Jornal dos Bairros - 13 Maio 2016

  • Published on
    30-Jul-2016

  • View
    215

  • Download
    3

DESCRIPTION

Jornal dos Bairros - 13 Maio 2016

Transcript

  • Porto de Itaja investigado por renncia de receita no contrato com a Marina

    Itaja, 13 de maio de 2016 | Ano XXI | N 788Feito para todas as classes

    Alexandre BalbinoMaio Amarelo, por um trnsito mais humano. | Pg. 2

    Neide UriarteVeja as fotos do lanche beneficente promovido pela Associao das Voluntrias de Itaja. Pg. 6

    Vereadora Anna Carolina no cassada e Tonho da Grade pode responder processo por improbidade administrativa

    Pg. 5

    Poltica

    Pg. 4

    Hospital Marieta tem vagas na rea de enfermagem

    Sade

    | Pg. 3

    A Festa do Colono deste ano foi cancelada pela Prefeitura de Itaja alegando a situao financeira por que passam hoje os governos municipal e estadual, alm das empresas patrocinadoras. | Pg. 5

  • Ano XXI - edio 788 - 13 de maio de 2016

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    2 Opinio

    Diretor: Carlos Bittencourt | direcao@bteditora.com.brColaboradores: Neide Uriarte, Alexandre Balbino e Mariana LeoneEdio: Marjorie Basso | jornalismo@bteditora.com.br

    Diagramao: Solange Alves solange@bteditora.com.br

    Departamento Comercial: (47) 3344.8600

    Circulao: Itaja, Balnerio Cambori, Navegantes e regio.Fale conosco: Sugesto de temas, opinies ou dvidas: direcao@bteditora.com.br | jornalismo@jornaldosbairros.tv

    Jornal filiado Associao dos Jornais do Interior de Santa CatarinaRua Adolfo Melo, 38, Sala 901, Centro,Florianpolis, CEP 88.015-090Fone (48) 3029.7001 e-mail: adjorisc@adjorisc.com.br

    O Jornal do Bairros uma publicao da empresa Letras Editora Ltda. (ME), com sede na Rua Anita Garibaldi, 425Centro Itaja SC.Telefone: (47) 3344.8600 Site: www.jornaldosbairros.tv

    O Jornal dos Bairros no se responsabiliza pelos

    artigos assinados pelos seus colaboradores ou de

    matrias oriundas de assessorias de imprensa de

    rgos oficiais ou empresas particulares.

    Expediente

    Alexandre Balbinobalbinoitajai@gmail.com

    facebook.com/aschmitbalbino

    (47)3241.6338

    Imagem da semana

    Por um trnsito mais humano Maio AmareloO Maio Amarelo e o tempo de pensar como vamos nos comportar ao entrarmos

    no ambiente chamado trnsito. O volume de veculos vem aumentando a passos lar-gos e o tempo gasto dentro dos carros tem crescido. Uma das piores consequncias disso o aumento da violncia, so atitudes de desrespeito ora com pedestres, ora com outros condutores. Muitas vezes o veculo utilizado como uma arma nessa luta urbana, onde cada um se acha no direito de ultrapassar os limites no s da velocida-de, mais do desrespeito com o prximo.

    Sobre a dcada de ao para a segurana no trnsitoA Assembleia Geral das Naes Unidas editou, em maro de 2010, uma resoluo

    definindo o perodo de 2011 a 2020 como a Dcada de Aes para a Segurana no Trnsito. O documento foi elaborado com base em um estudo da OMS (Organizao Mundial da Sade) que contabilizou, em 2009, cerca de 1,3 milho de mortes por acidente de trnsito em 178 pases. Aproximadamente 50 milhes de pessoas sobre-viveram com sequelas.

    So 3 mil vidas perdidas por dia nas estradas e ruas ou a nona maior causa de mor-tes no mundo. Os acidentes de trnsito so o primeiro responsvel por mortes na faixa de 15 a 29 anos de idade; o segundo, na faixa de 5 a 14 anos; e o terceiro, na faixa de 30 a 44 anos. Atualmente, esses acidentes j representam um custo de US$ 518 bilhes por ano ou um percentual entre 1% e 3% do PIB (Produto Interno Bruto) de cada pas.

    Se nada for feito, a OMS estima que 1,9 milho de pessoas devem morrer no trnsito em 2020 (passando para a quinta maior causa de mortalidade) e 2,4 milhes, em 2030. Nesse perodo, entre 20 milhes e 50 milhes de pessoas sobrevivero aos acidentes a cada ano com traumatismos e ferimentos. A inteno da ONU com a Dcada de Ao para a Segurana no Trnsito poupar, por meio de planos nacionais, regionais e mundial, cinco milhes de vidas at 2020.

