Efeito da poca de Suspenso da Irrigao na Produo 1677-2299 Janeiro, 2007 Empresa Brasileira de Pesquisa agropecuria Embrapa Hortalias Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento 25 Efeito da poca de Suspenso da

  • Published on
    19-May-2018

  • View
    213

  • Download
    1

Transcript

Boletim de Pesquisae DesenvolvimentoMinistrio da Agricultura,Pecuria e Abastecimento 25ISSN 1677-2229Janeiro, 2007Efeito da poca de Suspenso daIrrigao na Produo e Qualidadede Frutos de Tomate paraProcessamentoBibliotecaCarimboRepblica Federativa do BrasilLuiz Incio Lula da SilvaPresidenteMinistrio da Agricultura, Pecuria e AbastecimentoLuis Carlos Guedes PintoMinistroEmpresa Brasileira de Pesquisa AgropecuriaConselho de AdministraoLuiz Gomes de SouzaPresidenteSilvio CrestanaVice-PresidenteAlexandre Kalil PiresHlio TolliniErnesto PartemianiCludia Assuno dos Santos ViegasMembrosDiretoria-Executiva da EmbrapaSilvio CrestanaDiretor-PresidenteJos Geraldo Eugnio de FrancaKepler Euclides FilhoTatiana Deane de Abreu SDiretores-ExecutivosEmbrapa HortaliasJos Amauri BusoChefe-GeralCarlos Alberto LopesChefe Adjunto de Pesquisa e DesenvolvimentoGilmar Paulo HenzChefe Adjunto de Comunicao, Negcios e ApoioOsmar Alves CarrijoChefe Adjunto de AdministraoISSN 1677-2299Janeiro, 2007Empresa Brasileira de Pesquisa agropecuriaEmbrapa HortaliasMinistrio da Agricultura, Pecuria e AbastecimentoBoletim de Pesquisae Desenvolvimento 25Efeito da poca de Suspenso daIrrigao na Produo e Qualidade deFrutos de Tomate para ProcessamentoWaldir A. MarouelliWashington L. C. SilvaHenoque R. SilvaCelso L. MorettiBraslia-DF2007Exemplares desta publicao podem ser adquiridos na:Embrapa HortaliasBR 060 Rodovia Brasilia-Anpolis km 9Caixa Postal 21870359-970 Braslia-DFTelefone (61) 3385-9009E-mail: sac.hortalicas@embrapa.brComit de Publicaes da Embrapa Hortalias:Presidente: Gilmar P. HenzSecretria-Executiva: Fabiana S. SpadaEditor Tcnico: Flvia A. de AlcntaraMembros: Alice Maria Quezado DuvalEdson Guiducci FilhoMilza M. LanaSupervisor editorial: Sieglinde BruneNormalizao bibliogrfica: Rosane Mendes ParmagnaniEditorao eletrnica: Jos Miguel Santos1a edio1a impresso (2007): 50 exemplaresTodos os direitos reservados.A reproduo no-autorizada desta publicao, no todo ou emparte, constitui violao dos direitos autorais (Lei no 9.610).Marouelli, Waldir Aparecido. Efeito da poca de suspenso da irrigao na produo e qualidade frutosde tomate para processamento / Waldir Aparecido Marouelli ... [et al.]. Braslia : Embrapa Hortalias, 2007. 18 p. ; (Embrapa Hortalias. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, 25) ISSN 1677-2229 1. Tomate industrial - Irrigao. 2. Tomate industrial - Qualidade. I. Silva,Washington Luiz de Carvalho e. II. Silva, Henoque Ribeiro da. III. Moretti, CelsoLuiz. IV. Ttulo. V. Srie. CDD 635.642 (21. ed.)Embrapa 2007SumrioResumo ....................................................................................................... 6Abstract ....................................................................................................... 7Introduo ................................................................................................... 8Material e Mtodos ..................................................................................... 9Resultados e Discusso........................................................................... 