Lista 2 Divisao Celular

  • Published on
    24-Jul-2015

  • View
    5.266

  • Download
    0

Transcript

Biologia Lista de Exerccios Diviso celularProf. Carol SRIE: 3. NOME: DATA: N TURMA ETAPA: II

1. (Fuvest-adapt.) Uma clula que contm X DNA na interfase sofreu cinco mitoses sucessivas. Qual ser a quantidade total de DNA presente no meio ao final das cinco divises? (Considere que no havia outras clulas no meio e que no houve morte celular) a) x b) 2x c) 8x d) 16x e) 32x

2.Uma clula humana, com caritipo de 46 cromossomos e quantidade de DNA equivalente a 5.6 picogramas (pg), apresentar na fase inicial da metfase da mitose, respectivamente, um caritipo e uma quantidade de DNA correspondente a: a) 23 e 5.6 pg. b) 46 e 11.2 pg. c) 92 e 11.2 pg. d) 23 e 11.2 pg. e) 92 e 5.6 pg.

3. Os desenhos representam trs clulas em anfase da diviso celular pertencentes a um organismo cujo nmero diplide de cromossomos igual a 6 (2n=6). As clulas 1, 2 e 3 encontram-se, respectivamente em que tipo de diviso e fase?

4. (Fuvest) A vimblastina um quimioterpico usado no tratamento de pacientes com cncer. Sabendo-se que essa substncia impede aformao de microtbulos, pode-se concluir que sua interferncia no processo de multiplicao celular ocorre na a) condensao dos cromossomos. b) descondensao dos cromossomos. c) duplicao dos cromossomos. d) migrao dos cromossomos. e) reorganizao dos nuclolos.

5. (Unifesp 2012) Durante a prfase I da meiose, pode ocorrer o crossing over ou permuta gnica entre os cromossomos das clulas reprodutivas. a) Explique o que crossing over e sua importncia para as espcies. b) Considerando que a maioria das clulas de um organismo realiza diviso celular mittica para se multiplicar, justifique o fato de as clulas reprodutivas realizarem a meiose. 6. (Unesp 2012) Os indivduos no so coisas estveis. Eles so efmeros. Os cromossomos tambm caem no esquecimento, como as mos num jogo de cartas pouco depois de serem distribudas. Mas as cartas, em si, sobrevivem ao embaralhamento. As cartas so os genes. Eles apenas trocam de parceiros e seguem em frente. claro que eles seguem em frente. essa a sua vocao. Eles so os replicadores e ns, suas mquinas de sobrevivncia. Quando tivermos cumprido a nossa misso, seremos descartados. Os genes, porm, so cidados do tempo geolgico: os genes so para sempre. (Richard Dawkins. O gene egosta, 2008.)

Considerando a reproduo sexuada, explique o que o autor do texto quis dizer ao comparar cada cromossomo, e o conjunto cromossmico de uma pessoa, s mos de cartas que se desfazem assim que so distribudas. Considerando o mecanismo de duplicao do DNA, explique a afirmao de que os genes so para sempre. 7. (Ufpe 2012) Leia a notcia abaixo, observe a figura e considere as proposies que vm a seguir. Uma mulher de 38 anos, que mora em Trs Pontas, na Regio Sul de Minas Gerais, tem uma gravidez inusitada. Ela possui uma m-formao chamada tero didelfo, que fez com que ela tivesse dois rgos. H oito meses, Juca Maria de Andrade espera por gmeos, uma menina e um menino, e cada um deles foi formado em um tero diferente. Fonte: g1.globo.com

( ( ( ( (

) A diferenciao anatmica do tero de Juca permite concluir que cada ovrio libera um ovcito secundrio a cada ms de forma independente, aumentando a chance de gerar gmeos. ) A ovulognese de Juca iniciou quando ela estava no tero de sua me, e foi continuada aps seus ovcitos primrios serem ativados pelo hormnio progesterona. ) O desenvolvimento do ovcito secundrio na segunda diviso da meiose estaciona na metfase II e, assim, somente completado aps a fecundao. ) Juca gerou gmeos fraternos ou dizigticos, pois vulos distintos foram fecundados cada qual por um espermatozoide. ) O gmeo do sexo masculino pode possuir alelos localizados no cromossomo X sem alelos correspondentes no cromossomo Y.

