Gentica e Teorias da Evoluo

  • Published on
    07-Jul-2015

  • View
    399

  • Download
    0

DESCRIPTION

Power point sobre gentica e teoria da evoluo, favor colocar a biografia e a fonte no seu trabalho se for usar. Copyright

Transcript

Integrantes: Bianca Sanches n 04 Camilla Maganhin n 06 David Mao n 12 Gabriel Fernandes n 14 Marina Prado n 27 Junho/2011

Evoluo o processo pelo qual ocorrem as mudanas ou transformaes nos seres vivos ao longo do tempo, dando origem a espcies novas.

Como pode haver tanta diversidade de vida, tanta complexidade e ao mesmo tempo, semelhanas??? Esse o nosso ponto de partida! Vamos explic-lo. explic-lo.

CRIACIONISMO E FIXISMO

Criacionismo

FixismoFixismo era uma doutrina ou teoria filosfica bem aceita no sculo XVIII. O fixismo propunha na biologia que todas as espcies foram criadas tal como so por poder divino, e permaneceriam assim, imutveis, por toda sua existncia, sem que jamais ocorressem mudanas significativas na sua descendncia. Um dos maiores defensores do fixismo foi o naturalista francs Georges Cuvier. Uma conseqncia da viso fixista que ela permitia pensar que os seres vivos poderiam ser ordenados numa grande cadeia de seres vivos: do mais simples ao mais avanado. Essa ordem atribuda aos seres vivos seria um reflexo da obra de Deus que criou os seres vivos ,de forma planejada, cada um cumprindo uma funo na natureza. Alm disso, todas as caractersticas dos seres vivos teriam sido previamente planejadas para realizar uma funo especfica. Uma outra conseqncia do pensamento fixista que cada ser vivo entendido como uma forma viva isolada, sem relao com outro ser.

FIXISMO uma complementao do criacionismo, em que a forma de todas as espcies sempre foram as mesmas desde o princpio dos tempos, no tendo sofrido qualquer modificao, sendo fixas e imutveis. Desse modo, de acordo com esta teoria, no haveria um antepassado comum.

FIXISMO X EVOLUCIONISMO Que briga feia!Fixistas: acreditam que as espcies so imutveis, sendo iguais em forma e nmero desde a sua criao por uma fora superior (reforado firmemente pela questo da f). Evolucionistas: acreditam nas modificaes das espcies (evoluo registros fsseis)

"No se preocupe tanto com a exatido ningum vai aceitar tudo isso literalmente.

Em fins do sculo XVIII e princpio do sculo XIX, comeou a surgir uma nova idia defendida por vrios jovens cientistas que admitia que os seres vivos poderiam, com o passar do tempo, sofrer modificaes e inclusive, originar novas espcies. Foi revolucionria na poca, e denominada inicialmente como TRANSFORMISMO e hoje conhecida por EVOLUCIONISMO representou uma nova viso de mundo.

LamarckismoJean Baptiste Lamarck (1744-1829), 1744-1829), naturalista de grande influncia nos fins do sculo XVIII Foi Lamarck quem comeou a usar o termo biologia para designar a cincia que estuda os seres vivos. vivos. Foi um dos primeiros cientistas que apoiou a ideia evolucionista (1809). 1809) No seu livro Philosophie Zoologique prope duas Leis: Leis: Lei do Uso e do Desuso Lei da transmisso hereditria dos caracteres adquiridos

Apesar de superada nos dias atuais a teoria de Lamarck foi bastante revolucionria para a poca em que foi publicada.

Lei do Uso e do Desuso a lei da funo faz o rgo e estabelece rgo que o organismo tende a se adap t ar s adapt condies impostas pela natureza,de tal maneira que os rgos que exercem funes desenvolvem-se at hipertrofia;os desenvolvemhipertrofia; que no funcionam atrofiam-se e at atrofiamdesaparecem. desaparecem.

