Edicao 29 08 14

  • Published on
    02-Apr-2016

  • View
    212

  • Download
    0

DESCRIPTION

jornal Tribuna Feirense, Feira de Santana, Bahia

Transcript

  • www.tribunafeirense.com.br R$ 1ANO XV - N 2.495FeiRA de SANtANA, SeXtA-FeiRA 29 de AgOStO de 2014 redacao@tribunafeirense.com.brAteNdiMeNtO (75)3225-7500

    Acesse nosso site: www.tribunafeirense.com.br

    MANU DIAS /SECOM BA

    Feira cresce mais que a mdia nacional

    Wagner entrega Nide Cerqueira. Viaduto promessa para 2015

    O IBGE divulgou ontem a estimativa de populao de todos os municpios do Brasil. Feira de Santana est com 612 mil habitantes e ainda aumenta a populao acima da mdia nacional, mesmo fazendo parte do grupo das cidades com mais de meio milho de habitantes, que hoje apresentam taxa de crescimento menor que as chamadas cidades mdias, com populao entre 100 mil e 500 mil pessoas. 5

    Foi inaugurada pelo governador a avenida de ligao entre a Getlio Vargas e a BR 324. Sem um viaduto e nem ao menos um retorno adequado para quem pretenda ir em direo a Salvador, a nova via foi considerada completa por Wagner, que recomendou que fosse observada a beleza da obra, segunda maior avenida da Bahia, atrs apenas da Paralela, em Salvador.

    5

    4Pesquisas para todos os interessadosBabesp e Ibope como instrumentos de propaganda das candidaturas de Rui Costa e Paulo Souto

  • 2 Feira de Santana, sexta-feira 29 de agosto de 2014

    As pesquisas eleitorais na Bahia tm servido menos para informao do que para o duelo entre as principais foras que disputam o Palcio de Ondina.

    grande a disparidade de nmeros entre os dois institutos que divulgam com maior regularidade suas sondagens.

    No para menos, j que ambos atuam sob pesada suspeio. O Ibope pelo inapagvel erro de 2006, quando dava vitria a Paulo Souto no primeiro turno e Wagner ganhou no primeiro turno. Bem como pelo fato de ter seus levantamentos contratados pela TV Bahia, afiliada da Rede Globo, de propriedade da famlia Magalhes, do prefeito da capital,

    Pesquisas na Bahia s servem para animar a torcida

    CORREO: NA SEMANA ANTERIOR, A EDIO 2494 DA TRIBUNA FEIRENSE, QUE DEVERIA SER DATADA DE 22 DE AGOSTO, SAIU ERRADAMENTE COMO 29 DE AGOSTO

    ACM Neto, que embora no dispute a eleio o principal nome oposicionista no estado. O Babesp propriedade de aliado umbilical do governo Wagner, o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo.

    Nas pesquisas que ambos divulgam, h somente uma convergncia: Souto lidera, sempre em torno de 40%.

    Quanto a Ldice, Rui, a soma de votos de ambos e a possibilidade de segundo turno, as divergncias so gritantes. O Ibope sequer se dignou, em sua segunda pesquisa, a incluir a hiptese de um segundo turno com Rui Costa. Simulou apenas Souto x Ldice, o que deixou de fazer sentido ainda mais pelo fato de que seus prprios

    nmeros revelaram a ascenso de Rui, que j se distancia da terceira colocada.

    Mesmo assim os 15% que o Ibope atribui agora a Rui so menores do que os 16% que o Babesp dava ao petista h duas semanas. Na sua mais recente pesquisa, o vulgo Datanilo viu Rui com 21%, quase o dobro de Ldice. Mas ateno: na pesquisa que os dois institutos divulgaram no mesmo dia esta semana (quarta-feira), Ldice tem 12% no Datanilo e 9% no Ibope. Tais diferenas fazem com que Rui e Ldice somem 33% no Babesp (faltando somente 8 pontos para alcanarem Souto) e 24% no Ibope. Pelo Ibope, no h chance

    de segundo turno, pois Souto est a 20 pontos de distncia da soma de seus dois principais adversrios (os outros trs candidatos que oscilam entre zero e 2% no alteram em nada o quadro).

    Com tanta discrepncia,

    os nmeros s servem para inspirar as torcidas dos candidatos. Com trs programas eleitorais, Rui cresce 5%, vibrou Everaldo Anunciao, presidente do PT, citando o Babesp. Aps pesquisas, Souto ganha adeso de

    lideranas governistas, sapecou a assessoria de Paulo Souto, baseada no Ibope. H muitos outros exemplos, mas estes bastam para mostrar que nesta eleio cada candidato tem seu prprio instituto.

    VeJA NO gRFiCO O deSeMPeNHO dOS tRS PRiNCiPAiS CANdidAtOS, NAS dUAS PeSQUiSAS dO iBOPe e dO BABeSP

  • Feira de Santana, sexta-feira 29 de agosto de 2014 3

    glauco Wanderley

    redacao@tribunafeirense.com.br

    ASSIM

    FALO

    U

    Feirense vota em feirenseNo estou propondo.

    Estou constatando. Em toda eleio ocorre a pregao de que a cidade (apesar de ser formada por gente de toda parte e ter fortssimas ligaes intermunicipais e at interestaduais) deve concentrar seus votos nos candidatos locais, para que eles sejam eleitos e Feira tenha fora poltica e representatividade na Assembleia e na Cmara Federal. Ocorre que o eleitor j faz isso.

    Tome-se a eleio de 2010. Para deputado estadual, os 12 mais votados so feirenses. J na eleio para deputado federal os de fora conseguiram se infiltrar mais. Os de Feira so 6 entre os 10 primeiros.

    Como os feirenses so muito mais votados, o grupo de 12 que liderou a corrida para a Assembleia Legislativa abocanhou 168.193 votos, que representam 70% do total de 242.285.

    dePUtAdO FedeRAL

    dePUtAdO eStAdUAL

    Para deputado federal os seis feirenses entre os 10 mais votados representam 57% dos votos (139.922 de um total de 241.923 votos vlidos dados em Feira para este cargo). Neste caso, bem menos do que na votao para deputado estadual, mas ainda um nmero expressivo. No sei qual percentual contentaria os adeptos das campanhas que pedem que o feirense vote em feirense, ao invs de escolher com base em

    convices polticas ou ideolgicas.

    O percentual de votos dados aos feirenses ainda maior, pois h outros candidatos locais no contabilizados aqui porque no ficaram entre os primeiros.

    O problema, portanto, no de infidelidade do eleitor com seus candidatos. O problema est com os candidatos, que no conseguem ser votados fora da cidade, pois no tm discurso nem

    liderana regional, como deveriam ter, j que Feira sede de uma extensa regio. Mas se pregam em Feira a excluso dos de fora, com que argumentos vo se dirigir ao eleitor das outras cidades?

    O resultado que, mesmo os muito bem votados aqui no conseguem se eleger. Para a Assembleia, classificaram-se 5, entre aqueles 12 mais votados. Para Braslia, foi somente Fernando Torres, dentre os 6 feirenses mais votados.

    Sem querer, Rui denuncia Wagner

    Tomei um susto ao ver a propaganda de Rui Costa dizer que Wagner implantou uma mdia inferior a cinco escolas de tempo integral por ano de governo. Me parece que, diferente de motivo de orgulho, isto deveria ser objeto de denncia da chapa adversria.

    Mas no. No programa eleitoral de segunda-feira (25) apareceu um grfico criticando Paulo Souto, que teria deixado somente 23 escolas de tempo integral. Com Wagner, j

    so 62, vibra o locutor da campanha.

    Ora, acrescentar 39 escolas entre 2007 e 2014 d uma mdia de 4,87 por ano (Rui promete chegar a 300 ao final dos seus 4 anos).

    A verdade que os polticos fizeram da escola de tempo integral uma promessa v. O MEC d dinheiro para transformar as escolas existentes em tempo integral. Os governos que no se interessam pelo assunto e nem buscam o recurso.

    Paulo Henrique Carneiro novato em eleies, mas mostra que no besta. Aparece nos cartazes de propaganda eleitoral ao lado do av, Joo

    O pai no tem cartaz

    Marina s depende dela

    Lugar de lixo na ruaSou testemunha de que

    frequentemente a prefeitura recolhe lixo e entulho deste terreno onde acaba a Fraga Maia e destina-se a um dia ser um prolongamento da avenida. Mas imediatamente ele comea a ser novamente abastecido. H algumas semanas o jornal trouxe matria mostrando que o mesmo ocorre em outras reas da cidade, at mesmo ao lado de pontos de entulho oficiais. Como o governo nem multa nem faz campanha de esclarecimento, o problema no tem soluo a vista.

