Fsica - Pr-Vestibular Impacto - Termologia

  • Published on
    06-Jun-2015

  • View
    1.269

  • Download
    0

Transcript

KL 140208

Frente: 01

Aula: 02

PROF: HLIOA Certeza de Vencer

TERMOLOGIAIntroduo Unidades de densidade

Fale conosco www.portalimpacto.com.br

Esse ano estudaremos juntos o comportamento dos fluidos (lquidos e gases). Comearemos, pela hidrosttica, que um caso particular do estudo dos fluidos, e estuda o comportamento de uma poro de lquido em repouso, bom como os corpos nele imersos. Iremos considerar em nossos estudos, apenas o comportamento de lquidos ideais. Um lquido ideal se caracteriza por ter volume definido, ser incompressvel, e no apresentar viscosidade. Dois conceitos so primordiais para a compreenso de quaisquer tpicos do estudo dos fluidos, o conceito de densidade e o conceito de presso. Massa especfica X densidade Massa especfica de uma substancia homognea o quociente entre a massa de uma poro dessa substancia e o seu respectivo volume .

Observao: importante saber que a densidade de um corpo, nem sempre coincide com a massa especfica da substancia de que constitudo o corpo, vejamos um exemplo: Pela tabela anterior, vemos que a massa especfica do ferro, de 7,8 g/cm3, entretanto uma esfera oca de ferro de 1 kg de massa, no possui essa densidade. Essa diferena ocorre devido s partes ocas no ocupadas pela substancia. O mesmo ocorre com um navio fito de ferro e etc... A densidade de um corpo s coincide com a massa especfica da substancia da qual ele feito, quando o corpo macio.

A tabela abaixo, mostra a massa especfica de algumas substancias:

Presso Define-se presso exercida por uma fora sobre uma superfcie como sendo o quociente entre a intensidade da fora, e a rea da superfcie: P = F/A

Esse conceito pode ser estendido para um corpo , diremos que a densidade de um corpo o quociente de sua massa e seu respectivo volume .

FAO IMPACTO - A CERTEZA DE VENCER!!!

ENSINO MDIO - 2008

Ao Lado, a fora exercida pela bailarina, na regio de contato definida por parte de seu p no solo, causa no mesmo uma certa presso. Devido a rea de contato entre a ponta de seu p e o solo ser muito pequena, a presso muito intensa. Por isso necessrio anos de treino, para que a mesma possa suportar essa elevada presso.

Fale conosco www.portalimpacto.com.br

Fsica no dia-a-dia

Um carro de corrida com pneus riscados, exercer no solo, uma presso maior do que outro carro com mesmo peso, mas usando pneus lisos, devido a menor rea de contato com o solo. Evidentemente, o desgaste ser maior nos pneus riscados. Por isso em dias de chuva, ou seja, em pistas molhadas usam-se pneus riscados, pois devido a uma maior presso o veculo consegue uma maior aderncia ao solo.

As medidas da caixa esto representadas na figura. Considere a gravidade do local igual 10 m/s2 e responda: a) Em qual situao, a presso exercida pela caixa sobre o solo maior? b) Qual o valor da presso exercida pela caixa sobre o solo na situao B?

Os instrumentos de corte caracterizam-se por apresentar superfcies de contato muito pequenas, permitindo assim, que uma fora de pequena intensidade provoque uma presso elevada,

02. Medicina de Santo Amaro Misturam-se dois lquidos A e B. O volume de A de 120 cm3, e sua densidade de 0,78 g/cm3. O volume de B de 200 cm3 e sua densidade de 0,56 g/cm3. Qual a densidade da mistura? a) 0,64 b) 0,67 c) 0,7 d) 1,34 e) Nenhuma das anteriores, Portanto quando afiamos um objeto cortante, facas, lminas, etc... , estamos diminuindo consideravelmente a rea de contato. Exerccios 01. A figura abaixo representa uma caixa de papelo de 4 kg de massa, em duas situaes diferentes, A e B.

FAO IMPACTO - A CERTEZA DE VENCER!!!

ENSINO MDIO - 2008