8. (IFCE 2011) Quando ocorre a diviso celular descontrolada das clulas de determinada regio do organismo, pode ocorrer a formao de um tumor. Nos tumores benignos, as clulas permanecem no local, prejudicando apenas o rgo onde se originou o tumor ou os tecidos vizinhos. O cncer um tumor maligno prejudicial que se espalha para outras regies do corpo. O processo celular envolvido nessa desobedincia gentica chamado de a) meiose e origina clulas haploides. b) fisso e ocorre nas clulas eucariticas dos animais evoludos. c) mitose e tem participao dos centrolos. d) cromossmico e origina duas clulas diploides. e) mitose celular e origina clulas haploides.

9. (Unicamp 1994) Considere as duas fases da meiose, de um organismo com 2n = 6 cromossomos, esquematizadas a seguir eresponda: a) Que fases esto representadas na figura A e na B? Justifique. b) Que tipo de alterao aparece em uma das figuras? Em relao aos cromossomos, como sero as clulas resultantes de um processo de diviso com essa alterao? c) D um exemplo de anomalia que seja causada por este tipo de alterao na espcie humana, cujo nmero normal de cromossomos 2n = 46.

10. (Uerj 2011) Normalmente no se encontram neurnios no crebro em plena diviso celular. Entretanto, no Mal de Alzheimer, grandes quantidades dessas clulas iniciam anormalmente o ciclo de diviso. Estudos mostram que at 10% dos neurnios nas regies atingidas por tal degenerao tentaram iniciar a diviso celular. Contudo, nenhum deles conseguiu termin-la, pois no foi observado o sinal mais caracterstico da consumao da diviso de uma clula: cromossomos alinhados no meio dos neurnios. S. Herculano-Houzel Adaptado de O crebro nosso de cada dia. Rio de Janeiro: Vieira e Lent, 2002. Nomeie o tipo de diviso celular ao qual o texto faz referncia e a fase dessa diviso correspondente ao alinhamento dos cromossomos.

11.(Uel 2011) O processo de mitose essencial para o desenvolvimento e o crescimento de todos os organismos eucariotos.

Com base na figura e nos conhecimentos sobre o ciclo celular, correto afirmar: a) O perodo durante o qual ocorre a sntese do DNA maior que o perodo em que no ocorre sntese alguma de DNA. b) Ao final de um ciclo celular, a quantidade de material gentico, nos ncleos de cada clula-filha, equivale ao dobro da clula parental. c) O tempo gasto para o pareamento cromossmico na placa equatorial equivale ao tempo gasto para sntese de DNA. d) Em mais da metade do tempo da mitose, as cromtides esto duplicadas, separadas longitudinalmente, exceto no centrmero. e) Durante a fase mais longa da mitose, as cromtides-irms se separam uma da outra e migram para as extremidades opostas da clula. 12.(Ctfmg 2011) Os grficos a seguir representam processos de diviso celular, em que X o nmero haploide de material gentico.

E incorreto afirmar que o processo a) I permite o crescimento de plantas. b) II ocorre nos testculos e ovrios.

c) I pode ocorrer em hemcias maduras. d) II est ligado variabilidade gentica. 13. (Fuvest 2011) A figura abaixo representa uma clula diploide e as clulas resultantes de sua diviso.

