Jornal dos Bairros - 16 Julho 2015

  • Published on
    22-Jul-2016

  • View
    212

  • Download
    0

DESCRIPTION

Jornal dos Bairros - 16 Julho 2015v

Transcript

  • ITAJA NAVEGANTES BALNERIO CAMBORI | 17 DE JULHO DE 2015 | ANO XVI | N 750

    Situao complicada

    Sem sucesso com pedido

    de liberdade, vereador j recorre ao

    terceiro advogado

    NovidadeMariana

    Leone estreia como

    colunista no JBPgina 8

    ENTREVISTAThiago

    Morastoni v com vergonha a situao do PT

    Pginas 4 e 5

  • O Jornal do Bairros uma publicao da empresa Letras Editora Ltda. (ME), com sede na Rua Anita Garibaldi, 425 Centro Itaja SC.Telefone: (47) 3344.8600 Site: www.jornaldosbairros.tv | Twitter: @jornalbairros

    Diretor: Carlos Bittencourt | direcao@bteditora.com.brColaboradores: Neide Uriarte e Alexandre BalbinoJornalista assistente: Marjorie Basso jornalismo@bteditora.com.br

    Diagramao: Solange Alves solange@bteditora.com.brDepartamento Comercial: (47) 3344.8600

    Circulao: Itaja, Balnerio Cambori, Navegantes e regio.Fale conosco: Sugesto de temas, opinies ou dvidas: direcao@bteditora.com.br | jornalismo@jornaldosbairros.tv

    O Jornal dos Bairros no se responsabiliza pelos artigos assinados pelos seus colaboradores ou de matrias oriundas de assessorias de imprensa de rgos oficiais ou empresas particulares.

    EXPEDIENTE

    Jornal filiado Associao dos Jornais do Interior de Santa CatarinaRua Adolfo Melo, 38, Sala 901, Centro, Florianpolis, CEP 88.015-090Fone (48) 3029.7001 e-mail: adjorisc@adjorisc.com.br

    Jornal dos Bairros - ITAJA/SC - Edio N 750 - 17 DE JULHO de 2015 | Ano XVI | Pgina 2

    ALEXANDRE BALBINO

    Balbino&voc

    ARTIGO

    ASSUNTO DA SEMANA: UMA NOVA DIREO PARA

    MUITAS VIDAS

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Concorrncia: ameaa ou oportunidade?

    Por Sidney Cohen, palestrante, diretor da Bit Partner Consultoria Empresarial

    REBELO & ZENDRONADVOGADOS

    Rua Dr. Pedro Ferreira, 155, sala 1502 15 andar - Centro - Itaja

    Fone: (47) 3398.1165 | (47) 9923.7503

    Como voc tem reagido no trn-sito? Qual seu posicionamento quan-do voc pega seu veculo e dirige pelas ruas da cidade? bom ressaltar que o trnsito feito de pessoas, e so elas, incluindo eu e voc, que podem fazer do trnsito um ambien-te seguro e tranquilo. Nosso meio de transporte para o servio da vida, da convivncia e do progresso. Va-mos proteger a vida e respeitar as leis de trnsito.

    A partir de hoje vamos aprovei-tar este espao para tambm conhe-cer algumas histrias de luta, de su-

    perao, de tristeza de pessoas que sofreram direta ou indiretamente, ou esto passando por dificuldades, de-vido violncia no trnsito.

    Aproveito esta primeira oportu-nidade para contar a minha histria. Tudo aconteceu em janeiro de 1997, quando eu e minha namorada (hoje esposa) sofremos um acidente de moto, ocasionado por um veculo que avanou o sinal vermelho, bem ao lado do semforo do cruzamento da Univali. Na ocasio o capacete da Luciana caiu e com o impacto ela sofreu traumatismo craniano, entran-do em estado de coma no mesmo momento. Foi mais de um ano de reabilitao, em todos os sentidos. Reaprendeu a falar, andar, comer, reconhecer as pessoas, e tivemos a vitria dentro de tantos momentos difceis. Um abrao, uma palavra, a ateno dos amigos neste momento foram fundamentais para o proces-so de reabilitao. Somo casados h mais de 16 anos e temos trs filhos lindos.

