Edio nmero 1421 17 de abril de 2012

  • Published on
    22-Mar-2016

  • View
    242

  • Download
    5

DESCRIPTION

Edio Digital Jornal Tribuna Independente TribunaHoje.com

Transcript

  • TERA-FEIRA MACEI - ALAGOAS - 17 DE ABRIL DE 2012 - N 1421 - R$ 1,50 tribunahoje.com

    Outro gerente tem cinto de explosivosamarrado ao corpo em assalto a banco

    SOLIDRIOLula visita Jos Sarney em hospital

    ESTALEIRO EISACoruripe se prepara para oferecer mo-de-obraO vice-governador Jos Thomz Non inaugurou ontem em Coruripe uma unidade profissionali-zante do Senai destinada a oferecer cursos gratuitos e pagos para as reas da construo civil, eletricidade, gesto, informtica, mecnica e outros, criando maior oferta de mo-de-obra especiali-zada para atender a demanda com a instalao do Estaleiro Eisa no Pontal de Coruripe. Pg. 5

    O diretor do posto de sade do Municpio, de onde uma dupla roubou 156 mil com-primidos de medicamentos, Tito Cavalcante de Alencar, acredita que os produtos estejam sendo vendidos em farmcias e mercados de Macei. Ele tambm acha que exista um esquema que tambm furta e rouba me-dicamentos de outros pos-tos do Municpio. O delega-do que apura o caso, Ccero Rocha, disse que a me de um dos ladres flagrados pela circuito interno de se-gurana do posto prometeu apresent-lo hoje. 11

    O ex-presidente Lula visitou ontem o presidente do Sena-do, Jos Sarney (PMDB), que se recupera de uma cirurgia

    no hosptal Srio-Libans, em So Paulo. O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) tam-bm esteve no hospital. 8

    Terminou na tarde de ontem, 24h aps ini-ciada, a rebelio no Complexo Penitenci-rio Advogado Antnio Jacinto Filho (Com-pajaf) em Aracaju. A rebelio deixou um agente penitencirio ferido. O homem, que tentou fugir, sofreu escoriaes e fratura na perna esquerda. Os presos pediam me-lhores condies de tratamento e fim das

    sesses de tortura. Cinco internos foram transferidos para outras penitencirias do Estado. Cerca de 470 detentos participaram da rebelio, que foi iniciada por volta das 14h de domingo (15). Segundo informa-es da SSP, at as 13h15, os presos man-tiveram pelo menos cem refns, entre eles familiares e dois agentes penitencirios. 8

    ROUBO EM POSTOFarmcias sob suspeita de envolvimento

    ARACAJU

    Aps 24h, rebelio que teve cem refns em presdio termina com um ferido

    DURANTE a rebelio, presidirios fizeram at familiares refns, alm de agentes penitencirios

    JOVEM ladro dever ser apresentado pela me hoje polcia

    INSTITUTO LULA

    REPRODUO

    EXEMPLAR DOASSINANTE

    O corregedor-geral de Justia, desembargador James Ma-galhes, considera a transfe-rncia dos reeducandos do Presdio Desembargador Luis Oliveira Sousa, de Arapiraca, para o Baldomero Cavalcanti, em Macei, uma operao de alto risco. Ele teme que o presdio entre em colapso. Enquanto isso, professores e estudantes da Ufal continuam em greve pela desativao do presdio de Arapiraca e trans-ferncia dos presos. Pg. 10

    CASAL GAYDelegado apura vingana como causa do crimeA principal linha de investi-gao do delegado Ivanildo Incio para o assassinato dos homossexuais Mrcio Lira de Souza, 40, e Eduardo Luiz da Silva, 44, a de vingana. Os dois seriam portadores do v-rus HIV e teriam contaminado outras pessoas. Pg. 11

    BRASIL Pessoas que comeram salgadinho de carne humana correm risco de pegar doenas 8

    POUPANA: 0,5494%

    DLAR COMERCIALR$ 1,83 R$ 1,84

    DOLAR PARALELOR$ 1,87 R$ 1,98

    OURO:R$ 97,30

    Bom a parcialmente nublado com possiblidades de chuvas

    em reas isoladas

    01:21 1.8 07:26 0.5 3:28 1.9 9:51 0.4

    Mnima

    20Mxima

    30

    Mars

    FINANAS

    TEMPO BIBINHAPreso acusado de assaltar bares e restaurantesA polcia prendeu ontem Walison Carlos Dias, 25, o Bibinha, integrante da qua-drilha que assaltava bares e restaurantes e que foi estou-rada no ano passado pela polcia. Ele roubou um carro rastreado e isso facilitou sua captura pela polcia. Pg. 12

    Polcia acredita que se trate da mesma quadrilha que h duas semanas invadiu casa de outro gerente bancrio e o forou a subtrair dinheiro do banco em que trabalha Pg. 9

    NON conheceu as dependncias da unidade profissionalizante e conversou com orientadores

    JUSTIA

    Corregedor v alto risco em transferncia de presidirios

    SECOM

  • PolticaVereador lamenta demora na entrega de dados pela SMTT e TranspalO presidente da CEI da Transpal, vereador Paulo Corintho (PDT), informou que os documentos solicitados Transpal e SMTT, apesar de terem sido requeridos no dia 28 de maro, s foram entregues ontem. Este material foi solicitado por mim em outubro, antes mesmo da formao desta CEI. poca o pedido foi ignorado. Quando instalamos a CEI, ratificamos a solicitao que foi atendida apenas hoje, o que prejudicou o andamento dos depoimentos, lamentou Corintho.

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012POLTICA2 TribunaIndependente

    CEI da Transpal comea a ouvir rgosSuperintendente da SMTT cobra trabalho conjunto entre esferas de governo para evitar falncia do setor na capital

    Durante seu depoimen-to na Cmara Municipal, o superintendente da SMTT, Ronilson Campos, destacou que o mal entendido entre o rgo e os vereadores no passou de um desencontro de informaes. No que-remos afrontar ou atrapa-lhar o andamento das inves-tigaes. O que ocorreu foi de fato um problema no pro-tocolo da SMTT, destacou.

    Ao ressaltar o mrito da questo, o superintenden-te relembrou que o aumen-to da passagem se deu por uma deciso judicial. O Exe-cutivo municipal - quando a discusso ainda estava na esfera administrativa - ado-tou a postura de congelar o valor at que fosse finaliza-

    do o processo licitatrio em andamento para as empre-sas que vo oferecer o servi-o de transporte pblico em Macei.

    de conhecimento p-blico que o prefeito falou por diversas vezes que no iria conceder o reajuste, mas a Justia observou a realidade e deferiu favorvel aos em-presrios, colocou ainda o superintendente municipal de Transporte e Trnsito da cidade de Macei. Ronilson Campos ainda defendeu os dados da planilha de custo que serviu de base para a deciso judicial.

    De acordo com ele, todos os nmeros que l constam so reais. Podem ter certe-za que no h gordura na

    planilha de custos. Todos os dados so verdadeiros, colocou. O superintendente chegou a defender a posio do empresariado destacando que nos ltimos meses hou-ve diversos reajustes para os funcionrios da empresa, alm do aumento de valor do combustvel, dentre outros custos. O realinhamento dos valores da tarifa obe-deceram critrios tcnicos, salientou ainda.

    A CEI da Transpal, que presidida por Corintho, tem como relator o vereador Ri-cardo Barbosa (PT). O prazo para a concluso dos traba-lhos - que contado desde a instalao da CEI, no incio do ms - de 120 dias, po-dendo ser prorrogado. (L.V.)

    Em depoimento na C-mara Municipal, o presiden-te da Transpal, Srgio Rodri-gues da Rocha, contou que o maior problema enfrentado pelas empresas de nibus a evaso do passageiro. Os txis lotao, os transpor-tes complementares, dentre outros, concorrem com o ser-vio de nibus e no pagam nenhum imposto. Ainda te-mos a problemtica do ex-cesso da gratuidade. Ento, se o pneu aumenta, os ope-rrios pedem aumento e o diesel aumenta, o aumento da passagem vai recair so-bre quem paga pelo servio, isto lgico.

    A representante da Transpal, Ana Lcia Mar-

    tins Costa, informou que existem em Macei 655 ni-bus circulando. Destes, cer-ca de 70 apresentam chassi acima de dez anos. De acor-do com ela, a melhor ma-neira de fazer com que cada vez mais usurios procurem pelo servio de transporte coletivo a viabilizao de corredores de nibus.

    Hoje o que o usurio de nibus mais quer chegar com rapidez ao seu desti-no. Para isto, o trnsito em Macei precisa fluir melhor, com a construo de corre-dores de transporte pblico. No mais, temos feito nossa parte, trocando nossa frota paulatinamente, no intuito de garantir melhor conforto

    aos passageiros, explicou Ana Lcia.

    A Comisso Especial de Inqurito deve se reunir ainda esta semana para dis-cutir as informaes forneci-das nos relatrios entregues pelas empresas esta manh.

    O reajuste foi de R$ 2,10 para R$ 2,30. O valor con-siderado exorbitante tanto pelos vereadores, quanto pe-los usurios.

    Para Helosa Helena, a maior preocupao con-cluir os trabalhos antes do perodo eleitoral. Precisa-mos dar celeridade para evi-tar especulaes maldosas a respeito deste trabalho srio que temos desempenhado, disse a vereadora.

    ASSESSORIA

    Representantes da Transpal responsabilizam o transporte alternativo pelo aumento das passagens

    SMTT E CMARA

    Desencontro teria prejudicado relao, diz superintendente

    EVASO

    Transporte alternativo culpado pelo aumento, alega a Transpal

    LUIS VILARREPRTER

    Uma semana aps tentar ouvir o su-perintendente de Transporte e Trnsito de Macei (SMTT), Ronilson Pedro Campos Filho, os vereadores que compem a Comisso Especial de Inves-tigao criada pela Cmara Municipal de Macei para apurar a possibilidade de abuso no atual preo da tar-ifa de nibus praticada na capital alagoana - a CEI da Transpal - finalmente deram incio s oitivas, que tiveram como primeiro convocado o prprio superintendente.

    A fase de oitivas da CEI da Transpal foi iniciada na manh de ontem, dia 16, na sede da Casa de Mrio Gui-mares, no Centro de Ma-cei. As primeiras oitivas - feitas por meio de convites - haviam sido marcadas para o dia 9 de abril, mas nem o superintendente Ronilson Campos nem os representan-tes da Transpal e do Conse-lho Municipal de Transporte e Trnsito compareceram, causando revolta por parte dos vereadores, que optaram pela convocao.

    De acordo com o presi-dente da CEI da Transpal, vereador Paulo Corintho (PDT), a Comisso dar res-postas efetivas sociedade alagoana em relao ao va-lor da passagem de nibus e por esta razo usar - ainda segundo ele - o poder de pol-cia, caso necessrio.

    As ausncias causaram revoltas nas sesses ordin-rias. O assunto foi levanta-do por diversos vereadores, como Helosa Helena (PSOL) e Silvnia Barbosa (PTdoB).

    Na manh de ontem, ao ser ouvido pela CEI, o supe-rintendente Ronilson Cam-pos pode se justificar em re-lao ausncia no primeiro chamado da Cmara Muni-cipal. De acordo com ele, o primeiro convite chegou em suas mos com atraso, im-possibilitando-o de remarcar outros compromissos para atender CEI.

    INFORMAESEm entrevista impren-

    sa, o superintendente da SMTT ainda salientou que seu no comparecimento em momento algum foi uma afronta ao Poder Legislativo municipal e que o rgo - por determinao da prpria Prefeitura - vai conceder aos parlamentares todas as in-formaes necessrias para o trabalho da Comisso Es-pecial de Investigao.

    Campos reconheceu que a passagem de nibus na capital cara e responsabi-lizou os governos pelo cons-tante aumento. O aumento que foi pedido est dentro de uma condio apresentada pelos empresrios. A tari-fa pode ser cara, mas para que ela seja barata preciso que o governo tanto federal, quanto estadual e munici-pal, faam a sua parte. No h iseno do IPVA nem de IPI para os nibus, assim como no dado nenhum subsdio por parte do Poder Pblico para os impostos sobre o diesel. Se no hou-ver um trabalho conjunto o transporte pblico em Ma-cei estar falido, disse.

    ESPLANADALEANDRO MAZZINI - contato@colunaesplanada.com.br

    PSD, Partido Camaleo

    Sem bandeira e com programa ainda em consolidao, o Partido Social Democrata (PSD) fundado pelo prefeito paulistano Gilberto Kassab comea a mostrar a que veio: fechar chapas de acordo com as convenincias locais para sobreviver. A indeciso judicial sobre o tem-po de TV e o fundo partidrio, vitais para a legenda, fez o PSD virar um camaleo nacional. Anunciou apoio candidatura de Manuela Dvila (PCdoB) prefeitura de Porto Alegre. Fechou com o PT em Salvador, emendou com o PSB no Recife e seguir forte com o PSDB em So Paulo, indicando o vice de Jos Serra.PrevisesO prprio Kassab, pressentindo o perigo do sucesso meterico da fundao do PSD, soltou h meses que no ser de direita, no ser de esquerda, nem de centro.

    DesgostoMorreu domingo noite a Sra. Maria Jos, em Anpolis (GO). Era a me do bicheiro Carlinhos Cachoeira, internada em UTI h meses. At ontem ele no fora avisado.

    Demagogia & securaO ministro interino da Integrao Nacional, Alexandre Navarro, foi ao Piau na sexta-feira falar da ajuda aos municpios que sofrem com a seca. Para surpresa dos prefeitos, o representante do governo no apresentou nenhuma soluo objetiva e a turma ficou com cara de paisagem. Na secura por informaes.

    Tambm queroRogrio Rodrigues, presidente da Associao Brasileira das Cmaras de Vereadores, se reuniu com o deputado Ricardo Berzoini, presidente da CCJ, e pediu prioridade PEC 468/10. Ela permite aos edis e deputados estaduais proporem... PECs ao Congresso.

    MaratonistaO ministro Aldo Rebelo (Esportes) foi ovacionado no Piau. Anunciou nova fase do Segundo Tempo, apesar da greve nas escolas, verba para a Vila Olmpica de Parnaba, apoio para a construo de pista de atletismo e a modernizao do ginsio Verdo.

    Sem padrinhoTramita no Congresso PEC que tira do Executivo a indicao de ministros do Judicirio, que passariam a ser eleitos por colegiado e com mandato.

    Batendo asasApesar de internato, o federal Otvio Leite manter festa de lanamento da candidatura Prefeitura do Rio para sexta (20). Acio Neves, Jos Serra e Srgio Guerra vo.

    Rio+20hotel A situao da falta de hotis e leitos no Rio to crtica que o prprio staff da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, est sem reservas e procura apar-tamento mobiliado para alugar, para a semana da Rio+20 em Junho.

    S l A UNE seccional do DF participou do protesto Fora Marconi (PSDB) em Goinia, sobre as supostas ligaes do governador com Carlinhos Cachoeira, mas silencia totalmente com as suspeitas fortes sobre o governador Agnelo (PT) no DF.

    CAIXA: cheque especial de 8,8% p/ 3,5%. No carto, de 12,86% p/ 2,85% ao ms. Ou seja. At antes do anncio da Dilma, voc era explorado

    Tribunal Eleitoral do Mxico se interessou na Ficha Limpa. Juiz Marlon Reis parte p/ l para dar curso de trs dias aos magistrados Dia 21 de Abril Braslia sediar na Esplanada nova passeata do Basta! . Acom-panhem em outras capitais

    Esto abertas as inscries para o 7 Congresso da Abraji, que ser realizado em So Paulo de 12 a 14 de julho de 2012. O encontro, feito por jornalistas para jornalistas, ter mais de 130 palestrantes em cerca de 70 painis e cursos prticos. 11 5180-6922 As pessoas esto lendo cada vez mais notcias pela internet. E vm usando bastante os celulares, smartphones e outras plataformas mveis para isso. O mais recente estudo sobre audincia na web divulgado pelo Instituto Verificador de Circulao (IVC), mostrou que, no ano passado, a audincia dos portais e sites de notcias filiados ao instituto cresceu 29% em comparao ao ano de 2010.

    A regio responsvel por puxar esses nmeros foi o Nordeste, que registrou um aumento de acessos de 50% em comparao com o ano anterior. O Cen-tro-Oeste aparece na segunda colocao entre as regies, com crescimento de 38%, seguida pelos internautas da regio Norte (com 33%) de crescimento.

    Sudeste e Sul aparecem na sequncia, com expanses de 30% e 21%, re-spectivamente. O acesso a computadores e a plataformas mveis e o aumento das vendas dos aparelhos so as justificativas para esses nmeros.

    Ponto FinalO jovem motorista que enfiou seu carro no segundo andar de um prdio de So Paulo no tem carteira de habilitao, mas j sabe voar.

    Com Gilmar Correa e Hosa Freitaswww.colunaesplanada.com.brcontato@colunaesplanada.com.brTwitter @leandromazzini

  • CADASTROTAC garante iseno de mensalidadesSegundo o vice-gov-ernador Jos Thomz Non (DEM), o Termo de Ajuste de Conduta (TAC), e a Medida Provisria que isenta o pagamento das mensalidades para as famlias beneficiadas pelas casas foram conquistas do governo do Estado. Os cadas-tros passam por um trmite que demanda dias para a aprovao da Caixa, afirmou Non. Para dar mais celeridade, a Caixa Econmica est pleiteando junto ao governo federal a entrega das unidades para as vtimas j cadastradas.

    ADAILSON CALHEIROS

    Assembleia Legislativa comea a sabatinar candidatos vaga no Tribunal de Contas nesta quinta-feira

    CONVOCAO

    MP de Contas aponta equvoco em edital

    CAPITAL E INTERIOR

    Juzes debatem problemas de varas criminais

    As arguies com os can-didatos ao Tribunal de Con-tas do Estado devem ser acompanhadas de perto pelo Ministrio Pblico de Con-tas, tambm interessado na vaga deixada pelo conselhei-ro Isnaldo Bulhes.

    A indicao do procura-dor Ricardo Schneider, do MPC, trata-se de Gustavo Henrique Albuquerque.

    Em contato com Gusta-vo, a reportagem da Tri-buna Independente foi informada que a Assembleia

    Legislativa reconheceu que a vaga deve ser preenchida por um procurador do Mi-nistrio Pblico de Contas.

    Gustavo explica que foi impetrado um mandado de segurana no Tribunal de Justia no qual explica que a ALE no deve indicar o novo conselheiro.

    Houve um equvoco por parte do Legislativo quan-do fundamentou o Edital de Convocao dos parlamen-tares para a escolha do novo conselheiro na vaga aber-

    ta pelo falecimento de Jos Bernardes. A cadeira ocupa-da por Otvio Lessa perten-ceria ao Poder Legislativo, conforme defende a ALE, no entanto, a Assembleia Legislativa fundamentou a convocao da sesso espe-cial porque era o dispositivo que tratava das vagas reser-vadas ao Executivo, deta-lha Gustavo Albuquerque.

    A justificativa do procu-rador foi um dos argumen-tos utilizados pela Associa-o Nacional do Ministrio

    Pblico de Contas (Anpcon) ao entrar com um recurso no Tribunal de Justia de Ala-goas. A tese ainda est nas mos da desembargadora Elizabeth Carvalho Nasci-mento.

    Estaremos atentos a tudo. O Ministrio Pblico de Contas vai acompanhar toda a sabatina. Tenho cin-cia de que estou preparado para os questionamentos. Ressalte-se que o voto dos deputados deve ser aberto, declara. (N.S.)

    Juzes criminais da capi-tal e do interior reuniram--se ontem com membros da diretoria executiva da Asso-ciao Alagoana de Magis-trados (Almagis) para discu-tir os principais problemas que entravam o andamento dos trabalhos nas unidades jurisdicionais.

    Deficincias no sistema prisional do Estado, demora na realizao do incidente de insanidade mental e na remessa pelo Instituto M-dico Legal do laudo de exa-

    me cadavrico ou do corpo de delito, ausncia de pro-motores e defensores foram algumas das questes de-batidas durante o encontro. Cada juiz apontou os pro-blemas de suas respectivas varas e comarcas e tambm sugeriram solues.

    A Almagis entregou questionrio aos juzes para elaborao de um relatrio que ser encaminhado aos rgos competentes. O texto final do documento ser en-viado a todos os magistrados

    criminais para que ainda possam expor mais algum detalhe acerca dos assuntos relacionados.

    O vice-presidente Ad-ministrativo da Almagis, Wlademir Paes de Lira, ressaltou que, quando o re-latrio for concludo, ser conduzido ao presidente do Tribunal de Justia, desem-bargador Sebastio Costa Filho, ao corregedor-geral da Justia, desembargador James Magalhes de Medei-ros, bem como para os repre-

    sentantes de demais rgos e instituies envolvidas.

    O presidente da Almagis, juiz Pedro Ivens Simes de Frana, e o vice-presidente de Esporte Lazer da entida-de, juiz Antnio Rafael Ca-sado, tambm participaram da reunio. Rafael destacou ser imprescindvel a parti-cipao de todos dos juzes das varas criminais a fim de que o documento seja o mais completo possvel, conden-sando todos os entraves das unidades.

    Sabatina de candidatos ao TCE comea na quintaDeputados devem elaborar uma lista trplice a ser enviada ao governador

    NIGEL SANTANAREPRTERCom o prazo encerrado

    para o registro de candida-turas vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), a Assembleia Legislativa marcou para quinta-feira (19) a sabatina dos 25 postulantes ao cargo.

    A deciso foi publicada ontem no Dirio Oficial do Estado e ressalta que as arguies devem acontecer inicialmente s 10h, na Sala das Comisses.

    A responsabilidade de elaborar e fazer os questio-namentos jurdicos das comisses de Constituio e Justia e Oramento e Finanas, que tem como respectivos presidentes os deputados Joozinho Perei-ra (PSDB) e Gilvan Barros (PSDB), que tambm quer ser conselheiro no Tribunal de Contas do Estado.

    A reportagem da Tribu-na Independente tentou contato com a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa a fim de saber quantos dias podem durar a sabatina, po-rm, no tivemos xito.

    De acordo com o edital de publicao, os parlamenta-res que vo arguir os candi-datos a conselheiro do TCE precisam saber dos conheci-mentos jurdicos para atuar

    RECONSTRUONon cobra cadastro de famlias afetadasO vice-governador e coordenador do Programa da Reconstruo, Jos Thomaz Non, esteve reunido ontem com os prefeitos dos municpios atingidos pelas enchentes de 2010 para cobrar a entrega dos cadastros das famlias afetadas. As construto-ras atenderam o apelo da coordenao e agilizaram as obras. Ns temos uma srie de conjuntos em fase de concluso. Para entreg-los indispensvel que a Caixa Econmica tenha estes cadastros, disse Thomaz Non.

    Em causa prpria

    Galba Novaes, presidente da Cmara Municipal de Macei, no demonstra pressa em definir se haver ou no aumento no nmero de vagas de vereador, de 21 para 31. E tem dois motivos para isso: um dos considerados eleitos, pelas excelentes votaes que tem obtido; se deixar para a ltima hora o anncio de que no haver aumento de vagas, sua posio pessoal sobre a questo, ganhar pontos com a opinio pblica que revertero, naturalmente, em nmero de votos em seu favor ou do seu filho, se for ele o candidato. A indefinio sobre as vagas, no entanto, atrapalha os planos de alguns dos atuais vereadores e de muitos pretendentes. O que torna injusta a postura do presidente da Cmara Municipal. Se Galba acha que no se deve aumentar o nmero de vagas, que decida o quanto antes, para que os demais interessados resolvam se vale a pena ou no ir disputa. Procras-tinar o anncio das regras do jogo serve apenas aos interesses do prprio presidente da casa e de pessoas prximas a ele que querem disputar um mandato e sabem quando ele decidir.