Nesse processo, a) houve um nico perodo de sntese de DNA, seguido de uma nica diviso celular. b) houve um nico perodo de sntese de DNA, seguido de duas divises celulares. c) houve dois perodos de sntese de DNA, seguidos de duas divises celulares. d) no pode ter ocorrido permutao cromossmica. e) a quantidade de DNA das clulas filhas permaneceu igual da clula me. 14. (Upe 2011) A figura abaixo representa um corte histolgico de raiz de cebola, na qual esto enumeradas diferentes fases do ciclo celular.

Assinale a frase que identifica corretamente a fase 5 (cinco) e a estrutura apontada com uma seta. a) A interfase est subdividida nas fases S, G1 e G2. A estrutura apontada o cloroplasto. b) Na metfase, os cromossomos esto alinhados na placa equatorial. A estrutura apontada o cloroplasto. c) Na metfase, os cromossomos esto alinhados na placa equatorial. A estrutura apontada a parede celular. d) Na telfase, ocorre a descondensao dos cromossomos e a citocinese centrpeta. A estrutura apontada o fragmoplasto. e) Na telfase, ocorre a descondensao dos cromossomos e a citocinese centrfuga. A estrutura apontada o fragmoplasto.

15. (Ufla 2010) Apresentam-se a seguir eventos que ocorrem durante o processo de diviso celular mittico. Analise os eventos e marque a alternativa CORRETA. I Condensao mxima dos cromossomos II Segregao cromatdica

III Cromossomos no equador da clula IV Desestruturao da carioteca Na metfase a) ocorrem somente os eventos I e III b) ocorrem somente os eventos I e II c) ocorrem somente os eventos II e IV d) ocorrem somente os eventos II e III 16. (Cftmg 2010) A questo refere-se ao grfico a seguir.

Um pesquisador, com a finalidade de estudar a forma e o tamanho dos cromossomos de uma clula, interrompeu a diviso celular na fase em que eles se encontravam na mxima condensao. Analisando esse processo, pode-se deduzir, corretamente, que a fase em questo a de nmero a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 17. (Ufpb 2010) Nos organismos eucariontes, cada cromossomo contm uma molcula de DNA. Nas clulas somticas diploides (2n) desses organismos, os cromossomos ocorrem aos pares e os que formam cada par so denominados cromossomos homlogos. Na tabela e no grfico a seguir, constam informaes sobre o nmero diploide de cromossomos em diferentes organismos e sobre a variao na quantidade de DNA, ao longo do ciclo celular. Organismo Nmero diploide de cromossomos Homem 46 Co 78 Drosfila 08 Cebola 16 Gato 38

Considerando as informaes dadas, os fenmenos caractersticos da mitose e a anlise da tabela e do grfico, identifique as afirmativas corretas: ( ) Nos ncleos das clulas somticas do gato, no final do perodo S, existiro 76 molculas de DNA distribudas nos 19 pares de cromossomos homlogos. ( ) Nas clulas somticas do co, na metfase mittica, os 39 pares de cromossomos homlogos estaro alinhados na regio equatorial. ( ) Nos ncleos das clulas da drosfila, no final do perodo G2, existiro 8 molculas de DNA. ( ) Nos ncleos das clulas do homem, no incio da prfase, existiro 46 pares de cromossomos homlogos iniciando o processo de espiralizao. ( ) Nos ncleos das clulas de cebola, no final da telfase, as clulas recm-formadas estaro com 8 molculas de DNA.

18. (Ufrgs 2010) Observe o quadro a seguir, referente a diferentes fases do ciclo celular de uma clula meitica de uma determinada espcie. A Nmero de cromtides por clula Nmero de cromossomos por clula 20 20 B 40 20 C 40 20 D 20 10 E 20 10 F 10 10

