Jornal dos Bairros - 02 Outubro 2015

  • Published on
    23-Jul-2016

  • View
    227

  • Download
    6

DESCRIPTION

Jornal dos Bairros - 02 Outubro 2015

Transcript

  • Itaja, 02 de Outubro de 2015 | Ano XX | N 761Feito para todas as classes

    Geral

    Pg. 6

    Ratos dominam os molhes, ponto turstico de Itaja

    Social

    Pg. 10

    Casal Forbeci comemora bodas de coral

    Poltica

    Pg. 4

    Sadi Pires sente reflexos da imagem desgastada

    Oficina do bairro So Vicente conserta e modifica acordees para principais gaiteiros tradicionalistas do sul do Brasil | Pg. 7

    Polticos tidos como forasteiros negam movimentao pensando em pr-candidatura Pg. 5

    Outubro chega trazendo a cor da conscientizao para a preveno do cncer de mama | Pg. 3

    Com investimento de R$ 55 milhes, rede Bistek inaugura primeira loja em Itaja | Pg. 14

    Dcio Lima muda o domiclio eleitoral e movimenta o cenrio poltico itajaiense

  • Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    2

    Ms da conscientizao

    Opinio

    Diretor: Carlos Bittencourt | direcao@bteditora.com.brColaboradores: Neide Uriarte, Alexandre Balbino e Mariana LeoneEdio: Marjorie Basso | jornalismo@bteditora.com.br

    Diagramao: Solange Alves solange@bteditora.com.br

    Departamento Comercial: (47) 3344.8600

    Circulao: Itaja, Balnerio Cambori, Navegantes e regio.Fale conosco: Sugesto de temas, opinies ou dvidas: direcao@bteditora.com.br | jornalismo@jornaldosbairros.tv

    Jornal filiado Associao dos Jornais do Interior de Santa CatarinaRua Adolfo Melo, 38, Sala 901, Centro,Florianpolis, CEP 88.015-090Fone (48) 3029.7001 e-mail: adjorisc@adjorisc.com.br

    O Jornal do Bairros uma publicao da empresa Letras Editora Ltda. (ME), com sede na Rua Anita Garibaldi, 425Centro Itaja SC.Telefone: (47) 3344.8600 Site: www.jornaldosbairros.tv

    O Jornal dos Bairros no se responsabiliza pelos

    artigos assinados pelos seus colaboradores ou de

    matrias oriundas de assessorias de imprensa de

    rgos oficiais ou empresas particulares.

    Editorial

    Expediente

    Outubro chegou e com ele trouxe a cor de rosa para monumentos, smbolos e camisetas. o Outubro Rosa celebrado no mundo todo para lembrar as mulheres sobre a importncia de se prevenir contra o cncer de mama, um dos que mais mata mulheres em todo o mundo. Na regio ser inmeras atividades para marcar a data.

    A Univali est promovendo uma exposio fotogrfica no trreo do Itaja Shopping du-rante todo o ms. Mulheres sob a tica do Pictorialismo um ensaio que teve como lo-caes o Palcio Marcos Konder, atual Museu Histrico de Itaja, e o seu entorno, bem como a Casa da Cultura Dide Brando e a igreja Matriz do Santssimo Sacramento, em Itaja.

    A Secretaria Municipal de Sade est pro-movendo aes educativas nos postos e ped-gios em avenidas importantes dos bairros para

    distribuio de material informativo. Os locais dos pedgios esto disponveis em itajai.sc.gov.br. Mas essas so apenas algumas aes.

    Ao longo de todo o ms de outubro o rosa vai tomar conta da cidade. Mas to importante quanto contribuir com os pedgios e prestigiar as aes de instituies conscientizar as mul-heres prximas de voc para a importncia da preveno. H 95% de chance de cura quando o cncer de mama diagnosticado cedo.

    No Brasil, excludos os tumores de pele no melanoma, o cncer de mama tambm o mais incidente em mulheres de todas as regies, exceto na regio norte, onde o cncer do colo do tero ocupa a primeira posio. Para o ano de 2014 foram estimados 57,1 mil casos novos, que representam uma taxa de in-cidncia de 56,1 casos por 100 mil mulheres.

    Ontonti rodei o So Via inteiro atrsh duma tal de Claudeci que compr trx creme di mim e no pago. Velhaca comigo no se cria porque ningum tira farinha c minha cara. J sa de casa enfezada, loca pra cruza com os crno dessa miservi e fal umas verdade na cara dela. Peguei minha zika e sa embaixo duma torrera de sol atrsh dessa tal de Claudeci. No que eu chego na Estefano, cai a cor-rente da minha zika bem na hora que eu peguei embalo pra pedalar. Meu p ishcapuliu do pedal e eu dili com o minguinho no aro da zika... Guria, eu fiquei vesga da dor.

    Isso s me deixou mash atazanada. Como no tinha nenhuma sacolinha pra bota-lhe a mo den-tro e arrumar a corrente eu meshma, chamei um gurizinho que passava por ali e pedi pra ele arru-mar pra mim. Dei dox pilinha pra ele chup um sacol e me carquei atrs da velhaca.

    Rodei, rodei, rodei at que achei a casa dela. Bati

    palma um tempo na frente da casa dela e nada. Nisso, desisti e voltei, mas antesh parei na Snia. L eu nem chamo. Enquanto v abrindo o porto j v avisando que t entrando. Psh quando eu entro na cozinha... guria... Adivinha com quem eu d de cara? Com a tal da Claudeci! Sentada mandriando com a Snia. Eu nem sabia que elas se conheciam, nega! No que ela me viu arregalo-se o zlho! Foi logo tirando o dinheiro da bolsa e pedindo dish-culpa pela demora pra me pagar. Eu fiquei quieta porque nem sabia que ela era conhecida da Snia.

    Tu acredita que assim que me deu o dinheiro ela teve a cara de pau de perguntar se eu tava com o catlogo al pra encomendar mash coisa? Falei que tinha deixado em casa. Dei um bejo na Snia e carquei.

    Olh.... v se pode. muita cara de pau. Aham, nega. DEX catlogo que eu tenho pra ti. Pode ish-pera sentada, sua cambacica!!!

    Cambacica velhaca

    Zamara Roberti Esse culos dela me d agonia coloca ele no lugar. Mas adoro os vdeos (30-09-2015)Sobre a estreia da coluna da Dte Pexera

    Cesar Fernandes Sem querer defender ningum deveriam fazer uma cpi em todos os vereadores de Itaja pra ver o que iria sobrar pra contar histrias dali se escapa muito pouco (01-10-2015)Sobre o protesto contra a posse de Sadi Pires (PMDB)

    Araci Dos Santos Paiano muito triste tudo isso!! (25-09-2015)Sobre o pedido de cassao do vereador Tonho da Grade (PP)

    Imagem da semana

    Concluda em 60%, as obras de revitalizao da avenida Reinaldo Schmitausen, no Cordeiros, sero paralisadas neste ms para a concluso das desapropriaes

    Divulgao

    Jornal dos Bairros

    www.jornaldosbairros.tv

    @jornalbairros

    T na rede

  • 3WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015 Esportes

    Mariana Leonecancercomalegria@hotmail.com

    Cancercomalegria

    facebook.com/cancercomalegria

    O outubro chegou e os tons de rosa inva-dem as nossas ruas, cidades e colorem as nos-sas vidas...Tudo fica rosado, com a conscin-cia mais ligada na preveno do cncer.