    PropostaO vereador Pastor Joo Luiz (DEM) defende a unio do poder pblico e da sociedade civil para a execuo de um amplo projeto de incluso social em Macei. S assim, acredita ele, se poder ter resultados no combate violncia que mata dezenas de jovens e adul-tos por semana na cidade. Dicono da Igreja do Evangelho Quadrangu-lar, o pastor diz que essa deve ser uma ao de todos os segmentos religiosos, polticos e sociais.

    AmeaaAmbientalistas de Pernambuco e da Bahia iro a Coruripe, depois de amanh, participar da audincia pblica sobre o Estaleiro Eisa e defender que o empreendimento no deve ser implantado. A denncia do deputado Joo Beltro, em entrevista ao radialista Frana Moura. Porque Bahia e Pernambuco podem ter estaleiro e ns, no?, indaga.

    OpesPetrcio Barbosa, ex-prefeito de Igaci, aparece como mais forte opositor reeleio de James Ribeiro, em Palmeira dos ndios. Logo a seguir vem Patrcia Sampaio. Ocorre que h quem entenda que Petrcio estaria impedido de concorrer, por causa da Lei da Ficha Limpa. Nesse caso, Patrcia surgiria como nome mais forte para unir a oposio.

    SugestoRogrio Tefilo, vice prefeito de Arapiraca e secretrio estadual de Articu-lao Poltica, defende que o prdio do Presdio Desembargador Lus de Oliveira Souza, que fica em terreno do campus da Ufal, seja desativado. Depois de reformado e adaptado, poderia sediar o curso de Medicina que est sendo pretendido para Arapiraca.

    A anotarOs 25 pretendentes vaga existente no Tribunal de Contas, decorrente da aposentadoria do conselheiro Isnaldo Bulhes, vo ser sabatinados pela Assembleia Legislativa. Um deles o deputado Fernando Toledo, presidente da Casa, que dever ser o indicado, se no houver surpresas. Os demais vo ter seu momento de fama e legitimar a indicao.

    CenrioDos interessados em disputar a Prefeitura de Macei s se pode considerar definida a candidatura de Ronaldo Lessa (PDT). Esto bem encaminhados Rui Palmeira (PSDB) e Jeferson Morais (DEM). Podero concorrer Givaldo Carimbo (PSB), Nadja Baa (PPS), Rosinha da Adefal (PTdoB) e Joo Lyra (PSD) e Maurcio Quintella (PR).

    DesperdcioTem muita gente andando com segurana oficial, ou pretendendo t-la, apenas por mera vaidade. Muitas pessoas que circulam com segurana custeada pelo Estado frequentam locais bastante movimentados e transitam em meio a multides, em vaquejadas, jogos de futebol, shows artsticos ou boates. Os demais contribuintes pagam a conta.

    na instituio.Aps o processo de saba-

    tina, os deputados estadu-ais devem escolher trs no-mes para compor uma lista que ser encaminhada ao governador Teotonio Vilela Filho (PSDB), responsvel por definir quem sentar

    na cadeira ocupada por anos por Isnaldo Bulhes, pai do deputado Isnaldo Bulhes Junior (PDT).

    CANDIDATOSEsto no preo, nomes

    conhecidos em praticamente todo o Estado, a exemplo de Paulo Brda, presidente do

    Conselho de Segurana; da promotora Karla Padilha; Fernando Toledo, presiden-te de Assembleia Legislati-va; e do procurador Gustavo Henrique Albuquerque, in-dicado pelo Ministrio P-blico de Contas ao cargo de conselheiro.

    3174a

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012 POLTICA 3TribunaIndependente

    A represso essencial, sobr-etudo agora nesse momento de extrema crise, mas a pre-veno se faz mais necessria ainda e ela s existir se for criado um projeto que com-bata a misria em todos os nveis

    * Faleceu domingo de madrugada, vtima de infarto fulminante, o su-perintendente do Ministrio da Agricultura em Alagoas, Joo Batista de Melo, sepultado no mesmo dia, tarde, no Parque das Flores. Era irmo do procurador de Justia Jos Artur Melo.

    * A Downtown Filmes e o Cine Sesi recebem hoje, s 10 horas, jor-nalistas que atuam na rea cultural para uma sesso especial do filme Heleno, que tem pr-estreia depois de amanh, dia 19, s 20h45. Os ingressos sero vendidos s 19h30 do mesmo dia.

    * Prossegue hoje, na Seune, a VIII Semana de Direitos Humanos: 9h30, conferncia Desafios institucionais efetivao da preservao ambiental da Bacia do Rio So Francisco; 13 horas, minicurso Direito Ambiental 19 horas, filme A ltima hora.

    * J tem muita gente, principalmente funcionrio pblico, fazendo planos para o prximo feriado: 1 de maio, Dia do Trabalhador, cai numa 3 feira, e quem pode vai, naturalmente, aproveitar para viajar.

    * Faltando apenas uma rodada da fase de classificao do 2 turno do Campeonato Alagoano, s CSA e ASA esto garantidos no quadrangular decisivo. Os outros dois finalistas, s sero conhecidos sbado. O CRB tem a pior misso: precisa vencer o CSA.

    PASTOR JOO LUIZVereador pelo DEM-Macei e membro da Igreja do Evangelho Quadrangular, ao sugerir a unio da sociedade com o poder pblico para se combater a violncia

  • Os desembargadores da 3 Cmara Cvel do TJ/AL negaram recurso da Pro-curadoria Geral do Estado (PGE) contra deciso da Justia do 1 grau. A ao era para obrigar o ex-gover-nador Geraldo Bulhes a pagar uma indenizao aos cofres pblicos.

    De acordo com os procu-radores, o ex-governador foi responsvel por danos mi-lionrios ao errio estadual. O problema que, quando esteve na chefia do Execu-tivo estadual, Bulhes no prestou contas de convnios

    firmados com a Unio.Por isso, Alagoas foi obri-

    gada a restituir ao governo federal todos os valores re-passados. Na avaliao da PGE, Bulhes deveria inde-nizar o Estado por conta de sua falha enquanto adminis-trador da mquina pblica.

    O processo teve incio em 1997, mas somente em 2008 foi julgado na primeira instncia. Na ocasio, o juiz Manoel Cavalcante conside-rou que o pedido de ressarci-mento era improcedente.

    A PGE recorreu da deci-so, mas o desembargador

    Eduardo Andrade, relator do caso, tambm negou o pedido. Para o magistrado, no h provas de danos aos cofres pblicos.

    Os documentos acosta-dos inicial no se mostram suficientes comprovao de que o Estado de Alagoas suportou dano em decorrn-cia da conduta omissiva ou desidiosa do recorrido, res-saltou Andrade.

    O voto foi seguido pelos demais desembargadores da Cmara Cvel. A PGE ainda no foi notificada da deciso, mas deve recorrer. (V.A.)

    Para o advogado Rodri-go Monteiro, a deciso da Cmara Criminal do TJ em cancelar o monitoramento eletrnico para o ex-depu-tado Jos Maria Tenrio foi correta. Na avaliao da de-fesa, a suspenso deve con-tribuir para a absolvio do ex-deputado.

    Foi uma deciso acer-tada. O monitoramento um constrangimento para qualquer pessoa, comenta. Monteiro ressalta que seu cliente possui os requisitos necessrios para a conces-so do benefcio.

    De acordo com o advo-gado, a deciso da Cmara Criminal corrobora a tese de que Z Maria no tem par-ticipao nos crimes de que acusado. Agora estamos confiantes na absolvio do ex-deputado, declara.

    que, no julgamento do habeas corpus, a 17 Vara no conseguiu comprovar a necessidade da tornozelei-ra. A priso foi arbitrria e ilegal. A maior prova disso que o TJ derrubou o monito-ramento, afirma Monteiro.

    O advogado ressalta que no haveria qualquer envol-

    vimento de Z Maria com os demais acusados do crime. No existem provas que possam levar condenao dele. Nenhuma testemunha cita ele, pontua. O julga-mento do ex-deputado ainda no foi marcado.

    QUADRILHAZ Maria acusado de

    chefiar uma quadrilha de assaltos a bancos e roubo de caixas eletrnicos. O ex-de-putado foi preso em junho do ano passado, a pedido do Grupo Estadual de Combate s Organizaes Criminosas (Gecoc). (V.A.)

    SANDRO LIMA

    Desembargadores avaliaram que Jos Maria Tenrio no teria mais como interferir em inqurito

    Fim de monitoramento para Z Maria oficialCmara Criminal do TJ confirma que ex-deputado no usa mais tornozeleira

    VICTOR AVNERREPRTER

    O ex-deputado Jos Ma-ria Tenrio (PMN) no vai mais usar a tornozeleira eletrnica. A Cmara Criminal do Tri-bunal de Justia do Estado de Alagoas (TJ/AL) decidiu cancelar definitivamente o uso de tornozeleira para o ex-parlamentar.

    Em deciso unnime, os desembargadores que fazem parte da Cmara confirma-ram o entendimento do rela-tor, Edivaldo Bandeira Rios. Em maro, o magistrado j havia concedido liminar sus-pendendo o monitoramento eletrnico de Z Maria.

    A defesa do ex-deputado impetrou um habeas cor-pus pedindo a suspenso do monitoramento. Para os ad-vogados Rodrigo Monteiro, Diego Duca, Lucas Dria e Thyago Sampaio, Z Maria possui as condies neces-srias para responder a pro-cesso penal sem estar sob qualquer medida restritiva de liberdade no caso, o uso da tornozeleira.

    Em seu voto, Bandeira Rios concordou com a tese da defesa. O desembarga-dor afirmou que a 17 Vara Criminal da Capital no conseguiu comprovar a ne-cessidade da tornozeleira, o que seria preciso para a apli-cao da medida restritiva.

    A deciso no demons-tra a fundamentao ne-cessria, devendo o juiz monocrtico, toda vez que determinar o monitoramen-to eletrnico, analisar o caso concreto e demonstrar sua pertinncia, inexistindo no caso em anlise razoabili-dade e proporcionalidade na medida cautelar determi-nada, considerou Bandeira Rios. O desembargador tam-bm levou em considerao o argumento de que a tor-nozeleira constrangia o ex--deputado. que o processo penal em que Z Maria ru j est em fase de concluso. A tese da defesa era a de que o ex-deputado no poderia mais atrapalhar o andamen-to da ao.

    OUTRAS RESTRIESA suspenso do monito-

    ramento eletrnico tambm foi defendida pelo Ministrio Pblico Estadual (MPE). Ao analisar o caso, o procurador Dilmar Lopes Camerino con-siderou que o monitoramen-to eletrnico do ex-deputado era uma medida excessiva.

    Mas, ao invs de suspen-der a restrio de liberdade, o procurador optou por utili-zar outro tipo de medida. Ca-merino sugeriu a apresenta-o peridica de Z Maria em juzo, alm da proibio de sair de casa noite e fins de semana. A proposta, no entanto, no foi aceita pelos desembargadores.

    VIGIADOChico Tenrio continua sob monitoramentoO irmo de Z Maria Tenrio, o ex-deputado federal Fran-cisco Tenrio, continua usando tornozeleira eletrnica. Seus advogado tambm j entraram na Justia pedindo a suspenso do monitoramento eletrnico, mas o processo ainda no foi julgado. Delegado dos quadros da Polcia Civil de Alagoas, o ex-deputado responde pelo crime de homicdio e, ao contrrio de seu irmo, h vrias provas e testemunhas que o ligam ao assassinato do ex-PM Jos Gonalves, o Cabo Gonalves.

    IGNORADOCorregedoria no investiga atentadoO desembargador-corregedor do TJ/AL James Magalhes afirmou no haver qualquer processo aberto na Corregedo-ria para investigar a participao de magistrados na tentativa de homicdio contra o juiz Marcelo Tadeu. A declarao foi dada na manh de ontem (16), durante coletiva para tratar dos presdios alagoanos. Na semana passa-da, veio a pblico a informao de que o Conselho Nacional de Justia (CNJ) investiga o envolvimento de um desembar-gador no atentado.

    PE desiste de usina

    O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, anunciou oficialmente que o estado desistiu da instalao daquela que seria a maior usina termeltrica do mundo. Anun-ciada ano passado como um dos maiores empreendimentos do pas, a usina seria instalada no complexo porturio de Suape, em Ipojuca, no sul do Estado e receberia investimentos de R$ 2 bilhes, gerando mais de mil empregos. O grande problema que a usina, projetada para produzir 1.452 megawatts, seria movida a leo combustvel, e jogaria no ar oito milhes de toneladas de xido de carbono ao ano. Na concepo dos ambientalistas, seria o que se chama de indstria suja. O empreendimento seria de responsabilidade do Grupo Bertin, que no vem conseguindo atingir suas metas de expanso no pas. Em 2008 venceu vrios leiles de energia e tinha o compromisso de construir 22 usinas at 2013 em todo o pas e no vai conseguir. A questo ambiental foi a que mais pesou na deciso de Pernambuco em cancelar a instalao da usina, j que todo o complexo de Suape tem sido alvo de denncias sistemticas de agresses ao meio ambiente. O governo do vizinho estado ainda tentou reverter o uso de leo para gs natural como forma de amenizar o impacto no meio ambiente, mas no houve possibilidade por falta de detalhamento no projeto original que no prev o uso de combustvel alternativo.Patrono da educao

    O educador Paulo Freire, oficialmente tornou-se o patrono da educao bra-sileira. O projeto de lei que estabeleceu o seu nome para o ttulo foi aprovado pela Comisso de Educao, Cultura e Esporte do Senado, em deciso unnime e terminativa e a lei publicada ontem no Dirio Oficial da Unio. Paulo Freire (1927-1997) foi educador, filsofo e con-siderado um dos maiores pensadores da pedagogia mundial. Foi reconhecido com

    ttulos de doutor honoris causa por 41 universidades em todo o mundo, inclusive em Harvard, Cambridge e Oxford. Foi preso pela ditadura em 1964 e depois exilou-se no Chile, somente retornando ao Brasil em 1979 com a Lei da Anistia. Implantou seu modelo de alfabetizao em diversos pases ao redor do mundo.

    Ouvidoria do SUSA Ouvidoria do Sistema nico de Sade em Alagoas pretende expandir suas atividades no interior do Estado e ao mesmo tempo trabalhar com pesquisas de satisfao entre os usurios do SUS. Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Sade mostram que 70% das denncias que chegam at a Ouvidoria tm resolutividade em Alagoas, que considerado em timo percentual. Para acessar o servio os usurios do Sistema podem formalizar a denncia na sede da Secretaria de Sade em Jaragu, ou utilizar o telefone 0800 2841945, ou utilizar o e-mail ouvidoria@sade.al.gov.br.

    A um click da cidadania 1O Conselho Nacional de Justia lanou a etapa inicial da Central Na-cional de Informaes Processuais e Extraprocessuais (CNIPE), um sis-tema que reunir dados de todos os tribunais, varas e cartrios judiciais e extrajudiciais do pas. Segundo o presidente do CNJ, ministro Cesar Peluso, o objetivo permitir que qualquer pessoa tenha acesso a dados e informaes sobre o andamento processual, dados estatsticos de funcionamento do Judicirio, alm de pesquisa de registros imobilirios, indisponibilidade de bens, protestos cambiais, divrcios etc.

    A um click da cidadania 2Com o lanamento, j possvel acessar o sistema disponvel no portal do CNJ e acompanhar o andamento de 33 milhes de processos que tramitam nos Tribunais de Justia de So Paulo, Rio Grande do Sul, Alagoas, Santa Catarina, Paran, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. Esses tribunais concentram aproximadamente 40% das aes em tramitao hoje do Judicirio Brasileiro, o que vai facilitar o acesso das partes, advogados e magistrados ao seu contedo. Nesta primeira etapa tambm esto disponveis informaes sobre pessoas que tiveram seus bens bloqueados pela Justia, alm de dados do registro de imveis de cartrios de So Paulo, Rio de Janeiro, Par, Santa Catarina e Mato Grosso.

    Gesto penitenciriaMacei ser sede esta semana (dias 18 e 19) do primeiro Seminrio Alagoano de Administrao Penitenciria, que vai acontecer no Hotel Radisson, na Pajuara. O tema do evento ser Um novo conceito de gesto prisional e o objetivo discutir os novos rumos do sistema penitencirio alagoano. Sero discutidas questes como as Parcerias Pblicas e Privadas, combate s organizaes criminosas, mdulos de respeito e o papel do Judicirio alagoano; O evento promovido pela Secretaria de Defesa Social e pela Superintendncia Geral de Adminis-trao Penitenciria. Paralelo ao seminrio acontece tambm no mesmo local o curso As corregedorias da segurana pblica como vetores de preveno e qualidade.

    Povo mal educadoA populao francesa foi considerada a mais mal educada no trato com turistas, segundo o site de pesquisa de preos e hospedagens Skyscan-ner. A Frana acabou com 19% dos mais de 1.200 votos dos usurios do site. Na outra ponta, dos pases do povo mais amigvel e simptico, esto o Brasil e o Caribe com 0,08% dos votos. Depois da Frana outro povo igualmente considerado pouco afvel com os visitantes o russo (16.6%) e em terceiro lugar o Reino Unido (10,4%). Os chineses foram considerados mais grosseiros que os americanos e depois deles os italianos.

    A viva do humorista Chico Ansio, Malga di Paula, utilizou o Facebook para agradecer as mensagens de carinho e o apoio do povo brasileiro aps a morte do comediante.

    Ela contou tambm como foram os primeiros dias sem Chico, que apesar da imensa tristeza e do silncio, as manifestaes dos fs ajudaram a suportar os momentos difceis. Queria dizer obrigada em todos os idiomas do planeta ou do mundo celestial disse ela.

    A viva escreve ainda que o golpe da realidade veio no momento em que retornou sua casa, quando observou a cadeira vazia no escritrio, o computador desligado, as correspondncias fechadas e o silncio.

    Choro muito, mas agora consegui me concentrar e escrever esta pequena nota para lhes dizer que apesar da profunda dor que sinto, sei que ficarei bem, porque a presena de Chico no meu corao a razo para continuar vivendo.

    Malga di Paula afirmou que vai tocar os projetos que eles queriam fazer juntos, porque sabe que no estar sozinha. Ela encerrou a nota agradecendo ao Brasil, pelo carinho e respeito, e a Chico Ansio por tudo, absolutamente tudo.

    BARTOLOMEU DRESCH bartolomeu_dresch@hotmail.com.br

    SEM PROVAS

    Estamos confiantes na absolvio do ex-deputado, diz advogado

    PRESTAO DE CONTAS

    Estado perde processo contra o ex-governador Geraldo Bulhes

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012POLTICA4 TribunaIndependente

  • AGRICULTURARenan lamenta morte de superintendenteO senador Renan Calheiros (PMDB) lamentou a morte do superintendente federal de Agricultura em Alagoas, o vet-erinrio Joo Batista Melo, 65 anos, ocorrida na madrugada de domingo, em consequncia de um enfarte. Alagoas perde um grande aliado no agronegcio e na luta para alcanar o recon-hecimento do Estado na erradi-cao da febre aftosa, disse o senador. Renan mandou flores e mensagem de condolncias viva do superintendente, explicando sua ausncia no velrio e cerimonial fnebre, por se encontrar em Braslia.

    CLASSIFICAOLuta contra aftosa em Alagoas perde aliadoO senador Renan Calheiros (PMDB) lembrou o trabalho do superintendente da Agrilcutura em Alagoas, Joo Batista Melo, junto ao setor produtivo e o governo estadual pela mudana de classificao de Alagoas para a zona livre da aftosa e sua participao na audincia com o ministro Mendes Ribeiro Filho, em fevereiro. O presidente da Federao da Agricultura e Pecuria de Alagoas, lvaro Almeida, tambm destacou a luta de Batista, principalmente no avano para Alagoas ser rea livre com vacinao.

    Cavalcante lana seu filho candidatoEx-lder da Gangue Fardada pediu apoio em Santana do Ipanema para eleger Christiano Cavalcante como vereador

    NIGEL SANTANAREPRTER

    O ex-tenente-coronel da Polcia Militar Mano-el Cavalcante retor-nou a Santana do Ipanema, no Serto de Alagoas, e co-meou a articular sua fam-lia politicamente.

    Ontem, em entrevista ao programa A Hora da Ver-dade, na rdio Cidade FM, o ex-lder da Gangue Far-dada anunciou a candida-tura de seu filho, o dentista Christiano Manoel da Silva Cavalcante, Cmara de Vereadores.

    rdio, Cavalcante res-saltou que deciso no foi sua, mas de seu filho, que trabalha no municpio.

    Meu filho pretende aju-dar ao povo de Santana do Ipanema, assim como a nos-sa famlia sempre ajudou. Foi uma deciso dele, e como pai falei: isso que voc quer, ento irei apoiar, de-clarou.

    Em uma segunda parte da entrevista, o ex-PM argu-mentou que espera da popu-lao um grande presente em seu retorno, que eleger Christiano Cavalcante para a Cmara de Vereadores.

    Eleger meu filho verea-dor com a ajuda essencial da sociedade seria um grande

    presente para mim, que estou retornando cida-de, complementa.

    A VOLTAForam doze anos longe

    da maior cidade do Serto. O retorno de Cavalcante s foi possvel graas de-ciso do juiz Durval Men-dona Jnior, que repas-sou todas as informaes pedida pelo magistrado da Vara de Execues Penais, Jos Braga Neto, indican-do que Santana do Ipane-ma pode fiscalizar a rotina do ex-lder da Gangue Far-dada.

    O ex-tenente-coronel disse que est muito feliz e que, durante o tempo que ficou detido no pres-dio Baldomero Cavalcanti, sentiu muita falta do mu-nicpio e de seus habitan-tes.

    Por ser considerado um arquivo vivo devido aos desmandos da Gangue Fardada em Alagoas, Ma-noel Cavalcante tambm falou de sua segurana.

    Para ele, que est usan-do tornozeleira eletrnica, a sua segurana depende apenas de Deus, e no dos homens. Ser uma rotina normal, justifica Caval-cante, e tudo ser vivido normalmente no munic-pio.

    ADAILSON CALHEIROS

    Cavalcante recebeu autorizao da Justia para voltar a Santana

    CORURIPE

    Centro capacita mo-de-obra para Eisa

    NOVA FORMAO

    Vilela empossa Conselho de Trnsito

    O vice-governador Jos Thomaz Non (DEM) parti-cipou ontem da inaugurao de uma unidade profissiona-lizante do Servio Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), em Coruripe.

    O Centro de Educao Profissional Jackson Mon-teiro Ferreira ir oferecer a mais de mil alunos, anual-mente, cursos gratuitos e pa-gos nas reas de construo civil, eletricidade, gesto, in-formtica, metal mecnica, segurana, solda e indstria naval. A escola tem o objeti-

    vo de promover capacitao profissional dos trabalhado-res visando o desenvolvimen-to da regio com a instalao do estaleiro Eisa Alagoas.

    O governo Teotonio Vi-lela remarca com a vinda de novos empreendimentos a Alagoas. Este municpio ser o baluarte do progresso de nosso Estado. A mo-de--obra que ser formada aqui ser da melhor qualidade. E iro receber dez mil empre-gos diretos com o Eisa, disse Non.

    O Senai investiu mais de

    R$ 3 milhes e a prefeitura cerca de R$ 1 milho e cesso do prdio por dez anos. Sa-bemos das dificuldades dos empresrios em ter mo-de--obra qualificada. Estamos fornecendo desenvolvimento para as indstrias da regio por meio da capacitao e qualificao profissional, afirmou o presidente da Federao das Indstrias (Fiea), Jos Carlos Lyra.