10Concluses ............................................................................................... 15Referncias Bibliogrficas ....................................................................... 16Efeito da poca de Suspenso daIrrigao na Produo e Qualidade deFrutos de Tomate para ProcessamentoWaldir A. Marouelli1Washington L. C. Silva2Henoque R. Silva3Celso L. Moretti4ResumoEste estudo, realizado nas condies do Cerrado do Planalto Central, teve porobjetivo avaliar o efeito da poca de suspenso das irrigaes por asperso naproduo, qualidade de frutos e uso de gua do tomateiro para processamento. Ostratamentos consistiram de quatorze pocas de suspenso, espaadas de 7 dias,desde o florescimento at a colheita. A maior produtividade de frutos foi obtidaquando as irrigaes foram suspensas 21 dias antes da colheita, com 10% dos frutosmaduros. Houve aumento linear do teor de slidos solveis totais a uma taxa de0,34 oBrix para cada 10 dias de antecipao da ltima irrigao. O mximorendimento de polpa foi obtido suspendendo as irrigaes 34 dias antes da colheita,ou seja, quando 20% das plantas apresentaram pelo menos um fruto maduro. A maioreficincia de uso de gua, relativa produtividade de frutos e rendimento de polpa,foi observada quando a ltima irrigao ocorreu aos 37 e 45 dias aps oflorescimento, respectivamente.Termos para indexao: Lycopersicon esculentum, asperso, dficit hdrico.1 Eng. Agrc., PhD, Embrapa Hortalias, Braslia-DF. E-mail: waldir@cnph.embrapa.br2 Eng. Agr., PhD, Embrapa Sede, Braslia-DF. E-mail: washington.silva@embrapa.br3 Eng. Agr., PhD, Embrapa Hortalias, Braslia-DF. E-mail: henoque@cnph.embrapa.br4 Eng. Agr., DSc , Embrapa Hortalias, Braslia-DF. E-mail: moretti@cnph.embrapa.brEffect of the Final Irrigation Timing onFruit Yield, Quality and Water UseEfficiency of Processing TomatoAbstractA field study was conducted under Cerrado vegetation conditions of Brazil, duringthe dry season, aiming to evaluate the effect of the final irrigation timing on fruit yield,quality, and water use of processing tomatoes. Fourteen irrigation cutoff times wasemployed, 7 days apart, from blossom to harvest. Maximum fruit yield were attained atthe cutoff time of 21 days before harvest (10% of red fruit). Total soluble solids contentincreased linearly at the rate of 0.34 oBrix at each 10 days period that the last irrigationwas anticipated. Maximum pulp yield was obtained at ending irrigation of 34 daysbefore harvest (20% of plants holding at least one rippn fruit). The highest tomatowater use efficiency was obtained applying the last irrigation 37 and 45 days afterblossom, respectively for fruit and pulp yield.Index Terms: Lycopersicon esculentum, sprinkle irrigation, water stress.8 Efeito da poca de Suspenso da Irrigao na Produo e Qualidade de Frutos de Tomate para ProcessamentoIntroduoO tomate para processamento industrial a hortalia de maior importnciaeconmica na regio do Cerrado do Brasil Central. A cultura quase que totalmenteirrigada por asperso, sendo o piv central o sistema mais empregado na regio.Alguns problemas freqentemente relacionados ao manejo inadequado da irrigaoso: doenas fngicas e bacterianas; desuniformidade na maturao; baixaprodutividade; baixo teor de slidos solveis; alta incidncia de podrido; e baixaeficincia no uso de gua pela cultura (MAROUELLI; SILVA, 2000). Felizmente, muitosdestes problemas podem ser minimizados ou at