    CARMeN LCiA, ministra do StF

    Esse Estado brasileiro, como est estruturado e como a Constituio previu h 25 anos, no atende mais a sociedade. O que era esperana, na dcada de 1980, pode se transformar em frustrao. A tendncia de uma frustrao, o risco social, se transformar em fria.

    eLeiO 2010

    Em polvorosa, as campanhas de Dilma e Acio avaliam como derrubar Marina. Para Dilma, muito, muito mais fcil enfrentar Acio no segundo turno. Para Acio no haver segundo turno se Marina no cair.

    O problema que, se de uma hora para a outra comear um espancamento da candidata da qual at agora ningum falava mal, bem possvel que isto s ajude a prpria a crescer

    ainda mais.Sendo assim,

    para se manter na posio privilegiada (com vis de alta) em que est, basta a Marina no fazer/dizer nenhuma grande besteira. A tarefa ingrata para petistas e tucanos, pois veterana como a adversria, forjada em debates da esquerda, no ser fcil de encurralar em entrevistas ou debates.

    Durval. Apesar disso, alm do sobrenome, o DNA entrega: uma cpia rejuvenescida do pai, o impopular Joo Henrique, ex-prefeito de triste memria na capital.

    Feira espera ter a Lagoa grande de volta

  • 4 Feira de Santana, sexta-feira 29 de agosto de 2014

    De acordo com o IBGE, que divulgou nesta quinta-feira (28) a estimativa de populao de todos os 5.570 municpios do Brasil, Feira de Santana teve um crescimento de 1% em sua populao, entre 2012 e 2013. A cidade alcanou o nmero redondo de 612 mil habitantes.

    O IBGE constatou que os municpios de mdio porte (com populao entre 100 mil e 500 mil pessoas) tiveram as maiores taxas de crescimento (1,12% no ano). Feira, entretanto, ainda cresce acima da mdia de 0,84%, que a das cidades com mais de 500 mil habitantes. A mdia nacional ficou em 0,86%. Feira permanece na posio

    Excetuando-se as capitais, Feira de Santana a 15 cidade mais populosa do pas. Alm de superar a populao de algumas capitais brasileiras, sua populao maior do que todo o estado de Roraima, que tem 496 mil habitantes.

    Na Bahia, Feira tem quase o dobro da populao de Vitria da Conquista, terceira colocada do ranking. A populao feirense corresponde a 20% dos quase trs milhes de moradores de Salvador, terceira cidade mais populosa do pas.

    Listamos abaixo as 50 cidades com menor populao em Feira, em ordem decrescente, do 367 ao 417 municpio. So cidades com populao entre 3 mil e 9 mil habitantes.

    Populao de Feira de Santanaaumentou 1% segundo o iBge

    do ano anterior, como 34 maior cidade do pas. O Brasil tem 202.768.562 de habitantes e a Bahia 15.126.731 ( o quarto estado do pas, aps So Paulo, Minas e Rio).

    A estimativa populacional uma obrigao anual do IBGE, que sempre no final de agosto divulga os dados (com data de referncia do dia 1 de julho), com vistas ao clculo do Fundo de Participao, dos estados e municpios, a cargo do Tribunal de Contas da Unio. A contabilidade do IBGE feita com base nos resultados do Censo de 2010 e nos registros de nascimentos e bitos.

    Uma das cidades mais populosas do Brasil

    367 Aratupe 9.104

    368 Guajeru 9.087

    369 Candeal 9.075

    370 Palmeiras 9.066

    371 Morpar 8.977

    372 Malhada de Pedras 8.918

    373 Ouriangas 8.822

    374 Lajedo do Tabocal 8.810

    375 Cordeiros 8.795

    376 Rodelas 8.763

    377 Ribeiro do Largo 8.713

    378 Ibirapu 8.671

    379 Itamari 8.534

    380 Tanquinho 8.532

    381 Itaquara 8.480

    382 Elsio Medrado 8.420

    383 Macurur 8.390

    384 Gongogi 8.212

    385 Nova Itarana 8.192

    386 Nova Ftima 8.105

    387 Teodoro Sampaio 8.067

    388 Itanagra 8.029

    389 Muniz Ferreira 7.860

    390 Apuarema 7.780

    391 Jussiape 7.526

    392 Pedro 7.511

    393 Irajuba 7.443

    394 Itaju do Colnia 7.428

    395 Itagimirim 7.384

    396 Nova Ibi 7.063

    397 Santa Cruz da Vitria 6.778

    398 Vereda 6.737

    399 Barro Preto 6.627

    400 Barra do Rocha 6.518

    401 Jussari 6.434

    402 Ichu 6.288

    403 Almadina 6.234

    404 So Jos da Vitria 6.158

    405 Feira da Mata 5.911

    406 Firmino Alves 5.766

    407 Maetinga 5.561

    408 Cravolndia 5.552

    409 Ibiquera 5.149

    410 Aiquara 4.790

    411 Gavio 4.729

    412 Contendas do Sincor 4.340

    413 Dom Macedo Costa 4.140

    414 Lafaiete Coutinho 4.046

    415 Lajedo 3.997

    416 Lajedinho 3.993

    417 Catolndia 3.644

    ANO 2010 2011 2012 2013

    POPULAO 556.642 568.099 606.139 612.000

    ORDEM UF MUNICPIO POPULAO

    1 SP Guarulhos 1.312.197

    2 SP Campinas 1.154.617

    3 RJ So Gonalo 1.031.903

    4 RJ Duque de Caxias 878.402

    5 SP So Bernardo do Campo 811.489

    6 RJ Nova Iguau 806.177

    7 SP Santo Andr 707.613

    8 SP Osasco 693.271

    9 SP So Jos dos Campos 681.036

    10 PE Jaboato dos Guararapes 680.943

    11 SP Ribeiro Preto 658.059

    12 MG Uberlndia 654.681

    13 MG Contagem 643.476

    14 SP Sorocaba 637.187

    15 BA Feira de Santana 612.000

    16 SC Joinville 554.601

    17 MG Juiz de Fora 550.710

    18 PR Londrina 543.003

    19 GO Aparecida de Goinia 511.323

    20 PA Ananindeua 499.776

    21 RJ Niteri 495.470

    22 RJ Campos dos Goytacazes 480.648

    23 RJ Belford Roxo 479.386

    24 ES Serra 476.428

    25 RS Caxias do Sul 470.223

    As cidades mais populosas da Bahia

    As menores cidades da Bahia

    1 Salvador 2.902.927

    2 Feira de Santana 612.000

    3 Vitria da Conquista 340.199

    4 Camaari 281.413

    5 Itabuna 218.925

    6 Juazeiro 216.588

    7 Lauro de Freitas 188.013

    8 Ilhus 182.350

    9 Jequi 161.150

    10 Teixeira de Freitas 155.659

    11 Alagoinhas 153.560

    12 Barreiras 152.208

    13 Porto Seguro 143.282

    14 Simes Filho 131.630

    15 Paulo Afonso 118.323

    16 Eunpolis 112.032

    17 Santo Antnio de Jesus 100.550

    18 Valena 96.507

    19 Candeias 88.308

    20 Guanambi 85.237

    21 Jacobina 84.577

    22 Serrinha 82.733

    23 Senhor do Bonfim 80.810

    24 Dias dvila 76.624

    25 Lus Eduardo Magalhes 76.420

    26 Itapetinga 75.440

    27 Irec 72.730

    28 Campo Formoso 71.900

    29 Casa Nova 71.504

    30 Brumado 69.022

    31 Bom Jesus da Lapa 68.922

    32 Conceio do Coit 67.651

    33 Itamaraju 67.191

    34 Itaberaba 66.065

    35 Cruz das Almas 63.761

    36 Ipir 62.172

    37 Santo Amaro 61.559

    38 Euclides da Cunha 60.932

    39 Tucano 56.131

    40 Araci 56.023

    41 Catu 55.380

    42 Jaguaquara 55.127

    43 Monte Santo 54.807

    44 Barra 53.786

    45 Santo Estvo 52.704

    46 Caetit 52.353

    47 Ribeira do Pombal 51.026

    48 Macabas 49.861

    49 Poes 48.655

    50 Xique-Xique 48.210

    Cidade CidadePopulao Populao

  • Feira de Santana, sexta-feira 29 de agosto de 2014 5

    Glauco Wanderley

    No faltou dinheiro nem planejamento, segundo explicou o governador Jaques Wagner, ao tentar justificar porque a avenida Nide Cerqueira, inaugurada nesta quinta (28) em Feira de Santana, no funciona para ligar a cidade com a BR 324, sentido Salvador, o que seria uma das finalidades da obra. O que parece um erro grosseiro, com a sada da avenida to prxima do retorno em frente ao Parque de Exposies que ficou impossvel us-lo para pegar a pista contrria, foi classificado por Wagner como uma coincidncia. A coincidncia da sada da Nide ficar muito em cima do retorno... Se este retorno estivesse dois quilmetros frente, nada disso a gente estaria discutindo, argumentou, em entrevista durante a entrega da obra.