    Para o prefeito de Coru-ripe, Marx Beltro (PMDB), esta ser a escola mais im-portante do Litoral Sul de

    Alagoas. Com a fora de to-dos, o estaleiro vir e o mer-cado tem carncia de mo--de-obra.

    Com esta escola ns ire-mos inserir nossos trabalha-dores neste e em diversos empreendimento em nosso Estado, disse Beltro, con-vocando a populao para a audincia pblica para apre-sentao do Estudo de Im-pacto Ambiental e Relatrio de Impacto Ambiental (EIA/Rima), na prxima quinta--feira (19), s 17h, no Pontal do Coruripe.

    O governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) fez on-tem a abertura da soleni-dade de posse do Conselho Estadual de Trnsito, no Palcio Repblica dos Pal-mares.

    O governador afirmou que os conselheiros empos-sados devem criar aes que ajudem a diminuir a violn-cia no trnsito do Estado.

    Para garantir a eficincia das aes, segundo Vilela, os conselheiros tambm de-vem procurar experincias bem-sucedidas em outros estados. Quero parabeni-

    zar a todos os conselheiros e conclam-los a desenvolver aes inovadoras e criativas, bem como utilizar experin-cias exitosas em outros esta-dos para auxiliar a reduo da violncia no trnsito. preciso disciplinar, raciona-lizar, reduzir acidentes, mu-tilaes e mortes no trnsi-to. Alagoas precisa muito deste Conselho, afirmou.

    Estamos reestruturan-do o Detran para melhor atender a populao. Ala-goas precisa muitos desses estudos e das decises desse Conselho Estadual de Trn-

    sito. Precisamos implantar fiscalizaes de forma mais abrangentes que renam vrias secretarias de Esta-do, alm do Detran, afir-mou o governador.

    Vilela tambm falou do sofrimento que o trnsito tem provocado nas vtimas e seus familiares. Cada mor-te um nmero que se trans-forma em estatstica, mas somos humanos e sabemos a dor de quem perde um ente querido ou de quem fica mu-tilado para sempre. Ns te-mos responsabilidade sobre isso. Precisamos melhorar

    esses ndices e como gover-nador, eu preciso da ajuda desse Conselho. Vamos inte-ragir com outros conselhos estaduais, formando um conselho interativo e inova-dor, acrescentou.

    Alm dos conselheiros empossados nesta segunda, estiveram presentes reu-nio o secretrio-chefe do Gabinete Civil, lvaro Ma-chado, o diretor-presidente do Departamento Estadu-al de Trnsito de Alagoas (Detran-AL), Lcio de Melo e o presidente do Conselho, Jos Bastos Barroso.

    Aarn Holanda Lino, 34 anos, instalador de portas de ga-ragem em Miami, Flrida (EUA) Com a crise, muitos cientis-tas, engenheiros de tecnologia etc., da Europa e dos Estados Unidos, esto precisando trabalhar. Por que no atrair para o Brasil estas pessoas, que podem passar suas experincias para os brasileiros?

    Presidenta Dilma Aarn, alm de enviar mais de 100 mil estudantes para o exterior at 2014, o Cincia sem Fronteiras abrange dois outros programas, que visam justamente atrair estrangeiros e brasileiros que atuam em outros pases. O primeiro o Atrao de Jovens Talentos, que objetiva trazer para o Brasil jovens pesquisadores, de preferncia brasileiros, que participem de destacada produo cientfica e tecnolgica no exterior. O programa prev uma bolsa mensal, alm de recursos para pesquisas, passagens areas, auxlio desloca-mento e auxlio instalao. O segundo programa o Pesquisa-dor Visitante Especial, voltado para fomentar o intercmbio e a cooperao internacional, atraindo lideranas cientficas durante um a trs meses por ano, por um perodo de dois a trs anos. Entre os benefcios, destaco a mensalidade de R$ 14 mil e o auxlio pesquisa no valor de R$ 50 mil anuais. Nossos estudantes vo aprender nas melhores universidades do mundo e pesquisadores consagrados no exterior viro ao Brasil para nos transmitir suas experincias. Essas iniciativas ajudaro a alar o Brasil para um novo patamar cientfico e tecnolgico.

    Juliana de Almeida Correa, 34 anos, advogada em So Paulo (SP) Conheo um caso de pessoa viciada em crack e vejo o sofrimento dos pais e do prprio usurio, que se mata a cada tragada. O que o governo tem feito para resolver o problema?

    Presidenta Dilma Essa uma pergunta que surge com muita frequncia aqui na coluna. Isso confirma a seriedade do problema e o acerto em darmos prioridade ao seu enfrenta-mento. Nossa principal iniciativa o programa Crack, pos-svel vencer, para o qual estamos direcionando R$ 4 bilhes at 2014, para investimento na preveno ao uso de crack e outras drogas, no tratamento de sade e na represso ao trfico. A iniciativa envolve o trabalho conjunto dos ministrios da Sade, da Justia, do Desenvolvimento Social e Combate Fome, alm de outros rgos. Mas para ser bem-sucedido, Juliana, ns sabemos que o programa depende de mais parcerias. Isoladamente, ningum conseguir vencer essa luta. Por isso, estamos estruturando um trabalho conjunto com prefeitos, governadores, com os demais poderes da Repblica e com a sociedade civil. Pernambuco, Alagoas e Rio de Janeiro j se engajaram no programa e assinaram o termo de adeso, assim como as capitais Recife, Macei e Rio de Ja-neiro. Nesta semana aderem o Rio Grande do Sul e a capital do Estado, Porto Alegre. Aos poucos, chegaremos a todo o Brasil. Com determinao e com as parcerias que estamos realizando, certamente superaremos mais este desafio.

    Ana Lcia de O. Moreira, 47 anos, servidora em Petrpolis (RJ) Gostaria de pedir que a senhora reformasse o Fies, para as prestaes ficarem mais baixas.

    Presidenta Dilma Ns promovemos uma ampla reforma no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) em janeiro de 2010, e temos continuamente aperfeioado suas condies. O objetivo, Ana, justamente facilitar a contratao do financia-mento e reduzir o valor das prestaes. Os juros, que eram de 9%, baixaram para 3,4% ao ano. E a nova taxa passou a valer tambm para o saldo devedor dos contratos antigos, firmados antes de 2010. A prpria Caixa Econmica Federal recebe os pedidos de renegociao e faz as simulaes dos novos valores. Alm do mais, ampliamos o prazo para o pagamento do financiamento, que passou a ser de trs vezes o tempo de utilizao do benefcio, acrescido de 12 meses. E tudo isso s comea a contar depois de uma carncia de 18 meses aps a formatura. Se um curso dura quatro anos, por exemplo, o estudante ter 14 anos e meio para pagar. O programa finan-cia at 100% da mensalidade e os estudantes de licenciatura e medicina, que atuarem nas redes pblicas de educao e sade, amortizam 1% da dvida por ms de trabalho. Ou seja, o curso pode at sair de graa. E acabou tambm a exigncia do fiador para bolsistas parciais do ProUni e para estudantes de licenciatura que vm de famlias com renda mensal por pessoa de at 1,5 salrio mnimo. Como voc v, Ana, esta-mos criando as condies para que todas as pessoas, que tenham o sonho de fazer um curso superior, possam realiz-lo.

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012 POLTICA 5TribunaIndependente

  • Opinio

    FILIADO AO

    Rua da Praia, 134 - sala 303 - centro - Macei AlagoasEndereo Comercial: Av. Menino Marcelo - 10.440 - Serraria

    Macei - Alagoas - CEP: 57.083.410CNPJ: 08.951.056/0001 - 33

    PRESIDENTEAntonio Pereira Filho

    DIRETOR ADMINISTRATIVOFINANCEIRO:

    Jos Paulo Gabriel dos SantosEditor geral:

    Ricardo Castroricardocastro@tribuna-al.com.br

    DIRETORA COMERCIAL:Marilene Canuto

    Nosso noticirio nacional fornecido pelas agncias: Agncia Folha e AGncia NordestePABX: 82.3311.1338

    COMERCIAL: 82.3311.1330 - 3311. 1331REDAO: 82.3311.1328 - 3311.1329

    CENTRAL DE ASSINANTE: 82.3311.1308 - 3311.1309comercial.tribunaindependente@gmail.comredao.tribunaindependente@gmail.com

    OS ARTIGOS ASSINADOS SO DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES. NO REPRESENTANDO, NECESSARIAMENTE, A OPNIO DESTE JORNAL.

    UM PRODUTO:

    JorgrafCooperativa dos Jornalistas

    e Grficos do estado de alagoas

    ANTNIO MIGUEL DA SILVA

    ANTONIO MACHADO MARCELO RONALDSON COSTA Membro da A.A.I.

    Professor de Portugus e Literatura

    Membro da AAI Coronel PMAL da R/R

    Agora tarde demais

    A bala e a mitra As vias da ira

    Cremao sacrilgioReportagem da Tribuna Inde-pendente de domingo trouxe uma radiografia do bairro do

    Vergel do Lago, principalmente no tocante aos chamados indicadores sociais negativos, como homicdios, trfico de drogas e prostituio. Um dos bairros mais antigos de Macei, o Vergel foi vtima, durante mais de 50 anos, do descaso da administrao p-blica. Mesmo assim, volta e meia, foi mote de campanhas eleitorais. Muitos devem se lembrar dos debates acirrados entre governistas e oposicio-nistas sobre a lama na Rua do Banhei-ro e sobre os alagamentos provocados pela Lagoa Munda e que contribui-ram para que famlias fossem jogadas sem estrutura mnima para a regio do Benedito Bentes. Os conflitos eram pura demagogia. Hoje, alm da domi-

    nao do trfico e do estabelecimento da misria absoluta, o bairro dispe de um comrcio de armas e de pros-tituio de adultos e adolescente a cu aberto e sem incomodao. A falta de saneamento bsico, de abastecimento de gua, de transportes coletivos e de segurana somente confirma a distn-cia que separa o poder pblico do bair-ro. Nem de longe, o Vergel de hoje se compara quele que sediou o famoso Bar das Ostras, ponto obrigatrio para refeies de polticos e de artistas, dos expedicionrios da americana Panair e dos animados bailes promovidos pela Sociedade dos amigos do Vergel (Sa-vel), um autntico clube de bairro. Diante do caos, agora parece que fi-cou tarde demais para buscar solues que venham a restaurar essa identida-de de outrora.

    A vida e a morte traam dois paralelos diametralmente opos-tos, um na perseguio impla-cvel do outro, at destru-lo saindo-se vitoriosa, a morte haja vista ningum fugir de sua ao, levando o poeta Colly Flores a escrever: a morte tem seus mistrios/ que o homem no compreende/ uns no que-rem entender/ outros querem/ e no entendem.

    bala e a mitra intitula um livro escrito h mais de cin-quenta anos pela competncia da escritora Ana Maria Csar, narrando um crime hediondo ocorrido em Garanhuns, Estado de Pernambuco, quando o padre Hosana Siqueira e Silva, assas-sinou barbaramente seu bispo, D. Francisco Espedito Lopes, no dia 1 de julho de 1957, num cri-me que abalou o mundo, sendo D. Espedito, o 5 bispo da dioce-se de Garanhuns.

    A histria dessa tragdia longa e cheia de aspectos, que dividiu a sociedade daquele tempo. Dizem seus bigrafos que a intransigncia do bispo, o levou a morte, outros acentuam que sua fidelidade a igreja o fez mrtir.

    Esse fato ocorrido h cinquen-ta e cinco anos chocou o mundo catlico da poca, dada a bruta-lidade insana como o crime for perpetrado pela mente doentia de um padre psicopata e trans-loucado, a ponto de impiedosa-mente assassinar seu prprio bispo.

    A vida errada e transviada do

    Pe. Hosana de Siqueira era co-nhecida de todo clero da diocese, e essa vida desregrada era seve-ramente reclamada pelo bispo, que no cedia um milmetro das leis econmicas, visto ser o prelado um excelente canonista com formao romana, porm nada disto justificaria a morte hedionda dele.

    Fatos dessa natureza, a hist-ria registra como primeiro caso ocorrido na Frana, quando o Pe. Luis Verge matou a facadas na igreja de Sta. Madalena o bispo de Paris, Dom Augusto Si-bour, tendo morte instantnea, outro caso ocorreu na Espanha, onde o Abade Galleote Costella, matou com um tiro de revlver, o Bispo de Madrid, D. Matinez Isquierdo, no dia 18 de abril de 1886.

    Pe. Hosana de Siqueira era homem de temperamento forte, andava sempre armado de re-vlver, era briguento e valente por essncia, acusaram-no de concubinato, no era homem para o sacerdcio, porm jamais o renunciou mesmo na cadeia onde viveu mais de 12 anos, usava seu hbito de religioso e celebrava, fora excomungado, porm no se dobrava as ordens de seu bispo, jamais obedeceu, quebrando o juramento que prestou, quando de sua ordena-o.

    Aps o crime foi julgado e con-denado, mas nos trs jurados a que se submeteu saiu vitorioso, passando posteriormente a resi-dir em sua fazenda em Corren-

    te, cidade do interior pernambu-cano, numa vida simples, quase sem visitas, contudo jamais se arrependeu, conforme suas pr-prias palavras se D. Espedito voltasse quinhentas vezes, eu o mataria todas s vezes, mas o bispo o perdoou.

    A velhice lhe bateu porta, alquebrado pelos anos, vivendo em sua fazenda praticamente isolado, e no dia fatdico de 07 de novembro de 1997, o reli-gioso foi morto a pauladas por pessoas desconhecidas, estava Pe. Hosana de Siqueira com 85 anos de idade, conforme relatou o Jornal Tribuna do Alagoas, na edio do dia 08/11/1997, numa nota pequena e magra.

    Assim terminava uma vida que ainda bruxuleava na po-eira da existncia, cumprindo os ditames de Cristo na terra dos mortais. Trs pontos ficam evidenciados nesse caso to es-drxulo: o corporativismo do clero, a intransigncia de D. Espedito Lopes e a rebeldia da-quele que jurou obedecer, errar dos homens, mas perdoar di-vino. Exarou-se, j, um processo de canonizao do bispo mrtir, (assunto para outro artigo).

    A bela e a mitra, a bela assas-sina derrubou a mitra, jogan-do por terra muitos sonhos em prol da diocese, Pe. Hosana de Siqueira e Silva e D. Francisco Espedito Lopes, duas vidas que se cruzaram, mas sempre foram inimigos, hoje ambas esto co-ram Domino (na presena do Senhor).

    Causa-nos estranheza como as mudanas no trnsi-to de nossa capital so imple-mentadas. Sabemos que as transformaes nas estradas, avenidas e ruas exigem estu-dos e planejamento estrat-gico do que se deseja por em prtica.

    Deve-se tambm consi-derar os impactos que as mesmas tero nas vidas das pessoas e, principalmente, naquelas que sero afetadas diariamente no seu direito e ir e vir. Como a populao no ouvida , nem tampouco, as comunidades ali residen-tes so respeitadas ; advm as justas reclamaes e, por vezes, obstrues das vias de trnsito, por parte daqueles que se julgam prejudicados; no intento de chamar a aten-o das autoridades e da m-dia, para soluo do problema ou dos problemas existentes.

    Podemos exemplificar com a inaugurao da nova aveni-da que engloba os bairros da Serraria, Barro Duro e Farol, onde alguns reclamam e afir-mam que o ruim ficou pior. Podemos destacar tambm as avenidas Jatica, Siqueira Campos , no bairro do trapi-

    che da Barra ; Dona Constn-cia e Comendador Leo, no bairro do Poo.

    Nesses locais, as caladas no mais pertencem aos pe-destres, medida em que as mesmas servem de estaciona-mentos para veculos, numa anomalia observada h muito tempo; sem qualquer solu-o.

    Na Avenida Amlia Rosa e no Stella Maris, depois das 21:00 horas, registra-se a lei do salve-se quem puder, onde jovens e adultos dirigem seus automveis em veloci-dades absurdas, desrespei-tando a faixa de pedestres, afrontando idosos, gestantes e crianas; numa luta diria e desigual.

    Entrementes, nas portas dos bares e restaurantes , ocorrem os estacionamentos duplos ou triplos. A cada final de semana, pela ausncia de fiscalizao, a desordem s tende a aumentar.

    Na leste-oeste ( ou Via Ex-pressa) , registram-se irre-gularidades em todo o seu percurso, visto que a pista e o acostamento se confundem. noite, os perigos se multi-plicam. Na orla martima,

    alguns motoristas persistem em efetuar retornos em lo-cais no sinalizados para tais manobras; colocando vidas em perigo.

    A Avenida Fernandes Lima, no farol, principal li-gao entre as partes alta e baixa da nossa Cidade, apre-senta , em qualquer horrio, constantes engarrafamentos, aliados a urgncia de cada motorista em realizar seus interesses, o calor e o estres-se do cotidiano, que a trans-formaram numa verdadeira via crucis, motivando ni-mos exaltados e discusses.

    O aumento vertiginoso no quantitativo de veculos ora trafegando , a reduzida opo em termos de viadutos ou passarelas e a pssima cultu-ra dos motoristas, so fatores importantes para quadro to lastimvel.

    Os acidentes e as mortes verificados nas vias munici-pais, no permitem contra argumentos.

    As aes paliativas devem ser substitudas por medidas enrgicas e saneadoras, sob pena de perdemos o andar da carruagem. Ou seja, enquan-to ainda possvel.

    Sei que por via desta mat-ria, vou fulminar opinies e imergir-me num mar de con-trovrsias, entretanto, se isto acontecer, prende-se ao fato de que se alvoroa, no meu ntimo, o sangue do incon-trolvel saudosismo, assim como a minha identificao imorredoura com a Natureza; amor fraternal com os nossos semelhantes, mormente, com os nossos familiares.

    Sou poeta e, ns, os poetas, enxergamos a vida por uma esfera muito diversificada, cuja predominncia a sensi-bilidade.

    Aludo-me, aqui, ao amargo, repugnante, acintoso e des-prezvel critrio da cremao de corpo de nossa ltima qui-mera, que se despede de ns. Este processo apunh-la, fere todos os segmentos religiosos e, aniquila as nossas tradi-es milenares.

    Homem, disse Deus, s p e em p te tornars! Pura re-alidade, que, a terra a nos-sa proto-me, dela, desde o ventre de nossa me comum, retiramos todas as seivas or-gnicas e inorgnicas.

    Disse Deus, outrossim, Haver o dia da ressurrei-o, quando chegar este mo-mento, que ser dos que fo-ram incinerados, reduzidos s cinzas? Deus tem poder para tudo mas seria to vi-vel se todos estivessem nos seus tmulos!

    de todo nosso conheci-mento que nos Campos San-

    tos, nos tmulos, a matria, entra em decomposio e se transforma em terra e em outras substncias qumicas, todavia, psicologicamente, temos a impresso de que nossos entes queridos esto perto de ns, suavizando-nos, mitigando, um milho de ve-zes, do que v-los s chamas frementes do maldito, sdi-co, forno de cremao, trans-formando num inexplicvel punhado de cinzas, sem sig-nificado algum para aqueles que assistiram a este ato de-primente.

    Ele, o corpo, parte profun-da de nosso eu, merece amor e respeito.

    Se no existissem as tra-dicionais covas, tmulos e mausolus, lvaro de Azeve-do assim no escreveria: sombra de uma cruz, escre-vam nela, foi poeta, cantou, amou na vida, e Cames no escreveria a Natrcia: Aos ps de teu leito derradeiro... Aqui venho e virei... trazer-te o corao de companheiro.

    Comungo, plenamente, que exista um dia dedicado aos mortos, como lembrana in-delvel aos que esto vivos, e quem sabe, se no silncio sepulcral das Necrpoles, nos mistrios das noites, os ventos nos seus sibilares no traduzem a linguagem dos mortos? Quem adverte os mistrios entre a vida e a morte! Leiamos de Passos Soares, poeta Portugus, o Noivado no Sepulcro! Pro-

    vavelmente h algo que nos desperta.

    Repudiemos cremao de corpos. Melhor seguir o que escreveu Augusto dos Anjos, no seu belssimo soneto: Bu-dismo Moderno: Que importa que a bicharia roa todo o meu corao depois da morte!

    Diante destas razes e ou-tras diversas, repilamos este ato de falta de amor e de eter-na gratido queles que nos deram seu adeus para sem-pre.

    Quo justo seria, se o maior humorista do planeta, Chico Ansio, tivesse vindo, na asa de um avio, fascinante Maranguape, seu bero na-tal, e, mesmo de plpebras cerradas, vislumbrasse, seus conterrneos e o cu espln-dido de sua terra, e fosse se-pultado, entre ptalas, multi-coloridas de rosas, verbenas, e violetas, na saudosa hora quando o crepsculo desces-se sobre as rvores e na hora em que a Natureza entoa o cntico da noite, e no enviar para Maranguape um punha-do de cinzas que no exprime a lembrana, sequer, de um riso maroto de um aluno da escolinha do professor Rai-mundo, muito menos Cu e do Painho.

    Cremao de cadver uma irreverncia, um sacrilgio.

    Repudiemos cremao de corpos, enterremo-los, devol-vamo-los, entre lgrimas e saudades nossa me uni-versal, que a Terra.

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012OPINIAO6 TribunaIndependente

  • MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012 PUBLICIDADE 7TribunaIndependente

  • Termina rebelio em presdio de AracajuPresos mantinham desde domingo 120 pessoas e trs agentes como refns

    A rebelio no Complexo Penitencirio Advo-gado Antnio Jacinto Filho (Compajaf), em Ara-caju-SE, acabou aps nego-ciaes entre os presos e a Polcia Militar de Sergipe. Cinco detentos foram trans-feridos para outros presdios do estado.

    Cerca de 120 pessoas e trs agentes prisionais, que foram feitos refns, foram li-

    bertados. Ainda no incio da tarde, os presos entregaram s autoridades duas escope-tas e 25 munies calibre 12 e mais duas armas de cho-que conhecidas como taser.

    Pelo menos 470 internos participaram da rebelio, que comeou na tarde de domingo e durou 27 horas. Os presos exigiam agilidade nos processos e nas audin-cias judiciais, mudana do

    comando do presdio e anu-lao do contrato com a em-presa responsvel pela ge-rncia da unidade prisional.

    REIVINDICAESDe acordo com a Secre-

    taria de Segurana Pblica de Sergipe, a questo dos processos judiciais ser re-vista pela Justia. Alm das reivindicaes, os presos tambm fizeram denncias sobre tortura dentro dos

    presdios. A secretaria in-formou que ser instaurado um inqurito para apurar as denncias.

    Os internos tambm queriam uma revista me-nos rigorosa dos parentes que visitam a unidade pri-sional, alm de TV a cabo e alimentao mais adequada. Mas essas exigncias foram descartadas pelo governo do estado.

    Fora policial ao aguardar fim das negociaes com presidirios

    JORGE HENRIQUE

    ORDEM INVERSA

    Lula visita Jos Sarney no hospital

    CARNE HUMANA

    Vigilncia orienta sobre os riscos

    O ex-presidente Luiz In-cio Lula da Silva visitou on-tem o presidente do Senado, Jos Sarney (PMDB-AP), no Hospital Srio-Libans, em So Paulo. O encontro come-ou s 13h35 e durou cerca de 15 minutos.

    Segundo boletim mdico divulgado s 15h50, Sarney j deixou a UTI do hospital e foi transferido para uma unidade crtica cardiolgica (semi-intensiva), aps ser submetido a uma cirurgia cardaca no fim de semana. J Lula chegou no fim da ma-nh ao Srio-Libans para a sesso regular de fonoaudio-logia, feita para a recupera-o dos efeitos colaterais do tratamento contra o cncer de laringe.