eliminados antecipando-se asuspenso das irrigaes (MAROUELLI; SILVA, 1993; MAY, 1998).Segundo Cahn et al. (2002), dficit de gua durante o estdio de maturao favoreceo aumento do contedo de slidos solveis em frutos de tomate para processamento.Para melhorar a qualidade de frutos, o manejo de gua deve minimizar a quantidadede gua aplicada a partir do incio da maturao e antecipar a data da ltimairrigao. Ademais, tal estratgia de manejo minimiza o apodrecimento de frutos emrazo da menor incidncia de doenas (MAROUELLI; SILVA, 2000).Apesar de ser uma estratgia de manejo utilizada h muitos anos (MARTIN et al.,1966), estudos visando determinar a poca ideal de suspenso das irrigaes emtomateiro continuam a ser realizados em diferentes pases (LOWENGART-AYCICEGIet al., 1999; LPEZ et al., 2001; CAHN et al., 2002). A poca de suspenso adequada dependente de vrios fatores, tais como: capacidade de reteno de gua do solo;cultivar; profundidade efetiva do sistema radicular; sistema de irrigao; demandaevaporativa da atmosfera; colheita manual ou mecanizada; e sistema de bonificaoem funo dos teores de slidos solveis (MAROUELLI; SILVA, 2000; LPEZ et al.,2001).May et al. (1999), estudando dez cultivares de tomate para processamento sobirrigao por sulco na California, verificaram que a mxima produtividade de frutos foiobtida suspendendo as irrigaes entre 20 e 40 dias antes da colheita, enquanto quea maior produo de slidos solveis foi obtida entre 45 e 60 dias. J para solos commenor capacidade de reteno de gua na Espanha, Lpez et al. (2001)recomendam que as irrigaes devem ser suspensas entre 10 e 15 dias antes dacolheita. Sob irrigao por gotejamento, Lowengart-Aycicegi et al. (1999)recomendam suspender o fornecimento de gua com 50% de frutos maduros nascondies de Israel, enquanto Sanders et al. (1989) recomendam o limite de 30% defrutos maduros.Para as condies do Cerrado do Brasil Central, Marouelli & Silva (1993) verificaramque a maior produtividade de frutos foi obtida quando as irrigaes foram finalizadascom 50% de frutos maduros. Por outro lado, maior rendimento de polpa foi obtidoparalisando-se as irrigaes 20 dias antes da colheita. Naquele estudo foi utilizada acultivar de polinizao aberta IPA-5, no sistema de semeadura direta e duasRosaneImagem colocadaRosaneImagem colocada9Efeito da poca de Suspenso da Irrigao na Produo e Qualidade de Frutos de Tomate para Processamentocolheitas. No Brasil, entretanto, o sistema de produo foi bastante modificado e ascultivares de polinizao aberta foram quase que totalmente substitudas porcultivares hbridas (GIORDANO et al., 2000b). Atualmente, o plantio realizado pelosistema de transplante de mudas e a colheita realizada em uma nica operao, oque faz com que cultivares e prticas de manejo que permitam maior uniformidade dematurao de frutos sejam altamente desejveis.O objetivo do presente estudo foi estabelecer, para a regio do Cerrado do BrasilCentral, pocas para a suspenso das irrigaes do tomateiro para processamento,irrigado por asperso, visando maximizar produtividade de frutos, rendimento depolpa e eficincia de uso da gua.Material e MtodosO experimento foi conduzido no campo experimental da Embrapa Hortalias, Braslia,DF, em um Latossolo Vermelho-Escuro distrfico, fase cerrado, textura argilosa, comcapacidade de reteno de gua, na camada at 40 cm, de 1,1 mm cm-1. Ostratamentos consistiram de quatorze pocas de suspenso das