    Gostaria de conhecer tambm a sua histria para que venha a ser divulgada na prxima semana. Com-partilhe conosco um pedacinho da sua trajetria. Aguardo seu conta-to pelo e-mail contato@traumatran.com.br.

    O que seria da empresa se ela no tivesse concor-rncia? A competitivida-de entre empresas est mais acen-tuada, e entender a concorrncia de perto, poder trazer benefcios para sua organizao. A ameaa da concorrncia pode se trans-formar em grande oportunidade. Neste contexto, dou algumas di-cas sobre como a concorrncia pode servir como fonte de inspi-rao.

    1. Fique atento aos pontos fracos de seu concorrente: se eles representam os seus pontos fortes, voc tem grandes chances de sur-preender o mercado.

    2. Faa o dever de casa: para entender o concorrente, no ser preciso ir muito longe. Geralmen-te as empresas possuem um hist-rico informatizado de oportunida-des ganhas e perdidas. Neste caso, ser possvel mapear as informa-es importantes como empresas vencedoras, preos praticados, dentre outros. Algumas elabora-ram um ranking das empresas que participaram das oportunidades, com o objetivo de pontuarem os fatores que contriburam para o sucesso e fracasso. Mensalmente o ranking deve ser monitorado com o objetivo de se chegar ao topo. Para isso ser importante conver-ter erros em acertos, de forma es-tratgica, transformando oportuni-

    dades em negcio fechado.3. Fontes externas: so muitas

    as fontes, destaco o site do con-corrente, notcias, redes sociais (certifique-se antes da veracidade da informao) e principalmente o seu cliente. Estude o mercado, fi-que atento aos casos de benchma-rking, modelos de procedimentos adotados por empresas que so referncias, mesmo que no con-correntes, podero ser adaptadas em sua empresa.

    4. Evite promessas: no caia na tentao de se praticar o pre-cinho e prazo, muitas vezes estimulados pela concorrncia. preciso ter um fluxo de caixa est-vel para se praticar essas aes.

    5. Seu cliente merece aten-o: conhea profundamente o seu cliente a ponto de atend-lo 100%. Caso contrrio, ele ir ba-ter na porta do seu vizinho, seu concorrente.

    6. Cliente oculto: bastante aplicado para avaliar a qualidade, atendimento e processos da pr-pria empresa, vem sendo aplicado tambm para entender melhor a concorrncia. comum em pe-quenas empresas o prprio dono ser cliente do seu concorrente para estud-lo melhor.

    O cliente o seu desejo, o concorrente o seu rival. preciso sempre buscar a superao, para surpreend-los.

  • WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Jornal dos Bairros - ITAJA/SC - Edio N 750 - 17 DE JULHO de 2015 | Ano XVI | Pgina 3

    O primeiro semforo sonoro de Itaja foi instalado nesta semana no cruzamento da rua Herclio Luz com a avenida Sete de Setembro, no Centro. Agora, deficientes visuais podem atra-vessar a via com o auxlio dos sinais sonoros. O sistema funciona por meio de um boto especial junto ao semfo-ro. A Secretaria de Segurana trabalha para instalar o sistema em outras vias do municpio.

    O semforo comeou a operar na ltima segunda-feira. O deficiente vi-sual pode pressionar o boto e receber sinais sonoros para saber o momento certo de fazer a travessia. O equipa-

    mento avisa quando os veculos param e quando o semforo est prestes a re-abrir.

    Para a secretria de Segurana, Susi Bellini, a aquisio e instalao do equipamento uma forma de o mu-nicpio contribuir para a construo de uma cidade sem excluso social. A im-plantao dos semforos sonoros teve apoio da Cmara de Vereadores, com indicao dos 21 parlamentares. A pre-feitura pretende instalar outros equipa-mentos entre as ruas Francisco de Pau-la Seara e Indaial. A escolha ocorreu porque ali perto fica a Associao dos Deficientes Fsicos da Foz do Itaja.