    Sarney tambm recebeu a visita dos deputados federais Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Sarney Filho (PV-MA) e dos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Gim Argello (PTB-DF), que aparecem em fotografia ao lado de Lula e Sarney no hospital.

    Os riscos da ingesto da carne humana, de acordo com a Vigilncia Sanitria de Ga-ranhuns, so os mesmos da ingesto de qualquer tipo de carne animal. Toda carne tem que passar por anlise para ser consumida. Se as mulheres apresentavam al-guma patologia, essas doen-as podem ser transmitidas, como acontece com qualquer animal, diz a chefe da Vi-gilncia Sanitria de Gara-nhuns, Catarina Pereira de Almeida.

    ORIENTAES Ela esclarece aos even-

    tuais consumidores dos pro-dutos vendidos pelo trio que, em princpio, no necessrio procurar servios de sade. Caso essas pessoas apresen-tem vmito, diarreia ou dores abdominais, devem procurar um mdico para fazer exa-mes, afirma Catarina.

    De qualquer forma, toda manipulao de alimentos deve ser feita de maneira apropriada e o local com cer-teza no era adequado.

    Brasil/MundoProcisso toca Ai se eu te Pego e imagem de Jesus acompanha ritmoUma imagem de Jesus Cristo danou a msica Ai seu te Pego, cantada por Michel Tel ao ser carregada em uma procisso em Mrcia, na Espanha, durante a Semana Santa. Devidamente vesti-dos com batinas e capuzes medievais, os participantes colocaram a imagem de Jesus Cristo para danar ao som de Ai, se eu te pego, tocado pela banda que acompanhava. No vdeo postado no Youtube, enquanto a bandinha tocava, os homens que carregavam a imagem danavam ao ritmo da msica.

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012BRASIL/MUNDO8 TribunaIndependente

  • CIDADES 9TribunaIndependente

    Caminho perde a fora em ladeira e atinge casas, carro, moto e um posteUm caminho que transportava centenas de pisos de cermica subia a Ladei-ra do Calmon, no bairro de Bebedouro, em Macei, na noite de domingo (15), e prestes a chegar ao bairro do Sanatrio perdeu a fora e acabou atingindo duas casas. Para no atropelar clientes do Bar do Denisson, o condutor do veculo, de placa CDM-4222, de Guarulhos-SP, desceu de r e atingiu um poste, dois veculos e duas residncias que ficaram parcialmente destrudas. Um Corsa preto, de placa NMC-3417/AL, estava estacionado na frente de uma das residncias, tombou com o impacto. Havia ainda uma moto Honda Saara roxa, de placa MUG-3326/AL, que tambm foi atingida. Ningum ficou ferido.

    CidadesMACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012

    Mais um gerente preso a explosivosVtima foi obrigada a abrir cofre de banco onde trabalha, enquanto sua esposa era feita refm sob a mira de armasDAVI SALSAREPRTER

    Cinco homens forte-mente armados inva-diram uma residn-cia no incio da madrugada de ontem e sequestraram o gerente de uma agncia do banco Bradesco, Jailson Al-ves de Moura, de 35 anos, e sua esposa Andria Barbosa, 27 anos, na cidade de Girau do Ponciano. a segun-da ao do tipo em 15 dias.

    As vtimas foram obri-gadas a entrar no veculo Peugeot, de cor preta, placa DXF-8474, de Alagoas, per-tencente ao gerente Jailson Alves.

    Os bandidos se dividiram em dois grupos. Um deles se-guiu com o casal at a agn-cia bancria, enquanto o ou-tro, com homens armados, dava cobertura a toda a ao criminosa em um automvel Gol, de cor preta. Durante o trajeto, Jailson Alves de

    Moura e sua esposa Andria Barbosa foram obrigados a colocar um cinto com explosi-vos amarrados ao corpo.

    Sob a mira das armas, o gerente foi acompanhado pe-los bandidos at a agncia, na cidade de Girau do Pon-ciano, enquanto os outros comparsas mantinham An-dria Barbosa como refm.

    Jailson Nunes tambm foi obrigado a abrir a agncia e o cofre do banco. Em segui-da, os criminosos recolheram uma quantia em dinheiro no revelada e depois saram do estabelecimento levando o casal.

    No incio da manh de ontem o subgerente do ban-co sentiu a falta do colega Jailson e comeou a manter contatos para localizar o ge-rente.

    A polcia foi acionada e realizou buscas na residn-cia do casal, constatando de imediato o sequestro do ge-rente e de sua esposa. Na primeira ao em que bandidos fizeram gerente de banco refm, explosivos foram detonados na praia de Jacarecica, em Macei

    ACIDENTES

    Moradores protestam contra trfego de veculos grandesBRENO AIRANREPRTER

    Os moradores de Bebedou-ro no aguentam mais tantos acidentes de trnsito. E, por isso, decidiram fechar a Rua Vereador Bruno Ferrari, na-quele bairro de Macei, no fi-nal da tarde de ontem.

    Cerca de 100 pessoas in-terditaram a via de principal acesso e trfego do bairro por conta dos vrios acidentes que ocorrem no trecho.

    Ontem, houve mais um. E toda semana tem! Hoje um nibus fez uma curva errada e bateu nessa rvore, que fica aqui em frente casa da mi-nha av, diz Fernando Amo-rim Albuquerque, que tcni-co em Construo Civil.

    O jovem ainda salientou que havia crianas brincando na porta da residncia pouco antes do impacto do vecu-lo com a rvore, a qual teve de ser cortada pelo Corpo de Bombeiros.

    Muitos pneus foram coloca-dos no meio das ruas tanto na que ocorreu o incidente como na Ladeira do Calmon, atrapalhando ainda mais a hora do rush. Os motoristas que comumente usam a via, tanto para descer a ladeira vindo do bairro do Sanatrio como para vir do Centro, tive-ram de fazer um balo adian-te. A Rua Vereador Bruno Fer-rari d acesso Praa Lucena Maranho, onde fica a Igreja de Santo Antnio.

    IMPASSEAps a retirada da rvore

    pela equipe dos Bombeiros, os moradores no arredavam o p at que algum posiciona-mento fosse tomado por parte dos gestores ou responsveis. Os galhos da rvore cortada foram includos no monte de pneu queimado, impedindo ainda mais o livre trnsito de pessoas. Aqui passa veculo de grande porte e isso no pode acontecer. Vrios acidentes aconteceram por causa disso. Alguns deles sempre tiram os fios de energia e telefone por serem muito altos, re-clama Fernando Amorim. No

    ASSESSORIA BRENO AIRAN

    ASSESSORIA POLCIA CIVIL

    Delegada Maria Angelita diz que modus operandi foi semelhante

    Bombeiros cortaram rvore em que nibus bateu ontem tarde

    MESMAS CARACTERSTICAS

    Polcia cogita que um grupo tenha atuado nas duas aes

    Viaturas da 3 Compa-nhia Militar, com o apoio do 3 Batalho de Arapiraca, fizeram vrias buscas ontem de manh em toda a regio prxima residncia do gerente da agncia do Bra-desco de Girau do Ponciano, Jailson Alves, sequestrado junto com a esposa, Andria Barbosa.

    No fim da manh, o casal foi libertado pelos bandidos e deixado em uma estrada vicinal na cidade de Olho dgua Grande, a 174 quil-metros de Macei.

    Durante a tarde e a noi-te, a polcia fez diversas di-ligncias por toda a regio, na tentativa de localizar e prender os bandidos, mas at o fechamento desta edi-o ningum havia sido pre-so.

    A Delegacia Especial de Investigao e Capturas (Deic) est acompanhando o caso. De acordo com a de-legada Maria Angelita, que

    investiga roubos a bancos, a forma com a qual a qua-drilha agiu semelhante adotada por um bando que assaltou h duas semanas uma agncia bancria em Macei.

    O gerente de uma agn-cia do Banco do Brasil, de nome no identificado, foi sequestrado durante a ma-drugada em sua casa, no bairro de Jacarecica, no dia dois deste ms, e tambm teve um cinturo de explo-sivos amarrado ao corpo. Ele foi levado at a agncia e forado a retirar dinheiro. Aps o assalto, foi solto, mas s teve coragem de acionar a polcia por volta de meio-dia.

    O veculo [Gol preto] tem as mesmas caracters-ticas, bem como o modus operandi dos bandidos. No podemos descartar qualquer possibilidade, mas tambm cedo para afirmarmos que se trata da mesma quadri-lha, revelou a delegada.

    local, a Polcia Militar (BPM) e a Superintendncia Munici-pal de Transportes e Trnsito (SMTT) tentavam resolver a situao, mas somente com a chegada do Gerenciamento de Crises da PM tudo ficou acor-dado. Hoje ao meio-dia haver uma reunio entre o superin-tendente e a comunidade, na sede da instituio.

  • MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012CIDADES10 TribunaIndependente

    Comisso de Jornalistas pela igualdade racial - Cojira - ALEditado por Helciane Anglica

    www.cojira-al.blogspot.com / cojira.al@gmail.com / @cojiraal (Twitter)

    CURTASNovelaIniciou ontem (16/4) a nova novela da Rede Globo, Cheias de Charme, com trs domsticas que lutam por ascenso na vida e sonham com a carreira de artista. Dentre as protagonistas, en-contra-se Thas Arajo, que interpretar Maria da Penha: A vida dela um tumulto s. Um proble-ma atrs do outro. Mas ela super trabalhadora, guerreira, tem um filho pequeno, um marido que no trabalha, que um encostado e s arruma confuso. Acho que Penha tem muito humor e le-veza, que so maneiras que ela encontra de enca-rar a vida, contou a atriz. A ltima personagem da atriz foi a top model Helena, personagem principal de Viver a vida e, tambm, fez uma parada na teledramaturgia devido ao nascimento do seu pri-meiro filho, em junho de 2011, Joo Vicente, fruto de seu casamento com Lzaro Ramos.

    No Baldomero h menos agentes que em ArapiracaJuiz de Execues Penais destacou que h carncia tambm em MaceiDANIEL MAIAREPRTER

    O juiz da Vara de Execues Penais, Jos Braga Neto, informou ontem que ainda sero definidas as estrat-gias para dar maior tran-quilidade aos estudantes da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) do campus de Arapiraca com relao fuga constante de presidi-rios.

    que o Presdio Desem-bargador Lus Oliveira Sou-sa est situado dentro do campus e a segurana dele considerada frgil pelos es-tudantes.

    Quando perguntado se sero tomadas medidas pa-liativas, como o reforo de agentes penitencirios e da segurana do presdio, o magistrado retrucou: O presdio de Arapiraca tem mais agentes que em Ma-cei, disse, ao comparar com Baldomero Cavalcante, local para onde est sendo cogitada a transferncia de mais de 200 presidirios. Na ltima sexta-feira, estudan- Nova reunio ainda no define transferncia de presos da cidade de Arapiraca para Macei

    Juiz afirma que destino de presos por enquanto no Macei

    SEGUNDO CORREGEDOR-GERAL

    Presdios se equiparam em fragilidadeO corregedor-geral de Jus-

    tia, desembargador James Magalhes, falou ontem im-prensa que h uma deman-da de 207 presidirios para serem transferidos de Ara-piraca para Macei. Porm, ele destacou que o Baldomero

    Cavalcante no tem estrutu-ra fsica favorvel para com-portar os reeducandos.

    O corregedor teme que o sistema prisional maceioen-se entre em colapso, como j afirmou o juiz da Vara de Execues Penais, Jos Bra-

    ga Neto. Para James Maga-lhes, a transferncia um risco.

    muito grave transfe-rir presos de Arapiraca para Macei. Ambos os presdios necessitam de reforma ur-gente. A populao carcerria

    necessita de mais ateno e de mais investimentos, como, por exemplo, um novo pres-dio, informou.

    O corregedor informou que a populao carcerria em Macei j de 2.034 pre-sos. (D.M.)

    ASSESSORIA

    SANDRO LIMA

    TRANSFERNCIA

    Estado deve se reunir mais uma vez com o Judicirio

    A segunda reunio sobre a transferncia de presos do Presdio Desembarga-dor Luis Oliveira Sousa (PDLOS) aconteceu ontem no Palcio Repblica dos Palmares. Dessa vez, esti-verem presentes represen-tantes do Tribunal de Justi-a, que explanaram a atual situao do sistema carcer-rio alagoano.

    De acordo com o juiz da Vara de Execues Penais, Jos Braga Neto, a discus-so ainda no teve fim, as estratgias no foram de-finidas para viabilizar a transferncia de presos de Arapiraca e no se tem cer-

    teza de que o destino dos re-educandos ser Macei. uma questo que tem que ser discutida com calma, disse.

    Portanto, uma nova data foi lanada para retomar o debate. Fica para o dia trs de maio mais uma reunio entre representantes do governo e o do Tribunal de Justia.

    O reitor da Ufal, Eurico Lbo, j se posicionou no primeiro encontro junto a estudantes e professores: as aulas s sero retomadas mediante a transferncia dos presos, atualmente sem previso. (D.M.)

    ....Chegamos edi-o n 197 da Coluna Ax. Queremos a colaborao dos grupos afro-culturais e scio-polticos que defendem a igualda-de racial em Alagoas, com o envio de infor-maes e fotos sobre os eventos e projetos desenvolvidos, para o email: cojira.al@gmail.com.....No sbado (21/4) ter o show bene-ficente De irmos para irmo, para ajudar o capoeirista e cmera-man Bruno Lins no Clube da OAB, a partir das 17h, no bairro da Ja-carecica em Macei. Na programao consta: Dubex, Vitor Pi, Adama Roots, Ra-ffa Honorato, Radiola Reggae, Unidade Nova Praia; e inter-venes artsticas com DJ Artur Finijola, rodas de capoeira, Banda Afro Mandela, Coletivo AfroCaet e Baque Alagoano.....O ingresso custa R$ 10 e ajudar diretamente na recuperao do rapaz com a compra de medicamentos e utenslios mdicos para os curativos. Vendas no estande Viva Alagoas e com o Mestre Claudio (pai do jovem). Contatos: 8833-9078/9917-0517/9149-1514..... Visite o site de entretenimento e comportamento, que valoriza a mulher negra. Apresenta dicas de beleza, sa-de, moda, notcias e entrevistas especiais. Acesse: www.mulher-negraecia.com.br.

    Quilombolas da resistncia

    Os quilombolas so descendentes de africanos escravi-zados que mantm tradies culturais, de subsistncia e religiosas ao longo dos sculos. A Fundao Cultural Palmares, vinculado ao Ministrio da Cultura, tambm possui como incumbncias formalizar a existncia das comunidades remanescentes de quilombo (CRQs), assessor-las juridicamente e desenvolver projetos, programas e polticas pblicas de acesso cidadania. Atualmente, mais de 1.500 comunidades quilombolas espalhadas em todo o territrio nacional foram certificadas pela FCP, e 64 esto no Estado de Alagoas. Nessa quarta-feira (18/4), uma importante conquista desse segmento da sociedade ter sua constitucionalidade julgada pelo Supremo Tribunal Federal: o Decreto 4.887/2003. Ele busca regulamentar o procedimento para identificao, reconhecimento, delimitao, demarcao e titulao das terras ocupadas por remanescentes de quilombos de que trata o art.68 do Ato das Disposies Constitucionais Tran-sitrias. Antes deste existiu o Decreto 3.912/2001, que consider-ava quilombolas as reas ocupadas por remanescentes negros no perodo de 1888 a 1988. Na nova definio, so todos os grupos tnico-raciais, segundo critrios de auto-atribuio, com tra-jetria histrica prpria, dotados de relaes territoriais espec-ficas, com presuno de ancestralidade negra relacionada com a resistncia opresso histrica sofrida. O debate ser intenso, haja vista que os guerreiros quilombolas da atualidade continu-am lutando para que seus direitos sejam reconhecidos, para ter as condies dignas de sobrevivncia, sua cultura seja respeitada e as terras reconhecidas. E na prxima segunda-feira (23/4) est prevista a vinda a Alagoas da ministra da Secretaria de Polticas de Promoo da Igualdade Racial (Seppir), Luza Bairros, para assinar um termo de compromisso com o governador Teotonio Vilela Filho. O Termo possibilitar o atendimento das demandas pleiteadas pelas 66 comunidades quilombolas de Alagoas, que visa a realizao de um trabalho conjunto de aes integradas, para melhorar a condio precria de vida dos quilombolas. A Secretaria elaborou essa Agenda Brasil Quilombola, que traduz todas as demandas das 66 comunidades quilombolas de Alagoas, inclusive, elegendo prioridades de acordo com as necessidades de cada localidade. A gente acredita que a partir da assinatura desse Termo de Compromisso, a SEMCDH ter condies de implantar aes mais efetivas que resultem na melhoria da qualidade de vida dos remanescentes dos quilombos em Alagoas, exps Ktia Born, secretria de Estado da Mulher, Cidadania e dos Direitos Humanos. E a luta continua ... porque a felicidade do negro uma felicidade guerreira!, j dizia a msica Zumbi, do cantor e compositor Gilberto Gil, escrita em conjunto com Waly Salomo.

    TabacariaA comunidade quilombola Tabacaria, localizada em Palmeira dos ndios, recebeu a visita de uma comitiva do Governo de Alagoas na semana passada, que anunciou investimentos feitos em parceria com o governo federal e a prefeitura. Ser construda a estrada que d acesso cidade. Foi anunciado que j foi aprovado pela Fundao Nacional de Sade (Funasa) um projeto para a canalizao da gua e a segunda etapa do abastecimento. E, tambm, ter a alocao de R$ 10 mil para a construo de um galpo, que ir abrigar as artess da comunidade durante os cursos de qualificao, que contaro com a parceria da Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Qualificao Profissional. Assim seja, pois essa CRQ j sofreu demais com tanto descaso!

    No domingo (15/4), a representao estadual da Fundao Cultural Pal-mares/Ministrio da Cultura realizou na Serra da Barriga, em Unio dos Palmares, a terceira edio do Passeio no Parque, em parceria com o Projeto Ina, do Grupo Unio Esprita Santa Brbara (Guesb) e a Associao de Grupos e Entidades Negras de Unio dos Palmares (Agrucenup). Na programao, teve a apresentao do grupo de hip hop Quilombrother (foto), o almoo afroindgena no restaurante Kuku-Wana (Banquete Familiar), alm da palestra ministrada pela

    representante da FCP, Genisete Sarmento, sobre A histria do Qui-lombo dos Palmares, voltada para um grupo de crianas e adolescen-tes do Povoado Vrzea, periferia do municpio. O projeto visa oferecer maior aproximao e conhecimento da populao sobre o que foi o Qui-lombo dos Palmares e sua impor-tncia na luta contra a escravido. A prxima edio ocorrer apenas em outubro, devido ao incio do perodo chuvoso e da reforma no Parque Memorial Quilombo dos Palmares, que comeam em breve.

    Passeio no ParqueBLOG JMARCELO FOTOS/CORTESIA

    IndgenasDe 16 a 20 de abril, acontece em Macei a Semana dos Povos Indgenas, com o tema Os povos Indgenas na Histria de Alagoas e do Brasil: Demandas Sociais, Mobilizaes e Polticas Pblicas das 8h s 16h30, no auditrio do Centro Universitro Cesmac, lo-calizado na Rua Prof. ngelo Neto, s/n, Farol (antigo Colgio Guido).

    A atividade uma realizao da Secretaria Estadual da Educao e Esportes, em parceira com a Secretaria de Estado da Mulher, Cidadania e dos Direitos Humanos, Cesmac e a Universidade Estadual de Alagoas (Uneal). Contatos: 3315-1268 (Gerncia de Diver-sidades/SEE) / 9933-8030 (Irani Neves).

    Nosso sambaOs cantores Igbonan Rocha e Wilma Arajo, em conjunto com msicos da melhor qualidade, iro comemorar os dois anos de atuao do projeto Nosso Samba: O reduto do Samba em Macei. Na ocasio, tambm estaro sendo arrecadados pacote de biscoito, caixa de leite ou achocolatado, para ajudar as crianas do Projeto Sua Majestade, o Circo. O show ser nesse sbado (21/4l) a partir das 19h, no Orkulo Chopperia, localizado no bairro histrico de Jaragu, em Macei. Os ingressos individuais custam R$ 15 e as mesas R$ 80. Contatos: 8854-7758/9982-8377. Comparea e leve seus amigos para se acabar de tanto danar, cantar e ser feliz.

    GneroFoi sancionada no ms passado a Lei 12.605 no Dirio Oficial da Unio (DOU), que obriga as insti-tuies de ensino pblicas e privadas a empregar a flexo de gnero para nomear profisso ou grau nos diplomas expedidos. A partir da lei, que j est em vigor, o sexo da pessoa diplomada passa a ser considerado na designao de profisso ou grau obtido e o masculino no poder mais servir de generalizao. Tambm estabelece que as pessoas j diplomadas podero requerer das insti-tuies a reemisso gratuita dos diplomas, com a devida correo. Ento, agora o correto utilizar os termos: tcnica, administradora, bibliotecria, bacharela, etc. Valeu, presidenta, Dilma Rousseff!

    Divulgao/ TVGlobo

    tes da Ufal realizaram uma viglia s portas do Palcio Repblica dos Palmares.

    Os alunos pedem, como medida paliativa para a fal-ta de segurana no local, a transferncia da maioria dos presidirios do sistema prisional de Arapiraca para Macei.

    Segundo o corregedor--geral de Justia, desem-bargador James Maga-

    lhes, 1.200 agentes foram nomeados e apenas 400 es-to atuando, deixando uma enorme lacuna nas funes do Sistema Prisional.

    REUNIOEm reunio para definir

    a soluo para o Sistema Penitencirio de Alagoas, representantes do Governo do Estado, do Poder Judici-rio e da Defensoria Pblica decidiram ontem que sero

    abertas cerca de 250 novas vagas nos presdios Baldo-mero Cavalcante e Cyridio Durval. As vagas so fruto das reformas que sero fei-tas no mdulo 4 do Baldo-mero.

    Na prxima quarta-fei-ra (18), o Estado discute a aquisio de um terreno para a construo de um novo presdio no Agreste de Alagoas.

  • CIDADES 11TribunaIndependente

    Era mesmo portugus!

    Na calada da noite de uma sexta-feira de vero, arrombaram a loja de miudezes do velho Tupinamb Barbosa, instalada no centro co-mercial de Palmeira dos ndios e afanaram os produtos mais caros que existiam l. Ele quase morreu do corao quando lhe deram a notcia. Primeira coisa que fez foi correr para o gabinete do delegado Antnio Carlos Azevedo Lessa, a poca titular da Regional de Polcia. - Doutor Carlinhos, me acuda pelo amor de Deus! Um monte de la-dres entrou na minha loja e levou quase tudo! exagerou seu Tupi. Tranquilo como sempre, a autoridade montou na sua viatura e foi at o local do afano. L, j se encontrava uma dupla de PMs, cuidando da preservao do ambiente. - Alm da baguna, alguma outra alterao no recinto, praas? inda-gou o delegado Carlinhos. - Positivo, doutor! respondeu um deles. - Ento vamos continuar segurando a barra at a chegada at dos peritos, que pedi para virem de Macei. Dois peritos do Instituto de Criminalstica chegaram, rapidinho, ao local do fato e um deles j foi dando o seu diagnstico, no ouvido do delegado: - Carlinhos, isto aqui presepada de portugus! - Presepada de portugus, por qu? quis saber o delegado. E o perito, cheio de convico: - Est patenteado que o gatuno portugus, sim! O delegado estava de boca aberta: - Como voc chegou a esta concluso to rapidamente? - Simples, meu caro! O ladro fez dois buracos na parede. Um para entrar e outro para sair! Dois dias depois, o ladro foi preso em Penedo. Era portugus mesmo.