    Wagner classifica como coincidncia falta de acesso da Nide para BR 324

    A avenida planejada h anos em Feira de Santana. O projeto inicial foi elaborado na prefeitura. Quando o estado encampou a obra, a responsabilidade passou Conder, que em 2012 realizou audincias pblicas para debater o traado e outros aspectos relacionados ao empreendimento. Ningum quis ou lembrou de incluir o viaduto (embora o estado tenha gasto

    mais de R$ 2 bilhes em obras virias, com avenidas e viadutos na capital, que foram concludas ou esto em andamento, conforme mostra tabela nesta pgina).

    Wagner promete agora resolver rapidamente a questo. Primeiro com um novo retorno, depois com um viaduto. Podemos construir, uma obra muito simples um novo retorno. J vi espao, para fazermos

    Pesquisando o noticirio do governo do estado ao longo dos ltimos anos encontramos uma lista de investimentos na construo e ampliao de avenidas em Salvador, que incluem muitas vezes a necessidade de instalao de viadutos. O valor total das obras valor supera a casa dos R$ 2 bilhes.

    bom lembrar que a lista pode estar incompleta, deixando de fora empreitadas que ocorreram nos primeiros anos do governo Wagner. O valor tambm aproximado, pois como quase regra no setor pblico, as obras nunca custam apenas o que anunciado no lanamento.

    Capital teve pelo menos R$ 2,4 bilhes em obras virias

    um retorno dois quilmetros depois. Prefiro comemorar a beleza da Nide, desconversou.

    O governador afirmou que a preocupao inicial era fazer a avenida, e que estava ontem mesmo autorizando licitao para a posterior construo do viaduto, que tem custo estimado em R$ 12 milhes. Mais seis meses vamos estar com este viaduto e o retorno prontos. O

    importante no s quem vai voltar para Salvador. Quem vem de Salvador j tem um acesso direto para c. Acho que vale aqui a gente comemorar. Como toda obra, a cada momento tem uma coisa para melhorar. Mas uma obra que est sendo entregue completa. A Nide a maior e mais bonita avenida de Feira e a segunda maior do estado. Maior que ela s a Paralela [em Salvador].

    A AVENIDACom 8,1

    quilmetros de extenso, a via de mo dupla conta com ciclovia, faixa de pedestre e espao para a prtica de esportes e lazer. O trecho vai da Avenida Getlio Vargas at a BR-324, prximo ao Parque de Exposies. O uso da nova avenida vai ajudar a desafogar o trnsito na Presidente Dutra. Para quem vem da capital em direo aos municpios do norte do

    estado, como Serrinha e Santa Brbara, ser muito mais cmodo trafegar pela Nide, at alcanar o Contorno de Feira de Santana.

    A inaugurao na manh de ontem veio com seis meses de atraso em relao previso inicial, que era de concluso em fevereiro. Alm do governador, o ato teve a presena de autoridades como o senador Walter Pinheiro e o prefeito Jos Ronaldo. Familiares de Nide Cerqueira tambm compareceram. Ele foi deputado estadual, sendo fundador do time amador Bahia de Feira. Faleceu em um acidente de carro na BR-324, em 1995.

    Segundo o governo do estado, a obra recebeu investimento de R$ 26 milhes e faz parte do Programa de Mobilidade Urbana do Governo do Estado. Foi executada pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder), vinculada Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur).

    bem verdade que a capital tem necessidades maiores que Feira de Santana, tanto por ter uma populao cinco vezes maior quanto pelos custos e caractersticas das intervenes em uma cidade de grande porte. Mesmo assim, a disparidade imensa.

    Comparados aos valores investidos na capital, o que se gastou em Feira de Santana em obras do mesmo tipo insignificante, o que torna ainda menos aceitvel a ausncia do viaduto na obra que o governador entregou ontem, considerando-a completa. Salvo engano, foram apenas

    trs intervenes em territrio feirense nestes ltimos quatro anos de governo Wagner, que somam poucas dezenas de milhes, 76 vezes menos do que o total invertido na capital. Alis, de acordo com o prprio governo, os investimentos em mobilidade na capital, se includo o metr (que alcanar tambm Lauro de Freitas), superam os R$ 8 bilhes.

    Nossa contabilidade no inclui a duplicao de parte do Contorno realizada pela Via Bahia, pois obra privada, realizada por empresa que recebe pagamento do contribuinte que paga pedgio.

    Wagner acenou na visita a Feira com outras obras projetadas, como um grande anel virio que tiraria os caminhes diretamente da BR 324 para a 116 Norte, sem passar pelo Contorno e uma nova via de acesso ao aeroporto, cuja ampliao (orada

    em R$ 280 milhes) o governador disse que espera iniciar antes do final de seu mandato em dezembro.

    Feira poder ser parcialmente compensada na medida em que saiam do papel as obras de duplicao

    das BRs 116 Norte e 101, anunciadas festivamente na semana passada, mas que segundo o Ministrio dos Transportes s comea em novembro, depois das eleies. Sero mais de 600 quilmetros

    duplicados e o valor superior a R$ 1 bilho necessrio para o servio ser em parte aplicado em territrio feirense, que se beneficiar sobretudo pela melhoria do trfego e das condies de infraestrutura.

    Vendo: Palio - Ano: 2009/2010 - Cor: PretaCompleto: Direo hidrulica, ar condicionado, vidro eltrico, trava eltrica, alarme.Batria e 4 pneus novos . Emplacado 2014Super conservado.Contatos: (75) 9171-2529

    peloContornoeumanovaviadeacessoaoaeroporto,cujaampliao(oradaemR$280milhes)ogovernadordissequeesperainiciarantesdofinaldeseumandatoemdezembro.

    FeirapoderserparcialmentecompensadanamedidaemquesaiamdopapelasobrasdeduplicaodasBRs116Nortee101,anunciadasfestivamentenasemanapassada,masquesegundooMinistriodosTransportesscomeaemnovembro,depoisdaseleies.Seromaisde600quilmetrosduplicadoseovalorsuperioraR$1bilhonecessrioparaoservioseremparteaplicadoemterritriofeirense,quesebeneficiarsobretudopelamelhoriadotrfegoedascondiesdeinfraestrutura.

    OBRAS VIRIAS EM SALVADOR CUSTO(em milhes) DESCRIO

    Avenida 29 de Maro 5804 viadutos e 4 pontes, pistas duplas com 3 faixas por sentido, ciclovias

    Avenida Orlando Gomes 500dois viadutos e uma ponte, pistas duplas com 3 faixas por sentido, ciclovias

    Avenida Gal Costa 500ampliao com construo de 3 faixas, 3 viadutos e 2 tneis

    Via Expressa Baa de Todos-os Santos 48014 viadutos, dez pistas de rolamento, trs tneis

    Complexo Virio Imbu-Narandiba 95

    ligao direta da Avenida Lus Eduardo Magalhes com os bairros do Stiep e da Boca do Rio.

    Avenida Pinto de Aguiar 67

    duplicao da via, que liga as avenidas Octvio Mangabeira (orla) e Luiz Viana Filho (Paralela), no bairro de Pituau.

    Complexo de Viadutos do Imbu 63trs viadutos e vias marginais entre a Avenida Paralela e a entrada do Imbu.

    Pista de Borda 57

    via de 11 km, para ligao entre Plataforma e Ribeira, com implantao de praas, equipamentos esportivos e ciclovia

    Alas na Av. Lus Eduardo Magalhes 7 no entroncamento com a BR-324

    TOTAL 2,4 bilhes

    OBRAS VIRIAS EM FEIRA Avenida Noide Cerqueira 26 8 km de uma avenida nova

    BA 513 1,8 reestruturao da estrada

    Avenida Srgio Carneiro 3,6 reforma da avenida, que leva ao aeroporto

    TOTAL 31,4 milhes

    Wagner mostra ao prefeito os planos para construo do viaduto necessrio para ligar a nova avenida BR 324, ideia que norteou a criao da Nide Cerqueira

  • 6 Feira de Santana, sexta-feira 29 de agosto de 2014

    Andr Pomponet economia em crnicaandrepomponet@hotmail.com

    Um dos grandes dramas do sistema capitalista a existncia de uma incontvel quantidade de trabalhadores que no tem acesso ao mercado formal de trabalho. No Brasil, por exemplo, somente 50% dos empregados tem registro na carteira de trabalho. Note-se que isso constitui um recorde, j que, nas dcadas anteriores, o percentual era bastante inferior. Quem no tem emprego fixo enfrenta maiores riscos de contar com baixa remunerao, condies inadequadas de trabalho e ausncia de amparo previdencirio.