Com base nos dados apresentados no quadro, assinale a afirmao correta. a) A separao das cromtides-irms responsvel pela reduo do nmero de cromossomos entre as fases C e D. b) O aumento do nmero de cromtides em relao ao nmero de cromossomos na fase B consequncia da separao dos cromossomos homlogos. c) O valor n mantm-se constante em todas as fases do ciclo celular. d) O nmero de cromossomos de clulas haploides desta espcie 20. e) A reduo do nmero de cromtides entre as fases E e F deve-se separao das cromtides-irms. 19. (Unemat 2010) Uma clula animal, diplide, com 20 pares de cromossomos, vai passar pelo processo de diviso celular chamado meiose. Assinale a alternativa que corresponde corretamente fase da meiose com os nmeros de cromossomos desta clula. a) Na fase Paquteno, a clula ter 80 cromossomos. b) Na fase Metfase I, a clula ter 20 cromossomos. c) Na fase Anfase I, a clula ter 20 cromossomos. d) Na fase Anfase II, a clula ter 40 cromossomos. e) Na fase Telfase II, aps a citocinese, a clula ter 20 cromossomos. 20. (Unicamp 2010) O esquema a seguir representa trs fases do ciclo celular de uma clula somtica de um organismo diploide.

a) Qual o nmero de cromossomos em uma clula haplide do organismo em questo? Justifique sua resposta. b) Identifique se a clula representada de um animal ou de uma planta. Aponte duas caractersticas que permitam fazer sua identificao. Justifique. 21. (Ufjf 2010) Sequncias de DNA, codificantes ou no, tm sido muito utilizadas no melhoramento gentico vegetal e animal para marcar um gene de interesse. Uma das vantagens desses marcadores moleculares que eles acompanham o gene de interesse ao longo de vrias geraes. Essa vantagem baseia-se em uma das leis de Mendel. Qual essa lei e qual sua relao com a meiose? a) Segunda lei de Mendel, que afirma que os pares de alelos localizados em cromossomos no homlogos se distribuem independentemente na formao de gametas na Metfase I. b) Primeira lei de Mendel, que afirma que cada caractere determinado por um par de alelos que se separam independentemente na formao de gametas na Metfase I. c) Segunda lei de Mendel, que afirma que os pares de alelos localizados em cromossomos no homlogos se distribuem independentemente na formao de gametas na Anfase II. d) Primeira lei de Mendel, que afirma que cada caractere determinado por um par de alelos que se separam independentemente na formao de gametas na Anfase I. e) Segunda lei de Mendel, que afirma que os pares de alelos localizados em cromossomos no homlogos se distribuem independentemente na formao de gametas na Metfase II. 22. (Fgv 2009) Gmeos univitelinos ou monozigticos so aqueles formados a partir de um nico zigoto, o qual se divide em

blastmeros que permanecem separados e se desenvolvem em dois indivduos. A diviso celular em questo a a) meiose, e cada blastmero tem a metade do nmero de cromossomos do zigoto. b) meiose, e cada blastmero tem o mesmo nmero de cromossomos do zigoto. c) mitose, e cada blastmero tem a metade do nmero de cromossomos do zigoto. d) mitose, e cada blastmero tem o mesmo nmero de cromossomos do zigoto. e) mitose, e cada blastmero tem o dobro do nmero de cromossomos do zigoto. 23. (Fuvest 2009) Considere um indivduo heterozigoto Aa. a) O esquema 1 representa o ciclo celular. Numa clula desse indivduo heterozigoto, indique quantas unidades de cada alelo haver ao final das fases: - G1 (intervalo 1). - S (Sntese). - M (Mitose). b) No esquema 2, est representado o processo de diviso de um espermatcito desse mesmo indivduo. Preencha as clulas esquematizadas, nas fases I e II, indicando o tipo e o nmero de alelos em cada uma delas. Considere que no tenha ocorrido permutao.