    ALTON VILLANOVA ailton.villanova@gmail.com

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012

    Remdios furtados so vendidos em farmcias Diretor de Unidade de Sade alvo de bandidos acredita em possvel esquema

    ANA PAULA OMENAREPRTER

    Medicamentos forne-cidos pelo Minist-rio da Sade e dis-tribudos em posto de sade de Macei podem estar sen-do vendidos em farmcias e mercados da capital nos bairros do Trapiche da Bar-ra, Vergel do Lago e Levada. em que acredita o diretor administrativo da Unidade de Sade Roland Simon, no Vergel do Lago, Tito Caval-cante de Alencar. O posto de sade foi assaltado por dois homens no dia 6 de abril pas-sado, quando foram furta-dos 156 mil comprimidos de uso controlado (tarja preta).

    O diretor foi enftico ao afirmar quanto denncia de que houve facilitao de uma funcionria da unidade que continua confiando nela at que se prove o contrrio. Os bandidos utilizaram para abrir as portas uma chave mestra e cortaram o fio do alarme, alm de que-brar as cmeras dos corre-dores da unidade. Eles s no esperavam, nem eu, ha-ver cmeras tambm dentro da farmcia onde se encon-travam os medicamentos, explicou.

    Fizemos o Boletim de Ocorrncia assim que a far-macutica verificou que ha-via falta de medicamentos na contagem diria. As far-mcias no podem ter dis-ponveis medicamentos pelo

    ADAILSON CALHEIROS

    BRENO AIRAN

    Diretor aponta para local onde fica cmera que gravou ao em que foram levados 156 mil comprimidos

    Com medo de ser linchado, motoqueiro fugiu, mesmo machucado

    CASAL GAY

    Vingana a principal linha de investigao

    DIA MUNDIAL

    Ao alerta para o uso errado da voz

    A principal linha de in-vestigao da polcia para o assassinato do casal ho-mossexual Mrcio Lira de Souza, 40 anos, e Eduar-do Luiz Mello da Silva, 44 anos, que o crime foi mo-tivado por vingana. O de-legado de Messias, Ivanil-do Incio, que assumiu o inqurito na ltima sexta--feira, disse que tudo leva a crer que tanto Mrcio quanto Eduardo teriam vrios inimigos e descar-tou a hiptese de o homi-cdio ter sido homofbico.

    A me de Mrcio, dona Severina Lira de Souza, de 65 anos, teria confir-mado que o filho e o com-panheiro dele eram soro-positivos, portadores do vrus HIV. Vamos ouvir mais detalhes da me do Mrcio e em breve tere-mos novidade, mas tudo leva a crer que a moti-vao para o crime teria sido por vingana, mas nenhuma outra hiptese est descartada, frisou o delegado.

    Estamos intimando a me de Mrcio e o pai de santo Clio Rodrigues, que tm muito a ajudar a polcia nas investigaes, declarou Ivanildo Incio.

    Dizem que eles ti-nham muitos inimigos por serem aidticos e passa-rem o vrus para outras pessoas. Esta linha de in-vestigao a mais forte at agora, emendou.

    Eduardo teria se sepa-rado da esposa e era pai de dois filhos. Ele havia se separado da mulher para ficar com Mrcio. O casal foi encontrado mor-to na semana passada. Os corpos estavam com olhos e dedos arrancados. (A.P.O.)

    MILTON RODRIGUESREPRTER

    O Dia Mundial da Voz foi lembrado ontem com ativida-des de orientao promovidas por profissionais de fonoau-diologia nas dependncias da Associao dos Deficientes Fsicos de Alagoas (Adefal). Os profissionais distriburam cartilhas e alertaram funcio-nrios e pacientes sobre os ris-cos atribudos ao uso excessivo desse instrumento da comuni-cao humana.

    O projeto fruto de uma parceria entre a Adefal e a Secretaria de Estado da Edu-cao e do Esporte (SEE). Di-versos profissionais de fono-audiologia realizaram aes educativas na Adefal e em escolas da rede estadual de ensino, tentando sensibilizar a populao para que elas con-sigam evitar futuras leses na voz.

    O objetivo apontar os riscos do uso excessivo da voz. Por isso a gente sempre acon-selha que as pessoas bebam gua com uma certa frequn-cia em cada intervalo, orienta a fonoaudiloga Lourdes Frei-re Melo.

    Lourdes aponta o repouso vocal como um outro benefcio que reduz o desgaste dirio. importante, pois relaxa a musculatura, principalmente se voc precisou utilizar a voz durante o dia inteiro.

    As medidas educativas evi-tam a criao de ndulos e cis-tos na regio da garganta. Se os cuidados no forem toma-dos, a pessoa precisar de um tratamento mdico, dependen-do da especificidade, conta.

    Na viso da fonoaudilo-ga, os funcionrios que mais sofrem com o problema so do departamento de telemarke-ting, que fazem o uso constante do recurso para se comunicar.

    fornecedor UFURP, pois somente o Sistema nico de Sade (SUS) distribui. Acredito que haja um es-quema de furto de medi-camentos em outras uni-dades de sade da capital em razo do lote comprado [em uma farmcia] e apre-sentado para mim no ba-ter com o que a gente tem, mencionou o diretor, fazen-do referncia a uma cartela de Carbamazepina, de 200 miligramas, comprada pela equipe de reportagem da TV Pajuara e apresentada a ele.

    ROUBOA me de um dos assal-

    tantes promete apresentar hoje o filho ao delegado do 3 Distrito Policial, Ccero Ro-cha, que investiga o crime.

    Uma denncia annima feita ontem apontava a par-ticipao de uma funcion-ria terceirizada da unidade, que estaria repassando para os assaltantes as chaves do depsito de medicamentos, bem como o cdigo que de-sarma o alarme da unidade. Os comprimidos so Carma-bazepina de 200 miligramas, Diazepan de 10 miligramas,

    Fluoxetina de 20 miligra-mas e Omeprazol de 20 mili-gramas, todos utilizados no tratamento de pessoas com problemas mentais, depres-so, estresse e epilepsia, e avaliados em R$ 4 mil no total.

    Os mesmos medicamen-tos foram encontrados na semana passada em um con-tiner no Dique-Estrada, re-gio sul de Macei.

    Mulheres que passavam pelo local avistaram a cena e foram surpreendidas pelo tipo de medicamento encon-trado no lixo.

    LADEIRA DO LEO

    Idosa e motociclista ficam feridos aps atropelamentoBRENO AIRANREPRTER

    Uma senhora de 65 anos de idade, me do sargento bombeiro Neri, foi atrope-lada por uma moto, quando tentava atravessar a La-deira do leo.

    O Corpo de Bombeiros foi acionado para a ocor-rncia de atropelamento no bairro do Jacintinho, em Macei, na tarde de ontem.

    A mulher foi identifica-da como Maria da Concei-o Neri Silva e, aps socor-rida, foi encaminhada para o Hospital Geral do Estado (HGE), no bairro do Trapi-che da Barra, com algumas escoriaes pelo corpo.

    A idosa seguia para sua casa, na Rua Alice Monte, no mesmo bairro, e no te-ria visto a moto Honda CG 125 Fan vermelha, de pla-ca NMG-8236, de Teotnio Vilela, vindo em sua dire-o. O motoqueiro Rafael

    Soares da Silva tambm ia para sua residncia no Jacintinho, na Rua Ival-do Marinho, na direo Cruz das Almas-Ladeira do leo. O acidente ocorreu em frente Padaria Santo Cristo.

    SOCORRO MDICONo momento do impacto,

    muitas pessoas se aglome-raram e o condutor da moto pensou que seria lincha-do, fugindo do local. Pouco mais adiante, ele, mesmo com uma luxao na regio lombar e escoriaes no brao esquerdo, chamou a ambulncia e a polcia.

    Oficiais do Batalho de Polcia de Eventos (BPE) foram ao local e prestaram assistncia at a chegada dos bombeiros. Segundo o cabo Alexandre, do BPE, no local, atropelamento comum, pois h um ponto de nibus perto e tanto pe-destres como motoristas s vezes no se respeitam.

    O gelo era do defunto! O tal de Algarcio Peroba sempre foi um cara boal. Mais boal ficou quando ganhou uma boa grana no milhar do jogo do bicho. Parte do dinheiro ele investiu numa lojinha de bicicletas e o que restou passou a utilizar nas farras e na esnobao. Uma segunda-feira, ele voltava de So Paulo para Macei, montado num avio, depois de ter realizado alguns negcios comerciais e de ter assistido a um jogo de futebol do Corinthians contra o Palmeiras, no Pacaembu. Voltava revoltado porque o seu time do corao, o Corinthians, tinha perdido para o Verdo por 5x2. Mal sentou na poltrona da aeronave, a primeira coisa que fez foi chamar uma das comissrias de bordo e, cheio de arrogncia, falou pra ela: - milha filha, me veja a uma dose dupla de usque com duas pedras grandes de gelo. Muito educadamente, a aeromoa respondeu: - O usque podemos arranjar, mas o gelo est difcil! - Difcil? Que avio fuleiro esse? Eu sei que vocs tm gelo a, sim. Quero o

    meu usque com gelo, agora! Se vire! Contrariada, a comissria de bordo foi l dentro e, em seguida, ressurgiu no ambiente com um copo contendo usque com duas pedrinhas de gelo para o boal. Vinte minutos depois, Algarcio chamava a comissria novamente e repetia o pedido com a mesmssima ignorncia de antes. Foi atendido sem restries. No demorou nem dez minutos, olha ele de novo aperreando: - Me traz mais outra dose e veja se dessa vez arruma um gelinho melhor, porque esse que voc trouxe t com um gosto muito estranho! Foi ento que a gentil comissria, puta da vida com o boal, respondeu no mesmo tom: - Olhe aqui, senhor! Usque o se-nhor pode tomar a garrafa inteira e eu ainda posso lhe arranjar outra. Agora, gelo no tem mais, no! - Como no tem? Tem, sim! - Tem, t certo. Mas se eu conti-nuar tirando mais gelo do caixo que estamos transportando, o defunto vai chegar no Recife mais podre do que j est!

    Infeliz do marido! Trnsito engarrafado na Avenida Fernandes Lima, no Farol, nibus lotado, aquele cheiro terrvel de suvaco e dona Adrenalina conhecida no bairro do Pinheiro pela lngua afiadssima que possue falando pelos cotovelos. O passageiro que se achava ao lado j estava de saco cheio da tagarela, que no parava a matraca: - Agora o senhor veja s... eu aqui neste arrochado infeliz, suando que nem tampa de chaleira, e o cafajeste do meu marido com certeza deve estar numa boa... enchendo a cara pelos bares da vida! Aquilo a irresponsabilidade em pessoa, o senhor est me ouvindo? - Hum... hum... - Pois . Aquele canalha no est nem a para a vida! Pega o carrinho dele, dana-se no mundo com os amigos, todos cachaceiros safados da marca dele... Devia haver cadeia pra cachaceiro, no devia? Se houvesse cadeia pra essa raa o cretino do meu marido j tinha priso perptua garantida. Eita vida do co, essa minha! O senhor me compreende, no mesmo? E o passageiro, pra l de puto: - No, dona. A senhora eu no compreendo. Compreendo o seu marido!

    Incentivo ao enterro O sujeito entrou na funerria do Tadeu, pegada ao IML, no bairro do Prado, e dirigiu-se ao referido: - Bom dia, cidado! - Bom dia! s suas ordens, se-nhor... respondeu o Tadeu, educado como sempre. - o seguinte, cidado: minha sogra est nas ltimas, no sabe? E o Tadeu, esfregando as mos: - Sua sogra? Entendo perfeita-mente. Alis, meu amigo, temos um plano joia para enterro de sogras... Mas, prossiga! - Sim, como eu ia dizendo... Minha sogra est nas ltimas e eu gostaria que o senhor se encarregasse do funeral.

    - Com todo prazer! - Olha, no faa economia, ouviu? Eu quero um enterro de primeira. Tadeu deu uma gargalhada de alegria: - Deixa comigo! - Ah, senhor... - Tadeu! - Senhor Tadeu, ia me esque-cendo! Gostaria que o senhor me emprestasse umas fotos do caixo, das coroas de flores, dos castiais, do carro fnebre... - Mas pra qu? - pra mostrar a ela que eu vou fazer um enterro bem caprichado. Quem sabe ela se anima e morre mais depressa!

  • Eleies em Maribondo

    Excelente mdico, pssi-mo gestor pblico. Essa observao est nas ruas da cidade de Maribondo e refere-se ao prefeito Z Mrcio, querido pela dedicao profissional e detestado por uma parcela da comunidade, principalmente credores, que reclamam da falta de compromisso do prefeito. Candidato reeleio, Z Mrcio deve encarar a forte candidatura da atual presidente da Cmara de Vereadores, Vnia da Farmcia,

    pr-candidata a prefeita pelo PSC.

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012CIDADES12 TribunaIndependente

    Preso membro de quadrilha de assalto a restaurantesBibinha foi preso aps roubar carro que possua dispositivo de rastreamento

    Parcerias para criar curso sobre Energia da Biomassa esto sendo discutidas

    Agentes da Seo de Capturas e Custdias Especiais da Diviso Especial de Investigao e Capturas (Deic), da Polcia Civil, reconheceram Wali-son Carlos Dias, 25, o Bibi-nha, como sendo integrante de uma quadrilha envolvida com roubos a estabeleci-mentos comerciais, em es-pecial, bares e restaurantes em Macei. Ele foi preso na sexta-feira passada sus-peito de participar, com sua quadrilha, do roubo ao res-taurante QG, localizado na Avenida Menino Marcelo, bairro da Serraria, ocorrido no dia 18 de julho de 2011.

    A quadrilha foi desman-telada durante a Operao Alemo, deflagrada em 26 de outubro de 2011. Bibi-nha estava foragido e foi detido por agentes do 9 Distrito Policial da Capital aps roubar um veculo Gol na Cambona, em Macei.

    Segundo o chefe de ope-raes do 9 DP, Themildo das Trevas, o carro possua um dispositivo de rastrea-mento e foi localizado em um posto de combustveis no Jaragu.

    O acusado foi detido jun-to com outro homem, identi-ficado por Alisson Rebelo da Silva. Os dois foram autua-dos em flagrante na Central de Polcia. Com eles, foram apreendidos um revlver calibre 38 e um alicate hi-drulico.

    OPERAODurante a Operao Ale-

    mo, no ano passado, o lder do grupo, o empresrio Mar-

    ASSESSORIA

    ASSESSORIA

    Walison Carlos Dias faz parte de bando chefiado por Alemo, preso durante operao no ano passado

    Proposta est em debate e pode ser colocada em prtica em 2013

    COOPERATIVISMO

    AL pode ganhar mestrado sobre energia

    O Servio Nacional de Aprendizagem do Coopera-tivismo em Alagoas (Ses-coop-AL) est fortalecendo a possibilidade de criar um curso de mestrado voltado aos empresrios alagoanos da cadeia da Energia da Biomassa.

    O projeto do Centro de Cincias Agrrias (Ceca), da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e foi discuti-do durante reunio realiza-da na sexta-feira passada com a superintendente do Sescoop-AL, Mrcia Tlia Pessoa.

    O vice-diretor do Ceca, Gaus Andrade, apresentou a proposta do curso e discu-tiu a viabilidade do projeto e a possibilidade de criar par-cerias para sua implementa-o.

    Participaram do encon-tro possveis parceiros: o coordenador do Cinturo Verde da Braskem, Mrio

    Calheiros de Lima; o repre-sentante da Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrrio (Seagri), Mrio Agra, e o di-retor-presidente da Coope-rativa de Projetos e Consul-torias Agrrias (Mxima), Glauco Yves Rocha.

    Uma das propostas en-volver a filosofia cooperati-vista no curso.

    No ms de maio, a pro-posta ser analisada pela Universidade Federal de Alagoas e, caso seja aprova-da, o curso ser ofertado em 2013.

    CURSOO curso, voltado para o

    tema Energia da Biomas-sa, vai tratar da viabilidade de utilizar massa biolgica, como resduos agrcolas de usinas, por exemplo, para a produo de energia. O mtodo j utilizado por usinas sucroalcooleiras em Alagoas.

    MAIOJacintinho recebe ao social no dia 11

    UM FERIDOMenor mata jovem com espingarda calibre 12Policiais militares apreenderam no do-mingo, na zona rural de Atalaia, um menor de 17 anos, aps ele ter assassinado um jovem e ferido outro com uma espingarda calibre 12. O atentado foi prati-cado prximo ao clube social da localidade. Um menor de 16 anos morreu aps ser atin-gido com um disparo na cabea. J uma menor, de 17 anos, ficou gravemente ferida com um tiro no trax e foi socorrida ao Hospital de Urgncia e Emergncia, onde permanece internada. O acusado teria sido ameaado de morte pelas vtimas h dias.

    co Aurlio Modesto Pereira, conhecido como Alemo, acusado de formao de qua-drilha e roubo qualificado foi preso. Com a priso, os poli-ciais civis conseguiram iden-tificar vrios integrantes da quadrilha, inclusive um organograma foi divulgado para ajudar nas buscas.

    ESTELIONATOTambm na sexta-feira

    passada, agentes da Dele-gacia de Batalha prenderam uma mulher suspeita de fraudar emprstimos ban-crios. A acusada, Mariana

    Leite Souza, foi detida com documentos falsificados. Se-gundo informaes dos poli-ciais, Mariana, natural de Pernambuco, teria iniciado o esquema em guas Belas, onde residia. Ela teria fa-bricado os documentos em nome de um beneficirio do INSS, identificado por Jos Severino da Silva. Os docu-mentos continham a foto de outra pessoa.

    Ao chegar em Batalha, ela e o suposto beneficirio solicitaram o emprstimo, mas no momento do saque

    do dinheiro apenas Marina compareceu. Os correspon-dentes bancrios percebe-ram que se tratava de uma fraude porque prepararam a proposta bancria e solici-taram que a dupla retornas-se na semana seguinte para autenticar os documentos no cartrio e preparar uma procurao pblica, o que no foi feito.

    Mariana foi encaminha-da a 3 DRP, onde foi au-tuada por estelionato pelo delegado regional Emanuel David.

    O bairro do Jacintinho vai receber, no dia 11 de maio, a 16 edio do projeto Vice-Prefeitura Vai aos Bairros. A ao ser na Escola Municipal Eulina Ribeiro de Alencar, no perodo das nove horas s 17 horas. Sero ofereci-dos, gratuitamente, a emisso de documentos, servios de orientao e assistncia jurdica, atendimento previdencirio, verificao de presso, teste de glicemia, vacinao, escovao e aplicao de flor, palestras educativas e realizao de cadastro no Carto SUS e programas sociais do governo federal.

    Apoio de SapucaiaNos bastidores, no entanto, Z Mrcio trabalha para conquistar antigos aliados, como o ex-prefeito Roberto Sapucaia, poltico querido pelo povo de Maribondo e que est impedido pela Justia Eleitoral de disputar as eleies este ano. Sapucaia j recebeu a visita de Z Mr-cio e ficou de ouvir correligionrios, prin-cipalmente servidores municipais, para tomar a deciso. boca mida fala-se que j houve entendimento, com aval do deputado estadual Antonio Albuquerque, aliado do ex-prefeito Sapucaia.

    Est decididaComo em poltica at boi voa, Vnia enfrenta dificul-dades dentro do prprio partido, o PSC. Ela asse-gura que j obteve o sinal verde do diretrio estadual, mas membros do partido j se aliaram ao prefeito Z Mrcio, inclusive um vereador, que abriu espao para que o PSC indique o candidato a vice-prefeito da sua chapa.

    Pedras no caminhoPelo jeito, o poder trabalha com mo de ferro para tirar as pedras do caminho do prefeito Z Mrcio, para que ele conquiste nas urnas o direi-to de governador Maribondo por mais quatro anos.A vereadora Vnia da Farmcia, pelo jeito, o nico poltico, at o momento, que no se acovardou e colocou o seu nome disposio dos eleitores.Com relao a mais uma gesto de Z Mrcio, pertinente a pergunta: Ser que a populao vai aguentar. Bom, com a palavra os eleitores maribondenses.

    Comunicao no SertoDo amigo radialista Jairo Ribeiro, rece-bemos o e-mail: No caso do programa o Clube do Vaqueiro, programa que vai ao ar de segunda a sexta na Rdio Jaciob FM de Po de Acar, mudou a sintonia do sertanejo. Com o programa Clube do Vaqueiro, que vem juntan-do cada vez mais pessoas ao p do radio, coisa vista nos anos dourados da radiofonia.

    ApresentaoO programa apresentado pelo ator e radialista Jairo Ribeiro, tem durao de pouco mais de uma hora e meia e composto por um repertrio de toadas e aboios.Est h dois meses no ar e j sensao no rdio sertanejo. As pessoas se aglomeram ao p do radio para ouviR a sua toada preferida.

    Grande audinciaTodos os dias, o programa recebe em media 100 ligaes e j considerado a grande sacada para reconquista de audincia da Rdio Jaciob FM de Po de Acar, no final da tarde. O programa tem se destacado em municpios de Sergipe, como Poo Redondo, Porto da Folha e Monte Alegre. Na Bahia, o programa con-quistou ouvintes dos municpios de Pedro Alexandre e Paulo Afonso e Santa Brgida, que participam diariamente do programa. Em tempos em que a tecnologia moderniza os meios de comunicao, o programa Clube do Vaqueiro rouba a cena e se torna o ator principal da plateia sertaneja, afirma o radialista Jairo Ribeiro.

    Plano DecenalAs oficinas do Plano Decenal de Desenvol-vimento de Arapiraca (2013-2022) continuam mobilizando os mora-dores de comunidades rurais do municpio.Neste fim de semana, os trabalhos foram re-alizados em mais dois polos: Cana e Vila Aparecida.

    Participao do povoOs moradores e lideranas comunitrias do polo de Cana, incluindo as localidades de Assentamento Ceci Cunha, Baixa Grande de Cima, Cana, Capim, Ceci Cunha, Corredor, Itapecuru, Lagoa Cavada, Lagoa Nova e Stio Breu, participaram, na tarde de sexta-feira (13), de oficina do Plano Decenal de Desenvolvimento de Arapiraca.Os trabalhos comearam s 15 horas, na sede da Associao de Moradores, e se estenderam at as 18 horas. Os debates contaram com a participao do coordenador do Plano, Paulo Srgio Barboza, pro-fessor Jos Matias Irmo e equipe de tcnicos.

    ComunidadesNo sbado (14) foi a vez dos moradores que fazem parte do Polo de Vila Aparecida, abrangendo vrias localidades.Com a realizao de mais duas oficinas, j somam oito polos visitados e mais de 30 comunidades atendidas.Os debates tm a participao macia dos moradores, envolvendo uma mdia de 80 participantes por oficina. Em cada polo, uma variedade muito grande de necessidades e de desejos dos moradores so apresen-tados

    Oficinas realizadasAs oficinas do Plano Decenal j foram realizadas nos Polos de Bananei-ras (Ingazeiras, Laranjal, Piau e Vila Bananeiras); Pau Ferro (Branas, Olho dgua do Brejo e Pau Ferro dos Laranjeiras); Vila So Jos (Bom Nome I, Carrasco, Tingui, Vila So Jos e Xexu); Pau dArco (Cajara-na, Gruta dgua, Pau dArco, Poo de Baixo, Sapucaia, Taboquinha e Taquara); Vila So Francisco (Alto dos Galdinos, Serrote do Joo Dias, Vila Fernandes e Vila So Francisco); Cangandu (Barro Vermelho, Bom Jardim, Flexeiras, Cangandu, P Leve Velho, Poo de Santana, Riacho Seco, Rio dos Bichos, Terra Fria e Varginha).

    ... Por falar em Arapiraca, o prefeito Luciano Barbosa (PMDB) continua acompanhando a srie de obras de infraestrutura urbana e de melhoria da qualidade de vida dos moradores e visitantes da cidade de Arapiraca.