    Revogar o sistema capitalista no constitui prioridade de nenhum dos principais partidos polticos do Brasil. Sendo assim, cabe a essas agremiaes, em parceria com a prpria sociedade, a funo de pensar em alternativas para milhes de brasileiros que esto margem do mercado de trabalho, mas que necessitam de polticas de incluso produtiva.

    trabalho informal no d ibope no horrio eleitoralO perodo eleitoral, a propsito, o momento mais adequado para se ouvir propostas a esse respeito.

    At aqui, no entanto, pouco se fala sobre a questo. Ferrovias, hidrovias, portos, aeroportos e rodovias dominam o discurso e as imagens na televiso. cmodo pros marqueteiros, rende voto porque muito visvel, mas no esgota o conjunto das necessidades da sociedade. Sobretudo para a parcela que mais precisa das aes do Estado.

    Na Bahia, o drama do mercado informal assusta, sobretudo nos municpios menores. Dados de 2010 indicam que, naquele ano, 1,5 milho de baianos trabalhavam sem registro na carteira de trabalho; outros 714 mil procuravam emprego; e 1,3 milho defendiam-se trabalhando por conta prpria. Os afortunados empregados com carteira assinada e funcionrios pblicos no

    passavam de 2,1 milhes.Os governos tem que

    participar da construo de alternativas de incluso produtiva para quem no dispe de um emprego. Nos ltimos anos, o Bolsa Famlia cresceu e se consolidou como uma bem sucedida poltica de gerao de transferncia de renda. No entanto, a iniciativa no representa uma soluo para quem deseja no apenas tocar a vida com um benefcio social, mas ingressar no mercado de trabalho e assegurar o prprio sustento.

    e Feira de Santana?Na Feira de Santana,

    em janeiro de 2014, 115,3 mil trabalhadores tinham carteira de trabalho assinada, de acordo com dados do Ministrio do Trabalho e Emprego (MTE). menos gente que a soma dos que, em 2010, no eram registrados (59,5 mil) ou atuavam por contra prpria (62,5 mil). A esse nmero, devem ser acrescentados

    aqueles que estavam desempregados (30,6 mil).

    A rigor, cerca de um quarto da populao feirense (que totaliza cerca de 600 mil habitantes), um tero da populao em idade ativa (cujo total alcana 471,4 mil) e praticamente metade da populao economicamente ativa ( estimada em 292,2 mil pessoas em seu conjunto) vive sob o drama do trabalho precrio. Claro que parte dos que atuam por conta prpria no enfrentam tanta precariedade. Mas, ainda assim, gente demais para o problema ser minimizado.

    Que tipo de soluo os candidatos podem apresentar? Primeiro, mapear esse contingente de trabalhadores, para descobrir seu perfil e propor solues ajustadas a cada situao. Microcrdito, qualificao profissional, encaminhamento para o emprego em casos especficos, suporte tcnico para prospeco

    de negcios e apoio para a organizao de cooperativas e associaes so caminhos ainda pouco utilizados para atenuar a chaga da precariedade.

    Essas solues j so conhecidas e, em alguma escala, so aplicadas com razoveis graus de sucesso. O problema, na maioria dos casos, o enfoque: ao invs de constiturem objetivos estratgicos dos governos, diluem-se numa enxurrada de outras aes, desarticuladas e no convergentes, que pouco ou

    nada mudam o cenrio.Em 2010, quem tinha

    emprego com carteira assinada ganhava, em mdia, R$ 1.043 na Bahia e R$ 964 em Feira de Santana. Isso para um salrio-mnimo de R$ 510. Na informalidade no se ia alm dos R$ 567 na Princesa do Serto, sem direitos trabalhistas ou previdencirios. Esses nmeros mostram, por si mesmos, a importncia da incorporao do tema s agendas dos candidatos nessas eleies de 2014...

  • Feira de Santana, sexta-feira 29 de agosto de 2014 7

  • 8 Feira de Santana, sexta-feira 29 de agosto de 2014

    Sandro Penelu Mais dicas culturais em: www.infcultural.blogspot.comsandropenelu@gmail.comCultura e Lazer

    itamar VianArcebispo Metropolitano

    Luzes no Caminhodi.vianfs@ig.com.br

    SHOWS AO VIVO

    Rua Quintino Bocaiuva - 701 - Ponto Central - CEP 44075-002 - Feira de Santana - PABX (75)3225.7500/3021.6789

    OS teXtOS ASSiNAdOS NeSte JORNAL SO de ReSPONSABiLidAde de SeUS AUtOReS.

    Fundado em 10.04.1999www.tribunafeirense.com.br / redacao@tribunafeirense.com.brFundadores: Valdomiro Silva - Batista Cruz - Denivaldo Santos - Gildarte Ramos

    Editor - Glauco Wanderley Diretor - Csar OliveiraEditorao eletrnica - Maria da Piedade dos Santos

    Olhando para trsO dia de nosso aniversrio sempre muito especial. Neste dia, normalmente, que nos

    damos conta de que a vida preciosa. Todos ns, cada um a seu modo, estamos sempre crescendo. Cada vida na terra muito importante aos olhos de Deus, e voc tem grandes razes para crescer, basta tentar viver intensamente o tempo presente conservando sua f.

    OLHANDO para trs, ao completar 74 anos de vida, 46 de padre e 30 anos de bispo, vejo que poderia ter feito muitas coisas, bem melhor do que fiz, especialmente, considerando tudo o que aprendi nesses muitos anos vividos.

    CONTUDO, o que fiz, com certeza, o fiz da melhor maneira possvel, considerando o que eu sabia e o que eu era capaz de fazer, naquele momento. Se fiz alguma coisa no to boa, nem to bem, aquilo era exatamente o que eu sabia e poderia ter feito naquele instante. E o fiz da melhor maneira possvel. Hoje, certamente faria melhor porque sempre tenho muito que aprender. Se voltasse no tempo, sabendo tudo o que aprendi at hoje, muitas coisas que achei ter feito bem, as faria diferente.

    AO INVS de ficar dizendo hoje, como deveria ter feito ontem, o certo ser procurar fazer melhor o que estou fazendo agora, o que me dado fazer neste momento, pois nele e somente nele, que eu estou vivendo! Nada posso mudar no ontem, porm, bem melhor posso fazer o hoje.

    FICAR lamentando o que fiz ou deixei de fazer, somente me far infeliz, acabarei fazendo infelizes todos aqueles que me cercam, e em nada contribuirei para melhorar a minha prpria vida e a vida dessas pessoas. Mas, se procurar aprender com as coisas que fiz, sem nunca lamentar por elas, com certeza, meus dias sero melhores, melhores sero os meus relacionamentos e muito melhor ser a vida!

    NA VERDADE, s o que fiz a contragosto talvez por elas, eu devesse me desculpar. Mas, tambm elas foram feitas em razo do momento, e naquele momento, nem to erradas elas me pareceram ser, por isso mesmo as fiz.

    ASSIM, olhando para trs, s tenho que agradecer a Deus por tudo o que fiz. Pois graas a essa histria, que hoje sou o que sou. Por ela aprendi a fazer melhor, o que antes no fazia to bem. E por ainda estar aprendendo e bem disposto a aprender mais, nos anos que ainda tiver, com certeza farei mais e muito melhor o farei! Por tudo isso, louvo e louvarei a Deus, que confiou em mim, dando-me os meios e deixando-me utiliz-los, livremente.

