ELABORAO DE PLANILHAS DE ORAMENTO DE de Clculo do BDI BDI Diferenciado para Aquisio de Equipamentos ... Pressupostos para Ocorrncia do Jogo de Planilha

  • Published on
    08-Feb-2018

  • View
    219

  • Download
    2

Transcript

Realizao: [ ELABORAO DE PLANILHAS DE ORAMENTO DE OBRAS "O impacto da desonerao da folha de pagamento na construo civil nos oramentos" "O uso do Sinapi e de outros sistemas referenciais de custos" "O novo Acrdo do TCU sobre BDI (Acrdo 2.622/2013 -Plenrio)" "Entendimentos do TCU sobre a elaborao de oramentos de obras pblicas" OBJETIVO Proporcionar o aprimoramento dos servidores envolvidos diretamente na elaborao de oramentos de obras e servios de engenharia, desenvolvendo competncias e transferindo conhecimentos no mbito do tema. Apresentar e praticar os conceitos e tcnicas empregados na elaborao de oramento de obras e servios de engenharia, metodologias e clculos para determinao do preo global, custos unitrios da mo de obra, equipamentos, materiais, servios, despesas, tributos, lucros, BDI, curva ABC, entre outros temas importantes. PBLICO ALVO Engenheiros, Arquitetos e Tcnicos em Edificaes e Eletrotcnicos, componentes dos quadros da Diretoria de Projetos e Obras, da Reitoria, Coordenadorias e Ncleos de Manuteno, Projetos e Obras dos Campi. Data: 12 e 13 de agosto de 2014 Local: Florianpolis/SC Realizao: CONTEDO PROGRAMTICO a) Introduo Principais irregularidades observadas pelo TCU na fiscalizao de obras pblicas. Comprovao da boa e regular aplicao dos recursos pblicos. Contedo do projeto bsico. b) Conceito e Propriedades do Oramento de Obras Engenharia de Custos e suas Aplicaes Propriedade da Especificidade Propriedade da Temporalidade Propriedade da Aproximao Propriedade da Vinculao ao Instrumento Contratual c) Preciso do Oramento de Obras Oramento e Estimativas de Custo Oramento Preliminar Oramento Detalhado Preciso de um Oramento de Obra Pblica Orientao Tcnica OT IBR-04/2012 d) Oramentos Sinttico e Analtico Oramento Sinttico e Plano de Contas Oramento Analtico Composies de Custo Unitrio Mtodos de Oramentao Apropriaes de Custo e Aferies de Composies de Custo Unitrio Contedo de Um Oramento de Obra Pblica e) Clculo dos Quantitativos de Servios Levantamento de Quantitativos de Servios Erros mais frequentes Critrios de Medio e Pagamento A influncia do Critrio de Medio nas Composies de Custo Unitrio Estimativa dos quantitativos de Servios de Terraplanagem Realizao: f) Mo de Obra e Encargos Sociais Fontes Referenciais para Obteno de Salrios Produtividade da Mo de Obra Causas para a diminuio da produtividade da mo de obra Estimativa da produtividade da mo de obra no oramento de obras Encargos Sociais para mo de obra horista. Encargos Sociais para mo de obra mensalista. Converso dos salrios de mensalistas para horistas. Encargos Sociais de sentido estrito e Encargos Sociais de sentido amplo. Tpicos Especiais sobre Encargos Sociais. Cooperativas de Trabalho e Contratos de Trabalho com Prazos Determinados. Adicionais de Periculosidade e Insalubridade Horas Extras, Adicional Noturno e Obras Executadas em Vrios Turnos Contratao de Pessoas Jurdicas Encargos Adicionais sobre a Mo de Obra g) Desonerao da folha de pagamento Disposies da Lei 12.844/2013 Quais tipos de obras esto desonerados? Como preparar os oramentos para as licitaes? O impacto nos encargos sociais A incidncia da nova contribuio previdenciria sobre a receita bruta Entendimentos do TCU sobre o tema O impacto da desonerao da folha nos contratos em andamento. Ser necessrio realizar o reequilbrio dos contratos? h) Materiais de Construo, Mobilizao e Desmobilizao, Implantao do Canteiro de Obras e Administrao Local Materiais de Construo Coeficientes de Consumo Preos Unitrios dos Materiais Cotao de preos: Definio de critrios de obteno dos custos de materiais: Menor preo (cotao no mercado ou custos de materiais objeto de prego), Mdia Aritmtica, Mediana, Moda. Realizao: Produtividade