    ... Juntamente com a equipe de tcnicos e engenheiros da Secretaria de Obras e Viao o prefeito viu de perto o incio dos trabalhos da segunda etapa da Marginal do Piau.

    ... O anel virio ter oito quilmetros de extenso, com trs quilmetros de via, interligando todos os bairros de Arapiraca at a Rodovia AL-110, nas imediaes da antiga Delegacia de Roubos e Furtos, entre os aces-sos ao bairro de Canafstula e tambm aos municpios de So Sebastio e Penedo.

  • Arsal realiza consulta pblica na rea de Gs Canalizado para o EstadoA partir desta tera-feira (17), at o dia 30 de abril de 2012, a Agncia Reguladora de Servios Pblicos do Estado de Alagoas (Arsal) realiza a Consulta Pblica do Gs Ca-nalizado, com o objetivo de obter subsdios e informaes adicionais para estabelecer a margem bruta a ser praticada pela concessionria Gs de Alagoas S.A (Algs), no perodo 2012/2013. A Nota Tcnica contendo o clculo da margem bruta proposta pela Arsal estar disponvel no site www.arsal.al.gov.br e qualquer pessoa pode par-ticipar da consulta, enviando contribuies at s 14h do dia 30 de abril. Aps anlise dos resultados da consulta onde o valor proposto pela Arsal pode ser mantido ou alterado o valor da nova tarifa ser homologado pela Agncia Reguladora.

    EconomiaOcupao hoteleira foi de 76,2% em maroDados indicam maior procura por Alagoas que a mdia geral no Pas, cuja taxa ficou em 61,1%, apesar de queda

    Em Alagoas, a ocupao hoteleira do ms de maro continua acima da mdia brasileira. Mesmo apresentando uma queda de 6,85% no registro de ocupa-o da hotelaria - comparada ao indicador do mesmo pero-do no ano passado - o Estado ficou com 76,2% de ocupao.

    De acordo com o Frum de Operadores da Hotelaria do Brasil, em 2011, o pas alcan-ou uma mdia hoteleira de 61,1%. J Alagoas ficou com 71,3% no mesmo perod0o.

    Com os novos empreendi-mentos hoteleiros, que resul-tam no aumento da oferta de leitos, de 2011 para 2012, por exemplo, aumentamos em mais de 1.500 os novos leitos. Por isso, natural que ocor-ra uma diluio temporria no ndice at que a demanda se estabilize. Mas, bom sa-lientar que o fluxo de hspe-des cresceu mais de 5% nesse perodo, explicou o superin-tendente de Investimentos da Secretaria de Estado do Turismo, Marcos Pradines. S em 2012, Alagoas recebe mais quatro novos hotis. J a mdia da ocupao do pri-

    meiro trimestre de 2012 che-gou aos 79,6%. Outro fator importante o fluxo de pas-sageiros no Aeroporto Zumbi dos Palmares, que at o ms de maro trouxe no acumula-do mais 400 mil turistas.

    Segundo a secretria de Estado do Turismo, Danielle Novis, a malha area conti-nua sendo um dos principais entraves para o desenvolvi-mento pleno do turismo, no s em Alagoas, mas em todo o Nordeste.

    Para diminuir a deficin-cia da malha area e a sazo-nalidade turstica, a Secreta-ria de Estado do Turismo tem trabalhado na divulgao do destino com campanhas ins-titucionais em diversos mer-cados, adota estratgias para diminuio de tarifas aero-porturias, busca incentivos para Alagoas, articula com operadores e companhias a-reas para atrair novos voos, estimula o segmento de even-tos e negcios na regio e, em parceria com a Infraero, tra-balha para reverter a situa-o da malha, alm de aes pontuais, conclui Novis.

    Com a construo de novos empreendimentos hoteleiros cresceu oferta de leitos em mais 1.500 unidades, atraindo novos turistas para Alagoas

    AFTOSA

    Ministrio adia para junho primeira etapa de vacinao

    Por determinao do Departamento de Sade Animal do Ministrio da Agricultura, Pecuria e Abastecimento (Mapa), a primeira etapa da campa-nha de vacinao contra a febre aftosa em Alagoas prevista para maio foi adiada para o perodo de 1 a 30 de junho.

    A deciso foi adotada pelo Ministrio em funo do levantamento soroepide-miolgico que ser realizado em Alagoas no ms de maio. A coleta de sangue dos ani-mais para anlise laborato-rial tem como objetivo veri-ficar a circulao do vrus da aftosa no Estado.

    Aps a realizao da auditoria tcnica, em mar-o passado, a sorologia o segundo passo no proces-so para a reclassificao de Alagoas como rea livre da aftosa com vacinao.

    O adiamento da primeira etapa da vacinao tambm foi determinado para os es-tados do Cear, Maranho, Pernambuco, Piau e parte do Par.

    O levantamento soroepi-demiolgico ser realizado em 78 municpios alagoanos, que foram sorteados, sema-na passada, pelo Ministrio da Agricultura .

    J as propriedades ru-rais cujos rebanhos bovi-nos e bubalinos sero sub-metidos coleta de sangue ainda no foram definidas e s sero conhecidas aps sorteio, que ser realizado pelo Mapa. O exame sorol-gico ser realizado em 2.430 animais com idades entre 6 e 24 meses.

    A sorologia ser feita em 30 animais de cada pro-priedade rural. As amostras recolhidas sero encami-nhadas para laboratrios previamente credenciados e selecionados pelo Ministrio da Agricultura.

    O Ministrio vai reali-zar, nos dias 26 e 27 deste ms, o primeiro treinamento com os tcnicos da Agncia de Defesa e Inspeo Agro-pecuria de Alagoas (Adeal), que sero responsveis pela conduo do processo de so-rologia em Alagoas

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012 ECONOMIA 13TribunaIndependente

    GIRAU

    Acesse: tribunahoje.com A informao que voc no tinha no seu dia-a-dia

  • 15 cidades brasileiras teroprimeiro shopping em 2012Arapiaca cidade brasileira que receber empreendimento desse porte este ano

    O que municpios como Luzinia (GO), Sobral (CE) e Pindamonhan-gaba (SP) tem em comum com Arapiraca, no interior alagoano? Uma pesquisa da Associao Brasileira de Shopping Centers responde essa pergunta: Todos rece-bero seu primeiro shopping center este ano.

    De acordo com a Abrasce, dos 43 novos empreendimen-tos a serem inaugurados nes-te ano, 15 so os primeiros shoppings nos municpios onde esto sendo implanta-dos. Ou seja, 34,9% dos in-vestimentos previstos para 2012 so em mercados indi-tos para o setor.

    As cidades que recebero seus primeiros shoppings so de perfis variados, desde quelas consideradas satli-tes, como Alexnia (GO), com 20 mil habitantes, e Araari-guama (SP), com 12 mil habi-tantes, a polos regionais em ascenso, como Arapiraca, com mdia de 200 a 300 mil habitantes, que vai receber o Ptio Arapiraca Garden Sho-pping, com previso de aber-tura para o final de outubro. O empreendimento fica s margens da Rodovia 220, principal via de acesso ao es-tado, e est sendo construdo em um terreno de mais 63 mil metros quadrados.

    Realizado pela Tenco Shopping Centers, empresa que desenvolve, gerencia e comercializa shoppings em

    Ptio Arapiraca Garden Shopping ser um dos grandes investimentos para a regio do Agreste alagoano

    etjornalista@gmail.com

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012ECONOMIA14 TribunaIndependente

    Capela, municpio no prejuzo

    Agora em 2012 as finanas do municpio esto no vermelho. O prejuzo ronda em torno de 190 mil mensais; verba que deveria vir do Fundo de Participao dos Municpios (FPM). Por essa razo as contas pbli-cas esto comprometidas e o prefeito Adelminho Calheiros, vai Justia, onde a bronca contra os nmeros do Censo 2010 do IBGE, que aponta uma enorme reduo da populao. O documento elaborado pela assessoria jurdica municipal e j encaminhado Justia Federal em Alagoas solicita a reviso da contagem da populao realizada com o Censo 2010, que apontou uma densidade demogrfica de apenas 17.077 pessoas nmero bem abaixo da constatao do Censo de 2000, que apon-tava pouco mais de 18.500 habitantes e da estimativa atual da gesto municipal, que de aproximadamente 19.900 moradores.

    polos regionais em expan-so, h 23 anos, o Ptio Ara-piraca Garden Shopping ofe-recer um mix completo com 204 lojas, cinemas, ampla Praa de Alimentao para 1068 lugares e 2189 vagas de estacionamento.

    Entre os fatores que pe-sam para essa migrao de investimentos esto a me-lhoria das condies econ-micas e sociais da populao brasileira, a demanda por esse equipamento moder-no de comrcio e prestao de servio, alm do menor custo de implantao, em relao aos investimentos necessrios para a viabiliza-

    o de um shopping nas ca-pitais, explica o presidente da Abrasce, Luiz Fernando Veiga.

    RITMO ACELERADOCom inaugurao con-

    firmada para 30 de outubro deste ano, a obra do Ptio Arapiraca Garden Shopping, primeiro grande centro co-mercial do interior do estado de Alagoas, segue em ritmo acelerado. As intervenes de estrutura tem previso de serem concludas este ms de abril. A partir de julho sero iniciadas as obras das lojas do Shopping de forma a garantir sua inaugurao at a data oficial, com todas

    as operaes em pleno fun-cionamento.

    Com 23 anos de merca-do, inmeros lanamentos de sucesso e projetos pionei-ros no setor de shoppings centers, a Companhia de-senvolve, gerencia e comer-cializa shopping centers em todo o Brasil. S neste ano, a Tenco Shopping Centers vai inaugurar quatro novos sho-ppings pelo pas: o Amap Garden Shopping, em Ma-cap/AP, o Ptio Arapiraca Garden Shopping, em Ara-piraca/AL, o Metropolitan Garden Shopping, em Be-tim/MG, e o Via Vale Garden Shopping, em Taubat/ SP.

    EVENTO

    Ministro destaca aes do Porto de MaceiO novo Porto de Macei foi

    apresentado como destino de encantos e riquezas aos parti-cipantes da Intermodal 2012, o 2 maior evento de logstica, transporte e comrcio exte-rior do mundo, na semana passada, em So Paulo. Se-gundo a UBM Brazil, a edio deste ano recebeu mais de 45.451 mil pessoas. O pico de visitao foi no segundo dia do evento, quando estiveram

    na feira mais de 20 mil pro-fissionais.

    Essa descoberta do Porto de Macei como nova opo de turismo e off-shore est sen-do comemorada pela admi-nistradora Rosiana Beltro que h um ano, ao assumir o cargo, prometeu transformar, desenvolver e atrair novos ne-gcios a partir de inovaes, solues e gesto. A rapidez nas mudanas foi elogiada

    pelo ministro da Secretaria de Portos, Lenidas Cristi-no , que conheceu atravs do material de divulgao, o que est sendo chamado de novo porto. O presidente da Com-panhia Docas do Rio Gran-de do Norte (Codern), Pedro Terceiro, tambm elogiou o trabalho que vem sendo exe-cutado e disse que a desvin-culao de Natal e transfor-mao em Docas de Alagoas

    uma necessidade diante do crescimento do Porto.

    A Intermodal foi uma grande e importante ferra-menta de divulgao para ns, principalmente porque, com sua diversidade, no h competio e sim uma completa integrao entre as diversas modalidades de transporte de cargas e logs-tica, disse a administradora Rosiana Beltro.

    Capela broncaEstamos recorrendo, com documentos comprobatrios, para contestar a recontagem do censo populacional porque os nmeros do IBGE no condizem com a realidade do municpio de Capela. E isso vem compro-metendo o repasse de recursos do governo federal e o andamento das atividades relativas a reas essenciais, como Sade, Educao e in-fraestrutura do municpio, relatou o prefeito Adelminho, ressaltando que alm do visvel crescimento urbano populacional, Capela vem abrigando j h alguns anos famlias de sem-terra que esto acampadas numa rea do municpio, fato que reflete no aumento da procura dos servios pblicos.

    Unio dos PalmaresHoje em Unio, agricultores familiares e quilombolas dos municpios de Branquinha, Flexeiras, Ibateguara, Joaquim Gomes, Murici, Santana do Munda, So Jos da Laje e Unio dos Palmares sero beneficiados com a entrega de 42 toneladas de sementes de feijo e milho pelo Gov-erno do Estado. A ao faz parte do Programa de Sementes, coorde-nado pela Secretaria de Estado da Agricultura, e visa garantir o plantio e a safra de 2012, promovendo a produo de alimento e gerao de renda no campo.

    Mar VermelhoCludio Jorge no mais secretrio de Educao. Afastou-se do cargo por conta da eleio municipal que se aproxima. Garantiu que vai disputar uma das nove vagas da Cmara de Vereadores. Por sua vez, a prefeita Quitria Berto vem tomando todas as providn-cias, a fim de garantir no pagar menos que o piso na-cional, que superior a R$ 1.400, aos professores que integram a rede municipal de ensino.

    EducaoUma longa reunio tomou conta ontem pela manh na sede da AMA, sobre a questo do novo piso nacional dos pro-fessores, orado em mais de R$ 1.400. que diante das limitaes do ano eleitoral e da Lei de Responsabilidade Fiscal, municpios esto com dificuldade na aplicabilidade do reajuste de 22,22% no piso dos professores. A discusso se d no impacto do aumento em relao a situao econmica de cada cidade. Segundo estudos apresentados pelo consultor tcnico, Luiz Geraldo, para a maioria dos municpios impossvel aplicar o reajuste atendendo todas as limitaes.

    Educao- buracoUma das preocupaes dos municpios com a visvel queda nas mat-rculas do ensino fundamental nas escolas pblicas, j que o recurso do Fundo de Manuteno e Desenvolvimento da Educao Bsica e Valori-zao dos Professores da Educao (Fundeb) proporcional ao nmero de alunos matriculados. Dados do MEC mostram queda de 16% nas matriculas. Hoje, muitos municpios esto escolhendo qual lei cumprir, a de Responsabilidade Fiscal ou o Fundeb. Cerca de 90% vai aplicar uma descumprindo a outra., afirmou o presidente da AMA, Palmery Neto.

    TaquaranaOs interessados em disputar uma das 68 vagas ofertadas no concurso pblico que ser realizado pela prefeitura de Taquarana, tm at o dia 26 deste ms para fazer a in-scrio. O certame destinado ao provimento de cargos que requerem do ensino funda-mental at o superior e os salrios variam de R$ 622,00 a R$ 11.000,00, em jornadas de 20 a 40 horas semanais. So ofertadas vagas de mdico para PSF, auditor, contador, professor de Educao Fsica, engenheiro, analista de con-trole interno, entre outros.

    Seminrio da sadeNesta tera-feira em Macei, gestores e coordenadores das reas de Aten-o Bsica e Vigilncia Epidemiolgica dos 102 municpios alagoanos partici-pam, de um seminrio de avaliao realizado pela Secretaria de Estado da Sade(Sesau). O evento acontece a partir das 8h30, no Centro Conven-es. O Seminrio d continuidade a um curso promovido em outubro de 2011, quando tcnicos municipais de-senvolveram projetos de interveno. Esse trabalho teve como foco o papel do coordenador para a concretizao das aes nas cidades. Agora eles vo apresentar o resultado desses tra-balhos, explica a diretora de Ateno Bsica da Sesau, Myrna Pimentel.

    Major IsidoroA oposio marcou presena forte no ltimo sbado ao apontar o nome da empresria Santana Mariano para disputar a prefeitura este ano. O lanamento de seu nome, nasceu em meio a um Encontro Estadual do PTB. Fernando Collor, Clia Rocha, Ronaldo Lessa eram alguns nomes de destaques presentes na festa, sobretudo levando apoio para a candidata.

  • ESPORTES 15TribunaIndependente MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012

    Definidas as semifinais da Taa RioFlamengo pega o Vasco enquanto o Bangu encara o Botafogo; mesmo goleando, o Fluminense foi eliminado do turno

    O Botafogo foi campeo carioca em 2010 aps vencer a Taa Guana-bara e a Taa Rio, mesmo caso do Flamengo no ano passado. Nas duas ocasies, ambos os times conquistaram o caneco sem a necessidade da final do Campeonato Carioca, porm em 2012 ser diferente.

    O Fluminense, vencedor da Taa Guanabara nesse ano, no avanou para as semifinais da Taa Rio e a competio conhecer seu campeo aps a grande final.

    Na ltima vez em que ocorreu a deciso do Cam-peonato Carioca, em 2009, o Botafogo triunfou na Guana-bara e o Flamengo na Taa Rio. Na grande deciso do torneio, o Fla levou a me-lhor, aps vencer o rival na cobrana de pnaltis.

    O Fluminense at que fez a sua parte domingo, ao go-lear o Olaria por 5 a 1, mas ficou na terceira posio do grupo B, atrs da surpresa Bangu e do rival Vasco, res-

    pectivamente. Com isso, fica-r no aguardo do campeo da Taa Rio para saber seu ad-versrio na grande deciso do Estadual

    A Taa Rio j tem defini-das as suas semifinais, que iro acontecer no prximo fim de semana. Ontem, a Federao de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) divulgou as datas e horrios dos dois con-frontos da competio equi-valente ao segundo turno do Campeonato Carioca.

    A abertura do mata-ma-ficar a cargo do duelo entre Botafogo e Bangu, que acon-tece no sbado (21), a partir das 18h30, no Engenho. No dia seguinte, no mesmo es-tdio, s 16 horas, acontece o clssico entre Flamengo e Vasco da Gama.

    Vasco e Flamengo re-petem a semifinal da Taa Guanabara, ocorrida em fe-vereiro. Na ocasio, a equi-pe de So Janurio levou a melhor, vencendo por 2 a 1. Na Taa Rio, as duas equipes

    voltaram a se enfrentar, des-ta vez com triunfo flamen-guista, pelo mesmo placar.

    As semifinais ocorrem em confrontos nicos, e em caso de empate a deciso ir para os pnaltis. Os vencedores se enfrentam na final da Taa Rio, e o campeo garante vaga contra Fluminense, campeo da Taa Guana-bara, na grande deciso do Campeonato Carioca.

    O Vasco prefere deixar de lado a competio inter-nacional e focar o Estadual. Ns conseguimos uma clas-sificao que foi complica-da diante do Nova Iguau e agora vamos focar apenas no Flamengo. Temos que fazer o possvel para chegarmos final da Taa Rio, j que no conseguimos conquistar o primeiro turno do Estadual (O Vasco perdeu a final da Taa Guanabara para o Flu-minense por 3 a 1). Temos a semana para trabalhar e va-mos focar nisso, disse o meia Felipe.

    TERRA

    VASCO.COM,BR

    REUTERS

    Neymar e Ganso na festa do Santos no domingo, na Vila Belmiro, quando o clube goleou e fez 100 anos

    Jogadores do Vasco comemoram a vitria na ltima rodada e agora tero uma semana para treinar

    Felipe Massa no paddock, em Xangai, aps ficar fora do pdio

    PAULISTO

    Corinthians fica na liderana e pega a Ponte

    PEIXE

    Santos goleia no centenrio e entra muito forte nas finais

    A goleada do Santos sobre o Catanduvense por 5 a 0, na ltima rodada da primeira fase do Campeonato Paulis-ta, neste domingo, garantiu equipe na terceira posio, com 39 pontos. A colocao deu ao Peixe a possibilidade de atuar diante de seu torce-dor na partida contra o Mogi Mirim, nas quartas-de-final do Estadual. E, se depender do retrospecto na Vila, os al-vinegros j podem comear a comemorar a vaga na semifi-nal.

    Em 2012, o time de Mu-ricy Ramalho jogou cinco vezes na Baixada Santista e conseguiu cinco vitrias. Fo-ram 16 gols marcados - o que deixa a equipe com mdia 3,2 gols por jogo - e apenas um sofrido.

    - So timos nmeros na

    Vila. por isso que para se embasar em algo importan-te falarmos dos nmeros. sempre bom jogar em casa. Quero jogar na Vila sempre, inclusive na final - afirma o tcnico santista.

    Os jogadores santistas concordam com as palavras do treinador e tambm enal-tecem a fora da Vila. O golei-ro Rafael lamenta ter jogado poucas vezes na Baixada em 2012, mas espera que a equi-pe consiga ter uma sequncia positiva diante do torcedor.

    A gente ama jogar aqui, essa a nossa casa. No ini-cio do ano, fez muita falta. O campo ajuda, muito rpi-do. Nossa equipe tem muita humildade; vamos continuar trabalhando para que con-tinue dando certo, dentro e fora de casa, disse Rafael.

    FRMULA 1

    Rosberg conquista vitria indita e Felipe Massa sofre novas crticas

    Mais uma vez fora da zona de pontuao, Felipe Massa, 13 colocado no GP da China, voltou a ser alvo de duras cr-ticas pela imprensa italiana. nico sem pontos, com ex-ceo dos pilotos das nani-cas Caterham, Marussia e HRT, o brasileiro foi vtima de anlises pessimistas e co-mentrios irnicos por parte do jornal La Stampa, uma das principais publicaes da Itlia, terra da escuderia Fer-rari.

    Em sua tradicional avalia-o de GPs na edio de on-tem, a publicao deu nota 4 para a atuao do brasileiro em Xangai. Na justificativa, o

    veculo afirmou que Massa garantia de resultado nega-tivo e ironizou a argumenta-o do piloto, que afirmou que poderia ter ido melhor caso no tivesse pegado trfego durante a corrida.

    Se tivesse parado nos mo-mentos certos talvez tivesse terminado em 11: Sempre zero ponto, dizia a matria do jornal italiano.

    Nico Rosberg teve um fim de semana inesquecvel em Xangai. Um dia depois de conquistar uma indita pole position, o piloto voltou a bri-lhar e venceu o GP da China, terceira etapa do Mundial de Frmula 1. Foi a primeira vez

    que o alemo de 26 anos su-biu no lugar mais alto do p-dio em 111 corridas na cate-goria. Foi tambm a primeira vitria da escuderia Mercedes desde seu retorno F-1, em 2010. Rosberg chegou a ter o primeiro lugar ameaado por Jenson Button. Entretanto, o britnico teve problemas no pit stop e ficou com a segun-da colocao. Companheiro de Button na McLaren, Lewis Hamilton garantiu o terceiro lugar. Com o resultado, Ha-milton assumiu a liderana do campeonato, com 45 pon-tos, dois a mais que o compa-triota Button, vice-lder da competio.

    TUFAdversrios provocam Belfort na rede social

    CBFMarin diz que Mano precisa de resultadosApesar de ressaltar que Mano Menezes tem todas as credenciais para comandar a seleo, Jos Maria Marin, disse que o treinador precisa de resultados para seguir frente do time canarinho. Marin lembrou que a cobrana na seleo muito maior, ainda que o treinador tenha comandado clubes de massa, como Corinthians e Grmio. um treinador preparado, competente para dirigir a seleo. Mas at ele sabe que um treinador precisa de resultados para se garantir. Isso vale em qualquer situao aqui no Brasil, afirmou Marin.