24. (Enem 2009) Quando adquirimos frutas no comrcio, observamos com mais frequncia frutas sem ou com poucas sementes. Essas frutas tm grande apelo comercial e so preferidas por uma parcela cada vez maior da populao. Em plantas que normalmente so diploides, isto , apresentam dois cromossomos de cada par, uma das maneiras de produzir frutas sem sementes gerar plantas com uma ploidia diferente de dois, geralmente triploide. Uma das tcnicas de produo dessas plantas triploides a gerao de uma planta tetraploide (com 4 conjuntos de cromossomos), que produz gametas diploides e promove a reproduo dessa planta com uma planta diploide normal. A planta triploide oriunda desse cruzamento apresentar uma grande dificuldade de gerar gametas viveis, pois como a segregao dos cromossomos homlogos na meiose I aleatria e independente, espera-se que a) os gametas gerados sejam diploides. b) as cromtides irms sejam separadas ao final desse evento. c) o nmero de cromossomos encontrados no gameta seja 23. d) um cromossomo de cada par seja direcionado para uma clula filha. e) um gameta raramente ter o nmero correto de cromossomos da espcie. 25. (Ufpi 2009) A meiose, um tipo especial de diviso celular, envolve um ciclo de replicao dos cromossomos, seguido de dois ciclos de diviso celular, para produzir as clulas germinativas haplides, a partir de uma clula pr-meitica diplide. O esquema a seguir, adaptado de Lodish et al. (2005), demonstra e caracteriza os dois ciclos, meiose I e meiose II. Considerando que a clula pr-meitica tem duas cpias de cada cromossomo, identifique os principais eventos e marque a alternativa que contempla somente as proposies corretas.

a) 1) Cromossomo replicado (4n), durante fase S; 2) Sinapse e recombinao, em metfase II; 3) Anfase I; 4) Clulas-filha na metfase I; 5) Anfase II, sem segregao das cromtides e citocinese; 6) Clulas germinativas haploides. b) 1) Cromossomo no replicado (2n), durante fase M; 2) Sinapse sem recombinao, em metfase I; 3) Anfase I; 4) Clulas-filha na metfase I, com um nmero haploide de cromossomos; 5) Anfase II, sem segregao das cromtides e citocinese; 6) Clulas germinativas haploides. c) 1) Cromossomo replicado (4n), durante fase S; 2) Sinapse e recombinao, em metfase I; 3) Anfase I; 4) Clulas-filha na metfase II, com 2n cromossomo; 5) Anfase II, com segregao das cromtides e citocinese; 6) Clulas germinativas haploides. d) 1) Cromossomo replicado (2n), durante fase S; 2) Sinapse e recombinao, em metfase II; 3) Anfase I; 4) Clulas-filha, na metfase I; 5) Anfase II, sem segregao das cromtides e citocinese; 6) Clulas germinativas haploides. e) 1) Cromossomo replicado (4n), durante fase M; 2) Sinapse, sem recombinao em metfase I; 3) Anfase I; 4) Clulas-filha, na metfase II; 5) Anfase II, sem segregao das cromtides e citocinese; 6) Clulas germinativas haploides. 26. (Enem 2009) Os seres vivos apresentam diferentes ciclos de vida, caracterizados pelas fases nas quais gametas so produzidos e pelos processos reprodutivos que resultam na gerao de novos indivduos. Considerando-se um modelo simplificado padro para gerao de indivduos viveis, a alternativa que corresponde ao observado em seres humanos :

a)

b)

c)

d)