Varivel para Materiais Mobilizao e Desmobilizao Instalao do Canteiro de Obras Administrao Local e Manuteno/Operao do Canteiro de Obras Salrios da Mo de Obra Indireta Alimentao dos Empregados Transporte dos Empregados Custo Com Veculos Leves e Outras Viaturas Equipamentos de Proteo Individual e Coletiva Ferramentas Manuais Como fazer a medio da Administrao Local? i) Custo Horrio dos Equipamentos Custos Operativos e Improdutivos Metodologia de clculo dos custos horrios produtivos e improdutivos utilizados pelo Sicro e pelo Sinapi. Custos horrios para equipamentos de pequeno porte. Custos horrios para equipamentos especiais. Custos horrios para equipamentos de terraplanagem e pavimentao. Produo das Equipes Mecnicas e Rendimento dos Equipamentos Detalhamento dos Custos Operativos e Improdutivos Depreciao Custo de Oportunidade Seguros e Impostos Custos de Manuteno Custos de Operao Custo de Transportes (tipos, equao e formas de clculo) Oramentao considerando locao ou uso de equipamentos prprios. j) BDI Exigncia de Detalhamento do BDI Parcelas que Compem o BDI Despesas Financeiras Administrao Central Realizao: Impostos Seguros e Garantia Riscos (Incertezas e Contingncias) Lucro Frmula de Clculo do BDI BDI Diferenciado para Aquisio de Equipamentos Obteno de um BDI de referncia Acrdos 325/2007 e 2.369/2011 - Faixa referencial de BDI para obras hdricas Redes adutoras e Estaes elevatrias e de tratamento e Saneamento Bsico em funo do valor global da licitao e a nova frmula de BDI (retirando lucro do denominador). Acrdo 2.622/2013 Plenrio (novo Acrdo do TCU sobre BDI). k) Roteiro para Elaborao de um Oramento Roteiro para Elaborao de um Oramento Formas de Racionalizar a Elaborao do Oramento Utilizao de softwares de oramentao l) Oramento de Servios de Engenharia Consultiva Percentual sobre o Valor da Obra Listagem de Atividades e Determinao das Quantidades de Horas-Tcnicas Aplicadas Custo Direto de Salrios Encargos Sociais (K1) Administrao Central ou Overhead (K2) Lucro Bruto (K3) Impostos (K4) Demais Despesas Diretas (DD) Outras Formas de Orar Servios de Engenharia Consultiva Contagem de Documentos a serem Produzidos Importncia do Servio no Empreendimento Preo de Servios Semelhantes Contratos por Administrao Realizao: m) Anlise e Reviso de Oramentos Diferena entre Sobrepreo e Superfaturamento Curva ABC de Servios Roteiro Passo a Passo para Elaborar uma Curva ABC de Servios Seleo e Tamanho da Amostra Seleo dos Custos Referenciais Ajustes nas Composies Referenciais de Preos O que Fazer Quando no so Encontrados Preos Referenciais para Alguns Servios? Curva ABC de Insumos n) Alteraes de Escopo e Oramento para Aditivos Contratuais Definio do Jogo de Planilha Pressupostos para Ocorrncia do Jogo de Planilha Apurao do Jogo de Planilha Determinao do Ponto de Equilbrio Econmico-Financeiro Anlise de Servios que no so Materialmente Relevantes Oramento Correto a ser Tomado como Paradigma Jogo de Planilha Fraudulento e Alteraes de Projeto Tecnicamente Justificveis. Incluso de Novos Servios Comparao com Propostas das Demais Licitantes. Mtodo do Balano Mtodo do Desconto Mtodo de Comparao com a Proposta da Segunda Licitante melhor Classificada (LDO 2013). O que Fazer quando o Jogo de Planilha for Detectado? Jogo de Cronograma Como Evitar o Jogo de Planilha? o) Utilizao de Sistemas Referenciais de Preos e do Sinapi Disposies legais vigentes sobre os preos de obras executadas com recursos federais. Como utilizar tabelas referenciais de custos. Principais Sistemas Referenciais de Preos Realizao: Outras Fontes de Referncia de Preos Histrico do Sinapi Como o Sinapi Funciona? Tipos de Relatrios Gerados pelo Sinapi Verses do Sinapi Gerao de Relatrios Sinapi Passo a Passo Problemas e Limitaes do Sinapi Divergncia Entre os Custos Reais e os Constantes do Sinapi. Encargos sociais no Sinapi Especificao dos servios e insumos no Sinapi Exemplos de adaptaes nas composies referenciais do Sinapi Elaborao de um