    Outubro Rosa uma campanha de consci-entizao, que tem como foco principal, aler-tar a sociedade feminina sobre a importncia da preveno e tem como smbolo principal, o lao cor de rosa, que simboliza mundial-mente a luta contra o cncer de mama.

    O movimento comeou a surgir em 1990 na Corrida pela Cura, realizada em Nova York, quando o lao cor de rosa, foi lanado pela fundao Susan G. Komen for the Cure e distribudo aos participantes da corrida. Desde ento, promovida anualmente na ci-

    dade. Entretanto, somente em 1997 que entidades das cidades de Yuba e Lodi, tambm nos Estados Unidos, comearam a promover atividades voltadas para a conscientizao, preveno e diagnstico precoce da doena, escolhendo o ms de outubro como epicentro das aes.

    A ao conhecida popularmente como Outubro Rosa ocorre em todo o mundo, estimu-lando a participao da populao, empresas e entidades. Posteriormente com a aprovao do congresso norte-americano, outubro se tornou o ms nacional de preveno do cncer de mama e passaram a enfeitar as cidades, como locais pblicos e privados, com os laos rosa.

    Logo o movimento foi se expandindo e outras aes comearam. Surgiram corridas, desfiles de moda com sobreviventes do cncer, campeonatos de boliche, bem como ilu-minao de prdios, monumentos, pontes e teatros com a cor rosa. No Brasil, o primeiro monumento com essa iluminao foi o Obelisco do Ibirapuera, em So Paulo, no ano 2002.

    E assim, o Outubro Rosa foi ganhando o mundo de forma feminina, bonita e elegante, motivando todos os povos a unir-se em torno da to nobre causa.

    Isso faz com que os tons de rosa assumam um importante papel, tornando-se identi-dade visual compreendida em qualquer lugar no mundo. Segundo o Ministrio da Sade, o cncer hoje a doena que mais causa mortes entre mulheres no Brasil, e segundo o Instituto Nacional do Cncer (Inca), o cncer de mama o segundo tipo mais frequente no mundo e o mais comum entre as mulheres, respondendo por mais de 20% dos novos casos a cada ano. Relatos indicam que no Brasil o cncer de mama mata mais do que em outros lugares e estamos acima da mdia mundial de bitos, porque aqui os casos so detectados tardiamente o que dificulta a cura.

    preciso que haja mais ateno com a preveno e diagnstico precoce, para que pos-samos alterar essas estatsticas, evitando mortes e diminuindo os sofrimentos. O nosso papel como cidado contribuir com as campanhas, para evitar que uma mulher chegue a desenvolver um cncer de mama. necessrio que a populao acompanhe os avanos da medicina. No meu entendimento o Outubro Rosa promove discusses, engajamento social e estimula o pblico feminino maior de 40 anos a participar mais ativamente das aes de preveno, realizando regularmente a visita ao mdico para fazer o exame clnico de mama e a mamografia, bem como o preventivo de cncer do colo de tero, disponveis em centros e postos de sade. E para aquelas com histrico de cncer de mama na famlia, o ideal realizar o exame 10 anos antes do caso ocorrido com o familiar. Mas importante tambm lembrar que todas as mulheres com vida sexual ativa podem e devem fazer o exame regu-larmente. O quanto antes se prevenirem, maiores so as chances de cura.

    No podemos esquecer que muitas brasileiras no sabem que esses exames so ofereci-dos gratuitamente e que so importantes, no s para prevenir o cncer de mama, mas, principalmente, para aumentar as possibilidades de cura e de sobrevida, entre aquelas que j desenvolveram a doena.

    O basquete feminino teve seis atletas e o tcnico da Fundao Municipal de Esporte e Lazer (FMEL)/ABI convocados para in-tegrar a Seleo Catarinense Sub-17, que est disputando o Campeonato Brasileiro de Selees. A competio ocorre de 28 de setembro a 5 de outubro, em Poos de Cal-das (MG).

    Esto na seleo Raquel Furtado, Vitria Stefanie Vieira, Jessica Elizei Dande, Ana Carolina Costa da Silva, Luiza Buch e Amanda Lins, alm do treinador Gustavo Bussmann. Todos os representantes da equipe itajaiense participaram, em julho, da campanha do vice-campeonato da mo-dalidade nos Joguinhos Abertos.

    Itaja ser palco, a partir deste sbado, da 7 edio da Copa Santa Catarina Inter-nacional de Tnis, realizada pela ADK Tennis, Itamirim Clube de Campo (ICC) e Federao Catarinense de Tnis (FCT). O tor-neio infanto-juvenil integra os calendrios da Federao Internacional de Tnis (ITF), Gira Cosat (Confederao Sul-Americana de Tnis) e Confederao Brasileira de Tnis (CBT), e vai reunir at o dia 10 de outubro cerca de 300 atle-tas de 18 pases.

    A disputa acontece nas categorias 9 e 10 anos, 11 e 12 anos, 14 anos, 16 anos e 18 anos, nos naipes masculino e feminino. Estaro presentes nas quadras de saibro do Itamirim tenistas de vrias partes do mundo, como Brasil, Argentina, Colmbia, Peru, Estados Unidos, Inglaterra, Rs-sia, Portugal, Sua, Noruega, Espanha e Egito.

    A Copa Santa Catarina Grade 4 e tem boa pontuao para o ranking da ITF, aos tenistas da 18 anos. Os atletas das categorias 14 anos e 16 anos somaro pontos importantes na Gira Cosat, enquanto os da 9 e 10 anos e 11 e 12 anos

    iro pontuar pela CBT. O evento tem entrada franca para o pblico que for ao Itamirim.

    A ADK Tennis entrar em quadra com uma equipe forte, de 26 atletas: Arion Santinho, Eduardo Ribeiro, Gabriel Busiki, Renan Bar-ros, Fernando Frana, Andr Cezar e Antonio Pruner (18 anos); Mateo Reyes, Victor Pilla, Lu-cas Bundyra, Rodrigo Lourencin, Felipe Viana, Bruno Deschamps e Felipe Ferrer (16 anos); Benjamim Poli e Pedro Schereiner (14 anos); Caque Castro, Ncolas Espndola e Rafaela Almeida (11 e 12 anos); e Toms Arnold, Rafael Schiewe, Gabriel Moura, Guilherme Almeida, Joo Barros, Higor Chung e Maria Vanzuita (9 e 10 anos).

    _ Nossa expectativa de que os brasileiros possam ir bem, especialmente nossos tenistas, e que somem pontos importantes nos rankings mundial, sul-americano e brasileiro. Ano pas-sado tivemos vitria brasileira e esperamos que o fato se repita _ destaca o coordenador tcnico da ADK Tennis e um dos organizadores da com-petio, Ivan Kley.

    7 Copa SC rene tenistas de todo o mundo em ItajaCerca de 300 competidores passaro pelas quadras do Itamirim Clube de Campo a partir deste sbado

    ADK Tennis ter 26 atletas na disputa

    Divulgao

    Basquete feminino tem convocados para a Seleo Catarinense

  • Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    4

    Alexandre Balbinobalbinoitajai@gmail.com

    facebook.com/aschmitbalbino

    (47)3241.6338

    Conselho Tutelar

    Poltica

    Acontece neste domingo, dia 4, das 8h s 17h, na Apae de Itaja, a eleio para o Conselho Tutelar da cidade. Para votar voc deve levar um documento com foto e o ttulo de eleitor. E o que o Conselho Tutelar? um rgo permanente e au-tnomo (rgo pblico, sujeito e subordinado ao ordenamento jurdico do pas), no jurisdicional (no julga, porm encaminha), encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criana e do adolescente, definidos na Lei Federal 8.069 de 13 de julho de 1990, que entrou em vigor no dia 14 de outubro de l 990, que dispe sobre o Estatuto da Criana e do Adolescente. Ou seja, o Conselho Tutelar um rgo criado pelo ECA composto por cinco conselheiros, formados pelas seguintes categorias: direito, servio social, pedagogia, psicologia e membro da comunidade.