    SEXTA-FEIRA 29/08ATRAO LOCAL HORA ENDEREOCELY NOBLAT Quiosque dos Amigos 18 Praa Duque de CaxiasALAN OLIVEIRA Quiosque do Mazinho 21 Praa Gilson Pedreira Av. Getlio VargasALISSON Bar Novo Art 21 Serraria BrasilJOSAS ALMEIDA Paradinha Pastelaria 21 Rua So DomingosMARIZLIA E OS COISINHO Botekim Tematic Bar 22 Av. Joo DurvalGELIVAR SAMPAIO E SEU GRUPO Bengos Bar 21 Estao NovaMARCIONLIO Cidade da Cultura 21 Conjunto Joo PauloDENIS Espetinho do Pimenta 20 Av. Maria QuitriaVANESSA DA MATA, BATIFUM E NEGRA COR Prime Music 22 Av. Maria Quitria

    SBADO 30/08ATRAO LOCAL HORA ENDEREO

    ELIOMAR Quiosque Encontro dos Amigos 18 Praa Duque de CaxiasURI BECHEN Porto da Feira 20 Estao Nova

    CELY NOBLAT Saigon Restaurante 21Rua Jos Pereira de Mascarenhas Prximo ao Cortio

    BANDA LMESSY Radiola Cultural 21 Av. Maria Quitria

    MRCIO MIRANDA Paradinha Pastelaria 21 Rua So Domingos

    GENIVAN DE LEDA Quiosque do Mazinho 21 Praa Gilson Pedreira Av. Getlio VargasGELIVAR SAMPAIO E SEU GRUPO Bengos Bar 21 Estao Nova

    ISRAEL EXALTO Caldeiro Sport Bar 21 Rua Frei Aureliano - CapuchinhosGUYMEO Bate Papo 21 Av. Maria Quitria

    CHORINHO EMTRE AMIGOS Mandala Bar 21 Conjunto Feira VI

    KUKE MALINO Cidade da Cultura 21 Conjunto Joo Paulo

    BANDA A COR Botekim 22 Av. Joo Durval

    ANDR E JAI Bar Cafofo 21 Estao NovaSELA VAQUEIRA, OS CLONES E GALEGUINHO Aermazm Privilege 22 Capuchinhos

    SKAMBO, CLUBE DE PATIFES, ESCOLA PBLICA E ELIXIR TAFARI

    Antoqurio Pub 21 Ponto Central

    PITEL E MRCIO LIMA Chique Bar 22 Senador Quintino

    SIMPLICIDADE A MAIS Bar Novo Art 21 Serraria Brasil

    IMPRIO IN SIDE Graa Eventos 21 Capuchinhos

    O menino detrs das nuvens segue no domingo tem teatro

    espirais em Poesia ser lanado no MAC

    Jussara Sales em novo ateli

    O projeto Domingo Tem Teatro prossegue com a apresentao do espetculo O Menino detrs das Nuvens, s 10h30min, no Teatro Universitrio do CUCA.

    Indicado ao prmio Braskem de teatro, o espetculo da Cia. SC Produes, de Salvador, apresenta uma trilha original entoada e cantada ao vivo por atores e msicos e tem a direo de Tacira Coelho. Ingressos no local, ao preo promocional de R$ 12,00 (meia para todos),

    Nesta sexta, dia 29, s 19h, acontece a Noite de Autgrafos do livro Espirais em Poesia, de Antoniella Devanier e Denise Dinigre. O evento ser no Museu de Arte Contempornea de Feira de Santana e conta com sarau de poesia, apresentao musical de Ana Cordeiro e Dilton Jesus.

    O livro traz poemas que foram produzidos aps pesquisa sobre linguagem potica, realizada pela jornalista Antoniella Devanier, no mestrado em

    Comunicao e Semitica pela PUC So Paulo. A parte intitulada Espirais do Tempo.Da Loucura ao Amor... na Alma!

    um impulso potico da autora Denise Denigre em suas vivncias pessoais e na observao sensvel das artes como recurso teraputico.

    Uma das melhores artistas plsticas de Feira de Santana, Jussara Sales, acaba de inaugurar o seu novo ateli, na Galeria Cardil Center, no centro da cidade. O espao dispe de uma exposio permanente dos trabalhos da artista, com pinturas em tecido, telas e desenhos.

    Jussara tambm ministra no ateli aulas de pintura em tecido. Voc pode manter contato pelo nmero (75) 8841-0438

    Vale a pena conferir e fazer uma visita.

    COMUNiCAdO de eXtRAViOA empresa RMR Agroindstria, Comrcio Atacadista, Beneficiamento e Empacotamento

    de Cereais EIRELI, inscrita no CNPJ n. 03.612.196/0001-63 e registrada na JUCEB sob NIRE n. 29 6 0001296-9, localizada Avenida Pernambuco, n. 191, Santa Mnica, nesta cidade de Feira de Santana BA, comunica o extravio do Livro Dirio registrado na JUCEB sob o n 11, referente ao perodo de 01/01/2011 31/12/2011.

  • Feira de Santana, sexta-feira 29 de agosto de 2014 9

    Em 2029 o Fluminense de Feira Futebol Clube estar sem restries fiscais. Essa a expectativa da diretoria aps aderir ao Refis da Crise, apelidado de Refis da Copa. A medida foi anunciada aps a concluso do levantamento de dbitos, que totalizam R$ 1.840,807,13. As dvidas junto a rgos federais foi parcelada com desconto de at 100% em juros e multas.

    De acordo com o diretor financeiro do clube, Jairo Miranda, o pagamento ser feito em 180 meses, com um desconto de cerca de R$ 250 mil. Desta forma o dbito total cai automaticamente

    ordacHSon GonalVeS

    Torcida em polvorosa, jogadores com sede de vitria e cada bola disputada com muita vontade. Estes aspectos indispensveis nos melhores e mais disputados certames de futebol do mundo estiveram presentes em todas as rodadas do Campeonato de Futebol Amador da Estao Nova, um dos mais tradicionais da cidade e o de maior rivalidade. PGV (Parque Getlio Vargas) e Projaec/Tomba vo disputar o trofu de campeo da edio 2014 no dia 14 de setembro. Ambos buscam o primeiro ttulo.

    A deciso est prevista para s 10h, no Estdio Gilson Porto, palco de todos os jogos da competio. Os finalistas foram definidos na rodada

    Melhor ataque contra melhor defesa decidem ttulo na estao Nova

    do ltimo domingo, 24, quando o Projaec empatou com o Conceio em 1 a 1. O time do Tomba tinha a vantagem de jogar pelo empate graas melhor campanha nas fases anteriores - e o PGV goleou o So Paulo por 4 a 0.

    A edio 2014 do Campeonato da Estao Nova foi iniciada no ms de maro, com dez times: Vila Rica (do municpio de Corao de Maria), Inter-Feira (do bairro Braslia), Braslia, Ferrovia, Conceio, Rio de Contas (bairro Irm Dulce), So Paulo (Estao Nova), Bahia (Mangabeira), alm de Projaec e PGV.

    ESTATSTICASO representante do

    Parque Getlio Vargas, o PGV, chega final como dono da melhor campanha. Em nove jogos foram seis

    vitrias, um empate e duas derrotas. Entretanto no se fala em favoritismo, j que uma das derrotas do PGV foi justamente para o adversrio da deciso, numa expressiva goleada por 5 a 0.

    O Projaec tem um aproveitamento menor, mas s perdeu uma partida na competio. Nos outros oito jogos foram trs vitrias e cinco empates. Para levantar a taa de campeo, o time do bairro Tomba ter que vencer o PGV, que joga pelo empate, por ter feito a melhor campanha, com aproveitamento de 70%.

    Outro atrativo da final ser o confronto entre o melhor ataque, o do PGV, que balanou as redes 16 vezes, contra a melhor defesa, o Projaec, que tomou oito gols - mdia de menos de um gol por

    jogo. O time do Tomba tem melhor saldo de gols que o do Parque Getlio Vargas: 5 a 2. A melhor defesa da competio ter o desafio de parar o atacante Marcinho, artilheiro do PGV e do campeonato, com cinco gols.

    ALTO NVELO alto nvel tcnico da

    competio e a rivalidade entre as equipes so os aspectos destacados pelo dirigente da Liga Esportiva da Estao Nova, Bruno Jnior. A cada ano a gente consegue melhorar ainda mais a competio, mesmo com todas as dificuldades. Percebemos uma presena cada vez maior da torcida, uma rivalidade acirrada e saudvel entre os times, e um alto nvel de futebol, aponta.

    Fluminense de Feira parcela dvidas fiscais

    O amadorismo segue forte em Feira de Santana, atraindo um grande pblico para as partidas nos campos de vrzea

    para R$ 1.587.503,34 - para ser quitado em 180 parcelas de aproximadamente R$ 8 mil mensais.

    A primeira parcela foi paga na ltima segunda-feira (25) a partir da contribuio de um empresrio torcedor do clube, que prefere ficar no anonimato, conforme informou a diretoria. Com o acordo firmado, o Fluminense ter que pagar cerca de R$ 31 mil nos prximos cinco meses.

    Para garantir que o acordo seja cumprido, a diretoria est na expectativa de contar tambm com o auxlio da torcida, atravs da Campanha

    Scio Torcedor que ser relanada em breve.