    O Brasil aparece em quinto lugar entre os pases recordistas em mortes no trnsito, precedido por ndia, China, EUA e Rssia e seguido por Ir, Mxico, Indonsia, frica do Sul e Egito. Juntas, essas dez naes so responsveis por 62% das mortes por acidente no trnsito.

    O problema mais grave nos pases de mdia e baixa renda. A OMS estima que 90% das mortes acontecem em pases em desenvolvimento, entre os quais se inclui o Brasil. Ao mesmo tempo, esse grupo possui menos da metade dos veculos do planeta (48%), o que demonstra que muito mais arriscado dirigir um veculo especial-mente uma motocicleta nesses lugares.

    As previses da OMS indicam que a situao se agravar mais justamente nesses pa-ses, por conta do aumento da frota, da falta de planejamento e do baixo investimento na segurana das vias pblicas.

    De acordo com o Relatrio Global de Segurana no Trnsito 2013, publicado pela OMS recentemente, 88 pases membros conseguiram reduzir o nmero de vtimas fatais. Por outro lado, esse nmero cresceu em 87 pases.

    A chave para a reduo da mortalidade, segundo o relatrio, garantir que os es-tados-membros adotem leis que cubram os cinco principais fatores de risco: dirigir sob o efeito de lcool, o excesso de velocidade, no uso do capacete, do cinto de se-gurana e das cadeirinhas. Apenas 28 pases, que abrigam 7% da populao mundial, possuem leis abrangentes nesses cinco fatores.

    Fonte: http://maioamarelo.com/o-movimento/#more-4

    Sociedade Cultural e Beneficente Sebastio LucasRua Alfredo Trompowisky, 517, Vila Operria Itaja SC

    Assembleia Geral OrdinriaEdital de Convocao

    A Presidente da Sociedade Cultural e Beneficente Sebastio Lucas, convoca os seus associados para a Assembleia Geral Ordinria, que ser realizada no dia 25 de maio de 2016 (quarta-feira), em sua sede social a rua Alfredo Trompowisky, 517, Vila Operria Itaja SC, com incio s 20h em primeira convoca-o, ou s 20h30 em segunda convocao com qualquer nmero dos presentes, para deliberarem sobre a seguinte Ordem do Dia: Eleio do Conselho Deliberativo.

    Itaja (SC), 03 de maio de 2016.

    Grazielle Gleise Santana PresidenteGraziela Cristina Gonalves Presidente do Conselho Deliberativo

    Foco na soluoUm paciente vai ao terapeuta e diz: Estou com um problema: Toda vez que estou

    na cama, acho que tem algum embaixo. A eu vou embaixo da cama e acho que tem algum em cima. Pra baixo, pra cima, pra baixo, pra cima. Estou ficando maluco! Deixe--me tratar de voc durante dois anos, diz o terapeuta. Venha trs vezes por semana e eu curo este problema. E quanto o senhor cobra? pergunta o paciente. 120 reais por sesso responde o terapeuta. Bem, eu vou pensar conclui o sujeito. Passados seis meses, eles se encontram na rua. Por que voc no me procurou mais? Pergunta o terapeuta. A 120 reais a consulta, trs vezes por semana, durante dois anos, ia ficar caro demais um sujeito num bar me curou por 10 reais. Ah ? Como? Pergunta o terapeu-ta. O sujeito responde: Por 10 reais ele cortou os ps da minha cama!

    Muitas vezes o problema srio, mas a soluo pode ser muito simples! H grande diferena entre foco no problema e foco na soluo! s vezes perdemos muito tempo pensando apenas no problema e no em como solucion-lo.

    Texto: MARCIO KHNE um profundo conhecedor do comportamento humano. Palestrante de renome nacional, consultor em gesto

    comportamental e escritor de renome internacional.

    Artigo

    O afastamento pelo Congresso Nacional de Dilma Russef da presidncia da Repblica sem dvida alguma foi o fato mais importante da semana. Ela fica afastada por at 180 dias e assume em seu lugar o vice Michel Temer, que tem a misso de dar credibilidade ao Brasil junto aos empresrios brasileiros e investidores internacionais, alm de tomar medidas que possam aliviar a crise do desemprego e inflao.

  • 3WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Ano XXI - edio 788 - 13 de maio de 2016 Geral

    Dois processos esto fazendo com que a Agncia Nacional de Transportes Aquavirios (An-taq) volte as atenes para o contrato de concesso da Marina Itaja. As aes avaliam suspeitas de renncia de receita por parte da Superintendncia do Porto de Itaja (SPI), em relao ao Complexo Nutico Ambiental (CNA), a marina. Um deles questiona a concesso do bene-fcio para a Marina utilizar o espao do Centreventos gratuitamente. O outro aponta irregularidades no contrato de arrendamento do complexo e deter-mina a restituio de valores aos cofres pblicos.