    LIGA DOS CAMPEESBayern de Munique e Real Madrid se enfrentam

    O Bayern Munique recebe o Real Madrid hoje, s 15h45, pela primeira partida das semifinais da Liga dos Campees. Bvaros e Merengues apresentam equilbrio no histrico de confrontos, e ainda vivem bons mo-mentos em seus campeonatos nacio-nais. Tambm equilibrada est a luta de goleadores. Frente a frente vo estar Cristiano Ronaldo (Real Madrid) e Mrio Gmez (Bayern de Munique). O jogo coloca frente a frente o treina-dor do Bayern, Jupp Heynckes, que conduziu o Real ao ttulo europeu em 1998, e Jos Mourinho, que levou a Inter de Milo a triunfar sobre o Bayern na final de 2010,

    Treinador do TUF Brasil, Vitor Belfort tem sido alvo de provocaes do time de seu rival, Wander-lei Silva. O tcnico do time verde teve uma foto antiga postada no Twitter e divulgada pelo lutador Fabrcio Werdum, que faz parte da comisso tcnica de Wand, tam-bm na rede social. Na foto, Belfort aparece ao lado de sua esposa, Joana Prado (Feiti-ceira) e Suzana Alves (Tiazinha). Ele est entre as duas, fantasiado de indiano. Na final do reality show, prevista para o dia 23 de junho, Vitor e Wanderlei Silva voltam a se enfrentar.

    Foram definidos os con-frontos das quartas-de-final do Campeonato Paulista. Como j se sabia, Corinthians, So Pau-lo, Santos, Guarani, Palmei-ras, Mogi Mirim, Bragantino e Ponte Preta haviam carimba-do o passaporte prxima fase.

    Nas quartas-de-final, os quatro primeiros colocados (Corinthians, So Paulo, San-tos e Guarani) tero apenas a vantagem de jogar em casa. Assim como a semifinal, as quartas-de-final sero deci-didas em jogo nico. Em caso de empate, a deciso ser nos pnaltis.

    A grande surpresa foi a quarta colocao do Guarani. O Bugre deixou o Palmeiras sem a vantagem de jogar em casa. Alis, os dois alviverdes se enfrentaro no Brinco de Ouro da Princesa, em Campi-nas.

    Na liderana, outra mu-dana. Com a derrota do So Paulo para o Linense (2 a 1), o Corinthians, que bateu a Ponte Preta (2 a 0), assumiu a primeira colocao. E o adver-srio do Timo ser a mesma Ponte Preta. Mas, desta vez, o duelo ser no Pacaembu, em So Paulo. O So Paulo en-frentar o Bragantino no Mo-rumbi. Por fim, o Santos ter o Mogi Mirim pela frente na Vila Belmiro.

    Na semifinal, poderemos ter um clssico da capital ou um drbi campineiro. O ven-cedor de Corinthians x Ponte Preta enfrentar Guarani ou Palmeiras. Enquanto isso, o vencedor de So Paulo x Bra-gantino pegar o ganhador de Santos x Mogi Mirim.

    QUARTAS-DE-FINALCorinthians x Ponte PretaSo Paulo x BragantinoSantos x Mogi MirimGuarani x Palmeiras

  • EsportesSport Atalaia vive grande fase e j sonha em disputar o ttulo alagoano da temporadaEm um jogo cheio de emoes, o time do Sport Atalaia venceu o Peneden-se por 3x2, no Estdio Luiz Pontes, em Atalaia. Os gols foram marcados por Paulinho, Etinho e Erivaldo (Sport), Jackson e Kanu (Penedense). Com este resultado o time do tcnico Coca chegou aos 11 pontos e entrou no G-4. Eu tinha muita confiana neste grupo e a resposta est em campo. No brigamos por rebaixamento coisa nenhuma, disse Coca. Na prxima roda-da o Sport encara o Murici e o Penedense pega o Corinthians-AL. Agora a meta ficar no G4 e disputar as finais. Quem sabe esse time do Sport no surpreende e disputa o ttulo alagoano, destacou o treinador.

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012ESPORTES16 TribunaIndependente

    Finalistas e rebaixados s na 9 rodadaCinco clubes brigam por duas vagas no quadrangular decisivo do segundo turno; outros trs querem evitar a queda

    O Campeonato Alagoa-no chega na reta final de maneira emocio-nante. Dos dez clubes parti-cipantes apenas CSA e ASA esto garantidos nas semifi-nais do segundo turno. Logo abaixo, CSE, Sport Atalaia, CRB, Murici e Corinthians Alagoano brigam pelas duas ltima vagas. A vanta-gem est com o time de Pal-meira dos ndios e o Leo de Atalaia, que dependem apenas de si. Os outros con-correntes torcem por uma combinao de resultados.

    Como o caso do CRB. Venceu o CEO por 3x1 e est vivo. Ontem, o Galo comeou a semana de pre-parao para o clssico do prximo sbado, diante do CSA. Ser a partida decisi-va para que o clube da Pa-juara se classifique. Para isso precisa de mais uma vitria e torcer para que os outros resultados da 9 ro-dada o ajudem a se classifi-car para o quadrangular do 2 turno do Alagoano 2012.

    Ontem pela manh hou-ve atividade fsica, ficando a tarde para o primeiro tra-balho com bola. Para esta partida o treinador Paulo

    CLICK ARAPIRACA

    ASCOM CSA

    TRAPICHAO.COM

    ASA e Corinthians jogaram no ltimo domingo em Arapiraca

    Jogadores do CSA festejam os gols diante do CSE, em Palmeira

    CRB teve trabalho para conquistar os trs pontos contra o CEO, no Trapicho, no ltimo sbado

    HOJE NA CBF

    Presidentes de clubes da Srie B tero reunio

    Os presidentes de ASA e CRB, Jos dos Santos Oliveira (Z da Danco) e Marcos Bar-bosa, estaro hoje na reunio que vai acontecer na sede da Confederao Brasileira de Futebol (CBF), para discutir questes relacionadas ao Cam-peonato Brasileiro da Srie B.

    Os dirigentes participam do encontro que foi convocado pelo presidente da CBF, Jos Maria Marin, com demais presidentes de equipes que tambm disputaro a srie B do Brasileiro. Mais uma vez a Srie B ser disputada por 20 clubes, entre 19 de maio e 24 de novembro, divididos em dois turnos.

    Iro participar da competi-o: CRB, Atltico-PR, Cear, Amrica-MG, Ava, Amrica--RN, Joinville, Ipatinga-MG, Vitria, Bragantino, Boa, Americana, Grmio, Barueri, ABC, Gois, Guarani, Paran Clube, Cricima e So Caeta-no.

    Vamos ouvir as orienta-es e comear a planejar os clubes para esta importante competio, disse Barbosa.

    AZULO

    Lder, CSA trabalha para ser o campeo da primeira fase

    Lder supremo, o CSA voltou aos trabalhos ontem j pensando no clssico com o CRB. Afinal, o time quer garantir a primeira colo-cao. Mas um assunto co-mentado no Mutange ontem foi a questo da arbitragem. O presidente do CSA, Jorge VI, disse que no v necessi-dade de solicitar arbitragem de fora para a partida do prximo sbado, s 15h15, no Estdio Rei Pel.

    Lorival Santos no vai poder contar com o zaguei-ro Leandro no clssico. Ele recebeu o terceiro carto amarelo diante do CSE, na sonora goleada de 5x0. Para compensar, o meia-atacante Washington est de volta e o zagueiro Rafael, poupado no jogo passado, tambm passa fica disposio da comis-so tcnica.

    O atacante Jnior Pa-raba, que saiu do Estdio Juca Sampaio contundido

    no tornozelo esquerdo, disse que est bem melhor mas que s vai a campo se esti-ver totalmente recuperado. Jogar por jogar no adianta porque vou prejudicar meus companheiros.

    O goleiro Flvio ressal-tou que todo o grupo est de parabns mas advertiu que a sua equipe ainda no ganhou nada. Temos que seguir trabalhando srio porque vamos enfrentar um adversrio qualificado e que j est nas finais do campeo-nato. O zagueiro Cleberson afirmou que o jogo passa-do foi difcil apesar do pla-car dilatado. Eles tambm criaram chances que pode-riam ter nos complicado. E sbado que vem no tem fa-vorito.

    Hoje o grupo trabalha em dois perodos e Lorival co-mea a formar o time prin-cipal para o clssico deste sbado.

    ALVINEGRO

    ASA cola no lder, mas ter muitos desfalques na ltima partida

    Na partida que o ASA pode conquistar a etapa classificatria do 2 turno do Alagoano 2012 o alvine-gro arapiraquense vai ter os desfalques do goleiro Tutti, lateral Augusto e atacante Lcio Maranho, pois todos receberam o terceiro carto amarelo.

    Sbado, a equipe do trei-nador Heriberto da Cunha vai enfrentar o CEO na cida-de de Olho dgua das Flores. E no apenas a vitria inte-ressa, j que o ASA tambm tem que torcer por tropeo do CSA.

    Se o Azulo perder e o ASA vencer, este o superar em nmero de pontos porque chegar aos 22 contra 21 do rival. J se der empate entre CSA e CRB, o ASA vai preci-sar vencer por boa margem de gols. No momento, o CSA tem trs gols a mais de saldo que o alvinegro arapiraquen-se.

    Se ASA e CSA ficarem ri-gorosamente iguais, o Azulo terminar esta fase em pri-meiro lugar porque saiu-se vencedor no confronto direto.

    Comelli perdeu o volante Everton Luiz, que tomou o terceio carto amarelo dian-te do time sertanejo, mas conta com as voltas de Elsi-nho, Filipe, Diego Arago e Geovani. O lateral-esquerdo Jadilson, que ainda se trata de um estiramento muscu-lar na coxa esquerda, espera estar pronto para este cls-sico recheado de emoes.

    O CRB fez um jogo contra o CEO que parecia ser fcil no primeiro tempo. Marcou logo no incio com Rodrigo depois de desperdiar vrias chances. O atacante Alosio Chulapa, que ainda no fez

    nenhum gol esse ano, teve oportunidades mas no con-verteu em gols. Na etapa final o time do Serto veio para cima e empatou. Mas Mrcio Gabreil e Wander-ley deram nmeros finais ao jogo.

    Wanderley chegou com fama de artilheiro e desen-cantou diante do CEO. Ele disse que o gol foi o primei-ro de uma srie. Creio que a fase negativa que o nosso time atravessa est passan-do, observou.

    O meia Geovani, que vem de suspenso pelo ter-ceiro carto amarelo e que enfrentou o arquirrival na rodada de estreia do Esta-dual, tem a seguinte defini-o: O nosso elenco mais qualificado que o deles. Por-tanto, acredito que vamos vencer novamente. Ser a vitria da classificao e quem sabe o pontap inicial para a conquista direta do Estadual, disse.

    Hoje, o tcnico Paulo Comelli realiza trabalho apenas no perodo da tarde na Pajuara. Ele comea a montar o time para o cls-sico, j que conta com quase todo o elenco.

    Creio que a fase negati-va que nosso time estava atravessando j passou. Este foi apenas um de uma srie de golsWANDERLEYatacante do crb

  • DIVERSO&ARTE 1TribunaIndependente

    Ingressos para Madonna no Brasil custaro at R$ 850

    Homem de Ferro 3 ser produzido com parceira da China

    A produtora Time For Fun divulgou informaes sobre locais e ingressos da nova turn da Madonna no Brasil. MDNA, nova turn mundial da cantora norte-americana, chega por aqui no dia 1/12, com primeiro show no Parque dos Atletas, no Rio. Depois, segue para o Estdio do Morumbi, em So Paulo, no dia 4/12, e termina no Estdio Olmpico, em Porto Alegre, em 9/12. Os ingressos para o show paulistano comeam a ser vendidos no dia 23 de abril (para clientes Ourocard) e em 25 de abril (outros cartes) por meio do site www.ticketsfofun.com.br. Os preos das entradas inteiras vo de R$ 170 (arquibancada laranja) a R$ 850 (pista premium), e as vendas so limitadas a seis ingressos por compra.

    A Walt Disney revelou nesta segunda-feira que vai co-produzir o prximo filme do Homem de Ferro com uma parceira chinesa. O movimento mais uma tentativa de Hollywood de se aproximar da crescente indstria cinematogrfica da China. A Walt Disney e a DMG Entertainment infor-maram que Homem de Ferro 3 ser filmado este ano e ter elementos relacionados China, para atrair os espectadores locais. Empresas estrangeiras vm lanando produtos com parceiros chineses em busca de expanso no mercado do pas, onde as bilheterias esto crescendo num momento de vendas fracas nos EUA e Europa.

    -

    A INQUIETAO DO CINEMA NOVO

    Um dos fundadores do movimento de cienastas da dcada de 60, Saraceni era um desess homens pensantes que revolucinam a arte que faz

    Nelson Pereira dos San-tos declarou que o Cinema Novo era quan-do o Glauber [Rocha] estava no Rio. Ou seja: menos um movimento organizado do que um estado de esprito insuflado pelo lder. Nesse sentido, pos-svel dizer que Paulo Cezar Sa-raceni --que morreu no sbado, aos 78 anos, vtima de disfun-o mltipla dos rgos-- foi no apenas um dos primeiros cinemanovistas como talvez o ltimo. O ttulo de pioneiro (e o de sobrevivente) do movimento deveria caber a Nelson Perei-ra, mas este vem dando sinais de desconforto no papel, argu-mentando que pertence a uma gerao anterior e que fez trs longas antes da deflagrao do Cinema Novo.

    Com seus dois primeiros lon-gas metragens, Saraceni deixa sua marca decisiva na cultura dos 1960. No se compreende essa poca sem se passar por Porto das Caixas (1962) e O Desafio (1965). Um, fincado

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012

    Arraial do Cabo (1959/60). Curta-metragem. Documenta a vida dos pescadores, numa poca de transformao que ameaa a sua sobrevivncia

    Porto das Caixas (1962). Ins-pirado no chamado crime da

    machadinha conta a histria de uma mulher que mata o marido em cumplicidade com o amante. Com Irma Alvarez, Reginaldo Faria

    O Desafio (1965). Aps o golpe de 1964, o jornalista Marcelo se

    sente impotente diante dos acon-tecimentos. Atravessa tambm uma crise amorosa. Com Oduval-do Viana Filho e Isabella.

    Casa Assassinada (1970). Che-gada de Nina, uma jovem carioca perturba o marasmo doentio de

    uma famlia em Minas. Com Car-los Kroeber e Norma Bengell.

    O Viajante (1999). Um homem de passagem seduz uma viva de meia-idade que cuida do filho, nascido com problemas mentais. Com Marilia Pra e Jairo Mattos.

    Principais filmes

    no terreno pessoal, dos afetos; outro, no poltico, e no social. Ambos mostravam um cineasta cheio de energia, ideias e dispo-sio para a inveno formal.

    Em 1968, dirigiu uma pou-co convincente adaptao do romance de Machado de Assis Dom Casmurro, roteirizado pelo casal Lygia Fagundes Telles e Paulo Emilio Salles Gomes. Nem mesmo essa ori-gem ilustre o maior escritor brasileiro e dois dos melhores intelectuais patrcios conse-guiu salvar o filme.

    Por outro lado, Saraceni movia-se com familiaridade e acerto no universo de outro es-critor, o mineiro Lcio Cardoso, de quem adaptou o romance mais famoso, Crnica da Casa Assassinada (reduzindo o ttulo para Casa Assassinada), em 1970. Carlos Kroeber fazia o papel principal.

    Saraceni voltaria, quase trs dcadas depois ao universo decadente e atormentado de Cardoso com O Viajante (1999). dos melhores filmes da poca do cinema brasileiro conhecida

    por Retomada, quando a cine-matografia renascia do estrago causado pelo governo Collor. tambm um dos ttulos mais intensos da carreira de Sara-ceni.

    Cineasta de filmografia pou-co numerosa, Saraceni ainda fez Amor, Carnaval e Sonhos (1972), Anchieta Jos do Brasil (1977) e Ao Sul do Meu Corpo (1982), este baseado no conto de Paulo Emlio, Duas Ve-zes com Helena, texto depois refilmado por Mauro Farias. Natal da Portela (1988) uma interessante cinebiografia do famoso bicheiro carioca, inter-pretado por Milton Gonalves. O filme, apesar da concepo original e de alguns momentos inspirados, muito irregular. Com O Desafio (1965), Sara-ceni reflete sobre a posio do intelectual diante do golpe de Estado de 1964 por intermdio do personagem do jornalista interpretado por Oduvaldo Viana Filho, o Vianinha.

    Alguns dos seus ltimos trabalhos foram no campo do-cumental. Em 1996 terminou

    Bahia de Todos os Sambas, que fora iniciado por Leon Hirszman e jamais termina-do, com imagens de Caetano, Gil, Joo Gilberto, Gal e Be-thnia Itlia. Em Folia de Albino a Banda de Ipanema (2003), Saraceni faz um re-gistro domstico de seu amigo Albino Pinheiro e das folias ipanemenses, que faziam a sua alegria. Simptico.

    O ltimo trabalho de Paulo Cezar Saraceni foi O Geren-te, adaptao de um conto de Carlos Drummond de An-drade, cujo personagem tem o estranho hbito de morder mulheres. Permanece indito no circuito comercial.

    Com seu talento e inspi-rao, talvez Saraceni, em outras circunstncias, pode-ria ter produzido obra mais extensa. Mas os entraves da produo cinematogrfica no Brasil, aliados a circunstn-cias da vida pessoal no per-mitiram. Mas por que falar do que poderia ter sido e no foi? O que ele deixou vale. E muito.

    LUIZ ANNIN AGENCIA ESTADO

  • DIVERSO&ARTE2 TribunaIndependente

    Brega StylleNo prximo sbado, o Maikai Show Bar abre suas portas para realizar a festa Brega Stylle. Ao som do melhor do brega, a casa promete proporcionar uma noite inesquecvel aos seus clientes amantes desse estilo musical que est entre os mais ouvidos em todo o pas. Garantindo uma noite de muita diverso Jos Orlando, Pistoleiro do Amor, ser a grande atrao da festa. Para no deixar ningum parado o cantor apresentar um repertrio com novos sucessos e ainda, relembrar composies de sua autoria que marcaram dcadas e permanecem conquistando as novas geraes.

    lanamento de CD O projeto Teatro Deodoro o Maior Barato traz, amanh, ao palco centenrio de Alagoas o grupo Brasil Modern Jazz Quarteto, que lanar seu primeiro CD, aps trs anos de existncia, intitulado The Magic Hour que tambm d nome ao espetculo. O show comea s 19h e os ingressos esto venda com o grupo e na bilheteria do Teatro Deo-doro, ao preo de R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada). O CD The Magic Hour possui s composies prprias e faz uma pequena viagem por ritmos brasileiros, como partido alto, samba e bossa. No somos um grupo s de jazz e sim um grupo que se prope a tocar msica boa, seja ela o jazz ou msica brasileira, define Flix Baigon, contrabaixista do BMJQ.

    AMOR ETERNO AMORTeresa tenta entender por que Rodrigo convidou Melissa para jantar. Pedro recebe Melissa e Dimas para o jantar. Gilda se enfurece quando Mauro conta que Rodrigo convidou Marlene para trabalhar na ONG. Melissa finge simpatia ao falar com Gracinha. Cris mente para Tati sobre a reao de Klber s suas investidas. Melissa pede desculpas para Teresa. Verbena aparece ao lado de Rodrigo e ele comea a tocar piano. Miriam e Fernando chegam para o jantar.

    CHEIAS DE CHARMERosrio confunde Incio com Fabian. Rodinei tenta reatar com Cida. Penha quer uma expli-cao de Sandro sobre a documentao do puxadinho. Larcio entrevista a cozinheira. So-corro reclama do trabalho na casa de Lygia para Naldo. Conrado e Cida se encontram. Rosrio e Incio chegam ao frigorfico e so rendidos por assaltantes. Penha flagra Sandro falando ao celular e suspeita de que seja uma amante.

    AVENIDA BRASILJorginho e Nina se beijam. Muricy tenta se explicar para Leleco. Tesslia decide voltar para a sua cidade, se despede de Monalisa e vai para a rodoviria. Nilo pede comida a Lucinda. Carminha v Jorginho e Nina conversando. Leleco decide ir embora de casa e Muricy simula um mal-estar. Leleco pede Tesslia em casamento. Suelen pressiona Digenes para conseguir se hospedar em sua casa. Tufo diz a Ivana que no ama a esposa. Carminha conta a Max que quer entrar para a poltica. Jorginho e Nina namoram na casa de Lucinda.

    MSCARASTnia afirma que Dcio a est impedindo de ver Maria. O delegado decide pedir a Otvio autorizao para que Tnia visite Maria. Martim coloca Otvio no carro e desliga o telefone da casa. Martim se faz passar pelo seqestrador e ordena que Otvio transfira o dinheiro para sua conta. Ao ver que se trata de uma conta ameri-cana, Otvio acusa Martim de ser o seqestra-dor. Martim garante que ele ter Maria e Tavinho de volta. Martim deixa Otvio sozinho.

    GLOBO 18h

    RESUMO DE NOVELAS

    GLOBO 19h GLOBO 21h RECORDE 21h

    FALE CONOSCO - A Agenda um servio gratuito de orientao ao leitor. Os interessados em divulgar eventos, shows e exposies podem enviar material atravs do endereo: tiagenda@hotmail.com

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012

    Saulo Fernandes, o vocalista da Banda Eva, promete ferver Macei no show do prximo dia 05 de maio, durante a inaugurao da Musique, a nova casa de shows de Macei. O espao no Stella Maris, em frente ao Divina Gula. A noite ainda conta com Cannibal mais DJ. Os preos custam R$ 60 e R$ 120 (VIP). Mais Informaes: 9138-1585.

    BandaEva

    Para escritores Os autores alagoanos devem ficar atentos, pois a impressa oficial abriu edital que abre concorrn-cia para publicao de livros infantis na coleo Coco de Roda. Os interessados podem concor-rer com histrias infantis que abordem temas culturais e histricos de Alagoas. As inscries acontecero at o dia 26 de abril. de Alagoas. As fichas de inscrio esto disponveis no site da Imprensa Oficial (www.imprensaoficial.al) e os candidatos devem levar o trabalho em trs vias impressas, assim como uma cpia do arquivo em CD ou DVD. Os cinco textos selecionados, que devem ter no mximo 1.200 palavras, sero editados, impressos, publicados e comercializa-dos pela instituio. Mais informaes: 0800 095 8355 ou pelo e-mail atendimento@imprensaofi-cial.al.

    Lazy TownInspirado num programa de televiso transmitido para mais de 100 pases, o espetculo infantil Lazy Town A Aventura dos Piratas chega a Macei neste ms de abril. As apresentaes esto marca-das para os prximo sbado e domingo, s 16h, no Teatro Gustavo Leite, Centro de Convenes, em Jaragu. Preos: R$ 60 e R$ (crianas). Vendas Puc (Macei Shopping). Mais Informaes: 3032-5210.

    ndios no centro A unidade de cultura Sesc-Centro realizar at o fim do ms de maio, a Exposio Artes e Fatos - Artesanato Kariri-Xoc, com instalao na Galeria de Arte e em todo o prdio, com visitaes gratuitas das 9h s 18h. Mais informaes: (82) 3326-3133.

    Arte nafeA arte nafe de Tnia Pedrosa e peas do seu vasto acervo de colecionadora estaro expostas na Galeria de Arte Cesmac Fernando Lopes, inaugurando a temporada de mostras do ano de 2012 da Pr-Reitoria de Extenso e Ao Comunitria do Cesmac.

    Teatro Mquina Na prxima sexta-feira e prximo sbado, os cearenses do Grupo Teatro Mquina estaro em Macei, apresentando seu premiado espetculo O Cantil e realizando a oficina Jogo e repetio, com base nos procedi-mentos de trabalho do grupo. As atividades so gratuitas e acontecero no Teatro Sesi Pajuara. Se-lecionado pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2011/2012, o Teatro Mquina est em circulao pelo Nordeste com a pea O Cantil, que uma leitura bastante cuidadosa da diretora Fran Teixeira sobre a pea A exceo e a regra, do dramaturgo alemo Bertolt Brecht. Em cena, os atores/manipuladores e os atores/bonecos do corpo metfora da ma-nipulao nas relaes de explorao e submisso vividas por dois homens: o patro e o empregado. um timo espetculo, que vem repercutindo positivamente por onde tem passado.

