicionar outro destaque para este meu incrvel ano, ento eu vou fazer de tudo para que isso acontea, avi-sou Hamilton.

    Caso vena em Inter-lagos, Hamilton tambm alcana o segundo lugar como maior nmero de vi-trias em uma temporada, chegando a 11, dado con-quistado por Michael Schu-

    macher em 2002 o recor-de tambm do alemo, com 13 lugares mais altos do pdio, em 2004.

    Com chegada programa-da no Brasil para a ltima tera, o britnico apareceu apenas ontem. O motivo alegado anteriormente foi uma febre alta que o impe-diu de viajar, mas o prprio revelou que, alm de ter fi-cado doente, tambm se en-volveu na segunda-feira em um acidente em Mnaco com seu superesportivo Pa-gani Zonda, avaliado em R$ 8 milhes. METRO POA

    Frmula 1. Hamilton ainda tem marca a bater nesta temporada

    Hamilton celebra a

    conquista do ttulo de 2015

    Uma forte chuva desabou na noite de ontem em Bue-nos Aires e foi suficien-te para inundar o gramado do estdio Monumental de Nez e adiar a partida en-tre Argentina e Brasil, vli-do pela terceira rodada das Eliminatrias sul-america-nas para a Copa do Mundo da Rssia de 2018. O clssi-co foi remarcado para hoje, s 22h (horrio de Braslia), e a previso do tempo de sol na capital argentina ao longo do dia.

    As poas comearam a surgiu no final da tarde e poucas horas antes do hor-

    rio programado para o in-cio da partida j era invivel a prtica do futebol no gra-mado. A chuva diminuiu ao longo da noite, mas no foi suficiente para que houves-se condies de jogo. O rbi-tro paraguaio Antonio Arias avaliou que no haveria co-mo a bola rolar no gramado encharcado.

    Tivemos uma reunio e no h condies. A con-dio dos jogadores estava ameaada e achamos desne-cessrio esperar pela hora do protocolo, explicou Gil-mar Rinaldi, coordenador de selees da CBF.

    Hora do protocolo sig-nifica que o jogo poderia acontecer pelo menos at uma hora aps o horrio marcado, tempo que o r-bitro pode esperar antes de adiar o confronto.

    O plano meteorolgico era de piora no clima e no h motivo para deixar o p-blico esperando, explicou Rinaldi.

    Existia a expectativa que a chuva seguiria at por vol-ta das 6h de hoje, no hor-rio local, com a possibilida-de de queda de granizo no fim da noite.

    As duas selees chega-

    ram ao Monumental antes do adiamento, ento segui-ram com o aquecimento nos seus respectivos vesti-rios, at para evitar poss-veis problemas fsicos. A co-misso tcnica da Seleo no informou qual seria a programao dos atletas pa-ra hoje antes da partida. A certeza de que a delega-o brasileira ter novo pla-nejamento para a viagem a Salvador, onde o time de Dunga enfrenta o Peru na tera-feira. O voo para a ca-pital baiana estava inicial-mente programado para es-ta noite. METRO

    Monumental de Nez completamente encharcado duas horas antes da partida entre Argentina e Brasil | GUIDO BECK/FOLHAPRESS

    Polo aqutico

    Eliminatrias da Copa. Chuva intensa em Buenos Aires alaga o estdio Monumental de Nez, e confronto entre Argentina e Brasil adiado. Partida ser disputada hoje, s 22h