Informativo especial juventude 2014

  • Published on
    06-Apr-2016

  • View
    216

  • Download
    0

DESCRIPTION

Este Informativo Provincial um registro histrico e uma recordao de momentos marcantes vividos pela Juventude, pelo Secretariado Vocacional e pelas comunidades formativas e pastorais da Provncia. Por isso s me resta desejar um bom proveito e uma boa leitura.

Transcript

  • 1Informativo da Provncia-Edio Especial

  • 2 Informativo da Provncia-Edio Especial

  • 3Informativo da Provncia-Edio Especial

    Sumrio.

    2. Palavra do Editor

    4. Ponto de partidaJUMIRE Pastoral da Juventude Redentorista

    5. Jornada da Juventude RedentoristaO Santurio Nacional se fez jovem A Juventude Redentorista reunida para a Jornada no BrasilReflexo Pe. Michael BrehlHomilia Pe. Michael Brehl em Aparecida

    14. Ano Vocacional Missionrio RedentoristaCarta convocatria Pe. Michael BrehlCarta de Manaus Propostas da Comisso Nacional

    18. Experincias, iniciativas e realizaesJovem: Chamado a experimentar o amor do RedentorO Canal Jovens de Maria estabelece dilogo com a Juventude

    24. Iniciativas de Ao na Provncia de So PauloAno Vocacional Redentorista na Provncia de So Paulo Propostas de AoEncerramento Carta-Convite

    27. Juventude, uma realidade em constante mutaoA experincia de ser um jovem redentoristaPerfil da juventude na Cidade Tiradentes So Paulo Thais Goes das Neves

    31. Ps-Jornada AfonsianaPs-Jornada Afonsiana DiademaPs-Jornada Afonsiana Sorocaba

  • 4 Informativo da Provncia-Edio Especial

    1. Palavra do Editor

    A necessidade premente de trabalhar com a Juventude fez surgir a JUMIRE, Juventude Missionria Redentorista. Como ponto de partida, explicamos ento o que e como funciona a Juventude Missionria Redentorista.

    A partir dessa necessidade, criou-se ento uma Comisso Nacional para trabalhar o tema especfico da juventude, tendo em vista tambm a Jornada Afonsiana e a JMJ de julho de 2013. Na Provncia de So Paulo o trabalho de preparao foi coordenado pelo Secretariado Vocacional. Um dos trabalhos preparatrios jornada foi a peregrinao da cruz e do cone da jornada que percorreram as comunidades, com boa adeso, sobretudo de algumas parquias e comunidades de formao.

    No dia 22 de julho de 2013, em Aparecida, aconteceu a JMA, Jornada Mundial Afonsiana. O Ir. Diego conta-nos como foi a participao dos jovens da Provncia de Gois nesse evento redentorista. Dela trazemos tambm a fala do Pe. Michael Brehl aos jovens, feita sob um sol escaldante, na Tribuna Dom Alosio Lorscheider. Trazemos tambm sua homilia da missa acontecida no interior do Santurio Nacional no encerramento do encontro.

    A partir desse evento, veio a deciso de se convocar um Ano Vocacional Missionrio a ser celebrado por todas as unidades da Congregao do mundo todo. Por isso trazemos a carta convocatria do Pe. Michael Brehl e a Carta de Manaus, com as decises e encaminhamentos das diversas unidades redentoristas do Brasil, representadas na sua Comisso Nacional para os anos de 2013 e 2014.

    Por fim, passamos a descrever algumas iniciativas, realizaes e experincias de um trabalho mais organizado com os jovens, destacando um texto elucidativo do Pe. Evaldo, a experincia dos Jovens de Maria, a Romaria Nacional da Juventude e outros, a Ps-Jornada afonsiana realizada em Diadema e Sorocaba e alguns textos que retratam a realidade da juventude na Parquia Menino Jesus, de Diadema, e tambm a realidade dos jovens da Parquia Senhor Santo Cristo, da Cidade Tiradentes, So Paulo.

    Este Informativo Provincial um registro histrico e uma recordao de momentos marcantes vividos pela Juventude, pelo Secretariado Vocacional e pelas comunidades formativas e pastorais da Provncia. Por isso s me resta desejar um bom proveito e uma boa leitura.

    Pe. Incio Medeiros, C.Ss.R.Redator

    pe.inacio@gmail.com

    Ponto de Partida

  • 5Informativo da Provncia-Edio Especial

    Expediente.Capa.InfoRMAtIVo dA PRoVncIA - EdIo ESPEcIAl JuVEntudE E Ano VocAcIonAl 2014rgo da Provncia Redentorista de So Paulo

    Superior ProvincialPe. Lus Rodrigues Batista, C.Ss.R.

    coordenador EditorialPe. Jos Uilson Incio Soares Junior, C.Ss.R.

    RedatorPe. Jos Incio Medeiros, C.Ss.R.

    RevisoAna Lcia de Castro LeiteLuana Galvo

    design e diagramaoHenrique Baltazar

    Leia as ltimas ediesdo Informativo da Provncia.

    Acesse: www.a12.com/redentoristas

  • 6 Informativo da Provncia-Edio Especial

    2. Ponto de Partida

    Pastoral da Juventude Redentorista

    Uma das decises do XXIV Captulo Geral da Congregao Redentorista foi a de criar redes de trabalho que facilitassem e favorecessem o cumprimento de algumas prioridades da evangelizao. Uma dessas prioridades, como consta no documento fi nal, a Pastoral da Juventude.

    Buscando responder a essas interpelaes e aos desafi os lanados pelo Governo-Geral, a Unio dos Redentoristas do Brasil (URB), numa de suas reunies de 2011, decidiu criar uma Comisso Nacional para tratar o assunto. Desde fevereiro de 2012, representantes das nove unidades redentoristas do Brasil tm reunido esforos e trabalhado em conjunto para a formao da Juventude Redentorista. O objetivo criar um perfi l do jovem missionrio redentorista no Brasil.

    hora de avanar com os trabalhos e buscar novas iniciativas. Que cada Unidade Redentorista do Brasil possa ter a coragem de investir foras na busca de bons trabalhos junto aos nossos jovens.

    A Juventude Missionria Redentorista (JUMIRE) busca evangelizar por meio da ao

    conhEA E fAA PARtE do JuMIRE

    missionria dos jovens, visto que as novas geraes tm a capacidade de gestar o novo. A partir do carisma e da espiritualidade da Congregao do Santssimo Redentor, o grupo mobiliza os jovens para aes em diversas reas, como parquias, santurios, misses populares, entre outras.

    A JUMIRE procura, tambm, despertar a dimenso vocacional nos jovens para uma vida leiga missionria, vida religiosa consagrada ou vida Sacerdotal. As equipes da JUMIRE so orientadas por representantes do secretariado vocacional redentorista de cada cidade.

    Em sintonia com a Provncia, os grupos atuam de acordo com a realidade de cada comunidade.

    Mais informaes pelo facebook.com/juventudemissionaria.jumiresp

    con

    es d

    a JM

    A em

    San

    ta B

    rba

    ra D

    Oes

    te-S

    P

  • 7Informativo da Provncia-Edio Especial

    O sol brilhou forte do dia 22 de julho de 2013 na cidade de Aparecida, no estado de So Paulo, no Brasil. Foi o dia em que jovens redentoristas reuniram-se no ptio das Palmeiras, em frente ao Santurio Nacional de Aparecida, para a Jornada Afonsiana. O evento foi a etapa final da preparao dos jovens das parquias redentoristas no mundo inteiro para participao na Jornada Mundial da Juventude, realizada no Rio de Janeiro.

    A Jornada Afonsiana acolheu os jovens logo no incio da manh com muita msica e animao.

    A provncia redentorista de Gois, por exemplo, marcou presena no encontro com mais de 180 jovens, alm de muitos seminaristas, como relata o padre Fbio Pascoal, que integra a equipe de coordenao. Ns criamos uma comisso nacional que se preocupa em como alcanar os jovens na realidade de nossas provncias e parquias. Por isso, agora seguimos

    APAREcIdA, 22 dE Julho dE 2013A JuVEntudE REdEntoRIStA REunIdA PARA A JoRnAdA no BRASIl

    Jornada da Juventude Redentorista 3.

    O Santurio Nacional se fez jovem

    colaborando na dimenso da animao vocacional, j que iniciaremos em agosto o Ano Vocacional Redentorista.

    De acordo com o padre Fbio, a Jornada Afonsiana foi importante para oferecer aos jovens um maior engajamento na misso dos redentoristas. Falta beber um pouco mais na fonte da espiritualidade redentorista. Estes jovens, que j esto conosco, precisam perceber que so redentoristas tambm e tm como herana tambm o carisma de Santo Afonso.

    O Superior-Geral da Congregao do Santssimo Redentor, padre Michael Brehl, participou do evento ao lado do conselheiro-geral, padre Alberto Eseverri. Os dois caminharam, conversaram com os jovens e tiraram muitas fotos. Em seu discurso no ptio do Santurio Nacional, padre Michael falou aos presentes sobre a misso da juventude e a emoo de reuni-los na Jornada Afonsiana. Esse um importante momento de estima para os redentoristas e para os jovens

  • 8 Informativo da Provncia-Edio Especial

    reunidos aqui com a Senhora Aparecida. um dia especial tambm para celebrarmos, juntos, Santo Afonso: um fundador prximo de seus irmos. Ns queremos profundamente e com alegria entender a essncia que Jesus Redentor nos envia, como fez com os discpulos quando os enviava.