    Itaja ganha primeiro semforo com sistema sonoro para deficientes visuais

    Divulgao

    Equipamento avisa quando carros pararam e quando o

    semforo est prestes a abrir

    A defesa do vereador Jos Al-vercino Ferreira (PP), preso na ltima tera-feira, est tendo trabalho para conseguir sua liber-dade. Desde que foi detido, o par-lamentar mudou de advogado pelo menos duas vezes. Nesse perodo tambm teve um pedido de habeas corpus negado pela Justia.

    Z Ferreira investigado na ope-rao Parada Obrigatria I e II do Grupo de Atuao Especial de Com-bate ao Crime Organizado (Gaeco). O procedimento comeou em 2013 e se refere a corrupo e lavagem de dinheiro decorrentes de fraudes en-volvendo rgos de trnsito e empre-sas de Itaja, Florianpolis, Brusque e Lages.

    Desde a manh de quinta-feira, quem cuida do processo envolven-do o vereador o advogado Marlon Charles Bertol. Ele aguardava o rece-bimento de cpias do processo judi-cial para entrar com novos recursos para a liberdade de Z.

    Vamos ingressar com novos pleitos quando chegarem as cpias. Sem elas, o exerccio de defesa im-pedido _ disse na quinta.

    Alm de Z Ferreira, outras trs pessoas foram presas na operao,

    sendo uma em Itaja, uma em Lages e uma em Brusque. O segundo pre-so em Itaja foi liberado no mesmo dia. As investigaes do Gaeco so sobre crimes de falsidade ideolgica, corrupo passiva e ativa, advocacia administrativa, lavagem de dinheiro, associao criminosa e quadrilha, dentre outros. Durante todo o proce-dimento foram investigadas mais de doze pessoas, dentre agentes pbli-cos e empresrios, alm de sete em-presas, todos envolvidos em tese nos crimes apurados.

    Tambm houve 17 mandados de busca e apreenso expedidos pelo Juzo da 1 Vara Criminal da Comar-ca de Itaja, em residncias, rgos pblicos e empresas nas cidades de Itaja, Florianpolis, Penha, Brusque e Lages. Foram sequestrados cerca de R$ 5 milhes em bens e dinheiro.

    Como as investigaes prosse-guem, o Gaeco no forneceu detalhes sobre a operao e como atuavam as pessoas investigadas no esquema. No dia de sua priso, o vereador conse-guiu conversar com a reportagem do Jornal dos Bairros por telefone en-quanto aguardava para prestar escla-recimentos.

    No sabia o que estava acon-

    Defesa do vereador Z Ferreira se prepara para novo pedido de liberdadeParlamentar foi preso na tera-feira em operao que investiga corrupo envolvendo rgos de trnsito

    Vereador teve um pedido de liberdade negado durante a semana

    tecendo, mas entregamos todos os documentos porque no devo nada disse o vereador sobre o cumprimento de mandados de busca e apreenso em seu gabine-te na Cmara de Vereadores.

    Na quarta-feira o site da c-mara de Itaja foi hackeado e uma foto do vereador preso, que circu-lava no whats app, acabou indo parar na pgina inicial. O proble-

    ma foi resolvido no mesmo dia. A casa deve definir nos pr-

    ximos dias quem presidir a co-misso de tica, que era presidida por Z Ferreira. Apesar de o re-cesso dos vereadores ter comea-do na quinta, a procuradoria da cmara informou que os traba-lhos administrativos prosseguem, por isso necessrio nomear um novo presidente.

    Cmara de Vereados / Divulgao

  • Jornal dos Bairros - ITAJA/SC - Edio N 750 - 17 DE JULHO de 2015 | Ano XVI | Pgina 4

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Jornal dos Bairros - Fazendo um balano da atual administrao munici-pal, o senhor comumente pontua vrios aspectos em sua pgina no Facebook de descaso com o dinheiro pblico. Na sua opinio, a gestao oramentria a principal dificuldade que Itaja enfrenta hoje?

