Era uma vez uma histria de uma filha

  • Published on
    01-Jan-2016

  • View
    35

  • Download
    7

DESCRIPTION

Era uma vez uma histria de uma filha. E de um Pai. E um imenso abismo cortando bem ao meio da histria. To grande e profundo que separava o pai da filha e a filha, do pai. Ningum nunca soube quando e por que o abismo cortou ao meio esta histria. Mas isso no importa. - PowerPoint PPT Presentation

Transcript

  • Era uma vez uma histria de uma filha

  • E de um Pai.

  • E um imenso abismo cortando bem ao meio da histria.To grande e profundo que separava o pai da filha e a filha, do pai.

  • Ningum nunca soube quando e por que o abismo cortou ao meio esta histria.

  • Mas isso no importa.Como eu j disse, essa a histria de uma filha e de um pai.O abismo apenas cortou ao meio a histria.

  • Apesar de separados h muito tempo, tanto o pai como a filha queriam se ver.

  • Mas seus olhos no alcanavam um ao outro.S restava ento, para eles, enxergar com os olhos da imaginao.

  • O pai imaginava a filha j crescida, sorrindo linda.A filha imaginava o pai forte, sorrindo de braos abertos

  • O pai e a filha sonhavam separados como seria estarem juntos novamente:O abrao que dariam, a msica que danariam e todas as coisas guardadas que iriam dizer um ao outro.Coisas guardadas em todo esse tempo de abismo.

  • O pai sempre gritava.A filha sempre repetia.

  • Era um tal de um chamar pelo outro...Mas eles nunca conseguiam se ouvir.O abismo impedia.

  • Tudo terminava sempre igual.E sem conseguirem se entender, eles choravam, lgrimas de amor perdido.

  • O pai passava a maior parte do tempo construindo pontes que, no final, caiam no abismo.

  • A filha passava a maior parte do tempo treinando saltos distncia para saltar o abismo, mas o mximo que conseguia era tropear, cair e se machucar.

  • O pai tinha medo do abismo.A filha tinha medo do abismo tambm.

  • O pai e a filha passavam dias seguidos, noites inteiras, olhando para o fundo do abismo,

  • imaginando os monstros terrveis e fantasmas assustadores que podiam morar l em baixo.Talvez alguns crocodilos, cobras e lagartos.

  • Com o passar do tempo, o pai desistiu de construir pontes que caiam e a filha desistiu de treinar saltos que mais eram pulinhos.

  • O pai e a filha agora suspiravam, desanimados, beira do abismo. Vencidos por ele.Era de dar d...

  • Uma histria desta terminar cortada bem no meio.Ah, que d... Que tristeza...Que abismo!!!

  • Mas espera a! Filha e pai separados, abismo parte, esta a histria de uma filha e de um pai.

  • O abismo apenas cortou a histria ao meio.

  • Ento, o suspiro de desnimo se fez inspirao e coragem para enfrentar todos os perigos do fundo do abismo.

  • Pai e filha saltaram sorrindo, mergulhando de braos abertos nas profundezas do abismo.

  • E l no fundo, finalmente, se encontraram sem monstros nem lagartos.

  • Encontraram sim, meia dzia de histrias perdidas, outras dez no terminadas, quatro lembranas que pareciam esquecidas, cinco palavras engasgadas.

  • E um pedido.Um nico pedido.Um pedido de amor.

  • E juntando estas coisas, fizeram um longo fio douradodo passado,presentee futuroque os ajudou a escalar o abismo.

  • Enfim, pronta esta histria, costurada na medida certa, ficou assim:

  • Era uma vez uma filha e um pai.O pai da filha, a filha do pai.Alfaiates de suas prprias vidas.

  • Fim.

    FIM?