    A Jornada Afonsiana teve a apresentao de diversas bandas catlicas e foi encerrada com uma missa no Santurio Nacional, no final da tarde. Em seguida, alguns retornaram para suas casas e outros seguiram para o Rio de Janeiro, para participarem da Jornada Mundial da Juventude.

    Durante a Jornada Afonsiana, padre Michael Brehl deixou uma mensagem aos jovens redentoristas. Na carta, ele recorda o testemunho deixado por Santo Afonso de Ligrio, um jovem inquieto como vocs, interessado em viver plenamente como vocs! Retomando a biografia do fundador da Congregao, destacando seus valores pessoais, que brotaram de sua experincia cotidiana com Jesus Redentor.

    O Superior-Geral retomou o chamado feito pela Igreja no Brasil para que os jovens assumam o compromisso de serem missionrios. No se conformem com a vivncia ntima da f que anima nossa esperana. Saiam de si mesmos e procurem o irmo que est abandonado. No alimentem a vocs mesmos e a seus amigos mais prximos, arrisquem em ir ao encontro dos pobres e dos solitrios, dos doentes e dos infelizes. Sejam missionrios do Redentor!

    Nesse sentido, padre Michael fez um pedido para que os jovens perseverem no seguimento de Jesus. No deixem que essa alegria do dia de hoje se perca no horizonte de vocs! Lembrem-se de Santo Afonso. Lembrem-se dos amigos que vocs fizeram nessa Jornada Afonsiana. Lembrem-se dos redentoristas que encontraram aqui. E, claro, lembrem-se de Nossa Senhora da Conceio Aparecida. Ela disse aos serventes daquelas bodas de Can, na Galileia: Faam o que Ele mandar (Jo 2,5). Rezem pelos redentoristas do mundo

    MEnSAgEM

    PAStoRAl dA JuVEntudE

    inteiro. E, quando voltarem s suas casas, levem um abrao meu aos seus pais e irmos, concluiu.

    No XXIV Captulo Geral da Congregao Redentorista, foi definida a criao de redes de trabalho para algumas prioridades da evangelizao, entre elas, a Pastoral da Juventude. Em resposta a esse desafio, a Unio dos Redentoristas do Brasil (URB) criou uma Comisso Nacional para tratar o assunto. Desde fevereiro de 2012, representantes das nove unidades do Brasil tm reunido esforos e trabalhado em conjunto para a formao da Juventude Redentorista, sob a coordenao do Superior Provincial do Rio de Janeiro, padre Vicente de Paula Ferreira. O objetivo criar um perfil do jovem missionrio redentorista no Brasil.

    Ir. Diego Joaquim, C.Ss.R.Diogo Silva, C.Ss.R.

  • 9Informativo da Provncia-Edio Especial

    Re exo do padre Michael Brehl

    durante as atividades da Jornada da Juventude redentorista, debaiXo de um sol inclemente, na praa das palmeiras, no santurio

    nacional, o superior-Geral apresentou aos Jovens esta refleXo.

    Em nome do Governo-Geral da Congregao dos Redentoristas, eu trago um abrao caloroso a cada um de vocs que se encontra aqui em Aparecida nesta Jornada Afonsiana. A Jornada Mundial da Juventude nos aguarda no Rio de Janeiro, mas o Papa Francisco vai fazer como ns estamos fazendo: ele vir primeiro a Aparecida, depois de amanh, para ser abenoado pela Padroeira do Brasil, e depois vai voltar ao Rio para realizar os encontros mais importantes desse evento maravilhoso, que est mobilizando jovens do mundo inteiro.

    Esse gesto do Papa nos honra muito, pois a Igreja confi ou aos redentoristas, h mais de 100 anos, o cuidado pastoral deste Santurio. E, desse modo, nossa famlia religiosa participa diretamente desta festa e se renova na alegria do encontro com nossos jovens vindos de todas as unidades da Congregao espalhadas por esse pas lindo e imenso. Alm disso, temos a honra de receber jovens redentoristas de outros pases que esto aqui no Brasil para participar da Jornada Mundial.

    Santo Afonso de Ligrio foi um jovem inquieto como vocs, interessado em viver

    plenamente como vocs! Um jovem que viveu a f e se deixou tocar pelo encontro profundo com Jesus Redentor do mesmo modo como vocs, hoje tambm, realizam suas vidas na companhia de Cristo! Santo Afonso, o fundador da nossa Congregao, portanto, com seu exemplo de vida, a nossa mais bonita e poderosa mensagem para esse encontro de hoje! Sua histria pessoal, ns j conhecemos, a histria de nossa Congregao tambm bem conhecida entre ns, mas hoje, podemos fazer um caminho breve para reencontrarmos Santo Afonso e nos unirmos aos redentoristas que atuam em 78 unidades presentes nos cinco continentes da Terra.

    QuERIdoS JoVEnS!JM

    A em

    Apa

    reci

    da, S

    P

  • 10 Informativo da Provncia-Edio Especial

    Esse caminho nos aponta para os valores do jovem Afonso que nos so reapresentados nessa jornada. Os valores do jovem Afonso so os valores que brotam da experincia cotidiana com Jesus, nosso Redentor.

    Eu sei que a Igreja no Brasil, em sua mensagem constante aos jovens, tem insistido nesses mesmos valores da vida com o Redentor que Santo Afonso tanto procurou viver e pregar. E da orientao da Igreja no Brasil que busco uma primeira inspirao para o primeiro passo do nosso caminho: sejam missionrios do Redentor!

    No se conformem s com a vivncia ntima da f que anima nossa esperana. Saiam de si mesmos e procurem o irmo que est abandonado. No alimentem a vocs mesmos e a seus amigos mais prximos, arrisquem em ir ao encontro dos pobres e dos solitrios, dos doentes e dos infelizes. Sejam missionrios do Redentor! Jamais se entreguem acomodao, mas procurem dar testemunho da f nas escolas que vocs estudam, nas rodas de amigos que vocs frequentam, nas festas e em todos os lugares onde vocs gostam de estar e de celebrar a vida.

    Santo Afonso foi um jovem apaixonado por Deus, pela vida e pelos irmos. Em toda a sua vida, nos menores detalhes, ele demonstrou essa paixo que consumia seus dias. Uma paixo to bela e to profunda que ele no admitia perder tempo. Vocs esto aqui hoje movidos por uma paixo semelhante, porque foram capazes de mobilizar suas comunidades, fazerem uma longa preparao, tomar uma conduo e vir para

    Aparecida. Essa mesma paixo est sustentando a alegria de encontrar outros jovens, os romeiros de Nossa Senhora e os missionrios redentoristas que esto aqui no dia de hoje.

    Eu peo a vocs, de todo o meu corao: no deixem que essa paixo diminua! Permitam que esse fogo continue a aquecer seus coraes e garanta a vocs uma vida de muita felicidade. Conservem essa paixo por meio da orao constante e pela fidelidade vida em comunidade. Podem estar certos: a graa de Deus no vai faltar! E a paixo que envolve o trabalho de todo redentorista tem uma fonte inesgotvel que ns no podemos deixar de ir a ela para buscar sempre nimo e fora. Essa fonte o corao do nosso Redentor. Sejam frequentadores do corao de Jesus e encontrem nele sustento do fogo da paixo que sustenta nossa vida de missionrios!

    JMA - Pe. Incio, Pe. Michael Brehl e Pe. Lus Rodrigues

    Pe. M

    icha

    el Br

    ehl

  • 11Informativo da Provncia-Edio Especial

    Sob o fogo dessa paixo afonsiana, lembremos que as condies indispensveis para a nossa misso so a integridade pessoal e unidade com os irmos. Jamais conseguiremos anunciar verdadeiramente o Redentor se no o temos como o Senhor de nossas vidas. Antes de tudo, meus queridos jovens, preciso que aprofundemos a nossa amizade com Jesus e dele aprendamos tudo o que necessrio para assumir a tarefa de proclamar a vontade do Pai, amparados e iluminados pela fora do Esprito Santo.

    Essa experincia nos deixa inteiros, ntegros diante do mundo e dos irmos. E essa integridade pessoal nos habilita para, juntos com os irmos, construir a unidade. A Igreja o nosso ambiente de comunho. Ela nos capacita para permanecer ntegros e unidos aos irmos.

    Na Igreja, a comunidade dos filhos de Santo Afonso recebe do Evangelho a orientao de que preciso frequentar a escola de Maria para aprendermos a ser humildes. A humildade que nos coloca no lugar certo na vida: nem maiores nem menores do que somos. Vocs devem ouvir todos os dias e de todos os lados que devem ser grandes, vencedores. Que devem brilhar, ganhar muita fama, destacarem-se dos demais e construir carreiras excepcionais. Vocs devem ouvir que a vida s vale a pena com muita abundncia de bens e exercendo muitos poderes.

    Esse cenrio que se apresenta de forma constante para vocs e para todos ns, no mundo de hoje, est em profundo contraste com o que

    aprendemos na escola de Maria. Se observarmos bem o que ela nos ensina, vamos entender que ser grande, vencedor e para brilhar nesta vida s h um caminho vlido que o caminho da humildade: O Senhor fez em mim maravilhas, Santo o seu nome (Lc 1,49).