    Thiago Morastoni Eu acredito que hoje os grandes problemas que a administrao municipal enfrenta so al-guns. Em especial o excesso de parti-dos polticos que foram compostos para se ganhar a eleio. Isso hoje causa um problema porque coloca o prefeito sem-pre sob aquela necessidade dos partidos de estarem indicando pessoas, buscando caminhos de poder dentro do governo. Esse um grande problema. Penso que os problemas da administrao tambm so frutos de um cansao da administra-o. Esse o segundo mandato do pre-feito Jandir Bellini depois de ter sado a primeira vez da prefeitura, ento foram oito anos, ficou quatro anos fora e vol-tou oito. Ento, so basicamente as mes-

    mas pessoas que compem o governo. Isso gera nessas pessoas um sentimento de que j sabem tudo, que nada pode ser diferente, gera, tambm, um cansao natural. Ento, esses pontos, na minha opinio, so os principais problemas do governo.

    Jornal dos Bairros Ainda sobre o Facebook, o senhor costuma responder comentrios e at entrar em discusses cansativas, diferentes de outros polti-cos, que tm suas pginas administra-das pela assessoria de imprensa. Essa foi uma cultura que o senhor implantou? Pretende levar adiante?

    Thiago Morastoni Com certeza. Desde pequeno eu sempre fui muito liga-do Internet. Acredito que hoje as redes sociais representam um grande veculo de comunicao para o poltico, para um empresrio, para qualquer pessoa que exera sua funo, em manter um di-logo direto com a populao, com o seu cliente, enfim. um mecanismo para um bom dilogo. Eu respondo pessoalmente.

    Tenho uma pgina [no Facebook] que de comunicao, administrada pela mi-nha assessoria, mas tenho um Facebook, Twitter e Instagram, enfim, as minhas redes sociais, sou eu mesmo que admi-nistro e procuro responder todos. Isso , sim, um trabalho bastante puxado e can-sativo, isso porque temos ali, por exem-plo, 200 mensagens para responder. Mas acredito que uma forma de eu estar me comunicando, debatendo com a socie-dade os problemas de Itaja e os reflexos do mandato; ouvindo opinies, crticas, os problemas da cidade, que muitas ve-zes so trazidos atravs das redes sociais, problemas em ruas, em escolas. A partir das redes sociais, ns tambm buscamos informaes para atuao parlamentar.

    Jornal dos Bairros Recentemen-te, o senhor pediu informaes sobre o novo Mercado Pblico de Itaja e elas foram negadas. De modo geral, falta clareza na conduo de obras pbli-cas?

    Thiago Morastoni Acredito que

    Thiago Morastoni fala de crise e compara o momento poltico nacional com a situao de Itaja

    Nesta semana, o Jornal dos Bairros conversou com o vereador de Itaja Thiago Morastoni (PT). Possvel candidato prefeitura em 2016, o parlamentar comentou os reflexos do bombardeiro de informa-es sobre os escndalos envolvendo o Partido dos Trabalhadores (PT) na-cionalmente e disse se envergonhar.

    Thiago admitiu que permanecer na sigla por essas razes cada vez mais difcil, mas foi furtivo ao tratar sobre sua movimentao poltica. Ainda sobre crise, o vereador com-parou o momento vivido pelo PT com o cenrio atual de Itaja. So muitos anos de um mesmo governo em ambos os casos e essa falta de renovao, para ele, prejudica a de-mocracia.

    Como no poderia deixar de ser, o vereador _ que assumiu uma cadeira na cmara em 2012, quando foi eleito com 2.448 votos _ comen-tou a fala do prefeito da cidade que o chamou de mentiroso. Tambm pal-pitou sobre os possveis candidatos a prefeito lembrando que seu pai, o ex-prefeito Volnei Morastoni, pode estar nessa lista.