    Na segunda-feira (9), a Agncia Nacional de Transportes Aquavirios (Antaq) determinou que o Porto de Itaja no autorize o uso gratuito da rea da Vila da Regata (rea por-turia e bem da Unio) pela Secretaria Municipal de Turis-mo. A medida seria uma compensao do Porto ao benef-cio que o municpio concedeu marina: o direito de utilizar o Centreventos (bem municipal) por 10 dias consecutivos nos meses de fevereiro, abril, julho e outubro pelos prxi-mos 25 anos, sem qualquer nus.

    As trocas de benefcios foram estabelecidas em abril por meio de um convnio firmado entre a prefeitura de Itaja e o Porto. Ao ser informada, a Antaq entendeu que o bene-fcio no consta no respectivo contrato de arrendamento. Mesmo se constasse, a agncia alega que Porto no tem competncia legal para gerenciar a questo, uma vez que o Centreventos municipal.

    Alm disso, autorizar o uso da Vila da Regata oficial-mente denominado Centro Comercial Porturio por ter-ceiros sem que isso gere receita, considerada uma infra-o grave perante a Antaq, ficando a autoridade porturia sujeita aplicao das sanes cabveis.

    As reas sob gesto do Porto de Itaja somente podem ser objeto de Cesso de Uso No Onerosa quando cedidas ao OGMO ou a entidades da Administrao Pblica e seus rgos, com vistas ao exerccio de suas competncias vin-culadas s atividades porturias; as demais entidades p-blicas e privadas devem remunerar o Porto de Itaja quando usarem reas sob sua gesto, diz o despacho enviado para a superintendncia do Porto.

    O assessor jurdico do Porto de Itaja, Henry Rossdeuts-cher, informa que ainda no foi intimado sobre este proces-so. No entanto, defende que, na prtica, nenhuma cesso gratuita, uma vez que ficou estabelecida a contrapartida.

    A reportagem no conseguiu contato com a Procuradoria Geral do Municpio de Itaja na tarde de quarta-feira.

    Antaq determina restituio ao PortoAs supostas irregularidades envolvendo a marina no

    param. A Antaq afirmou, em notificao enviada ao Porto de Itaja no dia 29 de abril, que tanto o processo licitatrio quanto o contrato de arrendamento do Complexo Nutico descumpriram determinaes estabelecidas pela agncia reguladora. O problema est no fato de que o Porto no incluiu, nem no edital de licitao, nem no contrato com a empresa vencedora, a responsabilidade da concessionria de realizar a dragagem e manter a profundidade mnima da Baa Afonso Wippel.

    Segundo a Antaq, a dragagem no pode ficar sob respon-sabilidade do Porto, pois a preservao da profundidade do calado na baa tem relao direta com a atividade desenvol-vida pela marina, que no poderia subsistir sem essa obra. Uma dragagem custeada pela autoridade porturia s pode ser feita quando visa garantir o transporte aquavirio, e no uma atividade comercial.

    A agncia ressalta ainda que notificou o Porto diversas

    vezes quanto as irregularidades, requerendo os ajustes ne-cessrios. Como no houve respeito s determinaes, e o Porto de Itaja realizou a dragagem com recursos prprios e com aporte da prefeitura, a agncia estabeleceu o prazo de 60 dias para o Porto se adequar em trs pontos:

    Promover a repactuao do contrato de arrendamen-to, excluindo a responsabilidade de o Porto de Itaja em manter a profundidade mnima da Baa Afonso Wippel;

    Promover a repactuao do contrato de arrendamen-to, excluindo a possibilidade de aportes financeiros do Por-to, ou de qualquer outro ente pblico, para arcar com cus-tos de dragagem na baa;

    Por fim, que o Porto de Itaja seja restitudo dos valores dispendidos na dragagem da baa.

    Em caso de descumprimento, ser lavrado um auto de infrao em desfavor da autoridade porturia. A assessoria jurdica do Porto informou que est analisando o processo e que no h uma deciso final. Ainda cabe muita discusso. O contrato de extremo interesse pblico, defende Henry Rossdeutscher.

    O Jornal dos Bairros no conseguiu contato com nenhum representante do Complexo Nutico e Ambiental de Itaja, a marina, para conversar sobre os processos.

    Denncia do SintacO Sintac, sindicato dos trabalhadores porturios, oficiou

    a Antaq e o Ministrio Pblico Estadual com uma denncia de irregularidades no arrendamento do Complexo Nutico e Ambiental de Itaja. O presidente da entidade, Alexandre Pamplona, alega que os valores mensais a serem repassa-dos ao Porto de Itaja, por cada embarcao da Marina, muito baixo.

    Segundo levantamento do Sintac junto imobiliria res-ponsvel pelas locaes das vagas, os valores mensais va-riam de R$ 1 mil a R$ 13 mil, dependendo do tamanho da embarcao. No entanto, o valor de repasse ao Porto fixo em R$ 9,15 para todos os tipos de barcos.