    Santo Afonso frequentou essa escola. Era um grande devoto de Maria. E a humildade santa que se tornou lio permanente em sua vida o levou a conhecer, a estudar a cincia da justia e a encontrar o mundo dos miserveis, dos pobres e dos doentes. Ele contemplava a vida da Me do Belo Amor e se jogava, com toda coragem, em direo aos abandonados do mundo. Pode-se dizer at que o zelo pela justia tomava conta dos seus dias pelo empenho que sempre demonstrou em fazer o que certo, o que justo, o que da vontade de Deus.

    Ele no assistia a tudo sem se mover. Ele saia do seu ambiente de conforto, da sua casa, da sua cidade e foi para as montanhas na Costa Amalfitana. L no alto, ele conheceu o abandono dos cabreiros e, tambm l, ele resolveu redirecionar sua vida em Deus realizando uma consagrao especial a servio desses abandonados. Esse zelo de Santo Afonso o motivo de um grande apelo que fao nesta jornada: jovens, do Brasil e do mundo, sejam zelosos, busquem praticar a justia e nunca se esqueam dos pobres!

    Jovens: realizem essa misso com entusiasmo, com alegria no rosto e com a fora da f. Mantenham viva essa chama acesa por nosso fundador. Honrem o que nossos missionrios fizeram nesses quase 300 anos de histria da nossa Congregao. Vocs so a nossa fora e o nosso rosto nos dias atuais.

    Os jovens seminaristas, os jovens vocacionados vida consagrada e ao sacerdcio e, claro, os jovens chamados a outras vocaes na Igreja e que fazem parte de nossas paroquiais, vocs representam a vitalidade de nossa ao missionria. Vocs no so meros aprendizes dos velhos redentoristas, mas vocs so tambm mestres e nos ensinam a no desanimar, no calar

    Pe. M

    icha

    el Br

    ehl n

    a TV

    Apa

    reci

    da

  • 12 Informativo da Provncia-Edio Especial

    a voz, a no ter medo deste mundo to complexo pelo avano tecnolgico e pela profuso de ideias sociais e econmicas, que tanto causam impactos em nossas culturas. Repito: vocs, jovens, so a expresso da nossa vitalidade!

    Daqui a muito pouco tempo, vamos acompanhar os movimentos da Jornada Mundial da Juventude e nela veremos o fervor dos jovens do mundo inteiro em proclamar sua f no Redentor. Vocs sabem bem: a Igreja no Brasil, de forma inspirada, preparou essa Jornada promovendo, em todas as dioceses de onde vocs vieram, uma Semana Missionria. Como foi bom saber dessa iniciativa da Igreja! Como foi bonito ver essa movimentao dos jovens dentro de um ambiente to conhecido dos redentoristas. Em vrias parquias foram realizadas atividades que lembram, perfeitamente, nossas misses populares.

    Vocs viram de que modo maravilhoso as famlias e as comunidades participaram dessa Semana Missionria. E, certamente, vocs participaram de tudo isso. Desse modo, o dia de hoje, o dia da Jornada Afonsiana, se torna o dia de renovarmos um compromisso bem redentorista. O compromisso de participarmos dessas jornadas e voltarmos para nossas comunidades para seguir em nossa ao missionria explcita, corajosa e criativa! Este dia de hoje, ento, um dia de profundo e proftico otimismo para a Congregao. o dia de olharmos para frente com esperana e alegria, contando com todos vocs em nossa obra missionria.

    Santo Afonso, vocs sabem, ficou muito conhecido na Igreja como um verdadeiro apstolo da reconciliao pela obra teolgica que desenvolveu no campo da Moral e pelo fulgurante testemunho que nos deixou como confessor. Por causa disso, no podemos deixar de destacar que o trabalho missionrio de todos os redentoristas, especialmente, dos jovens padres, consagrados e leigos, deve ser marcado pela misericrdia.

    Santo Afonso se preocupava com as conscincias e deixou-nos uma grande

    contribuio espiritual, que pode ajudar-nos a formar as nossas conscincias na retido e na misericrdia. Para um redentorista, a bem- -aventurana da misericrdia uma lei de ouro. Vocs sabem, queridos jovens, que a tirania e o moralismo esto nos tentando o tempo todo a ficarmos apontando o dedo para os erros uns dos outros. No podemos ceder. Para todo cristo, mas particularmente para ns redentoristas, o anncio e o testemunho da misericrdia so de fundamental importncia: Sejam misericordiosos, como tambm o Pai de vocs misericordioso (Lc 6,36).

    Jovens: vocs esto em nosso corao! Podem estar certos de que, de um canto ao outro do mundo, nossas comunidades redentoristas esto em sintonia conosco aqui em Aparecida. Os confrades de longe e de perto se alegram

    Pe. I

    nci

    o, E

    loisa

    (Ara

    raqu

    ara)

    e Pe

    . Lu

    s Rod

    rigue

    s

  • 13Informativo da Provncia-Edio Especial

    Pe. Michael BrehlSuperior-Geral

    com este nosso encontro. Juntos, como irmos, renovamos o amor que nos faz sempre abertos para receber de Cristo seu maior dom: a copiosa redeno. O amor que une os redentoristas neste dia o amor do Redentor.

    L no Rio de Janeiro, no alto do Monte do Corcovado, servindo de sinal de identificao daquela cidade linda no mundo inteiro, est uma belssima e gigantesca imagem do Redentor. E Ele olha para a cidade de braos abertos. Essa imagem j correu o mundo e se tornou uma marca da cidade. Vejam vocs: o Redentor a marca do Rio. O Redentor de braos e corao abertos para receber a humanidade inteira num abrao de redeno. Essa particularidade d aos redentoristas um sinal bonito da nossa participao na Jornada Mundial da Juventude. Eu desejo que todos que l para o Rio de Janeiro

    vo viajar que se deixem abraar pelo Redentor! Sintam a fora, o conforto e o amor daqueles braos e daquele corao.

    Minha ltima palavra um pedido: perseverem! No deixem que esta alegria do dia de hoje se perca no horizonte de vocs!

    Lembrem-se de Santo Afonso. Lembrem- -se dos amigos que vocs fizeram nesta Jornada Afonsiana. Lembrem-se dos redentoristas que encontraram aqui. E, claro, lembrem-se de Nossa Senhora da Conceio Aparecida. Ela disse aos serventes daquelas bodas de Can, na Galileia: Faam o que Ele mandar (Jo 2, 5). Ela nos diz, hoje, a mesma coisa.

    Sigamos essa sua santa orientao e vamos participar, com todo o nosso vigor, da Jornada Mundial da Juventude indo ao Rio ou acompanhando o Papa Francisco e os milhes de jovens que estaro l, a partir de amanh com nossas oraes. Rezem pelos redentoristas do mundo inteiro. E, quando voltarem s suas casas, levem um abrao meu aos seus pais e irmos. Um abrao especial. Digam no ouvido deles: este abrao do Pe. Michael, o Padre-Geral dos Redentoristas, que eu trouxe para voc!.

    Pe.

    M. B

    rehl

    e Pe

    . Vic

    ente

    (RJ)

  • 14 Informativo da Provncia-Edio Especial

    Homilia do padre Michael Brehl em Aparecida

    Homilia proferida na missa realizada no interior do santurio nacional e concelebrada por inmeros redentoristas.

    No final da nossa Jornada Afonsiana aqui juntos em Aparecida, estamos celebrando a Missa de Santo Afonso. Ainda hoje, um pouco mais tarde, muitos dos jovens que esto aqui vo para o Rio de Janeiro para participar das celebraes da Jornada Mundial da Juventude, que comeam amanh. Aps um longo dia juntos, a Eucaristia nos dar alimento para a viagem, enquanto continuamos a seguir Jesus, o Redentor, que nos chama a fazer discpulos seus todos os povos.

    Deus chama vocs, meus queridos irmos e irms, para partilhar a Boa-Nova que vocs receberam. Como ouvimos na primeira leitura esta tarde, o Esprito do Senhor Deus est sobre vocs. Deus ungiu vocs para levar a Boa- -Nova aos pobres e oprimidos, para proclamar a liberdade para os cativos, para confortar todos os que sofrem.

    So Paulo escreve a Timteo para encoraj-lo. Mas as palavras de So Paulo so destinadas a cada um de vocs. No fiquem

    QuERIdoS IRMoS E IRMS, nervosos ou tmidos por serem jovens. Porque vocs so jovens, vocs entendem as esperanas e os desafios dos jovens de hoje. Vocs tm uma palavra de esperana para seus irmos e irms. O Senhor vai ajudar vocs a levar aos outros essa esperana.

    Como Jesus no Evangelho, quando vocs virem as multides de pessoas devem sentir compaixo por elas. So tantos os jovens de hoje que se parecem como ovelhas sem pastor! No s jovens, mas durante a Jornada Mundial da Juventude, focalizamos nossa ateno no mundo jovem. A Messe grande, e os operrios so poucos. Quando vocs pedirem ao Senhor que envie operrios para a sua messe, no se surpreendam se ele mandar vocs!