    Quando se desrespeita no um, mas alguns

    vereadores, desrespeita-se o poder legislativo

    "

    "

    Marcelo Roggia

  • WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Jornal dos Bairros - ITAJA/SC - Edio N 750 - 17 DE JULHO de 2015 | Ano XVI | Pgina 5

    Eu tenho um sonho de

    administrar Itaja, no

    sei se vai ser agora, no

    sei se daqui quatro, oito, doze ou vinte

    anos

    "

    "

    sim. O maior reflexo disso um pedido de um vereador, um pedido de um mem-bro do poder legislativo, que tem den-tro das suas atribuies a fiscalizao. Quando pedimos informaes, quando buscamos saber o que que est aconte-cendo com o municpio, seja em obras, em aplicaes de recursos, execuo de servios, esse o trabalho fiscalizador de um vereador. Quando se sonegam essas informaes e negam os pedidos preju-dicial para a democracia, para a socieda-de, especialmente, para a conduo do trabalho parlamentar. Hoje, ns temos a grata vantagem de contar com uma Lei da Transparncia. Temos os caminhos administrativos e judiciais para buscar essas informaes, que s vezes so so-negadas, e isso que eu tenho feito.

    Jornal dos Bairros O senhor j se posicionou nas redes sociais sobre a atitude do prefeito Jandir de ir a um programa televisivo e chamar o senhor e outros vereadores de mentirosos. O senhor acredita que essa atitude foi em funo de que ele no ser mais can-didato prefeito, do contrrio teria se mantido em silncio?

    Thiago Morastoni O prefeito Jandir um grande homem. Ele sempre se manteve sereno, calmo, um homem zeloso com suas posies. Acredito que aquela posio dele uma posio real-mente de quem est sem pacincia, em virtude de que ele est vivendo em uma panela de presso. Essa panela de presso ela existe por aqueles motivos j relata-dos, seja o excesso de partidos polticos, de pessoas sempre querendo buscar van-tagens pessoais, cargos, indicaes, en-fim. Essa panela de presso em virtude dos problemas de governabilidade dele. O problema do prefeito no est na opo-sio, mas sim dentro da prpria base do governo. o prprio governo que vem criando problemas para o prefeito. Hoje [14 de julho] ns tivemos um exemplo disso que foi a priso de um vereador, que at pouco tempo atrs era o chefe do Codetran [Coordenadoria de Trnsito de Itaja], era uma pessoa indicada pelo prefeito, era de confiana do prefeito. So situaes como essas que colocam ele em um estado de nervos mais aflora-do. Tenho certeza que, por mais que foi ofensivo, porque eu me senti ofendido como vereador, como sociedade, ns no esperamos que o prefeito da cida-de esteja sem pacincia para conduzir o governo. Agora, em especial, acho que uma ofensa ao poder legislativo. A se-parao dos poderes, como o legislati-vo, judicirio e executivo, deve ocorrer

    de forma harmnica, independente, mas harmnica. Quando se desrespeita no um, mas alguns vereadores, desrespeita-se o poder legislativo, a separao dos poderes. Nesse sentido foi ofensivo. En-tendo o prefeito tambm e a forma como ele est vivendo hoje, em meio a esse turbilho do governo, e no o condeno por isso. Pelo contrrio, acredito que ele deve reestabelecer o equilbrio emocio-nal para conseguir conduzir o governo nesse um ano e meio de mandato que ainda lhe restam. Acredito que ele tem condies de fazer um grande final de mandato, deixando a prefeitura enxuta, limpa para o prximo gestor. Indepen-dentemente de quem vai ser, algum vai suced-lo. Transferir os problemas para essa nova administrao no o caminho correto. Nesse um ano e meio que lhe faltam de mandato, penso que ele deva terminar sua histria de 16 anos frente prefeitura de Itaja com um enxugamen-to da mquina e tambm cortar algumas estruturas que se criam e engessam e fa-zem mal administrao pblica.

    Jornal dos Bairros Podemos es-perar o senhor como candidato prefei-tura nas eleies municipais de 2016?

    Thiago Morastoni As minhas aes na Cmara de Vereadores no so visando a eleio. As minhas aes, neste momento, so o cumprimento do meu mandato, um mandato que me foi outorgado em 2012 pela populao e eu tenho obrigao de cumpri-lo de forma fiel, clara, transparente. dessa forma

    que eu exercito o mandato. Acredito que estamos entrando em um vcuo poltico, um momento de mudanas da gesto, temos um prefeito que no mais can-didato, ento surgem possibilidades e eu estou disposio. Posso ser candidato a vereador novamente, posso ser candida-to a prefeito ou vice-prefeito. Essas coi-sas fogem do nosso controle, no somos ns que definimos, isso um processo coletivo de decises. Muitas coisas iro mudar ainda daqui para frente e acredito que, para termos um cenrio mais claro a respeito das eleies, somente a par-tir de maro ou abril do ano que vem. Eu tenho um sonho de administrar Ita-ja, no sei se vai ser agora, no sei se daqui quatro, oito, doze ou vinte anos. Eu vou me colocar disposio da po-pulao, seja como vereador, seja como prefeito e, se eu receber essa confiana, vou procurar cumpri-la fielmente como procuro cumprir esse primeiro mandato de vereador.