Oramento Utilizando o Sinapi p) Tpicos Especiais sobre Preos Referenciais. Utilizao e cuidados com a cotao Cotaes de Preos Preos Obtidos em Editais ou Contratos de Obras Semelhantes q) Oramentao de Obras contratadas pelo RDC Regime Diferenciado de Contrataes Pblicas Disposies do Decreto 7.581/2011 e da Lei 12.462/2011. O adicional de risco O uso de estimativas expeditas e paramtricas PALESTRANTE Andr Pachioni Baeta engenheiro graduado pela Universidade de Braslia. Desde 2004, exerce o cargo de Auditor Federal de Controle Externo do Tribunal de Contas da Unio, atuando na fiscalizao e controle de obras pblicas. Participou, como integrante da equipe de auditoria ou como supervisor da fiscalizao, de diversas auditorias de obras pblicas. Ocupou por trs anos o cargo de direo da diviso encarregada da gesto do conhecimento do TCU em auditoria de obras, bem como do desenvolvimento de mtodos e procedimentos relativos ao tema. rea tambm incumbida de auditar os sistemas referenciais de preos da Administrao Pblica Federal. Foi responsvel pela elaborao do Roteiro de Auditoria de Obras Pblicas do TCU. Realizao: Foi eleito presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Pblicas - Ibraop para o binio 2013/2014. Ainda no mbito do Ibraop, coordenou a elaborao das Orientaes Tcnicas OT-IBR 004/2012 (Preciso do Oramento de Obras Pblicas) e OT-IBR 005/2012 (Apurao do Sobrepreo e Superfaturamento em Obras Pblicas). integrante da Comisso de Estudo Especial CEE-162 da ABNT, que tem por objetivo elaborar uma norma tcnica sobre oramento de obras. MAIS DETALHES CARGA HORRIA: 16 horas DATAS: 12 E 13 DE AGOSTO DE 2014 CREDENCIAMENTO: A partir das 8h00 PALESTRAS: 8h30 17h30 LOCAL DO EVENTO Hotel Plaza Baia Norte Avenida beira-mar, 220 Florianpolis/SC (48) 3229-3144 0800-702-2021 www.baia.norte.com.br Localizado na Avenida Beira Mar Norte em Florianpolis e com uma localizao diferenciada e privilegiada para fazer do seu evento um acontecimento de sucesso, o hotel oferece 107 confortveis apartamentos, prticos e que geram toda a comodidade e excelncia no atendimento ao hspede. Agregando a tudo isso, restaurantes, bancos, shopping center, lojas e o Centro de Convenes CentroSul com capacidade de 2.600 at 8.000 pessoas. APARTAMENTOS CATEGORIAS INDIVIDUAL DUPLOS TRIPLOS STANDARD sem vista mar R$ 199,00 R$ 234,00 R$ 269,00 SUPERIOR com vista mar R$ 229,00 R$ 269,00 R$ 309,00 http://www.baia.norte.com.br/Realizao: Valores expressos por apartamento DISPONIBILIDADE SOB CONSULTA Para usufruir do valor diferenciado, informar que trata-se de hospedagem para evento IDEHA. Diria inclui: hospedagem, caf da manh (servido no restaurante), internet wireless, cofre no apartamento, rea de lazer composta de piscina para adultos e crianas. Bicicletas para passeio na ciclovia da Avenida Beira-Mar Norte. INVESTIMENTO VALOR DA INSCRIO: R$ 2.790,00 (Dois mil setecentos e noventa reais) Incluso: - Apostila; - material de apoio (pasta, bloco e caneta); - Livro: Oramento e Controle de Preos de Obras Pblicas, autoria do palestrante; - (04) quatro coffee-breaks; - (02) dois almoos; - Certificado de participao. INSCRIO: Preencher formulrio em nosso site www.institutoideha.com.br ou entre em contato no fone/fax: (41) 3272-1122 PAGAMENTO: PAGAMENTO: Depsito bancrio nos seguintes bancos: - Banco do Brasil Agncia 3390-1 Conta Corrente 20158-8 - Caixa Econmica Federal - Agncia 0376 - Operao 003 Conta Corrente 00000612-2 - Banco Bradesco Agncia 6519 - Conta Corrente 1188-6 Depsito bancrio e passar o comprovante atravs do fone/fax (41) 3272-1122 ou por e-mail contato@institutoideha.com.br DADOS PARA EMPENHO: mailto:contato@institutoideha.com.brRealizao: IDEHA INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES LTDA Rua Emiliano Perneta, 390 15 andar sala 1501 Centro - Curitiba/PR CEP 80420-080 CNPJ 09.178.206/0001-80 - I.E 9042395266 Certides em nosso site www.institutoideha.com.br ou no SICAF

Recommended

View more >