    Quando Santo Afonso viu as multides de pessoas procura de sentido para suas vidas, sem ningum para lhes levar o Evangelho, ele viu que Jesus estava pedindo a ele que aceitasse essa misso. fcil para ns pensar que algum outro faria isto melhor, ou que talvez Deus v chamar outra pessoa mais adequada. Santo Afonso viu os

  • 15Informativo da Provncia-Edio Especial

    pobres pastores em Scala e percebeu que Deus o estava chamando. Quando Afonso percebeu isto, sua vida mudou. Pouco a pouco, ele descobriu como fazer a diferena para outras pessoas.

    Penso que vocs tambm querem fazer a diferena no mundo. Vocs querem fazer algo importante e significativo com suas vidas. Realmente, no to difcil. A gente comea vendo outras pessoas como elas so e onde elas esto. Como diz o Papa Francisco, temos que chegar to perto das pessoas especialmente dos pobres e daqueles da periferia para que tenhamos o cheiro das ovelhas. Ento, aprendemos a escutar as outras pessoas, a escutar de verdade. Quando abrirmos nossos olhos para realmente enxergar e nossos ouvidos para realmente escutar, ns descobriremos tambm a compaixo e aprenderemos como responder.

    Peo a Deus que esta Jornada Mundial da Juventude seja uma celebrao muito especial para todos vocs. Jesus chamou vocs para estarem juntos durante esses dias. Ele est aqui com vocs. Ele convida vocs a fazer discpulos entre todas as naes. Ele promete estar sempre com vocs.

    Santo Afonso um maravilhoso exemplo e modelo para ns. Ele nos mostra como ser um discpulo de Jesus. Mais que isso, ele um bom amigo para ns. Ele nos acompanha em nossa jornada.

    Hoje nos reunimos em Aparecida, neste lugar muito especial. Aqui acontecem milagres. Estamos na casa de nossa Me Aparecida, Maria, Me de Jesus. Seu maior desejo e seu maior milagre so que todos os seus filhos encontrem o seu lugar nesta casa, nesta mesa. H espao para

    todos. por isso que seu Filho, Jesus, envia vocs para fazer de todos os povos discpulos seus.

    Rezemos por todos os que viro Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro e por todos os jovens de hoje. Pela intercesso de nossa Me Aparecida e pelas oraes de Santo Afonso, possamos ns experimentar o amor e a presena de Jesus, nosso Redentor. Amm.

    Pe. Michael BrehlSuperior-Geral

    em tempo: no final da santa missa conclusiva da Jornada afonsiana, o

    superio-Geral, padre micHael breHl, encontrou-se com todos os redentoristas presentes em aparecida para um rpido, mas produtivo,

    diloGo, na casa do pequeno

    Pe. M

    . Bre

    hl fa

    la ao

    s red

    ento

    rista

    s

  • 16 Informativo da Provncia-Edio Especial

    4. Ano Vocacional Missionrio Redentorista

    Carta convocatria do padre Michael Brehl

    Queridos confrades, irms religiosas e leigos Redentoristas:

    Saudaes do Rio de Janeiro, onde ns celebramos a Jornada Mundial da Juventude com o Papa Francisco e milhes de jovens peregrinos. Muitos Missionrios Redentoristas, Leigos Missionrios e jovens somaram na celebrao da Jornada Afonsiana em Aparecida e na Jornada Mundial da Juventude no Rio. Foi muita alegria vivenciar esses dias acompanhado pelos confrades Enrique Lpez, Alberto Eseverri, Noel Londoo e Ulysses da Silva do Governo-Geral. Em especial, eu gostaria de agradecer Provncia do Rio de Janeiro, So Paulo e a todas as (Vice) Provncias da URB, como tambm, a todos os voluntrios que contriburam muito para essa bonita experincia.

    Na Quinta-Feira, 1 de agosto de 2013, na Igreja de Santo Afonso, no Rio de Janeiro, abrirei ofi cialmente o Ano de Promoo da Vocao Missionria Redentorista, o qual foi proclamado em abril. O Governo-Geral encoraja cada Provncia, vice-Provncia, Regio e Misses, a iniciar esse Ano Vocacional no dia 1 de agosto ou logo que vocs puderem. [Nota do tradutor: A Comisso Nacional da Juventude sugeriu que a abertura, nas parquias e comunidades no Brasil,

    fosse no dia 4 de agosto domingo.] Durante esse ano, ns urgimos que vocs planejem eventos, celebraes, oraes, catequeses, dias de retiro da comunidade e outros meios criativos na promoo do Ano Vocacional.

    Neste momento, o Secretariado-Geral de Formao apresenta a vocs alguns elementos sobre o Ano de Promoo da Vocao Missionria Redentorista: o logo, o tema, a orao e a capelinha. Esses elementos so sugestes do

  • 17Informativo da Provncia-Edio Especial

    Governo-Geral, mas cada Provncia, Vice- -Provncia, Regio ou Misso iro adapt-las situao particular onde se vive a Misso Redentorista.

    Como testemunhas e Missionrios da Redeno, ns rogamos a Deus para renovar a nossa vocao como indivduos e especialmente como um corpo missionrio (C. 2). Na tradio de Santo Afonso, os grandes mistrios da redeno incluem: a Encarnao (humanidade infusa com a presena de Deus, cf. C. 19); a Paixo (compromisso e doao pelos outros em Jesus Cristo, cf. Cc. 48- -50); e a Ressurreio (vida nova, presena permanente e transformao no Esprito, cf. C. 51, 56).

    Como testemunhas, ns damos testemunho no somente para relembrar os grandes mistrios da nossa Redeno, mas tambm atravs do viver mais intensamente esses mistrios. Como missionrios, ns convidamos outros a partilhar mais intensamente a Copiosa Redeno proclamada por Jesus o Redentor.

    Possa esse Ano Vocacional Redentorista inspirar todos ns Confrades, Irms, Leigos Redentoristas e os Jovens a uma profunda renovao da nossa identidade como Testemunhas e Missionrios da Redeno.

    Michael Brehl, C.Ss.R.Superior-Geral

    Roma, 1 de agosto de 2013

    Com Santo Afonso, possamos ns seguir o exemplo de Jesus Cristo, o Redentor, pregando a Palavra de Deus aos pobres (C. 1), com paixo, criatividade, alegria e esperana.

    Na festa do nosso fundador, Santo Afonso, eu desejo a vocs muitas graas e bnos. Seu zelo apostlico, sua paixo por Jesus Cristo e seu amor pelos mais abandonados e pelos pobres continuem a nos dar esperana e coragem na misso nos dias de hoje. Abenoado e alegre dia de festa a cada um de vocs.

    Que a Me do Perptuo Socorro e Santo Afonso nos acompanhem durante todo esse ano de graa.

    Seu irmo no Redentor.

  • 18 Informativo da Provncia-Edio Especial

    Carta de ManausPropostas da Comisso Nacional

    a partir da realizao da Jornada afonsiana em aparecida, da carta convocatria do superior-Geral, a comisso nacional indicada pela urb comeou a delinear os trabalHos referentes ao ano vocacional, enviando a todas as unidades redentoristas uma carta motivadora.

    Ano Vocacional RedentoristaTema: O Redentor te chama pelo nomeLema: S forte na f e alegre na esperana!

    Por deciso da Unio dos Redentoristas do Brasil (URB), a Comisso Nacional da Juventude ampliar seus trabalhos e, alm da juventude, o grupo se dedicar ao Ano Vocacional Redentorista no pas, contando com a participao dos animadores vocacionais. Em reunio realizada

    em Manaus, de 23 a 25 de setembro, reafirmando as decises do encontro em abril e observando a proposta do Governo-Geral, a Comisso apresenta o tema, o lema, a orao e o logotipo (ver documentos em anexo) que devero ser usados em cada (Vice) Provncia, dando unidade proposta de Promoo da Vocao Redentorista, tanto leiga quanto consagrada.

    Cada (Vice) Provncia confeccionar uma capelinha vocacional, com as imagens do Redentor ao centro, Santo Afonso e Nossa

    cARoS confRAdES REdEntoRIStAS,

    Jum

    ire -

    Com

    isso

    Nac

    iona

    l

  • 19Informativo da Provncia-Edio Especial

    Senhora do Perptuo Socorro nas laterais (modelo em anexo). Ser fornecido um roteiro celebrativo para a entronizao da referida capela, a ser enviado via e-mail para cada unidade. No entanto, a forma de se trabalhar esse smbolo livre, podendo ser adaptada de acordo com a realidade local.

    Alm da Onzena, especialmente elaborada para o Ano Vocacional, algumas publicaes podero ser utilizadas como subsdios nos trabalhos. Haver a produo de vdeos e spots que, para divulgao do carisma redentorista, devero ser utilizados nos diversos meios de comunicao.

    O site www.juventuderedentorista.org.br continuar sendo um canal de publicao das novidades e das atividades realizadas.

    Considerando a proximidade da Jornada Afonsiana e da JMJ, a Comisso decidiu no promover um novo evento nacional. Sendo assim, no dia 9 de novembro de 2014, data em que a Congregao celebra sua fundao, cada unidade realizar uma romaria dentro de sua prpria (Vice) Provncia, encerrando o Ano Vocacional Redentorista. Um roteiro ser fornecido pela Comisso para auxiliar durante esta celebrao.