    A lista de atividades do conselheiro tutelar enorme. Compete a ele receber e encaminhar casos de crianas vitimizadas ou em risco, aconselhar pais, apurar denncias, abrigar ou colocar em famlias substitutas crianas e adolescentes, en-tre outras funes. O conselheiro tutelar uma autoridade que no tem perfil re-pressivo, sua atuao deve priorizar a possibilidade de superao e a importncia da convivncia familiar saudvel. Pelo exposto, fica claro que a funo pblica de conselheiro de grande relevncia na defesa e garantia dos direitos da criana e do adolescente. Ento, sem dvida um instrumento nas mos dos cidados para zelar, promover, orientar, encaminhar e tomar providncias em situaes de vulnerabilidade pessoal e social das crianas e adolescentes, como abandono, negligncia, explorao, violncia, crueldade e discriminao.

    Pelas atribuies do conselheiro se tem a noo da importncia do mesmo, o artigo 136 do ECA elenca um rol de atribuies. Eis algumas: atender as crianas e adolescentes nas hipteses previstas nos artigos 98 (situao de risco) e 105 (prti-ca de ato infracional), aplicando as medidas previstas no artigo 101, I a VII (medi-das protetivas); atender e aconselhar os pais ou responsvel, aplicando as medidas previstas no artigo 129, I a VII; promover a execuo de suas decises, podendo para tanto requisitar servios pblicos nas reas de sade, educao, servio so-cial, previdncia, trabalho e segurana, representar junto autoridade judiciria nos casos de descumprimento injustificado de suas deliberaes; encaminhar ao Ministrio Pblico notcia de fato que constitua infrao administrativa ou penal contra os direitos da criana ou adolescente; encaminhar autoridade judiciria os casos de sua competncia. Imagino que o papel do conselheiro tutelar no seja nada fcil, lidar com problemas e questes familiares com frequncia, inclusive estar de prontido a qualquer momento em que for convocado para lidar com as diversas situaes.

    Vale ressaltar tambm que em uma eleio para conselho tutelar o voto no obrigatrio e ai voc vai sair do conforto do seu lar em um domingo para fazer este ato de cidadania? No deixe de participar!

    Voc pode acessar a lista dos candidatos habilitados vaga de conselheiro tu-telar no site da prefeitura: www.itajai.sc.gov.br. No poderia deixar de citar tam-bm, o evento que marcou o ltimo dia 25 no Teatro Municipal de Itaja, que foi a gravao do DVD da banda Stauros. A gravao foi em comemorao aos 20 anos de existncia da banda de rock e heavy metal cristo, que alm de tudo da nossa terra. Aproveito aqui para deixar um forte abrao a todos os msicos da Stauros que faz um belo trabalho, em especial ao amigo Renatinho e Alessandro, parabns!

    A situao no est fcil para o PMDB em Itaja. Com a priso do vereador Afonso Arruda na operao Dupla Face do Grupo de Atuao Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), quem assumiu a vaga na Cmara de Vereadores de Itaja foi o su-plente, vereador Sadi Pires, tambm do PMDB. O problema que Pires tambm investigado e j foi preso na mesma operao. Assim, houve retaliao por parte da maioria dos parlamen-tares e o caso chegou Comisso de tica.

    Sadi Pires tomou posse na sesso da Cmara do dia 29 de setembro. Em protesto, a maioria dos vereadores se retirou. Aps a posse per-maneceram no plenrio apenas a vereadora Anna Carolina Martins (PRB), que presidia a sesso, e a vereadora Neuza Girardi (PMDB). A falta de qurum inviabilizou a continuidade da sesso, encerrada, conforme prev o Regimento Interno.

    Em nota a cmara informou que a mesa dire-tora lamenta profundamente o ocorrido, e es-pera que o PMDB reavalie a situao, indicando outro suplente para assumir a vaga, consid-erando o envolvimento de Sadi Antnio Pires na operao Dupla Face.

    Na mesma noite, Anna Carolina protocolou uma denncia contra Pires na Comisso de ti-ca da casa. Anexo petio, a parlamentar en-viou as reportagens produzidas pela imprensa e trechos do inqurito da operao Dupla Face, em que Sadi investigado por corrupo.

    O vereador foi preso no dia 24 de agosto e lib-ertado pouco tempo depois. Acabou exonerado do cargo de Secretrio de Habitao do governo municipal. Como o inqurito no foi concludo, Pires ainda no foi indiciado. Anna Carolina

    destacou que o vereador tambm citado na operao Parada Obrigatria, quando teve uma ligao gravada em que pedia favores ilegais ao tambm vereador (licenciado) Jos Ferreira (PP), que segue preso.

    _ insensato que uma pessoa investigada por corrupo assuma o cargo cuja principal funo justamente fiscalizar o uso das verbas munici-pais _ afirma a parlamentar.

    Caso a denncia seja recebida pelo presi-dente da Comisso de tica, o vereador Fabr-cio Marinho (PPS), seus membros tero 90 dias para analisar o caso.

    At o fechamento desta edio, Sadi Pires se pronunciou apenas por meio de nota. Disse que foi citado na operao Parada Obrigatria, mas no foi indiciado. Sobre a operao Dupla Face preferiu no se pronunciar justamente porque o caso corre em segredo de Justia.

    _ Jamais me furtei a prestar qualquer es-clarecimento, mas durante a investigao, no poderei responder perguntas sobre o tema e as-sim que a Justia permitir estarei esclarecendo com total tranquilidade _ informou por meio da nota.

    Presidente licenciada do PMDB de Itaja, Eliane Rebello pediu que os vereadores que abandonaram a sesso tenham prudncia jul-gamento dos outros. Ela entende que as inves-tigaes precisam ser encerradas e os envolvi-dos denunciados para que se possa fazer o que chamou de pr-julgamento. Contudo, disse que o partido no tem poder de deciso quando o suplente convocado pela Cmara.

    _ O que o partido faz aconselhar, mas no podemos nos meter na deciso do vereador _ complementou.

    O Grupo de Atuao Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) permanece concen-trado nas investigaes da operao Dupla Face, que investiga fraudes na expedio de alvars para empresas se instalarem em Itaja. Durante a semana trs pessoas presas preventivamente foram libertadas com parecer favorvel do Ministrio Pblico.

    O vereador Afonso arruda (PDM), preso no dia 14 em decorrncia das investigaes con-tinuava detido at a tarde de quinta-feira. O

    advogado dele, Claudinei Fernandes, entende que a soltura deveria ter sido extensiva a Arruda. Sua alternativa foi entrar com pedido de habeas corpus no Tribunal de Justia e um pedido de liberao na comarca.

    Somente com a concluso do inqurito por parte do Ministrio Pblico que a Justia poder aceitar ou no denncia contra os inves-tigados. Isso, por enquanto, ainda no tem data para ocorrer e novos cumprimentos de manda-dos no esto descartados.