e) 27. (Fgv 2008) Sob condies experimentais adequadas, possvel fazer com que certos tipos celulares se dividam por mitose. Para isso, tais clulas so colocadas em frascos contendo meio de cultura e outras drogas necessrias induo da diviso celular. Com o objetivo de obter clulas para observar a mitose, um laboratorista adotou o seguinte procedimento: colocou uma amostra de sangue humano tratado com anticoagulante em um tubo de ensaio e, em seguida, centrifugou o tubo para precipitar os elementos mais pesados. Ao final do processo, observou-se o contedo do tubo e verificou-se a existncia de trs fraes bem distintas. As hemcias, mais pesadas, ocupavam a frao 1 do tubo. Acima destas, uma fina camada de linfcitos formava a frao 2. A frao 3 era constituda pelo plasma sanguneo. Para observar clulas em diviso, o laboratorista dever adicionar aos frascos de cultura a) apenas a frao 1. b) apenas a frao 2. c) apenas a frao 3. d) a frao 1 mais a frao 3. e) qualquer uma das trs fraes. 28. (Ufg 2008) O ciclo celular pode ser interrompido em determinadas fases para evitar a produo de clulas com erro no DNA. A ausncia de controle da diviso celular relaciona-se diretamente com o desenvolvimento de neoplasia (cncer). Um exemplo de controle do ciclo celular a interrupo em G1 pela protena p53, quando uma leso no DNA detectada. O que ocorre com uma clula quando essa protena ativada? a) Permanece em G0. b) Interrompe a sntese de DNA. c) Duplica os cromossomos. d) Torna-se poliploide. e) Passa para a fase S. 29. (Ufpa 2008) De um casal normal nasceu o primeiro filho com caritipo 2n = 47, XYY (Sndrome do duplo Y). Podemos inferir que o cromossomo Y extra foi decorrente de erro na a) meiose I da me. b) meiose II da me. c) meiose II do pai. d) meiose I do pai. e) no d para inferir onde o erro ocorreu. 30. (Ufrgs 2008) Observe as figuras a seguir, que representam diferentes anfases.

Assinale a alternativa que identifica os processos representados nas figuras A, B e C, respectivamente. a) meiose II - meiose I - mitose b) mitose - meiose II - meiose I c) meiose II - mitose - meiose I d) mitose - meiose I - meiose II e) meiose I - meiose II - mitose

31. (Unicamp 2008) A sndrome de Down, tambm chamada trissomia do cromossomo 21, afeta cerca de 0,2% dos recmnascidos. A sndrome causada pela presena de um cromossomo 21 a mais nas clulas dos afetados, isto , em vez de dois cromossomos 21, a pessoa tem trs. A trissomia do cromossomo 21 originada durante as anfases I ou II da meiose. a) Quando ocorre a meiose? Cite um evento que s ocorre na meiose. b) Explique os processos que ocorrem na anfase I e na anfase II que levam formao de clulas com trs cromossomos 21.

32. (Ufsc 2011) Leia atentamente o trecho abaixo. ... o que ele quer resolver agora no o problema da criana, mas o espao que ela ocupa na sua vida. E esses contatos medonhos do dia: explicar. J viu na enciclopdia que o nome da sndrome se deve a John Haydon Down (1828-1896), mdico ingls. maneira da melhor cincia do imprio britnico, descreveu pela primeira vez a sndrome frisando a semelhana da vtima com a expresso facial dos mongis, l nos confins da sia; da mongoloides. Que tipo de mentalidade define uma sndrome pela semelhana com os traos de uma etnia?... TEZZA, Cristvo. O filho eterno. 8. ed. Rio de Janeiro/So Paulo: Record, 2009. p. 42-43. No texto acima citado o nome do mdico que descreveu uma sndrome, hoje chamada de Sndrome de Down e a razo de se usar (erroneamente) o termo mongolismo. As sndromes cromossmicas so ocasionadas por alteraes no nmero de cromossomos (aneuploidias) ou por alteraes na sua estrutura (delees, inverses, entre outras). Normalmente os seres humanos apresentam 46 cromossomos em pares de homlogos, um paterno e outro materno. A Sndrome de Down determinada pela presena de 3 cromossomos (trissomia), ao invs do par usual de cromossomos homlogos no genoma humano. a) Qual par cromossmico apresenta a trissomia na Sndrome de Down? b) Escreva o caritipo do portador da Sndrome de Down. c) Cite o nome e escreva o caritipo de uma Aberrao Cromossmica Numrica envolvendo os cromossomos sexuais. d) Na Sndrome de Edwards temos uma trissomia do cromossomo 18. Suponha que um gene A esteja localizado neste cromossomo e que um indivduo portador desta sndrome seja homozigoto para este locus. Qual seria o nmero de cpias deste gene na metfase mittica de uma clula deste indivduo?