    Comisso Nacional da Juventude Redentorista

    25 de setembro de 2013

    importante lembrar que o engajamento e comprometimento de cada confrade so fundamentais para, a partir do carisma e espiritualidade redentorista, promover a vocao missionria em todas as suas dimenses. Cada unidade deve formar grupos de trabalho, contando com a colaborao do membro da Comisso e da participao de institutos afiliados e leigos, a fim de colocar em prtica as decises tomadas em mbito nacional.

    Contamos com o apoio e a animao de todos! Que Santo Afonso e a Me do Perptuo Socorro intercedam por ns nesta misso.

    Jum

    ire -

    Com

    isso

    Nac

    iona

    l

  • 20 Informativo da Provncia-Edio Especial

    5. Experincias, iniciativas e realizaes

    Jovem: Chamado a experimentar o amor do Redentor

    a realizao da Jornada afonsiana, em aparecida, e a participao da conGreGao na Jornada da Juventude 2013, no rio de Janeiro, querem ser um Grande alento para a retomada dos trabalHos relacionados com a pastoral da Juventude redentorista, em todas as unidades do

    brasil.

    O clima da Jornada Mundial da Juventude ainda paira sobre ns. Junto a ele, ecoam as palavras do Papa Francisco, que claramente convidou os jovens a irem s ruas, serem revolucionrios e encontrarem-se pessoalmente com Jesus Cristo. O papa reafi rmou aquilo que tem sido a base de nossa espiritualidade crist desde sempre somos seguidores de uma pessoa antes de sermos vocacionados a seguir alguma ideologia. Alicerados nesse ponto, gostaria de refl etir um pouco sobre a evangelizao da juventude nesse comeo de sculo XXI. Tenho tido a agradvel possibilidade de escrever para jovens nos ltimos anos, convivido com eles, tanto no ambiente profi ssional quanto no

  • 21Informativo da Provncia-Edio Especial

    pastoral, e isso provoca algumas reflexes que podem auxiliar no cumprimento de nossa misso, a saber, aquela de colocar como destinatrios do evangelho a juventude do Brasil e do continente latino-americano.

    No h receitas certas e perfeitamente claras de como proceder um trabalho de evangelizao com a juventude, alis, creio que nunca na histria da Igreja foi possvel definir claramente o modo de levar os jovens a experimentar o amor de Jesus. Os que fazem parte do tempo chamado juventude so frutos das novidades de sua poca, alm de estarem fadados a enfrentar as vicissitudes comuns a este perodo da vida: amadurecimento da personalidade, equilbrio emocional e sexual, enfrentamento do mercado de trabalho, conflitos familiares e estabelecimento de relacionamentos sociais e afetivos. Por isso, os referenciais propostos so sugestes, insights, possibilidades de alcanar o corao do jovem e ajud-lo a se conduzir ao corao amoroso de Jesus Cristo.

    Proponho refletir sobre trs pontos: 1) o encontro pessoal com Jesus, 2) a busca de sentido de vida e 3) a fora das mdias sociais. Aparentemente, esses trs temas podem parecer isolados e distintos, mas quando est em jogo o modo de evangelizar os jovens, eles se intercruzam e completam um quadro de necessidades pastorais em qualquer misso. Entretanto, antes de mais nada, existe o crater motivacional do projeto missionrio com jovens: preciso querer estar com eles, conhec-los, dispensar tempo e esforo humano por eles, estar disposto a colher, no raro, limitados frutos, uma vez que no h certeza nem recompensa para os evangelizadores que querem se dedicar aos jovens. Nenhuma outra faixa etria to desafiante para a pastoral da Igreja!

    EncontRo PESSoAl coM JESuS cRISto

    Uma das vertentes missionrias mais antigas e mais olvidadas na Igreja justamente a centralidade da promoo do encontro pessoal com Jesus Cristo. Basta olharmos a tradio dos evangelhos e perceberemos que sempre o que leva as pessoas ao compromisso com Jesus o contato pessoal com Ele; todos, sem exceo, mais do que se ligar ao discurso de Jesus, encontravam Nele algo que nunca tinham visto em nenhum outro em seu tempo e antes dele uma autoridade divina, capaz de surpreender em cada situao e dar respostas para perguntas que pareciam indecifrveis!

    Acontece que, dada a complexidade das estruturas eclesiais e eclesisticas, no nosso tempo e antes de ns, houve quem acreditasse que seriam as formas, e no a pessoa de Jesus, o modo de pregar o evangelho corretamente. Apostamos nas mais diversas metodologias de adeso ao Cristo, vangloriamos da fora de movimentos e pastorais, misturamos religio e ideologias, sufocamos a ao do Esprito com a forma da Lei e da letra, elaboramos discursos inflamados e racionalmente perfeitos, mas pouco ou quase nada apresentamos aos jovens o rosto de Jesus Cristo, o homem-Deus, filho de Maria, a novidade de Deus encarnada no ser humano!

    Obviamente, todas as estruturas que pudermos usar para estar com os jovens sero teis, mas antes de estruturas o jovem busca referenciais fortes, modelos de vida e precisam olhar para Jesus como algum que possa dar a eles uma razo para dar sentido a vida. Ao contrrio, a adeso do jovem ser passageira, efmera, baseada em aes afetivas humanas e no numa opo fundamental por um projeto de vida enraizado em Jesus. E aqui surge o desafio: como apresentar Jesus para os jovens? Como propor a eles a adeso ao Cristo? Que caractersticas de Jesus so capazes de atrair a ateno do jovem?

    S se ama o que se conhece, e esta imagem de Jesus, apresentada ao jovem, deve ser to

  • 22 Informativo da Provncia-Edio Especial

    irradiante de novidade e paixo que ele queira aprofundar-se no conhecimento amoroso do Cristo. Essas ideias podem parecer abstratas, mas paremos um pouquinho e pensemos em nossa ao pastoral possvel sim mostrar Jesus como novidade de Deus para os jovens e despertar neles o compromisso eclesial. O prprio exemplo do Papa Francisco, na JMJ, deixou isto muito claro: quando se fala sem rodeios e meias palavras, quando se provoca o jovem a ser ele mesmo e quando se mostra ao jovem que Jesus foi um jovem apaixonado pelo ideal de um mundo melhor pelo Reino de Deus , a adeso acontece de modo natural e duradouro. Quando se age assim, o Esprito Santo consegue fazer com segurana a parte que dele, tocar o ntimo de cada jovem e cham-lo misso!

    Esse encontro pessoal com Cristo passa, ento, por algumas fases: apresentar ao jovem a pessoa de Jesus, mostrar a ele a novidade trazida pelo Filho de Deus, provocar o jovem a se defrontar com esta novidade, avaliando sua prpria vida e desejos, levar o jovem a estar com Jesus, pela vida orante e pelo conhecimento mais profundo da pessoa de Jesus, e envi-lo em misso, como gesto que concretiza a adeso fundamental. O jovem conhece, ama, compreende e passa a ser um agente multiplicador dessa experincia. Esta a pedagogia de Deus, visvel, por exemplo, na histria do jovem Saulo de Tarso.

    Ligado ao tema do encontro pessoal com Jesus Cristo est a necessidade de apresentar, ao jovem, no nosso trabalho missionrio, um sentido para a vida, a beleza de um projeto que possa ser duradouro e que preencha a existncia de felicidade e realizao pessoal, familiar, profissional e espiritual. Encontrar-se com Cristo precisa necessariamente ser uma experincia existencial, no sentido mais profundo da palavra: o jovem busca uma razo para viver, num mundo que s tem oferecido a ele razes passageiras e descartveis de felicidade.

    Para o evangelizador esse um desafio enorme, j que ter que lutar contra a cultura reinante na sociedade. Enquanto ousamos propor algo duradouro e slido para a vida de um jovem, ele facilmente cede s facilidades de uma vida sem grandes projetos tudo efmero, passageiro e ter o prazer momentneo o discurso que o jovem mais ouve, vindo de todas as direes, e principalmente das mdias que regem a vida da juventude. Essa verso atual de um epicurismo exacerbado a barreira que o missionrio ter que enfrentar convencer o jovem de que mais razovel lutar pelo duradouro do que aproveitar, sem preocupao, o que passageiro. a tarefa de propor a teologia da porta estreita diante da largueza da porta do individualismo, subjetivismo e hedonismo modernos!

    A BuScA dE uM SEntIdo PARA A VIdA

  • 23Informativo da Provncia-Edio Especial

    O que o jovem sente, na corrente da cultura que o cerca, a difi culdade de ter pelo que lutar e sonhar. A juventude est sem objetivos! As grandes conquistas polticas, sociais, religiosas e econmicas parecem estar todas encaminhadas, e lhes falta motivao para acreditar em algo que alicerce o sonho de lutar por um ideal. A democracia foi conquistada, pouco ou quase nada se fala sobre desigualdades sociais, e ningum mais parece preocupado com o bem- -estar do outro, o respeito religioso esvai-se num relativismo institucional, o consumismo torna- -se padro entre os jovens, sentimentos so leiloados e, no fundo de tudo isso, dessa aparente tranquilidade psquica, instala-se um tsunami de solido, fraqueza, medos, depresso, paranoias... sinais de que a sociedade do prazer, do efmero e da novidade constante no est suportando o desenvolvimento integral do humano. Basta parar e ouvir um jovem para sentir que nele h algo que deseja integrao, plenitude. Os subterfgios das drogas, do lcool, da vivncia sexual desregrada, dos confl itos com os pais e do isolamento social, ou da adeso a grupos marcados pela excentricidade nada mais so possibilidades errneas de encontrar algo em que se apoiar.