irrigaes,espaados a cada sete dias, no perodo entre 45% de plantas florescidas e acolheita. O delineamento experimental foi blocos casualizados, com quatrorepeties. As parcelas lteis mediram 2,2 m x 4,2 m e tiveram bordadura cultivadade 1,1 m, alm de bordadura de 3,3 m em torno do experimento.O transplante de mudas (hbrido AP533) foi realizado na ltima semana de abril de2000, no espaamento de 0,3 m x 1,1 m. A adubao, em kg ha-1, consistiu de 100 deN, 200 de K2O, 500 de P2O5, 80 de Ca, 20 de Mg, 5 de Zn e 2 de B. As irrigaesforam realizadas por microaspersores, espaados de 2,2 m x 2,1 m e comintensidade de aplicao de 22 mm h-1. A quantidade de gua por irrigao foicomputada a partir da evaporao de tanque classe A e de coeficientes da culturaindicados por Marouelli & Silva (2000). Durante o estudo, foram registrados 29,7 mmde precipitao, sendo que 29,4 mm ocorreram nos ltimos quatro dias doexperimento. Nos primeiros 10 dias aps o transplante de mudas, as irrigaes foramrealizadas a cada 2 dias. A partir da, irrigou-se a cada 7 dias, visto que, alm de sero turno de rega mdio recomendado para o tomateiro na regio do Cerrado, permitiucoincidir as datas das irrigaes com as pocas de suspenso das irrigaes(MAROUELLI; SILVA, 2000). A primeira poca de suspenso das irrigaes ocorreuaos 31 dias aps o transplante de mudas. Da suspenso das irrigaes at omomento da colheita, a umidade do solo em cada tratamento foi monitoradasemanalmente pelo mtodo gravimtrico.A colheita em cada tratamento foi realizada quando a percentagem de frutosmaduros atingiu cerca de 95%. Foram avaliadas as seguintes variveis: ciclo dacultura; estande final; massa seca da parte area (exceto frutos); produtividade defrutos; massa mdia de fruto; frutos comercializveis por planta; rendimento de polpaRosaneImagem colocada10 Efeito da poca de Suspenso da Irrigao na Produo e Qualidade de Frutos de Tomate para Processamento(28 oBrix); taxa de frutos podres e com podrido apical; teor de slidos solveis totais;e eficincia do uso de gua, em quilogramas de frutos comercializveis ourendimento de polpa por metro cbico de gua total aplicada via irrigao. A massaseca da parte area, exceto frutos, foi determinada aps secagem em estufa a 60oC.Para a produtividade comercializvel foram considerados apenas frutos maduros semdefeitos, independente do tamanho. O teor de slidos solveis foi avaliado a partir deuma amostra composta de 15 frutos comercializveis. A eficincia de uso de gua foicalculada pela relao entre frutos comercializveis ou rendimento de polpa e almina lquida de gua aplicada por unidade de rea.Os dados foram submetidos anlise de varincia, empregando-se o teste F. Paraas variveis afetadas significativamente pelos tratamentos, funes de resposta dotipo polinomial e log-normal foram ajustadas aos dados por meio de anlise deregresso linear.Resultados e DiscussoTodas as variveis avaliadas foram afetadas significativamente (p11Efeito da poca de Suspenso da Irrigao na Produo e Qualidade de Frutos de Tomate para Processamentoaumentado do florescimento at o 83 dia aps o incio dos tratamentos (Figura 3). Apartir da, foi reduzida, muito provavelmente, devido reduo do estande,acarretada por aumento da incidncia de doenas, nos tratamentos irrigados atprximo da colheita.Fig. 1. Efeito da poca de suspenso das irrigaes sobre o ciclo fenolgico e o estandefinal do tomateiro.Fig 2. Variao da tenso de gua