33. (Mackenzie 2009) Uma das causas possveis de abortamentos espontneos so as aneuploidias. A respeito de aneuploidias, assinale a alternativa correta. a) So alteraes nas quais a ploidia das clulas se apresenta alterada. b) Sempre so causadas por erros na meiose, durante a gametognese, no sendo possvel sua ocorrncia aps a fecundao. c) H casos em que um indivduo aneuploide pode sobreviver. d) Em todos os casos, o indivduo apresenta cromossomos a mais. e) A exposio a radiaes no constitui fator de risco para a ocorrncia desse tipo de situao. 34. (Pucpr 2009) Na espcie humana podem aparecer certas anomalias cromossmicas originadas durante a meiose, com a produo de gametas anormais. Com relao Sndrome de Turner e Sndrome de Klinefelter, relacione as colunas considerando as suas respectivas caracterizaes: (a) Sndrome de Klinefelter (b) Sndrome de Turner ( ) Caritipo 2A XXY. ( ) Sexo feminino, baixa estatura, pescoo curto e largo. ( ) Caritipo 2A X0. ( ) Sexo masculino, esterilidade, braos e pernas longos, ausncia de pelos. Assinale a alternativa que contm a sequncia CORRETA: a) a, b, a, b. b) a, b, b, a. c) a, a, b, b. d) b, a, a, b. e) b, b, a, a. 35. (Unifesp 2009) A laranja-baa surgiu de uma mutao cromossmica e uma espcie triploide. Em consequncia da triploidia, apresenta algumas caractersticas prprias. Sobre elas, foram feitas as seguintes afirmaes: I. A laranja-baa tem meiose anormal. II. Plantas de laranja-baa possuem pouca variabilidade gentica. III. Todas as plantas de laranja-baa so clones. Est correto o que se afirma em a) I, apenas. b) II, apenas. c) III, apenas. d) I e II, apenas. e) I, II e III. 36. (Uff 2007) O caritipo humano constitudo pelo conjunto completo dos cromossomos ordenados de um indivduo. No exame pr-natal de um casal cuja futura me tenha mais de 35 anos de idade e apresente casos de doenas genticas na famlia, o mdico deve indicar uma avaliao do caritipo fetal.

O caritipo humano esquematizado referente a um indivduo com certas caractersticas apontadas em uma das opes. Indique-a. a) Normal e do sexo masculino b) Com sndrome de Klinefelter e do sexo masculino c) Com sndrome de Down e do sexo masculino d) Com sndrome de Klinefelter e do sexo feminino e) Com sndrome de Down e do sexo feminino 37. (Ufrj 2006) Ao analisar o caritipo de clulas obtidas de uma criana com sndrome de Down, observou-se que 70% das clulas apresentavam 47 cromossomos, por exibirem a trissomia do cromossomo 21, e que 30% das clulas apresentavam um caritipo normal, ou seja, 46 cromossomos, sem trissomia do 21. Responda se o fenmeno da no-disjuno do par de cromossomos 21 ocorreu antes ou depois da formao do zigoto. Justifique sua resposta. 38 . (Unifesp 2002) A Sndrome de Down caracteriza-se pela presena de um cromossomo 21 a mais nas clulas dos indivduos afetados. Esse problema pode ser decorrente da no-disjuno do cromossomo 21 em dois momentos durante a formao dos gametas. Considerando a ocorrncia de tal no-disjuno, responda. a) Em quais momentos ela pode ocorrer? b) Utilize os contornos a seguir para representar uma das duas possibilidades, indicando na lacuna pontilhada qual delas foi escolhida para ser representada.