    Em uma simulao, caso as 817 vagas do complexo sejam ocupadas com embarcaes de 50 ps, cujo custo de loca-o de R$ 4 mil, a Marina receberia quase R$ 3,3 milhes ao ms. No entanto, repassaria autoridade porturia ape-nas R$ 7,4 mil.

    Consta tambm na denncia o valor de arrendamento mensal de R$ 26.843,07, considerado irrisrio pela entida-de, face ao montante que pode ser arrecadado pela marina. Sobre essa questo, o assessor jurdico do Porto, Henry Ros-sdeutscher, alega que no possvel levar em conta apenas um valor fixo ou o valor cobrado por cada embarcao que atracar na Marina:

    A avaliao passa pelo contexto geral, que envolve vul-tuosos investimentos em uma rea que voltar para o po-der pblico. A empresa j fez investimentos de aproximada-mente R$ 30 milhes.

    O Porto de Itaja anunciou ainda que publicar nos prxi-mos dias uma nota de esclarecimento pblico sobre todas as questes envolvendo a Marina Itaja.

    Porto de Itaja investigado por renncia de receita no contrato com a Marina

    Itaja, antes e depois da marina No tenho procurao para defender a Marina de

    Itaja, muito menos a administrao porturia. Por isso, neste artigo no vou entrar no mrito dos ques-tionamentos que a Antaq est fazendo autoridade porturia de Itaja, embora eu entenda que o proces-so de concesso foi aprovado pela entidade _ depois de um Estudo de Viabilidade Econmica, Tcnica e Ambiental e a realizao de audincias pblicas e uma concorrncia de concesso, que seguiu todos os trmites necessrios. Essa uma questo jurdica que a administrao porturia deve esclarecer quan-do for instada a isso.

    Desde que se falou em construo de uma marina em Itaja fui um dos jornalistas que mais defendeu a ideia, porque entendia, como hoje, que Itaja era uma cidade antes e se tornou outra depois da mari-na. O empreendimento representa para o municpio um grande avano e a sua construo rendeu frutos em termos econmicos para cidade. Alis, a marina fez com que Itaja se voltasse ainda mais para o mar, para o turismo nutico e colocou o nome da cidade do mapa mundial da vela.

    s verificar os folders ou propagandas das cons-trutoras que fazem seu empreendimento ao longo da rua Lauro Muller e adjacncias, que citam a ma-rina como ponto de referncia, ou como vista dos apartamentos. O empreendimento se tornou um argumento de venda! Isso sem falar dos hotis que esto sendo construdos ou ampliados, todos con-fiando no crescimento econmico do municpio, no s em relao marina, mas tambm ao complexo porturio de Itaja e outros setores da economia.

    A projeo feita pela administrao da marina era estar hoje com um nmero bem maior de barcos, pelo menos o triplo, mas a crise econmica tambm influenciou esse setor. Isso, contudo, no impediu que os investimentos continuassem e a administra-o do empreendimento continua cumprindo sua parte do contrato de concesso.

    No h quem passe pela avenida Beira-Rio e no admire a marina. No h cidade vizinha que seja li-tornea que no tenha vontade de ter uma igual a nossa. O problema achar investidores dispostos a colocar dinheiro, muito antes de comear a ter retor-no do investimento.

    Sejam quais forem os problemas ou dvidas levan-tadas pela Antaq, que sejam resolvidas o mais bre-ve possvel. O que no podemos deixar que essas questes manchem a imagem do empreendimento ou mesmo da cidade. O que seria muito ruim para todo municpio.

    Carlos Bittencourt

  • Ano XXI - edio 788 - 13 de maio de 2016

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    4 Geral

    Nesta semana foi comemorado o Dia do Enfermeiro, profisso to impor-tante para a sade seja ela pblica ou particular. O que muitas pessoas no sa-bem que a rea carece de profissionais. O Hospital Marieta de Itaja, por exemplo, est com 16 vagas abertas.

    Temos um nmero pequeno de for-mados na regio, se comparado s necessi-dades dos diferentes cenrios de ateno, como domiclios, consultrios, unidades de sade, entre outros. E isso torna cada vez mais escassa a procura destes profissionais pelos hospitais explica a supervisora de enfermagem do hospital, Camila Valle.

    Apesar de ser vista como uma profisso em ascenso, a enfermagem apresenta-se como categoria crtica, pela escassez profis-sional. Camila lembra que hoje a estrutura complexa e necessita de um quadro alto destes profissionais.

    Os enfermeiros so reconhecidos pela dedicao e cuidado com o prximo. Eles zelam pelo bem mais precioso, a vida, au-xiliando na preveno e recuperao dos pacientes. Em todo o mundo, o 12 de maio marcado pelo Dia Mundial do Enfermeiro. Aqui no Brasil, no dia 20, tambm come-morado o Dia Nacional dos Tcnicos e Auxi-liares de Enfermagem.