  • DIVERSO&ARTE 3TribunaIndependente

    RIES - (21/3 a 19/4) Falar menos e escutar mais deve ser seu lema nesta fase, principalmente no trabalho. Oua sua intuio e no conte seus planos a pessoas que voc no conhece bem. Corte as despesas com suprfluos e organ-ize sua vida financeira. Momento favorvel para comear a fazer um p-de-meia.TOURO (20/4 a 20/5) Convm finalizar suas tarefas pendentes para no receber cobranas. Mantenha o foco em seu trabalho. Evite se envolver em assuntos que no lhe dizem respeito. Suas finanas merecem ateno, procure se organizar para no ter surpresas desagradveis. Bom momento para adotar hbitos mais saudveis.GMEOS (21/5 a 21/6) Procure ser mais flexvel e trocar ideias com pessoas mais experientes. No trabalho, poder se deparar com diferenas de opinio, mantenha a calma e no se altere ao defender seu ponto de vista. timo momento para fazer planos a longo prazo, mas guarde para si por enquanto. Procure descansar mais para recar-regar suas energias.CNCER (22/6 a 22/7) Evite faz-er julgamentos precipitados , a dica fazer a poltica da boa vizinhana. No trabalho, tome a iniciativa e no fique na dependncia de terceiros para realizar as coisas. Apresente os projetos chefia com clareza e aproveite para fazer sugestes. Cuidado para no cometer excessos com a alimentao.LEO (23/7 a 22/8) Muito cuidado com pessoas oportunistas, manter a discrio ser fundamental. Fique longe de fofocas para no se queimar no trabalho. Se quiser obter bons resultados, mantenho o foco em seus objetivos. Saia mais, reveja amigos queridos e oferea apoio aos parentes que precisarem de sua ajuda.VIRGEM (23/8 a 22/9) Pro-cure finalizar pendncias antes de comear uma nova tarefa. Viagens a trabalho esto favorecidas. Colegas podem decepcionar ao no cumprir com suas obrigaes, mas no desanime, faa a sua parte e evite discusses. Bom momento para trocar ideias com as pessoas ao seu redor, pode aprender bastante.

    LIBRA (23/9 a 22/10) Fique ligado(a) nas oportunidades profis-sionais que podem aparecer, um pouco de ambio vai lhe fazer bem. Mantenha distncia de pessoas invejosas e fofoqueiras ou poder ver seu nome envolvido em boatos. Colabore com quem precisa de sua ajuda. Se prometeu algo, no ar-rume desculpas. ESCORPIO (23/10 a 21/11) Ter que ter muito cuidado com promessas boas demais ou poder se decepcionar. Na rea profis-sional, evite realizar tudo de uma vez, fazer as coisas com calma ser mais produtivo. Sua sade merece ateno, evite se desgastar toa. Uma viagem vai lhe fazer bem, apenas tenha cuidado com os excessos alimentares.SAGITRIO (22/11 a 21/12) Bom momento para praticar um esporte ou comear hbitos mais saudveis. No trabalho, faa mais e fale menos. Sua sinceridade pode ser mal interpretada no ambiente profissional. Mantenha seus obje-tivos e no desanime quando algum contratempo ocorrer. Dedique-se a um hobby ou algo que lhe d prazer.CAPRICRNIO (22/12 a 19/1) No fique esperando as coisas acontecerem, tome a iniciativa e no vai se arrepender. Poder ter ajuda dos colegas em tarefas mais complexas. Oua o conselho de pessoas mais experientes e use-os para superar os obstculos. Procure fazer alguma atividade em grupo, vai se divertir bem mais.AQURIO (20/1 a 18/2) Aja com praticidade ao lidar com suas responsabilidades e com quem trabalha. Fique longe de falsos amigos e no deixem que abusem da sua boa vontade. Tente agir com mais inde-pendncia, mentalize pensamentos positivos e v luta em busca dos seus sonhos. Algum da famlia pode ajudar com um conselho.PEIXES (19/2 a 20/3) -Ter que dedicar-se mais sua vida finan-ceira ou pode ter problemas depois. profissionalmente, no espere cobranas, aja com determinao para cumprir com suas obrigaes. Abra-se a novos conhecimentos.

    HORSCOPO

    FLVIO RICCO - colaborao: Jos Caralos Nery - www.twetter.com/flavioricco

    TV TUDO

    Bate-rebate

    Cest fini

    Cest fini

    ANIVERSRIO

    Quinta no Arena abre inscries para sua oitava temporadaNo ano em que completa 40 anos de atividades, o Teatro de Arena Srgio Cardoso (anexo ao Teatro Deodoro) receber uma edio especial do projeto Quinta no Arena, em sua oita-va edio. Antes dedicado apenas pro-duo teatral, o projeto receber agora tambm projetos na rea de dana, circo e de msica.

    Podero participar grupos e artis-tas representados por proponentes que sejam pessoas jurdicas, com (como pro-dutoras culturais ) ou sem fins lucrativos (associaes, cooperativas..) com ativida-des ligadas cultura.

    Esperamos receber belssimos es-petculos no palco do Arena, neste ano comemorativo, sejam eles de novos ou de experientes grupos e artistas, explicou Juarez Gomes de Barros, diretor-presi-dente da Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas, realizadora do projeto.

    As inscries so gratuitas e podem ser feitas at o dia 18 de maio, na Dire-toria Artstica do Teatro Deodoro, de se-gunda a sexta, das 9 s 17h. A ficha de inscrio e edital esto disponveis tam-bm no site do Teatro Deodoro: www.

    teatrodeodoro.al.gov.br.O resultado dos projetos seleciona-

    dos ser divulgado at o dia 30 de maio. O nmero de projetos selecionados no est definido, dependendo da quanti-dade e qualidade dos projetos inscritos, mas as apresentaes acontecero de 4 de julho a 21 de novembro. Cada pro-ponente poder participar com at dois projetos, sendo que os projetos de artes cnicas (teatro, dana e circo) participa-ro com apresentaes por duas quintas--feiras consecutivas e os projetos de m-sica, apenas com uma apresentao.

    Segundo o diretor artstico da Di-teal, Alexandre Holanda: O Teatro de Arena tem um histrico muito bonito na cena artstica de Alagoas e o Quinta no Arena tem por objetivo fazer com que um pblico cada vez maior o conhea e pro-duo cultural de nosso estado, revelan-do novos talentos num espao aconche-gante, como o nosso Arena, finalizou.

    O Quinta no Arena realizado sempre s quintas-feiras, s 19h, com ingressos populares a R$ 5 e R$ 10. Toda a arrecadao da bilheteria destinada para os grupos/artistas.

    PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

    Soluo

    www.coquetel.com.br Revistas COQUETEL 2012

    BANCO 8

    IFUP

    TENDINITE

    VIATURAR

    ARTEUABC

    IGALILEU

    CRERAVIS

    RIMASGA

    J

    O

    S

    CPAMARI

    MART

    I

    R

    IZADO

    EAEEN

    ISSCMMCI

    FATALISTAS

    BIO

    O

    R

    IT

    EMPREGADA

    PROTOCOLOS

    Rebus-camentona fala(gria)

    A regn-cia do

    Padre Fei-j (Hist.)

    MestreMaral e

    Nan Vas-concelos

    Licenapara fun-

    cionamentocomercial

    (?) deJudas:

    adulaode traidor

    A vogalentoadana vaia

    Time de Natal (fut.)

    (?) dovermelho,desejo dodevedor

    No soformadas

    nos versosbrancos

    "Comer,Rezar,

    (?)", livroe filme

    Capacidadeadquiridacom a ex-perincia

    Substnciabactericida

    da guasanitria

    Partido daestrela

    vermelha(BR)

    ErasmoCarlos,cantor e

    compositor

    AmricaLatina

    (abrev.)

    Honesta(fig.)

    Comer,em ingls

    Nome artstico do deputado

    Francisco EverardoOliveira Silva

    Doena dedigitadores

    Veculopolicial

    "A vidaimita a

    (?)" (dito)Acreditar

    SupliciadoImpostodo setortercirio

    Crentes em um destino

    imutvelUtilizadaDiretrizesde trata-mentosmdicos

    Inventou otermmetroConcesso

    do FMI

    SujeitosCidadeturstica

    da Flrida

    Bem-te-(?),pssarosTecido deataduras

    3 vogalDiz-se deanjo como

    Lcifer

    Prefixo de"enlutar"

    1.101, emromanos

    Gro se-melhanteao milho

    Iniciais dapoetisa

    brasileirade "Ro-

    manceiroda Incon-fidncia"

    3/eat. 4/amar. 5/beijo gajos sorgo. 6/alvar firula. 7/decado.

    MACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012

    Jornalistas brasileiros so agredidos na Libertadores

    A reclamao vem de muito tempo e nunca se tomou providncia nenhuma. Mais uma vez, os profissionais da imp-rensa brasileira, envolvidos na cobertura da Libertadores da Amrica, se queixam da fal-ta de segurana nos jogos fora do pas. bom acrescentar que aqui tambm no funciona de forma diferente. So casos de agresso verbal, lanamento de objetos em jornalistas, cinegrafistas, e at mesmo nos prprios atle-tas e treinadores, entre outros.

    Dia desses foi a vez de uma equipe da Glo-bo, no Paraguai, passar por esse problema.

    E o pior que a Conmebol, entidade res-ponsvel pela organizao do campeonato, sabe de tudo isso, mas nunca puniu ningum. O seu presidente, Nicols Leoz, o mesmo h muito tempo. Est no seu sexto mandato.

    No futebol, por essas coisinhas todas, se conclui que a diferena entre aqui e a Europa no so simplesmente as guas do Atlntico.

    Espn e Espn HD na fechada, transmitem hoje Bayern Munique x Real Madrid, ao vivo, a partir das 15h45. Kak em campo.O SBT vai anunciar amanh, quarta, 18, o vencedor do prmio O Melhor Comercial do Brasil. Com esta realizao, a emissora est buscando maior aproxi-mao e melhor convivncia com o mercado publicitrio.Ento isso. Mas amanh tem mais. Tchau!

    O departamento de jornalismo da Rede TV! j colocou em produo uma nova srie de reportagens, sob o ttulo Corao Centenrio. S com pessoas de mais de 100 anos. A srie Fora de Controle, do Marclio Moraes, teve trechos exibidos durante a conveno da Record. E causou a melhor das impresses. Os atores Rafaela Mandelli, Milhem Cortaz e Cludio Gabriel estiveram presentes. Na Globo, o jogo Ponte Preta e Corin-thians, domingo, marcou 14 pontos de mdia. A Band, no mesmo horrio, 5. O Domingo do Fausto fechou com 18. Subiu 4 pontos em relao ao futebol que o antecedeu. As reprises do Mega Senha, pro-grama do Marcelo de Carvalho aos domingos, na Rede TV!, s iro at a estreia do Rafinha Bastos. A nova fase de Malhao vai estrear em agosto. J est confirmado. A figurao de Avenida Brasil, n-cleo do futebol, j elegeu Isis Valverde como sua musa. Muitos deles at se esforam para fazer uma foto ao lado dela. Globo Reprter atingiu, na sexta passada, sua maior audincia este ano. Mdia de 24 pontos e 47% de share, na Grande So Paulo. J o Casseta registrou 14 pontos, dois a mais que na semana anterior, enquanto a Record, na faixa de con-fronto, deu 8 e o SBT,7.

    Pediu a palavraPrincipal palestrante na conveno da Record, no Guaruj, Ana Paula Padro falou aos presentes sobre liderana. Auditrio lotado.Cerca de 400 pessoas participaram do evento.

    Cpsula do tempoAinda sobre a conveno da Record, os participantes foram convidados a gravar um depoi-mento sobre o que esperam da Record nos prximos 10 anos. Um no ouviu o que o outro falou. Foi o que se chamou cpsula do tempo.A fita ser guardada pelo vice Walter Zagari, do Comercial, e s revelada em 2022.

    Lista dos proibidosA exemplo do que acontecia na Rede TV!, o Pnico, na Band, tambm ser obrigado a ignorar determinadas pessoas. So casos, por exemplo, de artistas, como Xuxa Meneghel, e polticos que tm processos con-tra a emissora e esto proibidos de serem mencionados no canal.

    Polcia na ruaUma equipe da produtora Media-land comeou a gravar ontem, segunda, na Bahia, com a polcia local, novas matrias para o Cmera em Ao. O programa, tambm na fila de estreias da Record, ter a apre-sentao de Marcos Hummel.

    SubstituioNa novela Carrossel, do SBT, o ator Henrique Filgueiras no faz mais parte do elenco. Em seu lugar entrou Lo Belmonte.As cenas gravadas do person-agem Jorge sero refeitas.

    Jogo rpido Ana Hickmann e equipe do Tudo Possvel, da Record, voltaram domingo do Chile, depois das gravaes rezaliadas na ltima semana e que sero exibidas a partir do dia 22. Descanso rpido. Amanh, trabalhos em estdio.

    Data de estreia 1Saturday Night Live, programa do Rafinha Bastos na Rede TV!, agora tem a sua estreia anunciada para o dia 13 de maio. Antes disso, sem chance. Inicialmente se fala em uma hora e meia de durao.

    Data de estreia 2Por outro lado, a Rede TV! tambm tem definida a estreia de Gilberto Bar-ros para 16 de junho, um sbado. O seu programa ser levado ao ar das 16 s 19 horas. O futebol, atualmente transmitido nesta faixa, ou ser cancelado ou transferido de horrio.

    O diretor Srgio Penna est trabalhando diariamente com o elenco de Gabriela, nova novela das 11 da Globo, na pre-parao de alguns atores. Mait Proena e Bruno Udovic, dona Sinhazinha e o dentista Osmundo, seu amante na histria, tm inclusive recebido uma ateno maior nesses ltimos dias em busca de melhor entrosamento

    PeneiraPrimo do atacante Adriano, ex-Corinthians, o jogador Pedro Paulo, 18, atualmente no Juventus F. C., do Rio, far participao na novela Ave-nida Brasil, da Globo. Na cena, vrios jovens desconhecidos fazem tes-tes observados por olheiro de um clube europeu, e o parente do Imperador estar entre eles.

  • DIVERSO&ARTE4 TribunaIndependenteMACEI - TERA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2012

    Fotos by Chico Brando

    elenilsontopnews@gmail.com

    Assine a Tribuna Independente e esta coluna pelo telefone (82) 3311-1308

    No FocoFOTOS BY CHICO BRANDO

    Hoje no Four BistrotDepois de muita expectativa acontece nesta tera, 17, o Jantar Harmonizado, promovido pelo chefe Thiago Maia e pelo sommelier Lucas Morais, no Four Bistrot. O jantar, restrito apenas a 40 casais, far um passeio pelo melhor da cozinha internacional e melhores vinhos do mundo. No menu, Brandade de Bacalhau - Cremoso bacalhau servido com pequenos pedaos de palmito pupunha e reduo de aceto balsmico; Vinho Argen-tino - Crios de Susana Balbo Torronts. Primeiro Prato - Sarg de Tilpia grelhada acompanhada de pur com manjerico e mix de cogumelos; Vinho Chileno - Ventis-quero Gran Reserva Sauv Blanc. Segundo Prato - Risoto de funghi com fil mignon de cordeiro; Vinho Portugus - Quinta de Pancas, seleo do enlogo. Sobremesa - Mousse de chocolate branco com coulis de frutas vermelhas.Vinho Argentino - L Celia Late Harvest. Um luxo! Reservas e informaes pelo telefone 4141-1004.

    Bombom na travessaIredientes: 1 lata de leite condensado, 1 colher (sopa) de margarina, 1 colher (sopa) de farinha de trigo, 2 caixas de creme de leite, 1 barra de chocolate 200g, 500 gramas de morangos. Modo de preparo: Derreta bem o chocolate em banho-maria ou no microondas, como de costume, e misture 1 caixa de creme de leite. Esse creme chama-se ganache. Reserve-o. Coloque no liquidificador o leite condensado, a margarina, a farinha e bata. Transfira para uma panela e leve ao fogo baixo, mexendo sempre at engrossar. O ponto o ponto de brigadeiro mole. Desligue o fogo e misture 1 caixa de creme de leite. Coloque o creme em um refratrio pequeno. Lave os morangos, corte-

    Enfocamos nesta coluna a super chique Ana Dria, leia-se Dry Clean Ponta Verde, feliz da vida com o sucesso da sua franquia. Parabns

    Mrcia Marques, uma amiga muito especial, nos convidando para conhecer as belas novidades que chegaram na sua Imaginarium para o Dia das Mes. Vale a pena conferir

    Mrcia Maciel, uma empresria que se destaca quando o assunto moda feminina, apresentando a coleo outono/inverno da sua maison Mrcia

    Com tudoPele

    Os amigos Fayruss Costa, Bibia-na Guimares e Alberto Cardo-so Filho recebendo mil elogios pelos novos aparelhos da clnica Esttica Pele. Os profissionais so refern-cia em dermatologia no Estado com tecnologia de ponta e as tcnicas mais aperfeioadas. Sucesso!

    Cliques

    Os cliques do famoso calendrio da Pirelli, que sempre traz as tops mais requisitadas do momento, tero assinatura inusitada. Nada menos que o fotgrafo de guerra Steve McCurry ser o responsvel por fotografar as modelos. O pro-fissional ficou conhecido mundial-mente pela foto da garota afeg, de 1985, que foi capa da National Geographic. Imagine o que vir por a.

    Os executivos da TV aberta no Brasil esto a beira de um co-lapso de nervos. Uma pesquisa di-vulgada esta semana d conta que o segmento registrou uma queda de 7% na audincia em relao a 2011. Na ltima dcada a perda total chega a 25%. Os executivos tentam descobrir como atrair o telespecta-dor em meio a tanta tecnologia.

    Mes

    As amigas Ana e Aninha Loureiro nos comunicando que a marca preparou vrios estojos especiais para voc presentear sua me com estilo nesse Dia das Mes. Os es-tojos atendem a todos os estilos de mames, das modernas a tradicio-nais, da workholic dona de casa. Passa l e d uma coferida!

    Sorry

    Voc perdoaria? Depois de ter afirmado que Adele (nova musa inglesa) era um pouco gorda de mais, o estilista Karl Lagerlfeld teria feito um singelo pedido de desculpas. O designer alemo teria enviado para a inglesinha uma coleo inteira de bol-sas da Chanel. E ai, voc recusaria?

    Coca-Cola

    Depois das parcerias com Karl Lagerfeld, a Coca-Cola escolheu um novo nome da moda como diretor criativo da marca: o estilista francs Jean Paul Gaultier. O estilista elegeu uma de suas criaes mais icnicas, o corset com suti em formato de cone eternizado por Madonna nos anos 90, como a estampa de uma das garrafas. Duas outras emba-lagens completam a coleo, que ser vendida em edio limitada, apenas na Europa.

    4 x Chico

    Essa para quem f. O cantor e compositor Chico Buarque de Hollanda faz quatro apresentaes em Recife, entre os dias 19 e 22 de abril. Chico Buarque ocupa a sute presidencial do Atlante Plaza no pe-rodo da estadia na capital pernam-bucana. O seu staff tambm fica no hotel beira-mar de Boa Viagem.

    Na Capa

    A estilista alagoana Marta Medei-ros emplacou mais um editorial de moda. A moa, que virou nome de grife em todo o mundo, assina editorial na GoWhere Luxo deste ms. A revista traz uma das cri-aes da alagoana, um blazer e um short de renda. Luxo puro!

    Outono inverno

    As lulus esto enlouquecidas. Isso porque as peas da coleo outono-inverno da Entre&Vista, na Galeria Victoria Place, j comea a receber as primeiras peas da coleo das grifes mais badalas do pas. Um show de bom gosto das amigas Andra e Moacira Cunha. Vale conferir!

    Niver

    Um dos aniversariantes mais fes-tejados do fim de semana foi o querido fotgrafo Flvio Cansano, que teve o telefone congestionado neste domingo pela virada de mais uma folhinha de calendrio.

    Lcia Marques

    Este domingo tambm foi o dia de celebrar a amiga Lcia Marques Ferreira, e o jovem Kayan Wander-ley Canuto, festejadssimo pelos pais e avs. A todos os aniversa-riantes nossos votos de sade, sucesso e muitas felicidades.

    Abraos

    A coluna agradece o carinho dos amigos Regina e Zequinha Maranho, que nos enviaram felicitaes pela coluna aqui na Tribuna Independente. Obrigado pelo carinho, queridos!

    Malte

    O maior produtor mundial de usque - a Esccia - est de olho no Brasil. As exportaes de usque escocs bateram um novo recorde em 2011, e o mercado que mais cresceu, em termos de valor e de volume, foi o brasileiro. No ano pas-sado, o Brasil importou 99,2 milhes de libras (cerca de R$ 289 milhes) da bebida. Isso representa um au-mento de 48% em relao ao valor importado em 2010: 66,9 milhes de libras (R$ 195 milhes).

    Realismo fantstico

    grave o estado de sade do ator Tiago Klimeck, de 27 anos, que foi enforcado durante um espetculo da Paixo de Cristo no interior de So Paulo. O ator interpretava o papel de Judas e na cena da morte teria ocorrido um acidente que acabou enforcando o ator, que teve leses cerebrais. O acidente chama a aten-o para segurana dos espetculos teatrais espalhados pelo Brasil.

    Cenrio

    Considerado o melhor So Joo do Estado, So Miguel dos Campos promete inovar ainda mais este ano. A prefeitura da cidade contratou ningum menos que o badaladssimo arquiteto Alex Barbosa, que assina todo o dcor da festa. So Joo pra l de estiloso.

    Disney

    Nada como usar uma boa pessoa acima de qualquer suspeita para representar o chefo da casa. A Dis-ney quer que Tom Hanks interprete o prprio Walt Disney no filme Saving Mr. Banks, histria real que mostra a longa tentativa de Disney de levar para as telas sua verso de Mary Poppins. Hanks um veterano da casa e Toy Story, com o uso de sua voz para o cowboy da srie de trs filmes, j rendeu 2 bilhes de dlares para a Disney. O projeto ainda est engatinhando.

    Justia

    Depois de dois dias de muitos argumentos jurdicos, religiosos, morais, de sade pblica o Superior Tribunal Federal aprovou por maioria dos votos a legalidade do aborto no caso de anencfalos (sem cre-bro). O julgamento mobilizou toda a sociedade e, agora, com a resoluo tomada, preciso garantir a sua apli-cabilidade com legitimidade.

    Acesse o portal Tribunahoje.com e leia

    na ntegra a coluna Top News no

    Blog Elenilson Gomes

    Workshop

    A Microsoft, em parceria com a Faculdade Estcio FAL e a Associao das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informao Regional Alago-as, realiza na sexta-feira (dia 20), a partir de 19h, no auditrio da Facul-dade, em Jaragu, um Workshop sobre Inovao, com Fernando Massao Kimura. Sero apresentadas sugestes de como inovar de forma simples e rpida, com baixo ou nenhum custo. O evento gratuito e tem como pblico alvo estudantes e profissionais de diversas reas, interessados em Inovao no ambiente de trabalho. O evento gratuito.

    Flvia Soares e Adriana Bernardes, profissionais do mais alto profissionalismo, explodem de sucesso quando falamos em servio de primeira classe em buffets

    Aplausos para a mega empresria Monica Casado; ela comanda com sucesso os stdios Fios de Cabelos

    Parabenizamos a amiga Eliana Aroucha quando falamos em dermatologia em nosso Estado

    Ser feliz deixar de ser vtima dos problemas e se tornar um autor da prpria histria.

    saber falar de si mesmo. no ter medo dos prprios sentimentos

    (Fernando Pessoa)

    Audincia