    Ao evangelizador, cabe ter a sensibilidade e a criatividade em perceber estes sinais na juventude e propor a ela um caminho que seja ao mesmo tempo interessante e desafi ador, que provoque nela a vontade de investir a existncia em um caminho que seja capaz da integrao completa da personalidade. Para isso, o evangelizador ter que estar literalmente ao lado deles, sentir com eles as barreiras sociais, encontrar sadas para os problemas que os afl igem e no temer o fracasso. Tudo isso com a presena libertadora e integradora de Jesus Cristo, aquele que dar sentido a essa aventura missionria com os jovens.

    O terceiro ponto toca no instrumental fundamental, pelo qual o jovem pode ser alcanado e convidado experincia de amor e adeso a Jesus Cristo. No quero dar s mdias sociais uma fora maior do que elas possuem, mas inegvel que, para o jovem do sculo XXI, a evangelizao ter que passar, necessariamente, por esses novos canais de relacionamento humano. No dou menor importncia aos encontros paroquiais, grupos de orao, catequeses, retiros, inseres sociais, pastorais, mas penso que esses sejam hoje um segundo momento da acolhida do jovem. Primeiro ele precisa ser fi sgado em seu ambiente de relacionamentos, e depois, ele passa pelo processo de insero na vida e mistrio da f. Esse ato de ir ao encontro dos jovens, do sair

    A foRA dAS MdIAS SocIAIS

    23Informativo da Provncia-Edio Especial

  • 24 Informativo da Provncia-Edio Especial

    s ruas, nas palavras do Papa Francisco, passa pelo descobrimento das mdias e redes sociais esses so os novos arepagos juvenis. Essas so as avenidas pelas quais trafegam a juventude!

    Quando penso nas redes sociais, vejo dois movimentos: o primeiro o que se refere a encontrar o interesse dos jovens e tocar na ferida certa. Ali, nessas comunidades virtuais, os jovens expressam de fato o que so e o que pensam, ou seja, ali eu tenho uma radiografia clara de que caminhos os jovens gostam de percorrer. Sensibilidade, e mais, ausncia de preconceitos devem guiar o olhar do evangelizador nesses caminhos. No mundo das redes sociais juvenis, no cabem meus pensamentos formatados e quadradinhos. Ali, nesse mundo, preciso mergulhar como quem quer aprender do zero. E por que conhecer esses caminhos e interesses?

    Ora, justamente porque ser este conhecimento que permitir ao evangelizador ter a postura certa ao apresentar a eles a novidade de Jesus. Cristo e seu projeto precisam aparecer nos caminhos dos jovens. Ficar plantado em nossas comunidades esperando que eles cheguem perder tempo. Ir ao encontro deles, no local e do modo como se relacionam e, ali, apresentar a proposta de Jesus, esse o desafio. muito mais difcil; certamente, exigir mais disciplina e tempo, mas os resultados sero mais duradouros.

    O segundo movimento o de espalhar o nome de Jesus e um contedo cristo entre os jovens que convivem nas redes. Aqui preciso ter clareza metodolgica e teolgica, pois O QUE ser dito precisa completar o COMO dito. Ningum duvida de que nas redes sociais temos um campo aberto para semeadura, mas que tipo de sementes l lanaremos? Uma religio adocicada, um Jesus descompromissado, um revolucionrio poltico, um profeta da cura? Que rosto de Jesus queremos ver presente no meio da juventude?

    O contedo nas redes dir de nossas opes eclesiais e teolgicas. E o modo de dizer o mais desafiante, pois ainda que consigamos sintetizar um bom itinerrio pastoral evangelizador, que tenhamos confiana sobre que rosto de Jesus

    iremos apresentar nas redes, ainda assim fica o desafio de COMO fazer isso. Que tipo de contedo o jovem consome nas redes e de que forma ele o acessa? Longos textos, reflexes com palavras difceis, catequeses moralizantes? Ou precisaremos converter o Evangelho, sem que ele perca sua essncia, em cartes com frases curtas, pequenos vdeos, possivelmente bem- -humorados, enquetes, frases de efeitos, pequenos seriados de contedo humano-cristo? Eis o desafio para o evangelizador que quiser conversar com o jovem sobre Jesus de Nazar e sobre sua Igreja.

    termino com duas notas: a primeira refere- -se ao trabalho com os jovens que comeamos fazer no portal A12.com. Unidos aos nossos grupos evangelizadores, o A12.com, sentindo que havia carncia de uma linguagem para os jovens em nossos meios de comunicao, mantm hoje, com certo sucesso, o canal www.a12.com/jovensdemaria. Aconselho uma visita e esperamos inclusive a sua crtica. A segunda informa sobre o livro para a juventude, escrito sob encomenda da Editora Santurio, que tem tido aceitao entre os jovens e entre pais e mes de jovens, catequistas e outros agentes pastorais. Sob o nome Para curtir e compartilhar reflexes para jovens, tentamos expressar em alguns temas os assuntos que os prprios jovens pediram por meio das redes sociais. Fica o pedido para que o leiam, o critiquem e, claro, o divulguem!

    Pe. Evaldo Csar de Souza, C.Ss.R.Comunidade Afonso de Ligrio

    Aparecida

  • 25Informativo da Provncia-Edio Especial

    O Canal Jovens de Maria estabelece dilogo com a Juventude

    Projeto do Portal A12, o Canal Jovens de Maria um espao de comunicao do Santurio Nacional de Aparecida com a juventude. Com linguagem prpria e diversidade de contedos ligados ao universo do jovem catlico, o Jovens de Maria traz aos internautas contedos que colaboram para a formao do jovem, bem como a cobertura dos principais eventos relacionados juventude.

    Com o apoio de alguns parceiros e colunistas, o canal oferece artigos e contedo multimdia que abordam as temticas do jovem e seu comportamento a respeito de religio, sociedade, famlia, amigos etc. O Jovens de Maria exibe todos os meses o programa em vdeo Pra pensar. Apresentado pelo jovem Michell

    Lima, da Comunidade Sodalcio de Vida Crist, o programa tem como objetivo falar sobre questes importantes do cotidiano dos jovens para torn- -los mais questionadores.

    Redes Sociais Para estabelecer dilogo com a juventude, o Jovens de Maria est presente nas principais redes sociais como facebook, twitter e instagram.

    Mensalmente, o canal gera mais de 10 mil acessos e desde sua reformulao, em julho de 2013, j obteve mais de 435 mil visitas nicas.

    Todo o contedo elaborado por uma equipe que est sob a direo do Missionrio Redentorista Padre Evaldo Souza, diretor executivo do A12.com.

  • 26 Informativo da Provncia-Edio Especial

    Provncia de So Paulo Propostas de Ao

    Depois de vrias reunies realizadas, a comisso designada pela Provncia de So Paulo para tratar do Ano de Promoo da Vocao Missionria Redentorista esboou um planejamento, com pistas concretas de ao para que o Ano Vocacional fosse vivenciado concretamente nas comunidades e frentes pastorais da provncia. Desde o final de 2013 j esto sendo desenvolvidas diversas atividades referentes ao Ano Vocacional em cada setor, e diversos projetos e eventos esto por acontecer ao longo deste ano.

    Muita coisa j est acontecendo nas comunidades redentoristas em prol do Ano Vocacional. Em Campinas, por exemplo, os jovens j comearam a promover encontros para rezar. E tambm esto programando uma gincana, momentos de formao e estudo. J o grupo de leigos redentoristas tem rezado o tero em favor das vocaes, visitando as casas das famlias dos jovens envolvidos na Parquia Menino Jesus de Diadema, SP.

    O Secretariado Vocacional e a comisso responsvel pela promoo do Ano Vocacional na Provncia pretendem atingir os mais diversos setores e frentes pastorais da provncia como as misses, comunicaes, grupos de jovens, parquias e Santurio Nacional, entre outros. Para isso, ao longo do ano sero realizados alguns eventos em comum, com a proposta de unir ainda mais o povo a ns confiado em torno proposta do Ano Vocacional.

    Em fevereiro, j comeou a passagem da Capela Vocacional pelas comunidades da Provncia de So Paulo. O cone percorre, at novembro, todas as parquias redentoristas no estado. O encerramento do Ano Vocacional tambm ser celebrado de maneira especial e a comisso est organizando uma Romaria Redentorista a Aparecida, a ser realizada no dia 16 de novembro (domingo), no Centro de Eventos Padre Vtor Coelho de Almeida, no Santurio Nacional.