no solo, a 20 cm de profundidade, entre a ltimairrigao de cada tratamento e a colheita.Produo de frutosA produtividade de frutos apresentou resposta log-normal com a poca desuspenso das irrigaes (Figura 3). Pela equao de regresso ajustada, maiorprodutividade comercializvel (82,3 t ha-1) foi obtida quando a ltima irrigao ocorreuaos 68 dias do incio dos tratamentos (21 dias antes da colheita), ou seja, com cercade 10% dos frutos completamente maduros. Para um intervalo de confiana de 95%,maiores produtividades podem ser obtidas com a suspenso da irrigao entre 58 e12 Efeito da poca de Suspenso da Irrigao na Produo e Qualidade de Frutos de Tomate para Processamento77 dias aps o florescimento (14 a 30 dias antes da colheita), ou seja, de 30% dasplantas com pelo menos um fruto maduro a 38% de frutos completamente maduros.Para o caso de cultivares de polinizao aberta, com sistema de semeadura direta eduas colheitas, Marouelli & Silva (1993) observaram que a produtividade mxima defrutos ocorreu quando as irrigaes foram suspensas com 50% dos frutos maduros.Entretanto, na regio do Cerrado, a maioria dos produtores paralisam as irrigaescom 70-80% dos frutos maduros, ou seja, 7-10 dias antes da colheita.Fig 3. Efeito da poca de suspenso das irrigaes sobre a produo de biomassa e aprodutividade de frutos comercializveis.O nmero de frutos comercializveis por planta apresentou resposta quadrtica coma poca de suspenso das irrigaes (Figura 4), tendo sido maximizado quando asirrigaes foram suspensas aos 66 dias aps o florescimento. A reduo no nmerode frutos por planta, associada com maior nmero de irrigaes ocorridas durante afase de maturao, se deu em razo do aumento da percentagem de frutos podres(Figura 5). Por outro lado, a massa mdia de frutos comercializveis aumentoulinearmente taxa de 0,40 g dia-1 quanto mais tarde ocorreu a ltima irrigao (Figura4), devido ao menor dficit de gua no solo a que as plantas foram submetidas(MAROUELLI et al. 1991).Fig. 4. Efeito da poca de suspenso das irrigaes sobre o nmero de frutoscomercializveis por planta e a massa de fruto.RosaneImagem colocada13Efeito da poca de Suspenso da Irrigao na Produo e Qualidade de Frutos de Tomate para ProcessamentoQualidade de frutosA taxa de podrido apical apresentou resposta cbica com os tratamentos (Figura 5).A maior incidncia ocorreu quando as irrigaes foram suspensas at 28 dias aps oflorescimento, o que se deveu menor translocao de clcio para as plantas,acarretada pela deficincia de gua no solo durante o estdio de crescimento defrutos (PILL; LAMBETH, 1980). Ao contrrio, a ocorrncia de podrido apical foiimperceptvel nos tratamentos onde as irrigaes foram suspensas no incio doestdio de maturao de frutos, ou seja, aos 42 aps o florescimento.Fig. 5. Efeito da poca de suspenso das irrigaes sobre a taxa de frutos podres e ade frutos com podrido apical.A ocorrncia de frutos podres (exceto podrido apical) aumentou linearmente a umataxa de 0,19% ao dia quanto mais tarde foram suspensas as irrigaes (Figura 5). Talincremento deveu-se maior incidncia de doenas fngicas e bacterianas,favorecidas pelo maior desenvolvimento da parte area do tomateiro e molhamentoda folhagem e frutos pela irrigao por asperso, principalmente durante o estdio dematurao dos frutos (MAROUELLI et al., SILVA et al., 2001).Houve reduo do teor de slidos solveis totais a uma taxa de 0,34 oBrix para cadaperodo de 10 dias