    PMDB retaliado na Cmara de VereadoresParlamentares abandonaram sesso e vereador acabou denunciado para a Comisso de tica

    Divulgao

    Somente a presidente da sesso e a companheira de sigla permaneceram com Sadi Pires

    Investigaes da Dupla Face prosseguem

  • 5WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015 Poltica

    Chegamos a outubro, falta pouco mais de um ano para as eleies municipais e Itaja ainda no tem pr-candidatos declarados para a prefeitura. No entanto, nenhum dos possveis postulan-tes disse que no concorreria e mesmo que ainda esteja cedo, sabe-se que h muita gente correndo pelas beiradas. Caso dos forastei-ros, como esto sendo chamados os que mu-daram o domiclio eleitoral para a cidade.

    A mudana mais recente foi a do depu-tado federal Dcio Lima (PT), que alterou o domiclio eleitoral de Blumenau para Itaja na semana que passou. Fato que, apesar de aguardado, voltou a remexer o cenrio polti-co. Agora, os entendedores da rea, contam com dois forasteiros para se preocupar, D-cio Lima e Paulo Bornhausen (PSB).

    Apesar de serem vistos por muita gente como intrusos, os polticos seguem tentan-do firmar uma relao com a cidade. Dcio Lima faz questo de lembrar que foi funda-dor do PT em Itaja, onde mantm escritrio de advocacia e onde os pais moram. Diz-se itajaiense e por isso fez a mudana:

    _ Em decorrncia da no eleio do Volnei Morastoni, como deputado estadual, tivemos a responsabilidade de guarnecer rea que fi-camos desguarnecidos. Ento a Ana cuida do Mdio Vale e ns cuidados de Itaja e toda a regio da Foz do Rio Itaja-Au _ comen-tou, lembrando a esposa, a deputada estadual Ana Paula Lima (PT), que ser candidata prefeita de Blumenau.

    Dcio Lima diz que a mudana foi um pedido do partido e de entidades, muito em funo da ida de Volnei Morastoni, ex PT, para o PMDB. A inteno reorganizar o partido em Itaja. Mas mesmo sendo um possvel candidato, o deputado destaca a ne-cessidade de esforo coletivo.

    _ O momento rene um ambiente que ex-ige unio de todos pela coletividade. Isso necessrio para superar as dificuldades do

    porto e enfrentar outros desafios, por exem-plo, de mobilidade, Itaja merece um trans-porte pblico de excelncia _diz.

    Paulo Bornhausen, que aparece nas redes sociais como morador de Itaja, de fato, tam-bm segue se movimentando nos bastidores. Sem se dizer candidato, participa de inaugu-raes de empresas e sempre faz postagens celebrando os investimentos em Itaja. vis-to pelos principais lderes polticos da regio como pr-candidato certo.

    As siglas aguardam as alianas que sero feitas com o PSB para ento se fortaleceram. O PMDB, agora com Volnei e Thiago Moras-toni, um possvel aliado, assim como o PDT de Nkolas Reis. J o PSDB tem tudo para en-trar na briga contra os grandes, mas ainda cedo para descartar qualquer cenrio.

    Coordenador do Observatrio Social de Itaja, Jonas Tadeu Nunes acredita que a ci-dade perde com candidatos de fora e diz que apesar de muitas lideranas municipais ser-em jovens, acredita que Itaja tem condies de ter candidatos que fizeram carreira na cidade.

    _ Com o oramento que Itaja tem vai cho-ver urubu de fora, todo mundo querendo administrar a cidade. O Luiz Henrique fez isso em Joinville, o Raimundo Colombo fez isso em Lages e ambos foram governadores _ recorda.

    Em 2014, o Observatrio em parceria com a OAB e outras entidades promoveram uma campanha para que os itajaienses votassem em candidatos da cidade. Nunes acredita que seria o caso de outra campanha nesse sentido para 2016. Mas a Ordem dos Ad-vogados entende que a situao diferente.

    _ Acredito que a OAB no vai se posicion-ar em relao a isso, os polticos precisam ter um ano de domicilio eleitoral para se can-didatar em Itaja _ esclarece o presidente da Comisso de Direito Eleitoral da OAB Itaja, Augusto Jos Wanderlinde.

    Nesta semana, a vereadora Anna Caro-lina Martins (PRB) encaminhou ao Poder Executivo a proposta de alterao na lei nmero 5.105, de 2008. A solicitao da parlamentar de que o prazo de regulari-zao e pagamento da tarifa seja ampliado de duas horas para 48 horas. A proposta aguarda por consentimento e aprovao do prefeito do municpio, Jandir Bellini (PP).

    At o dia 26, os usurios tinham 48 ho-ras para regularizar o pagamento da tarifa depois que fossem notificados. A empresa concessionria Hora Park diminui o tem-po de regularizao para duas horas. De acordo com a vereadora, no cabe ao Poder Legislativo a alterao em leis de trnsito. O projeto no pode ser votado pela Cmara

    de Vereadores, mas aguarda aprovao do prefeito:

    _ Esse projeto encaminhado ao prefeito a ttulo de indicao. Ns [vereadores] no podemos alterar uma lei de trnsito. Quan-do recebemos reclamaes da comunidade, cabe a ns apenas enviar essa solicitao ao executivo, com fundamentos, como um pedido popular.

    Segundo Anna, o Executivo ainda no respondeu proposta sobre o estaciona-mento rotativo. Ela diz que geralmente o prefeito leva cerca de 20 dias para respond-er. Para a vereadora, a mudana na lei no causa prejuzo empresa, que trabalhava com o prazo de 48 horas para regularizao nos ltimos cinco anos.

    Mudana de domiclio eleitoral cresce a especulao para 2016Com o oramento que Itaja tem vai chover urubu de fora, todo mundo querendo administrar a cidade, diz o coordenador do Observatrio Social

    Dcio Lima diz que a alterao foi para guarnecer a cidade e a regio

    Divulgao

    Aps mudana, vereadora sugere alterao no prazo de regularizao do estacionamento rotativo

  • Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    6cio de novembro. No dia 25 de outubro, os vele-jadores partem da cidade de Le Havre, no norte da Fraa, rumo ao litoral catarinense. A regata e a Marejada Aventura Pelos Mares do Mundo ocorrem simultaneamente na Vila da Regata en-tre os dias 3 e 15 de novembro.

    Quarenta e dois barcos rumo ao Brasil

    A largada acontece no fim de outubro, dividida em quatro classes, entre monocascos e multi-cascos. A Transat Jacques Vabre uma regata disputada em duplas. A partida sempre em Le Havre, cidade porturia da Frana. Essa a seg-unda vez que a competio ter Itaja como che-gada. Na ltima edio, em 2013, o evento reuniu mais de 590 mil visitantes entre Le Havre e Itaja.

    A 12 edio conta com a nica dupla brasilei-ra participante da competio nutica. A dupla brasileira tem os velejadores Edu Penido e Rena-to Arajo, a bordo do veleiro Zetra. Nesta edio, a meta dos velejadores ganhar experincia.

    Sero 5,4 mil milhas nuticas, cerca de 10 mil quilmetros, at o litoral catarinense. O percur-so ser feito em um barco da Class40, categoria famosa na Europa. Para Edu Penido, primeiro campeo olmpico de vela do Brasil pela classe 470, a dupla novata, mas vai encarar a com-petio como forma de aprendizado em alto mar:

    _ So barcos novos e as tripulaes so bastante experientes. Quanto a ns, somos novatos, mas temos um bom barco.