    SOBRE O REFISFoi reaberto por meio da

    Lei n 12.996, de 18 de junho de 2014, o prazo de adeso ao chamado Refis da Crise, regido originariamente pela Lei 11.941, de 2009 e pela Lei 12.249, de 2010. Este novo parcelamento foi apelidado de Refis da Copa e tem como prazo de adeso o perodo de 20 de junho de 2014 e 29 de agosto de 2014.

    Os dbitos administrados pela RFB (Receita Federal do Brasil) e pela PGFN (Procuradoria Geral da

    Fazenda Nacional) que podero ser includos no parcelamento so aqueles vencidos at 31 de dezembro de 2013, sendo fixadas as seguintes antecipaes de pagamento: I 10% (dez por cento) do montante da dvida objeto do parcelamento, aps aplicadas as redues, na hiptese de o valor da dvida ser at R$ 1.000.000,00 (um milho de reais); e II antecipao de 20% (vinte por cento) do montante da dvida objeto do parcelamento, aps aplicadas as redues, na hiptese de o valor total da dvida ser superior a R$ 1.000.000,00 (um milho de reais).

    Adilson Simas

    Feira OntemPelos ratos e pelos beatos

    Vereador ruim de olfato

    incompetentes so os outros

    Como a Praa da Bandeira j no oferecia condio, por conta prpria os comerciantes de carros usados transferiram a chamada Ilha do Rato para a Praa da Catedral. Monsenhor Galvo reagiu, dizendo que os fieis estavam sem acesso ao templo da padroeira. O prefeito Colbert Martins acalmou o santo padre dizendo que ia transferir a Ilha do Rato para o estacionamento do estdio Joia da Princesa.

    No domingo, 2 de agosto de 1981, o jornal Feira Hoje circulou com o protesto dos comerciantes, alegando entre outras razes, que instalados ao lado do estdio, longe da praa, alm de perderem clientes para as revendedoras, tambm perderiam a

    proximidade com as agncias bancrias. Sem querer desagradar qualquer das partes, Colbert marcou uma reunio ao ar livre, em plena Praa da Catedral, com os comerciantes, o monsenhor Galvo e chefe da Ciretran, Durval Carneiro, onde anunciou a mudana que agradou a todos:

    - Tomei uma deciso republicana; nem em frente Catedral, nem do lado do Joia: a Ilha do Rato vai funcionar ali na Praa da Repblica.

    Segundo o jornal Feira Hoje de tera-feira, 24 de abril de 1979, o vereador arenista Jos Carlos Mendes de Carvalho denunciou na tribuna que nas proximidades da residncia do vereador emedebista Hermes Sodr, no Ponto Central, funciona um depsito de ossos, para desespero dos moradores da rea.

    Durante a fala o orador fez duras crticas ao governo municipal, lembrando que era impossvel o Escritrio de Planejamento Integrado da prefeitura desconhecer o fato, pois o alvar para funcionamento de qualquer empresa

    depende antes de licena do prprio EPI. O governista Hermes Sodr aparteou garantindo que levaria o fato ao conhecimento do rgo e Mendes agradeceu ironizando:

    - Com olfato sensvel, o ilustre vereador j deveria ter comunicado o fato ao EPI...

    Recm empossado na chefia do Cerin, importante rgo pblico estadual com sede em Feira de Santana, o vereador Jos Ferreira Pinto, da Arena, foi tribuna da cmara na sesso de quinta-feira, 26 de maio de 1979 e fez duras crticas administrao municipal comandada pelo MDB. Foi destaque na edio de sbado, 26, do jornal Feira Hoje.

    - Infelizmente tudo em Feira de Santana est entregue a pessoas que no tm competncia, bradou Zez Pinto,

    imediatamente aparteado pelo emedebista Antonio Carlos Marinho que pedindo mais cautela ao orador, lembrou irnico:

    - Vossa excelncia uma das pessoas que esto frente de cargos pblicos nesta cidade.

  • 10 Feira de Santana, sexta-feira 29 de agosto de 2014

    SECRETARIA MUNICIPAL DE TRANSPORTES E TRNSITOPORTARIA N 010/2014

    O Secretrio Municipal de Transportes e Trnsito, no uso de suas atribuies legais,

    RESOLVE:Art. 1 - Criar uma Comisso de Sindicncia para apurar os fatos,

    referente Ocorrncia Policial n 3022014008797, de 25 de agosto de 2014, que foi registrada na Delegacia da 2 CP.

    I DERMEVAL RIBEIRO FRUTUOSO;II ANTONIO JACKSON ALVES DO NASCIMENTO;II - DIMAS BARBOSA DE MIRANDA FILHO

    Art.2 - A Presidncia da Comisso ser exercida pelo primeiro integrante e, no prazo que a Lei determina, a contar da data da publicao desta, encaminhar a Secretaria Municipal de Transportes e Trnsito o Relatrio Conclusivo.

    Art.3 - Esta Portaria entrar em vigor na data de sua publicao, revogadas as disposies em contrrio.

    Feira de Santana, 27 de agosto de 2014.Ebenzer Noel Carneiro da Silva Tuy

    Secretrio Municipal de Transportes e Trnsito

    DECRETO INDIVIDUAL N 445/2014O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da

    Bahia, no uso de suas atribuies, tendo em vista o que consta do Processo de n 30.3011/2013, e no Parecer da Procuradoria Geral do Municpio n 501/2014, e com fundamento no art. 6, incisos I, II, III e IV, da Emenda Constitucional n 41/2003, combinado com o art. 32, da Lei Complementar n 011/2002, e alteraes contidas na Lei Complementar n 028/2006, RESOLVE conceder aposentadoria voluntria por tempo de contribuio, com proventos integrais, servidora LOURDES FRANCISCA DE OLIVEIRA SANTANA, matrcula n 01005533-8, Agente de Servios Gerais, Classe I, Referncia A, nvel 07, lotada na Secretaria Municipal de Educao.

    Gabinete do Prefeito Municipal, 27 de agosto de 2014.JOS RONALDO DE CARVALHO

    PREFEITO MUNICIPAL

    JOS RONALDO DE CARVALHOPREFEITO MUNICIPAL

    JOS RONALDO DE CARVALHOPREFEITO MUNICIPAL

    JOS RONALDO DE CARVALHOPREFEITO MUNICIPAL

    JOS RONALDO DE CARVALHOPREFEITO MUNICIPAL

    JOS RONALDO DE CARVALHOPREFEITO MUNICIPAL

    JOS RONALDO DE CARVALHOPREFEITO MUNICIPAL

    JOO MARINHO GOMES JNIORSECRETRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAO

    JOO MARINHO GOMES JNIORSECRETRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAO

    JOO MARINHO GOMES JNIORSECRETRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAO

    JOO MARINHO GOMES JNIORSECRETRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAO

    JOO MARINHO GOMES JNIORSECRETRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAO

    JOO MARINHO GOMES JNIORSECRETRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAO

    JOO MARINHO GOMES JNIORSECRETRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAO

    DECRETO INDIVIDUAL N 446/2014O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da

    Bahia, no uso de suas atribuies, tendo em vista o que consta do Processo de n 30.3054/2014, e no Parecer da Procuradoria Geral do Municpio n 747/2014, e com fundamento no art. 6, incisos I, II, III e IV, da Emenda Constitucional n 41/2003, combinado com o art. 32, da Lei Complementar n 028/2006, RESOLVE conceder aposentadoria voluntria por tempo de contribuio, com proventos integrais, servidora LURIA ASSUITE TRINDADE ALMEIDA, matrcula n 01004218-5, Assistente Administrativo, Classe I, Referncia A, nvel 07, lotada na Secretaria Municipal de Educao.

    Gabinete do Prefeito Municipal, 27 de agosto de 2014.

    DECRETO INDIVIDUAL N 447/2014O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da

    Bahia, no uso de suas atribuies, tendo em vista o que consta do Processo de n 30.3065/2014, e no Parecer da Procuradoria Geral do Municpio n 862/2014, e com fundamento no art. 6, incisos I, II, III e IV, da Emenda Constitucional n 41/2003, combinado com o art. 40, 5, da Constituio Federal de 1988, e no art. 32, 1, da Lei Complementar n 028/2006, RESOLVE conceder aposentadoria voluntria por tempo de contribuio, com proventos integrais, servidora MARIA DAS DORES SAPUCAIA STRUDUTH, matrcula n 01005906-1, Professora, Classe I, Referncia F, nvel 07, lotada na Secretaria Municipal de Educao.

    Gabinete do Prefeito Municipal, 27 de agosto de 2014.