de atraso na data da ltima irrigao (Figura 6). O teor de slidossolveis nos diferentes tratamentos variou entre 4,6 a 7,3 oBrix o que, de acordo comCahn et al. (2002), comprova que para a obteno de boa matria-prima para oprocessamento industrial fundamental que as irrigaes sejam suspensas nomomento oportuno, alm do manejo da gua do solo durante os estdios defrutificao e de maturao ser realizado de forma adequada.Rendimento de polpaO rendimento de polpa (28 oBrix) foi maximizado quando a suspenso das irrigaesocorreu aos 53 dias aps o incio dos tratamentos (Figura 6), ou seja, comaproximadamente 20% da plantas apresentando pelo menos um fruto maduro (34dias antes da colheita), o que representa 15 dias antes da data que maximizou aprodutividade de frutos. Para um intervalo de confiana de 95%, o rendimento14 Efeito da poca de Suspenso da Irrigao na Produo e Qualidade de Frutos de Tomate para Processamentomximo de polpa pode ser obtido suspendendo as irrigaes entre 48 e 57 dias apso florescimento (31 a 38 dias antes da colheita), ou seja, 10 a 30% das plantas compelo menos um fruto maduro.Fig. 6. Efeito da poca de suspenso das irrigaes sobre o teor de slidos solveistotais e o rendimento de polpa (28 Brix).Tanto os produtores quanto as indstrias de processamento de tomate estointeressados em maximizar o retorno econmico de seus produtos. Porm, enquantoo objetivo principal dos produtores maximizar a produtividade de frutos, o dasindstrias maximizar a produo de polpa. Alm disso, alto teor de slidos solveisreduz custos de transporte e de consumo de energia durante o processamento dapolpa (CAHN et al., 2002).No Brasil, at pouco tempo, os produtores eram remunerados em funo daproduo de frutos em detrimento da produo de slidos solveis. Maisrecentemente, algumas processadoras passaram a adotar o sistema de bnus combase na qualidade dos frutos para remunerar o produtor. Giordano et al. (2000a), porexemplo, apresentam um sistema onde o produtor recebe bnus de 5% quando oteor de slidos solveis est entre 4,8 e 5,2 oBrix e um bnus de 10% quando o teorest acima de 5,2 oBrix. Mesmo assim, muitos poucos produtores esto dispostos aantecipar de forma significativa o momento da ltima irrigao como forma deaumentar a produo de slidos solveis em detrimento da produo de frutos.Uso de gua pela culturaO nmero de irrigaes, incluindo a anterior ao transplante de mudas, variou entre 9 e22 e a lmina de gua aplicada entre 103 e 383 mm, dependendo da poca da ltimairrigao. A evaporao de gua pelo tanque classe A, determinada no perodo deabril a agosto, foi de 5,4, 6,1, 5,9, 5,7 e 8,1 mm dia-1, respectivamente.A eficincia de uso da gua foi avaliada em relao produo de frutos (Eua-fruto) epolpa (Eua-polpa). De posse das funes de resposta ajustadas (Figura 7), a mais alta15Efeito da poca de Suspenso da Irrigao na Produo e Qualidade de Frutos de Tomate para ProcessamentoEua-fruto foi obtida quando se as irrigaes foram paralisadas aos 45 dias aps o inciodo florescimento (5% das plantas com pelo menos um fruto maduro), enquanto que amais alta Eua-polpa foi obtida 37 dias aps o florescimento, com cerca de 75% dasplantas com pelo menos um fruto de tamanho mdio.Fig. 7. Efeito da poca de suspenso das irrigaes sobre a eficincia de uso da guarelativa produo de frutos e de polpa.A antecipao da data da ltima irrigao objetivando maximizar o uso de gua pelotomateiro reduz a produtividade