    Jornal dos Bairros Hoje, o PT nacional vive uma crise muito sria, no sul do Brasil ainda mais grave visto que grande parte dos eleitores rejeita a presidente Dilma Rousseff. Para um poltico jovem e de carisma como o se-nhor, ficou insustentvel permanecer no partido?

    Thiago Morastoni No tenho como dizer que a situao no gra-ve. Eu, sinceramente, acredito que o PT paga o mesmo preo do que eu falei an-teriormente do prefeito Jandir. So trs mandatos, indo para o quarto mandato consecutivo na Presidncia da Repbli-ca. H muitos erros, problemas, coisas erradas sendo feitas. Isso, sem dvida, acaba transferindo a ns, polticos locais da base, um peso muitas vezes que insustentvel. A situao poltica do PT hoje , sim, bastante delicada e isso me reflete negativamente. Eu no fico confor-tvel com isso porque esses problemas, esses desmandos, tm sido cometidos por outras pessoas, pessoas estas que so filiadas ao meu partido e isso me enver-gonha, me entristece, me deixa bastante chateado e decepcionado. Eu acreditei e acredito que o governo deve agir de ou-tra forma e hoje, cada vez que sai uma notcia decepcionante. Eu espero que tudo isso que vem sendo veiculado sobre os crimes sendo cometidos contra a Pe-trobrs, contra a administrao pblica e no s os crimes, mas a prpria m gesto, sejam amplamente questionados, julgados de uma forma correta, execu-tando o devido processo legal e havendo culpa, que essas pessoas sejam devida-

    mente punidas pelos seus atos.

    Jornal dos Bairros O senhor es-tuda deixar o partido para concorrer em uma nova sigla no ano que vem? Houve conversas com quais siglas?

    Thiago Morastoni Sim, isso pode acontecer. Tenho recebido convites de algumas siglas e conversado. Ainda muito prematuro afirmar que v aconte-cer ou no, mas existe a possibilidade.

    Jornal dos Bairros Escutamos alguns nomes que devem concorrer a prefeito de Itaja na prxima eleio municipal, como Paulo Bornhausen, Deodato Casas, Nkolas Reis e at o prprio Dcio Lima. Quem o senhor considera que realmente pode concor-rer prefeitura em 2016?

    Thiago Morastoni Ainda muito cedo para se falar nisso, mas temos alguns nomes possveis de candidatos a prefeito em Itaja. O Paulinho Bornhausen um nome, o ex-prefeito Volnei Morastoni, o deputado Dcio Lima, a vice-prefeita Dalva Rhenius, o Deodato e o Nkolas que j foram candidatos. Essas pessoas, naturalmente, tm tendncias maiores de acabar concorrendo, mas esse cen-rio pode mudar a qualquer momento. Ulysses Guimares dizia que a poltica como as nuvens: voc olha e est de um jeito, daqui a pouco voc olha de novo e est de outro. Nesse sentido, hoje os candidatos so uns, amanh podem ser outros. Dificilmente, foge dessa lista de nomes que j est sendo bastante discu-tida e bastante divulgada por a.

    A situao poltica do PT hoje ,

    sim, bastante delicada e isso

    me reflete negativamente

    "

    "

  • WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Jornal dos Bairros - ITAJA/SC - Edio N 750 - 17 DE JULHO de 2015 | Ano XVI | Pgina 6

    Neide Uriarteneidefestas@matrix.com.br

    9977.2390

    em DestaqueSociedade

    No ltimo sbado, 11 de julho, a linda e mei-ga Antnia Bellini Coelho comemorou seu primei-ro aniversrio. Seus pais Monique Macedo Bellini Coelho e Carlos Coelho prepararam uma belssima festa para reunir a famlia e amigos. Decorao

    belssima do salo de festas do Brava Beach e as crianas brincando alegres foram os destaques no aniversrio da princesinha Antnia. Pedimos ao Papai do cu que sempre cuide com carinho da Antnia e sua famlia.