    Em 2013, o barco Zetra foi campeo com os velejadores franceses Sbastien Rogues e Fabien Delahaye, com o nome GDF Suez. A vela ganhou a bandeira brasileira no incio deste ano. A regata francesa ser um desafio para os velejadores bra-sileiros, avalia o medalhista olmpico Lars Grael:

    _ Depois do veleiro Brasil 1 [primeiro barco brasileiro que disputou a regata de volta ao mun-do], a dupla far o projeto mais impactante da vela ocenica brasileira

    Oitenta e quatro velejadores vo encarar a mais extensa travessia transatlntica. A previso de que os barcos cheguem ao litoral catarinense 10 dias aps a largada. Aps a chegada, os vele-jadores participam de uma regata in-port, reali-zada prximo costa de Itaja. A pblico poder acompanhar de perto as provas e as movimen-taes dos barcos com velas iadas.

    Geral

    Sacos plsticos, restos de comida, caixas de isopor, garrafas de bebida e montanhas de lixo amontoado. A quantidade de sujeira atrai at ratos ao estacionamento do Molhe do Atalaia, no bairro Cabeudas, um dos pontos tursticos de Itaja. Para quem caminha e no olha para os cantos do espao, as ratazanas at passam des-percebidas, escondidas embaixo de sacos de lixo. Mas basta observar mais atentamente que l es-to os roedores.

    At ento, era comum encontrar gatos ao re-dor dos molhes. Agora, a invaso de ratos. H uma semana, uma postagem na pgina Itaja da Depr rendeu comentrios de moradores indig-nados com a sujeira acumulada no Molhe. Tem mais rato do que pessoas, tem ratos piores fre-quentando esse lugar, comentaram.

    Mas nem isso surtiu efeito. Nesta semana, a re-portagem do Jornal dos Bairros esteve no local e encontrou o acmulo de lixo espalhados pelo cho, prximo ao estacionamento. De acordo com o comerciante Srgio Balbino, 58 anos, a su-jeira e os sacos de lixo so deixados em um canto pelos garis da prefeitura de Itaja.

    _ O nosso lixo recolhido sempre pela Am-biental, nunca tivemos problema. Aqueles sacos de lixo, geralmente, so trazidos da areia da praia quando os garis passam para limpar _ conta.

    Segundo Srgio, o acmulo de lixo tambm resultado dos frequentadores do molhe. Muitos visitantes veem a sujeira em um canto e fazem do espao um depsito para o lixo. Garrafas, sa-colas e outros resduos tambm so deixados no gramado prximo ao rio, o que facilita a invaso de ratos no local.

    A informao sobre a sujeira era desconhecida na Secretaria de Obras, pelo menos o que diz o secretrio interino, Marcelo Schilikmann. Ele ga-rantiu que uma equipe ser enviada ao local para fazer a coleta dos resduos e limpar o espao. A empresa Ambiental, que faz o servio de coleta de resduos no municpio, tambm seria notifi-cada para fazer a limpeza dos sacos de lixo.

    _ Reforamos a necessidade de a populao nos avisar quando encontra esse tipo de irregu-laridade no municpio. Eu no sabia sobre esse lixo. Essa fiscalizao da populao importante porque no temos olhos para toda a cidade _ de-fende.

    A Secretaria de Obras atende denncias en-volvendo coleta de lixo, arborizao, jardinagem, praas e outras irregularidades de infraestrutura. O contato pode ser feito pelo telefone (47) 3348-0202, de segunda sexta-feira, das 7h s 13h, ou pessoalmente na rua Jos Pereira Liberato, no bairro So Joo.

    Acmulo de lixo no Molhe do Atalaia atrai infestao de ratos

    Em pouco tempo de observao possvel flagrar ratos fazendo a festa na sujeira

    Jornal dos Bairros

    Faltando um ms para a abertura dos portes da Vila da Regata, a Secretaria de Turismo de Itaja ainda estuda os servios que sero oferecidos de comida, bebida e lazer dentro da vila. De acordo com o secre-trio de Turismo, Agnaldo Hilton dos Santos, o objetivo garantir que o evento seja acessvel para qualquer visitante. A inteno de que o ci-dado consiga comer e beber com apenas R$ 10.

    _ O que est definido por enquanto so alguns estandes de gastronomia. Decidimos seguir com os mesmos restaurantes participantes do Festival Gastronmico Porto de Sabores [realizado pela prefeitura em agosto]. O que mudar o card-pio oferecido por cada restaurante.

    Sero dois pavilhes de gastronomia, um

    estande de cervejaria artesanal, feira de negcios e artesanato. Na parte gastronmica a secretaria tambm quer destinar o espao do restaurante internacional, no per, para os organizadores da transat. A ideia ter culinria francesa no local. Os valores dos itens de toda a festa sero divul-gados junto com a programao, na prxima se-mana.

    A secretaria recebeu as propostas tanto nos setores de gastronomia, bebida, artesanato e feira de negcios. Tudo foi passado ao Conselho Mu-nicipal de Turismo, que ficou responsvel em avaliar cada proposio:

    _ Eles nos direcionaro para as melhores propostas para o evento, tudo que seja em ben-efcio ao municpio. No somos ns que escolhe-

    mos as empresas, o conselho tem autonomia para escolher.

    O nome da empresa de cerveja artesanal no foi divulgado, mas est confirmado para esta edio. No segundo piso do Centreventos, uma mostra de telas e quadros tambm integra a pro-gramao. A exposio ter curadores franceses, junto Cmara do Comrcio da Frana.

    Na rea de lazer esto confirmados o funciona-mento do Planetrio e do Marejpolis. A Secre-taria de Turismo no soube informar o quanto ser arrecadado com a Marejada Aventura Pelos Mares do Mundo, mas ainda busca patrocina-dores para o evento.

    A previso de que os barcos da regata francesa Transat Jacques Vabre cheguem em Itaja no in-

    Turismo quer garantir valor mnimo de consumo durante a Jacques VabreEvento integra a programao da Marejada Aventura Pelos Mares do Mundo, em novembro; dados oficiais sero apresentados na prxima semana

    Planetrio e Marejpolis esto confirmados para integrar a Vila da Regata, assim como na edio passada

    Divulgao

  • 7WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015 Geral

    A paixo pelo trabalho visvel at no tom de fala. Aqui eu tenho instru-mento de todo o Brasil. Esse do Mato Grosso, aponta. A casa de dois andares no bairro So Vicente, em Itaja, inspira e respira msica 24 horas por dia principal-mente ao som de um nico instrumento, o acordeom. O amor pela gaita e pela msica tradicionalista refletido em quadros e en-feites dentro da oficina Rancho Novo, espe-cializada na restaurao do instrumento.

    H quase 20 anos, consertar e restaurar acordees o trabalho do msico Roney de Oliveira, 31. Msico, Oliveira a tpica pessoa feliz no trabalho. Conseguiu fazer do gosto pessoal uma profisso. A ideia de montar uma oficina de acordeom surgiu da:

    _ Eu e meu irmo tocvamos na banda Ho-liver Show e nos apresentvamos em jantares danantes, festas e outros eventos. Um dia, o acordeom do meu irmo quebrou e eu conser-tei. A partir desse dia eu tive a ideia da oficina.

    Enquanto ele conversa com a reportagem, em outra sala cerca de 15 acordees aguardam na fila para restaurao. Hoje, com quase 20 anos de oficina, Oliveira atende clientes de todo o Brasil. Entre eles esto gaiteiros de gru-pos conhecidos como Chiquito e Bordoneio, Tch Garotos e Garotos de Ouro.