de frutos. Assim, o objetivo principal da suspensodas irrigaes deve ser o de maximizar tanto a produtividade de frutos quanto a depolpa. Relativamente a produtores que suspendem as irrigaes quando 70-80% dosfrutos esto maduros, houve um aumento da Eua-polpa de aproximadamente 30%quando as irrigaes foram suspensas visando maximizar a produo de frutos (10%de frutos maduros) e de 55% quando suspensas com o objetivo de maximizar aproduo de polpa (20% de plantas com pelo menos um fruto maduro).Concluses A ocorrncia de frutos podres aumentou linearmente quanto mais tarde foramsuspensas as irrigaes, favorecida por um maior desenvolvimento vegetativo daparte area do tomateiro, o que propiciou maior incidncia de doenas. A maior produtividade de frutos comercializveis foi obtida quando as irrigaesforam suspensas 21 dias antes da colheita, com 10% dos frutos maduros. O teor de slidos solveis totais aumentou linearmente a uma taxa de 0,34 oBrixpara cada 10 dias de antecipao da ltima irrigao. O maior rendimento de polpa foi obtido quando a ltima irrigao foi suspensa 34dias antes da colheita, com 20% das plantas com pelo menos um fruto maduro. Maiores Eua-fruto e Eua-polpa foram observadas quando a ltima irrigao ocorreu 37 e45 dias antes da colheita, respectivamente.16 Efeito da poca de Suspenso da Irrigao na Produo e Qualidade de Frutos de Tomate para ProcessamentoReferncias BibliogrficasCAHN, M.; HANSON, B.; HARTZ, T.; HERRERO, E. Optimizing fruit quality and yieldgrown under drip irrigation. The California Tomato Grower, Stockton, v. 45, n. 2, p. 7-9, 2002.GIORDANO, L. B.; SILVA, J. B. C.; BARBOSA, V. Colheita. In: SILVA, J. B. C. da;GIORDANO, L. de B. (Org.). Tomate para processamento industrial. Braslia, DF:EMBRAPA Comunicao para Transferncia de Tecnologia: EMBRAPA-CNPH, 2000a.p. 128-135.GIORDANO, L. B.; SILVA, J. B. C.; BARBOSA, V. Escolha de cultivares e plantio. In:SILVA, J. B. C. da; GIORDANO, L. de B. (Org.). Tomate para processamentoindustrial. Braslia, DF: EMBRAPA Comunicao para Transferncia de Tecnologia:Embrapa Hortalias, 2000b. p. 36-59.LPEZ, J.; BALLESTEROS, R.; RUIZ, R.; CIRUELOS, A. Influence on tomato yield andbrix of an irrigation cut-off fifteen days before the predicted harvest date insouthwestern Spain. Acta Horticulturae, Leuven, n. 542, p. 117-125, 2001.LOWENGART-AYCICEGI, A.; MANOR, H.; KRIEGER, R.; GERA, G. Effects of irrigationscheduling on drip-irrigated processing tomatoes. Acta Horticulturae, Leuven, n. 487,p. 513-518, 1999.MAROUELLI, W. A.; SILVA, H. R.; OLIVEIRA, C. A. S. Produo de tomate industrialsob diferentes regimes de umidade no solo. Pesquisa Agropecuria Brasileira,Braslia, DF, v. 26, n. 9, p. 1531-1537, 1991.MAROUELLI, W. A.; SILVA, W. L. C. Adequao da poca de paralisao dasirrigaes em tomate industrial no Brasil Central. Horticultura Brasileira, Braslia, DF,v. 11, n. 2, p. 118-121, 1993.MAROUELLI, W. A.; SILVA, W. L. C. Irrigao. In: SILVA, J. B. C. da; GIORDANO, L.de B. (Org.). Tomate para processamento industrial. Braslia, DF: EMBRAPAComunicao para Transferncia de Tecnologia: Embrapa Hortalias, 2000. p. 60-71.MARTIN, P. E.; LINGLE, J. C.; HAGAN, R. M.; FLOCKER, W. J. Irrigation of tomatoes ina single harvest program. California Agriculture, Oakland, v. 20, n. 6, p. 12-14, 1966.MAY, D. Processing tomato variety vs. days before harvest water cut-off. TheCalifornia Tomato Grower, Stockton, v. 41, n. 6, p. 