    Secretaria de Sade de Itaja tem nova titular

    A enfermeira Rachel Marchetti a nova Secretria de Sade de Itaja. Ela foi conduzida oficialmente ao cargo na tarde de tera-feira, em ato comandado pelo prefeito Jandir Bellini, na prpria secretaria, e prestigiado por servidores da pasta.

    Rachel Marchetti formada em Enfer-magem h 19 anos. Com especializao em Obstetrcia, possui Mestrado em Sade e Gesto do Trabalho. Servidora efetiva da Secretaria de Sade de Itaja h 17 anos, desde 2013 respondia pelo cargo de Diretora de Vigilncia Epide-miolgica.

    Equipe de handebol da Univali bicampe do Brasileiro Jnior

    A ACEU/Univali/FME Balnerio Cam-bori conquistou no ltimo fim de semana, o ttulo de bicampe do Cam-peonato Brasileiro Jnior Masculino. O torneio ocorreu entre os dias 3 e 7 de maio, em Cod, no Maranho. No ano passado, o grupo j tinha sido campeo e, agora, consolida o resultado de desta-que no pas, na categoria Jnior.

    O campeonato foi dividido em duas chaves, A e B. As equipes do mesmo grupo enfrentaram-se em turno e re-turno, e os quatro melhores colocados avanaram para as quartas de finais. No primeiro jogo, a equipe da Univali ven-ceu a Vegus/ Guarulhos (SP), com placar de 36 a 22. J no dia 4 de maio, a Unies-porte (AP), no compareceu e a ACEU/Univali/FME Bal. Cambori ganhou por WO.

    A partida na ltima quinta-feira foi acirrada e Hollanda/GHC/Cod (MA) venceu da equipe da Univali por 36 a 29. No entanto, quando comearam as quartas de final o grupo que representa a universidade se recuperou e derro-tou o So Lus (MA), com resultado de 35 a 23. A disputa final foi contra ADI/Slice/FMEL Itaja, s 13h30 de sbado e a ACEU/Univali/FME Bal. Cambori ga-nhou por 27 a 23.

    O fim de semana passado foi de come-morao para dois tenistas da equipe ADK Tennis / Itamirim Clube de Campo / Centro Nacional CBT / Correios, de Itaja. Joo Pedro Sorgi, 22 anos, e Marcelo Zormann, 19, con-quistaram o ttulo de duplas da Copa Cida-de de Vila Maria, em Crdoba, na Argentina. O torneio profissional da srie Future, com chancela da Federao Internacional de T-nis (ITF), teve premiao de 10 mil dlares e distribuiu pontos para ranking mundial da Associao dos Tenistas Profissionais (ATP).

    A campanha dos jovens da ADK Tennis / Itamirim foi impecvel apenas um set per-dido em quatro jogos disputado. Cabeas de chave nmero 1 do torneio, os brasilei-ros confirmaram o favoritismo e venceram os argentinos Mariano Kestelboim e Matias Zukas na deciso por 2 sets a 1, em 1h11min de partida.

    No primeiro set, Sorgi e Zormann domina-

    ram os rivais e fecharam em 6/2. A resposta dos donos da casa veio na parcial seguin-te, quando fecharam em 6/3 e igualaram o jogo. A conquista da dupla brasileira no sai-bro argentino saiu aps vitria arrasadora de 10-2 no tie-break longo do terceiro set.

    Para chegar ao ttulo, Sorgi e Zormann derrotaram os brasileiros Daniel Dutra Silva e Nicolas Santos na primeira rodada, por 6/4 e 6/3. Nas quartas de final, triunfo diante do brasileiro Filipe Brando e do chileno Victor Nunez, com direito a 6/1 e 6/0. Por fim, na semifinal, os atletas da ADK Tennis / Itami-rim superaram o brasileiro Oscar Gutierrez e o argentino Gabriel Hidalgo, por 6/1 e 6/3.

    Vice-campeonatoJoo Pedro Sorgi tambm fez um grande

    campeonato na chave de simples, conquis-tando o segundo lugar. A final, extremamen-te equilibrada, foi diante do argentino Juan

    Hospital Marieta tem vagas abertas na rea de enfermagem

    Cadastre-se no MarietaOs interessados em atuar na rea de enfer-

    magem podem conferir o quadro de vagas no site do hospital e clicando em oportuni-dades de emprego.

    Para a avaliao, preciso enviar o currcu-lo, com o nome da vaga no campo de assun-to, para recrutamento@hospitalmarieta.org.br. O profissional tambm pode comparecer pessoalmente para entregar o currculo no setor de Gesto de Pessoas/Recrutamento

    e Seleo. A entrada pela avenida Sete de Setembro, n 358. O horrio das 7h30min s 10h30min e das 13h30min s 16h30min, de segunda a sexta.