    _ Meu cliente no a banda, mas o gaiteiro e tenho a sorte de meus dolos serem meus cli-entes _ brinca.

    Na pgina da empresa no Facebook, o gaiteiro da dupla Thaeme e Thiago, Juninho Kroth, parabeniza o trabalho de restaurao de um acordeom. Segundo Roney Oliveira, a clientela chega conforme indicao de colegas e outros msicos.

    O envolvimento dele com a msica motivou at o sogro Sidney Jos Potter, 57, a aposentar a estrada e deixar a profisso de caminhoneiro no passado. H dois anos, Potter trabalha na oficina na parte de acabamento e polimento. O carinho no trato com os acordeons traduz a felicidade em fazer parte de um trabalho nico no municpio:

    _Eu j o ajudava quando era caminhoneiro. Vinha para a oficina nas minhas horas de folga porque gostava de fazer isso _ conta.

    InovaoA oficina Rancho Novo no se destaca ap-

    enas por ser a nica em Itaja. Oito anos atrs, Oliveira conseguiu dar cara nova aos instru-mentos, introduzindo uma nova ferramenta no interior de um acordeom.

    _ Desenvolvi um sistema de microfonao, que so microfones instalados no instrumento

    para que ele possa ser ligado na caixa de som. Muitos msicos nos procuram para instalar esse sistema _ explica.

    O acordeom, conforme explica o especial-ista, um instrumento musical acstico e no pode ser ligado em caixas de som. A criao do sistema um diferencial da empresa e um dos trabalhos mais procurados por gaiteiros, uma vez que facilita e aumenta a sada de som do aparelho.

    Trabalho artesanalAo ver fotos de acordees restaurados, o

    trabalho parece fcil e rpido. Diferente desse pensamento, cada instrumento tem um tem-po nico para reparo. Em mdia, so 15 dias para consertar todo o aparelho, passando por um trabalho de afinao, polimento, pintura, troca de teclas, instalao do sistema de mi-crofonao e novos foles. O preo para uma restaurao completa de cerca de R$ 5 mil.

    Todos os reparos, desde a nova pintura in-stalao de microfones so trabalhos minuci-osos. A oficina disponibiliza materiais de alta qualidade, desde tampas de modelo italiano, com detalhes caractersticos, at alas para o instrumento, produzidas por Roney Oliveira. Todos os materiais, segundo o msico, so ex-clusivos e de alto nvel no mercado.

    Conhea a singularidade do consertar acordeesOficina Rancho Novo, de Itaja, referncia nacional em restaurao do instrumento e tem uma lista de clientes famosos, como Chiquito e Bordoneio

    O que pouca gente imagina que o trabalho feito na pequena oficina quase raro

    Jornal dos Bairros

    Ch beneficente No dia 28 de outubro, a Combemi

    Ao para a juventude realiza um ch beneficente no Itamirim Clube de Cam-po, em Itaja. O evento tem incio s 16h e segue at s 20h. Os ingressos esto venda por R$ 30. No dia haver desfile, sorteio de brindes aos participantes e um bazar de Natal. Para mais informaes, o interessado deve entrar em contato pelos telefones (47) 3349-8146 ou (47) 9736-7019.

    Corrida de rua A prtica da corrida de rua conquista

    cada vez mais adeptos. Seja em grupo ou individual, as pessoas buscam melhorar o condicionamento fsico e cuidar da sade. Por isso neste domingo ser realizada em Itaja a 3 Corrida Gomes da Costa. Nesta edio, 1,5 mil pessoas se inscreveram e vo concorrer a R$ 6 mil em prmios.

    O incentivo ao esporte conquistou os funcionrios da empresa, que conta com 350 colaboradores inscritos para a com-petio. Sero 5 km de corrida e 3 km de caminhada. A largada ser em frente ao Centreventos Itaja, na Beira-rio, e est di-vidida em trs estapas. s 7h55 ser dada a largada para cadeirantes, s 8h ser a vez dos funcionrios da Gomes da Costa e demais corredores. Haver tambm uma caminhada com largada prevista para 8h05. Um dia antes da corrida, os inscri-tos recebero um kit com uma camisa promocional, sacola, squezze, nmero de peito e brinde da Gomes da Costa.

    A principal proposta da Corrida Gomes da Costa estimular hbitos saudveis, aliados a uma boa alimentao. A misso da empresa incentivar o hbito saudvel de fazer esportes e envolver colaboradores e a comunidade de Itaja e regio nessa proposta.

    Gata desaparecidaA gata Sofhie sumiu no bairro So Vi-

    cente no ltimo dia 22. Ela da raa persa, e est com o pelo baixo porque foi tosa-da recentemente. No dia em que sumiu usava uma coleira vermelha e plaquinha de identificao, mas at agora ningum ligou informando o paradeiro da gata. Patrcia Regis, dona da gata, oferece uma recompensa para quem localiz-la. Quem tiver informaes pode entrar em contato pelo telefone (47) 8823-0952.

  • Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    8

    Jornal dos Bairros - Inicialmente a rede Bistek trabalhava com novidades vindas de So Paulo isso mesmo? O primeiro passo para se tornar uma rede de supermercados comeou na dcada de 80?

    Walter Ghislandi - Nosso pai era comerciante de uma loja de secos e molhados e comprou um minimer-cado em Nova Veneza e nos deu. O diferencial na poca era trazer coi-sas de so Paulo, Porto Alegre. No incio da dcada de 1980 foi quando demos pequenos passos em comu-nidades pequenas, nosso grande so-nho era entrar em Cricima e isso s foi possvel no incio dos anos 1990. Foi a partir da que ns deslancha-mos. Cricima foi a terceira loja, sen-do a primeira de porte. [E cada um dos irmos sempre teve uma afi-nidade para determinada rea?] Sim. Talvez esse tenha sido o grande segredo. Essa complementariedade entre os nossos talentos que no todo funcionou bem.

    Jornal dos Bairros - O Bistek surgiu

    de certa forma inovando, em um mer-cado novo. Hoje muito mais difcil inovar em termos de produto e a con-corrncia enorme. Como a rede dri-bla esses fatores?

    Walter Ghislandi Giassi e Ange-loni j eram os vovs do segmento. Ns temos 35 anos, o Giassi deve ter mais de 55 e o Angeloni est perto dos 60. Ns j surgimos com concor-rncia e incomodando os grandes, sempre fomos bem menores. O mo-delo de supermerca-do que se faz em San-ta Catarina exemplo em todo o Brasil. Prova disso que as grandes redes de supermercados no conseguem ter suces-so aqui. Se voc vai a Porto Alegre todos os grandes como Car-refour e Walmart es-to l. Santa Catarina tem algumas unida-des do Walmart, mas

    sem funcionar bem. No apresen-tam competitividade pelo grande destaque dessas redes locais, Giassi, Angeloni, Bistek. Aqui ou voc tem mrito para conquistar o cliente ou voc est fora, qualquer outro mri-to no vai ter resultado. qualidade mesmo. [Como a rede Bistek dribla a concorrncia at com mercados menores?] Diferencial e ns vamos ver bastante isso em Itaja, estamos trazendo uma revoluo para a ci-

    dade. Vamos tentar estar sempre ligados com as necessidades bsicas do nosso consumidor. Ten-tar atend-las e, o que mais importante, desco-brir aquelas que ainda no esto latentes, que so subjetivas. Isso s se consegue com pesquisa, com leitura do compor-tamento do cliente. S estando aqui no balco que se consegue des-cobrir. A voc tem que ir

    Novato na cidade, Walter Ghislandi aposta alto em Itaja

    O feeling para o comrcio entrou na veia do administrador Walter Ghislandi, como

    ele mesmo diz. Foi graas ao pai que abriu para os filhos, quando Walter tinha 22 anos,

    o que viria a ser uma das maiores redes de supermercados de Santa Catarina. Aos 58

    anos, o diretor comercial da rede Bistek concretiza um sonho, abrir uma loja em Itaja.Nitidamente se familiarizando com a cidade,

    o empresrio j tem a nova unidade como uma menina dos olhos. Ela representa o

    maior investimento na histria da rede, R$ 55 milhes. Tudo para fazer jus cidade

    que, segundo o Ghislandi, uma gigante no cenrio catarinense e se manter em

    crescimento mesmo diante dos prximos meses, que sero sim de crise em todo o Brasil.

