Escola Tcnica Estadual de Sade Herbert Daniel de Souza Fundao de apoio Escola Tcnica FAETEC Curso: Tcnico em Enfermagem do Trabalho.

  • Published on
    07-Apr-2016

  • View
    216

  • Download
    1

Transcript

  • Escola Tcnica Estadual de Sade Herbert Daniel de SouzaFundao de apoio Escola Tcnica FAETECCurso: Tcnico em Enfermagem do Trabalho

  • Anatomia Circulatria e sua fisiologiaArtriasVeiasCorao O sistema circulatrio composto pelo corao e pelos vasos sanguneos, que so: as artrias, as veias e os capilares. No sistema circulatrio so encontradas duas rotas ou circulaes: pulmonar e sistmica.

  • Funes do Sistema Circulatrio O aparelho circulatrio responsvel pelo fornecimento de oxignio, substncias nutritivas e hormnios aos tecidos. Tambm exerce a funo de transportar os produtos finais do metabolismo celular, como gs carbnico e uria, conduzindo-os aos rgos responsveis por sua eliminao.

  • Ergonomia A Ergonomia tem sido recentemente considerada como a soluo para os problemas relativos sade e segurana no trabalho. Em termos gerais, pode-se dizer que a Ergonomia visa a adaptao das tarefas ao homem. Conhecida comumente como estudo cientfico da relao entre o homem e seus ambientes de trabalho, a ergonomia tem alguns objetivos bsicos que so: possibilitar o conforto ao indivduo e proporcionar a preveno de acidentes e do aparecimento de patologias especficas para determinado tipo de trabalho.

  • Doenas ocupacionais Designao de vrias doenas que causam alteraes na sade do trabalhador, provocadas por fatores relacionados com o ambiente de trabalho. As doenas ocupacionais do sistema circulatrio, constituem motivo de preocupao, porque so doenas que mais matam no Brasil.

  • Varizes So veias dilatadas, com volume aumentado. Dentro das veias existem pequenas vlvulas que impedem o retorno venoso para as extremidades, quando as vlvulas no se fecham adequadamente, acontece esse retorno, denominado refluxo. Quando acontece o refluxo, aumenta a quantidade de sangue dentro das veias, o que faz com que elas se dilatem. Dando origem as varizes.

  • Sinais e sintomas Dor, cansao e sensao de peso nas pernas; ardncia, edema, cimbras e dormncia. So mais acentuados no final do dia. Presena de veias azuladas e muito visveis abaixo da pele; agrupamentos de finos vasos avermelhados e prurido(coceira).

  • Fatores de predisposio

    Hereditariedade, idade, sexo, obesidade, traumatismos, sedentarismo, tabagismo, gravidez, medicamentos de reposio hormonal, anticoncepcionais, longa permanncia com as pernas pendentes. Postura prolongada em p ou sentado, (ex: garons, balconistas, cirugies, secretrias e etc). Roupas muito justas e temperatura externa alta.

  • Complicaes das varizes Quando temos varizes o sangue venoso tende a ficar represado nas pernas. Em consequncia, com o passar do tempo, os tecidos das pernas passam a ser menos oxigenados e menos nutridos. Quando no tratadas de forma correta as varizes podem progredir e desenvolver severas complicaes. Entre estas podemos citar: Eczema geralmente se inicia com prurido.

  • Flebite e trombose - Pode vir acompanhada da formao de trombo decorrente do sangue que coagula, que pode progredir para as veias profundas e aumentar o risco de embolia pulmonar. Hemorragias a pele e a parede das varizes muitas vezes ficam to finas que facilmente se rompem.

  • lceras A complicao mais temida pela populao. No incio cicatrizam com certa facilidade mas, com o tempo e se tratadas de forma indevida, vo se tornando mais complexas. Como existem vrios tipos de lceras. Quando isto ocorrer, procure deitar-se, elevar a perna e colocarbandagens compressivas sobre o local e procurar o mdico.

  • Medidas para amenizar o risco de varizes no ambiente de trabalho Sensibilizar o trabalhador respeito dos malefcios causados pelo tabagismo, sedentarismo e dieta incorreta. Utilizando tambm conhecimentos da ergonomia. Perodos de descanso, sentado ou deitado, com elevao das pernas quando possvel. Roupas confortveis. Temperatura adequada do ambiente de trabalho. Atividade fsica e suporte para os ps.

  • Tratamento:Medidas de ordem geral No fique parado muito tempo, sobretudo em tempos quentes. Se tiver de ficar de p por perodos longos, contraia e relaxe frequentemente os msculos da batata das pernas para evitar que o sangue se acumule nas veias. Ao sentar-se, no deixe que a borda da cadeira lhe vinque as coxas, obstruindo o fluxo sanguneo, e no cruzes as pernas. Use meias compressivas. Se sentir as pernas cansadas, descanse-as elevando-as acima do nvel dos quadris. Melhore a circulao com atividades dirias, como caminhar.

  • Concluso O importante analisar o risco individual, e coletivo. Sanando dentro das possibilidades todas as causas que possam contribuir de modo negativo sade do trabalhador. Existem patologias que levam-se em conta tambm a predisposio gentica do indivduo. O importante sempre lembrar que a palavra de ordem :Prevenir!!!

  • Componentes do GrupoAndra dos Santos

    Fabiana Faria

    Georgia de Almeida

    Jaciane Cavalcante

    Michele Macedo

    Tayana Gomes

    William Cerqueira

Recommended

View more >