    Alm do salrio, o Hospital Marieta ofere-ce plano de benefcios aos colaboradores, com insalubridade, vale transporte, alimen-tao subsidiada, plano de sade, plano odontolgico, ginstica laboral, convnio com escolas profissionalizantes e folga no dia do aniversrio.

    Tenistas de Itaja so campees de duplas em torneio profissional na ArgentinaIgncio Galarza, cabea de chave 2 da Copa Cidade de Vila Maria. O dono da casa venceu por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 e 7/5, em 2h03min de jogo. Sorgi vinha de uma verda-deira batalha na semifinal, contra o tambm argentino Federico Coria. O tenista da ADK Tennis / Itamirim ganhou por 2 sets a 1, par-ciais de 6/7, 7/5 e 7/6, em 3h52min. Federico irmo do ex-tenista Guilhermo Coria, que chegou a nmero 3 do ranking mundial.

    Nova disputa na ArgentinaSorgi e Zormann se preparam agora para

    encarar, a partir desta segunda-feira (09), a chave principal do Future Villa del Dique, tambm em Crdoba. O torneio, com pre-miao de 10 mil dlares, conta ainda com a participao de outros trs atletas da ADK Tennis, que tentam superar o qualifying: Rafael Matos, Loureno Gasperini e Carlos Hooper.

    Ttulo tambm em CuritibaNo saibro brasileiro quem fez bonito foi a

    jovem Gabriela Azambuja, 16 anos, que no domingo conquistou o ttulo da categoria sub-23 na Seletiva Regional Sul do Circuito Juvenil Correios, em Curitiba (PR). Com a vitria, a jovem da ADK Tennis / Itamirim se garantiu na chave principal da Segunda Eta-pa Nacional do Circuito Juvenil Correios, que acontecer em Porto Alegre, de 26 a 29 de maio. O circuito considerado o mais impor-tante do Brasil na categoria infantojuvenil.

  • 5WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Ano XXI - edio 788 - 13 de maio de 2016 Geral

    A prefeitura de Itaja informou por meio de comunicado que no ha-ver a tradicional Festa Nacional do Colono neste ano. O prefeito Jandir Bellini se reuniu na noite de quarta-feira com lderes rurais do municpio para informar a suspen-so. A festa estava programada para a ltima semana de julho.

    De acordo com o Executivo, a suspenso foi necessria por conta da atual situao

    financeira do municpio gerada pela baixa arrecadao e reduo dos repasses dos go-vernos federal e estadual.

    A Festa Nacional do Colono uma home-nagem do municpio aos homens e mulhe-res do campo, em aluso ao Dia do Colono comemorado em 25 de julho. Visando manter a tradio e reconhecer o trabalho e garra dos moradores das comunidades ru-rais de Itaja, a prefeitura programou para o

    dia 23 de julho (sbado) um dia festivo.A comemorao comea s 10h com uma

    missa campal. Logo aps, as famlias agricul-toras participaro de um almoo e de uma tarde de lazer com vrias atraes artsticas e culturais, que incluem ainda o tradicional caf colonial durante a tarde. O evento deve reunir aproximadamente mil pessoas, de 400 famlias das 18 comunidades rurais de Itaja.

    Faa chuva ou faa sol, os agricultores da zona rural de Itaja seguem para o campo todos os dias para cultivar gros, hortalias e hortifrutigranjeiros fresquinhos para levar mesa dos itajaienses. Essa vida no campo foi comemorada na ltima nesta tera-feira com o Dia do Campo, que homenageia e conscientiza a populao sobre a importn-cia do campo para a economia, alm da exis-tncia de uma comunidade rural.

    Aproximadamente 400 famlias itajaien-ses so envolvidas diretamente com essas atividades agrcolas na zona rural, o que equivale a cerca de 80% do territrio da ci-dade. Exemplo disso a famlia Sasse que est h 19 anos no campo e cultiva hortali-as como alface, brcolis, couve-flor, aipim, batata doce, entre outros. Dona Nair Sasse, 58 anos, explica a rotina no campo:

    Acordo todos os dias s 6h da manh e vou para a roa, de l saio s 11h para fazer o almoo e depois volto. Quando comea a es-curecer eu venho para casa, quando o dia se encerra para gente. No outro dia comea tudo de novo.

    O marido de Nair quem a ajuda diaria-mente a mexer com a terra, plantar e depois colher. Os dois filhos tambm auxiliam com a parte da venda e entrega. A famlia man-tm uma feira de hortalias todas as teras e

    TRE nega pedido de cassao do mandato da vereadora Anna Carolina (PSDB)

    O Tribunal Regional Eleitoral de San-ta Catarina (TRE/SC) negou na noite de segunda-feira o pedido de cassao do mandato da vereadora Anna Carolina Martins (PSDB). A ao havia sido mo-vida pelo Partido Republicano Brasileiro (PRB) de Itaja, depois que a parlamen-tar deixou a sigla poucos meses antes de a troca de partido ser autorizada pela Justia, em setembro do ano passado.