    Festa do 1 aniversrio de Antnia Bellini Coelho

    Desfile Rural O desfile rural no Centro de Itaja neste sbado

    marca a chegada da Festa Nacional do Colono que ocorre no prximo fim de semana. A 33 edio da festa ter a tradicional exposio de animais, comida tpica e apresentaes culturais. Neste ano, o show de encerramento da festa ser com Luan Santana e deve lotar. Neste ano a festa ocorre de 23 a 26 de julho.

    Victor Schneider

  • WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Jornal dos Bairros - ITAJA/SC - Edio N 750 - 17 DE JULHO de 2015 | Ano XVI | Pgina 8

    Em 2013, a vida da bioqumica Mariana Leo-ne, 41, deu uma volta de 360 graus. A des-coberta de um cncer mudou a rotina da pa-ranaense de Curitiba e causou dvidas sobre como seriam os dias aps o diagnstico. A partir das pa-lavras harmoniosas do marido, Mariana passou a enxergar a vida com outros olhos e criou, no mes-mo ano, o projeto Cncer com Alegria.

    _ Entrei em desespero quando descobri o cn-cer. Meu marido perguntou: voc vai viver o cn-cer com tristeza ou com alegria? _ lembra.

    O empurro do marido Fbio Leone, 43, fez com que Mariana desse os primeiros passos para dar vida ao novo projeto. O Cncer com Alegria nasceu h dois anos em uma pgina do Facebook, dias depois da descoberta de um cncer sseo. A ideia inicial de Mariana era mostrar, por meio das postagens, que possvel dar a volta por cima mes-mo aps o diagnstico.

    _ Meu marido dizia para eu fazer alguma coi-sa, como jardinagem, para esquecer um pouco a doena. Foi ele tambm que deu a ideia do blog _ conta.

    As primeiras postagens no Facebook eram re-lacionadas moda, como forma a elevar a autoes-tima de pacientes diagnosticados com cncer. No comeo, os seguidores da pgina de Mariana eram os familiares e amigos. A pgina cresceu e atual-mente recebe mais de 500 visualizaes por dia.

    Hoje, o Cncer com Alegria faz parte da As-sociao Madre Teresa, do Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen, em Itaja. Uma das principais aes do projeto o banco de lenos virtual e fsico.

    _ Criei o banco online assim que comecei o blog. Meus amigos me davam muitos lenos de presente e, certo dia, minha casa estava cheia de-les. Foi a que eu resolvi do-los.

    Agora, Mariana consegue manter um estoque no apenas com lenos, mas arrecada toucas, ca-checis, xales de tric, cabelos e perucas. As doa-es fsicas so feitas na Associao Madre Teresa. L, qualquer pessoa pode deixar a doao. O pro-jeto voltado para os 11 municpios da Associao dos Municpios da Foz do Rio Itaja (Amfri). As doaes para o banco virtual podem ser feitas por meio da pgina www.facebook.com/cancercoma-legria.

    Para impulsionar os trabalhos beneficentes e dar esperana a pacientes e familiares de pessoas com cncer, Mariana participa de dois programas televisivos, na TV Brasil Esperana e na TV Uni-vali. Na prxima semana, ela far parte do Jornal dos Bairros com uma coluna que trar curiosida-des e mensagens positivas para auxiliar as pessoas em tratamento. Acompanhe e saiba como interagir com a nova colunista.

    Fundadora do projeto Cncer com Alegria passa a fazer parte da equipe do Jornal dos Bairros

    Moradora de Itaja dar dicas e trar mensagens de apoio a familiares e pessoas em tratamentoJornal dos Bairros

    Mariana Leone mantm um banco de perucas e lenos para quem perdeu os cabelos