    DECRETO INDIVIDUAL N 448/2014O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da

    Bahia, no uso de suas atribuies, tendo em vista o que consta do Processo de n 30.3018/2013, e no Parecer da Procuradoria Geral do Municpio n 503/2014, e com fundamento no art. 6, incisos I, II, III e IV, da Emenda Constitucional n 41/2003, combinado com o art. 32, da Lei Complementar n 011/2002, e alteraes contidas na Lei Complementar n 028/2006, RESOLVE conceder aposentadoria voluntria por tempo de contribuio, com proventos integrais, servidora MARIA DO CARMO MIRANDA DOS SANTOS, matrcula n 01005748-9, Agente de Servios Gerais, Classe I, Referncia A, nvel 07, lotada, na Secretaria Municipal de Educao.

    Gabinete do Prefeito Municipal, 27 de agosto de 2014.

    DECRETO INDIVIDUAL N 449/2014O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da

    Bahia, no uso de suas atribuies, tendo em vista o que consta do Processo de n 30.3117/2014, e no Parecer da Procuradoria Geral do Municpio n 1220/2014, e com fundamento no art. 6, incisos I, II, III e IV, da Emenda Constitucional n 41/2003, combinado com o art. 32, da Lei Complementar n 028/2006, RESOLVE conceder aposentadoria voluntria por tempo de contribuio, com proventos integrais, servidora MARIZETE COSTA BORGES, matrcula n 01005897-6, Professora, Classe I, Referncia B, nvel 07, lotada na Secretaria Municipal de Educao.

    Gabinete do Prefeito Municipal, 27 de agosto de 2014.

    DECRETO N 9.300, DE 14 DE AGOSTO DE 2014.(Republicado por incorreo)

    Normatiza a movimentao do Fundo Municipal da Criana e do Adolescente de Feira de Santana.

    O Prefeito Municipal de Feira de Santana, Estado da Bahia, no uso de suas atribuies,

    DECRETA:

    Art. 1 - Ficam autorizados a movimentar a conta do Fundo Municipal da Criana e do Adolescente (FMDCA) de Feira de Santana, sejam por impresso grfica ou por quaisquer meios eletrnicos, as seguintes pessoas: I Jos Ronaldo de Carvalho - Prefeito Municipal; II Ildes Ferreira de Oliveira Secretrio Municipal de Desenvolvimento Social; III Ana Maria de Cerqueira Figueiredo Tesoureira do Municpio. Art. 2 - Este Decreto entrar em vigor na data da sua publicao, revogadas as disposies em contrrio.

    Gabinete do Prefeito Municipal, 14 de agosto de 2014.

    JOS RONALDO DE CARVALHOPREFEITO MUNICIPAL

    JOS RONALDO DE CARVALHOPREFEITO MUNICIPAL

    EXPEDITO CAMPODNIO ELOYSECRETRIO MUNICIPAL DA FAZENDA

    CLEUDSON SANTOS ALMEIDAPROCURADOR GERAL DO MUNICPIO

    MARIO COSTA BORGESCHEFE DE GABINETE DO PREFEITO

    MARIO COSTA BORGESCHEFE DE GABINETE DO PREFEITO

    LEI N 3.461, DE 21 DE AGOSTO DE 2014.Considera de utilidade pblica a ENGETEC ENGENHARIA JNIOR DE FEIRA DE SANTANA, e d outras providncias.

    O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da Bahia,

    Fao saber que a Cmara Municipal, atravs do Projeto de Lei n 42/2014, de autoria do Edil Justiniano Oliveira Frana, decretou e eu sanciono a seguinte Lei:

    Art. 1 - Fica considerada de utilidade pblica a ENGETEC Engenharia Jnior de Feira de Santana, localizada no Km 03, BR 116, Avenida Universitria, Mdulo 03 da UEFS, Bairro do Novo Horizonte, neste Municpio de Feira de Santana.

    Art. 2 - Esta Lei entrar em vigor na data de sua publicao, revogadas as disposies em contrrio.

    Gabinete do Prefeito, 21 de agosto de 2014.

    PORTARIA N 686/2014O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da

    Bahia, no uso de suas atribuies, tendo em vista o que consta do Processo de n 30.3065/2014, e no Parecer da Procuradoria Geral do Municpio n 862/2014, e com fundamento no art. 6, incisos I, II, III e IV, da Emenda Constitucional n 41/2003, combinado com o art. 40, 5, da Constituio Federal de 1988, e no art. 32, 1, da Lei Complementar n 028/2006, RESOLVE: I Fixar a renda mensal na inatividade da segurada MARIA DAS DORES SAPUCAIA STRUDUTH, matrcula n 01005906-1, Professora, Classe I, Referncia F, nvel 07, lotada na Secretaria Municipal de Educao, em R$ 4.913,84 (quatro mil novecentos e treze reais e oitenta e quatro centavos), equivalentes a 100% do salrio de contribuio verificado no ms de abril/2014, constitudo das seguintes parcelas: vencimento - R$ 3.779,88; adicional por tempo de servio (30%) R$ 1.113,96. II - Esta Portaria entrar em vigor na data de sua publicao.

    Gabinete do Prefeito Municipal, 28 de agosto de 2014.

    PORTARIA N 687/2014O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da

    Bahia, no uso de suas atribuies, tendo em vista o que consta do Processo de n 30.3018/2013, e no Parecer da Procuradoria Geral do Municpio n 503/2014, e com fundamento no art. 6, incisos I, II, III e IV, da Emenda Constitucional n 41/2003, combinado com o art. 32, da Lei Complementar n 011/2002, e alteraes contidas na Lei Complementar n 028/2006, RESOLVE: I Fixar a renda mensal na inatividade da segurada MARIA DO CARMO MIRANDA DOS SANTOS, matrcula n 01005748-9, Agente de Servios Gerais, Classe I, Referncia A, nvel 07, lotada na Secretaria Municipal de Educao, em R$ 941,20 (novecentos e quarenta e um reais e vinte centavos), equivalentes a 100% do salrio de contribuio verificado no ms de abril/2014, constitudo das seguintes parcelas: vencimento - R$ 724,00; adicional por tempo de servio (30%) R$ 217,20. II - Esta Portaria entrar em vigor na data de sua publicao.

    Gabinete do Prefeito Municipal, 28 de agosto de 2014.

    ANTNIO ALCIONE DA SILVA CEDRAZDIRETOR PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDNCIA DE FEIRA DE SANTANA

    ANTNIO ALCIONE DA SILVA CEDRAZDIRETOR PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDNCIA DE FEIRA DE SANTANA

    PORTARIA N 688/2014O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da

    Bahia, no uso de suas atribuies, tendo em vista o que consta do Processo de n 30.3117/2014, e no Parecer da Procuradoria Geral do Municpio n 1220/2014, e com fundamento no art. 6, incisos I, II, III e IV, da Emenda Constitucional n 41/2003, combinado com o art. 32, da Lei Complementar n 028/2006, RESOLVE: I Fixar a renda mensal na inatividade da segurada MARIZETE COSTA BORGES, matrcula n 01005897-6, Professora, Classe I, Referncia B, nvel 07, lotada na Secretaria Municipal de Educao, em R$ 3.400,62 (trs mil e quatrocentos reais e sessenta e dois centavos), equivalentes a 100% do salrio de contribuio verificado no ms de agosto/2014, constitudo das seguintes parcelas: vencimento - R$ 2.615,86; adicional por tempo de servio (30%) R$ 784,76. II - Esta Portaria entrar em vigor na data de sua publicao.

    Gabinete do Prefeito Municipal, 28 de agosto de 2014. JOS RONALDO DE CARVALHO

    PREFEITO MUNICIPAL

    JOS RONALDO DE CARVALHOPREFEITO MUNICIPAL

    JOS RONALDO DE CARVALHOPREFEITO MUNICIPAL

    JOO MARINHO GOMES JNIORSECRETRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAO

    JOO MARINHO GOMES JNIORSECRETRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAO

    JOO MARINHO GOMES JNIORSECRETRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAO

    ANTNIO ALCIONE DA SILVA CEDRAZDIRETOR PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDNCIA DE FEIRA DE SANTANA

    ANTNIO ALCIONE DA SILVA CEDRAZDIRETOR PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDNCIA DE FEIRA DE SANTANA

    ANTNIO ALCIONE DA SILVA CEDRAZDIRETOR PRESIDENTE DO INSTITUTO DE PREVIDNCIA DE FEIRA DE SANTANA

    PORTARIA N 684/2014O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da

    Bahia, no uso de suas atribuies, tendo em vista o que consta do Processo de n 30.3011/2013, e no Parecer da Procuradoria Geral do Municpio n 501/2014, e com fundamento no art. 6, incisos I, II, III e IV, da Emenda Constitucional n 41/2003, combinado com o art. 32, da Lei Complementar n 011/2002, e alteraes contidas na Lei Complementar n 028/2006, RESOLVE: I Fixar a renda mensal na inatividade da segurada LOURDES FRANCISCA DE OLIVEIRA SANTANA, matrcula n 01005533-8, Agente de Servios Gerais, Classe I, Referncia A, nvel 07, lotada na Secretaria Municipal de Educao, em R$ 952,96 (novecentos e cinquenta e dois reais e noventa e seis centavos), equivalentes a 100% do salrio de contribuio verificado no ms de abril/2014, constitudo das seguintes parcelas: vencimento - R$ 724,00; adicional por tempo de servio (30%) R$ 217,20; vantagem pessoal R$ 11,76. II - Esta Portaria entrar em vigor na data de sua publicao.