    6. Iniciativas de Ao na Provncia de So Paulo

  • 27Informativo da Provncia-Edio Especial

    So estas as datas da passagem da Capela Vocacional pelas cidades onde h parquias redentoristas:

    05/02 Araraquara 08/02 So Joo da Boa Vista15/02 Santa Brbara dOeste01/03 Campinas22/03 Tiet05/04 - Sorocaba26/04 Helipolis03/05 Miracatu31/05 Diadema09/08 Sapopemba30/08 Cidade Tiradentes20/09 Jardim Paulistano - So Paulo18/10 Aparecida

    EncerramentoCarta-Convite

    A Congregao Redentorista e Institutos Afi liados celebram, at o dia 16 de novembro de 2014, o Ano de Promoo da Vocao Missionria Redentorista, com o tema O Redentor te chama pelo nome e o lema S forte na f e alegre na esperana. A proposta do Ano Vocacional que ns paroquianos e sacerdotes, religiosos e religiosas, pais, crianas e jovens, sejamos testemunhas e missionrios da Redeno no mundo de hoje.

    Dentro desse contexto, cada unidade foi convidada pela Comisso Nacional da Juventude Redentorista a realizar uma romaria dentro de sua prpria (Vice) Provncia, no dia 16 de novembro de 2014, data em que a Congregao celebra sua fundao, para marcar o encerramento do Ano Vocacional Redentorista.

    Sendo assim, a Provncia de So Paulo organizou uma Comisso Local que visa tratar das questes relativas ao Ano Vocacional, e est, portanto, coordenando os preparativos para a Romaria Redentorista.

    Cape

    la V

    ocac

    iona

    l e Ir

    ms

    Men

    sage

    iras

  • 28 Informativo da Provncia-Edio Especial

    Ento, anotem na agenda:Romaria Redentorista Encerramento do Ano Vocacionaldia: 16/11/2014 (domingo)local: Centro de Eventos Padre Vtor Coelho de Almeida Santurio Nacional, Aparecida-SP.

    Convidamos, desde j, a todos os redentoristas e Institutos Afiliados, que esto na Provncia de So Paulo, para participarem desse evento a ser realizado no dia 16 de novembro (domingo), no Centro de Eventos Padre Vtor Coelho de Almeida, no Santurio Nacional, em Aparecida-SP.

    Lembramos que ainda possvel organizar para que o povo de nossas comunidades participe em peso neste dia! Organizem-se de tal modo que seja uma verdadeira romaria redentorista ao Santurio Nacional. Na programao teremos missa e outras atividades a serem definidas pela coordenao da Romaria Redentorista. Lembramos que as atividades se encerraro por volta do meio-dia.

    Comisso de Preparao para o Ano Vocacional Redentorista

    Provncia de So Paulo

    Alguns de ns somos chamados a uma expresso mais formal dessa Vocao Missionria Redentorista como sacerdotes, irmos, irms e missionrios leigos. Vocs podem fazer a diferena no mundo como vocs vo responder? Como Maria, nossa Me, como Santo Afonso nosso Padroeiro e So Geraldo Majela, por favor, digam sim. Ns precisamos de vocs. Padre Michael Brehl, C.Ss.R. Superior-Geral Redentorista, na missa de abertura do Ano Vocacional Redentorista, dia 1/8/2013, no Rio de Janeiro.

    Capela Vocacional - Comunidade rural de Santa Brbara dOeste

    Igreja Santa Cruz - Araraquara

  • 29Informativo da Provncia-Edio Especial

    Juventude, uma realidade em 7. constante mutao

    A Experincia deser um Jovem Redentorista

    Posso dizer que me sinto uma pessoa privilegiada por Deus, primeiramente porque Ele me chamou vida, trouxe-me ao mundo, e depois por ter recebido o sacramento do batismo e, pelo batismo, pela uno do Esprito Santo tornei-me cristo.

    Hoje eu, como jovem cristo, sinto-me muito mais privilegiado por Deus ao poder dizer que sou um Jovem Redentorista, pois ser jovem, e jovem redentorista, no uma misso muito fcil diante da realidade em que vivemos no mundo nos dias de hoje, de acordo com tantas propostas com as quais ns jovens nos deparamos e nos so apresentadas no mundo...

    Ser jovem, e jovem redentorista, possibilita- -nos mostrar que, alm de curtir a vida, podemos tambm levar Jesus e ter a Copiosa Redeno constantemente como foco da nossa vida Crist, da nossa alegria, motivao da nossa caminhada como cristos... ser testemunha viva do Evangelho de Jesus, se dispor a doar a vida, o talento por Jesus, nosso Redentor. Fazer parte da Famlia Redentorista uma alegria, pois nos torna grandes parceiros ativos para a obra da Evangelizao, misso esta que os Redentoristas vm realizando h mais 280 anos.

    Eu, em particular, me alegro muito em fazer parte da Famlia Redentorista como jovem, leigo cristo, ajudando a evangelizar outros jovens que tm sede de Deus, que tm sede de esperana. Pe. Michael Brehl, C.Ss.R., Superior- -Geral da Congregao Redentorista, deixou-nos em evidncia durante a Jornada Afonsiana que numa sociedade e num mundo disperso, que leva o jovem para consumismo apenas, induzindo-o quilo que o marketing prope, o que podemos lhe oferecer so os grandes desafi os da vida. Mas diante desses desafi os temos um desafi o ainda maior que o de anunciar o Evangelho. Esse desafi o precisa ser enfrentado de mos dadas, como uma s equipe missionria, que aponta na mesma direo e fala a mesma linguagem. Trata-se de fazer a experincia de uma grande Misso-Jovem, que pode constituir-se numa iniciativa contnua de Evangelizao dos nossos Jovens em nossa sociedade, em nossas parquias e comunidades.

    As palavras do Pe. Michael Brehl nos fortaleceram e nos deixaram mais esperanosos e confi antes no anncio do evangelho de Jesus Cristo.

  • 30 Informativo da Provncia-Edio Especial

    Disse Santo Afonso Maria de Ligrio, fundador da Congregao do Santssimo Redentor, Fazer o que Deus quer querer o que Deus faz. Deus nos quer anunciadores da Boa- -Nova de forma comprometida com ns mesmos e depois com a comunidade, fazendo-nos a cada dia mais fiis a Jesus e a Maria, fiis a seus divinos ensinamentos.

    Como jovem redentorista, como Jovem Evangelizador, propagador do Evangelho de Jesus Cristo, palavra viva que fortalece a nossa vida, preenche a nossa alma, queremos fazer as escolhas certas.

    A Juventude Redentorista da Parquia Menino Jesus, em Diadema-SP, atua nas diversas pastorais e nos movimentos. Temos jovens presentes na Legio de Maria, Liturgia, Catequese, equipe de msica, Ministrio Extraordinrio da Palavra e Sagrada Comunho; jovens atuando em teatros, expressando seus dons por meio de artigos escritos em jornal feito por eles mesmos e divulgado na parquia. Os jovens tambm sempre se encontram presentes nos momentos festivos de nossa parquia, tais como: Missas de Aniversrio, quermesses, confeco do tapete de Corpus Christi. Os jovens esto sempre dispostos ao trabalho comunitrio e os grupos esto bem-estruturados, bem-formados e com uma atuao formidvel na comunidade; sempre presentes nas atividades realizadas pela parquia e na Diocese.

    Vivemos em nossa parquia uma realidade bastante desafiadora, mas os desafios no nos fazem desanimar. Grande parte da juventude de nossa parquia est presente no grupo da Legio de Maria, grupo que um grande exemplo para todos da Parquia Menino Jesus, pela misso de sempre estar em orao pelas pessoas que mais precisam, pelas visitas realizadas s famlias necessitadas e pelo amor a Maria.

    O fato de atuarmos em uma parquia administrada pastoralmente pelos Redentoristas

    coMo A AtuAo do JoVEM REdEntoRIStA EM SuA PARQuIA?

    nos faz atuar em nossas pastorais e movimentos sempre vivendo o carisma Redentorista, carisma este transmitido pelos religiosos que aqui atuam. Isso muito nos fortalece. A Legio de Maria, que um grupo muito forte na parquia, vive esse carisma por meio dos momentos de orao do Santo Rosrio e de sua devoo a Maria. Outros jovens atuam tambm como catequistas, na misso de evangelizar as crianas e mostrar a elas o sentido da vida e de viver o evangelho. Atuam como msicos, colocando o dom que Deus lhes deu de evangelizar. Outros como Ministros Extraordinrios da palavra e Comunho, vivendo seu carisma Redentorista em sua misso de evangelizar com suas pregaes, na distribuio da Comunho do Corpo e Sangue de Jesus Cristo.

    Que ns jovens redentoristas, diante de tantas dificuldades da vida, possamos sempre viver nosso ardor missionrio e sermos sempre fortes na f, alegres na esperana, fervorosos na caridade, inflamados no zelo, humildes e sempre dados orao. santo afonso, rogai por ns.

    Fbio PavanelloDiadema, SP

    Fbio Pavanello - Diadema, SP

  • 31Informativo da Provncia-Edio Especial

    Per l da juventude na Cidade Tiradentes So Paulo

    A Cidade Tiradentes um bairro de periferia do extremo leste do municpio de So Paulo, localizado a 35 km do marco zero da capital, por sua grande distncia do centro e escassez de postos de trabalho conhecido como um bairro-dormitrio. Sua populao est estimada em 219.868 mil habitantes que vivem predominantemente em COHABs e em algumas favelas; 20% desse total de jovens, com possibilidade de crescimento desse nmero, j que 38% da populao composta por crianas (dados da prefeitura da cidade de So Paulo e IBGE).