    Natural de Nova Veneza, no sul do Estado, o empresrio tambm se espantou com a

    receptividade itajaiense, falou sobre como o e-commerce interferiu no varejo de modo geral e como o diferencial tem feito as redes catarinenses se manterem fortes em relao

    s multinacionais.

    O modelo de supermercado que se faz em

    Santa Catarina exemplo em todo o Brasil. Prova disso

    que as grandes redes de

    supermercados no conseguem ter sucesso aqui

    EntrevistaWalter Ghislandi

    Itaja est na frente

    por ter esses investimentos

    que vo manter as atividades nesse um ano e meio que se imagina que

    ser de muita dificuldade

    Entrevista

    para o Ceajesp trazer uma fruta dife-renciada, para Holambra trazer uma flor, importar um azeite, um vinho. Procurar ser diferente. Atender as necessidades bsicas e avanar um pouquinho, tentar gerar o impulso psicolgico do consumidor. Quando voc vai ao supermercado com uma lista de 10 itens e compra 13, esses trs so quase que subjetivos.

    Jornal dos Bairros - Voc estava fa-lando de necessidade bsica. O setor supermercadista sempre atendeu a essas necessidades. Apesar de crise, as pessoas nunca vo deixar de comprar. Da que surge a estabilidade pratica-mente eterna do setor quando no h crescimento?

    Walter Ghislandi - Foi um dos se-tores que mais evoluiu tambm. Pro-va disso que na dcada de 1980 se trabalhava com 6 mil itens em um supermercado, hoje entre 18 mil a 20 mil. Em 1990 ns trabalhvamos com cinco cortes de carne, hoje so 200. So micro necessidades que fo-ram aparecendo, do cubinho de fil pronto, bife de picanha, que levou a essa imensido de respostas. [Mas isso se deve tambm a um pouco de talento, porque esses itens que voc est me falando no so de necessidade bsica] Hoje tomar uma garrafa de vinho em algum mo-mento vai ser uma necessidade, al-gum tem que atender isso. A venda de vinho em um supermercado re-presenta em torno de 1% a 1,5%, bastante.

    Todos os outros segmentos de varejo sofreram uma interferncia muito grande do e-commerce. Hoje voc no vai para uma loja comprar um aparelho de som sem antes con-sultar o preo na internet em lojas especializadas. Qualquer segmento comercial sofre uma influncia mui-to grande e o supermercado ainda no. Ento ainda se usa esse encan-tamento do cho de loja para ao in-vs de vender 10 itens para o cliente vender 20.

    Jornal dos Bairros - Como o Bistek enxerga o mercado itajaiense? H quanto tempo vinha-se planejando entrar na cidade?

    Walter Ghislandi - Pelo menos cin-co anos, temos o terreno h trs. Era uma cidade que vnhamos monito-rando h 10 anos. Surgiu a oportu-nidade de aquisio desse terreno cinco anos trs e a partir da o pro-

  • 9WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015 Entrevista

    jeto digno de Itaja co-meou. Temos que en-tender que a Itaja de cinco anos atrs no a Itaja de hoje, mas rapidamente adequa-mos projeto e atuali-zamos a proposta por-que Itaja deu um salto muito grande. Hoje chegamos na cidade em conformidade com a posio da cidade.

    Jornal dos Bairros - Apesar de ter sido uma cidade que se desenvolveu muito nos ltimos anos, alguns espe-cialistas j apostam que Itaja viver um cenrio de estagnao. Isso de al-gum modo preocupa a rede?

    Walter Ghislandi No temos pre-ocupao com isso por dois fatores. Existe em curso uma srie de inves-timentos para a cidade, o que no acontece com outras cidades. Isso vai formar um colcho para enfren-tar a crise que todo mundo j est enfrentando e Itaja est na frente por ter esses investimentos que vo manter as atividades nesse um ano e meio que se imagina que ser de muita dificuldade. Itaja j uma re-alidade para investimentos. Toda a questo de infraestrutura logstica e a prpria recepo da comunida-de para investimentos torna Itaja sempre como segundo ou terceiro local para se investir no Estado. Itaja

    tem uma identidade e usou isso muito bem, que a logs-tica, ser sempre um setor de grandes in-vestimentos. Itaja j foi o maior centro distribuir de alimen-tos, por exemplo.

    A cidade tem indi-cadores muito fortes

    com relao a PIB, crescimento po-pulacional, tudo gigante. As em-presas de fora vm aqui e se adap-tam de uma forma fcil. As pessoas apoiam, incentivam os investimen-tos, no criam problemas como em outras cidades.

    Jornal dos Bairros - Qual foi o valor investido na loja de Itaja, em quanto tempo vocs preveem o retorno?

    Walter Ghislandi Essa loja custou R$ 55 milhes. O retorno disso vir em torno de seis ou sete anos. Foi o maior investimento da nossa his-tria em uma unidade. A gente no tem que considerar s a unidade, um complexo todo com 45 lojas de apoio, s na praa de alimentao so 13.

    O que existe de mais moderno no mundo hoje em equipamentos de supermercados est na loja de Ita-ja. Todo nosso equipamento de re-frigerao fechado, a nica loja de Santa Catarina que 100% assim. Isso traz reduo de 60% no consu-

    A cidade tem indicadores muito fortes

    com relao a PIB, crescimento

    populacional, tudo gigante

    mo de energia e aumenta em 30% o resfriamento do produto. Isso com car-nes, frios, peixes, conge-lados, traz uma qualidade enorme para os produtos.

    Temos uma rotisseria indita em Itaja com pratos prontos para levar para o micro-ondas. Nossa adega tem espao privilegiado com 800 rtulos de 13 pases e com atendi-mento personalizado. Itaja vai ter a melhor carne de Santa Catarina. Nosso aougue tem 200 cortes e toda essa carne vem de um frigo-rifico prprio. Toda a produo acompanhada pelos nossos vete-rinrios e nossa equipe de sade. Nossa carne moda embalada em atmosfera modificada, no tem contato com o ar e se torna imune a bactrias.

    Jornal dos Bairros - Quantos em-pregos so gerados em toda a rede atualmente? Existe algum programa de capacitao de mo de obra?

    Walter Ghislandi So 3,2 mil em-pregos diretos em toda a rede. Essa unidade vai gerar em torno de 350 empregos diretos, o que significa mil empregos no total. Trouxemos de fora alguns cargos que tivemos dificuldade aqui e que vm da pr-pria rede, postos estratgicos. Mas o objetivo sempre desenvolver as pessoas daqui e fazer com que no futuro o Bistek Itaja seja tocado por itajaienses. Isso em termos de custo bem menor. Programas de capaci-

    tao das pessoas, desenvolvimento, formao de lide-ranas, cursos de trainee, vagas de trainee so cons-tantes na rede. Su-permercados pre-cisam de pessoas,

    ento tem de se estar trabalhando isso mais do que mercadoria. Sem essa estruturao voc no conse-gue crescer organicamente.