39. (Pucsp 2001) Suponha que uma mulher triplo-X seja frtil e produza vulos normais e vulos com dois cromossomos X. Sendo casada com um homem cromossomicamente normal, essa mulher ter chance de apresentar a) apenas descendentes cromossomicamente normais. b) apenas descendentes cromossomicamente anormais. c) 50% dos descendentes cromossomicamente normais e 50% cromossomicamente anormais. d) 25% dos descendentes cromossomicamente normais e 75% cromossomicamente anormais. e) 75% dos descendentes cromossomicamente normais e 25% cromossomicamente anormais. 40. (Pucmg 1999) A figura a seguir ilustra o processo denominado AMNIOCENTESE, utilizado para diagnstico pr-natal de doenas genticas. A tcnica consiste na remoo de uma pequena quantidade de lquido amnitico (que banha o feto durante o desenvolvimento embrionrio) para anlise. Nesse lquido so encontradas protenas e clulas que se soltam da pele do feto e dos revestimentos das vias gastrointestinais, respiratrias e genito-urinrias. As clulas imersas no lquido podem ser coletadas por centrifugao e utilizadas para estabelecer culturas de amnicitos. Essas culturas podem ser analisadas citologicamente, ou por anlise do DNA.

Sobre o processo acima descrito so feitas vrias afirmaes. Com base em seus conhecimentos e no texto acima, assinale a alternativa que apresenta um ERRO conceitual ou processual. a) O lquido amnitico funciona como amortecedor de choques mecnicos e propicia um ambiente adequado para o desenvolvimento do feto. b) Clulas presentes no lquido podem ser utilizadas para a determinao de anomalias cromossmicas. c) O processo pode ser indicado para gestantes com idade avanada, para as quais maior o risco de terem filhos com Sndrome de Down. d) A cariotipagem pode ainda ser utilizada para a deteco de erros inatos do metabolismo como, por exemplo, a hemofilia. e) A presena de alguns vrus, como o da rubola, apontam para possibilidade de ms formaes congnitas na criana. 41. (Ufc 1999) Uma mulher com a idade de 40 anos est grvida do primeiro filho. Ela sabe que, devido sua idade, o beb tem maior probabilidade de ser portador de alguma anomalia cromossmica. A cariotipagem pr-natal o exame mais indicado para esclarecer estas dvidas na fase uterina. Pergunta-se: a) Em que consiste este exame? b) Que exemplos de anomalias cromossmicas podem ser detectadas atravs deste exame (cite dois exemplos). c) Explique por que a probabilidade de gerar filhos com anomalias cromossmicas aumenta de acordo com a idade das mulheres. 42. (Fuvest 1999)Em certa linhagem celular, o intervalo de tempo entre o fim de uma mitose e o fim da mitose seguinte de 24 horas. Uma clula dessa linhagem gasta cerca de 12 horas, desde o incio do processo de duplicao dos cromossomos at o incio da prfase. Do fim da fase de duplicao dos cromossomos at o fim da telfase, a clula gasta 3 horas e, do incio da prfase at o fim da telfase, ela gasta 1 hora. Com base nessas informaes, determine a durao de cada uma das etapas do ciclo celular (G1, S,G2 e mitose) dessas clulas.

43. Um estudante, examinando varias pontas de raiz de uma cebola, contou 1000 clulas em alguma fase do ciclo celular. Assim, anotou os seguintes dados:

Conforme os resultados obtidos, o estudante concluiu que a fase mais rpida foi a a) interfase. b) prfase. c) metfase. d)anfase. e) telfase.

44. (ENEM) Um dos meios mais comuns de reproduo celular a mitose em que a clula-me gera duas cpias idnticas de si mesma. Suponha que, em determinado estudo, cada clula se reproduza por mitose somente uma vez e que esse processo seja acompanhado at a 10 gerao. Considerando-se que a figura acima ilustra as duas primeiras geraes do referido estudo, conclui-se que o nmero de mitoses que ocorreram durante esse estudo igual a: a) 64 b) 128 c) 256 d) 511 e) 512