    Por cinco votos a dois, os magistrados julgaram o pedido improcedente, por-que entenderam que houve boa f da vereadora, que solicitou e teve a sada autorizada por meio de um documento assinado pelo ento presidente do PRB. Anna Carolina comemorou a deciso:

    Fiquei feliz, mas estava confiante, porque sa do PRB com a anuncia dos dirigentes da sigla.

    Durante a sesso, os juzes destaca-ram ainda que o PRB no teria vantagem alguma com a ao, j que a suplncia da cadeira no legislativo do prprio PSDB. De acordo com o resultado do l-timo pleito, o PRB est em dcimo lugar na suplncia, o que inviabiliza qualquer chance de posse.

    Ministrio Pblico mantm processo contra o vereador Tonho da Grade (PP)

    O vereador de Itaja Tonho da Grade (PP) pode estar prestes a responder na Justia por improbidade administrativa. Isso porque o Ministrio Pblico prosse-guiu com a ao contra ele por ter sido contratado por uma empresa prestado-ra de servios do municpio enquanto j exercia o cargo parlamentar.

    O processo teve incio como uma ao civil pblica. Tonho da Grade informou que ainda no foi notificado para apre-sentar defesa, mas tem conhecimento do teor do documento. No entendi-mento do MP, Antnio Aldo da Silva no poderia, desde a sua posse, firmar ou manter contrato com pessoa jurdica de direito pblico, autarquia, empresa pblica, sociedade de economia mista ou empresa concessionria de servio pblico, salvo se obedecesse clusulas uniformes, o que no o caso.

    No ano passado a Comisso de ti-ca da Cmara de Vereadores de Itaja analisou o caso e indicou a cassao do vereador. No entanto, em votao em plenrio Tonho da Grade foi absolvido e no perdeu o mandado. Com o recebi-mento da ao pelo MP o caso persiste ao menos judicialmente.

    Tonho da Grade teria prestado ser-vios empresa de transporte pblico Coletivo Itaja em 2011.

    Prefeitura de Itaja cancela a Festa do Colono deste anoAlegao para suspenso da festa de falta de verba

    Dia do Campo foi comemorado esta semanasbados no quintal de casa, alm de enviar o que planta para o comrcio da cidade. Para trabalhar no campo preciso entender e gostar de lidar com a terra.

    Secretaria presta suporte s famlias agricultorasA Secretaria Municipal da Agricultura e

    Desenvolvimento Rural auxilia as famlias do campo com assistncia tcnica agrope-curia levando um tcnico especializado da Epagri para ensinar a base de como preparar a terra e cultivar. Alm disso, o Programa da

    Patrulha Agrcola oferece mquinas e trato-res com servio de preparao do solo, adu-bao e roagem, que fundamental para a produo de qualidade da prxima safra.

    garantido para a comunidade rural a limpeza de valas e a parceria com a Feira Li-vre do Fiza Lima. Existe tambm o projeto Educao para Transformao em que esti-mula a autonomia das mulheres agricultoras frente s questes ambientais e de sade envolvida na sua comunidade. Alm do 18 Encontro de Mulheres do Meio Rural com atividades culturais e palestras.

    Davi Spuldaro

  • Ano XXI - edio 788 - 13 de maio de 2016

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    6

    Neide Uriarte

    Especial

    QUARTA ESPECIALNas quartas-feiras temos um delicioso cardpio preparado com carinho

    por um precinho especial! Buffet livre R$ 15, quilo R$ 25

    Lanche beneficente No dia 4 de maio a Associao das Voluntrias de Itaja, presidida pela primeira dama do municpio,

    Sra. Lourdes Bellini, realizou um lanche beneficente, na sede social do Itamirim Clube de Campo. O

    evento teve desfile de modas da loja Ana Vargas, sendo que todas as manequins foram maquiadas e penteadas pela equipe do salo e esttica Verde Esmeralda, da empresria Amaralina Figueiredo. Teve exposio e venda de semi-jias, produtos

    de beleza e aromatizadores de ambientes. As tortas foram doadas pela doceira Glria Ayres e os

    salgados e caf foram doados pelas voluntrias. A entidade beneficiada com a renda arrecada no lanche foi a Associao de Equoterapia Vale do

    Itaja e Litoral (Adequo).

  • 7WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Ano XXI - edio 788 - 13 de maio de 2016

    neidefestas@matrix.com.br

    Neide Pasold Uriarte

    (47)9977.2390

    Especial

    Almoo do Dia das MesQuero parabenizar meu ex-aluno Pedro, que junto de seus familiares e equipe de trabalho,

    promoveu um almoo especial no Dia das Mes, no restaurante Sabor da Vila. O almoo foi muito bem prestigiado, com muitas famlias comemorando juntas, esse dia to especial. Alm do

    delicioso e caprichado buffet, o msico Alexandre animou o encontro. Nossos Parabns todas as mames! Que Nossa Senhora sempre as proteja e abenoe.