    Jornal dos Bairros - Certamente quando se instala em uma cidade o Bistek deve receber alguns incentivos fiscais. Existe uma poltica de contra-partida?

    Walter Ghislandi Ns tivemos uma precesso de um pleito. Exis-te um Conselho Municipal de De-senvolvimento Econmico e Social para o qual apresentamos nosso projeto e tivemos boa receptivida-de. Era uma espcie de audincia, havia diversas outras empresas que estavam pleiteando.

    Jornal dos Bairros - A famlia Ghislandi conta com empreendi-mentos em outras reas?

    Walter Ghislandi Temos uma incorporadora patrimonial que a G5, temos a Ghislandi que parti-cipa de shopping center, em Blu-menau temos participao no Park Europeu. A Ghislandi tambm faz investimentos no setor imobilirio em Rondnia. Mas o foco o super-mercado.

    O objetivo sempre

    desenvolver as pessoas daqui e

    fazer com que no futuro o Bistek

    Itaja seja tocado por itajaienses

  • Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    10

    Neide Uriarte

    Social

    Bodas de CoralParabenizamos o lindo casal Rosane Gartner Forbeci e Paulo Forbeci pelo aniversrio de 35 anos de casamento, bodas de coral. A data foi comemorada no dia 27 de setembro. Que Deus derrame sua bno sobre este casal, seus filhos, noras e netos!

    95 anos da Dona Brulia CabralNeste sbado, dia 03 de outubro, os familiares da Dona Brulia Cabral estaro reunidos, para comemorar seus 95 anos de vida. A data ter uma missa em ao de graas s 19h30 na Igreja Matriz do Santssimo Sacramento. Em seguida haver um jantar na churrascaria Vila Bocha, na Vila Operria. A coluna presta uma homenagem especial aniversariante Dona Brulia Cabral, desejando muita sade, paz, amor e alegrias. Parabns! Feliz aniversrio!

    Jantar na Vila GardenAs amigas Suzete Macedo Bellini, Cludia Lamim, Karina Fernandes, Snia Bittencourt Anversa, Regina Deschamps Vieira e Neide Pasold Uriarte se reuniram na ltima quarta-feira, dia 30 de setembro, na pizzaria Vila Garden. Foi uma confraternizao oferecida pelo Itamirim Clube de Campo para o grupo que durante muitos dias esteve reunido para preparar a festa do Dia das Crianas 2015 do clube, que ser realizada neste sbado. Suzete Macedo Bellini esposa do presidente do Itamirim, Gelcir Bellini, o Piro.

    Parabns, Dai!

    Quem tambm soprou velinhas em setembro foi a queridssima Daiane Basso.

    A jornalista completou 30 aninhos, apesar de aparentar

    ser uma menina. As amigas do grupo Brodinhas desejam

    muitas felicidades.

  • 11WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015

    neidefestas@matrix.com.br

    Neide Pasold Uriarte

    (47)9977.2390

    Social

    Viva Vida A tradicional academia Viva Vida, que funciona no andar trreo do Clube Nutico Almirante Barroso, comemorou 18 anos no dia 14 de setembro. Uma programao especial foi realizada, com diversas atraes como: shows musicais, exposio de alimentos naturais, palestra com nutricionista, desafio de atividades esportivas, etc... Parabenizamos o casal Sabrina e Samuel Elias, todos os professores, funcionrios e alunos.

    Dica da semana: Feijoada no Q-Saco Sbado o dia tradicional de comer uma deliciosa feijoada. A dica da coluna desta semana o buffet de feijoada do restaurante Q-Saco, localizado na Beira-rio. Alm do ambiente agradvel e o bom atendimento da casa, o buffet recheado de componentes da feijoada muito bem preparados. V conferir e se deliciar, pois seu final de semana ter um sabor inesquecvel!

  • Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    12

    Neide Uriarte

    Social

    Aniversrio do DJ RenatoNo dia 20 de setembro participamos do almoo em comemorao ao aniversrio do DJ Renato, realizado na barraca Sabi do Itamirim Clube de Campo. Um encontro festivo da famlia e amigos mais ntimos do Renato. O que no poderia faltar era a boa msica, alm da seleo musical por conta do aniversariante teve tambm participao especial de um grupo de pagode.

    Crianada em festaO CEI Professora Mauriclia Andr do Nascimento recebeu a visita especial da palhaa Rita Tita, que apresentou um show de msicas, teatro, mgicas e brincadeiras para as crianas. Foi um presente em comemorao ao Dia das Crianas. A agenda da palhaa muito concorrida, mas ela abriu esse espao para levar alegria e animao para os alunos da educao infantil.

    Betina Lovera WalterCumprimentamos especialmente o jovem casal Marye Nicole Lovera Walter e Eduardo Werner Walter, pelo nascimento da filha primognita, Betina Lovera Walter. Desejamos que o Menino Jesus proteja esse anjinho e sua famlia!

    Coquetel Lara FlorA loja Lara Flor de Itaja realizou um fashion day para lanar a nova

    coleo da Lana Perfume. O evento foi no ltimo dia 25. Lara e Katia receberam suas clientes com um delicioso coquetel e elas

    puderam conferir os lanamentos para overo 2016 da marca que a nova sensao entre as mulheres mais descoladas.

  • 13WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015

    neidefestas@matrix.com.br

    Neide Pasold Uriarte

    (47)9977.2390

    Social

    Comemorao em dose tripla No dia 25 de setembro foi realizada a comemorao em dose tripla de aniversrios de Srgio Ambrsio Maraneiro (25), Evandro Hasse (27) e Mrio Uriarte Filho (29). O encontro festivo reuniu as famlias, na residncia do aniversariante Srgio. Parabenizamos o trio de aniversariantes, desejando que Deus os abenoe e proteja sempre!

    Costura IndustrialAtendendo ao

    gentil convite da superintendente da

    Feapi, Snia Machado, estive prestigiando o

    lanamento do curso de costura Iindustrial, no dia 17 de setembro. O grupo de alunas estava muito

    empolgado com o incio das aulas, pois o curso possibilitar que todas possam melhorar sua

    renda mensal.

    Troca de alianas No ltimo fim de semana o casal Felipe

    Silvestrini e Flor Battistella trocou alianas em Itaja. Os pais dos noivos Alvacir Silvestrini, Acir Silvestrini, Rosana Battistella e Marcos

    Battistella recepcionaram os convidados no Marias Convention. Uma festa linda, cheia de

    convidados ilustres e de muito bom gosto. Parabns ao novo casal, que sejam muito felizes.

  • Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    14

    Mercado em FOCOjornalismo@bteditora.com.br

    Economia

    Na ltima semana de setembro foi inaugurado o Bistek de Itaja. A unidade, que custou R$ 55 milhes rede, a mais cara da histria da empresa. O que h de mais moderno em equipamento para supermercados foi

    empregado na nova loja que chega ainda com a promessa de preos baixos. O investimento era um sonho do grupo h 10 anos e comeou a se concretizar cerca de cinco anos trs.

    Investimento de R$ 55 milhes

  • 15WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015

    Mercado em FOCOjornalismo@bteditora.com.br

    Economia

  • Ano XX - edio 761 - 2 de outubro de 2015

    WWW.JORNALDOSBAIRROS.TV

    16