Segundo a teoria de LAMARCK, o uso freqente aumentou o pescoo da girafa e essa caracterstica, por ser til, foi transmitida aos descendentes.

Lei da Transmisso dos Caracteres Adquiridos Caractersticas adquiridas pelos indivduos ao longo de suas vidas, podiam ser transmitidas aos descendentes. descendentes.

Exemplos citados por Lamarck para reforar suas ideias: 1) As aves aquticas teriam se tornado pernaltas devido ao esforo para esticar as pernas para andar na gua, sem molhar as penas. penas. 2) Os ancestrais das cobras teriam tido pernas, que num dado momento passaram a atrapalhar o deslocamento do animal por lugares apertados. Com o apertados. desuso as pernas desapareceram e o corpo das cobras passou a no ter apndices. apndices. 3) As girafas, vivendo em uma rea de girafas, solo seco e quase sem capim, teriam como alimento folhas de rvores de grande porte e de tanto esticarem o pescoo para pegar as folhas, este cresceria e esta caracterstica seria transmitida aos descendentes. descendentes.

a teoria de Lamarck, o ambie te ti a um papel secu d rio: ele rio: o explica a o os. aume to da complexidade dos seres i os. O ambiente foraria os seres vivos a modificar seus hbitos, devido s necessidades de sobrevivncia, e essa mudana de hbitos resultaria em uma alterao dos padr es de uso e desuso dos rgos, de modo que estruturas poderiam ser desenvolvidas ou atrofiadas. atrofiadas.

Experincias que mostram erros nas idias de LamarckA) Um bilogo alemo chamado Weissman em 1880, durante vrias geraes de 1880, casais de ratos, cortava suas caudas e os colocava juntos para reproduzirem-se e reproduziremobservar seus descendentes. Verificou que os descendentes sempre nasciam com descendentes. cauda. cauda. B) O ritual da circunciso realizado entre os judeus para retirada do prepcio, mostrando que a caracterstica anatmica no se alterou ao longo do tempo. tempo.

Erro bsico: as caractersticas adquiridas no so transmitidas.CONCLUSES DE WEISSMAN

X f1

Os organismos vivos so constitudos por dois tipos de clulas: - Clulas Somticas: formam todo o corpo/ alteraes nesse grupo celular no so transmitidas prxima gerao. - Clulas germinativas formam os gametas / alteraes nesse grupo celular transmitem-se descendncia.

Darwin representa uma revoluo no pensamento cientfico; foi um dos pensadores que mais contribuiu para a consolidao dos ideais emergentes no sculo das luzes e para as mudanas que tornaram o mundo naquilo que hoje conhecemos.

A reproduo de um ser vivo em outro, crescendo e se multiplicando milhares de vezes, faz com que aconteam mudanas (mutaes ou variaes) ao longo de muitos anos.

Darwin recolheu dados durante uma viagem de circunavegao a bordo do Beagle no sc. XIX. Efetuou vrias observaes durante a sua viagem, em especial no arquiplago dos Galpagos. Permitiu a Darwin propor a seleo natural, j que percebeu que meios diferentes selecionavam indivduos diferentes. Os dados em que se baseou foram de natureza geolgica e biolgica, coletando espcies de origem martima e terrestre.

1809 - 1882

Ao chegar s ilhas Galpagos, ficou impressionado com as tartarugas gigantes. Verificou que cada ilha apresentava uma fauna e flora caracterstica, principalmente em relao a pssaros, tartarugas e lagartos. Os pssaros (tentilhes) eram bastante semelhantes entre si, porm com formas de bicos diferentes. Observou que a forma de bico, em cada ilha, dependia do tipo de alimento. Nas ilhas com alimento mole, como frutos e brotos vegetais, predominavam pssaros com bicos pequenos e delicados; e nas ilhas que tinham sementes como alimento disponvel, predominavam pssaros com bicos grandes e macios.

Meios diferentes selecionam indivduos diferentes!