    Cantinho da saudade: Eliane Campos da Silva SagazCom profunda tristeza, no dia 10 de maio nos despedimos da querida amiga Eliane Campos da Silva Sagaz. Aps um longo perodo de tratamento de sade, ela no resistiu. Acompanhamos todo este tempo e sabemos o quanto ela lutou e teve esperanas de melhorar. Eliane foi uma guerreira, deixou lies de resignao, aceitao, f e amor vida. Todos ns sentimos demais a sua partida, mas sabemos que ela descansou, depois de tanto sofrimento. Que Deus conforte o corao de seus familiares e amigos. Nossos psames ao seu esposo Mrcio Sagaz, filhos, nora, genro e netos.

    Aula de culinria Na noite da ltima quinta feira, dia 5, a amiga e chef Evilin Santos promoveu uma aula de culinria com um grupo de amigos. Ela formada em Gastronomia e possui muita experincia no preparo de pratos doces e salgados. O cardpio da aula foi fil mignon com farofa crocante de castanha, risoto quatro queijos e mousse de chocolate. Um encontro descontrado, de muito papo e boas risadas. Agradeo ao gentil convite da amiga Evilin Santos para participar desta aula to especial.

  • Ano XXI - edio 788 - 13 de maio de 2016

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    8 Geral

    Domingo dia de adotar um amigo de quatro patasCanil Municipal vai estar aberto comunidade

    Alguns so guardies. Outros, s querem saber de brincar. Mas, todos so companheiros fiis. E esperam por algum que os adote com res-ponsabilidade e lhes d carinho, cuidado e ateno. Cerca de 140 animais, entre ces

    e gatos, esperam por um lar na Unidade de Acolhimento Provisrio de Animais (UAPA). E para quem no pode ir ao local durante a semana, a chance neste domingo (15), dia de adoo no Canil Municipal, que estar aberto visitao da comunidade das 10 s

    16 horas. Todos os pets do Canil so castrados, ver-

    mifugados e vacinados. A nica tarefa para quem fizer a adoo, alm de garatir os cui-dados bsicos com comida, gua e higieni-zao, oferecer muito amor e carinho. Para adotar um bichinho necessrio levar iden-tidade, comprovante de residncia e assinar um termo de responsabilidade.

    A Unidade abre em domingos alternados para incentivar a adoo dos animais. Du-rante a semana, de segunda sexta-feira, o espao tambm aberto para adoes das 08h s 12h e das 13h s 16h30.

    O Canil Municipal fica localizado na Rua Manuel Bernardes, s/n, com acesso pela Ro-dovia Antonio Heil, na Itaipava.

    Por que adotar um bichinho? Mesmo com o grande nmero de ONGs

    e entidades protetoras dos animais, o pro-blema do abandono grande. Ao adotar um co voc estar contribuindo para a dimi-nuio do problema.

    Pesquisas relevam que ter um animal-zinho em casa afasta a depresso e deixa o ambiente mais positivo para toda a famlia.

    Para as crianas, o contato constante com o co pode ajud-las a controlar im-pulsos e a lidar com as dificuldades da vida, aprendendo situaes como o nascimento, reproduo e at a morte (fases pelas quais passam os pets).

    Canil: limitado e provisrioA Unidade de Acolhimento Provisrio de

    Animais (UAPA), popularmente denominada Canil Municipal, como o seu prprio nome diz, um local destinado a receber tempora-riamente os animais, at que estejam aptos para adoo e encontrem um novo lar. No entanto, por questes de limitao fsica, o Canil no tem como abrigar todos os ces e gatos abandonados. Existem alguns cri-trios para os animais serem acolhidos no Canil Municipal e o recolhimento no feito na porta da unidade. Apenas so recolhidas e trazidas para a unidade as fmeas gestan-tes, fmeas com filhotes, animais agressores, que esto doentes ou machucados, explica Andria Diedrich dos Portos, Mdica Veteri-nria do Canil.

    Ela ressalta que, caso um cidado esteja interessado em ajudar algum animal aban-donado, a orientao para que primeira-mente entre em contato no telefone do Ca-nil, (47) 9106-6371. Mas, em caso de animais adultos e saudveis, porm, abandonados, como a unidade no tem condies de re-ceber mais animais do que a sua capacidade fsica comporta, eles passam por um pro-cesso que gera um protocolo e a equipe de recolhimento vai at o local e verifica a situa-o, em busca da localizao do seu dono. Por isso to importante que as pessoas se conscientizem de que a adoo de um animal exige respnsabilidade, completa a secretria de Sade, Rachel Marchetti.