7-9, 1998.MAY, D. M.; GONZALES, L. Major California processing tomato cultivars responddifferently in yield and fruit quality to various levels of moisture stress. ActaHorticulturae, Leuven, n. 487, p. 525-529, 1999.17Efeito da poca de Suspenso da Irrigao na Produo e Qualidade de Frutos de Tomate para ProcessamentoPILL, W. G.; LAMBETH, V. N. Effects of soil water regime and nitrogen form onblossom-end rot, yield, water relations, and elemental composition of tomato. Journalof the American Society for Horticultural Science, Mount Vernon, v. 105, n. 5, p. 730-734, 1980.SANDERS, D. C.; HOWELL, T. A.; HILE, M. M. S.; HODGES, L.; MEEK, D.; PHENE, C.J. Yield and quality of processing tomatoes in response to irrigation rate and schedule.Journal of the American Society for Horticultural Science, Mount Vernon, v. 114, n.6, p. 904-908, 1989.SILVA, W. L. C.; PEREIRA, W.; LOPES, C. A.; FONTES, R. R.; LOBO JNIOR, M.Weeds and plant diseases in crop rotation systems for processing tomatoes undercenter pivot in Central Brazil. Acta Horticulturae, Leuven, n. 542, p. 297-302, 2001.18 Efeito da poca de Suspenso da Irrigao na Produo e Qualidade de Frutos de Tomate para ProcessamentoEmpresa Brasileira de Pesquisa AgropecuriaCentro Nacional de Pesquisa de HortaliasMinistrio da Agricultura, Pecuria e AbastecimentoBR 060 Km 09 Braslia/AnpolisCaixa Postal 218 CEP 70359-970 Braslia, DFFone: (61) 3385-9110 Fax: (61) 3385-9042sac.hortalicas@embrapa.brwww.cnph.embrapa.brMinistrio da Agricultura,Pecuria e AbastecimentoBibliotecaCarimbo /ColorImageDict > /JPEG2000ColorACSImageDict > /JPEG2000ColorImageDict > /AntiAliasGrayImages false /CropGrayImages true /GrayImageMinResolution 300 /GrayImageMinResolutionPolicy /OK /DownsampleGrayImages true /GrayImageDownsampleType /Bicubic /GrayImageResolution 300 /GrayImageDepth -1 /GrayImageMinDownsampleDepth 2 /GrayImageDownsampleThreshold 1.50000 /EncodeGrayImages true /GrayImageFilter /DCTEncode /AutoFilterGrayImages true /GrayImageAutoFilterStrategy /JPEG /GrayACSImageDict > /GrayImageDict > /JPEG2000GrayACSImageDict > /JPEG2000GrayImageDict > /AntiAliasMonoImages false /CropMonoImages true /MonoImageMinResolution 1200 /MonoImageMinResolutionPolicy /OK /DownsampleMonoImages true /MonoImageDownsampleType /Bicubic /MonoImageResolution 1200 /MonoImageDepth -1 /MonoImageDownsampleThreshold 1.50000 /EncodeMonoImages true /MonoImageFilter /CCITTFaxEncode /MonoImageDict > /AllowPSXObjects false /CheckCompliance [ /None ] /PDFX1aCheck false /PDFX3Check false /PDFXCompliantPDFOnly false /PDFXNoTrimBoxError true /PDFXTrimBoxToMediaBoxOffset [ 0.00000 0.00000 0.00000 0.00000 ] /PDFXSetBleedBoxToMediaBox true /PDFXBleedBoxToTrimBoxOffset [ 0.00000 0.00000 0.00000 0.00000 ] /PDFXOutputIntentProfile () /PDFXOutputConditionIdentifier () /PDFXOutputCondition () /PDFXRegistryName () /PDFXTrapped /False /Description > /Namespace [ (Adobe) (Common) (1.0) ] /OtherNamespaces [ > /FormElements false /GenerateStructure true /IncludeBookmarks false /IncludeHyperlinks false /IncludeInteractive false /IncludeLayers false /IncludeProfiles true /MultimediaHandling /UseObjectSettings /Namespace [ (Adobe) (CreativeSuite) (2.0) ] /PDFXOutputIntentProfileSelector /NA /PreserveEditing true /UntaggedCMYKHandling /LeaveUntagged /UntaggedRGBHandling /LeaveUntagged /UseDocumentBleed false >> ]>> setdistillerparams> setpagedevice

Recommended

View more >