    Gabinete do Prefeito Municipal, 28 de agosto de 2014.

    PORTARIA N 685/2014O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da

    Bahia, no uso de suas atribuies, tendo em vista o que consta do Processo de n 30.3054/2014, e no Parecer da Procuradoria Geral do Municpio n 747/2014, e com fundamento no art. 6, incisos I, II, III e IV, da Emenda Constitucional n 41/2003, combinado com o art. 32, da Lei Complementar n 028/2006, RESOLVE: I Fixar a renda mensal na inatividade da segurada LURIA ASSUITE TRINDADE ALMEIDA, matrcula n 01004218-5, Assistente Administrativo, Classe I, Referncia A, nvel 07, lotada na Secretaria Municipal de Educao, em R$ 1.013,04 (mil e treze reais e quatro centavos), equivalentes a 100% do salrio de contribuio verificado no ms de junho/2014, constitudo das seguintes parcelas: vencimento - R$ 756,00; adicional por tempo de servio (34%) R$ 257,04. II - Esta Portaria entrar em vigor na data de sua publicao.

    Gabinete do Prefeito Municipal, 28 de agosto de 2014.

    LEI N 3.462, DE 21 DE AGOSTO DE 2014.Considera de utilidade pblica a ASSOCIAO COMUNITRIA DE FEIRA DE SANTANA MINISTRIO JESUS PARA AS NAES, e d outras providncias.

    O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da Bahia,

    Fao saber que a Cmara Municipal, atravs do Projeto de Lei n 45/2014, de autoria do Edil Jos Carneiro Rocha, decretou e eu sanciono a seguinte Lei:

    Art. 1 - Fica considerada de utilidade pblica a ASSOCIAO COMUNITRIA DE FEIRA DE SANTANA Ministrio Jesus para as Naes, com sede na Rua Alameda 04, n 30, Quadra A, Loteamento Irmos Trindade, Bairro do Sobradinho, neste Municpio de Feira de Santana.

    Art. 2 - Esta Lei entrar em vigor na data de sua publicao, revogadas as disposies em contrrio.

    Gabinete do Prefeito, 21 de agosto de 2014.

    JOS RONALDO DE CARVALHOPREFEITO MUNICIPAL

    JOO MARINHO GOMES JNIORSECRETRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAO

    LEI N 3.463, DE 21 DE AGOSTO DE 2014.Institui o Dia Municipal dos Animais, e d outras providncias.

    O PREFEITO MUNICIPAL DE FEIRA DE SANTANA, Estado da Bahia,

    Fao saber que a Cmara Municipal, atravs do Projeto de Lei n 48/2014, de autoria do Edil Marcos Antonio dos Santos Lima, decretou e eu sanciono a seguinte Lei:

    Art. 1 - Fica Institudo o Dia Municipal dos Animais que ser celebrado anualmente no dia 04 de outubro .

    Art. 2 - Fica o Poder Executivo autorizado a promover campanhas de conscientizao sobre a posse responsvel e promover feira de adoo com os animais das ONGs existentes na cidade, bem como os do Centro de Zoonoses.

    Art. 3 - Esta Lei entrar em vigor na data de sua publicao, revogadas as disposies em contrrio.

    Gabinete do Prefeito, 21 de agosto de 2014.

    JOS RONALDO DE CARVALHOPREFEITO MUNICIPAL

    MARIO COSTA BORGESCHEFE DE GABINETE DO PREFEITO

    Alugo Ponto Comercial com 3 salas na Rua Quintino Bocaiuva, 701 - 1 andar - Ponto Central - Prximo a Joo Durval. Contatos: 3225-5877 / 9134-1235

    Classificados da Tribuna Feirense

  • Feira de Santana, sexta-feira 29 de agosto de 2014 11

    Som A gosto, no Antiqurio Pub

    tVe estreia neste sbado expedio terra, de Juraci drea

    Sbado, 30.08, s 16h, a TVE Bahia estria o documentrio Expedio Terra, um registro da expedio comandada pelo artista visual Juraci Drea, que partindo de Feira de Santana no dia 13 de junho, seguiu viagem por vrias cidades do interior da Bahia, finalizando o percurso em Canudos e

    Cocorob, plantando esculturas em couro e madeira por onde passou. Da ao, que integra a programao da 3 Bienal da Bahia, participaram artistas, convidados, interessados e curiosos que juntaram-se ao grupo desde a partida ou durante o trajeto pelas estradas.

    A Expedio Terra a segunda etapa da 50 edio do Projeto Terra, desenvolvido para a Bienal da Bahia.

    A primeira etapa aconteceu no dia 30 de maio com a Ocupao Artstica da Fazenda Fonte Nova, no sop da Serra de So Jos das Itapororocas, distrito de Maria Quitria, em Feira de Santana. No lugar onde funciona a Casa Museu Eurico Alves, Juraci produziu uma escultura.

    J na segunda etapa a expedio refez rotas de viagens realizadas por Drea a partir dos anos 70 ao interior do

    estado, e que resultaram no Projeto Terra. A Bienal vai at a Bahia profunda, posiciona-se o secretrio Albino Rubim. Com isso, reconhecemos que a cultura no est apenas em Salvador, mas sim em cada canto do estado. Esse reconhecimento imprescindvel para a descentralizao da produo artstica e cultural na Bahia, conclui sobre a proposta curatorial do evento.

    Em 1982 comecei

    a fazer esculturas e pinturas, e passei a mostrar estes trabalhos em locais fora do circuito das grandes cidades, recorda-se o artista, reconhecendo que passou a levar informaes sobre artes para pessoas que no tinham hbito de conviver com essa rea. A mais recente edio do Projeto Terra aconteceu no ano passado, quando foi filmado o documentrio O Imaginrio de Juraci

    Drea no Serto: Veredas, de Tuna Espinheira. O filme mostra esculturas plantadas pelo artista em caminhos do serto baiano, entre Feira de Santana, Monte Santo, Canudos e Raso da Catarina.

    Um dos artistas mais engajados com o projeto curatorial da 3 Bienal da Bahia, Juraci Drea, 70 anos, autor da identidade visual do evento. O artista escultor, pintor, fotgrafo, poeta, desenhista e arquiteto.

    As esculturas de Juraci, espalhadas pelo serto, so revisitadas pelo criador

    Ser realizada neste sbado (30), em Feira de Santana, a 2 edio do projeto Som A Gosto. Este ano, o evento conta com a participao das bandas Scambo (Salvador), Clube de Patifes (Feira de Santana), Escola Pblica (Cachoeira) e a atrao internacional Elixir Tafari (Colmbia).

    O show ser iniciado a partir das 21 horas, no espao Antiqurio Pub, no bairro Ponto Central,

    em Feira. Os ingressos para o show esto venda nos bales dos shoppings Boulevard e Arnold Silva Plaza.

    Presente no Som A Gosto pelo segundo ano seguido, Scambo uma das mais respeitadas bandas da Bahia na atualidade, j a feirense Clube de Patifes, com 15 anos de histria referncia de resistncia e longevidade no difcil

    cenrio da msica independente.

    A festa ainda ter a banda Escola Pblica, com seu mais novo trabalho O Plano Cartesiano do Deus Enganador, uma interessante fuso que envolve samba, rock e outros ritmos. A outra atrao da noite a colombiana Elixir Tafari, banda de Latin Groove com clara influncia de ritmos do caribe, reggae, funk e hip hop.

  • 12 Feira de Santana, sexta-feira 29 de agosto de 2014

  • Feira de Santana, sexta-feira 29 de agosto de 2014 13

  • 14 Feira de Santana, sexta-feira 29 de agosto de 2014