    O distrito resultado de uma poltica habitacional que separou geograficamente seus habitantes, que se encontram marginalizados da sociedade. Problemas como a precariedade escolar, a falta de postos de sade e hospitais, a insufi cincia de transporte pblico de qualidade, pssimas condies habitacionais assolam a populao, levando a patologias sociais que afetam diretamente os jovens, como o alto consumo de drogas e elevados ndices de violncia, que desqualifi cam socialmente a juventude local. Por outro lado, existem diversas ONGs e obras sociais que administram projetos nas reas de educao, sade, cultura, esporte e lazer, a fi m de reverter o atual quadro.

    Por conta da precariedade de emprego e educao no bairro, os jovens fi cam na maioridade do tempo ociosos, o que aumenta a procura por atividades de lazer. O nmero

    de parques com atividades ao ar livre e eventos culturais promovidos pelos CEUs (Centro de Educao Unifi cado) da regio vem crescendo, porm apenas uma pequena parcela da populao jovem participa de tais atividades. Observa-se que como fonte de diverso os jovens costumam reunir-se nas praas e nas ruas, transformando os mesmos em locais de sociabilidade, muitas vezes, de bailes ao ar livre, com msicas em alturas no apropriadas para um bairro residencial, e alto consumo de drogas e bebidas alcolicas. Outra forma de lazer do bairro so os esportes, principalmente o futebol; h vrios campos e quadras no local onde os meninos, preferencialmente, renem-se para jogar, organizando campeonatos disputados entres times de ruas e regies do bairro. A internet tambm prioritariamente utilizada como fonte de diverso; antes, existiam muitas lan houses

  • 32 Informativo da Provncia-Edio Especial

    espalhadas pelo bairro, hoje em dia, a maioria utiliza a internet no computador em casa ou pelos celulares. Assim como em todo o mundo, h um destaque para as redes sociais que, desde a infncia, j fazem parte da vida da populao.

    Um fato alarmante o nmero de adolescentes gestantes. Pesquisas comprovam que no bairro onde ocorre a maior incidncia de gravidez na adolescncia na cidade de So Paulo, fato preocupante, pois, por falta de emprego e educao precria nessa regio, as jovens mes criam seus filhos com poucos recursos, o que leva o bairro a uma perspectiva negativa de crescimento.

    Assim como os adultos, que esto acostumados a se deslocarem para o centro da cidade procura de emprego, os jovens esto realizando o mesmo percurso, a fim de melhores condies de trabalho e educao. Muitas crianas j enfrentam o transporte pblico para estudarem em outras regies da capital e, com a melhoria do acesso aos jovens de periferia s universidades, nota-se que aumentou o nmero de jovens procura de ensino tcnico e superior. J existem escolas tcnicas no bairro, o que facilita o acesso a tal nvel educacional, porm ainda em nmero insuficiente em relao procura e falta de universidades no bairro e proximidades, levando os jovens a tambm disputarem o transporte pblico oferecido pelo distrito.

    A poltica parece no ocupar um lugar importante na vida da juventude desse local; quando acontecem reunies, debates e eleies de conselhos que no obrigam ao voto da populao, os jovens praticamente no participam e no elegem representantes para as disputas. A ignorncia poltica ainda reina na juventude das periferias de So Paulo.

    Assim como a poltica, a religio parece no ser prioridade na vida dos jovens. Muitos declaram possuir uma religio, porm poucos a praticam efetivamente. No bairro, h vrias capelas e parquias catlicas e, assim como na maioria do pas, o nmero de igrejas evanglicas vem crescendo em larga escala, tambm h centros espritas e pontos de encontros de diversas religies. A maioria dos jovens frequenta os cultos evanglicos e missas catlicas. Dentro

    do catolicismo, percebe-se uma participao significante dos jovens nas celebraes e alguns at procuram os sacramentos, porm poucos se interessam pelas atividades pastorais desenvolvidas nas parquias e comunidades. Os jovens sentem-se pouco acolhidos pelos outros membros das comunidades, talvez por falta de entenderem o momento, as motivaes e atitudes prprias dessa fase da vida.

    Por fim, apesar dos pontos negativos do bairro, h uma perspectiva de mudana no perfil do jovem morador da Cidade Tiradentes, por conta do crescimento de jovens universitrios, das melhorias que esto ocorrendo no bairro e do aumento da participao dos jovens nas religies, o que leva a uma conceitualizao mais esclarecida do termo cidadania e da participao da juventude dentro da sociedade.

    Thais Goes das NevesMaio, 2014

  • 33Informativo da Provncia-Edio Especial

    Fr. Joo Paulo de Oliveira, C.Ss.R.Comunidade Pe. Agenor

    Cidade Tiradentes

    DiademaNo dia 16 de maro, aconteceu na cidade de

    Diadema a Ps-Jornada Afonsiana. O encontro foi promovido pelo Secretariado Vocacional e pela coordenao do JUMIRE-SP, com o objetivo de refl etir acerca do Ano Vocacional Redentorista. Participaram desse momento mais de 400 jovens provenientes das Parquias Redentoristas de Diadema, Sapopemba, Miracatu, Aparecida, Helipolis e Cidade Tiradentes.

    No Perodo da manh, os jovens refl etiram com o Pe. Ansio Tavares, C.Ss.R., o tema do Ano Vocacional Redentorista: S forte na f e alegre na esperana. Ele trabalhou a importncia do chamado de Deus na vida do jovem a partir de exemplos vocacionais concretos contidos na Bblia e na vida dos santos redentoristas. A manh foi concluda com o testemunho de diversos jovens a respeito da Pr-Jornada Afonsiana, Jornada Afonsiana e Jornada Mundial da Juventude. Os jovens partilharam com bastante dinamicidade e animao suas experincias durante esses eventos que movimentaram a Juventude Redentorista durante o ano de 2013.

    A parte da tarde foi iniciada dividindo os jovens em pequenos grupos denominados de tendas. Para cada tenda havia um assessor que refl etiria sobre os seguintes temas: vocao religiosa, vocao sacerdotal e vocao leiga. Depois da palavra do assessor nas tendas, cada grupo deveria criar uma apresentao, seja com dana, teatro ou msica, para todos os participantes. As apresentaes surpreenderam pela criatividade e dinamicidade. Com muita espontaneidade produziram, em um curto espao

    de tempo, apresentaes riqussimas referentes vida religiosa, sacerdotal e leiga. Foi encenado, tambm, um fl ash mob chamado rezo, rezo, composto pelos prprios participantes do encontro, que est sendo muito acessado na internet por meio das redes sociais.

    Encerramos o dia com a Celebrao Eucarstica presidida pelo Pe. Lus Rodrigues Batista, Superior Provincial da Unidade de So Paulo. O empenho da Parquia Menino Jesus para a realizao desse encontro merece destaque. Com uma equipe muito disponvel e bastante unida, a parquia organizou toda a infraestrutura desse encontro com dedicao e seriedade. O evento marca diretamente a unio da Juventude Redentorista de So Paulo em torno desse assunto que vem mobilizando a Congregao Redentorista em todo o mundo. Por isso, fortes na f e alegres na esperana, a JUMIRE continua seus trabalhos neste ano destinado promoo vocacional.

    Ps-Jornada Afonsiana 8.

    Pe. A

    nsio

    , Pe.

    Prov

    inci

    al e

    Pe. L

    uiz C

    arlo

    s

  • 34 Informativo da Provncia-Edio Especial

    SorocabaNum domingo, dia 25 de maio, o Seminrio

    e Igreja So Geraldo, em Sorocaba-SP, sediaram mais um grande encontro da juventude redentorista da Provncia de So Paulo. Jovens das cidades de Santa Brbara dOeste, Sorocaba, Campinas, Tiet e Porto Feliz participaram da segunda edio da Ps-Jornada Afonsiana.

    Na programao, muita msica e orao, alm de momentos para refl exo e debate. A animao do evento fi cou por conta da Banda Tua Face, de Porto Feliz. Ao fi nal do encontro, houve Missa de Envio presidida pelo padre Lus Rodrigues Batista, C.Ss.R., Superior Provincial.

    A Ps-Jornada fez parte do calendrio de eventos do Secretariado Vocacional Redentorista, organizado em prol do Ano Vocacional,

    Acolhida Orao Inicial Animao Refl exo (Dic. Lucas) Debate e Trabalhos em grupo Plenria e Apresentao Caf Show Missionrio Cristoteca Adorao ao Santssimo (Banda Tua Face) Missa de Envio (Pe. Lus Rodrigues Batista, C.Ss.R.) Lanche partilhado / Retorno

    13h 13h3014h 14h20 15h 15h30 16h 16h30 17h30 18h30 19h 20h

    Portal a12.com

    vivenciado pela Congregao Redentorista no mundo todo.

    Para Jonas de Pdua, seminarista redentorista e um dos organizadores do encontro, os trabalhos com a juventude so importantes para possibilitar e apresentar um modo de ser Igreja na Igreja como jovens redentoristas, mostrando que isso possvel atualmente nos nossos variados meios de atuaes juvenis, a partir de nossa jovialidade, atualizao, sonhos e felicidade.

    Todos os jovens redentoristas da regio foram convidados a participar desse momento. As inscries aconteceram no dia e no local do prprio evento.

    PRogRAMAo

  • 35Informativo da Provncia-Edio Especial

  • 36 Informativo da Provncia-Edio Especial